Curitiba e Morretes - Relato de viagem

Relatos de viagens na Região Sul do Brasil (Santa Catarina, Paraná e Rio Grande do Sul)


Curitiba e Morretes - Relato de viagem

Mensagem não lidapor viajante1900 » 12 Mai 2009, 14:27

Relato minha viagem a Curitiba e Morretes como uma retribuição aos outros tópicos que li que foram muito úteis para uma viagem de sucesso nestes locais. Espero que eu possa ajudar a outras pessoas que pensam em fazer roteiros parecidos com o que fiz.

A viagem foi programada de ultima hora, até por que não sabia se teria emenda de feriado. Quando fiquei sabendo, já não havia mais nada de albergues da juventude disponíveis em Curitiba, então ficamos no Curitiba Maph Hotel.
Fiquei sabendo que este hotel era no meio da bandidagem e da prostituição, porém, quando chegamos lá, fomos bem recebidos pelo André, o recepcionista e percebemos que estávamos em um local centralizado na cidade. O local é bem tranqüilo, não sentimos falta de nada (Tinha TV no quarto) e não tivemos nenhum tipo de desagrado.

Nossa saída foi no dia 18 de abril, saímos de SP de Carro de madrugada e fomos chegar lá no fim da tarde. Pegamos um pouco de transito ainda em São Paulo, paramos no “O Fazendeiro” e tomamos um café reforçado para prosseguir viagem. Nunca tinha imaginado como era desgastante dirigir por tanto tempo e em uma estrada tão ruim como a BR 116 (Regis Bitencourt). A Regis é uma das piores estradas que já andei durante toda a minha vida; Mal sinalizada, cheia de curvas, grande quantidade de caminhões. Na verdade, os caminhões são um caso a parte, todos descontrolados e nervosos. Pior que isso foram os caminhões argentinos que encontramos pelo caminho. Além da pressa excessiva de todo o caminhoneiro, quando nos viram em sua frente, pensei que iam passar por cima de nós.

Imagem

Chegamos salvos em Curitiba e começamos a nos espantar com o que aquela terra nos reservava. Cada garota que passava por nós era uma virada de pescoço. Nunca tinha visto uma concentração tão grande de garotas bonitas em um só local. Confesso que voltei para São Paulo com torcicolo.
O povo, da mesma forma que descrevi em meu outro relato do Uruguay, foi extremamente simpático. Todos os locais que íamos fazíamos amizades, até com o pessoal do Giraffas do Shopping Mueller, local que almoçávamos e jantávamos por corte de verba, rs!
Percebi que a gentileza e a boa educação é uma característica predominante do povo do sul. Um lugar totalmente ao contrário da Argentina e bem parecido com o Uruguay, repleto de pessoas interessantes, que estão dispostas a conversar, a lhe atender bem e se interessar pelo que você tem a dizer.

No sábado a noite, fomos ao passeio publico, andamos um pouco de pedalinho para esfriar a cabeça do transito e voltamos ao hotel, tomamos um banho e jantamos no Shopping Mueller. Não tínhamos imaginado o que uma cidade agitada podia nos reservar no dia subseqüente.

No dia 19, acordamos bem cedo para pegar o trem turístico de Curitiba a Morretes. Pegamos um táxi, que custou R$ 8,70, tomamos um café bem reforçado na rodoviária. Vale lembrar que para comprar na hora o valor é R$ 20, mas você pode chegar na hora e não ter vaga, por isso, fomos com as reservas já feitas pela internet, no http://www.serraverdeexpress.com.br e pagamos R$ 58,00 por pessoa.
Vale uma dica: Guias turísticos e vendedores são pessoas tendenciosas, que desejam ganhar comissões. Logo na chegada ao embarque do trem há um barzinho com tudo muito caro, dê meia volta e vá na rodoviária tomar o seu café. Os guias que ali ficam dizem que o café e amanhecido etc, mas é tudo mentira. Pense: Qual vende mais, a lanchonete da rodoviária que vive cheia ou a do embarque, que apenas recebe alguns grupos de pessoas esporadicamente?

Na BWT (A Agencia da Serra Verde Express), fomos bem atendidos pela Priscila Marinho, embarcamos no trem e curtimos as mais belas paisagens. O passeio é maravilhoso, realmente recomendo a todos. O guia, Fábio K, também foi bastante gentil, bem como todos os outros passageiros do trem.

