Ir para conteúdo
Entre para seguir isso  
Ginsk

Machu Picchu - Outubro 2012 - Dicas e Preços atualizados

Posts Recomendados

Galera, bom dia!

 

Acabei de voltar de Machu Picchu. Caso interesse, vou colocar algumas dicas e preços atualizados.

 

Roteiro:

11/10: São Paulo - Lima

12/10: Lima - Cusco

13/10: Cusco

14/10: Cusco

15/10: Machu Picchu

16/10: Cusco

17/10: Cusco - Lima

18/10: Lima

19/10: Lima

20/10: Lima - São Paulo

 

Total de gasto: R$ 2.300,00/pessoa

(passagens, taxis, hoteis, passeios, alimentação. Enfim, todos os gastos da viagem, excluindo os "presentes")

 

 

Passagens:

SP - Lima / Lima - Cusco / Cusco-Lima e Lima-São Paulo) = R$ 897,00 (para dois R$ 1.794,00)

 

 

Táxis:

Os taxis no Peru são muito baratos, mas você vai ter que negociar o tempo todo

- Aeroporto de Lima até o hotel em Miraflores: 20 dolares (50 soles) - Como era um taxi oficial do aeroporto, pagamos caro porque ainda não tinha aprendido a negociar.

- Do Hostel até o aeroporto - 20 dólares (50 soles) - Caro de novo, era de madrugada e pedimos pelo hotel. Se tivéssemos fechado com o taxista que nos levou no dia anterior tinha saído por 45 soles

- Do aeroporto de cusco para o hostel perto da Praça das Armas (Oficial: 30 soles - Pegamos um no pátio do aeroporto: 15 soles)

- Do hostel para o aeroporto de Cusco: De 10 a 12 soles (depois de alguns dias pela cidade, você aprende a negociar e já sabe o preço das coisas)

- Van de Ollanta para Cusco (retorno de Machu Picchu) - 10 soles (ótima opção, já que os trens até Ollanta são mais baratos)

- Taxi de Ollanta até Chinchero (fazendo um tour: Maras, Moray e Chinchero): 70 soles (perto de uma espécie de rodoviária que tem ao lado da Pracinha de Ollanta - que só tem uma rua) + Passagens de auto taxi para Cusco: 4 soles por pessoa (o "auto taxi" é bastante comum por lá - eles fazem a lotação de um taxi e dividem o valor da corrida) = Total para duas pessoas: 78 soles

- Taxi de Ollanta até Cusco (fazendo um tour: Maras, Moray, Chinchero e Cusco): De 100 a 120 soles (estes ficam na saída da estação, mas como fizemos a opção até Chinchero e pegamos fora da rota da estação, ficou mais barato)

- Taxi de Miraflores até Barranco (Lima): 6 soles

- Taxi de Barranco até a Praça das Armas (Lima): 12 soles

- Taxi da Praça das Armas até o Parque das Águas: 10 soles (de maneira alguma deixe pra pegar um taxi na Praça das Armas por volta das 18 horas - Sáia antes de lá. O trânsito é 100 vezes pior do que o de São Paulo, dezenas de pessoas disputam os taxis que só passam cheios e eles ainda escolhem as corridas em função do trânsito)

- Taxi do Parque das Águas até Miraflores: 10 soles (o "oficial" pede 25 soles)

- Segundo parada em Lima: Taxi do aeroporto até Miraflores: 35 soles (recusamos todos os taxis oferecidos no aeroporto e como estávamos caminhando um taxista veio e negociando: 45, 40 e finalmente 35)

- Taxi de Miraflores até o aeroporto: 30 soles (deixamos as malas na recepção do hostel e ficamos na esquina até passar alguns taxis - o primeiro pediu 50, o segundo 40 e conseguimos um por 30 soles)

 

 

Trem para Aguas Calientes:

- Reservei o que saia de Ollanta às 19 horas: 89 dólares por pessoa (ida e volta partindo de Ollanta)

- Ônibus de Aguas Calientes até a entrada de MP: 17 dólares por pessoa

 

Hoteis:

- Lima: Diária do Hostel (quarto de casal com banheiro privativo): 36 dólares :D

- Cusco: Diária do Hostel (quarto de casal com banheiro privativo): 30 dólares (Fiquei no Mama Simona - Excelente!)

