Ir para conteúdo

Pesquisar na Comunidade

Mostrando resultados para as tags ''serra dos alves''.



Mais opções de pesquisa

  • Pesquisar por Tags

    Digite tags separadas por vírgulas
  • Pesquisar por Autor

Tipo de Conteúdo


Mochileiros.com

  • Perguntas e Respostas
    • Perguntas e Respostas
    • Destinos: Perguntas e Respostas & Roteiros
  • Relatos de Viagem
    • Relatos de Viagem
  • Companhia para Viajar
  • Equipamentos
  • Trilhas e Travessias
  • Nomadismo e Mochilão roots
  • Outras Formas de Viajar
  • Outros Fóruns

Encontrar resultados em...

Encontrar resultados que...


Data de Criação

  • Início

    FIM


Data de Atualização

  • Início

    FIM


Filtrar pelo número de...

Data de Registro

  • Início

    FIM


Grupo


Sobre mim


Ocupação


Próximo Destino

Encontrado 3 registros

  1. Travessia Alto Palácio x Serra dos Alves (3 Dias, 45 km) 22 a 24 Fevereiro 2019 ÁREA DE PROTEÇÃO AMBIENTAL APA MORRO DA PEDREIRA PARQUE NACIONAL DA SERRA DO CIPÓ A travessia tem seu ponto de partida (ou de chegada, dependendo do sentido escolhido para caminhar) junto à Sede do Alto Palácio, no município de Morro do Pilar-Minas Gerais (Lat 19º15’34” S; Long 43º31’52” O). Integrantes *Pedrão do Brasil *Luciano *Mauro *Leila *Daniela *Dianna *Álisson *Vanessa *Talles *Fernando *Camila *Rafael *David *Ana Saída de Vitoria no dia 21 de Fevereiro de 2019. Chega em Belo Horizonte as 15:00 hs. Ida para o Lá em Casa Hostel no Bairro Santa Tereza. Dia 22 inicio da trip. 1º dia Saímos de Belo Horizonte as 05:00 hs numa Van e chegamos em Alto Palácio as 08:00 hs. e fomos direto para o portal de Alto Palácio. Fizemos Chek-in e partimos para iniciar logo a trilha pois não sabíamos o que nos aguardava. Logo atingimos os campos de altitude da trilha. Logo atingimos umas Pedras onde tem umas Pinturas Rupestres Passamos na Cachoeira do Espelho, Travessão, e a partir dai uma subida tensa e frenética, logo a frente uma descida longa e atingimos a Casa de tábua, nosso primeiro Camping, que por sinal foi muito bom Inicio 08:30 hs Término 18:00 hs 18 km. Os Campos Rupestres Grande parte da trilha passa pelos campos rupestres, que são uma das fitofisionomias mais significativas do Parque, correspondendo a 84% do seu território (Mata Atlântica 8%; Cerrado 8%). Sua diversidade é conhecida em todo o mundo, com mais de 1500 espécies de plantas descritas. A necessidade de se assegurar tamanha riqueza foi um dos motivos que levaram à criação do Parque Nacional da Serra do Cipó. Além da riqueza da fauna e da flora existentes nos Campos Rupestres, as formações rochosas e seus arranjos na paisagem são um espetáculo à parte. As rochas, em grande parte formadas por uma matriz de Quartzito. O trecho entre os abrigos (cerca de 12 Km) é o de maior dificuldade do roteiro. Também é o trecho que passa pelas maiores altitudes de toda trilha, cerca de 1660 metros. Dia 23 2º dia. Saída da Casa de tábua as 08:30 hs Percorremos uma subida interminável e atingimos de novo os pampas das Minas Gerais, onde se tem uma visão do Infinito maravilhosa. Inicia-se uma descida a qual se atinge uma baixada exuberante. Cagada a Casa de Currais, local que mais parece um Resort em meio aos pampas e florestas no serrado da serra do cipó Inicio 08:30 Termino as 16:00. 13 km Dia 24 3º dia Saída do Acampamento (Resort) Casa de Currais e encara-se uma subida boa e logo de novo atinge os pampas do serrado. Em seguida inicia se uma descida e logo se avista a Serra dos Alves Descendo mais ainda chega-se no mirante do Vale da Serra dos Alves. Logo se chega em meio a uma construção que foi abandonada após criação do Parque. Logos abaixo segue por uma Trilha a Direita e chega na Cachoeira da Luci, que por sinal é muito bonita. Nos banhamos e partimos para a Cachoeira dos Cristais, para mim a mais bonita de toda Trilha. Nos banhamos e partimos para a tão chegada ao Povoado da Serra dos Alves. A descida é bem Ingreme e logo abaixo da para se ver a Antiga Pousada da Luci. Continuamos descendo agora em uma estrada de terra batida até atingir o rio e Transpor a Ponte Móvel, onde algumas pessoas arregraram e forma por dentro do rio com medo. Kkkkk. Cânion Boca da Serra onde fica inserido as cachoeiras do final da trilha Inicio 09:00 hs Termino as 16:30 hs. 14 km “As travessias são uma das mais claras vocações do Parque Nacional da Serra do Cipó, já praticadas muito antes da criação do Parque, sendo, na realidade, uma das práticas que levou à sua criação. “ FAÇA A SUA RESERVA Procedimentos para solicitar a reserva e obter a autorização para a travessia IMPORTANTE: as vagas para a Travessia são limitadas a 30 pessoas por roteiro por dia. 1-Entre em contato com o Parque Parque Nacional da Serra do Cipó Rodovia MG 010, Km 97, Distrito da Serra do Cipó Santana do Riacho-Minas Gerais CEP 35847-000 [email protected] 20190224_140147.mp4 20190224_121626.mp4
