Ir para conteúdo
  • Faça parte da nossa comunidade! 

    Encontre companhia para viajar, compartilhe dicas e relatos, faça perguntas e ajude outros viajantes! 

Fernando Paiotti

Porto - - Informações detalhadas sobre todos os pontos turísticos da cidade

Posts Recomendados

Olá pessoal! O que irei compartilhar com vocês foi uma compilação bastante abrangente de informações sobre todos os pontos turísticos da cidade do Porto, que reuni para montar minha viagem. As informações foram extraídas aqui do site e também de muitos blogs. Aproveitem!

 

 

ROTEIRO PORTO

Localizada ao norte de Portugal, às margens do Rio Douro, o Porto é uma das principais cidades do país, famosa pelo vinho de sabor único que leva seu nome.

De longe, esta é a minha cidade preferida de Portugal. É muito bonita, com seus prédios em vários estilos: alguns barrocos, outros em estilo belle époque francês... E o que dizer das igrejas com fachadas de azulejos pintados? E as casas coloridas vistas da Ribeira? É imperdível.

A cidade está situada numa colina, o que faz ter muitas ruas em ladeiras, algumas até bastante íngremes. Mas antes que alguém desanime, digo que passear pelo Porto é bastante agradável, e quase sempre o plano inclinado não atrapalha as andanças.

Se mesmo assim rolar uma preguiça de subir uma ladeira (aconteceu comigo também), a cidade conta com um ótimo transporte público, com pontos de ônibus bem informativos e um metrô moderno e eficiente. Boas opções para quem quer fugir das subidas.

É em sua vizinha Vila Nova de Gaia, situada do outro lado do Rio Douro, onde está uma das principais atrações locais: as caves (armazéns) do famoso vinho do Porto. Parada obrigatória para quem visita a região.

Não deixe de apreciar também o pôr-do-sol no Porto. É um dos mais bonitos do mundo!

DIA 1 – Av. dos Aliados, Ribeira, Vila Nova de Gaia e as Caves do Vinho do Porto

Saindo da casa da minha amiga, que ficava na região de Matosinhos (a 6 km do Porto), pegamos o metrô que nos levou até nossa primeira parada: a Avenida dos Aliados. Uma das mais bonitas da cidade, ela parece um boulevard parisiense. Com uma praça no centro e o belíssimo prédio da Câmara Municipal ao fundo, esse é o local onde frequentemente ocorrem eventos, exposições e afins.

Nesta avenida, um destaque inusitado: o Mc Donald's. Localizado no edifício de um antigo café que ali existia, tem belíssimos vitrais. Vale a pena dar uma entrada, nem que seja só para apreciar.

Seguindo a pé por entre as ruas da cidade, apreciando as casas coloridas, chegamos a uma das regiões mais famosas do Porto: a Ribeira.

Localizada margens do Rio Douro, tem muitos restaurantes e lojinhas e é um lugar ótimo para sentar e ver o vai-e-vem das pessoas.

Da Ribeira, podemos ver o cartão postal da cidade: a Ponte Dom Luís I. Construída em 1886 por um discípulo de Gustave Eiffel (o criador da famosa torre parisiense), ela possui 2 andares: no de baixo há uma pista para carros e, na de cima, há trilhos para a passagem do metrô. Em ambos há passagem para pedestres.

Seguindo pela parte baixa da ponte, fomos em direção a Vila Nova de Gaia (ou simplesmente Gaia, como é conhecida), a cidade que fica do outro lado do rio. O nosso objetivo era visitar os armazéns (chamado de caves) do vinho do Porto.

Há várias delas por lá e muitas oferecem visitas com degustação de vinho, geralmente pagas e em horários pré-determinados. A que minha amiga me levou foi a Sandeman, que fica logo na beira do rio.

