Ir para conteúdo
  • Faça parte da nossa comunidade! 

    Encontre companhia para viajar, compartilhe dicas e relatos, faça perguntas e ajude outros viajantes! 

Peru, Equador e Colômbia entre Maio e Junho de 2013 – Diário de Bordo


Posts Recomendados

  • Membros de Honra

Tomamos um café (500COP) rapidinho e fomo pegar um busão para o terminal (1600COP). Eles passam gritando TERMINAL, então é fácil saber qual pegar. Demorou uns 40 minutos até lá, mas depende do trânsito. Nem chegamos até o terminal e já tinha gente oferecendo Barranquilla por 10 e Santa Marta por 20mil COP. Negociei um pouco e acabou saindo por 15mil COP até Santa Marta, em um micro-ônibus com ar-condicionado. Em um certo ponto o micro-ônibus parou e tivemos que fazer uma baldeação para um busão convencional. O problema é que ninguém sabia da baldeação e teríamos que pegar o primeiro que passasse com destino a Santa Marta. Nossa sorte foi que rapidinho passou um, mas poderia ter demorado uma hora, ou duas, ou cinco. O entra e sai de vendedores é constante, aproveitei para comer uma empandada de carne com ovo (2mil COP).

 

Em Santa Marta nova surpresa, o busão nos deixou em um lugar qualquer, e não no terminal. Pegamos um taxi (8mil COP) até Taganga e fomos direto ao hostel Ocean Reef (15mil COP) onde pegamos um quarto com ar-condicionado.

 

Fomos tostar na praia, comer um pãozinho recheado de queijo (500COP), tomar um cafezinho (300COP) e ver o por do sol.

 

dsc_7574.jpg.213ee0656e2ca0a8d6feea3047a349fd.jpg

dsc_7594.jpg.ef2b7099bcdecea01f526566f1863d8f.jpg

A noite fomos comer um menu (10mil COP) e tomar um sorvete (1500COP) para minimizar o calor. É unânime a opinião entre os moradores de que Taganga já foi uma vila pacata, mas hoje tem alguns traficantes por lá que tiram o sossego. Então, a noite é preciso tomar alguns cuidados e algumas ruas devem ser evitadas.

 

Comprei um sabonete (2mil COP), um desodorante (9mil COP) e depois de mais um dia cansativo fomos dormir.

Link para o post
Compartilhar em outros sites

  • Respostas 35
  • Criado
  • Última resposta

Mais Ativos no Tópico

  • Membros de Honra

Peguei um busão de Taganga até o mercado em Santa Marta (1200COP), onde comprei maçã (1mil COP), pera (1mil COP), 4 bananas (700COP), 4 pães + cafezinho (1mil COP) e uma água 1,5l (1500COP). Por ali peguei um busão (6mil COP) até a portaria do Parque Tayrona, distante 34km de Santa Marta.

 

Paguei 37.500COP e mais 2mil COP de van da portaria até a entrada. O lugar é impressionante, com as águas do mar do caribe, mas pelo preço poderia ter pelo menos um mapinha com informações, nomes das praias, etc.

 

Fui até Cabo San Juan de Guía passando pela Praia Castilletes, Cañaveral, Praia Arrecifes e Piscina. Fiz meu lanche e voltei fazendo um pit-stop em cada praia, pois meu joelho já estava reclamando.

 

>> PUEBLITO TAYRONA: se quiser continuar até as ruínas dos antigos Tayronas, dá uma hora de caminhada à partir de Cabo San Juan e não sei se vale a pena pois não fui. Mas é uma boa pernada.

 

O parque é muitississíssimo legal, mas pelo preço da entrada, compensa ficar no mínimo 2 dias. O valor para acampar era 10mil COP, e se não tiver barraca eles alugam por 45mil COP.

