Quanto vai custar sua viagem? Qual é a melhor forma de pagamento? Como planejar financeiramente a sua viagem?
#404900 por felipegarrido
24 Set 2009, 13:37
Olá pessoal,

Eu tenho várias dúvidas e preciso das respostas meio rápido.

Bom, vamos a História. Eu sou universitário e vou pra Espanha num programa de intercâmbio, 6 meses lá com quase tudo pago, bolsa e tals. Só que eles vão mandar a bolsa pra mim no valor de euros, mas numa conta brasileira, posto que o programa é da reitoria.
O que eu queria saber é quais os melhores métodos pra tirar dinheiro na Espanha.

Eu fui obrigado a fazer uma conta no Santander aqui no Brasil pra eles depositarem o dinheiro da bolsa. Assim o fiz, com cartão internacional e tudo. E também serei obrigado a fazer uma conta do Santander lá em Santiago, por exigência da USC (Universidade de Santiago de Compostela).
Aí, fui ao banco e perguntei se era possível fazer transferência do dinheiro de uma conta para a outra, não é!
Depois, perguntei como era pra sacar o dinheiro lá. Eles falaram que seria cobrada uma taxa de 10 reais pra sacar o dinheiro.

Gostaria de saber qual a melhor opção pra vcs:

Em relação a grana da bolsa:
1- Deixar eles depositarem o dinheiro aqui, retirar lá e converter no banco de lá?
2 - Usar a grana q eles depositarem pelo débito ? Sem fazer saque, mas que seria cobrado uma taxa de 2,39% ...

E em relação a grana que minha família vai me mandar:
1 - Troco o dinheiro aqui mesmo e levo - Se sim, eu troco o dinheiro no banco ou numa casa de câmbio?
2 - Troco só parte do dinheiro aqui, posto que é uma grana de reserva, e levo o resto pra trocar lá porque o câmbio seria favorável?
3 - Deposito o dinheiro na conta aqui e deixo pra retirar lá?
4 - Faço o cartão Travel Money da Visa? Fui ver e a taxa é baixa, só o IOF, e poderia ser depositada a grana direto por telefone.

Basicamente, quais as melhores taxas e formas de converter o dinheiro??

Valeu Galera, se puderem responder rápido, já que está quarta eu to indo pra lá ...

#405468 por Mike Weiss
26 Set 2009, 14:01
Ola Felipe!

Tambem sou bolsista na Europa, mas recebo em € na minha conta europeia... tente conversar com a entidade que paga a sua bolsa a depositar na sua conta europeia, isso facilitará muito a sua vida e economizará bons trocos!

Vamos la as conclusoes que tirei depois de dois anos morando aqui na Europa:

-Algumas pessoas transferem a grana do banco Brasileiro para um cartao Visa Travel Money, o que na maioria das vezes é UM GRANDE ERRO. Primeiro porque o Visa Travel Money tem uma taxa de conversao PÉSSIMA, ou seja, quando vc compra euros/dolares vc paga uma conversao terrível que supera em muito a conversão dos cartões de crédito, mesmo considerando a IOF somada! basicamente por isso... se tem vantagens, tem sim: principalmente uma, vc tem a certeza da taxa que irá pagar pela conversao, e brasileiro conservador como é sempre prefere pagar mais caro e ter a certeza... só que o euro tem perdido valor em relação ao real... mas enfim, não se esqueça A TAXA DE CONVERSÃO DO VISA TRAVEL MONEY É GERALMENTE A PIOR DO MERCADO!

-Usar a grana que eles depositarem pelo débito. Vamos lá... podes usar o seu cartão brasileiro como débito aqui em muitos estabelecimentos, e a taxa de conversão é muito boa... essa é com certeza uma das melhores formas de transferir a grana para cá, só deves prestar atenção se o seu banco cobra taxa para cada compra no débito, ou seja: se for comprar um cafézinho de 2€ na esquina, corre o risco de pagar uma taxa por cada compra... e sei que no Brasil cada banco tem uma política diferente para o débito (uns cobram taxa fixa outros nao), se a taxa fixa for alta e o valor da compra baixo, obviamente não vale a pena.

