Ir para conteúdo
  • Faça parte da nossa comunidade! 

    Encontre companhia para viajar, compartilhe dicas e relatos, faça perguntas e ajude outros viajantes! 

eniobeier

Carros: Problemas com Altitude

Posts Recomendados

Caríssimos,

 

Excelentes relatos e boas dicas!

 

Em dezembro cruzarei o Paso de Jama com um Clio 1.0 16V hi-Flex 2009. Em fevereiro, no retorno, review completo da empreitada. ::sos::

 

Mioto.

Compartilhar este post


Link para o post
Compartilhar em outros sites

Olá a todos, achei muito interessante os comentários e me ajudou bastante. Já tive três experiências na cordilheira dos Andes, a primeira vez foi em outubro de 2009, fiz com dois primos uma viagem de Curitiba até Cusco, e os primeiros efeitos da altitude no carro foi justamente entre Purmamarca e Paso de Jama, estávamos com um Siena HLX 1.8 Flex, subindo com gasolina, antes de chegar na cordilheira, no El Chaco Argentino, o carro fez "acredite" 18 km/l, a gasolina Argentina em 2009 com certeza era pura (Atualmente soube que a Petrobrás está fornecendo a nossa gasolina de baixa qualidade). Ao atingir a altitude de +- 4000 metros, percebemos o primeiro problema com uma perda súbita de potência e o ascendimento da luz indicadora de problemas na injeção eletrônica, encostamos o carro e aguardamos alguns minutos com o motor desligado, aí a luz se apagou e demos a partida e saímos, mas com pouca potência, isso se repetiu todas as vezes que atingia-se cerca de 4000 ou 4200 metros, na primeira vez assustou, mas depois fomos acostumando, teve alguns trechos que parecia que não iria dar pra continuar, mas felizmente seguimos viagem sem maiores problemas. Não sabia sobre a dica de retirar o filtro de ar. Em 2012, abril/maio, fizemos uma outra travessia pelo mesmo lugar, só que com um Sentra S 2.0 Flex automático, desta vez não apresentou nenhum problema, inclusive o consumo que foi de 12, 13 por litro baixou apenas para 10,5 neste trecho, subindo com 4 adultos e carregado de bagagem. Na terceira experiência, cruzamos a cordilheira na regão de Fiambalá - Copiapó com uma Frontier Diesel 4x2, foi muito bem sem perda de potência nas rodovias. Só percebemos uma perda de potência quando fomos até o abrigo Atacama na base do Ojos del Salado, a 5.200m. Abraço.

DSC00562.JPG.c11d009a8f64e0f903659ef204d39cd1.JPG

Compartilhar este post


Link para o post
Compartilhar em outros sites
perda súbita de potência

Roberson

 

Não é bem assim. Tem um calculo aproximado: perda de 10% da potência para cada 1000m que se sobe.

Talvez não perceba em altitudes não muito elevadas, mas 4000 m já se foi 40% do motor.

 

Isso não vale para motores turbinados, eles conseguem manter a potência plena a uma boa altitude.

 

Abraço

Geovani

Compartilhar este post


Link para o post
Compartilhar em outros sites

Desenterrando o tópico hehehehehehehe

 

Fiz uma viagem um tempo atras com um Vw Fox 1.6 14/14 para Paso de Jama e La Quiaca e nao tive nenhum tipo de problema, exceto a tradicional perda de potência na altitude.

 

Porém acabei de chegar de uma viagem ao Chile pelo Paso de Sico com uma Duster 2.0 Dinamique, e foi uma tristeza.

 

O carro apresentou falha na injeção eletrônica a partir de 2800 msnm, quando estávamos no caminho de San Antonio de Los Cobres, tentei de tudo, deixar o carro parado, (parei com ele numa descida ja prevendo o problema), demos uma voltinha com os dogs pra eles esticarem a perna, fazer um xixizinho, etc.

 

Enfim, carro sem pegar e luz acessa de problema na injeção eletrônica no painel, solução dar um tranquinho, voltar para Salta....

 

Fizemos isso e aos 2000 msnm tentei de novo, nada, aos 1500 msnm parei o carro, pois acendeu também a luz do catalisador.

