Ir para conteúdo
  • Faça parte da nossa comunidade! 

    Encontre companhia para viajar, compartilhe dicas e relatos, faça perguntas e ajude outros viajantes! 

Arquivado

Este Post foi arquivado e está fechado para novas respostas.

ritoky

Afinal, isso é ecológico?

Posts Recomendados

TS TS TS, Bola fora, Felix...

Mas o texto que vc selecionou é MARAVILHOSO. Estou até pensando em imprimir e distribuir por aí.

 

Quanto a mim, entendo que qualquer atitude que, multiplicada por 1000, cause um desastre ambiental, não é ecologicamente correta e deve ser evitada.

Compartilhar este post


Link para o post

quote:Originally posted by ROGERIO FELIX

 

Ricardo,

 

1º quem disse que o Xampu e outros são prejudiciais ao meio ambiente.

 

Em toda a natureza existe o Sabão, natural e utilizado de varias formas. O uso de agentes espumantes em excesso é que agridem o meio ambiente, cmo pode ser observado nas aguas do tiete em São Paulo.

 

Cara, não critique o papo que os outros gostam de comentar e debater. O site é democrático em tudo, se não gosta é só não entrar, afinal, ele não esta sendo postado por obrigação.

 

Rog.


id="quote">
id="quote">
"Quando não se pode voltar, só devemos ficar peocupados com a melhor maneira de seguir em frente." (Paulo Coelho).

Saudações Rogério, saudações à todos.

É uma bela frase esta que você tráz em sua assinatura FELIX. Espero que você tenha refletido bastante sobre ela após sua mensagem acima.

Seria apenas lamentável se lhe faltasse apenas o conhecimento naquilo a que se propôs comentar. Mas afirmar (um absurdo) convicto da razão sobre algo que você desconhece é pura falta de bom senso.

Ainda bem que pelo menos o significado de democracia você conhece para poder desfrutar da troca de idéias com todos nesta Comuidade e aprender um pouco sobre humildade.

Abaixo deixarei um texto que talvez possa enriquecer sua cultura em "agentes espumantes".

E respondendo a pergunta do Ricardo:

Para minimizarmos nosso impacto ambiental ficando limpinhos e cheirosos o ideal é utilizarmos sabonetes e Xampus BIODEGRADÁVEIS, mas mesmo assim sempre observando O MÍNIMO NECESSÁRIO e quando os utilizarmos que não seja dentro de um curso direto de água como cachoeiras e rios, procurem fazê-lo em terra firme.

Pois o que degrada e destrói é o uso inadequado, sem controle e sem critérios racionais de um meio ou recurso.


Uma praga deste século id="size4">

Lynne McTaggart
id="right">

Se alguma coisa mudou a natureza de nossa saúde nos últimos 30 anos é a praga de novos produtos químicos que nos cercam, em nossos lares, nosso ar, nossa água, nossos alimentos - ou seja, em praticamente tudo que usamos na vida moderna. Os produtos químicos tóxicos são, hoje, o que os vírus foram cem anos atrás - a fonte oculta da maioria das doenças. Hoje, estamos tão imersos em produtos químicos no nosso dia-a-dia que alguns dos males mais recentes - síndrome do edifício doente, sensibilidade múltipla a químicos - devem seus nomes a eles.

 

Os pesticidas não são usados somente nas lavouras e nos jardins. Os serviços públicos pulverizam várias áreas recreativas com pesticidas - parques, campos de golfe, praças - para que o gramado fique mais bonito.

 

Dentro de casa, a sobrecarga de produtos químicos é ainda maior. Nos últimos 30 anos, muitos materiais e produtos químicos novos fabricados pelo homem chegaram aos nossos lares. Um estudo da Agência Americana de Proteção Ambiental comparou a poluição dentro e fora de casa e concluiu que as pessoas pesquisadas respiravam de duas a cinco vezes mais produtos químicos nocivos à saúde dentro de casa do que no jardim - mesmo vivendo em cidades altamente poluídas.