Na entrada desta cave, a gente se depara com umas marcações na parede, com datas de várias épocas. Elas representam as incríveis cheias do Rio Douro. As marcas mostram a altura que o rio atingia nas paredes, naquela determinada data correspondente. A que ocorreu em 1909 chegou quase no teto!

Enquanto aguardávamos a hora do início da visita, ficamos sentadas ali na beira do Rio Douro, apreciando a bela vista do Porto pelo ângulo de Gaia. Lindo, lindo.

Em frente às caves, flutuando nas margens do rio, estão os chamados rabelos, que são barcos que transportam os barris de vinho do Porto, que vem das vinícolas localizadas mais a leste. Os que estão lá hoje são apenas ilustrativos.

Chegada a hora da visita, nos dirigimos até a Sandeman. Eles te levam para um passeio guiado por seus armazéns, contando um pouco sobre o vinho do Porto e a história dele. O guia estava vestido como o logotipo da marca: uma longa capa negra e um chapéu. Ao final da visita, há uma degustação dos vinhos. Recomendo!

Voltando para o Porto, atravessando pelo andar de baixo da Ponte Dom Luís I, pegamos um funicular (um bonde que sobe um plano inclinado) que há ali em frente e subimos. Lá em cima, seguimos em direção à parte alta da ponte e dali, não só tive uma vista maravilhosa do Porto, como também pude ver um pôr-do-dol espetacular. Imperdível.

Mas atenção: no centro da pista passam os trilhos do metrô e a proteção para a parte dos pedestres é vazada. A pessoa entretida, tirando foto da paisagem, geralmente se esquece deste detalhe e pode acabar invadindo, sem querer, a área do metrô. Cuidado!

À noite, minha amiga me levou num restaurante muito bom, na região de Matosinhos: o Lage do Senhor de Padrão. Lá, comi um delicioso bacalhau assado na brasa com batatas ao murro. Recomendo! Mesmo que você esteja hospedado(a) no Porto, é possível pegar um taxi facilmente até a região onde está o restaurante.

DIA 2 – Jardins do Palácio de Cristal e a Baixa do Porto

Eu e minha amiga começamos o dia por volta das 10 horas da manhã, passeando pelos Jardins do Palácio de Cristal. É um parque localizado à oeste do centro do Porto, onde até 1951 existia o Palácio de Cristal, inspirado no original que havia no Kensingtons Garden em Londres, no final do século XIX. No lugar foi construído o Pavilhão Rosa Mota, um grande ginásio esportivo.

Neste parque, que está numa parte mais alta da cidade, temos uma bela panorâmica do Porto. Atenção para a vista mais a oeste, onde podemos ver a Ponte Arrábida e a foz do Rio Douro ao fundo.

Saindo do parque, fomos caminhando até um dos restaurantes mais conhecidos do Porto: o Capa Negra. Lá comi um dos pratos mais famosos da cidade e uma das especialidades da casa: a Francesinha.

É um sanduíche feito com pão de forma, recheado com linguiça, salsicha, presunto e carne, coberto com queijo derretido e mergulhado num molho que leva vários ingredientes, como tomate, vinho, pimenta, entre outros. E ainda vem acompanhado de uma porção de batatas fritas, mergulhadas no molho.

A refeição é deliciosa! Mas aviso que é bem grande. A menos que você esteja com uma fome de leão, 2 pessoas comem 1 sanduíche desse facilmente.

Não deixe também de experimentar o Panachê, uma cerveja misturada com soda de limão. Muito bom!

Depois do almoço, pegamos um ônibus até a região central da cidade, conhecida como Baixa do Porto.

Passeando por suas ruas, a primeira parada foi na bela Igreja do Carmo. Sua fachada é toda preenchida por azulejos pintados, típicos de Portugal e bastante recorrente em algumas fachadas da cidade, como você verá mais a frente.

