Ir para conteúdo

Urgente !


Posts Recomendados

  • Membros

Pessoal boa tarde ! 

Então, Em 2017 eu fui na Bolívia e dei entrada no país com minha identidade (RG), quando foi para mim voltar, não tive como vim pelo o aeroporto e vim por terra, na hora de bater a saída do país também não deu porque a migração estava fechada e não tive como esperar pois eu tinha um voo marcado saindo de uma cidade próxima, então eu cruzei a fronteira sem bater saída, agora em dezembro vou precisar voltar na Bolívia mais uma vez, só que dessa vez eu emite um passaporte, tenho passagem comprada, vou da entrada no país com o passaporte sendo que na primeira vez que eu fui eu dei entrada com o documento de identidade . 

 

Gostaria muito de saber se terei problemas e quais serão os problemas ? 

Link para o comentário
Compartilhar em outros sites

  • Membros de Honra

Olá Wanderson.

O que pode acontecer é você ter que pagar uma multa, que é aplicada a todos que saem sem o devido registro. O valor não é fixo e vai depender de sua declaração/comprovação de retorno. Ajuda bastante nesse caso, para comprovar que você retornou ao Brasil no prazo legal uma passagem aérea, mas como você voltou de ônibus terá que comprovar de outra forma. Caso não comprove você será submetido a uma penalidade (multa). O valor não sei rssss.. tudo vai depender deles lá!  

Veja o que diz o Portal Consular:

Controle Fronteiriço na Bolívia (PORTAL CONSULAR):

É obrigação do estrangeiro, em viagem terrestre entre o Brasil e a Bolívia, registrar sua saída e entrada tanto na Polícia Federal no Brasil, quanto na Polícia migratória boliviana.

O horário de funcionamento do controle fronteiriço boliviano é de 8h00 a 20h00,em Cobija; de 8h00 a 18h00, com plantão 24h, em Guayaramerín; de 8h00 a 18h00, em Puerto Quijarro; e de 8h00 a 18h00, em Puerto Suárez. Em todos os casos, funcionam sem interrupção, todos os dias, inclusive sábados, domingos e feriados. Os horários e os dias de atendimento dos controles policiais brasileiros podem diferir desses. Justificativas de que o controle de fronteira estava fechado não são aceitas pelas autoridades bolivianas, que apontam que as unidades de migração funcionam diariamente. Caso o viajante encontre o posto de fronteira fechado, deverá aguardar o momento que referido posto volte a abrir para realizar os trâmites migratórios e registrar sua passagem.

As autoridades bolivianas apontam que, ao sair do território boliviano sem o devido registro, a pessoa continua registrada como permanecendo nesse país. Por outro lado, ao entrar no território boliviano sem submeter-se aos trâmites migratórios, o brasileiro que não possui carimbo de entrada boliviano é multado por invasão de fronteira. Aplica-se multa diária para cada dia de permanência no país. Ao não registrar as saídas e entradas no território boliviano, o brasileiro corre o risco de pagar pesadas multas e perder o visto na Bolívia (quando for o caso). Nesses casos, o interessado deve procurar a unidade da Direção Geral de Migração (DIGEMIG) para regularizar a situação. Além disso, caso o cidadão brasileiro não possua nem carimbo de entrada, na Bolívia, nem de saída do Brasil, não poderá regularizar sua situação junto à DIGEMIG e deverá procurar posto de fronteira entre o Brasil e a Bolívia para registrar sua saída do território brasileiro e entrada na Bolívia.

Link para o comentário
Compartilhar em outros sites

Participe da conversa

Você pode postar agora e se cadastrar mais tarde. Se você tem uma conta, faça o login para postar com sua conta.

Visitante
Responder

×   Você colou conteúdo com formatação.   Remover formatação

  Apenas 75 emojis são permitidos.

×   Seu link foi automaticamente incorporado.   Mostrar como link

×   Seu conteúdo anterior foi restaurado.   Limpar o editor

×   Não é possível colar imagens diretamente. Carregar ou inserir imagens do URL.

×
×
  • Criar Novo...