 

Encabeçando a lista de produtos químicos que transformam o ar que respiramos dentro de casa em uma virtual sopa química estão os compostos orgânicos voláteis, derivados petroquímicos encontrados em praticamente todos os materiais de construção e decoração - tintas, carpetes, compensados, painéis de madeira, muitos tecidos e adesivos. À temperatura ambiente, esses produtos químicos exalam lentamente vapores tóxicos. Só os carpetes podem conter mais de 120 produtos químicos quando adicionamos pesticidas, rodenticidas, retardantes de fogo, repelentes de manchas, produtos antiestáticos, colas, corantes e outros que os tornam mais duráveis e fáceis de limpar.

 

E não podemos esquecer os produtos químicos tóxicos que fazem parte do nosso arsenal de higiene pessoal. Um simples frasco de xampu pode conter um coquetel de 10 ou mais químicos tóxicos, como o laurilsulfato de sódio - em pastas de dentes e na maioria dos sabonetes e xampus - que é um detergente utilizado para limpar motores industriais.

 

Apesar da crescente comprovação de que produtos químicos estão fazendo muitas pessoas ficarem doentes, o sistema médico insiste em afirmar que os micróbios são a única fonte de doenças e considera qualquer outro problema imaginação fértil. Foi esta a conclusão a que chegou o relatório do Royal College, emitido em 1996, sobre a síndrome da fadiga crônica e a sensibilidade múltipla a químicos.

 

Para entender as doenças degenerativas mais desconcertantes do Século 20, como esclerose múltipla, câncer ou AIDS, a medicina moderna precisa livrar-se da noção de que todas as doenças têm uma única causa e começar a pensar em termos de sobrecarga tóxica.

 

Embora muitos estudos científicos excelentes provem que os produtos químicos podem prejudicar a saúde, a questão é saber exatamente como isto acontece. Simplesmente examinando sua composição molecular, não há como determinar, por exemplo, se um produto químico rompe hormônios.

 

Um problema ainda maior é o efeito combinado dessas substâncias. Sabemos agora que o efeito combinado de dois ou três pesticidas, em níveis baixos encontrados na maioria dos ambientes modernos, aumenta até 1.600 vezes o efeito de cada um dos produtos químicos usados isoladamente. Isso deveria ser suficiente para testar os produtos químicos em combinações. Mas, como mostra a publicação Rachel's Environment & Health Weekly, de 13 de junho de 1996: "Para testar apenas os 1000 produtos químicos tóxicos mais comuns em combinações de três, seria necessário fazer no mínimo 166 milhões de experimentos. Mesmo que cada experimento durasse apenas uma hora e 100 laboratórios trabalhassem 24 horas por dia, sete dias por semana, testar todas as possíveis combinações triplas de 1000 produtos químicos levaria mais de 180 anos."

 

Essa constatação impressionante exige que todos nós protestemos mais alto contra a indústria para evitar o uso de todos os produtos químicos que não tenham sido amplamente pesquisados. Devemos insistir que, antes de comercializá-lo, os fabricantes tenham a responsabilidade de provar que um produto químico não é nocivo à saúde. O que acontece agora é que a maioria dos produtos químicos é considerada inocente até que se prove sua culpa.

 

E, o que é mais importante, não podemos mais permitir que a tríade mortal dos conglomerados médico, farmacêutico e químico continue alegando que o início de uma ampla epidemia ambiental só existe em nossas cabeças - uma alegação que lhes permite saírem ilesos.

 

Fonte: The Ecologist, Vol 30, nº 5, julho/agosto 2000

 

Abraços e boas trilhas.

Compartilhar este post


Link para o post

oi gente... faz tempo que não entro neste forum...

vejo que o pessoal esta feliz e alegre, eu tenho uma pergunta.....

 

eu não tenho esse habito mas já vi muito, quando vou acampar vejo um monte de gente ascendendo incensos, 1 ou outro não faz mal, mas uma praia inteira de campista ascendendo, isso não desequilibrariaa região....

Compartilhar este post


Link para o post

Como todos sabemos Ricardo (ou deveríamos saber), a simples presença humana em um habitat que não é o nosso já causa um desequilíbrio. A começar pelo comportamental dos demais animais do meio pois a maioria possui um ou outro sentido mais aguçado que o Hommo sapiens.

No caso daqueles que têm um olfato desenvolvido nosso simples cheiro já causa esta mudança comportamental.

Em se tratando de um Camping onde a presença humana já é conhecida pelos demais animais eu já acho paranóia se preocupar com a fumaça de incenso.