 

dsc_7666.jpg.a8885816fc0bef6b73770983c7c19fa8.jpg

dsc_7730.jpg.dd70a1bbc02c8bd5bd61214d678329cd.jpg

dsc_7731.jpg.f5d204387e8b10ee915082cd01b6d1ab.jpg

dsc_7791.jpg.f1d47670522860ce2a5c38568fd32b98.jpg

Na volta peguei uma van até a portaria (2mil COP) e um busão até Santa Marta (6mil COP). Desci em algum lugar para fazer um saque, tomar alguma coisa (1200COP), dar um rolezinho a noite e busão de volta a Taganga (1200mil COP).

 

Tomei um banho, comi uma hamburguesa (5mil COP), tomei um refri (1300COP) e tô morto!

Link para o post
Compartilhar em outros sites
  • Membros de Honra

Saí 7 e pouco, comprei umas salsichas (1800COP), comi uma empanada de pescado (1200COP), tomei um café (300COP) e comprei uma água 1,5l (2mil COP). Fui de busão (1200COP) até uma avenida onde eu pudesse pegar um bus DIRETO a Bastidas (1200COP). Comprei 2 bananas (400COP), maçã (500COP) e tomei um suco de tangerina (1mil COP).

 

Chegando em Bastidas, peguei um moto taxi (4mil COP) até a praia, dá 10km de Bastidas até a Bahia Concha. Para entrar na reserva do Parque Tayrona, nessa portaria tem que pagar 5mil COP porque é uma propriedade particular, então a entrada que paguei ontem não vale aqui. Umas 9h eu já estava na praia, e não tinha ninguém, só a companhia de muitas borboletas e uma cachorrinha.

 

O menu mais barato aqui custa 20mil COP, então fiz meu lanchinho e dividi com a cachorra.

 

dsc_7844.jpg.39cc7872b2f6391949063ea15d13593c.jpg

Umas 11 e pouco começou a chegar gente, e muitos pegavam um barquinho até uma prainha próxima, que dava para ver dalí mesmo. Essa prainha segundo me disseram lá era cheia de corais, legal para ver mergulhando com snorkel. Preço 10mil COP ida e volta.

 

Fiquei a manhã toda lá e como as 13h o moto taxi não voltou para me buscar, acabei pegando uma carona (de 4mil COP) com uma van que estava voltando para Santa Marta. Lá em algum lugar peguei um busão até a praia central (1200COP).

 

Comi um pescado delicioso nos carrinhos que vendem comida na rua, fiquei de role pelas praias feias e sujas dali, e vi um navio cargueiro bem de perto pela primeira vez. Como são gigantescos esses navios!!!

 

No entardecer peguei um busão para Taganga (1200COP) a tempo de tomar um cafezinho (300COP) e de ver a festa dos moradores para escolha da Miss Taganga 2013. Adivinhe quem foi a vencedora. Só tem uma chance!

 

dsc_7881.jpg.5d7afb5d879eaf5d7973458cdb0a6817.jpg

Emendei vendo o por do sol.

 

dsc_7882.jpg.a2f1ac42ca1fddb4aec528b4139d9749.jpg

Subi para o hostel e conheci duas indonésias, Perucha e Iudit. Falei que elas eram as primeiras indonésias que já tinha conhecido e elas disseram que todo mundo diz a mesma coisa.Tomei banho, ficamos papeando, acabou a energia, fui comer tacos (4mil COP), tomei 2 sorvetes (3mil COP) e novamente acabou a energia na vila toda.

 

Essa vila me lembra Trindade/RJ há alguns anos, cheia de rippies nas calçadas vendendo seus trabalhos e um pessoal no mesmo estilo.

Link para o post
Compartilhar em outros sites
  • Membros de Honra

Me despedi da Carolin, tomei um café na praia (500COP), comi uma empanada (1mil COP) e fui perguntar preço de taxi até o aeroporto: 35mil COP. Desisti e já peguei uma buseta (1200COP) até a avenida onde pega os latão para o aeroporto. O sin verguenza me cobrou 2 mil COP só porque eu estava com a mochila. Mesmo assim ficou 31.800COP mais barato que o taxi!

