Guias e troca de informações sobre destinos no Sudeste Asiático: Tailândia, Vietnã, Timor-Leste, Singapura, Mianmar, Malásia, Laos, Indonésia, Filipinas, Brunei e Camboja
#360258 por heka
09 Abr 2009, 21:29
Informações básicas:
- O visto eu consegui no Camboja. Emitiram em 1 dia, pagando ao redor de 30 dolares.
- peguei um ônibus de Phnon Phen a Ho Chi Min, em uma viagem de 6 horas sem problemas em passar pela fronteira.
- Em Ho chi Min me hospedei no distrito 1, Pham Ngu Lao, no centro. O lugar é uma mini Khao San Road, onde todos os viajantes ficam, com várias opções de restaurantes e bares, hospedagens, acesso a internet, etc. Fiquei no hotel Madam Cúc 184, com quartos muito limpos, espaçosos (tinha até banheira) e atendentes muito simpáticos. Inclusive só se podia caminhar descalço, sem os sapatos dentro do hotel e podia sentir o chão dos corredores extremamente limpos, sem um único grão de sujeira. Café da manhã e internet eram inclusos. O lugar foi indicação.Preço 10 dolares.

Ho Chi Min é uma cidade grande, com muitos prédios, tráfego intenso, muitos milhares de motos e nenhum sinal de pedestre. A melhor maneira de se atravessar a rua neste país é seguir o conselho vietnamita: feche os olhos, reze para Buda e atravesse. :lol:

-De Ho Chi Min fui a Hoi An.Voei até Danang e de lá peguei um taxi para a pequena vila, muito conhecida por seus alfaiates. A cidadezinha é muita charmosa. Dá para se ir de ônibus ou trem se tiver tempo ou sem pressa.
-De Hoi Na fui a Hué, antiga cidade imperial, para ver a cidade proibida deles. Peguei um ônibus turístico, tipo open tour, onde o turista pega o ônibus, desce em outra cidade, pega depois outro ônibus em outra data. Pratico para quem vai fazer vários trechos do Vietnan. A viagem durou 4 horas.
-De Hué voei para Hanói, devido a grande distancia. Do aeroporto de Hanói peguei uma minivan até o centro da cidade.

Os vietnamitas pegam pesado para enganar os turistas, principalmente em Hanói. As mesmas velhas estórias que se houve em todo lugar, também ocorria aqui. O pior foi que o motorista da van do aeroporto também estava envolvido. No centro, todos os locais desceram e o motorista nos disse que iria nos levar até os respectivos hotéis. Até este ponto, sem problemas. Um casal que também estava, desceu antes e só sobrou a mim e a uma garota inglesa.
Em um dado momento, o motorista parou e disse que ali era o Viet Fun Hotel e um homem abriu a porta da van dando as boas vindas. Eu tentei olhar o nome do lugar, mas não consegui. Então este mesmo homem, disse que o Viet Fun estava lotado, que ele era gerente do hotel, mas nos levaria para outro hotel irmão. Neste momento, percebi o truque, mas fingimos nos deixar levar. Fomos ver o outro hotel, mas é claro recusamos. Como tinha o mapa no guia, resolvemos caminhar até o Viet Fun que era onde realmente queríamos ir.
O Viet Fun era muito melhor, com quartos realmente espaçosos e limpos. E ficava no old quarter, uma 25 de março de SP.

De Hanói se dá pra ir para Sapa, nas montanhas e Halong Bay, nos pernoite nos barcos, que eu recomendo. Mas pesquise bem os pacotes pois cada lugar dá um preço diferente pelo mesmo serviço. Os que eu fechei no próprio hotel era razoáveis e bons.
Se precisar de visto para a China se pode conseguir em Hanói, mas eu aconselho a pegar em Ho chi Min, pois o passaporte tem que ser levado para lá e o visto é emitido pelo consulado em Ho Chi Min. È mais barato que conseguir o visto no Brasil.