Se formos nos apegar a isto que nos preocupemos com os fumantes pois causam uma poluição aérea maior. Mas isto é tema de outro Tópico e eu não posso descriminar quem fuma pois vez ou outra fumo meu cachimbo quando estou acampando. (Vou queimar no inferno por isso!)

Compartilhar este post


Link para o post
quote:Originally posted by ricardokyouho

 

Joel Pinheiro

 

Taí uma coisa interessante. Sempre que acampo eu faço uma fogueira, mas sempre aparece um chato e faz seu discurso, Fogueira é anti-ecológico, não podemos fazer, tarara tarara...

Não sei quanto a vcs, mas para mim a fogueira tem um valor fundamental num camping, assim como armar a barraca, fazer a fogueira e explorar a área em torno, se eu não fizer não tem graça o camping...

Nem vem com aquele papo que pode pegar fogo na floresta, pois tomo todo o cuidado para o fogo fica contido no seu local determinado.

AGORA ALGUÉM PODE ME JUSTIFICAR POR QUE CADA VEZ MAIS HÁ PESSOAS DIZENDO QUE ELA É PREJUDICIAL?????

 


id="quote">
id="quote">

 

Depois de décadas, aqui vai...

Quem disse que sou contra fogueiras??? Muito pelo contrário! Acho que elas conseguem criar um clima de integração e companherismo que são essenciais num acampamento. Junto com um vinho de roda e umas boas estórias, são melhor ainda! Só falei que as cinzas concentram vários nutrientes da planta queimada, que agora podem estar disponíveis para outras plantas.

Além disso, diferentemente de xampus, sabonetes e sacolas plásticas, as fogueiras são feitas de componentes retirados da própria mata. Quer dizer, não são materiais exógenos que levamos ao ecossistema local, certo?

Agora, quem nunca ouviu falar de algum acidente por causa de uma fogueira que se espalhou? Já teve casos de parques nacionais inteiros queimados por causa de uma fogueira mal apagada e uma rajada de vento...

Abraços,

Joel

Compartilhar este post


Link para o post

Gente desculpa mas não resisti, apesar de ter observado que esse tópico não é comentado a digamos alguns anos...huahauhua ::mmm:

 

Adorei a discussão e alguns dos textos colocados aqui, mas observei que algumas perguntas não foram esclarecidas e gostaria de tentar ajudar se é que ainda precisam desta ajuda...

 

QUEIMAR LIXO

Isso não é nada legal, e diria até que não tem nada de bom nisso, os produtos industrializados recebem durante toda a sua produção adição de alguns químicos tóxicos que são liberados a atmosfera quando sofrem processo de combustão (queima)... Destinação correta = reciclagem

Um boa saída seria que cada um recolhesse o seu próprio lixo, aliás o seu lixo é problema seu, então resolva-o, mas resolva-o da maneira mais sustentável possivel; pois o impacto causado por ele poderá acarretar danos não só a sua pessoa, mas a outras pessoas e a outros seres! Se já há lixo no local (que não foi deixado por você) acho que o melhor seria avisar a alguém responsável pela área (guarda florestal? adiministração? comunidade?) para que isso não mais aconteça, e se possível recolher e encaminha-lo a um local adequado.

 

LIXO ORGÂNICO (CASCA DE BANANA)

Vamos ver se chegamos a uma solução... o lixo organico vira humus sim (como comentado), lembrando que toda materia organica passa (ou deveria passar, hauahua) por um processo de putrefação, que aí vem a contribuir com o ciclo do carbono, nitrogênio, entre outros... O ideal seria que toda área "oficial" de acampamento tivesse uma composteira, que tal? Mas isso pode ser inviável a alguns lugares raramente frequentados, mais afastados.... aí você poderia sim, não literalmente enterrar, mas cavar um buraco raso jogar o seu lixo organico (casca de frutas, restos de comidas...) e cobrir com folhas secas já caídas das árvores e troncos ou galhos também encontrados no chão, que a natureza faria o resto do processo. Em lugares muito movimentados essa de enterrar pode causar um certo transtorno, pois vai chegar uma hora em que vão ter cavado tanto o chão, que pode até chegar a faltar espaço além de revolver a camada superficial do solo em excesso.

