Ir para conteúdo
  • Faça parte da nossa comunidade! 

    Encontre companhia para viajar, compartilhe dicas e relatos, faça perguntas e ajude outros viajantes! 

luckylu

Sul do Brasil de carro - Dicas

Posts Recomendados

Luckylu, Eduvelo,

vcs estão me dando uma pancada de (boas) idéias. Vejam só se dá pra fazer:

1-Sair de POA, entrar na 020 (passar por Cachoeirinha) seguir por Taquará, São Fco de Paula, Tainhas e Cambará do Sul.

2-Dormir em Cambará e no dia seguinte visitar Itaimbezinho pela manhã (antes de baixar a neblina).

3-Jogar um grude na barriga em Cambará, seguir pela 020 passando por Osvaldo Kroeff (será que a estrada é boa ??) chegando na BR 285 (um pouco depois de S.J. dos ausentes).

4-Pegar a BR285 à esquerda passar por S.J. Ausentes, entrar à direita em Bom jesus, cruzar a divisa RS/SC, chegar a S.Seb. do arvoredo, São Joaquim, B. Jdim da serra (Serra do RR), Lauro Muller, Braço do norte, São Bonifácio, Aguas Mornas e palhoça (Porta de floripa)

5- De floripa é um retão (quase) pela BR101 até Curitiba/SP.

 

Com este trajeto, visito os canions [:D](que não der pra visitar quando fui) e ainda curto o visual da Serra do RR [8D]....

 

O que vcs acham ? Alguém já pegou este trajeto e sabe se as estradas estão ok .

 

[]´s

Compartilhar este post


Link para o post
Compartilhar em outros sites

Marcelo , ja vi tudo , vc gosta de um pouquinho de encrenca ,hehehe ..

Já fiz esse caminho , é muito bom , até Cambara é asfalto , como vc vai almoçar por lá tem a Vila de Ouro Verde com um Rio que tem um visu 10 tbm ...

Após Cambará é terra batida , em tempo de estiagem fica só alguns buracos e pedras peq. pela estrada , mas com chuva o trecho depois de S. José fica um pouco ruim , mas dá pra passar , depois de S. Joaquim é tranquilo ...

Se for ficar em Palhoça , um pouco antes dá pra entrar pra visitar a Guarda do Embaú e pegar um estrada de cascalho até Praia do sonho e voltar pra BR , e na saída pra Palhoça do outro lado da pista vai pra Sto Amaro , se tiver frio , pegar um banho de água quente nas piscinas de pedra é uma pedida ...

 

[]s...

Compartilhar este post


Link para o post
Compartilhar em outros sites

Só agora percebi que vc colocou de Braço do N. a S. Bonifácio , essa em tempo de chuva pega ... de Samuca nem precisa pensar ...

Agora tem uma trilha de S. Bonifácio pra Paulo Lopes , que atravessa a Serra do Tabuleiro que é bem punk , ae precisaria vc ir de Samuca e algum outro jipe te acompanhar , dependendo da data vai um Engesa Fase 3 levando um monte de tralha , to loko pra fazer essa trilha , só que leva 2 dias , qdo fica do lado do litoral pega o visu de toda orla de Garopaba até Palhoça , no inverno congela no topo da Serra e até aí é 1 dia de trilha ...

 

[]s...

Compartilhar este post


Link para o post
Compartilhar em outros sites

Eduvelo,

tava brincando[:I]... A Scenic não encara puxar o samukinha (ainda mais indo até a tampa de roupa de frio). Essa trip é uma que precisamos marcar só pra ir até lá de 4x4 e brincar na redondeza... O que vc recomenda de caminho mais leve pra ir de 4x2 ?

 

[]´s

Compartilhar este post


Link para o post
Compartilhar em outros sites

Até Cambará é aquele que vc colocou , daí pra frente é que pega ...

A descida pra Praia Grande tem estrada um pouco melhor que a descida pra Timbé do Sul , é mais comprida , mas tem menos pedras e curvas fechadas . Isso se vc não for pra S. Joaquim . Indo pra S. Joaquim não tem escolha , são quase 200 km de terra , no começo o trecho é bom , mas de S. José a B. Jesus e depois pra S. Joaquim é melhor pegar info com caminhoneiros em Cambará ...