- Aguas Calientes: Diária (quarto de casal com banheiro privativo): 35 dólares

 

 

Tours:

- City Tour: 15 soles (este foi o mais barato que achamos)

- Vale Sagrado: 25 a 30 soles numa agencia pequena na Praça das Armas (sem almoço) - No hotel 30 dólares com almoço

- Entrada no Museo (não me lembro o nome, mas está fora do boleto turístico): 10 soles

- Taxi de Ollanta até Chinchero (fazendo um tour: Maras, Moray e Chinchero): 70 soles (perto de uma espécie de rodoviária que tem ao lado da Pracinha de Ollanta - que só tem uma rua) + Passagens de auto taxi para Cusco: 4 soles por pessoa (o "auto taxi" é bastante comum por lá - eles fazem a lotação de um taxi e dividem o valor da corrida) = Total para duas pessoas: 78 soles (De Ollanta até Cusco, fazendo o mesmo tour, custa de 100 a 120 soles)

 

 

 

Ingressos:

- Machu Picchu com HP: Comprei por 70 dólares via Paypal através da Cynthia da Lima Mentor ([email protected]).

Dica da Lu Malheros (http://www.dividindoabagagem.com/2012/08/machu-picchu-dri-e-saga-da-compra-dos.html). Excelente atendimento.

- Boleto turístico: 130 soles

- Salineiras de Maras: 7 soles

- Parque das Águas (Lima): 4 soles (lindíssimo)

 

 

Alimentação:

- McDonald's: por volta de 15 soles

- PizzaHut: por volta de 15 soles

- Restaurante em Urubamba (Passeio do Vale Sagrado: 20 soles - no que a agência leva)

- Pizza em Cusco - De 17 a 30 soles

- Ceviche em Lima - De 15 a 20 soles

- Cerveja (350 ml): no mercado: 3 soles / no restaurante: de 6 a 9 soles

- Cerveja (litro): no restaurante: De 12 a 15 soles

- Obs: Em Águas Calientes negocie, eles dão um desconto no valor do cardápio (paramos para olhar um cardápio e depois de conversarmos um pouquinho com o garçom ele disse: "olha, todos esses pratos, nós fazemos por 20 soles", o detalhe é que no cardápio custavam entre 28 e 35 soles.

 

Observações:

Lima: O Parque das Águas é muito bonito e vale à pena conhecer;

Machu Picchu: Vale à pena dormir em Águas Calientes na noite anterior à visita à Machu Picchu e na noite em que for para MP. Além de ficar mais barato, você pode aproveitar mais MP.

 

Espero que ajude. Se precisarem de mais informação, é só falar.

 

Espero que ajude. :D

 

Abraços e boa viagem.

 

Ginsk

Compartilhar este post


Link para o post
Compartilhar em outros sites

Olá!

 

Vou ao Peru agora em novembro, além da Bolivia e Chile.

Aproveitando que seu post está super atualizado, como acha mais interessante levar o dinheiro?

 

- Real e dolar

- Apenas dolar

 

obrigada!

Compartilhar este post


Link para o post
Compartilhar em outros sites

Olá, se puder me dar uma mão...

Essas passagens ida e volta são com qual empresa? (SP - Lima / Lima - Cusco / Cusco-Lima e Lima-São Paulo) = R$ 897,00)

De Cusco a Ollanta você fez como? E qual é a empresa cujo trem para MP foi citado?

Fiz uma rota com transporte terrestre, mas vejo que como eu vou viajar em Abril do próximo ano, meu tempo poderá ficar 'saturado', aí talvez de avião seja mais viável.

Valeu, hasta!

Compartilhar este post


Link para o post
Compartilhar em outros sites

Ginsk, qual a cotação para o cambio do dólar em soles vc pegou em cusco? estou indo em dez e quero fechar minha planilha de previsão de gastos. obrigado.

Compartilhar este post


Link para o post
Compartilhar em outros sites

Cheguei ontem do Peru.

 

Em Miraflores: 1 dólar = 2,56 soles.

No Aeroporto Terréo (Desembarque): 1 dólar = 2,48 soles ou 1 real = 1,10.

Cusco Praça das Armas: 1 dólar = 2,56 soles.

Pisac: 1 dólar = 2,50 soles.

Mercado em Pisac: 1 dólar = 2,55 soles.

Puno: 1 dólar = 2,56 soles/1 real = 1,13.

 

Em geral dólar entre 2,50 e 2,56. E real até 1,13...

 

Vale a pena levar dinheiro em dólar somente...