 

FOGUEIRAS

As fogueiras sempre geram uma boa discussão, penso até que pela situação ritualística a qual ela nos remete, mas enfim... Creio que o maior problema das fogueiras seja devido a sua "má administração", a falta de cuidado com o tamanho adequado ao espaço que você tem a disposição, vegetação rasteira seca próxima as chamas, faíscas, lenha, entre outros inúmeros fatores... Cada caso é um caso, então o melhor é refletir se a fogueira é realmente necessária e se algum acidente que venha a ocorrer poderá ser evitado ou remediado...

 

quanto ao lixo o melhor é reduzir ao máximo!

espero ter ajudado em alguma coisa....ou pelo menos reavivado as discussões

paz e bem

Compartilhar este post


Link para o post

Boa Noite.

Descupe se entre e respondi no lugar errado tá,,mais é minha primeira vez aqui.

Vi muitas respostas e a que me chamou mais a minha atenção foi do guia que chamou a atenção do rapaz por urinar.

Pelo que sei,que ja faz anos que ando em matas e acampamento não sabia dessa historia,o termo eco-chato se encaixaria legal nesse cara,fazer ecologia não é isso,isso não mudaria nada no nosso eco-sistema,

se ainda temos algum,mais como o Ricardo falou que gostei muito,de jogar semente pelo caminho,isso é uma forma de plantio sim,eu como ja andei por muitos lugares encontrei plantas frutiferas dentro da mato,coisa que não ia imaginar,temos que tomar cuidado sim,em acender um fosforo,um esqueiro,até mesmo um lampião,ai devemos tomar cuidado,vou contar uma rapido do que é uma não ecologia,ja estive acampado por uma semana dentro da serra da Antartida,,aqui no Rio de Janeiro,,em Nova Iguaçu,,essa serra pertence a reserva de Tingua,mais na volta deparei com uma coisa,que muitos ja viram,uma turma de ubandista fazendo despacho,isso eles ja vinham fazem ja tinha tempo,que a cachoeira ja estava empreguinada de vidro quebrado,resto de comida(na maioria de cabrito sei la mais o que),o cara que estava com o santo estava com um punhal acertando uma arvore(tentando),so quando ele viu tres homens em pé,sujos e na epoca estavamos carregando espingarda(mais para proteção que naquela epoca ainda era meia virgem,não era para matar nada),o santo subiu na hora,,chamamos o cara e mostramos a ele a sujeira que eles estavam fazendo,ele apenas respondeu que era pedido de santo,conclusão,na mesma hora foram embora,o que aconteceu depois de um ano,essa trilha que poucos conheciam acabou de conhecimento e o rio se tornou uma lixeira,agora analizando,vidro quebrado,um animal ou mesmos alguem poderia facilmente se cortar, animal morto,so estava servindo de lixo contamido,que acabaria matando outros animais,a pouco tempo,,coisa de 4 meses,,tive em um lugar chamado JACERUBA,(aqui em Queimados,RIO DE jANEIRO)fazia anos que não ia la,chegando la fiquei imprecionado,,na beirada do rio que era muito bom so tinha barraca,fizeram um comercio,,e em cada um uma pequena represa,fui tirar fotos,so que fiquei até sem opção,mais vi uma coisa que me chamos a atenção,que eles pela maneira vamos dizer errada,que estavam mais visando o lado comercial,não deixa ninguem fazer despaxo,nisso achei legal,duas coisa que não tinha nada haver,,que,pensando pelo lado tecnico,o banheiro ficava diretamente saindo para o rio,ou seja,,o que estava adiantando,,era tapar o sol com a peneira,bem vou parar por aqui,,espero participar mais e contar muitas coisas que ja vi por ai,queria deixar uma recado para o RICARDO(se não me engano,o que saia e levava semente) ,,vc esta certissimo,lembra a historia do passaro que com o incendio da floresta levava agua no bico,então,acho que deu pra entender,,so todos fizerem sua parte mesmo que seja minima,ja estaria ajudando em muito a manter e preservar,então,,vc é um,,parabens.E obrigado,,so espero que postei no lugar certo.

Compartilhar este post


Link para o post
Visitante
Este post está impedido de receber novas mensagens


×
×
  • Criar Novo...