Continuando a caminhada, passamos por um dos estabelecimentos mais bonitos do Porto: a Livraria Lello. Fundada em 1906, em estilo neogótico, possui uma belíssima escadaria que leva até um café que fica no segundo andar. Atenção para o vitral do teto. Infelizmente não é permitido tirar fotos no interior, mas vale a pena dar uma entrada para apreciar.

Em seguida, chegamos a um dos mirantes mais conhecidos da cidade: a Torre dos Clérigos. É o edifício mais alto do Porto, com 76 metros de altura, e corresponde a torre do sino da Igreja dos Clérigos. Para subir, é necessário encarar os 225 degraus até o topo. Dado o meu sedentarismo, nem me atrevi a subir, mas a vista de lá de cima, dizem, é de tirar o fôlego.

Seguindo para o sul, a próxima parada foi o Palácio da Bolsa. Em estilo neoclássico, ele é belíssimo. A entrada é paga, sendo necessária uma visita guiada que ocorre a cada 30 minutos. O destaque é o Salão Árabe, todo talhado em ouro. Infelizmente não é permitido tirar fotos.

De lá, seguimos caminhando até a próxima atração, a Catedral da Sé. Do pátio em frente, temos uma vista panorâmica da parte antiga do Porto.

Continuando a caminhada pelas ruas da cidade, a próxima parada foi na Estação de São Bento. Não é exatamente uma atração turística, mas as paredes de azulejos pintados da estação ferroviária são tão bonitas que acabam atraindo a atenção de quem passa por ali.

Logo a frente, está a Igreja dos Congregados, outro edifício com fachada de azulejos pintados.

Seguindo pelas ruas em direção nordeste, fizemos uma pausa no belíssimo e estiloso Café Majestic, para um chá da tarde. Não deixe de dar uma passada por lá, pois é um dos mais famosos da cidade.

Na saída, fomos em direção ao metrô para voltarmos pra casa da minha amiga em Matosinhos. Em frente a estação, outro edifício de azulejos pintados: a Igreja das Almas de Santa Catarina.

À noite, voltamos à Baixa do Porto, onde bares, restaurantes e casas noturnas funcionam a todo vapor e oferecem uma ótima opção de diversão para quem está na cidade, principalmente aos finais de semana.

Há muitos lugares legais por lá, mas sugiro não deixar de ir ao Bar Galeria de Paris, com uma decoração pra lá de pitoresca: a parede contém prateleiras lotadas de antiguidades, como aparelho de telefone velho, máquina de costura, ferro de passar antigo, brinquedos, dentre outras quinquilharias. Tem até um carro antigo pendurado na parede! Muito bem frequentado e com um ótimo repertório musical. Imperdível.

 

1) Estação de São Bento.

É uma das estações mais bonitas do mundo. Começou a funcionar em 1986, mas apenas em 1916 foi inaugurada oficialmente. Há linhas de trem que te leva a Braga e Guimarães, estações de ônibus (autocarros) e metrô. Nela, há mais de 500 metros quadrados de azulejos nas paredes, que levaram mais de 11 anos para o artista Jorge Colaço concluir, representando cenas históricas como: a história dos transportes em Portugal e a entrada de Dom João I no Porto.

2) Mercado do Bolhão.

É o mercado mais emblemático de Porto. Fica na freguesia de Santo Ildefonso, com sua

singular arquitetura neoclássica. Há dois pisos, o primeiro conta com uma variedade de alimentos frescos, como: peixes, talhos, hortícolas e florais. Na parte exterior há tecidos, perfumes e vestuários. Na sua redondeza há mercearias tradicionalíssimas de Portugal. Não deixe de conhecer esse patrimônio português!

3) Casa da Música.

Essa sala é o símbolo da modernidade de Porto. Está entre os principais pontos turísticos da cidade. Ela foi projetada pelo arquiteto holandês Rem Koolhaas, como parte do evento Porto Capital Europeia da Cultura em 2001. A construção ficou pronta apenas em 2005. É um dos centros referência no mundo devido a sua beleza e singularidade, vale a visita de todos!