#366906 por Erika Sao Paulo
10 Mai 2009, 13:36
Estivemos (eu e meu marido) em Hanoi na semana passada, nossa estadia durou sete dias, mas gostaria de ter sido menos. Saimos da China (Nanning) de onibus (sem nenhum problema), na entrada do Vietna trocamos de onibus (tudo bem), quando estavamos proximos a Hanoi, um homem subiu no onibus e nos disse que ele poderia fazer nosso transporte de taxi, ate ai nao tinhamos entendido nada. Ate que o onibus parou, a noite estava chuvosa, e parou em algum lugar que ate hoje nao sabemos, nao era a rodoviaria, como em todo lugar que eu conheco, o destino final de uma viagem de onibus eh na rodoviaria. Enfim, todos os presentes teve que pegar os diversos taxis que ja nos aguardavam. Nos e mais um casal canadense pegamos o mesmo taxi, pedimos que ele ligasse o taxi meter, ele nao gostou, mas ligou. Chegamos ao hostel e tudo bem. Ficamos hospedados no famoso Old quarter de Hanoi, muitos turistas ficam por la, ha muitas opcoes de hoteis e diversos precos, ficamos em um por 7 dolares o quarto double com chuveiro. Vc precisa negociar tudo, ate o controle do ar condicionado vc paga, os canadenses pagaram tres dolares pelo controle, e nos ficamos com a janela aberta mesmo. Pelo menos dormimos bem, nao estava tao calor. Fizemos o passeio pra Halong Bay por apenas um dia, mas nao foi muito bom. Essa viagem tb tivemos problema com transporte, porque fomos de onibus (meio fuleiro), mas normal...e voltamos em dois mini onibus diferentes..olha a treta, os vietnamitas entraram num mini onibus com ar condicionado e nos estrangeiros nos apertamos num outro mini, sem ar e ainda por cima tivemos que sentar na frente, num banquinho que nao deveria nem existir, meu marido ficou muito nervoso com a situacao, mas nao teve jeito. Um casal de espanhois tb achou um absurdo o acontecido, e ainda disse que se tivesse um aviao que ligasse Halong a Hanoi eles o pegaria.
Os motoristas vietnamitas buzinam o tempo inteiro, apareceu uma mosca na frente eles buzinam, e dirigem mal...
Mas, o pior aconteceu na hora de ir pro aeroporto. No dia anterior passamos pelo local onde sai o transporte para o aeroporto, um motorista nos disse, sai a cada hora ate a meia noite. Blz, acreditamos. Ao sair do hostel pegamos um taxi, logo ele queria nos cobrar sem ligar o taxi meter, brigamos por conta disso, mas meu marido acertou com ele um valor. Logo que entramos no taxi o taxista ligou pra alguem, so entendemos a situacao quando chegamos ao local para pegar o onibus que nos levaria ao aeroporto. Todos os taxistas do ponto (alem do onibus, ha tb taxis) ofereceram transporte por 10 dolares, sendo que de onibus pagariamos 2. Eles nos perturbaram por 1h e meia, falavamos que esperariamos pelo onibus, mas o unico que apareceu nos disse que nao iria mais ao aeroporto, um absurdo total. Finalmente acertamos nossa ida ao aeroporto por 5 dolares, nunca passei tanto nervoso em um pais. O Vietna infelizmente nao esta estruturado pra receber turistas, ha precos diferentes so por sua aparencia. O que realmente vale a pena eh conhecer Halong Bay, no litoral, de resto, foi perda de tempo e dinheiro. Numa analise superficial e de certa forma inconformada com a miseria humana, num pais que tem como nome Republica Socialista do Vietna, a entrada no capitalismo esta sendo um desastre, muitos ganham e muitos outros perdem, principalmente os proprios vietnamitas.
#366966 por heka
10 Mai 2009, 20:29
Erika sinto muito ao ler seu relato.
Os vietnamitas, realmente não são fáceis, principalmente de Hanoi. Já ao sul é mais relaxado e eu não tive problemas nenhum em Hoh Chi MIn, ou outra cidade menor. Em Hanoi, no hotel q fiquei, o Viet Fun, me deram opções de serviços com valores justos e honestos e me entregaram tudo que prometeram. Inclusive comparei com outros viajantes e vi q os valores q paguei para Sapa, Halong Bay foram até razoaveis e baratos.
Já os taxistas e motoristas de van, realmente este tentam enganar, tem q se ficar de olhos abertos, mas isto acontece na bastante na Asia e oriente médio.
Eu, particularmente gostei muito do Vietnam, as cidades, a cultura, a paisagem.
#383009 por Mike Weiss
13 Jul 2009, 08:03
Poxa Erika... sinto muito pela sua talvez falta de sorte no Vietnam. Infelizmente (ou não) o país ainda não está preparado para o turismo em massa e acaba sobrecarregando os mochileiros com os golpes, pois a grande maioria dos turistas que por ali circulam são mochileiros mesmo... e muitos deles desinformados ou com uma cultura não compatível com a negociação e a "malandragem".
Talvez um dos erros, se é que me permite dizer... é que tenha chegado ao país com pressa. No Vietnam (como em outros países pobres) nada funciona bem na pressa... até Halong Bay que é um paraíso, em um só dia pode virar uma tragédia... o negócio é ir com calma e usar as grandes cidades como camaras de descompressao para poder aproveitar o país ao máximo! (e o Vietnam tem muitíssimo a oferecer... justo por não estar preparado para o turismo).
Foi bem colocado aqui... assim como em outros países da Asia e Oriente Medio, a população vietnamita tenta tirar o máximo dos mochileiros... mas não podemos generalizar de forma alguma! Foi no Vietnam que conversei com muitas das pessoas mais doces, sofridas e interessantes que já conheci.
Temos que considerar que eles tem pouquíssimas formas de obter remuneração e já não podem fugir do capitalismo... nosso papel quando estamos lá é quase de "catequisação" a um capitalismo mais justo (tanto para nós quanto para eles). Entrar numa discussão por preços e opções de nível melhor fazem parte da mochilada... e dão um tempero diferente ehehehehe, o que não pode é estressar, afinal viagem é viagem... e as vezes temos que encarar um stress como aventura rs!

