Ir para conteúdo

Dicas para quem quer viajar de kombi


Posts Recomendados

  • Membros de Honra

Cinco amigos e eu compramos uma Kombi 1600 a gasolina, carburação simples (solex), cambio 4 marchas, toda original.

Gastamos alguns trocos para deixar o motor em bom estado, ainda falta uma boa limpeza e regulagem do bura, mas em duas viagem que fizemos (totalizando mais de 800km) a média foi de 10km/l, numa velocidade média de 90km/h.

 

Se você souber um pouco de mecânica ajuda na manutenção. Velas, cabos e uma boa ignição ajudam no consumo. Futuramente iremos trocar o platinado por uma ignição eletrônica e revisar o carburador.

 

A idéia é viajar longas distâncias? Pense num radiador de óleo!

Quer mais economia? Pense em gerenciador e controlador de injeção (FuelTech, Pandoo, HIS, etc).

 

Tudo vai demandar do $$ a ser investido.

 

 

 

Uma coisa é fato... viajar em com a galera numa Kombi é bão demais!!!! :lol:

 

Abraços

Link para o comentário
Compartilhar em outros sites

  • Respostas 54
  • Criado
  • Última resposta

Mais Ativos no Tópico

  • 1 mês depois...
  • Membros

Já viajei muito de Kombi. Estradas boas, ruins, chuva, lama, autoestrada, calor, frio, carregada, vazia, lotada de gente, sozinho, a gasolina e a diesel, com janelas, furgão, cabine-dupla, etc.. Já fui dono de Kombi 66, 69, 73, 76, 78, 81,83. Essas duas últimas a Diesel. Na 83 (a melhor de todas) coloquei motor alemão 1.7 do golf diesel turbiando. Enfim...uma vida de kombis e experiências.

Posso dizer o seguinte: Antes de mais nada tem que saber que tipo de viagem, quantas pessoas e quantos dias, mas...

- é o carro ideal para viajar/acampar sozinho ou no máximo em dupla/casal. Mais do que isso, só para passeios curtos de até 250 km.

- Viajens com mais de 3 pessoas é impossivel dormir confortavelmente.

- Viajens com mais de 5 pessoas é só para ir jogar futebol com os colegas da firma num domingo de manhã, e só.

- É um veículo completamente inseguro nos padrões de segurança atuais. É um dos único veículos do mundo que ainda não fez os testes de impacto frontal obrigatórios (interesses? máfia da VW? etc.). Obviamente , não passaria.

- É um carro gastador, sem potência, barulhento, muito lento na retomada, ruim de freio, ruim de estabilidade, ruim de tração, etc. mas bom para uma velocidade de cruzero de 90 por hora.

- Se for viajar em paises frios ou com neve, é como viajar num freezer horizontal Brastemp.

-Se for viajar no Equador, é como viajar numa sauna com rodas.

Só o motorista viaja + ou - confortável. O resto vai incômodo apesar do espaço.

- A manutenção do motor 1600 gas. é simples, barata e se arruma até numa farmácia de bairro.

- As novas 1.4 são mais silenciosas, mais ageis, mas ainda falta potência e velocidade final. Aliás, nem é bom passar dos 120 pois o carro é um perigo. Acima de 80 tem que usar tampões para ouvidos e um crucifixo pendurado no retrovisor. Até atropelar um cachorro pode ser mortal.

- Conclusão: um desastre total se comparada com as novas Sprinter, Ducato, Master ou Vans importadas européias ou americanas.

MAS, com algumas melhorias é um carro ótimo!

Pode se transformar num pequeno motor-home versátil, prático, fácil de estacionar, etc. mas precisa investimento.

Viajar com a família é muito divertido (2 adultos e 2 crianças menores). Crianças acima de 12 anos não viajam nem a pau. Acham o carro ridículo, féio, desconfortável e elas passam vergonha.

- Se o cara atem dinheiro tem outras opçõs melhores para viajar, como ir num bom carro e pagar hotel. Se tem mais grana ainda, aluga ou compra um motor-home, viaja de avião e aluga trailer no exterior, etc.

Mas se quer fazer barato...vai de kombi.

Algumas dicas de equipamentos necessários para quem quer cruzar a américa:

- correntes para o gelo pou lama.

-ár condicionado quente/frio.

- Parachoque com quebra mato.

-Colocar o estepe no teto, na frente ou na traseira. No interior ocupa muito espaço.

