Ir para conteúdo

Pesquisar na Comunidade

Mostrando resultados para as tags ''orlando''.

  • Pesquisar por Tags

    Digite tags separadas por vírgulas
  • Pesquisar por Autor

Tipo de Conteúdo


Fóruns

  • Faça perguntas
    • Perguntas Rápidas
    • Perguntas e Respostas & Roteiros
  • Encontre Companhia para Viajar
    • Companhia para Viajar
  • Envie e leia Relatos de Viagem
    • Relatos de Viagem
  • Encontre companhia, faça perguntas e relate experiências em Trilhas e Travessias
    • Trilhas e Travessias
  • Tire dúvidas e avalie Equipamentos
    • Equipamentos
  • Outros Fóruns
    • Demais Fóruns
    • Saúde do Viajante
    • Notícias e Eventos

Encontrar resultados em...

Encontrar resultados que contenham...


Data de Criação

  • Início

    FIM


Data de Atualização

  • Início

    FIM


Filtrar pelo número de...

Data de Registro

  • Início

    FIM


Grupo


Sobre mim


Ocupação


Próximo Destino

Encontrado 5 registros

  1. Em março de 2020 ainda não sabíamos o que vinha pela frente, e logo foi declarado a pandemia da COVID19. Devido ao lockdown as cias aéreas em busca de sobrevivência lançaram promoções, e em uma destas ofertas fui convidado por um amigo e conseguimos adquirir as passagens por um preço atrativo, sendo a ida de Belo Horizonte - MG (CNF) para Fort Lauderdale - FL (FLL) e a volta de Miami - FL (MIA) para Belo Horizonte (CNF) com as bagagens despachadas e as taxas inclusas por apenas R$ 1.469,83. Foram longos 20 meses de espera, as passagens viraram flexíveis, várias remarcações e inúmeras alterações no roteiro realizadas constantemente. Infelizmente neste período perdemos, parentes, amigos, colegas e mais de 600 mil Brasileiros se foram. Felizmente vimos a tão esperada vacina chegar, e também reaprendemos a viver e se adaptar ao "novo normal". Enfim a reabertura das fronteiras ocorreu para pessoas totalmente imunizadas, e tive minha primeira viagem após meses de pandemia, a data encaixou na última semana de férias anteriormente programas e com isso foi possível realizar essa viagem no primeiro dia de reabertura de fronteiras para Brasileiros. Compartilho com vocês o roteiro dessa fantástica viagem solo efetuada em novembro de 2021. Miami (FL) Queridinha dos brasileiros na terra do tio Sam, Miami detém uma coleção inegável de qualidades. Banhada pela Baía de Biscayne, que empresta vistas para a água para seus muitos estabelecimentos ao ar livre, a cidade conta com clima predominantemente ensolarado e um lifestyle quase tropical que reverbera o mix de culturas que se encontra ali. O clima tropical de Miami e suas praias badaladas, além de mesclar a cultura latina junto com a americana, são alguns dos atrativos desta cidade dos Estados Unidos que encantam os turistas. Muitos procuram o lugar para compras, já que possui inúmeras lojas a preços convidativos. A história de Miami Antes de falarmos especialmente sobre a cidade, precisamos conhecer todo o desenvolvimento do estado da Flórida que começou com a chegada dos espanhóis, em 1498. A região era ocupada por tribos, e uma delas era conhecida como ”índios Miami”, que depois nomearam o município. No entanto, a dominação espanhola no estado só foi reconhecida em 1565 com Pedro Menéndez, quando fundou a primeira cidade nos Estados Unidos, San Agustín. Após anos de guerras e tratados, foi em 28 de julho de 1896 que os moradores de Miami fundaram a cidade a partir de uma reunião para definir seus governantes. A região viu sua população triplicar de tamanho por volta dos anos 20. Durante a Segunda Guerra Mundial o município foi sede da marinha e exército americano, fazendo com que milhares de soldados levassem as suas famílias para morar na região, mesmo após o fim da guerra. Com os problemas políticos enfrentados por Cuba, os cubanos viram em Miami a oportunidade de começar uma nova vida. Com mais de meio milhão de imigrantes o bairro ”Little Havana” se tornou a morada dessas pessoas. A imigração constante, principalmente de latinos, transformou a cidade em uma mistura de costumes, culturas e culinárias. Atualmente, Miami é um dos maiores pontos de partidas de cruzeiros, tem participação importante na economia americana e é um centro comercial para os turistas de todo o mundo. Sendo assim, as pessoas que chegam na cidade são recebidas com diferentes opções de programações, para todas as idades. O Triângulo das Bermudas é uma área do Oceano Atlântico que forma uma espécie de triângulo imaginário. Em suas pontas estariam a ilha de Bermudas, a cidade de San Juan (Porto Rico) e a cidade de Miami (Estados Unidos), conforme aponta o mapa acima. A região é muito conhecida pelos mistérios que a envolvem, sobretudo em virtude do comportamento supostamente anômalo de suas águas e do desaparecimento de aviões e embarcações em sua área. Imagem de satélite da área