Imagem

As paisagens são maravilhosas, há cânions, paradas desativadas, arquiteturas em ruínas, represas, tudo aquilo que mereceria um livro para descrever, por isso, vale a pena você conferir pessoalmente. Nunca se esqueça de manter seus braços, rostos e pernas dentro do trem, bem como tomar um excessivo cuidado para não deixar sua máquina fotográfica cair durante o trajeto.

Imagem
Paisagens exuberantes no trajeto

Chegamos em Morretes, a principio queríamos ir até Paranaguá, mas, pelas informações do guia estava tudo fechado. Resolvemos então descer na cidade mais tosca que já vi: Morretes. Eu me senti aquele senhor endinheirado que acabara de entrar em um prostíbulo, onde todas as garotas o olhavam como dinheiro fácil, abundante e vivo. Todos lugares que íamos era caro e enfiavam a faca na gente. Nosso almoço, o barreado, que parece uma comida mexicana amanhecida e mal feita, foi um dos piores almoços que já comi. È um prato de carne desfiada, banana, laranja e arroz. O restaurante que almoçamos não tinha nome, por isso, não consigo postar aqui.

Em Morretes, vale provar o aimpim chips, a banana chips e o sorvete de gengibre, realmente bem gostoso.
Estávamos cansado desta “prostituição”. Corremos a Rodoviária para pegar o ônibus logo e ir embora. As passagens tinham se esgotado, por isso, ficamos plantados esperando nosso ônibus por mais de duas horas. Nem voltamos a Morretes pois estávamos com malas pesadas em nossas mãos e o calor estava infernal. Pelo menos nos restava uma visão maravilhosa das garotas curitibanas, todas falando cantado, com aquele sotaque bonito.
O ônibus que nos trouxe a Curitiba estava realmente quente. Se estivesse com um ovo em minha mochila ele sairia de lá cozido. Chegamos em Curitiba cansados, esgotados, com uma fome de leão, ou melhor, de Giraffas. Jantamos no Giraffas do Shopping Estação. Conhecemos também os tubos Curitibanos (Não me levem a mal), são locais de embarques que possibilitam integração no transporte público.
Vale ressaltar que o transporte de lá é super eficiente, tem uma história bacana que uma via é rápida e outra é auxiliar, se você gostar disso dê uma pesquisada na Wikipedia que é bem interessante.

Imagem

Na Segunda Feira, acordamos um pouco mais tarde, tomamos café lá perto mesmo do hotel e fomos fazer os city tours. É muito interessante que, ao pagar o ônibus turístico (R$ 20) Você recebe 4 papeizinhos, que possibilita você descer em quatro lugares, e cabe a você escolher quais serão. Na minha opinião vale: Jardim Botânico, Ópera de Arame, Observatório Panorâmico e Bosque Alemão. Se informe antes de ir pois esta opinião é bem pessoal.
Paramos no Jardim Botânico, um exemplo de parque bem cuidado, bem podado, bem limpo e planejado. O lugar é realmente lindo e existem árvores que foram trazidas pelos europeus, como é possível ver abaixo;

Imagem

Fomos depois a Ópera de Arame, não vi muita coisa legal a não ser estruturas metálicas e uma estátua de arame. Comprei uma cuia e erva chimarrão, confesso que estou viciado em tomar chimarrão. É uma delícia, estou colocando hortelã junto com as ervas, é realmente bem gostoso.

Imagem
Ônibus turístico em Curitiba

Pegamos um ônibus de linha e descemos no centro, almoçamos e pegamos o city tour novamente, desta vez fazendo o trajeto completo (de ponta a ponta) . Não parece, mas, são duas horas e meia de viagem. Chegamos, fomos a Lan House distrair um pouco e voltamos ao hotel, onde dormimos preocupados no dia seguinte, na perigosa volta a São Paulo pela BR 116.

Na terça, saímos bem cedo, as 08h30. Chegamos as 17h30 em São Paulo com apenas uma parada no Grall para almoçar. Chegamos em casa após um grande pesadelo de dirigir por esta rodovia.
Vale uma dica: Vá de ônibus ou de avião. Fomos de carro pois achávamos que precisaríamos usá-lo. Ele ficou o tempo todo no estacionamento. O transporte de lá é eficiente. A passagem SP-Curitiba custa mais ou menos R$ 60 pelo Cometa.

