Ir para conteúdo
  • Faça parte da nossa comunidade! 

    Encontre companhia para viajar, compartilhe dicas e relatos, faça perguntas e ajude outros viajantes! 

peter tofte

Barracas LIGHTWAVE

Posts Recomendados

Como minha mulher foi para a Escócia, encomendei-lhe uma Lightwave T0 Trek.

 

O Ogum havia recomendado a marca. Um dos sonhos de consumo dele é a Lightwave T0 Ultra XT (considerada uma das 10 melhores barracas do mundo pelo Cris Townsend). Porém o objeto de desejo dele custa 350 Libras Esterlinas. A minha, sem o material top de linha e sem o vestíbulo estendido tinha custo de 165 Libras e cabia no meu bolso. O vestíbulo estendido (XT) tb é ideal para clima bem rigoroso dos países nórdicos e para a Patagônia (vc tem mais espaço para cozinhar quando o bicho tá pegando do lado de fora).

 

Descobri que a principal diferença de peso, entre os modelos trek e ultra, está nas varetas, nos espeques e cordas. A redução significa quase uma Libra por grama economizada (diferença de 160 gramas). O material da ultra é o Nylon 6.6, muito resistente e leve, mas o material da Trek é o silnylon, também excelente.

 

É uma barraca tipo Túnel, 4 estações, solo, para 1,5 pessoas (um adulto e uma criança – eu considerei isto na hora de comprar), ou dois adultos muito enamorados. Tem teto e sobreteto e pesa apenas 1.610 gramas (pouco para uma 4 estações).

 

É projetada para clima frio. Vc nota que o sobreteto vai até quase o chão ou toca o chão. O teto tem pouca tela de mesh. Apenas o suficiente para promover uma ventilação que tire a condensação. Ambos (teto e sobreteto) são feitos de silnylon, um material levíssimo, impermeável e muito resistente.

 

O acabamento é excelente. Cada detalhe é pensado para a resistência da barraca frente a ventos fortes. A Lightwave é uma pequena firma inglesa fundada por uma alpinista que faz barracas de grande reputação.

 

O primeiro uso foi final de semana passado no topo do Pico das Almas (Rio de Contas/BA), a 1.958 metros. São Pedro exagerou no teste. Ventos com rajadas de 40 a 60 Km por hora. Nuvens passando a toda (fiquei dentro das nuvens) e garoa. Devido ao pequeno espaço disponível para armar a barraca, no pico (muito empedrado) não coloquei a barraca na posição ideal diante do vento (a traseira deve ficar alinhada com o vento, no máximo 30º de diferença). Para piorar, pouco antes de escurecer, o vento mudou de E-SE para SE-S e ficou mais forte, o que me obrigou a reposicionar a barraca. A túnel é muito estável se estiver bem ancorada e alinhada com o vento. As pedras não permitiam alinhar bem com o vento. Fiquei uns 45º com o vento. Nas rajadas mais fortes, a barraca chacoalhava toda, e panejava. No meio da noite tive que botar um protetor auricular para poder dormir, tal o barulho que fazia o panejar. Mas dormi tranqüilo porque sabia que a barraca agüentaria.

 

Levei 1 X 0 para montar a barraca. Mas era a 1ª vez e estou mal acostumado (só tinha barracas de um só teto, bem mais fáceis de armar).

 

Passei uns cordoletes para prender a barraca melhor. Velcros bem posicionados ligam direto a fixação do cordolete às varetas de alumínio, assegurando grande resistência estrutural.

 

Os espeques são impressionantes. Nunca vi igual. Leves, de alumínio, mas formando uma estaca quadrada. No solo pedregoso sentava a bota em cima para vencer a resistência das pedras e ela conseguia entrar sem dobrar. Vá fazer isto com um espeque normal!!!

 

Achei que nesta época do ano, outubro, no interior da Bahia, mesmo a quase 2.000 m, não sentiria frio dentro de uma tenda 4 estações. Levei apenas um saco de dormir microlite 600 da Curtlo, com temperatura de conforto de . No início da noite foi dormir com uma camisa de algodão e cueca. Durante a noite a temperatura caiu para 10 a 12 º C (sem considerar o fator vento). Tive de vestir calças e agasalho. Dentro ficou entre 14-15º C. Imaginem se estivesse com uma 3 estações. Passaria o maior perrengue de frio, pois elas são muito ventiladas.

 

O vestíbulo, embora não muito espaçoso, permite cozinhar tranqüilo com um fogareiro a gás. Para um de benzina acho temerário. A altura, cerca de 1 metro, é maravilhosa. Eu tenho 1,85 e sentei com conforto, sem ficar acocorado.

 

O cumprimento foi o exato para me esticar. Porém com o farfalhar da barraca diante do vento, a dianteira da tenda (onde fica a porta) tocava na minha cabeça, durante o sono, de cumprido. De lado, sem problema. Ela é espaçosa e permite guardar dentro a mochila e outras coisas. No vestíbulo, só deixei o material de cozinha e as botas. De manhã cedo, o que ficou fora no vestíbulo, estava todo recoberto por uma areia bem fina, que foi arrastada pelo vento.

 

O silnylon (não sei se porque é novo), permite que a areia fina grude nele mais facilmente que o nylon normal.

 

Embora eu a tenha comprado para os Andes e Patagônia, dá para usá-la aqui, especialmente em travessias nas montanhas. Não presta muito para praias e calor, a não ser que vc não tenha mosquitos e possa deixar o vestíbulo e a porta abertos.