  2. No fim de 2015, fui convidada pelos amigos para passar o fim de ano em Serra do Alves. Nunca tinha ouvido falar desse lugar, mas logo topei o convite ao ouvir a descrição dos meus amigos: "Um lugarzinho lindo, gostoso e cheio de cachoeiras!". Por ser um lugar pouco conhecido, resolvi fazer este relato, para apresentá-los a esse lugar que com certeza faz jus à descrição. O Lugar: Serra dos Alves é um vilarejo localizado próximo à Senhora do Carmo, distrito de Itabira, Minas Gerais. É de fato uma pequena comunidade de poucos habitantes, organizada em volta da Capela de São José. Mas nem por isso deixa de ser um lugarejo muito charmoso, com suas ruas de terra batida e casinhas coloridas. Além disso, o vilarejo é rodeado pelo visual incrível da Serra dos Alves e dos cânions, o que te deixa embasbacado, não importa o lado que você olhe. Como Chegar: Serra dos Alves fica a cerca de 100 Km de Belo Horizonte. Para chegar até lá saindo de BH, deve-se seguir pela BR-381, em direção ao Espírito Santo, até o trevo de Ipoema. Ao passar por Ipoema, deve-se seguir as placas que indicam a estrada de terra que leva à Serra dos Alves. São cerca de 16 km de estrada de terra. Fique ligado que essa estrada de terra é bem sinuosa, com alguns morros. Além disso, em dias de chuva o acesso pode ficar comprometido. No dia que voltamos, caiu um temporal, que impossibilitou a passagem de carros em uma parte da estrada. Por sorte alguns locais nos indicaram um atalho, que nos permitiu fugir da parte mais enlamaçada. Mas já foi suficiente para passar um perrenguinho. Hospedagem: Como estávamos em um grupo grande, optamos por alugar uma casa. Aqui está o link da casa que ficamos: https://www.facebook.com/casadaserradosalves/?fref=ts Recomendo bastante essa casa, é linda, muito bem cuidada e tem uma vista incrível. Pude observar que há outras casas para aluguel na vila. E também há uma pousada: http://www.pousadaportaldaserra.com/ O Que Fazer: Como não ficamos muitos dias, não tivemos tempo de conhecer todas as atrações do lugar. Algumas cachoeiras possuem acesso mais difícil, mas existem algumas de fácil acesso. Acredito ser possível contratar um guia local. No caminho para Serra Dos Alves, passamos sobre uma ponte, em que várias pessoas se banhavam no rio. O local nos informou que próximo a essa ponte há a Cachoeira da Coca Cola. Mais próximo ao povoado, fomos na Cachoeira dos Marques. O acesso até a cachoeira é bem tranquilo e há placas pelo caminho. A trilha margeia o rio, então há vários pontos para banho no meio do caminho. Depois de cerca de 30 minutos de caminhada, chegamos a cachoeira que é realmente linda. No dia seguinte fomos à Cachoeira do Bongue, que fica um pouco mais distante. Dentro da cidade, na rua detrás da Igreja, há uma placa indicando o caminho. Deve-se seguir de carro até um quebra-costela. Nesse ponto, há uma descida curta, porém bem íngreme, para chegar na cachoeira. No último dia fizemos apenas um passeio rápido a um poço que fica próximo à cidade, onde as pessoas costumam se banhar. Dicas: No Povoado há um buteco, um restaurante e uma mercearia, que não vende muitos produtos. Por isso é importante levar certas coisas de casa. Lá praticamente não há sinal de celular, acredito que só em alguns pontos mais altos. Ótimo para esquecer da vida. Não há nenhum estabelecimento bancário e nem posto de saúde. Última dica: Preserve este paraíso!
  3. Este final de ano tive a oportunidade de visitar Serra dos Alves. É uma pequena cidade cituada proximo a Itabira e Ipoema. O lugar é maravilhoso. São diversas quedas, canyons e grutas. Uma parte da região, que faz divisa com a Serra do Cipó está sendo comprada pela Vale e será transformada em parque. A dificuldade de acesso à cidade, que se acentua em dias de chuva, é recompensada pelas vistas e pelos belos passeios. A maioria dos trecho tem que ser feitos a pé ou à cavalo pois o acesso é muito ruim. Existem trecho com todos os níveis de dificuldades para caminhada. Quem for já tem que deixar quem fica avisado pois lá não pega nenhum tipo de celular e na cidade só tem um telefone comunitário, que passa a maior parte do tempo sem sinal. Os melhores passeios são a Cachoeira dos Cristais, Cachoeira da Coca Cola ( o acesso a primeira queda é bem fácil, mas na terceira, e mais bonita queda,o acesso ao poço é bem complicado) e a do Bong, que na minha opinião foi a mais bonita. É proibido camping na cidade, o que atrapalha um pouco, mas a pousada que eu fiquei tem diárias baratas (R$90, quarto para duas pessoas). É só perguntar onde é a pousada do Chiquinho, que por sinal é uma peça rara, vale a pena conhecer. É um passeio pra quem quer se isolar do turbilhão das cidades grandes e aproveitar do dia-a-dia pacato do interior. Agora para quem for acho que é bom ter em mente que a cultura desta, como de outras cidades, é muito diferente e riquíssima e deve ser preservada ao aximo. Então para quem for, não se esqueça da responsábilidade com este que acredito ser um dos pontos mais importantes. Grande abraço
×
×
  • Criar Novo...