-Trocar o dinheiro numa casa de cambio e trazer para Europa: veja se a casa de cambio tem uma taxa interessante, na maioria das vezes as casas de cambio praticam taxas superiores ao valor cobrado pelas adm. de cartao de credito (incluindo aqui taxa fixa e iof para saques grandes). Compare também a taxa da casa de cambio com a adm. do visa travel money! Eu particularmente não gosto de fazer câmbio nessas casas por muuuitas razões: taxa de conversao ruim, risco de receber uma nota falsa, risco de ter que ficar carregando a grana e ser assaltado (ja aconteceu com um amigo)...

-Trocar parte do dinheiro aí: eu recomendo trazer pelo menos 200 euros para mostrar na imigraçao e para as primeiras despesas, enquanto está cansado e a última coisa que quer é enfrentar burocracias para abrir o seu CPF europeu (número de contribuinte) para conseguir abrir uma conta aqui. Não traga reais para a Europa, a taxa de conversão é patética de tão ruim!

-em resumo: vale a pena usar o débito na europa se o seu banco não cobrar uma taxa fixa alta. Vale a pena fazer saques direto da sua conta corrente no Brasil desde que saque o valor máximo (em geral 200€), pois os bancos cobram em média 2,5dólares mais 3% do valor do saque em taxas... MAS NÃO ESQUEÇA QUE PARA SACAR GRANA NO EXTERIOR (DA SUA CONTA CORRENTE E NÃO DO CARTÃO DE CRÉDITO) O BANCO COBRA UMA TAXA INFERIOR AO QUE O VISA TRAVEL MONEY COBRA, MUITAS VEZES INFERIOR TAMBÉM A TAXA DE CONVERSAO DE MUITAS CASAS DE CAMBIO.

Conselho final: saque dinheiro da sua conta corrente brasileira sempre no valor máximo permitido por saque e use o cartão de crédito para compras grandes.








felipegarrido escreveu:Olá pessoal,

Eu tenho várias dúvidas e preciso das respostas meio rápido.

Bom, vamos a História. Eu sou universitário e vou pra Espanha num programa de intercâmbio, 6 meses lá com quase tudo pago, bolsa e tals. Só que eles vão mandar a bolsa pra mim no valor de euros, mas numa conta brasileira, posto que o programa é da reitoria.
O que eu queria saber é quais os melhores métodos pra tirar dinheiro na Espanha.

Eu fui obrigado a fazer uma conta no Santander aqui no Brasil pra eles depositarem o dinheiro da bolsa. Assim o fiz, com cartão internacional e tudo. E também serei obrigado a fazer uma conta do Santander lá em Santiago, por exigência da USC (Universidade de Santiago de Compostela).
Aí, fui ao banco e perguntei se era possível fazer transferência do dinheiro de uma conta para a outra, não é!
Depois, perguntei como era pra sacar o dinheiro lá. Eles falaram que seria cobrada uma taxa de 10 reais pra sacar o dinheiro.

Gostaria de saber qual a melhor opção pra vcs:

Em relação a grana da bolsa:
1- Deixar eles depositarem o dinheiro aqui, retirar lá e converter no banco de lá?
2 - Usar a grana q eles depositarem pelo débito ? Sem fazer saque, mas que seria cobrado uma taxa de 2,39% ...

E em relação a grana que minha família vai me mandar:
1 - Troco o dinheiro aqui mesmo e levo - Se sim, eu troco o dinheiro no banco ou numa casa de câmbio?
2 - Troco só parte do dinheiro aqui, posto que é uma grana de reserva, e levo o resto pra trocar lá porque o câmbio seria favorável?
3 - Deposito o dinheiro na conta aqui e deixo pra retirar lá?
4 - Faço o cartão Travel Money da Visa? Fui ver e a taxa é baixa, só o IOF, e poderia ser depositada a grana direto por telefone.

Basicamente, quais as melhores taxas e formas de converter o dinheiro??

Valeu Galera, se puderem responder rápido, já que está quarta eu to indo pra lá ...
#448344 por marianesg
18 Fev 2010, 22:29
Uma dúvida:

se eu carregar o Visa Travel Money já em euros, mesmo assim não compensa????
#448426 por Carolina*
19 Fev 2010, 10:16
Quando eu morei na europa eu abri uma conta em um banco e minha mãe depositou uma quantia que deu para metade do tempo.
O resto eu levei comigo daqui do Brasil mesmo e nos últimos casos usava o cartão de crédito..(que usei raras vezes)

Só tem esse problema mesmo, abrir uma conta, por que depois eu acho que é o mais fácil ja que todos os lugares aceitam cartão (pelo menos na Finlândia até o onibus vc podia pagar com o cartão de débito), e não tem mais que ficar pensando nessas taxas, conversões, etc..
Mas fiquei 1 ano só, não sei direito o que é melhor, mas foi isso ae que eu fiz :mrgreen:
#502556 por Rssilva
11 Set 2010, 22:47
Uma dúvida:


Quero garantir dólares para 2011, mas temo que o aquecimento do Real desande e caia abruptamente em algum momento do próximo ano prejudicando meus planos.