Abração
Mike
#439127 por Yuji Kodato
19 Jan 2010, 14:53
Hoje eu completo quatro dias em Hanoi. Alguns dias antes de vir para o Vietnam, li o relato da Erika e fiquei com ele na cabeça. Mas, depois do que eu experimentei nessa cidade, quis vir aqui relatar as minhas experiencias. E o resumo do que eu quero dizer é que os vietnamitas são maravilhosos.
Assim que eu cheguei em Hanoi, sai pra dar uma volta. Era madrugada, mais de uma da manha. Na esquina do Hostel (Old Quarter) tinha uma galera jogando peteca (com os pés). Na hora vieram me convidar, querendo saber de onde eu vinha e tudo mais. Nada de segundas intenções, interesses ou artimanhas. Só curiosidade e felicidade.
Ontem eu deixei umas notas cairem no bolso. Um cara me gritou e me trouxe as notas.
Nesse mesmo dia eu esqueci uma sacola de postais em um café aqui perto. Tinha ido no café duas vezes e nem me dei conta que tinha esquecido os postais. Hoje, voltando pro Hostel, a mulher do café me viu, me chamou na rua e me entregou os postais.

Sinceramente, eu nunca tinha visto demonstrações tão grandes de gentilezas antes. Nem no Brasil, nem na Bolívia, nem no Peru. Claro que, na posição de turista, você sempre tem que estar atento. Você sempre vai encontrar pessoas querendo te cobrar preços desonestos ou se aproveitarem de você. Seja esperto, pesquise, evite as furadas. E, a partir dai, se abra pra descobrir as pessoas. Sem dúvida nenhuma coisas maravilhosas vão sair disso.
#440898 por Apnana
25 Jan 2010, 13:39
Eu tive o mesmo problema em Hanói. O que me irritou foi a como as pessoas ficam conformadas e não lutam pelos seus direitos. Eu estava com o meu marido brigando sozinha para que o cara nos levasse até a cidade, mas as outras pessoas entraram sem pestanejar no táxi. Não aceitei e depois de brigar e esperar, fomos de ônibus normal.