do Triângulo das Bermudas O mais antigo relato “sombrio” sobre o Triângulo das Bermudas foi feito por Cristóvão Colombo, que afirmava que a sua bússola apresentava um mau funcionamento no local, além de este ser muito perigoso e aparentemente emitir luzes embaixo do oceano. No entanto, o caso que fez com que o local ganhasse maior notoriedade foi um acidente ocorrido em 1945, quando cinco aviões americanos misteriosamente sumiram, vitimando dezenas de tripulantes. Em 1951, um avião cargueiro, também pertencente aos Estados Unidos, desapareceu na região sem emitir nenhum sinal. Teoricamente, as condições de voo eram ideais e não houve uma explicação plausível para o sumiço repentino do avião, que levava consigo mais de cinquenta pessoas. Houve, posteriormente, outros casos de sumiços, naufrágios e mortes no local. Essas ocorrências instigaram o imaginário popular, fazendo com que autores de livros e a população como um todo passassem a elaborar teorias mirabolantes, como raptos praticados por extraterrestres, passagens para outro mundo, monstros aquáticos e muitas outras lendas. No meio científico, a teoria mais aceita para explicar os acidentes no Triângulo das Bermudas referia-se à existência de gás metano nas águas em virtude da formação de vulcões submersos nos oceanos, o que provocaria efeito sobre as águas e também na atmosfera, vitimando tanto os navios quanto os aviões que passassem pelo local. Já a explicação para o mau funcionamento das bússolas é mais conhecida, trata-se de um fenômeno conhecido como variação de bússola, em que o instrumento passa a apontar para o norte geográfico e não para o polo norte magnético. Esse fenômeno ocorre em outras localidades também e é de conhecimento comum entre aqueles que entendem de técnicas de navegação. Caso algum operador mais inexperiente utilize a bússola sem fazer as devidas correções, fatalmente se perderá, aumentando as chances de naufrágio. Recentemente, em 2010, uma equipe de pesquisadores australianos finalmente desvendou o “mistério” do triângulo das bermudas. E a explicação nada mais foi do que a comprovação da teoria do gás metano acima mencionada. Os solos do oceano liberam esse composto responsável por diminuir a capacidade de flutuação dos barcos, que, dependendo da concentração e do local, podem afundar repentinamente. Esse gás é também liberado em forma de bolhas na atmosfera, podendo reagir com faíscas liberadas pelo motor dos aviões, que correm o risco de explodirem, ou simplesmente provocar o desgaste dos motores. Apesar dessa explicação, já havia outras hipóteses ligeiramente comprovadas que afirmavam que os acidentes eram casuais, ligados à falta de combustível, problemas técnicos e falhas humanas. Em alguns casos, as ocorrências nem chegaram a acontecer dentro do triângulo especificamente, mas em localidades relativamente próximas. É importante lembrar que todos os dias uma grande quantidade de aviões e embarcações passa pelo local e praticamente todas saem ilesas. A polêmica e os supostos mistérios só existem em virtude de acontecimentos aparentemente inexplicados e meramente ocasionais. 1º Dia 17h – Check-in no Hotel Broadmore Miami Beach, Miami Beach (7450 Ocean Terrace Miami Beach, FL 33141) Check-in liberado após as 16:00h. → CUSTO: R$ 2.773,36 hospedagem + US$ 108,00 resort fee (6 noites, suíte para 2 pessoas) 2º Dia 7:00 – CAFÉ DA MANHà – Hotel Broadmore Miami Beach, Miami Beach (7450 Ocean Terrace Miami Beach, FL 33141) 8:00 - Retirar carro na Hertz 3801 Collins Avenue, L4 Miami Beach, FL US 33140 Para contemplar o roteiro com liberdade no deslocamento, foi escolhido a locação de um carro, o qual não foi retirado no aeroporto devido a grande diferença de custo da reserva. Veículo locado Ford F-150 → CUSTO: $ 237,60 (1 semana, com milhagem ilimitada, seguro LDW e LIS, taxas totais inclusas, pagamento exclusivo em cartão de crédito). 09h:00min – Holocaust Memorial Miami Beach (1933-1945 Meridian Avenue, Miami Beach, FL) O Memorial do Holocausto localiza-se em Miami Beach, sendo um importante documento da história e ponto turístico de Miami. É um belo projeto, que começou em 1984, quando um pequeno grupo de judeus sobreviventes do Holocausto decidiram criar um local em homenagem as vítimas desse imenso massacre. Estima-se que foram 06 milhões de vítimas no total. Foi aberto ao público em 1990. O local é todo aberto, bonito e conservado, parecendo uma praça. O turista poderá visitá-lo sem qualquer custo. → Deslocamento de quase 50 minutos de carro até o próximo passeio 10h30min → Everglades Safari Park (26700 SW 8th St, Miami, FL) O passeio de aerobarco é interessante para os amantes da natureza e dá ao visitante uma noção desse bioma imenso, no Estado da Flórida. Neste parque é possível ver na vegetação alguns jacarés, crocodilos, aves e tartarugas, apreciando