Gastos:
18/04 – pedágio – R$ 4,5
18/04 – Água Mineral - R$ 1,50
18/04 – Estacionamento – R$ 15,00
18/04 – Café no Fazendeiro – R$ 7,00
18/04 – Trem Curitiba- Morretes – R$ 58,00
18/04 – Pedalinho – R$ 2,50
18/04 – Gasolina – R$ 25,00
18/04 – Água Mineral – R$ 1,49
18/04 – Pasta de dente – R$ 2,00
18/04 – Giraffas – R$ 28,00

19/04 – Ônibus Morretes - Curitiba – R$ 11,93
19/04 – Táxi – R$ 4,95
19/04 – Café Rodoviária - R$ 4,50
19/04 – Giraffas Almoço – R$ 13,70
19/04 – Ônibus Rodoviária – Passeio Público – R$ 1,00
19/04 – Internet + Ligação Uruguay – R$ 8,70
19/04 – Almoço Barreado – R$ 22,00

20/04 – City Tour – R$ 20,00
20/04 – ônibus municipal – R$ 20,00
20/04 – Água – R$ 1,50
20/04 – cuia – R$ 7,50
20/04 – erva chimarrao – R$ 4,50
20/04 – internet – R$ 4,00
20/04 – Café na Padaria – R$ 4,50
20/04 – Almoço Giraffas – R$ 9,80
20/04 – Mate Leão – R$ 1,50
20/04 – Janta Giraffas – R$ 14,70

21/04 – Almoço Grall – R$ 29,27
21/04 – Café na Padaria – R$ 4,50
21/04 – Pedágio – R$ 4,50

Gasto total viagem: R$ 371,74
Editado pela última vez por viajante1900 em 29 Abr 2010, 13:01, em um total de 2 vezes.
Avatar do usuário
viajante1900
 
Mensagens: 9
Desde: 22 Ago 2008, 10:55

Re: Curitiba e Morretes - Relato de viagem

Mensagem não lidapor Otávio Luiz » 13 Mai 2009, 10:27

Legal seu relato! ::cool::
É engraçado ver os turistas achando os curitibanos atenciosos, pois temos fama de fechados, que não falamos com estranhos (o que é verdade).
Você não gostou de Morretes e do bareado??? Morretes é uma cidadezinha turística e as únicas coisas que produzem é banana, cachaça, artesanato e barreado. Eles dependem dos turistas, por isso o assédio. Estive lá mês passado (pra mim que moro em Ctba é fácil) e conversei com a proprietária de uma lojinha de artesanato. Ela é professora numa escola pública e no fds atende na loja. Segundo ela o turismo foi a salvação da cidade, que estava fadada a estagnação. E o barreado é o prato típico da região, tem sabor forte e o acompanhamento é este mesmo, arroz, farinha e banana. Eu gosto.
A sua escolha dos pontos a serem visitados no city tour foi boa, eu acrescentaria o parque Tanguá.
Três dias comendo no Giraffas?!? Como você ficou no centro poderia ter se informado com o pessoal do hotel sobre algum restaurante por quilo baratim...
Avatar do usuário
Otávio Luiz
Colaborador
Colaborador
 
Mensagens: 2887
Desde: 04 Set 2007, 22:44
Localização: Curitiba/PR

Re: Curitiba e Morretes - Relato de viagem

Mensagem não lidapor viajante1900 » 18 Mai 2009, 11:41

Olá Otávio,

Fico contente que tenha gostado do meu relato. Tive experiencias boas na cidade, não percebi o pessoal fechado, pelo contrário, acho que em São Paulo o pessoal é bem mais, até pelo medo que temos de sermos assaltados, abordados, sequestrados etc.
O Parque Tanguá realmente ficou faltando. Nós também não conseguimos visitá-lo pela falta de tempo, incluiremos no próximo roteiro.
Em relação aos restaurantes, íamos com tanta pressa e fome que não conseguiamos nem arriscar, ficávamos mesmo no velho conhecido Giraffas, rs