Fiz um relato que acabou ficando enorme, mas se quiserem ver está em : http://viajareparatodos.wordpress.com/category/vietnam/
#448993 por Yuji Kodato
22 Fev 2010, 13:19
Estive no Vietnam por 3 semanas e gostaria de deixar algumas dicas para ajudar quem precisar e encorajar quem tem vontade de conhecer o país. São coisas que eu descobri e aprendi na prática.

Sapa.
- O trekking pelas tribos ao redor de Sapa é uma ótima sugestão para quem acabou de chegar no Vietnam. Ele não é "selvagem" e você não vai conhecer "a vida diária de minorias étnicas". Mas vai contemplar cenários maravilhosos e ter um gosto daquelas terras. Definitivamente vale a pena o homestay. É uma guesthouse como outra qualquer, mas a janta é maravilhosa. E pra mim o melhor momento foi estar na cozinha com a família que praprava o rango.

Halong Bay.
- Definitivamente, durma em um barco quando for fazer o passeio. No meu caso, pegamos um barco pequenininho, só para 4 pessoas. Melhor ainda. Comida excelente, lugar aconchegante. E o silencio sob as estrelas, rodeado pelas ilhas de Halong é sensacional.
- Se estiver com sol, ir para Cat Ba é uma ótima pedida, em vez de fechar o tour em Hanoi.

Hanoi.
- Não vá para Hanoi esperando tranquilidade - de maneira alguma. Vá disposto a se embrenhar no caos e tirar disso experiencias boas. Pra curtir Hanoi você tem que curtir tanto a loucura quanto as pequenas coisas. Tente se divertir com isso: lembre-se que um motorista de tuk-tuk vietnamita é uma peça rara que você nao vai encontrar em lugar algum do planeta.
E, mesmo na loucura, saiba relaxar. Tome aquele tempo para sentar na esquina e comer uma salada de fruta (a melhor salada de fruta que eu ja comi foi la, sentado em um banquinho na esquina). Alias, aproveite as esquinas. Sentar em banquinhos na calçada, bebendo cerveja local, comendo churrasco ou pho não tem preço. Há esquinas onde eles fazem espetinho de salmão grelhado e pão pincelado em mel. Aproveite a comida sem neura! Camarões frescos (leia-se: vivos, pulando da peneira para a calçada), macarrões deliciosos em sopas com aromas maravilhosos, carne de cobra. O que for. Aproveite as passagens fugazes: aquela mulher de chapeu de palha em uma bicicleta carregada de flores, cruzando o mar de motos e tuk-tuks.

Hue.
- Pessoalmente, recomendo Hue só se você tiver tempo sobrando. Ou se tiver algum interesse especifico na cidade. A Cidade Proibida Púrpura não é grande coisa. A cidade em si também nao oferece muito e o passeio pelo Rio Perfume nao tem nada de excepcional. O que me levou até lá foi o pagoda onde o Thich Quang Duc fez um de seus retiros. E isso era importante pra mim.

Ho Chi Minh City (Saigon).
- O mesmo de Hanoi vale para Saigon. Saiba curtir as pequenas coisas para saborerar o caos. No final da tarde, no parque da cidade, dezenas de pessoas se reunem para fazer uma aula de ginástica. Crianças, mulheres, senhoras, um ou outro marmanjo e até uns gringos pingados, todos se chacoalhando aos comandos de uma professora. Todos rebolando e requebrando de forma desengonçada.
E no ultimo dia, quando eu fui comer numa barraquinha. Um casal de ingleses veio do lado, escolheu um peixe no tanque, pediu o peixe preparado de tal forma. O atendente foi lá, pegou o peixe no tanque, segurou pelo rabo e arremessou o pobre coitado no asfalto. Na rua mesmo! Hahaha. Matou o peixe com pancada, no chão. A cena da inglessa olhando aterrorizada, pra mim, valeu o MEU jantar. Hahaha.

