Ir para conteúdo
  • Cadastre-se
ednaidesilva

Itália 18 dias - abril 2019

Posts Recomendados

Oi, Gente

Essa viagem será solo... a minha primeira viagem assim. Em 2011, eu estava pesquisando sobre Portugal e Espanha e vi uma viagem de uma menina do Piauí que passou 50 dias sozinha na Europa. E agora estou começando a realizar meu sonho! Eis o roteiro.

04/04 Ida SSA/Lisboa
05/04 Ida Lisboa/Roma
06/04 Roma
07/04 Roma Vaticano - quero ver o Papa!
08/04 Roma
09/04 Roma
10/04 Roma
11/04 Assis
12/04 Florença
13/04 Florença
14/04 Florença
15/04 Veneza
16/04 Veneza
17/04 Verona
18/04 Milão
19/04 Milão
20/04 Milão
21/04 Volta Milão/Lisboa/SSA

Dêem suas sugestões!

Compartilhar este post


Link para o post

Montando a viagem...

04/04 Ida SSA/Lisboa
05/04 Ida Lisboa/Roma
06/04 Roma Coliseu
07/04 Roma Vaticano - Domingo, quero ver o Papa!
08/04 Roma Vaticano
09/04 Roma Nápoles Pompeia
10/04 Roma Piazza dela Retonda, Piazza di Spagna, Piazza Navona
11/04 Assis
12/04 Florença
13/04 Florença Pisa Lucca
14/04 Florença
15/04 Veneza
16/04 Veneza
17/04 Verona
18/04 Milão
19/04 Milão
20/04 Milão
21/04 Volta Milão/Lisboa/SSA

Compartilhar este post


Link para o post

Acho que é por ai mesmo.

Mas eu sugiro a você pesquisar um pouco mais a respeito de Milão,  pois é uma cidade que não tem lá tantos atrativos turísticos para encher vários dias.

Também deixe a ida a Pompeia e Pisa/Lucca meio em aberto, escolhendo o melhor dia de fazer estes bate-voltas lá na hora de acordo com o clima, pois Pompeia e Pisa/Lucca num dia meio chuvoso é furada.

Compartilhar este post


Link para o post

Oi,

Vi vários posts seus e acho suas dicas super válidas!

A minha viagem é solo>

Gostaria de já comprar aqui tudo o que pudesse em relação a museus e passeios... por isso tão engessado!

Quanto a Roma, poderia deixar os dois últimos dias em aberto pensando no clima..

Ainda falta eu pesquisar as outras cidades...

Aguardo suas sugestões!

Obrigada

 

Compartilhar este post


Link para o post

Imagine a seguinte cena:

Você comprou ingresso para os museus Galeria Uffizi e Accademia em Florença para o dia 12 e passagens para Pisa / Lucca no dia 13.

Aí quando você chega lá em Florença, o dia 12 é um lindo dia de sol, mas você programou passar o dia inteiro enfurnada dentro de museus sem ver a claridade do dia.

E no dia 13, quando você tem passagem comprada para Pisa e Lucca, onde tudo é ao ar livre, você tem o azar de ser um dia meio frio e chuvoso, com temperaturas na casa dos 10ºC, tudo nublado e chuviscando. Dias assim são relativamente comuns em Abril mesmo na Itália.

Ai como você está com tudo engessado, não tem jeito, ou você encarra o frio e chuva e vai nos dias marcados, ou perde o dinheiro gasto nos ingressos e compra novos lá na hora.

A mesma lógica se aplica a Pompéia, onde absolutamente tudo é ao ar livre, e visitar Pompeia num dia meio frio e chuvoso é horrível. 

A mesma coisa com o Coliseu/Fórum/Palatino, são locais com muita coisa ao ar livre, e o ingresso que você compra é um combo que vale para os três, ai novamente você pode acabar "enfurnada" no museu do Vaticano e Basílica de São Pedro no único dia de sol da sua viagem, e ter que encarrar Pompeia e Coliseu/Fórum num dia frio e chuvoso.

E o seu roteiro está relativamente folgado, perder 30 ou 40 minutos minutos numa fila não seria um grande problema considerando o benefício que isto lhe traria.

Morando em Salvador, não sei se você está acostumada ou já vivenciou dias com temperaturas na casa dos 10ºC ou 15ºC, com vento e chuva?

Um dia destes é horrível, mesmo bem agasalhado, depois de 30 ou 40 minutos na rua, ou ao ar  livre, você vai estar desesperada para entrar em um local abrigado do frio, vento e chuva.

Então eu sempre sugiro comprar antecipado somente aqueles ingressos das atrações que realmente são necessários, e deixar o resto meio em aberto, para decidir lá na hora o que fazer, este é o grande "segredo" para uma viagem prazerosa e boa em períodos e locais onde pode fazer frio.

Alem do fato que comprando ingressos antecipado geralmente acaba sendo mais caro, pois na maioria dos locais você paga uma taxa de serviço adicional de 1 ou 2 Euros por comprar na internet e claro os 6.38% de IOF do cartão de crédito.  Comprando na hora e pagando com dinheiro vivo, você geralmente não paga a taxa de serviço da internet e o IOF da moeda em espécie é menor que no cartão.

 

Compartilhar este post


Link para o post

Você pode deixar muita coisa comprada e agendada, como por exemplo as passagens entre as cidades que serão a sua base, as reservas dos hotéis.