o passeio. A equipe oferece protetores de ouvido, pois faz muito barulho, e das diversas recomendações ao turista é usar um óculos de sol, além do repelente. → HORÁRIO DE FUNCIONAMENTO: 09h às 17h. (última saída do tour às 16h) → CUSTO: US$ 34,00 por pessoa. (já incluso a tarifa do Parque Nacional) 13h30min – Little Havana Todo o encanto de Little Havana fica na Calle Ocho, a rua principal do bairro, onde estão localizados vários restaurantes e lojas de lembrancinhas e charutos. Os artigos camisetas e camisas bem coloridas, pacote de café, ímãs. O espanhol prevalece por aqui, mas entendem inglês tranquilamente. ALMOÇO – Old’s Havana Cuban Bar & Cucina (1442 SW 8th St, Miami, FL) Restaurante típico da culinária cubana, com bom custoxbenefício. Para variar normalmente cheio. Servem também a refeição mais tradicional do bairro, que é o sanduíche de carne de porco chamado cubano. Basicamente um sanduíche de carne cortada, maionese, queijo e batata palha. → HORÁRIO DE FUNCIONAMENTO: Das 11h às 23h. → CUSTO: US$20,00 – SOBREMESA – Azucar Ice Cream Company (1503 SW 8th St, Miami, FL) Sorveteria icônica em Little Havana, com sabores incríveis, gostosos e alguns incomuns. Atendimento do local é ruim. → HORÁRIO DE FUNCIONAMENTO: Das 11h às 21h. → CUSTO: US$4,50 Uma bola, US$ 06 duas bolas, não incluso os impostos. → Máximo Gomez Park (801 SW 15th Ave, Miami, FL) Local que reúne restaurante, bar e antiquário de objetos dos mais variados relacionado a Cuba. Creio O ambiente tem uma mistura sombria com aconchegante. Não parece um local top e nem moderno, mas vale a pena conhecer pela história que carrega consigo. Esse é um lugar emblemático no bairro cubano em Miami, também conhecido como Parque do Dominó. Costuma receber um público da terceira idade, onde se reúnem para jogar dominó, xadrez, damas e conversar. Enfim, é um local de entretenimento para os nativos, que chega ao ponto constar nas regras que não são permitidos xingamentos, bebidas no local, quebrar coisas, podendo até mesmo o jogador ser expulso por semanas ou pra sempre. Para os turistas serve mais como ponto de referência. → Tower Theater (1508 SW 8th St, Miami, FL) Ao lado fica o Tower Theater do MDC, um cinema aberto em 1926. Na década de 60 as famílias cubanas iam assistir os filmes americanos com legenda em espanhol. Hoje só passam filmes estrangeiros e bem diferentes. 16h:00min Bayside Marketplace (401 Biscayne Blvd, Miami, FL) No Bayside Marketplace é um bom programa para bater pernas, conhecer as lojinhas. Local muito agradável, tratando-se de um Centro Comercial onde há as principais marcas e restaurantes, próximo ao local de onde saem os passeios de barco em Miami. → Bayfront Park (301 Biscayne Blvd, Miami, FL) O Bayfront Park em Miami é um dos principais parques da cidade, com lindas vistas, sendo palco de diversos eventos ao longo do ano, inclusive a famosa festa de réveillon. Ele é ideal para ir com a família, com os amigos ou em casal, e é uma excelente opção para fugir um pouco da programação tradicional de compras e praias que grande parte dos brasileiros faz na cidade. → Passeio de Barco em Biscayne Bay (401 Biscayne Blvd, Miami, FL) Biscayne Bay é a baía que banha Miami, Miami Beach e outras várias ilhas nas proximidades dessas cidades. O oceano faz parte do cotidiano de Miami e não dá para sair de lá sem conhecer a cidade a partir de um ângulo diferente: do mar! Fazer um passeio de barco é um programa clássico em Miami. Biscayne Bay tem várias ilhas privativas e nelas foram construídas muitas casas requintadas, sendo várias de celebridades conhecidas mundialmente. A partir do passeio de barco por Biscayne você poderá ver várias dessas mansões, todas com um píer na frente - afinal, é o meio que se utiliza para chegar em uma casa cercada por água. Para quem gosta de arquitetura, o lugar é um prato cheio e rende boas inspirações. Shakira e Ricky Martin, por exemplo, têm casas nas ilhas de Biscayne Bay. Entre as empresas que você pode utilizar para fazer um passeio de barco na Biscayne Bay estão Island Queen e Gray Line. Para economizar, pode valer a pena comprar o ingresso do passeio no próprio Bayside, pois assim não será necessário pagar comissão do passeio (o que acontece em compras feitas através dos hotéis). Os passeios saem, normalmente, do Bayside Marketplace e podem ser comprados no próprio local. Há passeios em embarcações completamente diferentes umas das outras; algumas comportam muitas pessoas e são mais lentas, outras comportam poucas pessoas e são embarcações de alta velocidade. São 90 minutos de passeios e paisagens belíssimas! Os barcos passam pelos principais pontos turísticos da região metropolitana de Miami, como o centro financeiro e o porto da cidade, Miami Beach e as áreas reservadas aos ricos e famosos – Fischer Island, uma ilha privada com