Logo, queria investir em dólares esse ano, com a atual taxa de câmbio, mas pensando em utilizar isso para pagar passagem internacional de vôo e trocar por moeda entrangeira local.


Qual a melhor forma de proceder? Nunca fiz isso antes.

- Trocar os reais por dinheiro vivo (Casa de câmbio) e ganhar debaixo da cama? haha
- Adquirir um Cartão Internacional em algum banco, efetuar a troca, e manter guardado na própria conta internacional (Futuras variações de câmbio do Real não afetam isso?)
- Que outras hipóteses?

Na 1ª hipótese, que tipo de Casa de Câmbio faz a melhor conversão e é mais segura?
Na 2ª hipótese, qual o banco brasileiro mais indicável?

Obrigado!
#580253 por Capote
27 Abr 2011, 10:49
Gente, eu vou fazer um mochilão em Agosto, que passará em cinco países, ou seja, cinco câmbios diferentes. Creio que estarei com mais ou menos 4 mil e 200 reais ao todo, quiçá R$ 4.500,00.
Os países que passarei são Bolívia, Perú, Chile, Argentina e Uruguai. Com qual dinheiro devo trabalhar? Dolar ou moeda local ou ainda real? Devo levar a grana em espécie comigo ou terei facilidade em sacar grana no exterior pelo Banco do Brasil? É fácil encontrar casas de câmbio nestes países? Existem outras formas seguras de portar o dinheiro, que não seja em espécie?
Sei que devo levar uma parte em dolar devido a alguns passeios, mas estou em dúvida se devo portar todo o dinheiro comigo. Sei que no Perú, Bolívia e São Pedro do Atacama os passeios são cobrado em dolar, já na Argentina e Uruguai eu não sei. Desde já agradeço e conto com a ajuda de todos vocês.
#580342 por Pedrada
27 Abr 2011, 14:01
eaí Capote !!
sempre levo uma quantia razoável em dolares (metade ou um terço dos gastos), nunca tive probelmas. destribuia pequenas quantias em esconderijos nas roupas e mochilas.
qdo saco nos caixas eletronicos, sempre na moeda local, por facilidade
na média, viajando uns 15 dias, gasto R$2.000. sempre fico em acomodações confortáveis para um casal, com banheiro privado e café (R$30 a 80). para viagens utilizo transportes mais confiáveis (portanto talvez mais caros), mas as vezes ñ dá..... nas cidades, só a pé mesmo ou até metrô qdo tem !!
agora, ainda não recebi o boleto da última pela Bolívia, então não sei se as novas taxas interferirão no valor final..... pois, apenas realizei uma compra e um saque
boas tirps !!
#588821 por Cris*Negrabela
18 Mai 2011, 11:46
Olá...
em cada uma das areas de Destinos , há um topico guia sobre Dicas sobre Moedas/Cartões/Gastos . Por exemplo:

guia-e-dicas-sobre-moedas-cartoes-e-gastos-na-bolivia-t29376.html
guia-e-dicas-sobre-moedas-cartoes-e-gastos-na-argentina-t29014.html

para os outros paises que pretende visitar tambem tem topicos semelhantes, que voce encontra acessando Destinos -> America do Sul

nesses topicos, alem das dicas, se discute sobre questoes como cambio, indicações de casas de cambio e melhores moedas pra quem, como voce, está rodando varios paises. Podera encontrar boas infos apartir dai, ok?
#588842 por samanthavasques
18 Mai 2011, 12:24
Saia do Brasil com dolar e chegando nos países troque por moeda local.
Cuidado com saque do BB no Peru! Você só vai conseguir sacar $40 por vez, é uma limitação do banco, então se for sacar lá vai ter que pagar um montão de taxa. Não sei se é assim com todas as bandeiras, mas pelo menos com meu Visa Ourocard não consegui sacar no Peru nas duas vezes que fui. Já nos outros países você consegue sacar tranquilamente, e também é muito fácil achar casa de câmbio nas áreas turísticas.
#589130 por Capote
18 Mai 2011, 22:41
Ops... Ainda estava patinando no forum. Valeu pelas dicas Cris.