4) Castelo do Queijo.

Para quem busca algo mais histórico e tradicional, esse pode ser o local ideal. O Forte de São Francisco Xavier do Queijo fica bem próximo à Praça Gonçalves Zarco, na proximidade do Rio Douro. Ambiente maravilhoso para desfrutar um final de tarde.

Ele foi construído no século XVII, em 1661, sobre uma rocha de granito arredondada. Suas muralhas de pedra, cúpulas e canhões históricos são impressionantes.

5) Igreja de São Francisco.

Com estilo gótico, construída no século XIV, essa é um dos monumentos mais históricos da cidade. Fica bem no centro de Porto. Há um estilo barroco também, adicionado no século XVIII, que é o grande destaque desta maravilha.

6) Livraria Lello e Irmão.

Referência no que tange a beleza. Esta já foi considerada entre as mais belas livrarias do mundo, eleita pelo The Guardian. A sua arquitetura impressiona, é gótica e tem certo contraste com os arcos gregos. Há vários bustos dos mais famosos letristas, como por exemplo: Eça de Queiroz. Este é um daqueles lugares imperdíveis para quem gosta de cultura!

7)      Adegas do Vinho do Porto.

Esse é um daqueles passeios imperdíveis. É praticamente impossível ir para Porto e não visitar as adegas produtoras. Elas ficam em uma das cidades vizinhas da segunda maior cidade populosa de Portugal, no entanto, sugere-se que visitem os sítios eletrônicos das adegas para que consigam reservar antecipadamente e não ocorrer nenhum imprevisto.

Além disso, é possível comprar artigos e degustar bons vinhos!

 

1 – Rotunda da Boavista

O meu ponto de partida é a praça Mouzinho de Albuquerque, carinhosamente conhecida como Rotunda da Boavista. É uma das praças mais famosas da cidade e abriga o monumento em homenagem aos heróis da Guerra Peninsular, que aconteceu entre 1808 e 1814.

 

2 – Jardins do Palácio de Cristal

Um espaço perfeito para quem quer fazer um piquenique ou apenas ficar sentado na grama curtindo uma tarde de domingo. Nesse espaço acontecem diversos eventos culturais e esportivos, com direito a aproveitar os parques, bosques, lagos, jardins e o Museu Romântico, ou ainda, uma vista bem privilegiada do rio Douro.

 

3 – Igreja de São Francisco

Já na Baixa do Porto, conheça a igreja que tem o seu interior todo revestido em ouro. Assim como os azulejos azuis, as talhas de ouro são bem populares em Portugal. Construída no século 14, no lugar antes existia um templo bem modesto. A visita à igreja e ao museu custa € 3,50 e lá dentro não é permitido filmar e nem fotografar.

 

4 – Rio Douro

Da igreja, já é possível avistar o Rio Douro (pausa para um suspiro de lembrança), um dos principais pontos turísticos do Porto. A sua nascente do rio fica na Espanha e ele corta o Norte de Portugal. Ali, são bem comuns os passeios de barco, lotados de turistas, já que é a forma mais simples e convidativa de se conhecer a região e as seis pontes sobre o rio.

 

5 – Ribeira

Se você entrar no Google e digitar “Porto – Portugal” é a Ribeira que irá te conquistar, logo à primeira vista. Um dos principais cartões postais, é super famosa por suas fachadas coloridas, bares e restaurantes lotados, barracas de artesanato e muita música, criando um clima que todo brasileiro gosta.

 

6 – Ponte Luiz I

Esta é mais famosa entre as seis pontes que ficam sobre o Rio Douro. Na sua parte mais superior passa uma das linhas de metrô que vai e vem de Vila Nova de Gaia, saindo da Estação São Bento. Fazer esse passeio de metrô também é uma dica para poder contemplar a Ribeira e o Douro do alto.