Forte abraço!
Avatar do usuário
viajante1900
 
Mensagens: 9
Desde: 22 Ago 2008, 10:55

Re: Curitiba e Morretes - Relato de viagem

Mensagem não lidapor henriquefortaleza » 23 Out 2009, 21:14

Caros,
Irei a Curitiba no final de novembro, ficarei no Slaviero Executive ao lado do Shopping Curitiba no bairro Batel.
Gostaria de saber se é uma localização boa, vou com minha namorada e pretendemos conhecer a cidade e fazer o passeio de trem a Marrotes, tudo de ônibus.
Quem tiver alguma dica
Obrigado !
henriquefortaleza
 
Mensagens: 14
Desde: 15 Jul 2008, 13:31

Re: Curitiba e Morretes - Relato de viagem

Mensagem não lidapor PatySchol » 08 Mar 2010, 15:21

Bom que pena que você não gostou do barreado... Eu adoro!
É um prato ao mesmo tempo simples e complicado. Simples pois como você disse se come apenas com arroz, farinha e banana. Mas complicado pois a carne leva muito tempo para ser preparada, em panela de barro, e precisa de uma espécie de "massinha" usada entre a panela e a tampa para não escapar o vapor.

Eu não sei em qual restaurante você comeu, mas não dá pra fazer isso em qualquer um. Para quem não conhece, recomendo ir ao Madalozo. É um pouco mais caro do que os outros, mas o prato é muito bem preparado e o atendimento é muito bom.

Que tiver a oportunidade de ficar mais tempo na cidade ainda pode pode participar do circuito Ecológico de Mountain Bike e Canoagem no rio Nhundiaquara. Também da pra passear de Jeep pelos vilarejos e ainda dá pra ir até Antonina, outra cidade vizinha, a cerca de 12km, onde pode-se fazer rafting pelo Rio Cachoeira!

Ainda "descendo" mais um pouco, até o litoral, dá pra pegar uma barca e ir até a Ilha do Mel. Existem 2 barcas, uma que leva até "Nova Brasília" e outra até "Encantadas". Nova Brasília é onde fica o Farol, o agito, mais bares, mais campings e pousadas, onde se concentram os jovens. Já Encantadas é mais calma, tem a gruta. Você também tem como descer em um lado da ilha e ir para o outro, existem barcas que fazem esse trajeto, ou pode ir a pé (eu já fiz isso!) mas é uma grande caminhada. O pior foi ter que voltar todo o trajeto pra pegar a barca de novo do outro lado da ilha!

Bom, com tantos restaurantes em Curitiba... Giraffas tantas vezes?! hehehe
No bairro Santa Felicidade existem restaurantes muito bons, na maioria italianos, que são uma boa opção para o jantar.

Sobre os pontos turísticos de Curitiba, Parque Tanguá realmente é um dos mais bonitos, tem também a Universidade Livre do Meio Ambiente (foto), o meu preferido!

Curitiba ainda tem a ciclovia que liga os pontos principais da cidade, pra quem tem disposição, é possível visitar os pontos turísticos de bicileta.

Puxa! Acho que escrevi demais!
PatySchol
 
Mensagens: 1
Desde: 08 Mar 2010, 14:44
Localização: Curitiba

Re: Curitiba e Morretes - Relato de viagem

Mensagem não lidapor jerusa marinho » 24 Out 2010, 12:18

Olha! tbm fiz essa viagem...meu Deus! fui com a minha melhor companhia..euzinha mesmo..hehehe ..não passei apuro nenhum..o pessoal de Curitiba show de bola! educadézimoss...polidézimos....coisa e tal...fui até Morretes mas não consegui tirar tantas fotos lindas como vcs...porém o que senti...ninguém apaga não é mesmo!? demais Mata Atlantica...Serra da Graciosa...tudo perfeito pra mim...
jerusa marinho
 
Mensagens: 2
Desde: 24 Out 2010, 12:04

Re: Curitiba e Morretes - Relato de viagem

Mensagem não lidapor Ana_Cardozo » 13 Dez 2010, 13:05

Vou para a Ilha do Mel no próximo dia 30 e fiquei com vontade de pegar o trem, mas fiquei em dúvida ao saber que ele vai até Paranaguá apenas aos domingos. Meu receio era perder a melhor parte do trajeto mas pelo que vi nas fotos, o percurso até Morretes também vale a pena!
Essa diferença toda do valor do bilhete é que desanima! deveria ser ao contrário, mais barato antecipado e pela internet e mais caro na hora. Essa época que vou deve ser mais difícil encontrar bilhetes no dia do embarque, não é?
Quanto a barca que leva a gente até a Ilha, como funciona a compra dos bilhetes? Será que encontrarei na hora? Quanto custa, alguém sabe?