 

Peguei o telefone e ligamos numa Renault Minuto em Salta, o rapaz que nos atendeu e já sabia da nossa situação e ja nos avisou que era normal :shock:::vapapu::::dãã2::ãã2::'> ::essa::

 

Fomos ate a renault minuto( a luz do catalisador não apagava e a da injeção apagou sozinha) e ele sugeriu trocar o filtro de combustivel, pois em varias Duster e Fluence o problema era normal e ele achou que trocando o filtro melhorava.

 

Fizemos isso e trocamos, preço 350 pesos argentinos, fica a informação, hoje, passada a experiência eu diria que não fez muito efeito, mas prefiro pensar que foi uma tentativa de continuar a viagem!

 

Enfim outra sugestão dele foi.

 

Pare o carro, desligue o motor, espere um tempo e depois ligue o carro, sem ligar o motor, quando apagasse a luzes do painel, ligar o motor.

 

No dia seguinte, tentamos novamente e deu certo, dormimos em San Antonio de Los Cobres, desistimos da ideia de ir a Tolar Grande e conhecer a região(muito isolada), fomos direto pelo Paso de Sico, pois sempre havia alguém na estrada, mesmo que fossem raros, ainda havia alguém

 

Conseguimos chegar em San Pedro sem problemas, porem nos dias seguintes, tivemos vários problemas, um inclusive na subida para as Lagunas Miscanti, que tive que colocar o carro na contramão para tentar sair dali, ainda bem que era naquela parte de ripio e tirando o nervosismo dos motoristas de van, não havia nenhum risco maior.

 

Fizemos o retorno ali e voltamos para um lugar mais sossegado e esperamos, esperamos e deu certo.

 

Desistimos de alguns passeios e na volta pelo Paso de Jama tivemos o mesmo problema umas vezes, inclusive no Paso Hito Cajon que fomos perguntar se daria pra ver a Laguna Verde.

 

Desistimos de ir para Uyuni (a gente ia tentar fazer a travessia).

 

Bom voltamos pra casa e o técnico da Renault da concessionaria aqui da região, confirmou que é isso mesmo, que o sensor de pressão da Duster e do Fluence, tem essa característica na leitura e que o procedimento adota acima está correto, pois assim ele vai tendo que fazer uma nova leitura a cada altura (amigos a explicação dele foi mais detalhada, mas achei meio estranha, não vou colocar aqui) e só após ele fazer a nova leitura ele ajusta a injeção.

 

Enfim, sei que vão haver vários usuários de .duster que poderão dizer que nunca passaram por essa situação, enfim, se esse for o seu caso, não esquente com esse mínimo relato descrevendo a situação que passamos.

 

Agora se vc tem um carro desses de cima, por favor, saiba, PODE ACONTECER, vou repetir PODE, não há certeza que VÁ acontecer, MAS, se acontecer, faça esse procedimento acima, mas PROCURE sempre parar em lugar que dê para dar um tranquinho, pois dependendo de como for, pode ser que vc vai acabar arriando a bateria.... Não deixei isso acontecer em nenhum momento, mas tomei o cuidado de deixar ela sempre no esquema de se precisar dar um tranco, daria pra dar.

 

 

No mais, se vc estava em San Pedro e região e viu uma .duster branca brasileira, fazendo essas presepadas, saiba que nao foi culpa do motorista hehehehehehehehehe ::lol4::::tchann::

 

Minha intenção com essa postagem é só ajudar alguém que tenha o mesmo veiculo e vá para um lugar mais alto a solucionar esse problema para sair dessa situação, segundo o pessoal da concessionaria Renault é normal acontecer, e as vezes acontece indo da .serra da Mantiqueira para o litoral..... Nunca aconteceu conosco.... Mas me deixou mais ainda desanimado com o carro.

 

Próximas viagens que envolvam altitude, serão com o Vw Fox, ao menos esses apuros a gente não vai mais passar.

 

Em San Antonio de Los .cobres vimos vários Fox, sinal que dá pra confiar mais nele pra próxima viagem... Uma pena que perdermos alguns lugares nessa viagem, mas como sempre digo, eles vão continuar lá e um dia iremos vê-los ao vivo.

 

Grande abraço a todos e desculpem o post enorme hehehehehee

Compartilhar este post


Link para o post
Compartilhar em outros sites

Bom dia.

 

Ressuscitando o tópico novamente.

Estou planejando a viagem UAC com amigos, mas estou com muitas dúvidas referente a carro carburado e injetado na altitude.

Estamos em 8 e será a primeira viagem e também não queremos ir com os carros próprios, a principio queremos comprar carros baratos e fazer a trip, após vendemos eles.