 

7 – Sé do Porto

No coração do Centro Histórico fica a Catedral Sé do Porto, um dos monumentos mais antigos do país. Em frente à catedral, existe uma pequena praça de onde é possível ver a parte baixa da cidade, os telhados alaranjados e também as torres das igrejas. Aliás, igreja é o que você mais vê no Porto.

 

8 – Estação São Bento

Essa é a principal estação do Porto, por onde passam várias linhas de metrô e de trem. Por dentro, ela é lindamente decorada com painéis de azulejos de temática histórica. Durante a noite, fica toda iluminada em meio ao vai e vem constante de passageiros.

 

9 – Avenida dos Aliados

Esta é uma das mais importantes e imponentes vias da cidade. Nela, fica a Praça da Liberdade e a estátua Dom Pedro IV.

 

10 – Torre dos Clérigos

E o nosso roteiro chega ao fim na torre mais alta de Portugal. Até o topo são 225 degraus. Mas, garanto que cada um deles vai valer à pena, quando, lá do alto, puder ver toda a beleza da cidade do Porto.

 

São dez lugares incríveis em um passeio de cerca de cinco quilômetros. Recomendo um dia inteiro para fazer o percurso com tranquilidade, poder conhecer e apreciar cada ponto turístico, almoçar na Ribeira e terminar o passeio em uma das agradáveis praças próximas à Torre dos Clérigos. Entre um e outro ponto turístico, garanto que você vai se surpreender com cada detalhe que só pode ser visto por quem se dispõe a fazer uma boa caminhada.

1. Senta-te numa esplanada na zona da Ribeira. Pede uma Super Bock e uns tremoços e simplesmente desfruta do momento…

2. Viaja em eléctrico desde o Infante, no centro da cidade, até ao Passeio Alegre, na Foz do Douro (linha 1). Aproveita para passear a pé por esta bonita zona onde o Rio Douro se encontra com o Oceano Atlântico.

3. Faz um pequeno cruzeiro pelas pontes do rio Douro num dos típicos “barcos rabelo” que no passado transportavam o vinho do Porto.

4. Reserva um dos almoços para comer uma francesinha, um dos pratos mais típicos do Porto. Trata-se de uma espécie de sandwich com várias carnes e com um molho picante cujo segredo não se pode revelar… 

5. Mima-te com um delicioso lanche numa das muitas pastelarias da cidade. Impossível passar indiferente a alguma destas vitrinas… Irresistível! 

6. Nada melhor que uma visita ao Mercado do Bolhão para conhecer a gente mais genuína desta cidade! Desfruta dos cheiros, cores e sons únicos deste lugar tão especial…

7. Visita o Museu de Arte Contemporânea da Fundação de Serralves e os seus inspiradores jardins. A entrada é gratuita nos Domingos pela manhã.

8. Aproveita para visitar as galerias de arte da Rua Miguel Bombarda. Cada dois meses organizam um sábado de inaugurações simultâneas, com música e animação de rua. Imperdível!

9. Prepara-te para entrar num espaço mágico, onde apetece ficar horas e horas…  A Livraria Lello é um ponto de visita incontornável da cidade. É considerada uma das mais belas do mundo!

10. Visita o Palácio da Bolsa do Porto, considerado um dos mais belos edifícios do Porto e um dos mais ricos de Portugal. Aqui é onde se rende homenagem aos chefes de estado que visitam a cidade.

11. Cruza a Ponte Luis I em direcção à marginal de Vila Nova de Gaia. Aqui encontrarás todo o tipo de bares e restaurantes, com vistas panorâmicas sobre o Porto. Perfeito para uma comida romântica… 

12. Programa uma visita às caves do vinho do Porto e aproveita para provar estes deliciosos vinhos. De certeza que vais querer voltar!

13. Assiste a um concerto na Casa da Música, uma fantástica obra arquitectónica desenhada pelo holandês Rem Koolhaas. 

14. Assiste a uma obra de teatro no Teatro Nacional de São João, inaugurado por segunda vez em 1920 depois de ser totalmente destruído por um incêndio.