 

Motorista locão chegou em 40 minutos ao aeroporto, que fica quase literalmente na praia. Gastei 10 minutos para o check-in e dá para ficar na praia até a hora da decolagem :D

 

É uma praia de pescadores, com uma calçada de tijolinhos e toda arborizada. Fiquei lá mais de uma hora vendo eles fazerem o arrasto, mas no final acho que não compensou tanto esforço. Demora em média 2 horas para tirar a rede, e hoje foi uma pescaria ruim.

 

dsc_7931.jpg.41908b384c88bc211887f40e8703b7c5.jpg

dsc_7942.jpg.92424092bf5adaab71ed7d8dffd67967.jpg

Tomei uma chicha de arroz (1mil COP) e fui para a sala de espera geladinha pois o vôo estava no horário. Alguns snacks, suquinho e bate papo depois, já estávamos em Bogotá. Em meia hora mudei de 40ºC em Santa Marta para 16ºC em Bogotá, e com chuva. É mole?

 

O centro de informações turísticas é péssimo. Ninguém sabe nada. Na verdade parece que está desativado. Acho que foi um segurança me falou para pegar o busão Germania (1350COP), que me deixou na 19 com carrera 4ª. Aí para minha alegria as ruas mudaram de nome e eu demorei uns 40 minutos para achar o hostel, andando com a cargueira nas costas pra-lá-e-pra-cá, para cima e para baixo, e chuviscando.

 

Escolhi o Hostel Fatima por ser grande, ter o melhor preço (15mil COP com café da manhã) e estar no coração da Candelária. Fiz o check-in e saí para comer uma pizza + refri (3500COP) ali por perto. Aproveitei e fui dar um role pelo Eje Ambiental, comprei uma camiseta da Colômbia (13mil COP) e fui assistir ao primeiro tempo do jogo entre Colômbia e Argentina.

 

Vi uma mochila Trilhas e Rumos no quarto e perguntei se tinha algum brasileiro lá, e tinha. Tomei banho e fui com o brasileiro ao mercado Exito comprar não lembro o que. Comemos uma lasanha (6500COP) e voltamos para o hostel. Tem muito pedinte a noite na Candelária.

Link para o post
Compartilhar em outros sites
  • Membros de Honra

Umas 6 e pouco já tinha gente fazendo barulho no refeitório, um cara assobiando bem ao estilo non sense. O brasileiro tinha que ir para o aeroporto e às 7:15h não tinha levantado ainda. Acordei o cara e foi a sorte dele, senão ia perder o vôo de volta ao Brasil.

 

Tomei o café do hostel, 2 fatias de pão e ovos mexidos e fui em direção ao Cerro Monserrate subindo pelo Eje Ambiental. No início das escadarias meu joelho mandou eu parar, então paguei 7900COP para subir com o funicular.

 

dsc_7989.jpg.c3786cc7ecff929f0b9d8866c2023778.jpg

Lá em cima estava um friiiiiiiiio da pêga, mas a vista é impressionante. Valeu a pena. Aproveitei e fui comer um Tamal (arroz, temperos e grão amarelo cozido na folha de platano) + chocolate quente (3mil COP) para quebrar o gelo.

 

dsc_8003.jpg.8a6785ae433da19cbd2f2892c1ba6796.jpg

dsc_8025.jpg.411bdca4048bf698d588a4aff8f38d83.jpg

dsc_8026.jpg.5f7717a5de5674dba553c4bd89079c12.jpg

Desci pelas escadas, e me dei conta que é uma baita subida. Provavelmente eu teria problemas com o joelho se tivesse sido teimoso. Fui até o Museu do Ouro (3mil COP) que é simplesmente impressionante! Tem guia incluído e ficamos 2 horas só no 3º piso! Fiquei quase 3 horas lá mas dá para ficar o dia inteiro se gostar. São mais de 70 mil peças, cada uma com sua história.

 

dsc_8064.jpg.eb058d6c0112f68120bf0fa132e0cd69.jpg

>> MUSEU DO OURO é imperdível. Mesmo que você não goste de museu, vá para ver as peças de ouro. São peças feitas há muitos anos e algumas são tão perfeitas que é difícil imaginar fazê-las sem ferramentas adequadas. Domingo a entrada é gratuita.