condomínios de luxo onde só se pode entrar a convite de algum morador, e Millionnaire’s Row, onde estão as casas das celebridades que vivem na região. Com alguma sorte é possível ver golfinhos nadando. Conforme o barco navega pelas águas da baía, o guia mostrará as casas da Millionaire’s Row, incluindo a de Shaquille O'Neal, Gloria Estefan, Julio Iglesias, antigo lar de Al Capone, e a casa onde foi filmado o clássico filme Scarface. Outros destaques incluem o Porto de Miami, Brickell Key, Fisher Island e, é claro, a linha do horizonte de Miami. Um bar e lanches estão disponíveis a bordo, e o interior da embarcação é climatizado e com banheiros. A melhor parte do passeio é brincar de escolher a casa mais bonita e qual o turista compraria, caso ganhasse na famosa ‘’Mega-Sena da Virada’’, das loterias da CAIXA, com valor superior ao vencedor à R$ 300 milhões. Isso é para ter apenas uma noção de quanto vale cada uma dessas belezuras! → CUSTO: US$ 25,00 → MELHOR POSIÇÃO: Estibordo do barco. → Retorno ao Hotel Broadmore Miami Beach, Miami Beach (7450 Ocean Terrace Miami Beach, FL 33141) 3º Dia 06h:00 – CAFÉ DA MANHà – Hotel Broadmore Miami Beach, Miami Beach (7450 Ocean Terrace Miami Beach, FL 33141) 10h30min – Kennedy Space Center Visitor Complex – (Merritt Island, Florida, FL) Inaugurado em 1962 e renomeado depois do assassinato do presidente Kennedy, o centro espacial ocupa uma área de mais de 56 mil hectares, dos quais o visitante pode conhecer apenas uma parte. Os visitantes passaram a ser permitidos em 1967 e, desde então, milhões deles já passaram pelos portões dessa sede de lançamento da NASA, que ainda hoje está em pleno funcionamento. Há tanta coisa para ver que vale a pena fazer o passeio autoguiado: você pode alugar um audioguia tradicional ou, melhor ainda, por US$ 9, pegar um KSC Smartguide -- um mini-tablet disponível em português que enriquece sua visita com áudio, fotos, vídeos, mapas e curiosidades sobre o local. Como em qualquer outra atração da região, é indispensável estar munido de um mapinha do complexo, assim como da grade de horários em que acontecem as exibições dos filmes. O Kennedy Space Center está a menos de 80 km de Orlando -- uma viagem de quase uma hora em estradas amplas, bem sinalizadas e com pedágio. Pegue a SR 528 sentido East e seguir por aproximadamente 80 km até a saída para a SR 407 para o Kennedy Space Center e Titusville. Continue na SR 407 até a saída para SR 405, seguindo as placas para o KSC. Dali são mais 9 km até a entrada. Não tem erro. De Orlando também é possível chegar pela SR 50 sentido East. Depois de mais ou menos 80 km, passando pela I-95, vire (sentido East) na intersecção com a SR 405, seguindo por aproximadamente mais 17km até a entrada do complexo. → Prédio do Heroes and Legends A área mais nova do complexo de visitantes (inaugurada em novembro de 2016), que homenageia os homens e mulheres que trabalham no programa espacial norte-americano. Lá dentro, numa sala circular, o visitante assiste a um vídeo de depoimentos de pessoas comuns e diversos astronautas (inclusive o brasileiro Marcos Pontes) sobre suas inspirações e ídolos. Enquanto eles falam, partes da sala vão se revelando, mostrando espaços em que estão elementos referentes à resposta de cada um. Uma nova sala se abre, com uma grande tela de cinema, em que, com óculos 3D, todos assistem a um filme de 8 minutos sobre missões espaciais, com direito a efeitos olfativos e sensação de vento. Na sequência, um gigantesco salão abriga uma quantidade imensa de memorabília de astronautas, em cápsulas dedicadas à época em que se destacaram. Também estão ali artefatos de importância histórica, como uma nave Redstone e a cápsula Sigma 7. Ainda ali, o Astronaut Hall of Fame traz curiosidades sobre a vida desses profissionais, apresentadas em uma sala cheia de tecnologia. → Rocket Garden Uma área a céu aberto que abriga antigas integrantes de programas espaciais como Mercury, Gemini e Apolo. Vistos já da entrada do Kennedy Space Center, os foguetes impressionam pelo tamanho. Mas a ideia sobre como eles realmente funcionam vai ficar clara nos filmes exibidos nos cinemas IMAX da área. Atualmente, com 45 minutos de duração cada, 'A Beautiful Planet' mostra imagens da Terra feitas por astronautas que estiveram na Estação Espacial Internacional, demonstrando os efeitos da humanidade sobre o nosso planeta (com narração da atriz Jennifer Lawrence), enquanto 'Journey to Space' mostra os projetos atuais e passados da NASA, incluindo o que pretende levar os humanos até Marte (com a voz do capitão Jean-Luc Picard em pessoa, sir Patrick Stewart). → Atlantis (DESTAQUE) O famoso e grandioso ônibus espacial Atlantis tem um prédio de atrações só para ele no Kennedy Space Center. O tanque externo laranja em tamanho natural e dois propulsores de foguetes de