15. Visita as exposições gratuitas do Centro Português de Fotografia, localizado nas instalações de uma antiga prisão (Cadeia da Relação). Ainda se mantêm as portas originais… 

16. Viaja à Belle Époque portuense tomando um chá no Café Majestic, fundado em 1921. É um dos locais com mais glamour da cidade… 

17. Aproveita para fazer compras nas lojas mais tradicionais da Rua de Santa Catarina. Aqui encontrarás também todo o tipo de stands de artesanato e espectáculos de rua montados por artistas locais. 

18. Relaxa-te com um passeio pelos jardins do Palácio de Cristal. Desde aqui poderás desfrutar de uma vista incrível sobre o rio Douro.

 

19. Respira a tranquilidade da cidade enquanto passeias a pé pela Avenida dos Aliados e admira a bela arquitectura dos edifícios que a rodeiam.

20. Visita o Estádio do Dragão e diverte-te nas bancadas com os  adeptos do F.C.Porto enquanto assistes a um bom jogo de fútebol.

21. Sobe os 240 degraus da Torre dos Clérigos. De aqui poderás observar praticamente todos os pontos da cidade.

22. Senta-te numa das mesas do Café Piolho (Café Âncora d’Ouro) e deixa-te levar pelo seu ambiente boémio… Inaugurado em 1909, foi e continua a ser um dos mais importantes pontos de encontro dos estudantes e intelectuais da cidade. 

23. Para conhecer o lado mais cosmopolita da vida nocturna da cidade, tens que passar pela zona da “Galeria de Paris” e pelas ruas paralelas. Aí encontrarás bares, restaurantes e muita gente simpática!

24. Não podes deixar de assistir a um espectáculo de fado ao vivo, para entender melhor o que é ser português e o significado da palavra “saudade”…

25.Pelo menos uma vez na vida, tens que celebrar o São João no Porto! Junta-te aos bailaricos espalhados pelos bairros da cidade, come sardinha assada, compra um manjerico e desfruta da noite mais divertida e mais longa do ano! 

  • Gostei! 2

Compartilhar este post


Link para o post
Compartilhar em outros sites

@Fernando Paiotti Conheci muito disso graças a minha lulu.Saudades,apesar de preferir na região Peso da Régua e Foz Côa,no coração do Douro e da região vinícola. 

Compartilhar este post


Link para o post
Compartilhar em outros sites

Olá, em abril/20 estarei indo para Portugal. Irei para Lisboa e de lá irei pegar um trem para Porto. Gostaria de saber em qual a estação eu pego o trem em Lisboa e em Porto em qual estação ele para.

Também, gostaria de saber quais os bairros que eu poderia ficar que ficasse de fácil acesso aos pontos turísticos.

Eu irei sozinha, com a cara e a coragem....😀

Será minha primeira viagem internacional.

Obrigada!

Compartilhar este post


Link para o post
Compartilhar em outros sites

@Elisabete Berger Em Lisboa deve ser na estação do Oriente e em Porto a chegada seria na estação São Bento.

Não posso te dar certeza,pois não fiz esse trajeto direto,mas tem no site da comboios de Portugal,de uma olhada lá.

Compartilhar este post


Link para o post
Compartilhar em outros sites

Participe da conversa!

Você pode ajudar esse viajante agora e se cadastrar depois. Se você tem uma conta,clique aqui para fazer o login.

Visitante
Responder

×   Você colou conteúdo com formatação.   Remover formatação

  Apenas 75 emoticons no total são permitidos.

×   Seu link foi automaticamente incorporado.   Mostrar como link

×   Seu conteúdo anterior foi restaurado.   Limpar o editor

×   Não é possível colar imagens diretamente. Carregar ou inserir imagens do URL.




×
×
  • Criar Novo...