Ir para conteúdo

Carros: Problemas com Altitude


Posts Recomendados

  • 2 anos depois...
  • Respostas 53
  • Criado
  • Última resposta

Mais Ativos no Tópico

  • Membros
Em 14/07/2014 em 11:10, Roberson Ludgero disse:

Olá a todos, achei muito interessante os comentários e me ajudou bastante. Já tive três experiências na cordilheira dos Andes, a primeira vez foi em outubro de 2009, fiz com dois primos uma viagem de Curitiba até Cusco, e os primeiros efeitos da altitude no carro foi justamente entre Purmamarca e Paso de Jama, estávamos com um Siena HLX 1.8 Flex, subindo com gasolina, antes de chegar na cordilheira, no El Chaco Argentino, o carro fez "acredite" 18 km/l, a gasolina Argentina em 2009 com certeza era pura (Atualmente soube que a Petrobrás está fornecendo a nossa gasolina de baixa qualidade). Ao atingir a altitude de +- 4000 metros, percebemos o primeiro problema com uma perda súbita de potência e o ascendimento da luz indicadora de problemas na injeção eletrônica, encostamos o carro e aguardamos alguns minutos com o motor desligado, aí a luz se apagou e demos a partida e saímos, mas com pouca potência, isso se repetiu todas as vezes que atingia-se cerca de 4000 ou 4200 metros, na primeira vez assustou, mas depois fomos acostumando, teve alguns trechos que parecia que não iria dar pra continuar, mas felizmente seguimos viagem sem maiores problemas. Não sabia sobre a dica de retirar o filtro de ar. Em 2012, abril/maio, fizemos uma outra travessia pelo mesmo lugar, só que com um Sentra S 2.0 Flex automático, desta vez não apresentou nenhum problema, inclusive o consumo que foi de 12, 13 por litro baixou apenas para 10,5 neste trecho, subindo com 4 adultos e carregado de bagagem. Na terceira experiência, cruzamos a cordilheira na regão de Fiambalá - Copiapó com uma Frontier Diesel 4x2, foi muito bem sem perda de potência nas rodovias. Só percebemos uma perda de potência quando fomos até o abrigo Atacama na base do Ojos del Salado, a 5.200m. Abraço.

DSC00562.JPG.c11d009a8f64e0f903659ef204d39cd1.JPG

De cara já tem um relato errado... nenhum carro turbo sofre com altitude ( Frontier Diesel 4x2) 

o que pode ter acontecido com esse Sentra é que sua ECU reprograma a injeção mais rápido e mais eficiente do que o Siena por ser mais moderno !

qual eram o ano dos carros Siena e Sentra ?

 

Link para o post
Compartilhar em outros sites
  • 3 anos depois...
  • Membros

O HB20 três cilindro apaga em torno de 3500M de altitude. Depois só resfriando constantemente e com muito giro para obter potencia. Após retorna do Atacama recebi a sugestão de fazer um reset , parece uma boa ideia,  mas não executei na prática.

Link para o post
Compartilhar em outros sites

Participe da conversa

Você pode postar agora e se cadastrar mais tarde. Se você tem uma conta, faça o login para postar com sua conta.

Visitante
Responder

×   Você colou conteúdo com formatação.   Remover formatação

  Apenas 75 emojis são permitidos.

×   Seu link foi automaticamente incorporado.   Mostrar como link

×   Seu conteúdo anterior foi restaurado.   Limpar o editor

×   Não é possível colar imagens diretamente. Carregar ou inserir imagens do URL.


×
×
  • Criar Novo...