combustível, com quase 60 m de altura, recebem os visitantes na entrada. Apenas nessa área, são mais de 60 atividades, entre simuladores (como o que mostra o treinamento dos astronautas na operação do veículo) e exposições interativas sobre o Atlantis, que também pode ser visto ali. Como está suspenso de forma inclinada, ele parece estar em pleno voo dentro da área. Outra das experiências interativas que lembra o visitante de que está perto Orlando é a que simula o lançamento de um ônibus espacial. Ambientação visual interna e sons e sensações - com direito a ver a Terra conforme a nave se 'distancia' do planeta, garantem a diversão (pelo menos de quem não se sente mal em brinquedos do tipo). Uma detalhada réplica em tamanho real do Hubble também está suspensa ali, para que possa ser observada enquanto se aprende sobre esse telescópio que está há mais de 25 anos trabalhando no espaço. → Passeio de Ônibus, forma obrigatória de transporte para ver o Saturn V (DESTAQUE) A cada 15 minutos sai da estação do Kennedy Space Center um ônibus que leva os visitantes por um tour que dá uma vista geral de todo o centro espacial. Por ali você passa pelo Centro Apollo/Saturn V, por plataformas de lançamento de ônibus espaciais, pelo edifício de montagem de veículos e o Centro de Controle de Lançamento. No Firing Room Theater estão os controles reais de lançamento usados durante o programa Apollo. Nas telas, filmes mostram os anos iniciais da Nasa e até uma filmagem da Apollo 8. O Lunar Theater pode-se ver uma recriação da primeira missão tripulada de aterrissagem na Lua, com a Apollo 11. A Treasures Gallery mostra protótipos e trajes usados pelos astronautas que pisaram no nosso satélite, além de um módulo de comando da Apollo 14, o 'Kitty Hawk'. A roupa do comandante Alan Shepard, por exemplo, está ainda tão preservada que ainda se pode ver poeira lunar em suas botas. Também está ali um foguete Saturn V restaurado, que fica suspenso deitado em um grande corredor, mostrando a enormidade do veículo espacial. Na lateral ficam os símbolos das várias missões da Nasa, trazendo os sobrenomes de seus tripulantes. Para ver toda a área (que fica distante da entrada do parque), pense em ao menos uma hora e meia. Uma sugestão é começar o passeio pelo tour, deixando as atrações da entrada para a tarde. → Deslocamento para Orlando –17h30min. Check-in ao Floridian Express Extended Stay Hotel, Orlando (6323 International Dr Orlando, FL 32819) A avaliação que fiz do hotel junto ao site que fiz a reserva: Recomendo!!! "O quarto encontra-se reformado com excelente estado, pintura nova, pisos novos (não são carpetes) e ótima conservação do banheiro. Minha primeira estadia no Floridian foi em março de 2018, e agora em novembro de 2021 tive a oportunidade em hospedar novamente neste hotel, o qual me surpreendeu positivamente com a evolução. O café da manhã "devido a pandemia" encontra-se mais simples, sendo apenas o café (com opção de açúcar/adoçante/creme) a disposição na recepção.". → CUSTO: R$ 373,53 hospedagem + US$ 9,00 resort fee (1 noite, suíte para 2 pessoas) 19h30min – ICON Orlando e/ou Starflyer (8375 International Dr, Orlando, FL) Composto por 30 cápsulas de vidro, cada uma com capacidade de receber 14 pessoas sem aperto, o ICON traz uma vista de 360° da cidade, contemplando seus lagos, parques e toda a paisagem da região, em torno de 14 minutos. Atualmente deixam apenas entrar um grupo por cápsula, o que torna a fila um pouquinho maior, porém vale a pena. A experiência fica melhorada, haja vista o visitante poder tirar as suas fotos sem nenhum desconhecido atrapalhando. Outra novidade são os tablets dentro das cabines que tinham ido embora logo após a inauguração e agora voltaram, aparentemente para ficar. Cada cápsula tem dois tablets com informações sobre pontos turísticos de Orlando e região. Bem interessante e tem inclusive a opção de ver as informações em português. HORÁRIO DE FUNCIONAMENTO: das 10h às 22h → CUSTO: US$ 28,00 – Retorno ao Floridian Express Extended Stay Hotel, Orlando (6323 International Dr Orlando, FL 32819) 4º Dia 08h – CAFÉ DA MANHÁ no Floridian Express Extended Stay Hotel, Orlando (6323 International Dr Orlando, FL 32819) → Checkout Floridian Express Extended Stay Hotel, Orlando (6323 International Dr Orlando, FL 32819) HORÁRIO DE HABILITAÇÃO PARA A REALIZAÇÃO DO TESTE PCR COVID19: À partir das 07h:20min. 09h – Barnett Park (4801 W Colonial Drive, Orlando, FL 32808, Estados Unidos) O centro de testes no Barnett Park funciona em formato de drive-thru, ou seja, de carro. Ele oferece tanto o teste PCR quanto o teste de antígeno. Endereço: 4801 W Colonial Dr., Orlando, FL 32808 Horário de funcionamento: 9h às 17h Agendamento: não é necessário, mas é preciso fazer um registro no site https://www.patientportalfl.com/s/ Valor: gratuito, mesmo