Chau Doc (Mekong Delta).
- O Mekong é lindo. Se você souber aproveitar. Conheci muita gente que foi pra lá esperando cenários belíssimos, limpos, brilhantes. Não, não é assim. Mas é lindo.
Outra coisa que vale a pena dizer: curta a amistosidade das crianças. Isso vale pro Vietnam em geral, mas em Chau Doc, no sul, foi mais forte. TODA criança que passava - estando perto, ou do outro lado da rua - acenava e falava um "HELLO!", ou algo assim. Sempre sorrindo e brincando. E, pra mim, isso fez toda a diferença.

Bom, peço desculpas pelo post longo. Espero que possa servir como informação e também como inspiraçao para mochileiros com planos de ir para o Vietnam!

Aquele abraço!
#456002 por hughtramp
17 Mar 2010, 02:21
Estou no Vietnam ja a 2 semanas e a experiencia que tive foi a seguinte:

Hanoi: Chegeui no aeroporto e fui direto para um Hotel barato (USD 15), fiquei dois dias para organizar meus pensamentos e depois fui para o Hanoi Backpackers Hostel, um local agitado cheio de viajantes, otimo para conhecer pessoas e companheiros para viagem. O agito de Hanoi gira em torno do lago Hoam Kiem, o transito eh caotico e o comercio inflamavel.
A comida eh boua e barata, dei preferencia aos locais onde os vietnamitas comem, sendo mais baratos do que os restaurantes para turistas. Com 50.000dong(2,5 USD) pode-se comer e beber muito bem.
Apos alguns dias em Hanoi rezolvi comprar uma moto (minsk sovietica 125cc) e cruzar o pais sobre duas rodas. Visitei mais algunhs pontos e passei um dia em Halong Bay antes de cair na estrada.

Halong Bay: Conheci alguns viajantes no dia anterior e rezolvemos passar um dia em Halog Bay, agendamos a viagem no Hostel custando um total de USD 28, com transporte, kaiak e comida inclusos. Foram 3 horas de viagem da Hanoi ate Halong, apesar do tempo estar pessimo, nublado e com uma nevoa espessa, conseguimos ver as formacoes rochosas e andar de kaiak por alguns minutos. Recomendo passarem alguns dias no barco, pode-se agendar uma viagem de 3 dias com bebida e comida inclusos no pacote, eh ai que a BATATA ASSA, festas on board!

Sapa: Depois de voltar para Hanoi eu e um Ingles (Jim) partimos de moto em rumo a Sapa. Pegamos a rodovia 6 e levamos 3 dias, em media 400km para completar o percurso. Sapa eh uma cidade no norte do vietnam, fica no meio das montanhas e possui varias tribos Dao e White Thai no local.
Achamos um hotel EXTREMAMENTE BARATO, um querto com 2 camas confortaveis por USD 5 a noite, ou seja, se dividir em 2 fica USD 2,5 por noite!
Fizemos algunhas trilhas, apreciando a bela paisagem do local. Eh possivel contratar um guia por um valor muito acessivel, assim pode-se conhecer os locais mais afastados que nao seria possivel sem alguem ja experiente.



Enfim, o vietnam eh um local extraordinario e caso se tenha bom senso, nao ha o que temer. Caso queiram mais detalhes acompanhem a viagem no meu blog: hughtramp.wordpress.com.br
#511645 por samamba...
11 Out 2010, 11:58
Ae pessoal, estive no sudeste asiático e mochilei pelo vietnam por 11 dias, mas ainda não tive tempo para colocar aqui algumas dicas que poderiam ser úteis para os próximos viajantes.
Mas uma coisa que me deixa inquieto, foi o seguinte:
O usuário hughtramp, do post acima tem um blog sobre sua mochilada no sudeste asiático, o http://hughtramp.wordpress.com/ como ele mesmo veio aqui dizer. Eu descobri esse blog via google mesmo, enquanto planejava minha viagem ainda na Austrália. Lia seus posts conforme ele ia postando, via RSS, e uma coisa que me deixou inquieto é que ele simplesmente parou de escrever. O que é muito incomum devido a sua frequência de postagens.
Tentei entrar em contato pelo blog e mesmo aqui pelo mochileiros.com, e não obtive resposta.
Alguém tem uma notícia sobre o cidadão?

