Ir para conteúdo
  • Faça parte da nossa comunidade! 

    Encontre companhia para viajar, compartilhe dicas e relatos, faça perguntas e ajude outros viajantes! 

natielima

Primavera na Islândia

Posts Recomendados

Olá viajantes,

 

Sou nova por aqui, adoro viajar e conhecer, ter contato com outras línguas e culturas, e tenho um amor especial por países escandivanos. Tive a sorte de poder visitar a Islândia duas vezes até agora, um lugar incrível , mágico, com uma natureza exuberante.

 

Fui a primeira vez em 2012 com meu marido, fizemos a "ring road" em 7 dias de carro, a rota foi a seguinte:

 

dia 1: Reykjavik

dia 2: Akureyri:

dia 3: Húsavik

dia 4: Myvatn

dia 5: Egilsstadir

dia 6: Vík

dia 7: Reykjavik

 

 

 

Saimos de Frankfurt (moramos na Alemanha) com um pacote que incluía carro, vôo Frankfurt - Reykjavik e hospedagem por 7 dias (2 dias hotel em Reykjavik, 5 dias em sítios/fazendas, as chamadas "farm holidays") .

 

Pegamos o carro no aeroporto e seguimos rumo a Reykjavik, no caminho fizemos a primeira parada na Bláa lónið, a lagoa azul. A entrada custa 33 euros (somente entrada, sem toalha ou roupão que podem ser pedidos separadamente). Estava um lindo dia ensolarado mas a temperatura era de 5 (fomos na primavera) , os poucos passos saindo do vestuário até a água quente foram meio sofridos mas a recompensa veio logo, simplesmente relaxar na água quente , aproveitando o bom tempo .

 

lagoa.jpg.cef178810acaf117c1a9bc65a7dd05db.jpg

 

Depois seguimos para Reykjavík, a capital fica a 49 km do aeroporto. Mais ou menos no meio do trecho, a 26 km de Keflavik (onde fica o aeroporto) fica a lagoa azul.

 

Reykjavik é uma cidade tranqüila, charmosa e com fama de ter uma ótima vida noturna, o que infelizmente ainda não pude testar.

 

solfar.jpg.86b2b27e2c34f5534855ed1dbee54bd9.jpg

 

hall.jpg.3fadc0cd85f58997979be9ed3b77d1ad.jpg

 

reykj.jpg.0b067b6de79ac259dd4d3efe8c0da2b4.jpg

 

 

De lá seguimos rumo ao norte, primeira parada em Akureyri. Akureyri é uma cidadezinha de apenas 15.000 habitantes mas é tida como uma „metrópole“ , rs, de importância econômica na região.

 

cavalo.jpg.e008efc06a864552a4e487416501d490.jpg

 

glaum.jpg.e27860a1f74fb76a79c49f5fb3072712.jpg

 

akure.jpg.90d855e575875707c23fa97217e94e0b.jpg

 

Depois fomos sentido Húsavik - lago Mývatn - Egilsstaðir

 

goda.jpg.e945ed70d07d04379f89490da9cbe66a.jpg

 

dettifoss.jpg.0ecfaca3bf26ec9e098791a8deacd1ed.jpg

 

husavik.jpg.41700bd8f589f55b591b2bede081ba6c.jpg

 

dimmu.jpg.2a50c71bc5a0cc8e14edfc459a176ada.jpg

 

myvatn.jpg.a494deb786c694a7207e1458fde6670f.jpg

 

namaskard.jpg.a0c73b1862e521185caad7a6f798a904.jpg

 

 

De Egilsstaðir seguimos rumo à geleira de Vatnajökull, onde fizemos um passeio de barco na lagoa Jökulsárlón

 

barco.jpg.6aef8e937733e837fe95f07408a18cec.jpg

 

jokurl.jpg.09ac1da5a25fe0a3fd8ac13c3cb43043.jpg

 

focas.jpg.a1f8d4990a6c19bd93e32b5fcc3c8a01.jpg

 

Depois seguimos com a última etapa da viagem rumo a Vík , última parada antes de Reykjavík

 

espelho.jpg.338d5ab6bf87b19eb5f28fcd340fd7d5.jpg

 

mont.jpg.d898902fa214abe131f5f3c3409b8c65.jpg

 

egil.jpg.69f8af657fbaa7dcd4c742731b778258.jpg

 

svart.jpg.2512a0d77b2ba319c63824a8123ffd4f.jpg

 

vatnajo.jpg.92cfe155041f5e1434a4cba282f3f407.jpg

 

vik.jpg.c73783976e3167aadd74d1086a68baea.jpg

 

placa.jpg.a312df2743bdb6fc4c367232ec05fccd.jpg

 