para não-residentes e visitantes. Os resultados do teste de antígeno ficam prontos em menos de uma hora, enquanto o teste PCR pode levar de 2 a 3 dias. Para ser testado, é necessário criar uma conta no site e fazer um cadastro com os seus dados. Depois, é só clicar em Get Tested, selecionar a opção do Barnett Park e pronto. Você receberá um código de barras por email para apresentar na chegada, e não é necessário selecionar nenhum horário específico para o teste. Dica "de ouro": tenham um plano B para caso o seu teste de COVID19 para o retorno ao Brasil não fique pronto dentro do prazo, e/ou então faça o mapeamento do teste antígeno ou RT-PCR express nas últimas 24 horas. Neste momento que me habilitava o prazo de 72 horas para o teste de retorno na modalidade RT-PCR e ainda me dava a margem de segurança para sair o resultado, aproveitei fiz o teste gratuito no Barnett Park, mas infelizmente ele não ficou pronto dentro das 72 horas, recebi o resultado somente quando estava na conexão no Panamá. → Disney’s Hollywood Studios É o menor parque do complexo que em sua essência, ele celebra o cinema e traz áreas inteiras, shows e atrações dedicados a filmes queridos. Recomendo que sigam o roteiro do parque do Vai para Disney é excelente. – Slinky Dog Dash É a montanha russa mais nova do Hollywood Studios que apesar de infantil, é bem divertida. – Toy Story Mania É uma espécie de competição de tiro ao alvo em 3D muito divertida. – Rock’n Roller Coaster Starring Aerosmith montanha russa com a trilha sonora do Aerosmith. – The Twilight Zone Tower of Terror é um elevador que despenca, mas com um cenário todo especial. – Beauty and the Beast: Live on Stage musical ao vivo que conta uma versão resumida da história da Bela e a Fera. – Star Wars: Rise of the Resistance: que te leva para o meio de uma batalha entre a Resistência e a Primeira Ordem. – Millennium Falcon: Smugglers Run Simulador à bordo da Millennium Falcon, onde cada um recebe uma função para cumprir na famosa nave do Han Solo. – Voyage of the Little Mermaid uma atração teatral com um musical ao vivo que conta a história da Pequena Sereia. Muito bonitinho! – Mickey & Minnie’s Runaway Railway atração temática do Mickey e da Minnie te leva num passeio pelo mundo dos desenhos animados em um carrinho como se fosse um trem. E – Indiana Jones Epic Stunt Spectacular!: ninguém dá nada para o show do Indiana Jones, mas ele é sempre uma agradável surpresa para quem vai pela primeira vez. - Muppets Vision 3D: aproveitei para escapar da chuva dentro da atração. → Retorno ao Hotel Broadmore Miami Beach, Miami Beach (7450 Ocean Terrace Miami Beach, FL 33141) 5º Dia CAFÉ DA MANHà – Hotel Broadmore Miami Beach, Miami Beach (7450 Ocean Terrace Miami Beach, FL 33141) -Parte da manhã "dia de Compras" no Shopping queridinho dos Brasileiros Sawgrass Mills (12801 W Sunrise Blvd, Sunrise, FL 33323, Estados Unidos) . Parte da tarde aproveitar a praia em frente hotel em Miami Beach → Retorno ao Hotel Broadmore Miami Beach, Miami Beach (7450 Ocean Terrace Miami Beach, FL 33141) Conforme relatado anteriormente o resultado do meu teste de COVID19 feito em Orlando não ficou pronto, neste momento quando retornei ao hotel já passava 48 horas do teste e não recebi o resultado. Isso foi desesperador e complicado, consegui localizar através do Google um novo teste com o agendamento através da prefeitura de Miami, a coleta ocorreu no dia seguinte, e também era o dia anterior ao embarque, encaixando dentro das 24 horas para voo, o agendamento foi realizado para o Zoo de Miami. Espero que vocês não passem por esse desespero do resultado não sair, e por isso é importante mapear um plano B, caso ocorra você terá no seu roteiro o script a ser seguido para o agendamento e a realização da coleta. 6º Dia 08h:00 – CAFÉ DA MANHà – Hotel Broadmore Miami Beach, Miami Beach (7450 Ocean Terrace Miami Beach, FL 33141) HORÁRIO DE HABILITAÇÃO PARA A REALIZAÇÃO DO TESTE ANTÍGENO COVID19: À partir das 07h:20min. 09h45min – Teste COVID19 Nomi Health no Zoo Miami (12400 SW 152 Street, Miami, FL 33177) Feito o teste antígeno, que é permitido com 24 horas antes do embarque e o resultado saiu em 1 hora e também foi feito o RT-PCR e o resultado saiu em 2 horas, ambos foram gratuitos. 10h – Zoo Miami (12400 SW 152 Street, Miami, FL 33177) Aproveitei que estava no Zoo Miami para o teste de COVID19 e juntei o útil ao agradável troquei minha programação pelo passeio de um dia no Zoológico de Miami e foi simplesmente fantástico. → CUSTO: US$24,54 (valor com impostos) → Retorno ao Hotel Broadmore Miami Beach, Miami Beach (7450 Ocean Terrace Miami Beach, FL 33141) arrumar as malas para retorno ao Brasil. 7º Dia 03h:30 – Checkout – Hotel Broadmore Miami Beach, Miami Beach (7450 Ocean Terrace Miami Beach, FL 33141) → Deslocamento de 23 minutos 13,3 milhas para o aeroporto. 