Mas deixe um pouquinho de liberdade na programação do dia a dia, se não acaba virando só uma grande lista de obrigações, com um monte de locais para você "checar" na sua listinha de obrigações.

Das cidades que você vai passar, as atrações onde realmente precisa comprar ingresso antecipado são a Galeria Borghese em Roma, e o museu onde é exibido o quadro a "Última Ceia" de Da Vinci em Milão,  são locais que tem número de visitantes bem limitado e esgotam semanas antes.

Outros locais que eu pensaria na possibilidade de comprar antecipado seriam a  Galeria Uffizi em Florença e o museu do Vaticano, que as vezes tem filas de 2h, mas também não é obrigatório.

Os demais, eu deixaria tudo para definir lá na hora, até mesmo o Coliseu que tem fila grande. Pois tem um "truque" que permite furar a fila, como o ingresso é um combo que vale no Coliseu, Palatino e Fórum, você pode ir na bilheteria do Palatino, que fica a 300 metros do Coliseu e que quase sempre está deserta, e comprar e começar a sua visita por lá, e quando você chegar no Coliseu, é só ir direto para a fila do raio-x, evitando a fila da bilheteria do Coliseu que sempre é grande.

 

Um local que tem filas enormes e demoradas é a Basílica de São Pedro, principalmente nos dias em que tem missa com o Papa, mas não tem muito o que fazer, pois não vendem ingresso.  Então o negócio para entrar na basílica sem enfrentar muita fila é acordar cedo, e chegar no Vaticano antes das 08:00 da manhã.

Ou melhor tem sim como comprar ingresso, você pode comprar um tour guiado pelo Museu do Vaticano e no final do tour você entra na basílica por uma porta lateral, mas custa 3x mais que o ingresso normal do museu, e você tem que ficar colado no seu grupo, se não você não entra na basílica e tem que entrar na fila de todo mundo.

Compartilhar este post


Link para o post
Em ‎01‎/‎06‎/‎2018 em 21:59, 321321 disse:

Você pode deixar muita coisa comprada e agendada, como por exemplo as passagens entre as cidades que serão a sua base, as reservas dos hotéis.

Mas deixe um pouquinho de liberdade na programação do dia a dia, se não acaba virando só uma grande lista de obrigações, com um monte de locais para você "checar" na sua listinha de obrigações.

Das cidades que você vai passar, as atrações onde realmente precisa comprar ingresso antecipado são a Galeria Borghese em Roma, e o museu onde é exibido o quadro a "Última Ceia" de Da Vinci em Milão,  são locais que tem número de visitantes bem limitado e esgotam semanas antes.

Outros locais que eu pensaria na possibilidade de comprar antecipado seriam a  Galeria Uffizi em Florença e o museu do Vaticano, que as vezes tem filas de 2h, mas também não é obrigatório.

Os demais, eu deixaria tudo para definir lá na hora, até mesmo o Coliseu que tem fila grande. Pois tem um "truque" que permite furar a fila, como o ingresso é um combo que vale no Coliseu, Palatino e Fórum, você pode ir na bilheteria do Palatino, que fica a 300 metros do Coliseu e que quase sempre está deserta, e comprar e começar a sua visita por lá, e quando você chegar no Coliseu, é só ir direto para a fila do raio-x, evitando a fila da bilheteria do Coliseu que sempre é grande.

 

Um local que tem filas enormes e demoradas é a Basílica de São Pedro, principalmente nos dias em que tem missa com o Papa, mas não tem muito o que fazer, pois não vendem ingresso.  Então o negócio para entrar na basílica sem enfrentar muita fila é acordar cedo, e chegar no Vaticano antes das 08:00 da manhã.

Ou melhor tem sim como comprar ingresso, você pode comprar um tour guiado pelo Museu do Vaticano e no final do tour você entra na basílica por uma porta lateral, mas custa 3x mais que o ingresso normal do museu, e você tem que ficar colado no seu grupo, se não você não entra na basílica e tem que entrar na fila de todo mundo.

@321321 Oi!

Não imaginava que no dia da missa seria viável a visita ao museu...

E outra coisa!

A missa não é sempre com o Papa?

Estou confusa com a história do Papa...o.O

Compartilhar este post


Link para o post

A missa é sempre com o papa, acho que me espressei errado.

O que eu quiz dizer, é que nos dias em que o papa celebra missa ao ar livre na praça em frente ao vaticano, o acesso a basilica  fica absurdamente o lotado, com filas quilometricas.

Então neste dia você assiste a missa ao ar livre na praça de manhã e a tarde vai fazer outra coisa longe do Vaticano por que as filas estarão imensas. E deixa para visitar a basílica e museu do vaticano em outro dia quando geralmente tem menos gente.

  • Gostei! 1

Compartilhar este post


Link para o post

Crie uma conta ou entre para comentar

Você precisar ser um membro para fazer um comentário

Criar uma conta

Crie uma nova conta em nossa comunidade. É fácil!

Crie uma nova conta

Entrar

Já tem uma conta? Faça o login.

Entrar Agora
  • Seja [email protected] ao Mochileiros.com

    Faça parte da maior comunidade de mochileiros e viajantes independentes do Brasil! O cadastro é fácil e rápido! 😉 

×