Em Þingvellir , parque nacional, parte do "golden circle" , onde o primeiro parlamento islandês se reuniu em 930

 

thing.jpg.972b101e3199d4515f636fab2edd9e0d.jpg

 

thingv.jpg.c9377635dd41164237169d94d7066e11.jpg

 

Gullfoss.jpg.8d77374b18835598c7514737c5b74af6.jpg

 

strokk.jpg.c349840ed0d7578086c66b3b7862d7fd.jpg

 

Último dia em Reykjavík:

 

lauga.jpg.a4051b5a9bce268e8d9d763915ab9aa9.jpg

 

viking.jpg.473b62a11da41f334ebed889b8b8e6e1.jpg

 

Fim da viagem, a rota em 7 dias, cerca de 1.400km:

 

rota.jpg.cc35036f50f1ad5fbd6bcfe01e9684a4.jpg

Compartilhar este post


Link para o post
Compartilhar em outros sites

Bem-vinda ao fórum e obrigado pela contribuição. A Islândia parece mesmo ser um país incrível e há pouco material sobre ele no fórum.

 

Se puder comentar sobre gastos diários com alimentação, fica legal também.

 

Abs.

Compartilhar este post


Link para o post
Compartilhar em outros sites

Obrigada Marcos :-) claro, aqui algumas informações de acordo com as minhas experiências:

comer fora na Islândia é caro, e o preço dos alimentos nos supermercados é em geral caro também . Mais opções de restaurantes há nas maiores cidades, como Reykjavik e Akureyri. Uma refeição num restaurante simples não sai por menos de € 15 – 20 euros por pessoa, na maioria dos restaurantes a faixa é de € 12 - € 30,00 por pessoa. Existem muitos cafés, padarias que também oferecem lanches , e em alguns supermercados em Reykjavik oferecem um buffet com saladas e comida por quilo (por ex. Supermercado „1011“. Austurstræti 17 ). Optando por opções mais baratas uns € 20 – 25,00 por pessoa seria o gasto com alimentação por dia. Viajando pelo país muitas vezes a única opção são restaurantes em paradas / postos de gasolina, que oferecem até uma certa variedade e preços um pouco mais em conta. Outra possibilidade é também comprar pão, queijo, iogurte etc nos supermercados , a rede Bónus por ex. tem preços mais baratos (um destes „discounters“). Um bom lanche para a viagem é o „skyr“ , é um tradicional iogurte / ou uma espécie de coalhada islandesa, feita de leite desnatado mas com uma consistência mais firme do que o iogurte comum .

 

Acomodação: fora de Reykjavik uma boa opção é „icelandic farm holidays“, que é uma associação de fazendas ao redor do país que oferecem acomodações e ás vezes outras atividades aos turistas ( por. cavalgadas, nadar, golf etc). Existem diferentes categorias de acomodação (guesthouse, cottage , farmers guesthouse : http://www.farmholidays.is ) ; há ainda os albergues e albergues „de saco de dormir“ , que é a opção mais barata de todas. Os preços variam de € 25 a € 40 euros (em comparação acomodações em B&B / farm holidays de € 60 a € 100 por pessoa, apartamentos e cottages são mais caros). Os preços variam também de acordo com a época. Junho – agosto estação alta / preços mais caros.

Compartilhar este post


Link para o post
Compartilhar em outros sites

Oi, Nati! Obrigado pelo relato!

 

Estou pensando em ir (sozinho) para a Islândia nas minhas próximas férias, no meio de junho. Estou considerando uma semana na Escócia e depois uma semana na Islândia. Queria saber se você achou meio corrido esse percurso ou se foi tranquilo (principalmente o primeiro dia, indo de Reykjavik a Akureyri direto!). E também se o sautjándi júni, que você comentou no outro post, é interessante (já que posso inverter a viagem e fazer a Islândia primeiro).

 

Obrigado!

Compartilhar este post


Link para o post
Compartilhar em outros sites

Oi, Nati! Obrigado pelo relato!