 

Segui para o Museu Botero, gratuito e bacaninha, mas é uma visita rápida. Comi uma bandeja paisa (7mil COP), tomei um café (300COP) e fui de rolê pela Av. 19. Aqui nessa avenida você encontra posters, cintos, palmilhas, roupas, fonte de energia diversas, escova de dente, desentupidor de pia, óculos de grau, comida mais barato, lojas de câmeras fotográficas, óticas ... de tudo um pouco.

 

Na volta para o hostel passei pela praça do Eje Ambiental e estava tendo show de várias bandas. Plaza de Bolívar também.

 

dsc_8140.jpg.beb8bfa746a0a039611921cbb753c39c.jpg

Já no hostel conversei com um senhor argentino que estava lá há alguns dias. Ele tem uma filha guatemalenha que foi raptada pelos avós endinheirados e influentes. A mãe da menina morreu e ele não conseguia nem ver a filha. Então o plano era sequestrá-la quando ela estivesse indo para a escola e levá-la para o Equador, já que a guarda da menina não teria efeito fora da Colômbia. Coisa de doido.

Link para o post
Compartilhar em outros sites
  • Membros de Honra

Saí antes das 7h e como é domingo, não tem bus direto ao Portal Norte. Tem que pegar um transmilênio (1400COP) até a calle 76 e pegar outro busão até o portal. Isso demora mais ou menos 1 hora e quando chega no Portal, que é um mini-terminal, não tem nada para comer nem beber.

 

Peguei um terceiro busão (6500COP) e descobri que ele não para na entrada da Laguna, e sim na rodovia, e segue direto para Guatavita. Acontece que não tinha nenhum taxi, van, caminhão, moto para fazer o caminho da rodovia até a entrada, então subi por 7km caminhando. Aliás, acho que passou um busão bem na hora que eu entrei em um barzinho para comprar algo para comer - pão pullman com cobertura de chocolate (800COP). Já era. Pé na estrada.

 

O caminho é longo, é uma subida só, mas a paisagem bucólica é bacana. Passaram muitos carros por mim, 99% com placa de Bogotá, mas ninguém deu carona. Nem carro vazio, nem carro com carroceria, nem nada. Quando faltava mais ou menos 1,5km para chegar, passou acho que uma van, mas preferi continuar caminhando, pois o pior já tinha passado.

 

O valor de entrada para estrangeiros é 13.600COP, mas me cobraram só 9100COP. Achei estranho mas me liguei que estava no meio de um monte de colombianos de uma universidade não sei das quantas. Como eu era o único "turista", acho que passei batido junto com o grupo. Aproveitei e tomei um café (1mil COP) para comemorar :D

 

São 1,7km de caminhos e trilhas bem demarcados mas não pode fazer sozinho, só pode percorrer com o guia. Mas vale muito a pena, pois ele conta toda a história dos sacrifícios que eram feitos na lagoa, dos gringos que a esvaziaram para roubar o ouro que era jogado, etc e tal.

 

dsc_8185.jpg.d7205006dd3cec5fad726f3bbc8609f2.jpg

Na volta, depois de 9km de caminhada, peguei uma van até Guatavita (5mil COP) e surpresa! Não tem bus direto a Villa de Leyva daqui. Tive que pegar um bus de volta até o pedágio (4mil COP) e ficar lá esperando alguém que resolvesse parar.

 

Como já fazia meia hora que eu estava esperando e começou a chuviscar, acabei pegando uma van até Tunja (18mil COP) mesmo. Aproveitei para almoçar em um restaurantezinho atrás do terminal, na avenida. Comi um menu (5mil COP) muito muito gostoso, com suco de tomate mais gostoso ainda.

 

Peguei mais um busão, agora até Villa de Leyva (6mil COP), peguei um amendoim doce (1mil COP) e seguimos viagem. Cheguei na vila, cheia de gente, com palco montado na praça, bandas tocando e muita festa. Daqui 2 dias seria aniversário da cidade, mas eles já estavam comemorando. Quase pego outra festa de aniversário hein?

