Ir para conteúdo

. . . . . Buenos Aires poluído


Posts Recomendados

  • Membros de Honra

Edmilson Vieira

Aqui começa a busca por Buenos Aires. A primeira atitude é dizer que você pode imaginar essa cidade portenha como um lugar bonito, cinematográfico e que foi construído com ternura e glamour. Um pouco do mundo numa populaçäo de 14 milhöes de habitantes.

 

Se alguém no Brasil lhe encarregar de procurar alguma coisa na Argentina, o que seja, você encontra, menos a esperança de que dias melhores viräo. Isso näo é por causa da crise que foi impecável enquanto durou, mas devido ao barulho dos ônibus urbanos. O motor desses veículos parece que é feito com a turbina dos antigos aviöes da Aerolíneas Argentinas. Como iam ser usados nas ruas, regularam para o barulho ser ainda mais alto. A música remasterizada que eles produzem é uma ópera do inferno e os decibéis repercutem até na Cordilheira dos Andes, menos nos ouvidos do povo. Uma semana de férias na cidade e a única vítima ainda näo se acostumou com a cançäo, que faz parte do show imperdível pra quem caminha nas ruas centrais.

 

A rotina é andar para ver a riqueza dos prédios que oferecem um museu a céu aberto. Como já está fazendo 16 anos da última visita, o passado pode ser comparado às muitas lojas e restaurantes fechados. As circunstâncias que levaram à quebradeira geral, estäo na época da ditadura militar, no fracasso do capitalismo mundial, no carater dúbio de quem escreve e na atençäo de quem lê.

 

Esse primeiro ensaio sobre Buenos Aires e seu barulho, protagonizado pelos próprios ônibus argentinos, e vivido por quem está passando pela experiência de uma guerra, chega ao fim, pois está na hora de ir às ruas e se defrontar com os turbo-ônibus. Edmilson Vieira é artista plástico e escreve crônicas [email protected]

Editado por Visitante
Link para o comentário
Compartilhar em outros sites

  • Colaboradores

como e' que e'???? onibus movido a TURBINA DE AVIAO?????? cara que viagem!!!! isso nao existe. o que existe sim, e muito, sao muitos onibus velhos circulando em razao de que os impostos para renovacao da frota sao altissimos, a exemplo dos mesmos e ate piores que aqui. pergunte a um empresario portenho como sao as "unions" trabalhistas argentinas. pergunte qual o imposto sobre circulacao que eles pagam. pergunte tb qual a relacao passagem paga X preco do combustivel...

 

depois de tudo isso reveja sua colocacao. duvido que os empresarios donos das linhas nao sejam a favor da renovacao da frota. o que ocorre eh justamente o que vc falou: recessao economica. em breve veremos isso tb aqui no Brasil, se esta M. de governlo continuar aumentando os impostos...

Link para o comentário
Compartilhar em outros sites

  • Membros

amigo!, você não está contando a verdade. A Cidade de Buenos Aires pode ser isso que você relata, mas Buenos Aires tem bem mais. É como falar de Brasil e dizer que é uma guerra, fazendo referência ao Rio de Janeiro atual. Depois fala de capitalismo, ditadura e etc. Uma pena a imagem que tem de Argentina por conhecer SÓ alguns kilometros de uma cidade feita para a diversion, e não o elax.

Abraços

http://www.buenosaires.gov.ar/

Link para o comentário
Compartilhar em outros sites

  • 4 anos depois...

Participe da conversa

Você pode postar agora e se cadastrar mais tarde. Se você tem uma conta, faça o login para postar com sua conta.

Visitante
Responder

×   Você colou conteúdo com formatação.   Remover formatação

  Apenas 75 emojis são permitidos.

×   Seu link foi automaticamente incorporado.   Mostrar como link

×   Seu conteúdo anterior foi restaurado.   Limpar o editor

×   Não é possível colar imagens diretamente. Carregar ou inserir imagens do URL.

×
×
  • Criar Novo...