Ir para conteúdo
  • Cadastre-se
Gerson Tijucas

Mountain Bike Tijucas do Sul PR - Serra do Quiriri SC

Posts Recomendados

Um grupo de ciclistas percorreu no dia 16 de julho oitenta quilômetros de estrada rurais dos municípios de Tijucas do Sul - PR e Campo Alegre – SC. O objetivo era atingir a Serra do Quiriri e retornar ao centro da cidade ainda no mesmo dia.

A largada do passeio aconteceu às 08:20hs, no Centro de Tijucas do Sul. Não havia previsão de chuva e a temperatura era convidativa à tal intento.

A rota escolhida para ida passava pelos bairros Centro, Xaxim, Ribeirão do Meio, Ambrósios, Ingá, São João do Piraí e Piraí, até chegar a comunidade do Postinho. Esta última é uma das mais distantes do centro da cidade, localizando-se a cerca de 26 quilômetros da sede municipal.

A estrada passa por plantações, trechos de mata preservada e reflorestamentos de Pinus. A prática deste reflorestamento é marcante em boa parte do trecho e reflete a degradação que vem ocorrendo à flora e fauna nativos. Também é característica do trecho percorrido a quantidade de subidas e descidas, onde a velocidade máxima atingida foi de 62km/h. Desta forma é importante atentar aos equipamentos de segurança como também à manutenção preventiva das bikes. Rios e igarapés são freqüentes e podem ser usados para abastecer as garrafas.

Com a chegada no Postinho por volta de 10:15hs, o grupo repôs as energias com um breve descanso e apetitoso lanche. Durante o descanso os ciclistas puderam conversar com o Prof. José Hamilton Claudino, importante biólogo e estudioso do Caminho dos Ambrósios e que rumava à nascente do Rio Negro (rio que divide os estados de Santa Catarina e Paraná).

Após a travessia do Rio Negro, o grupo formado por Gerson, Marcos, Diego e Paulo, acompanhados pelo motociclista Eduardo Ely, partiu rumo à Serra do Quiriri. Em cinco quilômetros de forte subida, a estrada parte de 860 para 1360 metros de altitude, testando o preparo físico dos atletas.

A beleza da paisagem, o vento e a temperatura retribuem o esforço empregado até o momento . Sendo assim, a equipe volta à comunidade de Postinho para novo ingresso em Santa Catarina pela comunidade de Rodeio Grande. A estrada neste trecho acompanha o Rio Negro. A umidade e o frescor do rio, além de uma estrada bem conservada e com boas descidas são um atrativo para os ciclistas.

A estrada ingressa novamente ao Paraná com uma nova travessia pelo Rio Negro. A comunidade de Papanduva é a primeira em Tijucas do Sul. Na sequência a estrada passa por Cangoera e Salto da Boa Vista, para novamente chegar ao centro da cidade.

O passeio encerrou-se às 17 horas.

 

20110727113151.JPG

 

 

20110727113230.JPG

 

 

20110727113251.JPG

 

Depoimento

 

Diego Marmentini

 

Olá pessoal

Meu nome é Diego, e curto muito pedalar aqui em Tijucas do Sul, acho que a cidade oferece estradas ideais para a prática da Mountain Bike, não somente porque são calmas, mas porque oferecem lindas paisagens, desde trechos planos (os quais somos habituados a pedalas semanalmente) desde trechos ingremes, e aqui devo ressaltar as pedaladas até a Serra do Araçatuba e a Serra do Quiriri, distantes respectivamente 25 e 35 quilômetros da cidade. Ainda somos uma turma pequena no pedal, o que na minha opinião é uma pena, pois a prática do ciclismo foi e esta sendo muito boa para a saúde, digo pena, porque ainda a população não tomou consciência do tanto que perde não pedalando pelas estradas do interior da cidade na forma de prática esportiva.

Semana passada foi realizada uma pedalada de mais ou menos 80 quilômetros, o destino seria a Serra do Quiriri, saímos de manhã por volta das 8:30 do centro da cidade (Eu, Gerson Melo, Paulinho, Marcos Wimmer e Eduardo Ely) passamos pelo Postinho. A pedalada foi pessada, tanto é assim que somente um dos ciclistas conseguiu permanecer em cima da bike durante a subida da Serra devido o aclive e a estrada cheia de pedras soltas. Posso dizer que foi uma boa aventura, que contou com preparo físico, mas o mais importante foi a determinação do grupo, palavra que nosso amigo Paulinho fez uso quando foi pego de surpresa por uma dor no tornozelo direito.

A descida da Serra foi uma aventura a parte, a subida que durou quase duas horas seguiu de uma descida de apenas 15 minutos, que exigiu freios bem regulados, prova disso é a temperatura dos discos de ambas as rodas que estava nas alturas devido o atrito e o uso constante.

Na volta passamos novamente pelas localidades de Postinho, mas tomamos o caminho pelo Cangoera e Papanduva passando rapidamente pela cidade de Campo Alegre.

Mais duro foi o trecho final pelo Salto da Boa Vista que contou com uma subida desafiadora dado a exautão física até ali.

Colegas do pedal, obrigado pela aventura e que venham outras mais...grande abraço!!!

 

Diego Marmentini

Compartilhar este post


Link para o post
Compartilhar em outros sites

Muito legal o pedal Gerson!!! ::otemo::

Estive recentemente no Quiriri, mas fui pelo outro lado, fiz a travessia Garuva-Monte Crista.

Vocês chegaram até os campos do Quiriri pela Fazenda Quiriri? As fotos são de lá?