04h30min → Devolver o carro em Miami International Airport Rental Car Center (3900 Northwest 25th Street , Suite 410 Miami, FL US 33142) A devolução do carro no Aeroporto Internacional de Miami é feita em um prédio externo ao aeroporto, para chegar com o carro até nele fui com o GPS utilizando o Waze e foi com sucesso, assim que chegar no local de devolução há a sinalização da localização de cada operadora para a devolução, somente seguir as sinalizações e estacionar o veículo no local indicado, depois estacioná-lo e deixá-lo com a chave. Este prédio fica ligado ao aeroporto através de um trem autônomo que há sinalização para localizá-lo. APRESENTAÇÃO NO EMBARQUE PARA RETORNAR AO BRASIL: O viajante também terá que apresentar, no momento do check-in, o resultado negativo de um teste PT-PCR feito no máximo três dias antes da viagem ou Resultado de Antígeno, de no máximo 24 horas antes da viagem; Se o passageiro estiver portando COVID-19, E ASSINTOMÁTICO, com Atestado médico declarando que o passageiro está assintomático e apto a viajar, incluindo a data da viagem. O atestado deve ser emitido no idioma português ou espanhol ou inglês e conter a identificação e assinatura do médico responsável.* Preencher o DSV em <https://formulario.anvisa.gov.br/index.php/39183?lang=pt-BR>deve ser preenchido nas 24h que antecedem o voo. O comprovante de preenchimento deve ser apresentado, impresso ou em meio eletrônico, à companhia aérea responsável pelo voo. *Desde que apresentem dois resultados de RT-PCR detectável, com intervalo de no mínimo 14 dias, sendo o último realizado em até setenta e duas horas anteriores ao momento do embarque ou teste de antígeno que apresente laudo com resultado negativo ou não reagente, posterior ao último resultado RT-PCR detectável; https://www.in.gov.br/en/web/dou/-/portaria-n-658-de-5-de-outubro-de-2021-350608125 05h → Check-in em Miami International Airport (3900 Northwest 25th Street , Suite 410 Miami, FL US 33142) 07h19min - Embarque no voo Voo em Miami (MIA) parte as 08h03min em Miami International Airport (...) 10h24min – Desembarque no Aeroporto Internacional Tocumen (PTY) (...) 15h30min – Embarque n Voo CM0765 saindo o Aeroporto Internacional Tocumen (PTY) para o Aeroporto Internacional de Belo Horizonte (CNF). Extras ''Colecione momentos e não coisas! Viaje!'' → Distribuição de noites, foram 6 noites distribuídas da seguinte forma: - Miami Beach, FL (06 Noites); - Orlando, FL (01 Noite), → Playlist escutada na Road Trip, link: https://open.spotify.com/playlist/1lmDQJPqOLcgTvuzDlE4h9?si=oN1iFkWtTE6K824CITtMrg → Curiosidades a) O percurso total rodado de carro foram 854 milhas (1.374 quilômetros). ''Viajar é a única coisa que você compra, que te faz mais rico.'' FIM
  2. Oi pessoal! Fiz um post no meu blog com tudo sobre os melhores parques de Orlando - Os quatro parques da Disney e os dois parques da Universal Studios. Com fotos, as melhores atrações e o preço dos ingressos: https://experienciasnamala.com/2020/05/16/os-melhores-parques-de-orlando/ Espero que ajude quem estiver planejando uma futura viagem para lá em 2021 (ou 2022, 2023...) :D
  3. Olá amigos viajantes, gostaria de tirar algumas duvidas e ficaria agradecido com qualquer ajuda. Estou em Orlando agora e pretendo ficar aqui ate dar os meus 6 meses de permanência depois desse período gostaria de ir ao Canadá, gostaria de saber se preciso retornar ao Brasil por ja ter passado 6 meses nos EUA ou posso ir direto ao Canadá e passar mais alguns meses lá, se sim o que preciso fazer além de comprar a passagem ? e outra duvida, quais documentos são necessários para ir do Canadá á Londres, mto obg
  4. Fiz uma viagem em abril de 2019 para a Flórida, mais precisamente: Miami, Flórida Keys e Orlando. Eu e meu namorado queríamos ir aos parques em Orlando e também fazer algo diferente que envolvesse pegar estrada. Vimos algumas fotos da estrada de Florida Keys e decidimos que era pra lá que a gente ia. Vou fazer um resumo da viagem aqui, mas quem quiser detalhes da parte das Keys pode entrar no meu blog: https://seachandonaviagem.blogspot.com/2019/04/florida-keys-de-carro.html 3/4 – Chegamos no aeroporto de Miami por volta das 5 da manhã. A imigração foi super tranquila, usamos aquelas “máquinas de auto atendimento” pela primeira vez. Pode parecer meio intimidador, mas tem como escolher português e o resto é bem auto explicativo. Você escaneia o visto, fala se vai a passeio/negócios/estudo, escaneia as digitais e tira uma foto. Depois é impresso um papel que entregamos ao agente de imigração mais a frente. Pegamos o carro no aeroporto (já havíamos reservado pelo site) e fomos para o hotel. Resolvemos deixar o carro no estacionamento e ir passear por Miami até a hora do check-in. Nosso hotel era em downtown, então andamos um pouco por ali mesmo: metromover (trenzinho gratuito que fica rodando por downtown), parques, bayside market. Conseguimos um check in mais cedo, descansamos um pouco e a noite fomos a pé para a American Airlines Arena ver um jogo de basquete da NBA: Miami Heat x Boston Celtics. Foi muito divertido! Eles fazem de uma partida esportiva um espetáculo. 