Samantha essa informação é muito valiosa. Mas é uma regra do banco por lá? $40 é pouco!
#592051 por Senutna
26 Mai 2011, 14:25
Levar papel moeda (dinheiro vivo) é ideal para despesas imediatas no exterior, porém, para sua segurança, tenha sempre outros meios de pagamento em mãos, como cartões de crédito internacionais, travelers cheques, Visa Travel Money, etc.

Lembre-se ainda que em todo país existe um limite máximo de dinheiro que pode ser levado ou trazido em viagem, em geral algo em torno de R$ 10 mil ou equivalente em moeda estrangeira, se estiver levando ou trazendo algo acima disso, você deverá declarar ou pode ser preso(a) no aeroporto por cometer crime. Consulte o consulado do país para mais informações.

A nossa moeda, o Real é ainda pouco aceito em todo o mundo para câmbio, em alguns países da América do Sul pode até ser que ela seja aceita nas compras mas o ideal é levar sempre dólares americanos para não correr riscos à toa.

As moedas mais encontradas em casas de câmbio brasileiras são: dólar americano, euro, dólar canadense, australiano e neozelandês, franco suíço, libra esterlina, iene, peso argentino, mexicano, uruguaio, chileno, coroa dinamarquesa, norueguesa, sueca, won, shekel e rande sul africano.

Vale lembrar que em todo caso é recomendável contactar a casa de câmbio antes para saber se eles possuem a moeda desejada naquele dia e na quantidade que você precisa, geralmente o prazo útil para o estabelecimento providenciar a moeda estrangeira é de 24 horas.

Nunca compre moeda estrangeira em estabelecimento não autorizado pelo Banco Central do Brasil e nem muito menos com pessoas não autorizadas como doleiros, você pode estar comprando moeda falsa e acabar tendo problemas com a polícia quando for usá-las.

Caso não encontre no Brasil a moeda do país que vai visitar, compre sempre dólares americanos e leve-os para trocar por lá, lembrando de trocar em bancos ou casas de câmbio no centro da cidade, onde as taxas são melhores.

Pesquise sempre a melhor cotação em pelo menos 3 casas de câmbio diferentes, os valores são sempre diferentes e você pode perder muito dinheiro se não fizer isso.
#627274 por semi_
25 Ago 2011, 17:42
Olá pessoal,

Minha história é parecida com a do felipegarrido....

Estou indo pra Espanha em outubro, para ficar 14 meses fazendo uma pós. Pesquisando sobre as formas de levar dinheiro, fiquei com algumas dúvidas.
Primeiro, vocês sabem se o cartão de débito internacional funciona no caso da conta ser poupança? Ou precisa ser conta corrente? Como estou no limbo do pós-formada, não tenho renda pra abrir conta corrente, mas tenho uma poupança. A moça do Santander, que eu estive tentando abrir conta (pensando que facilitaria por ser Espanha) disse não ser possível através da poupança, mas como aqui no interior ninguem entende mto disso eu queria checar com vcs, :), até pq meu cartão da poupança (da Caixa) tem o selo da rede Cirrus atrás. Vou ligar no banco, mas gostaria de saber se alguém já teve essa experiência :P
Segundo, tenho alguns dólares sobrando de uma viagem passada. Vocês acham que vale mais a pena levar tudo em euro, e trocar esses dólares aqui, ou levar metade euro, metade dólar e deixar pra trocar lá? Não tenho ideia de qual cambio seria mais vantajoso nesse caso.
Terceiro, vou ter que abrir uma conta lá pra receber uma bolsa, e pretendo fazer a maioria das movimentações com ela, mas estou decidindo qual seria a melhor opção para os meus pais me enviarem dinheiro daqui, até porque vou precisar ter dinheiro em mãos no primeiro mês. Já fiz o cartão de crédito internacional para compras maiores e vou levar uma quantia em cash, mas gostaria de uma terceira opção. Como não sei se o cartão de débito internacional vai funcionar no meu caso, vocês acham que compensa fazer um VTM? Penso em sacar o valor dele e passar pra conta nacional da Espanha assim que possível.
Obrigada galera! O site é demais, ajuda muito! :D

Usuários navegando neste fórum: Nenhum usuário registrado e 1 visitante