Descendo a Serra RR , ae o melhor é seguir por Termas de Gravatal pra pegar a BR , a subida pra Urubici é show e tem muitos atrativos por lá tbm , mas ae só se tiver com tempo ,depois da subida pega a estrada que vem de Lages pra Floripa , são mais de 200 km de Braço do Norte a Floripa via Urubici e Alfredo Wagner ...

Se ainda tiver tempo , outro caminho é passar por Nova Trento , Brusque , Blumenal , Pomerode , Jaragua do Sul , Curupa , S. Bento do Sul e Agudos do Sul pra pegar a BR 116 faltando uns 40 km pra Curitiba , são estradinhas muito boas de andar , em todas essas cidades tem algum atrativo , comida , roupas , artezanato , cachoeiras , vinho , chocolate , queijo , etc...

 

[]s...

Compartilhar este post


Link para o post
Compartilhar em outros sites

Então vou ter que pegar algum caminho mais leve. Ano passado peguei a serra de praia grande subindo até cambará. Até o vidro elétrico da scenic deu pau...

 

Valeu....

Compartilhar este post


Link para o post
Compartilhar em outros sites

Marcelo,

Como sou da terrinha sou suspeito pra falar, geralmente faço o caminho inverso de vocês: subindo de Porto Alegre. Além disso, acho que não sou parâmetro, pois tenho um Celta e até hoje ele sempre deu conta do recado. O caminho é inverso, mas te adapta: saindo de POA, recomendo ir a Bento Gonçalves e visitar as vinicolas do Vale dos Vinhedos a região é do cacete, vale um almoço na Casa Valduga (pede pra mulher dirigir após, pq o vinho é incluso...)!!! Nos arredores tem Nova Padua, cidade pequena e sensacional!! O cheiro de uva em nov/dez é sentido a quilometros... Tem a Boscatto, que produz um vinho excepcional e o miradouro Sonda, de onde se vê o Rio lá embaixo! Cotiporã é outro espetaculo para amantes do Ecoturismo, tem varias trilhas, cachoeiras, rapel, montaria em cavalos... Putz, os caras do Hotel Dal Mollin (bastante simples) te recebem muuuuuuito bem. Seguindo a trip tem São Francisco de Paula, aonde tem vários hoteis fazenda (com preços muuuuito mais honesto que os de SP), mas realmente recomendo no verão (ok eu sei bem o que é frio, além de ser gaúcho, morei na Holanda) para quem que tomar banho de cachoeira e ainda assim no verão se esquentar na lareira. Recomendo ir de São Xico aos canyons Itaimbezinho/Fortaleza (estrada de chão batido, mas sem grandes obstaculos - Na região existem muuuuuuuitos canyons, mas estes são os que tem a melhor estrutura de visitação... Há outros sem vigilância que são bons para descer e acampar sem o IBAMA no pé), bons de passar o dia e conhecer pela manhã para ver todo o litoral gaúcho/catarinense aos teus pés! Desce para Praia Grande e vai a Torres, conhecer as furnas no morro do farol são bem legais, ali tem que ter sorte pois ou o mar esta verdinho ou marrom (eu diria 3 dias verde pra 1 marrom)! Agora no litoral, vale a pena subir a Serra do Rio do Rio do rastro perto de Tubarão e ver o litoral novamente, o único problema é que tem menos disponibilidade de locais para dormir em São Joaquim ou São José dos Ausentes (pelo nome tu já tem uma idéia que o frio afugenta todo o mundo), passar uma manhã torna-se a opção... de volta a 101: há varias prias que merecem visitação de Laguna para cima: o farol de Sta Marta é muito bonito, Imbituba/Garopaba são imperdiveis para quem quer pegar onda, a Pinheira é uma paz (mas tá ao lado da Guarda do Embaú, uma das melhores ondas do Brasil com o swell de sul e um ventinho nordeste), Floripa é foda e dispensa comentários. É seguida pelo litoral norte de SC que tem lugares como Quatro ilhas, Itajaí, Navegantes etc que são bacanas! No Paraná vale a visita à Ilha do Mel em meses de calor... Matinhos e Caiobá dá pra passar o dia e seguir para o litoral norte de SP e sul doRJ que nem vou comentar pq vcs conhecem melhor que eu ! Era isso espero ter ajudado!