Estou procurando infos sobre esta estrada (de Tijucas até a fazenda), se você tiver tracklog, mapa, dicas... serão de grande ajuda.

Desde já agradeço!!! ::cool:::'>

Compartilhar este post


Link para o post
Compartilhar em outros sites

Olá. Nós fomos exatamente pela estrada que liga Tijucas do Sul à Fazenda Quiriri. As fotos são das proximidades da fazenda. Como moro em Tijucas, eu apenas desenhei este mapa no Google Earth. Mas se você quiser, um dia posso mostrar o caminho, seja de carro ou bike, desde que você venha até o centro de Tijucas do Sul. Do Alto Quiriri você consegue ir ao Monte Crista e Garuva através do Caminho dos Ambrósios.

 

Abraços!

Compartilhar este post


Link para o post
Compartilhar em outros sites

Valeu Gerson, minha idéia é ir pro lado norte do Quiriri; Bradador, Pedra da Tartaruga e Pedra da Divisa.

Uma maneira é subindo a serra pelo lado de Garuva (pela fábrica de queijo na BR376), outra é ir por Tijucas via Fazenda Quiriri. Ou então pelo Araçatuba... ::mmm:

Você sabe se dá pra passar pela fazenda ou tem que ser na surdina? E pra deixar o carro por lá, sem problemas?

Mais tarde vou analizar com mais cuidado seu mapa, obrigado!!!

Compartilhar este post


Link para o post
Compartilhar em outros sites
Valeu Gerson, minha idéia é ir pro lado norte do Quiriri; Bradador, Pedra da Tartaruga e Pedra da Divisa.

Uma maneira é subindo a serra pelo lado de Garuva (pela fábrica de queijo na BR376), outra é ir por Tijucas via Fazenda Quiriri. Ou então pelo Araçatuba... ::mmm:

Você sabe se dá pra passar pela fazenda ou tem que ser na surdina? E pra deixar o carro por lá, sem problemas?

Mais tarde vou analizar com mais cuidado seu mapa, obrigado!!!

 

Você deve desviar a Fazenda e cuidar para que o chacareiro não te veja...rsrs...Se você quiser deixar o carro, precisa deixar antes da Fazenda. Risco de roubo é baixíssimo, mas precisa deixar fora da estrada devido ao tráfego de caminhões que transportam argila serra à baixo. A travessia pelo Araçatuba é uma possibilidade, porém é preciso caminhar por entre plantações de pinus. Esta travessia eu ainda não fiz.

 

Obs: A dona da fazenda é a empresa Ciser de Joinville.

Retorne em caso de dúvidas

 

Abraços

Compartilhar este post


Link para o post
Compartilhar em outros sites
Parabéns pelo relato e pelo pedal Gerson...

Tenho muita vonta de pedalar por essas "bandas" aí.

 

Abraços

 

Obrigado. Venha sim...nossa região possui muitas estradas rurais para a prática do Mountain Bike e belezas naturais.

 

Abraços

Compartilhar este post


Link para o post
Compartilhar em outros sites

Olá Gerson e Diego!

 

Parabéns pela pedalada. Já rodei muito de jipe pelas estradas de Tiucas do Sul e região e realmente são muito belas. Acredito que o esporte tenha muito a crescer na região mas precisa de uma maior divulgação e apoio, especialmente por parte do poder público e sociedade civil, a exemplo de Piraquara, que vem consolidando o município como rota cicloturística.

 

Otávio, precisamos estudar melhor o mapa da região e as imagens de satélite para montar a rota. Não é difícil desenhar a trilha usando o Google Earth e Trackmaker, depois é só carregar no GPS e partir. De qualquer forma agradeço ao Gerson pela disposição em ajudar!

 

Abraço,

Compartilhar este post


Link para o post
Compartilhar em outros sites
...........................Otávio, precisamos estudar melhor o mapa da região e as imagens de satélite para montar a rota. Não é difícil desenhar a trilha usando o Google Earth e Trackmaker, depois é só carregar no GPS e partir. De qualquer forma agradeço ao Gerson pela disposição em ajudar!

 

Abraço,

::otemo::::otemo::::otemo::

Já estou fuçando no Google...

Compartilhar este post


Link para o post
Compartilhar em outros sites
Olá Gerson e Diego!

 

Parabéns pela pedalada. Já rodei muito de jipe pelas estradas de Tiucas do Sul e região e realmente são muito belas. Acredito que o esporte tenha muito a crescer na região mas precisa de uma maior divulgação e apoio, especialmente por parte do poder público e sociedade civil, a exemplo de Piraquara, que vem consolidando o município como rota cicloturística.

 

Otávio, precisamos estudar melhor o mapa da região e as imagens de satélite para montar a rota. Não é difícil desenhar a trilha usando o Google Earth e Trackmaker, depois é só carregar no GPS e partir. De qualquer forma agradeço ao Gerson pela disposição em ajudar!

 

Abraço,

 

Concordo plenamente com você. O município é muito carente de infraestrutura, de todas as formas, não apenas turistica. Outro porém é o reflorestamento de pinus, que além das mazelas ambientais, também agride a beleza do meio ambiente nativo.

 

Grande abraço!

Compartilhar este post


Link para o post
Compartilhar em outros sites

Crie uma conta ou entre para comentar

Você precisar ser um membro para fazer um comentário

Criar uma conta

Crie uma nova conta em nossa comunidade. É fácil!

Crie uma nova conta

Entrar

Já tem uma conta? Faça o login.

Entrar Agora

×