---

sobre outro assunto... não sei se é possível pelas regras do fórum postar links de blog, mas quem for fazer a travessia Hanói[Vietnam] - Vientiane[Laos] por terra, poderá ler uma história boa aqui nesse meu blog http://brazilianwayoflifebysamamba.blog ... l-bus.html

abraços

[atualização] meu roteiro no sudeste asiático http://www.mochileiros.com/sudeste-asiatico-abril-a-maio-de-2010-t48180.html
#541565 por Bia_mojotrotters
11 Jan 2011, 19:45
Maratona fashionista: Hoi An, Vietnam

Imagem

Hoi An é uma parada obrigatório no itinerário do turista em Vietnam. Em segundo lugar, por ser uma cidade histórica, de ruas de paralelepípedos e casas centenárias que sobreviveram à guerra, patrimônio mundial da Unesco, graciosa e iluminada por lanternas coloridas.

E arrisco dizer, em primeiro lugar, pela moda. Calcula-se que existam hoje cerca de 500 lojas de alfaiataria e sapateiros que fazem qualquer – eu disse QUALQUER roupa ou sapato sob medida. Isso numa cidade provinciana, de 120 mil habitantes.

Em Hoi An, sua imaginação é o limite. Você pode desenhar sua peça. Mostrar uma foto de uma modelo na passarela com o vestido mais surreal e pedir um igualzinho. Usar um dos inúmeros catálogos disponíveis nas lojas, grossos feito listas telefônicas, com fotos de moda feminina, masculina e infantil das melhores marcas européias e americanas.

Imagem

Ou você pode se inspirar dos modelos de vestidos, camisas e ternos à mostra, feitos e copiados em todas as lojas.

Nós passamos 5 dias na cidade e arrisco dizer que 70% do tempo a gente passou dedicado à moda. Dentro de loja. Indo de uma loja à outra. Vendo catálogo. Vendo vitrine. Tirando medidas. Provando, e vendo o resultado, e pedindo alterações. Sim, ficamos meio loucos, meio fascinados e meio obcecados. E aprendemos inúmeras lições, derivadas dos nossos erros e acertos. Quer saber como se dar bem em Hoi An sem ter que sofrer tanto?
Siga em frente.

1 – Saiba o que você quer

É muito melhor fazer uma lista das coisas que você quer ou precisa ANTES de começar a visitar as lojas. Além de te dar um foco, isso vai te facilitar na hora de fazer comparações e orçamentos. Você não vai gastar dinheiro à toa e se sentir como barata tonta olhando catálogos cheios de coisa que você não precisa. E que são lindas!

Eu preferi investir a maior parte do meu dinheiro em peças clássicas, com os melhores tecidos disponíveis, e que não vão sair de moda.

2 – Conheça os limites das vendedoras

Eu pedi uma calça capri preta, feita de lã e cashmere de 1a. (o mesmo tecido que eles usam pra fazer os ternos). Sim, a calça ficou exatamente como eu pedi. Mas como ela é justa – e o tecido não estica – eu percebi que sentar com ela vai ser uma experiência dolorosa. E que eu vou acabar não a usando muito por causa disso.

Segundo a nossa experiência, as vendedoras estão lá para fazer o que você pede. E não para dar dicas de moda, caimento ou te alertar pra limitações das peças. Se você é meio leigo em tecidos, não invente. Prefira encomendar o que já foi feito, testado e aprovado.

3- Mais caro não quer dizer melhor

Eu fiz encomenda em três lojas diferentes. A experiência mais agradável, em todos os sentidos, foi na loja mais barata: Thu Vân 2, na 499 Cua Dai St. Comprei um total de 8 peças – incluindo um terno – por US$150. Ter comprado muitas coisas na mesma loja me ajudou na negociação, é claro. Todas as peças ficaram perfeitas e precisei fazer apenas um ajuste em metade delas. Conversando com a vendedora, descobri que o dono da loja têm outros 2 estabelecimentos mais bem-localizados onde ele vende as mesmas roupas (ou seja, os mesmos tecidos trabalhados pelos mesmos alfaiates) mas com preços até 50% maiores. E os vendedores vão sempre insistir que o preço mais alto é justificado pela qualidade. Mentira.