 

dsc_8221.jpg.3f6fcf17e19e72eeffb415ac7c403b6a.jpg

Escolhi o hostel Casa Viena (15mil COP) porque os outros já estavam lotados por causa do final de semana de festas. Antes o café da manhã não estava incluído, mas vi no site que agora está. Fica um pouco longe do centro, mas valeu a pena.

 

Tomei banho e fui dar um rolezinho a noite e comprar coisas de comer no mercado.

 

dsc_8254.jpg.1185987f95e52631b20f3f7b8a2156c8.jpg

dsc_8260.jpg.3e6784bc3c5a8b5b59a4754f67852076.jpg

Aproveitei para comprar a passagem de volta à Bogotá (20mil COP), pois me disseram que eu poderia ficar sem. E quase fico!

Link para o post
Compartilhar em outros sites
  • Membros de Honra

Hoje é praticamente o último dia para aproveitar, então já fiz uns lanchinhos com as coisas que comprei ontem, tomei café e antes das 8h já estava batendo perna.

 

O exército estava nas ruas, não sei fazendo o que. A praça estava vazia, só tinham os caminhões recolhendo o lixo da baderna. Ora o sol estrala mamona, ora fica todo nublado, ameaçando chuva. Andei por todo lado, por muitas ruas fora da área turística, comi uma oblea (1mil COP) de doce de leite com morango, subi o cerro e fiquei lá em cima apreciando a paisagem de Villa de Leyva, fica em uma espécie de vale.

 

dsc_8306.jpg.e89a21a41cb08a331611abe82505a9b4.jpg

dsc_8326.jpg.6efb96d7cbece7d0558c5fc40450d6a7.jpg

Desisti de conhecer os Poços Azuis porque descobri que não são naturais, não pode entrar na água, a trilha não tem sinalização, são 5km ida e volta, e tem que pagar 4mil COP.

 

Desci do cerro, comi um lanche na escadaria da igreja ouvindo a Orquestra Juvenil de Villa de Leyva, que me surpreendeu pelas músicas, desde Béla Bartók, Mozart, até folclore venezuelano e colombiano, e também pela qualidade musical dos pequenos. Fiquei babando lá por um bom tempo.

 

Voltei para o hostel, tomei banho, fiquei batendo papo um pouco e fui para o terminal. Deu mó rolo porque venderam passagem a mais e tinha um monte de gente brava lá. Assim que o busão encostou já entrei e fiquei na minha poltrona. Daqui não saio, daqui ninguém me tira! O busão saiu atrasado por conta da confusão, que continuou no terminal.

 

A viagem estava interminável, um mala do meu lado insistia em ficar conversando comigo em inglês, mesmo sendo colombiano. O mala perguntava em inglês e eu respondia em espanhol. Falei umas 10 vezes para ele falar espanhol, que eu não sou gringo! Mas não teve jeito.

 

Faltando 30km para chegar em Bogotá o trânsito se tornou um caos. Peguei o transmilênio (1400COP) até a estação Jimenez e fiz baldeação com o J95 até Las Águas. Voltei para o mesmo hostel Fatima, pois tinha deixado minha cargueira lá. Fiquei na mesma cama inclusive.

 

Tomei banho e saí para comer uma pizza + refri (3500COP) e vi que estava tudo vazio, os estabelecimentos fechados e muito mendigo na rua. Cenário bem diferente do final de semana. Me disseram que era por causa do feriado largo. Por isso estava cheio de carros de Bogotá em Villa de Leyva.

 

Perguntei para umas 10 pessoas feriado do que era mas ninguém sabia. Um chegou a me dizer que eram muitos feriados, que não dava para saber todos (!). Semelhança com o Brasil? Hahahaha

Link para o post
Compartilhar em outros sites
  • Membros de Honra

Terminei de arrumar as trouxas, tomei café (café, cereais com banana e mamão) e saí antes das 8h. Uns 10 minutinhos depois já estava na Av. 19 subindo no busão (1500COP) rumo ao aeroporto. Cheguei uns 40 minutos depois e às 9h já tinha feito o check-in e já tinha despachado a cargueira.

