Ir para conteúdo

2 MESES PELA AMÉRICA DO SUL - DA VENEZUELA AO CHILE


Posts Recomendados

  • Membros

 

Hola viajeros!!

Vou contar um pouquinho da minha aventura pela América do Sul no final de 2013. Foram 2 meses mochilando... Comecei na Venezuela e terminei no Chile. O tipo de viagem que parecia um sonho distante, uma ilusão. Não tinha tempo, nem grana, nem companhia... Mas, O PRIMEIRO PASSO JÁ É A METADE DO CAMINHO. Decidi que queria sair e ver esses lugares, viver essa experiência e, a partir daí, tudo conspirou para que essa viagem virasse realidade e fosse incrível.

Preciso contar que não sou muito de planejar as coisas e organizar tudo antes, então meu roteiro foi sendo feito pelo caminho. Sabia que lugares queria conhecer e fui indo...

Foi assim: De 18 de setembro a 18 de novembro de 2013. Venezuela-Colômbia-Peru-Bolívia-Argentina-Chile.

 

LUGARES

Salto Angel - Los Roques - Santa Marta - Cartagena - Lima - Cusco - Machu Picchu - Arequipa - Lago Titcaca - La Paz - Uyuni - Atacama - Salta - Mendoza - Santiago - Pucon

 

GRANA

Passagens aéreas: Curitiba - Boa vista = R$ 530,00 - Cartagena - Lima = R$ 1.530,00 - Santiago - São Paulo = R$ 1.100,00

(Vale ressaltar que comprei todas poucos dias antes do embarque, por isso esses preços. Essa última comprei ida e volta que ficava mais barato)

Quanto levei: US$ 1.000,00 em espécie (na Venezuela e Argentina, com o câmbio "não oficial", temos que trocar o dinheiro na rua e em espécie) + US$ 2.500,00 no Cartão Travel Money (Fiz 2 cartões em casas de câmbio diferentes por garantia e pra ter 2 bandeiras distintas. Coloquei US$ 1.000,00 em cada e depois recarreguei pela internet mais 500. Muito prático) + R$ 100,00 (troquei assim que cheguei na Venezuela . É muito dinheiro isso lá!). Quando fui o câmbio aqui estava em média 1 US$ - R$ 2,35

Extras: Seguro viagem = R$ 370,00

OBSERVAÇÕES: É bastante grana, dá pra fazer com menos. O que saiu mais caro (fora as passagens aéreas) foram os passeios/atividades, tipo fazer rafting, snorkel, sandboard, subir o vulcão, excursão pra Uyuni, visita às vinícolas... essas coisas. Fiz tudo o que queria, sem controlar muito a grana nessas horas. Economizei só na comida e muitas vezes na hospedagem (mas quando estava muito cansada pegava um quarto individual no hostel).

 

HOSPEDAGEM

Couchsurfing. Participo da comunidade desde de 2009 e recomendo muito. É a melhor maneira de conhecer os lugares como eles realmente são, com alguém que conhece e vive lá. Conheci pessoas incríveis que me ajudaram muito nessa viagem. A única desvantagem é que você tem que se programar com certa antecedência pra poder solicitar o couch e pra que quem vai te receber se programe também.

Hostel. Como outubro e novembro são meses de baixa temporada, na maioria das vezes, não reservei antes de chegar à cidade. Olhava um pouco antes as avaliações e preços no Trip Advisor e Booking.com e escolhia uns 3 ou 4. Quando chegava, pegava um táxi e ia pra um deles. Normalmente é mais barato do que reservar pela internet e você pode ver o lugar e decidir se quer ficar ou não. Claro que existe a possibilidade de não ter vaga ou vc não gostar... Aí tem que sair atrás de outro... Acontece...

 

COMUNICAÇÃO

Pra me comunicar com a família e os amigos daqui, assim que chegava em cada país comprava um chip (com plano básico 3g) para o telefone. É muito mais barato que pagar lan house ou usar o roamming (só no Peru que foi um pouco caro).

Quanto à comunicação lá, eu falo espanhol, então foi tranquilo. Mas um portunhol já vale. Todo mundo entende. Senti muita falta de falar inglês (juro que este ano vou estudar :oops: ) porque encontrei muitos gringos que só falavam inglês e que pareciam pessoas super interessantes, mas não rolava trocar uma ideia....

 

DOCUMENTAÇÃO

Passaporte ou Carteira de Identidade (não vale carteira profissional, de motorista, etc.)

Vacina contra febre amarela

 

COISAS ÚTEIS NA BAGAGEM

Saco de dormir fininho (muito útil pra usar nos ônibus durante viagens longas e pra dormir num hostel em q vc não esteja muito confortável)

Duas baterias e dois cartões de memória para a câmera

Organizadores de mochila (comprei na Decathlon, então levava tudo no lugar certo dentro da mochila. Era mais fácil fazer e desfazer)

Lanterna de cabeça

 

SOBRE VIAJAR SOZINHA

Ao mesmo tempo que foi MARAVILHOSO, também foi um pouco solitário. É muito bom viajar fazendo exatamente o que quer fazer. Ficar onde quiser, comer o que e quando tiver vontade, gastar quanto tiver afim... Tomar suas decisões. Isso te faz crescer muito. Além de que, quem está sozinho está muito mais aberto a se aproximar e conhecer pessoas novas. E (quase) em nenhum momento senti medo por estar sozinha com uma baita mochila nas costas (Só foi tenso cruzar a fronteira entre Venezuela e Colômbia). A única desvantagem: depois de tanto tempo viajando, faz falta uma companhia, alguém com quem dividir tantas experiências incríveis... Mas, Mochileiros, recomendo muito viver essa experiência de sair sozinho por aí, pelo menos uma vez na vida! ::otemo::

 

Na sequência vou fazer um relato básico de cada lugar...