Aguardo pela dicas amigos!

Bjs
"Vento, ventania me leve sem destino...Me leve prá qualquer lugar, me leve para qualquer canto do mundo, Ásia, Europa, América..."
Avatar do usuário
Ana_Cardozo
 
Mensagens: 46
Desde: 09 Dez 2010, 10:46
Localização: Rio de janeiro

Re: Curitiba e Morretes - Relato de viagem

Mensagem não lidapor Otávio Luiz » 13 Dez 2010, 14:04

Ana, o que vale a pena na viagem de trem é a parte da serra do mar, ou seja, até Morretes. Depois é totalmente sem graça. Pode-se descer em Morretes e pegar um ônibus até Paranaguá ou Pontal do Paraná. Em Pontal a barca é mais barata e bem mais perto da Ilha do Mel (Pgua-> IdM 1:45hs, Pontal->IdM 0:30hs), mas em compensação deixa-se de conhecer Paranaguá, cidade mais antiga do Paraná e com belos casarios, museus, o Mercado Municipal...
A barca de Pontal estava R$ 23,00 ida e volta, já com a taxa ambiental. Tem de hora em hora dia de semana, e de meia em meia hora final de semana, das 8:00 as 18:00hs.
Já de Paranaguá o valor é de R$ 28,00, saídas 9:30, 13:30 e 16:30hs.
Avatar do usuário
Otávio Luiz
Colaborador
Colaborador
 
Mensagens: 2887
Desde: 04 Set 2007, 22:44
Localização: Curitiba/PR

Re: Curitiba e Morretes - Relato de viagem

Mensagem não lidapor Ana_Cardozo » 16 Dez 2010, 09:50

Otávio,

Muito obrigada pelas dicas!
Qual é a maior distãncia: Morretes x Paranaguá ou Morretes x Pontal do Paraná? A diferença no valor é tão pequena que a distância seria o fator de escolha!
Que tipo de transporte vc indica para ir de Morretes até Paranaguá ou Pontal do Paraná? Se puder me dar nome da empresa ou local de embarque seria ótimo.
Já que em Paranaguá tem lugares legais para conhecer, valeria a pena pegar esta última barca de 16:30hs, mas depende do tempo que levarei de Morretes até lá!
Na volta da Ilha não vou conseguir fazer o trajeto de trem de Morretes até Curitiba por causa do horário do meu vôo, então terei que pegar um ônibus em Paranaguá ou Pontal do Paraná até Curitiba. Vc me indica alguam empresa? Ou existe Van??

São muitas pergunta, eu sei......... hehe
"Vento, ventania me leve sem destino...Me leve prá qualquer lugar, me leve para qualquer canto do mundo, Ásia, Europa, América..."
Avatar do usuário
Ana_Cardozo
 
Mensagens: 46
Desde: 09 Dez 2010, 10:46
Localização: Rio de janeiro

Re: Curitiba e Morretes - Relato de viagem

Mensagem não lidapor Otávio Luiz » 16 Dez 2010, 10:56

anascardozo escreveu:Otávio,

Muito obrigada pelas dicas!
Qual é a maior distãncia: Morretes x Paranaguá ou Morretes x Pontal do Paraná? A diferença no valor é tão pequena que a distância seria o fator de escolha!

Paranaguá é mais perto de Morretes. O trajeto do ônibus passa na entrada de Paranaguá indo p/ Pontal do Pr. De Paranaguá até Pontal do Paraná estimo 0:30hs/0:45hs de ônibus.
anascardozo escreveu:Que tipo de transporte vc indica para ir de Morretes até Paranaguá ou Pontal do Paraná? Se puder me dar nome da empresa ou local de embarque seria ótimo.

Ônibus da empresa Graciosa http://www.viacaograciosa.com.br/, pega-se na rodoviária de Morretes, em frente ao desembarque do trem.
anascardozo escreveu:Na volta da Ilha não vou conseguir fazer o trajeto de trem de Morretes até Curitiba por causa do horário do meu vôo, então terei que pegar um ônibus em Paranaguá ou Pontal do Paraná até Curitiba. Vc me indica alguam empresa? Ou existe Van??