 

>> TAXA DE SAÍDA: se você ficar 60 dias ou mais na Colômbia, precisa pagar uma taxa de U$38 para sair do país. Se ficar menos, é só procurar o lugar para carimbar o passaporte e pronto.

 

>> CARIMBAR PASSAPORTE: pergunte no momento do check-in onde carimba o passaporte para não pagar a taxa de saída.

 

Eu tinha ainda 7mil COP, e como na área internacional é tudo mais caro, fui no terminal nacional tomar um cafezinho e comer uma empanada (2200COP). Me sobrou 4800COP, então dei uma choradinha e a mulher do Donuts me fez dois por 4800COP. Pronto, agora não me sobrou nenhum centavo.

 

O vôo saiu mais de 1 hora atrasado, mas o serviço de bordo da LAN Colômbia, mesmo na econômica, faz a TAM parecer uma xexelenta de quinta categoria! Nenhum talher descartável, comida deliciosa e com sabor de comida de verdade, salada, pão, sobremesa, refri, vinhos, cervejas, sucos à vontade. Passam com bebidas outras vezes, café, Ballantines, M&Ms ... depois de umas 2h servem lanche, mais vinhos, cervejas, sucos, água ... enfim, nota 10.

 

Chegamos em SP umas 19h, depois de uma mega tempestade em Campinas, onde eu achei que os relâmpagos saíam de dentro do avião :D. Tentei antecipar meu vôo de amanhã ou mudar para congonhas mas não teve jeito. Peguei o busão da TAM lotadaço até Congonhas e fui passar a noite na casa da Daliana.

 

Comemos uma pizza e ficamos conversando, colocando o papo das viagens em dia, até amanhecer. Umas 20 para as 5h ela me levou até Congonhas onde peguei novamente o busão da TAM para Guarulhos e às 5 em ponto o busão saiu.

 

Tudo OK com o retorno até minha querida São José do Rio Preto. Mais uma trip super, hiper, mega blaster bacana, onde graças a Deus tudo ocorreu muito bem.

 

E todos viveram felizes para sempre :D

 

The End

Link para o post
Compartilhar em outros sites
  • Membros de Honra

Fala ae Lico !

 

Parabéns pelos detalhes da viagem, estarei indo pra Bogotá, Cartagena e San Andres, e uma informação sua me chamou a atenção em Cartagena:

 

>> PRAIA BRANCA DE BUSÃO também é possível e compensa muito mais pois você chega hora que quiser e vai embora quando der na telha, sem depender de barco.

 

Tem como ir ? é tranquilo ? Sabe de onde saem ? Eu só quero ir pra Praia Branca mesmo, se der pra ir de busão pra mim vai ser melhor.

 

Valeu

Celso

Link para o post
Compartilhar em outros sites
  • Membros de Honra

Falae Celso, blz?

 

Tem como ir sim. Precisa pegar um busão na India Catalina (ou no mercado Basurto) que vá para Passacaballos (uns 1800COP). Se não me engano passa de hora em hora à partir das 7.

 

Até Passacaballos dá uns 45 min, 1 hora mais ou menos. Tem que pedir para descer no "setor del Ferry", e depois tem que atravessar um rio (tem balsa e lancha que faz essa travessia por uns 2mil COP) e do outro lado pegar um moto-taxi.

 

Os moto-taxis vão pedir caro, mas tem que negociar, chorar e tal. Um valor razoável é no máximo uns 8mil COP.

 

Do ponto dos moto-taxis, logo depois de atravessar o braço do rio, até a Praia Branca, dá uns 20 min mais ou menos.

 

Essas informações eu peguei lá, mas não fui de busão. Sei que o trajeto é esse, e o que pode variar são os tempos e o valor.

 

Intééé

Link para o post
Compartilhar em outros sites

Crie uma conta ou entre para comentar

Você precisar ser um membro para fazer um comentário

Criar uma conta

Crie uma nova conta em nossa comunidade. É fácil!

Crie uma nova conta

Entrar

Já tem uma conta? Faça o login.

Entrar Agora

×
×
  • Criar Novo...