 

SALTO ÁNGEL - VENEZUELA

Como cheguei: Fui até Boa Vista de avião. De lá até Santa Elena (fronteira) de táxi. Não tem nada pra fazer, não vale a pena parar aí. Peguei um ônibus (caindo aos pedaços) até Ciudad Bolívar (13:00 horas). Passei uns dois dias na cidade hospedada na casa de um Couchsurfer (Rafael, gente boníssima!!!). Valeu muito a pena pra conhecer um pouquinho da realidade da Venezuela. Até aqui vim por conta. Para chegar ao Salto contratei um pacote - US$ 200 (tem umas 3 agências no aeroporto da cidade). De lá peguei um voo (num avião pqno) pra Canaíma que é a base para chegar ao Salto Ángel. De Canaíma são 4 horas de barco, depois dormimos uma noite em redes no meio do mato e, no dia seguinte, são umas 2hrs de caminhada até o Salto. Vale todo esforço!!! É maravilhoso! Os guias são indígenas, ricos em cultura e histórias, e super atenciosos. Depois ainda dá pra tomar banho aos pés da maior queda d'água do mundo! :) E no dia seguinte tem mais! Várias cachoeiras iradas.

Dica: leve repelente e meias e coma arepas.

IMG_6958.JPG.532dbd3f0900a6d404aaaa4fcb642a7d.JPG

LOS ROQUES - VENEZUELA

** O lugar mais incrível

Los Roques faz parte do Caribe venezuelano. Um conjunto de ilhas de areia branquinha e mar turquesa. MARAVILHOSO. É um lugar muuuito tranquilo, pra quem gosta de fugir do agito e curtir o dia. Pra praticar mergulho é perfeito.

Pra ir pra lá eu comprei um pacote na mesma agência de Ciudad Bolívar (US$ 280,00). Aí estavam inclusos hospedagem 4 dias (fiquei um dia a mais e achei lá uma pousadinha), toda alimentação, passeios às ilhas mais próximas de Gran Roque (que é a principal) e as passagens aéreas de Puerto Ordaz (do lado de Ciudad Bolívar) até Caracas e dali até Gran Roque. É possível fazer tudo por conta, reservar pousada, solicitar os passeios, comprar as passagens aéreas... Mas não é tão fácil quanto aqui. Muitos sites são "precários" e a comunicação não é tão fácil. Além disso, muito provavelmente se reservar tudo antes, daqui do Brasil, vc vai pagar muito mais caro. Na Venezuela o esquema é pagar tudo em dinheiro (levei dólares e troquei com meu Couchsurfer e na agência de viagens aceitaram dólares com o câmbio de 1 p/ 43).

Essa página no face é bem legal pra conhecer um pouquinho do lugar e escolher pousada https://www.facebook.com/losroquesturismooficial?fref=ts Altas fotos.

De Caracas pra lá leva mais ou menos 1 hora num aviãozinho pra 14 pessoas. Você só pode levar 10 kg de bagagem. Eu paguei excesso :| Chegando lá o dono da pousada já veio me encontrar e logo subi até o farol pra ver o pôr-do-sol. Imperdível!

Nos outros dias saía cedo de barco para as ilhas (para as mais distantes tem que pagar à parte, uns US$10) e passava o dia todo curtindo aquelas praias e aquele marzão!! Chato! kkk. Vale a pena fazer pelo menos um snorkel. À noite não tem nada de festa, no máximo uma pizzaria ou lanchonete na praça, mas só ficar andando pela ilha à noite já é uma delícia. Eu achei perfeito! Já quero voltar.

Dicas: Leve um protetor 30 pelo menos, faça snorkel, tente fazer os passeios com o barqueiro Júlio, o mais atencioso. Vi num outro relato que mudaram algumas coisas no câmbio e aeroportos por lá. Vale conferir

IMG_7357.JPG.a1181e10a6776f192e18fc6ab091eabf.JPG

Editado por Visitante
Link para o comentário
Compartilhar em outros sites

  • 2 meses depois...
  • Membros

top essa viagem, quero ver o resto do relato!

Só uma dica, pra uma eventual próxima viagem: acho q a melhor forma de ligar pra casa é por skype. Vc compra créditos por um valor lá (tipo u$ 15) e liga pra tel fixo de qualquer país por poucos centavos. Aí é só usar a wifi do hostel, ou mesmo pagar uma lan house e abrir sua conta normal de skype no pc ou smartphone, bem prático :) Eu sempre faço isso eu meus créditos duram a viagem inteira!

Link para o comentário
Compartilhar em outros sites

  • 5 meses depois...

Participe da conversa

Você pode postar agora e se cadastrar mais tarde. Se você tem uma conta, faça o login para postar com sua conta.

Visitante
Responder

×   Você colou conteúdo com formatação.   Remover formatação

  Apenas 75 emojis são permitidos.

×   Seu link foi automaticamente incorporado.   Mostrar como link

×   Seu conteúdo anterior foi restaurado.   Limpar o editor

×   Não é possível colar imagens diretamente. Carregar ou inserir imagens do URL.

×
×
  • Criar Novo...