 

Para montanhas, o ideal é que vc tenha espaço para alinhá-la com o vento. Neste sentido, uma geodésica, bem mais pesada, leva vantagem. Vc não tem tanta preocupação quanto a posição (só não deixar a porta diante do vento) e usa menos espeques (com a t0 são 12 espeques).

 

Próximas férias, na Patagônia, espero poder passar-lhes novas boas impressões. As primeiras foram excelentes.

 

Das 4 barracas que até hj possuí (uma T&R, uma Lafuma e uma Doite) esta é, disparada, a melhor.

 

Peter

Compartilhar este post


Link para o post
Compartilhar em outros sites

pra quem não conhece, o brinquedo do peter é esse:

 

t0trek_large.jpg

 

mais infos:

http://www.lightwave.uk.com/en/tent_t0trek.php

 

não se preocupe, peter, tb tá na minha lista de desejos. junto com uma warmlite, uma mountain hardwear, uma hilleberg... hehehe, uma lista interminável.

 

os espeques são parecidos com esses?

http://www.quechua.com/EN/5-hard-ground-pegs-4227162/

Compartilhar este post


Link para o post
Compartilhar em outros sites

Gosto de barracas estilo túnel também, mas parece que o mercado brasileiro anda carente desse tipo de barraca. Sua barraca parece show de bola, parabéns.

Compartilhar este post


Link para o post
Compartilhar em outros sites

Valeu, Batata e Ogum!

 

Li uma vez que "o que diferencia homens de crianças é o preço dos seus brinquedos" (era uma propaganda de iate)...

 

Ogum: acertou na mosca. Os espeques são estes mesmos. Apenas o peso é maior, salvo engano 11 ou 13 gr e tem cor vermelha. Muito bons.

 

Esqueci como se insere fotos nas msg e me bati ontem para colocar aqui uma foto do brinquedo no Pico das Almas. Mas breve eu posto a foto.

 

Próximas férias, se tudo der certo, vou usá-la em El Chaltén ou Ushuaia (Circuito da Sierra Valdivieso). Ali é que vamos saber se a tenda é boa mesmo!

 

Abraços, Peter

Compartilhar este post


Link para o post
Compartilhar em outros sites

clique no botão "img" em cima da caixa de respostas..... dá pra colocar foto.

 

agora, sobre os espeques: são espeques "esculpidos" em barras de alumínio. dá pra mandar fazer, é só comprar as barras, serrar no tamanho que se quer e levar numa serralheira. dá pra fazer em casa tb, se tiver aquelas ferramentas, como aquela pedra giratória de afiar que o povo coloca em furadeiras e etc.

 

vc pode fazer em outros metais tb, inclusive titânio, se se dispuser a pagar o valor... hehehehe

 

 

quanto ao preço dos brinquedos.... heheheh

Compartilhar este post


Link para o post
Compartilhar em outros sites

peter, quando vc paerta o "img" aparece img escrito duas ve3zes e o cursor no mio, né? é ali nomeio que vc oloca a imagem, não precia apertar de novo no final.

 

agora, gostei da foto.

 

onde foi tirada?

Compartilhar este post


Link para o post
Compartilhar em outros sites

Obrigado Ogum.

 

Assim basta copiar e colar a imagem entre os dois Img? Ou uso o "Enviar imagem" no lado direito do campo de resposta (abaixo dos smileys)?

 

A foto foi tirada no local da estréia, no Pico das Almas, sábado passado. A névoa são as nuvens envolvendo o cume. Era o único local disponível para acampar com barraca (local livre de rocha e plano). Fiz um pequeno vídeo que mostra o local e dá um pouco idéia da força do vento.

 

Abs, Peter

Compartilhar este post


Link para o post
Compartilhar em outros sites

Gente:

 

Acampei 5 noites com a barraquinha no PN Los Glaciares, em El Chaltén, início de dezembro/08.

 

Passo para vcs algumas impressões, complementando as iniciais:

 

1) bom espaço interno. Dá para sentar e se vestir, além de permitir uma melhor arrumação e guarda de objetos;

2) sem condensação (mas o clima frio e seco não favorece a condensação, de qualquer modo);

3) noites de 6°C sem frio (não deixa entrar vento);

4) mesh segura os mosquitos (muuuuuito pernilongo na laguna Toro);

5) o silnylon do sobreteto suja mais fácil de areia;

6) necessário algum esforço e jeito para inserir as varetas de trás da barraca (acho que toda 4 estações é assim, para deixar o sobreteto bem tensionado);

7) O zíper do vestíbulo se ressente da areia fina, mas funcionou bem.

 

Não peguei vento forte ou chuvas. Dias lindíssimos. Fiquei até desapontado, pois queria um dia ruim, para testar a tenda (mas só um dia). Os ventos e chuvas patagônicos são famosos pela sua fúria. Assim, nesta viagem, não posso atestar nada em relação ao quesito resistência aos ventos e impermeabilidade.

 

Um americano, no acampamento de Pedra Del Fraile pediu para ver a barraca. Gostou do espaço interno e achou-a ideal para uma pessoa.

 

peter

Compartilhar este post


Link para o post
Compartilhar em outros sites

Participe da conversa!

Você pode ajudar esse viajante agora e se cadastrar depois. Se você tem uma conta,clique aqui para fazer o login.

Visitante
Responder

×   Você colou conteúdo com formatação.   Remover formatação

  Apenas 75 emoticons no total são permitidos.

×   Seu link foi automaticamente incorporado.   Mostrar como link

×   Seu conteúdo anterior foi restaurado.   Limpar o editor

×   Não é possível colar imagens diretamente. Carregar ou inserir imagens do URL.




×
×
  • Criar Novo...