 

Estamos pensando em kombi, parati quadrada ou belina(não confio muito), todos carburados pois a mecânica é mais simples e mais fácil de resolver problemas.

 

Se tiverem alguma opinião ou dica estamos aceitando, pois somos leigos.

Compartilhar este post


Link para o post
Compartilhar em outros sites

Fala Mauricio, blz ?

 

Puxa perdi todo o tópico que usei para te responder, não é a primeira vez (tem sido meio frequente), enfim, desculpe se a resposta for ficando mais curta.....heheheheheheheheehehehehehe...

 

Enfim, entendi sua dúvida e fiquei pensando se não valeria a pena vc criar um tópico específico sobre isso (atrairia novos leitores) ou se não faria diferença, já que aqui realmente é um tópico sobre problemas na altitude

 

Minha experiência maior é em viagens de moto, que tem o mesmo problema de carro, mas..... moto é moto, carro é carro.

 

Nas motos usasse algumas soluções, retirar o filtro de ar, tirar a tampa do filtro de ar, passar cebola no filtro de ar (não sei pq, mas já vi gente fazendo, deve ajudar em algo), acelerar com muita paciência para a moto embalar e não de forma abrupta e a melhor solução, trocar o giclê do carburador.......

 

Mas como disse moto é moto, carro é carro.... o que vale pra moto, de repente não vale pra carro e vice versa

Compartilhar este post


Link para o post
Compartilhar em outros sites

afff... perdi de novo a resposta.....hehehehehehehe

 

Enfim, vamos lá.

 

Vou postar relatos curiosos de carros antigos que li, enquanto as pessoas viajavam e lembrei e vou postar os links para vc, leia-os com calma e procure identificar quais os problemas que eles encontraram na travessia da Cordilheira, pode ser que lá vc encontre ideias de como resolver o seu problema

 

Lembre-se de fazer um planejamento bacana, para poder traçar o roteiro que for melhor para a sua viagem, há pasos que fecham completamente no inverno e há pasos que fecham durante uma temporada de nevascas (já vi o pasos Los Libertadores fechado por mais de 1 semana, e o Los Libertadores é simplesmente o paso mais importante entre os dois países)

Compartilhar este post


Link para o post
Compartilhar em outros sites

http://viajandodefusca.com.br/quem-somos/

 

Casal que passou por vários pasos num Fusquinha 71, vale bem a leitura, porque eles passaram por problemas e já sabiam como solucionar.....

 

http://www.caminandoporelglobo.com/

 

Uma viajante de Kombi que passou e ficou na altitude por vários dias, ela é muito simpática e bastante comunicativa, adora uma boa conversa e provavelmente vai poder te ajudar a sanar várias dúvidas

Compartilhar este post


Link para o post
Compartilhar em outros sites

http://kombilife.com/

 

Começo com um casal de europeus que compraram uma Kombi no Chile e foram em direção ao Alaska, em certo ponto encontraram uma dog, que chamaram de Alaska, depois em um ponto da viagem, só sobrou o cara e a Alaska..... a moça foi embora, tiveram muitos problemas mecânicos com a Kombi que foram solucionando durante a viagem.... não sei se foi esse o motivo dela ter ido embora....heheehehehe... vale a leitura, e os vídeos..... tem até descida que perderam o freio.....

 

http://neyjunior52.wix.com/rap/apps/blog

 

Uma viagem com um carro que vc não mencionou, mas que já tive o prazer de dirigir, uma Brasilia.... Foi a Bolívia, Peru, Chile e Argentina.

 

Levou uma Barra Forte pra se divertir na descida da Estrada da Muerte em La Paz.... só os antigos vão entender antes de ler o relato....hehehehehehe chegou a apostar corrida com o guia

Compartilhar este post


Link para o post
Compartilhar em outros sites

Participe da conversa!

Você pode ajudar esse viajante agora e se cadastrar depois. Se você tem uma conta,clique aqui para fazer o login.

Visitante
Responder

×   Você colou conteúdo com formatação.   Remover formatação

  Apenas 75 emoticons no total são permitidos.

×   Seu link foi automaticamente incorporado.   Mostrar como link

×   Seu conteúdo anterior foi restaurado.   Limpar o editor

×   Não é possível colar imagens diretamente. Carregar ou inserir imagens do URL.




×
×
  • Criar Novo...