Compartilhar este post


Link para o post
Compartilhar em outros sites
Olá!

 

Vou ao Peru agora em novembro, além da Bolivia e Chile.

Aproveitando que seu post está super atualizado, como acha mais interessante levar o dinheiro?

 

- Real e dolar

- Apenas dolar

 

obrigada!

Levei real e dólar. Levei 900 dólares e 120 reais.

Os dois você consegue trocar em qualquer lugar... Mas só vale a pena levar dólar. No Brasil o dólar você compra em média a 2,15 a 2,18 e lá você consegue trocar a 2,56. Já real você vai trocar em média 1,05... ou seja só vai ganhar 5 centavos na troca. Não vale a pena.

Compartilhar este post


Link para o post
Compartilhar em outros sites

Galera,

 

Como o pessoal falou o melhor é levar só dólar. A cotação do Real é horrível e não vale à pena.

Peguei a mesma cotação do Perio: Dólar: 2,56 a 2,57 soles (Em Miraflores e em Cusco) - 2,48 (no Aeroporto de Lima)

Obs.: na época que fui, a Cotação do dólar no Brasil estava a mesma de hoje: R$ 2,03)

 

Como estava com o problema de tempo, preferi o avião, para aproveitar mais. As passagens comprei pelo decolar.com (Taca). Fiz várias tentativas de datas dentro do período da minha viagem para chegar num preço que julgava interessante. Como dica para os que preferirem o avião, se for cotar as passagens no decolar ou em qualquer outro site de cotação de passagem, tenta uma opção com os quatro trechos numa pesquisa só (múltiplos destinos) e outra fazendo a cotação dividindo em dois trechos (Pesquisa 1: Brasil/Lima/Brasil e Pesquisa 2: Lima/Cusco/Lima). Como a Star Peru às vezes tem um preço bom, vale à pena avaliar fazer um trecho por uma companhia e o outro por outra.

 

De Cusco a Ollanta, fiz o tour do Vale Sagrado e fiquei em Ollanta (meu trem saiu de Ollanta às 19 horas e às 17h30 já tinha terminado de ver Ollanta). Comprei as passagens de trem pela internet, no site da Perurail (http://www.perurail.com/en/). No site deles você pode ver os preços, horários e disponibilidade de assentos.

 

Obs.: Retorno de Ollanta para Cusco: De Ollanta para Cusco, saem umas vans que fazem uma lotação para a Praça de Armas de Cusco e custa bem barato (10 soles). Acredito que de Cusco para Ollanta também deva existir, mas infelizmente não posso confirmar (conforme relato acima, fechei um taxi por 70 soles para passar nas Salineiras de Maras, em Moray e me deixar em Chinchero, e mais um auto taxi por 4 soles por pessoa de Chinchero para Cusco - Também tinha conseguido outros dois taxistas por 100 soles).

 

Abraços,

Ginsk

Compartilhar este post


Link para o post
Compartilhar em outros sites

Galera,

 

Muito obrigada pelas respostas, foram esclarecedoras. Mas tenho mais um pergutinha...

 

Alguém utilizou o VTM? Veem vantagens neste cartão?

 

abs,

Compartilhar este post


Link para o post
Compartilhar em outros sites

Nique, leve em espécie, bem melhor. cartão, VTM, e essas coisas é melhor em paises da europa e nos eua, aqui na america do sul eu acho furada

Compartilhar este post


Link para o post
Compartilhar em outros sites

Pra quem for levar dolar, cuidado para nao pegar notas velhas. Todos lugares (todos de verdade) recusaram trocar uma nota de 20 dolares que tinha um "rasgadinho" minimo.

Compartilhar este post


Link para o post
Compartilhar em outros sites

Se me permitem, coloquei algumas dicas no meu tópico da assinatura e uma delas diz respeito a como se levar dinheiro em viagens ao exterior que gostaria de compartilar com vocês:

Todo viajante entrando ou saindo do Brasil, com recursos em espécie, cheques ou cheques de viagem, em moeda nacional ou estrangeira, em montante de até R$ 10.000,00, não precisa fazer nenhum tipo de declaração. No entanto, caso o valor seja superior a R$ 10.000,00, o viajante é obrigado a apresentar a Declaração Eletrônica de Porte de Valores (e-DPV).

As opções mais comuns para se transportar dinheiro para o exterior são descritas abaixo com seus prós e contras.