São muitas pergunta, eu sei......... hehe

Se você já desceu de trem não tem porque subir, eu acho a subida demorada e sem graça. Pegue um ônibus (da Graciosa) em Pontal direto pra Curitiba, veja no site os horários. Se está sobrando tempo, volte pra Morretes e pegue o ônibus p/ Curitiba que sobe a Estrada da Graciosa, se não me engano tem apenas um horário a tarde. Os demais sobem pela BR-277 (inclusive todos que fazem o trajeto Pgua-Ctba e Pontal-Ctba), estrada sem nenhum atrativo turistico.
Avatar do usuário
Otávio Luiz
Colaborador
Colaborador
 
Mensagens: 2887
Desde: 04 Set 2007, 22:44
Localização: Curitiba/PR

Re: Curitiba e Morretes - Relato de viagem

Mensagem não lidapor andreias2 » 13 Fev 2011, 21:48

ola eu estou planejando ir pra morretes e passar uma noite la com meu namo alguem sabe de alguma pousada que seja legal e barata?
andreias2
 
Mensagens: 1
Desde: 13 Fev 2011, 21:40

Re: Curitiba e Morretes - Relato de viagem

Mensagem não lidapor Glauconep » 02 Jun 2011, 14:30

Muito bom o passeio de trem de curitiba a morretes. so nao consegui encarar o barreado porque fui pra la no verao e o calor estava sufocante.
fotos do passeio
http://www.flickr.com/photos/viajaminas ... 422557261/
Avatar do usuário
Glauconep
 
Mensagens: 47
Desde: 31 Mai 2011, 12:42

Re: Curitiba e Morretes - Relato de viagem

Mensagem não lidapor brunacapraro » 08 Jun 2011, 15:49

Oi gente, sou de Curitiba e já fui muito pra Morretes (especialmente quando era criança, porque meus avós moravam lá) e recomendo pra quem visita Curitiba. O passeio de trem é muuuito bonito, recomendo ir de onibus pela estrada da Graciosa (R$16,00, sai às 7:45h Domingo) no verão ou primavera, quando a estrada fica cheeeia de hortênsias, lindas! E ai dar um giro pela cidade (que é super pequena hahaha) e almoçar barreado (o nome e aparência não são grandes atrativos :roll: haha mas é gostoso, acreditem!) com banana. Pra quem gosta de caminhar aí vão umas dicas: fim de semana passado eu fui com um amigo e peguei a estrada da América (atrás da estação de trem, uma rua que tem uma caixa d'água bem grande, que depois vira estrada de chão). Caminhamos cerca de 2 horas e depois ficamos aproveitando um pouco o rio (ele beira todo o caminho). Depois voltamos pra pegar o trem de volta para Curitiba, que passa por paisagens belíssimas! Outra sugestão é fazer rafting em Antonina, por R$ 45,00. Bem bacana. Em Morretes dá pra fazer muita coisa, por incrível que pareça! ::tchann:: hahahaha vejam aqui: http://www.calangoexpedicoes.com.br/br/atividades.php
Pra quem gosta, experimente as balas de banana que são vendidas nas barracas na praça no Domingo.

Vejam as fotos do passeio em Morretes e as paisagens do trem:

Imagem

Imagem

Imagem

Imagem

Imagem

Imagem

Imagem

Imagem
PEACE & LOVE

Meus relatos:
Bolívia e Peru (+ Salkantay) | Morretes de trem | Cidade do México Cultural

URBAN QUEEN - minhas viagens
Relatos, dicas e fotos. Acesse! :)
Avatar do usuário
brunacapraro
 
Mensagens: 34
Desde: 09 Dez 2010, 15:57
Localização: Curitiba - PR

Re: Curitiba e Morretes - Relato de viagem

Mensagem não lidapor luisotavio » 25 Ago 2011, 17:38

Pessoal, tudo bem ?

Por não conseguir imaginar os lugares aqui citados, estou um pouco confuso com relação ao meu roteiro e gostaria da ajuda de vocês. Meu roteiro até o momento é:

------
Chegada a Curitiba: Sexta-feira, 16/09, as 10hs
Sexta
Conhecer o Centro de Curitiba, procurar um bom restaurante para casal e uma balada noturna.