Já na Bin Hahn, na 53 Tran Hung Dao St, eu gastei muito mais. Apenas o terno de três peças foi US$105. Quando comparei a qualidade e o caimento dos dois ternos das duas lojas, ela parece ser idêntica. O trench coat de lã foi US$70, mas eu descobri tarde demais que poderia ter feito a mesma coisa por US$40 em outras lojas menos “bacanas”. Ou seja: fiz um mau negócio. Sim, eu fiquei satisfeita com as roupas, mas para o Beto a experiência foi dolorosa. Nada menos do que SETE ajustes no terno. Na quinta vez, eles resolveram recomeçar do zero. E ele ainda saiu com dois defeitos, na gola e na lapela, que a gente não conseguiu corrigir porque tínhamos um ônibus para pegar. E porque ele já estava de saco cheio.

4 – Venha com tempo

As alterações são quase sempre necessárias e vão garantir o caimento perfeito da peça. Peça uma, duas, três, quantas vezes forem necessárias até você ficar 100% satisfeito.

Faça as compras de manhã cedo ou depois do pôr-do-sol. As lojas não têm ar-condicionado, e ficar provando casaco de lã e terno de cashmere no auge do calor não só é desagradável, como você pode passar por cima de alguns detalhes na pressa de tirar a roupa logo. Aconteceu comigo.

Se você quiser experimentar te interessar e uma viagem ao Vietnam não estiver nos planos, você pode arriscar e pedir uma encomenda por e-mail. Você manda suas medidas, uma foto do modelo e eles enviam o produto pra sua casa, no mundo todo.

Bi Hahn – 53 Tran Hung Dao St.
Tel. 0935 071 349
bihanhsilk@gmail.com


A loja mais cara, onde te servem água mineral e e lenços umedecidos gelados.
Nossas experiências foram variadas: eu fiquei satisfeita com as roupas e desconfiada se o preço realmente justifica uma qualidade maior. O tempo dirá.

O Beto ficou extremamente decepcionado com o paletó, que após 7(!) ajustes ainda não ficou perfeito.

Thu Vân 2 – 499 Cua Dai St.
Tel. 05103915007
thuthao@dng.vnn.vn


Não confundir com a Thu Vân 1, que fica no coração do centro velho e é bem mais cara (eu fui checar).
Gostei de tudo o que eles fizeram, a vendedora era super simpática e os preços foram super baixos. Como dizemos no Ebay, A++++++ seller!

Thu Tâm Fashion – 70 Tran Phu St.
Tel. 84510 3911 021
clothshopphuoc_ha@yahoo.com


Experiência positiva, o casaco precisou de um ajuste pra ficar prefeito. Preço médio, se você negociar.

Para ver as fotos dos produtos finais:
http://mojotrotters.com/pt/2010/09/port ... n-vietnam/
#542575 por heka
13 Jan 2011, 21:59
Muito boas dicas. Hoi An, realmente deixa até mesmo quem não é ligado em moda muito curioso em experimentar e mandar fazer roupas lá. Eu mesma mandei fazer 2 peças de roupas, rsrs. Teve gente que conheci que mandou confeccionar roupa só pra ver como era, mesmo sabendo que não usaria depois.
#542693 por Bia_mojotrotters
14 Jan 2011, 09:03
Valeu Heka! Confesso que quando disse pro meu pai que comprei 2 terninhos, ele, muito sabiamente, disse:

"Mas AONDE é que você vai usar terninho, minha filha?"

Realmente, pra uma jornalista que trabalha de calça jeans, talvez a compra tenha sido meio desnecessária... mas eu sempre quis ter um terno sob medida, poxa! :)

E vc, gostou do resultado?
#543005 por heka
14 Jan 2011, 20:54
Devo dizer que a principio eu gostei muito do resultado. Eu mandei fazer uma blusinha e um vestido. Mas a blusinha logo se mostrou de qualidade inferior e logo estragou, mas o vestido tenho até hoje. Bem, não posso reclamar do preço, pois paguei muito barato por elas, rsrs.

Usuários navegando neste fórum: Nenhum usuário registrado e 0 visitantes