Compartilhar este post


Link para o post
Compartilhar em outros sites

Talian,

me fez recordar uma p... de momentos que passamos o ano passado nesta região[:D]. Fiquei hospedado na casa valduga uns 3 dias (a vontade era de ficar mais mas a grana não dava). Toda aquela região das vinícolas é maravilhosa, mas infelizmente não deu pra fazer o vinho no tacho de madeira (não me lembro o nome exato, mas é aquele que amassamos as uvas com os pés, e depois a vinícola te manda o vinho em casa com sua foto no rótulo). Fomos no inverno e as parreiras estavam secas. Tá anotado no caderninho pra voltar no verão e encarar as dicas dadas aqui...

 

Valeu à todos....

Compartilhar este post


Link para o post
Compartilhar em outros sites

Lá vou eu ser monotemático de novo... Mas é que vale muito a pena relatar.

 

Viagem para o sul eu já fiz um monte, mesmo porque moro em São Paulo e, daqui, o que chamamos de sul é muito grande. Mas friso algumas coisinhas:

 

A estrada entre Foz do Iguaçu e Curitiba é uma das mais prazerosas por que já passei. Tem um pedágio a cada espirro (meu pai brincava que era impossível engatar a quinta marcha - logo tinha outro pedágio para reduzir a velocidade), mas o asfalto é bom e as paisagens muito bonitas.

 

O outro destaque fica por conta da minha ida a Buenos Aires, em que atravessei todo o sul do Brasil. Fomos pela 116 até Vacaria, passando por Lajes. Realmente o asfalto é ruim e o rendimento é péssimo (como era inverno, fizemos 750 quilômetros em um dia inteiro de estrada - evitando dirigir no escuro), mas o visual, o prazer de viajar por lá é inenarrável. Muito mais agradável que a racional e veloz volta pela BR 101.

 

Vale a pena tirar uma foto ao lado da placa que sinaliza "Residência ****". Desse jeitinho mesmo, ****!

 

Outro destaque para a viagem de São Borja a Uruguaiana, com o vento haragano (se não me engano, porque os gaúchos têm um nome para cada brisa) soprando forte - tinha que ficar com o volante levemente inclinado para andar na estrada absolutamente reta. Linda rodovia, linda paisagem plana, lindo céu, lindo rio que faz a divisa; tudo lindo, mas não tem nada.

 

E, finalmente, o destaque-mor (numa atitude anti-jornalística, deixei o melhor para o final): a Estrada do Inferno. Quem quiser voltar para casa sem história para contar e sem prejuízos com o carro, deve evitá-la. Ela sai de São José do Norte (distante uma balsa de Rio Grande) e segue por aquela tripa de terra que separa a Lagoa dos Patos do Atlântico. Num dado momento o asfalto some, vira cascalho, depois vira terra, depois vira nada - uma sucessão de buracos intransponíveis para qualquer coisa que não seja off road. E aí incluo caminhões! Todo mundo (uns 3 carros por dia) pega um desvio em Estreito e segue pela praia (!). A praia realmente é tranqüila e, segundo um vereador local (que ajudou a desencalhar a minha Palio Weekend) o caminho que leva da estrada até ela tb é bom no verão. No inverno, abandonada, é uma trilha no meio de dunas que chegam a dois metros de altura.

 

A Palio venceu um quilômetro e meio dessa areia fofa em 6 horas. Por incrível que pareça, se saiu melhor que uma caminhonete S10 4X2.

 

Quem seguir por aí, cuidado. Comprem uma pá em São José do Norte - vai ser útil - e não andem na areia molhada: eu fui por lá achando que era uma boa idéia e atolei as 4 rodas de uma maneira que nem o 4X4 tirou - tive que chamar um trator.

 

Adoro contar essa história!

 

Abraços

 

guilherme

Compartilhar este post


Link para o post
Compartilhar em outros sites

Participe da conversa!

Você pode ajudar esse viajante agora e se cadastrar depois. Se você tem uma conta,clique aqui para fazer o login.

Visitante
Responder

×   Você colou conteúdo com formatação.   Remover formatação

  Apenas 75 emoticons no total são permitidos.

×   Seu link foi automaticamente incorporado.   Mostrar como link

×   Seu conteúdo anterior foi restaurado.   Limpar o editor

×   Não é possível colar imagens diretamente. Carregar ou inserir imagens do URL.




×
×
  • Criar Novo...