Sábado:
Ilha do mel (aguardando informações do site)

Domingo:
Manhã e Tarde
Pegar trem para Morretes e ir conhecer Paranaguá - R$ 69,00
*Pegar assento do lado esquerdo

Em Morretes: Comer barreada Experimentar aimpim chips, a banana chips e o sorvete de gengibre
Em Paranaguá: é possível pegar um guia turístico na rodoviária e fazer um tour a pé pelos pontos principais da cidade. A cidade é pequena e não tem muita coisa para ver. Tanto Morretes como Paranaguá são cidades muito quentes, comparáveis ao Rio de Janeiro. Existem algumas atrações legais, como a Igreja de São Benedito, construída por negros a revelia da Igreja que não reconhecia esse santo, o museu de lá, uma outra Igreja que os padres botaram fogo nos anos 50 e está sendo recuperada.

Volta: Ônibus - R$ 12,00 p.p

Noite:
Volta para Curitiba - Livre
Procurar algum barzinho

Segunda:
Manhã e Tarde
Conhecer Curitiba pela Linha Turismo
Preço: R$ 20,00

Noite: 19h30
Aeroporto para voltar a São José do Rio Preto - SP

Baladas:
Victória Villa e do Pub Papo Furado
------

Minhas dúvidas são:
1. Estou querendo, no sábado, sair de Curitiba logo cedo, ir para Ilha do Mel e dormir lá. No Domingo, ir para Morretes de trem, tem como ? Precisarei voltar para Curitiba para pegar o trem ?
2. Caso eu queira fazer canoagem, eu terei que excluir a visita a Paranaguá, ou dá tempo de fazer tudo?
3. Além das duas baladas citadas, quais mais vocês indicam?
4. Bons restaurantes para casal ?

Agradeço imensamente a ajuda de todos.

Um grande abraço.
Luís Otávio :)
luisotavio
 
Mensagens: 8
Desde: 08 Abr 2007, 06:47

Re: Curitiba e Morretes - Relato de viagem

Mensagem não lidapor Otávio Luiz » 26 Ago 2011, 09:21

luisotavio escreveu:Minhas dúvidas são:
1. Estou querendo, no sábado, sair de Curitiba logo cedo, ir para Ilha do Mel e dormir lá. No Domingo, ir para Morretes de trem, tem como ? Precisarei voltar para Curitiba para pegar o trem ?

Não sei se tem trem de Pgua até Morretes, mas este passeio não vale a pena. A parte bacana é entre Curitiba-Morretes.
Dá uma consultada no site da Serra Verde http://www.serraverdeexpress.com.br/
luisotavio escreveu:2. Caso eu queira fazer canoagem, eu terei que excluir a visita a Paranaguá, ou dá tempo de fazer tudo?

Vai fazer canoagem aonde, na Ilha do Mel? Estou achando teu roteiro apertado, ir sábado e voltar domingo da ilha e fazer tudo isso acho que não dá tempo. Curitiba a Ilha do Mel é 100 km e tem ainda a travessia da barca.
luisotavio escreveu:3. Além das duas baladas citadas, quais mais vocês indicam?

Baladas não posso te ajudar, mas o agito fica na Av. Batel, um do lado do outro.
luisotavio escreveu:4. Bons restaurantes para casal ?

Gosto do Tortuga http://www.tortugarestaurante.com.br/, fica na Av. Manoel Ribas no bairro Mercês (não deixe de comer o bolinho de queijo de entrada!), Famiglia Fadanelli http://www.famigliafadanelli.com.br/?s=acantina em Santa Felicidade e o Sacristia http://www.descubracuritiba.com.br/restaurantes/detalhes/175/sacristia/

luisotavio escreveu:Agradeço imensamente a ajuda de todos.

Um grande abraço.

Outro abraço do Otávio Luiz... ::otemo::
Avatar do usuário
Otávio Luiz
Colaborador
Colaborador
 
Mensagens: 2887
Desde: 04 Set 2007, 22:44
Localização: Curitiba/PR

Próximo

Voltar para Brasil - Sul - Relatos de Viagem



Quem está online

Usuários navegando neste fórum: Nenhum usuário registrado e 2 visitantes