DINHEIRO VIVO

Geralmente levar todo seu dinheiro em papel moeda (papel moeda=dinheiro vivo) não é uma boa idéia. Além dos altos riscos de perder ou ter todo seu dinheiro roubado, diferentes fatores têm que serem levados em consideração para se tomar uma decisão mais consciente.

Prós:

• Caso seu cartão de crédito ou débito não funcionem, um pouco de dinheiro vivo pode salvar a pátria.

• Com dinheiro vivo no bolso você não precisa se preocupar em retirar dinheiro de caixas automáticos e em achar algum lugar que troque seus travel cheques.

Contras:

• Segurança. Caso você perca ou tenha uma grande quantidade do seu dinheiro roubado, grande chance a sua viagem vai se tornar uma grande dor de cabeça.

CARTÃO DE CRÉDITO INTERNACIONAL

Caso você tenha tido problemas com seu dinheiro, ter um cartão de crédito pode acabar salvando a pátria. Todavia, é preciso ter cuidado com a variação de câmbio ao utilizar o cartão de crédito. Cancelar o cartão imediatamente após ser roubado pode evitar aborrecimentos.

Prós:

• São aceitos na maioria dos estabelecimentos do mundo.

Contras:

• A desvalorização da moeda nacional, ou a valorização da moeda estrangeira pode render surpresas como uma conta no final do mês muito maior do que a esperada.

• Altas taxas para saques e o imposto (IOF) incide sobre o total do valor da operação.

CARTÃO DE DÉBITO TRADICIONAL

O cartão de débito tradicional debita o dinheiro direto da conta bancária do usuário em caso de compras e dá a opção de saques em dólar ou a moeda nacional do país que estiver.

Prós:

• A conveniência de usar o mesmo cartão de débito do Brasil da mesma forma no exterior.

• Cotação do câmbio feita na hora da retirada do dinheiro e não no fechamento da fatura como no cartão de crédito.

• Taxas fixas para saques e compras.

Contras:

• O funcionamento do cartão de débito do Brasil no exterior ainda não é perfeito e se você só depende dessa forma para ter dinheiro no exterior, você pode acabar em grandes apuros!

CARTÃO DE DÉBITO RECARREGÁVEL – VISA TRAVEL MONEY (VTM)

É importante ter uma segunda opção. O “Visa TravelMoney” funciona como um cartão de débito nacional, aceito na maioria dos caixas automáticos do mundo

Dicas: É importante ter a senha do cartão decorada, pois muitas vezes o VTM vai pedir a senha para continuar a transação! Se o cartão não funcionar como débito, peça para passar o cartão de novo, selecione crédito na segunda vez que deve funcionar sem problemas.

Prós:

• O funcionamento do cartão de débito do Brasil no exterior ainda não é perfeito e se você só depende dessa forma para ter dinheiro no exterior, você pode acabar em grandes apuros!

• Aceito em qualquer estabelecimentos ou caixa automático que trabalhe com Visa ou Visa Plus.

• A Conversão de moeda é feita na hora em que for usada.

• Pode ser recarregado sem custos quantas vezes for preciso mesmo quando você estiver no exterior!

Contras:

• Às vezes o cartão pode não funcionar.

• Existe uma taxa por transação e cada país tem a sua

COMO EU FAÇO

Antes de chegar ao país faço uma previsão de quanto vou gastar. Além do cartão de débito e crédito levo dois cartões do Visa TravelMoney. Retiro o dinheiro na chegada ao país de destino, o suficiente para uma semana e assim por diante (saque com cartão de débito sempre que possível). Deixo a maior parte do dinheiro e um dos cartões (com mais dinheiro) sempre junto ao corpo, em uma money belt (dolera) que se põem dentro da calça; o outro (com um pouco de dinheiro para emergências) fica guardado na mala. Na carteira carrego só um pouco de dinheiro e caso tenha que tirar dinheiro da dolera, vou ao banheiro para evitar que alguém veja que estou usando uma. Ter um pouco de dinheiro na carteira pode ajudar em caso de roubo, pois assim evita que o assaltante te reviste procurando dinheiro e encontre a dolera!

Compartilhar este post


Link para o post
Compartilhar em outros sites

Crie uma conta ou entre para comentar

Você precisar ser um membro para fazer um comentário

Criar uma conta

Crie uma nova conta em nossa comunidade. É fácil!

Crie uma nova conta

Entrar

Já tem uma conta? Faça o login.

Entrar Agora

Entre para seguir isso  

×