4/4 – Saímos de Miami cedo (8h) debaixo de muita chuva. 😓 Depois de mais ou menos umas duas horas e meia de estrada, fizemos nossa primeira para em Little Duck Key. Tem um pequeno estacionamento logo após a ponte de 7 milhas onde dá para parar, andar numa ponte e tirar fotos. Mais uns 5 minutos de carro e chegamos ao Parque Estadual Bahia Honda (11h). Paga-se para entrar ($8 por carro com duas pessoas) e você tem acesso a uma praia, estacionamento, banheiro, lanchonete. Foi a melhor praia pública que achei por ali. Andamos um pouco pelo parque (é bem pequeno), entramos na água, fizemos um lanche, mas logo fomos embora. Acho que dá para ficar meio dia ali, o dia inteiro já acho muito. Continuamos na estrada até chegar em Key West (14h), a última ilha de Florida Keys. Deixamos o carro em um estacionamento e caminhamos a pé pelo centrinho turístico. Fomos no marco “mais ou sul dos Estados Unidos” e andamos pela Duval st. Infelizmente não deu para fazer nenhum passeio, pois não tivemos muito tempo. Almoçamos, comemos a famosa key lime pie e por volta das 17h pegamos a estrada de volta para Marathon Key, onde passamos a noite. Decidi por reservar um hotel em Marathon e não Key West porque uma diária na primeira estava metade do preço e, como iríamos para Orlando no outro dia, já economizava uma hora no dia com mais horas de estrada. Não sei se ficou claro, mas a ideia era pegar uma hora de estrada a mais hoje para pegar uma hora a menos amanhã e pagar bem menos na hospedagem. O que perdemos? Passar o fim da tarde e a noite em Key West, talvez fazer um passeio de barco para ver o pôr do sol, beber um drink em algum dos vários barzinhos. A cidade é pequena, mas bem turística com várias atrações legais. 5/4 – Dia de estrada. Saímos às 9h de Marathon Key e chegamos em Orlando às 15h. Fizemos o check in e fomos no mercado comprar água e lanches. 6/4 – Dia de compras: Best Buy, Michael’s, Ross, Outlet... 7/4 – Fomos ao Kennedy Space Center. É um museu muito bacana com várias atrações de missões espaciais, não é um parque de diversões. Fica no centro de construção e lançamento de foguetes de Cabo Canaveral, distante mais ou menos 1h de Orlando. O foco são as missões da Nasa, principalmente a da space shuttle Atlantis e missões Apollo. Tem uma parte dedicada às missões a Marte. Pegando um ônibus (passeio incluso no ingresso básico) dá pra ver de longe o prédio da Space X e Blue Origin. Eu adorei ter ido lá, mesmo não sendo muito ligada nas missões mais antigas da Nasa, pois amo astronomia. Se você for um entusiasta do espaço, dá para passar um dia quase todo por lá. Dica: leve algum lanche porque o restaurante de lá é sofrível. Outra dica, dependendo da rodovia que você pegue pode ser que tenha pedágios e algumas exits só aceitam moedas contadas (nada de guichê para troco) e outras apenas Sunpass. Sempre tem placa avisando, mas é bom sempre andar com algumas moedas no carro. **Acho o assunto dos parques meio batido, então não vou falar muito... mas quem quiser perguntar, eu respondo na maior alegria (amo falar de viagens!)** 8/4 – Parques da Universal. Compramos o ingresso dos dois parques no mesmo dia para poder andar no trem do Harry Potter. 9/4 – Disney’s Hollywood Studios - Fique para o show da noite: Fantasmic! 10/4 – Disney’s Animal Kingdom - O brinquedo "novo" do avatar, Flight of Passage, é sensacional! Vale a fila! Dica: deixe para ir no meio da tarde. A gente chegou logo depois da abertura do parque e a fila estava do lado de fora!!! Tinha uma funcionária organizando a fila com uma placa de 3h! Perguntamos que hora ficava mais vazio e ela disse "no meio ou no final da tarde". Voltamos as 14h e pegamos 50 minutos de fila (a placa na entrada falava 80 minutos). 11/4 – Como o nosso vôo era às 23h em Miami, deu para fazer umas últimas compras em Orlando e almoçar em Disney Springs antes de pegar a estrada de volta.
  5. E ai galera, Estou com viagem marcada para os EUA (Chegada e saída em Miami - 10/05 a 23/05). Vou chegar em Miam dia 10 (sexta), por volta das 18h e a ideia inicial é no outro dia cedo partir para Orlando e deixar para conhecer Miami na volta de Orlando. Dúvidas: Vale a pena alugar carro, mesmo indo sozinho? Se sim, o que sugerem para fazer no percurso de Miami à Orlando? Ir direto ou parar em algum lugar no caminho para conhecer? Se não, qual a melhor forma para ir a Orlando, então? Aceito qualquer sugestão do que fazer. Ressaltando que é minha primeira viagem aos EUA.
×
×
  • Criar Novo...