 

Estou pensando em ir (sozinho) para a Islândia nas minhas próximas férias, no meio de junho. Estou considerando uma semana na Escócia e depois uma semana na Islândia. Queria saber se você achou meio corrido esse percurso ou se foi tranquilo (principalmente o primeiro dia, indo de Reykjavik a Akureyri direto!). E também se o sautjándi júni, que você comentou no outro post, é interessante (já que posso inverter a viagem e fazer a Islândia primeiro).

 

Obrigado!

 

 

apesar de algumas pessoas dizerem que 1 semana para percorrer toda a ring road é pouco tempo eu achei que foi sossegado e para o tempo que tivemos vimos muita coisa. Claro que se você tem mais tempo você pode ficar mais um - dois dias numa região e / ou fazer mais paradas com hospedagem ao longo da rodovia e assim evitar esses trechos mais longos, mas o trecho mais longo mesmo que tivemos foi Reykjavik - Akureyri , 400km. No entanto as atrações a se visitar ficam no meio do caminho e não necessariamente nos povoados (as vezes nem isso era, era só uma fazenda mesmo ;) ). Ou seja, eu achei que valeu muito a pena , nós simplesmente não tinhamos mais tempo e dinheiro para ficar mais dias então tinha que ser 1 semana mesmo. Muita gente recomenda você se concentrar em uma região ( por ex. golden circle) , o que sem dúvida também é uma boa opção. Questão de escolha, mas eu pessoalmente achei tranquilo :)

 

Ah, e quando ao sautjánde juni : eu gosto muito de culturas e línguas escandinavas em geral por isso acho interessante vivenciar o dia a dia das pessoas e festas típicas etc, ver um pouco além do que normalmente turistas veem /vivenciam. Eu tinha amigos islandeses que moram naquela região que me explicavam o que acontecia e me mostravam / contavam sobre várias tradições. Por isso gostei e achei bastante interessante. Em Egilsstaðir (uma cidadezinha com 2 mil habitantes) as pessoas simplesmente se reuniam num parque onde havia um pequeno palco, haviam apresentações de música , poemas , um discurso do padre da cidade (rs) e por fim entra uma moça com trajes típicos representando a "fjallkonan" , mulher da montanha (uma personificação da Islândia por assim dizer) e recita um poema. Depois as pessoas ficavam por ali conversando, tinha pintura de rosto para as crianças etc. Então nada pomposo, e também como há muitos discursos / recitação de poemas e tal seria talvez não tão interessante estando lá sozinho e sem ter quem traduza. Mas depende por qual tipo de coisa / atividade você se interessa, nesses povoados / cidadezinhas pequenas os turitas não se perdem neste tipo de evento , mas imagino que em Reykjavik tenham mais atividades, desfiles, eventos culturais etc então pode ser interessante :)

Compartilhar este post


Link para o post
Compartilhar em outros sites

oi nati!

muito legal seu relato! otimas fotos!

tambem moro na alemanha e tou pensando em ir agora em maio passar uma semana por la.

em que epoca do ano vc foi?

 

obrigada Bruno :-) a primeira vez fui na primavera, as temperaturas nao chegaram a mais de 10 graus, 0 ou -2 de manhã . Tivemos sorte com o tempo já que quase todos os dias fez sol, mesmo não estando calor. A vegetação ainda não está muito avançada nesta época, por outro lado como ainda não é Hochsaison na primavera tem menos turistas e os preços são mais baratos. A segunda vez fui no verão, em junho. Chegou a fazer uns 20 graus , com sol, a paisagem estava mais verde. A maioria das pessoas vai no verão, o que torna os preços mais caros. Pessoalmente eu acho que vale a pena ir para a Islândia em qualquer época do ano :-) Até porque não dá pra contar muito com o clima por lá, já que é mesmo imprevisível. No verão pode fazer mais de 25 graus mas também pode nevar. Eu gostei das duas experiências.

Compartilhar este post


Link para o post
Compartilhar em outros sites

Participe da conversa!

Você pode ajudar esse viajante agora e se cadastrar depois. Se você tem uma conta,clique aqui para fazer o login.

Visitante
Responder

×   Você colou conteúdo com formatação.   Remover formatação

  Apenas 75 emoticons no total são permitidos.

×   Seu link foi automaticamente incorporado.   Mostrar como link

×   Seu conteúdo anterior foi restaurado.   Limpar o editor

×   Não é possível colar imagens diretamente. Carregar ou inserir imagens do URL.




×
×
  • Criar Novo...