- reservatório de combustível extra (o tanque é só de 45 lt.~e tem pouca autonomia).

- Retirar a parede da cabine e colocar bancos individuais reclináveis.

- Fazer isolamento térmico no teto e paredes com isopor ou lã de vidro.

- Isolar muito bem o compartimento do motor.

- Se possível colocar freio a disco atrás (alguns mecânicos sabem fazer direitinho).

- Verificar juntas homocinéticas antes de viajar.

- Colocar amortecedores a gás.

O resto é acessórios: bom som, boa tv, conversor de enregia 12/220 para 3000 watts., geladeirinha, vaso sanitário químico, ferramentas e peças sobresalentes, bons farois de milha (diametro grande de bi-iodo), cambão, etc, etc.

Boa viajem.

Link para o comentário
Compartilhar em outros sites

  • Membros de Honra

Depois da bíblia do Charles, não tem muito o que comentar.

Viajar de Kombi não é confortável, nem lá muito seguro ou barato. Mas é viagem certa. Levando junto um alicate, uma chave de fenda, um martelo, um rolo de arame e fita isolante, vc conserta qualquer perrengue no motor! ::lol4:: Sem falar que qualquer Zé arruma este motor. Pra mim, a única vantagem... visitem a VW da África do sul (www.vw.co.za) e vejam o modelo California & Beach. E morram de inveja. ::bruuu::

Link para o comentário
Compartilhar em outros sites

  • 3 meses depois...
  • Membros

E aí pessoal, quem é vivo sempre aparece!!!

 

E falando em Kombi, acabei de comprar uma 1.4 flex e estou montando um mini-motorhome. Para quem não lembra montei um micro-motorhome em um Kangoo, com direito a climatizador e DVD (aliás estou vendendo para quem se interessar). Agora resolvi aumentar um pouco o espaço e parti para a Kombi.

Gostei do motorhome no Kangoo, mas precisava de mais espaço e também uso como carro auxiliar aqui para casa (para quando estiver chovendo - muito constante atualmente - e não der para sair de moto...) daí uma Ducato, Master, etc, além do preço, serem muito grandes.

O Marcelo da http://www.kombihome.com.br está vendendo a "Alice" (nome que a batizaram), eles são de Floripa e a Kombi pareceu muito bem montada e confortável. E eu vendendo o Kangoo.

 

Nesses tipos de viagem, se você não quiser parar em qualquer lugar (segurança, conforto, etc) acaba sendo quase mais barato pagar uma pousada do que um camping. Fiz uma viagem para Salvador há um tempo e tinham pousadas muito mais confortáveis e baratas que os campings do CCB - Camping Clube do Brasil, praticamente os únicos disponíveis em algumas cidades (Ouro Preto, Alcobaça, etc...)

Mas tem a contra-partida, durante uma etapa longa, se bater um soninho, nada como parar em um posto de gasolina (hoje com estruturas espetaculares), tomar um banho, abrir uma cerveja gelada e assistir um bom DVD abraçado com a patroa. Esses momentos compensam com sobra a menor média horária, etc.

 

Vou ver se posto fotos do andamento da montagem no http://mmwanderley.multiply.com (que aliás também anda bem parado...)

 

Abraços!

Link para o comentário
Compartilhar em outros sites

  • Membros de Honra

Márcio

Seja bem vindo de volta! quer dizer que agora vai de Kombi? hehehe!

 

Bah! Kombi pra mim tem gosto de infância!

Tenho boas lembranças dos passeios em famíla, estradas de terra do interior....ela era valente...

Lá pela década de 70...meu pai tinha uma Kombi 69 que sempre ficava sem freio!

Não tinha os bancos de trás...na frente ia meu pai e minha mãe e atrás eu e meus irmãos soltos naquele espaço gigantesco! Era a maior farra! A gente não tinha noção de perigo...heheheh!

Abs!

Editado por Visitante
Link para o comentário
Compartilhar em outros sites

Participe da conversa

Você pode postar agora e se cadastrar mais tarde. Se você tem uma conta, faça o login para postar com sua conta.

Visitante
Responder

×   Você colou conteúdo com formatação.   Remover formatação

  Apenas 75 emojis são permitidos.

×   Seu link foi automaticamente incorporado.   Mostrar como link

×   Seu conteúdo anterior foi restaurado.   Limpar o editor

×   Não é possível colar imagens diretamente. Carregar ou inserir imagens do URL.


×
×
  • Criar Novo...