Ir para conteúdo
Entre para seguir isso  
EBNoronha

Perú - Lima - Cuzco - Vale Sagrado dos Incas - Ollantaytambo - Machupichu - Lima 6 Dias com fotos e custos.

Posts Recomendados

Olá caros amigos viajantes, faz quase um ano que fiz minha viagem para o Perú, achei tão fantástico o local que resolvi compartilhar minhas experiências com vocês. Para ser sincero, sempre tive muita vontade de conhecer Machupichu, compartilhava esse meu interesse com algumas pessoas do meu círculo de amizades, sempre que via fotos e relatos sobre Machupichu e todo o mistério que envolve sua criação ficava fascinado! Assim como outros locais como Egito por exemplo, mas esse papo fica para uma outra oportunidade.

Assim, resolvi por em prática o intento de fazer a tão sonhada viagem, descobri que o brocardo é correto "viajo logo existo"!

Para não me alongar em meu relato, e servir de ajuda aos amigos viajantes, passei a realizar pesquisas periódicas sobre as passagens partindo de Salvador para Lima, um casal amigo nosso em conversa me falou que também havia o interesse de conhecer o Perú, foi o que faltava, de certo modo, como até então não havia realizado nenhuma viagem internacional me senti confortável e até mais seguro já que se tratava de outra cultura outra língua etc.

Para situar bem os amigos à época a passagem de ida e volta partindo de Salvador custava com todas a taxas incluídas mais ou menos R$1.650,00 Reais, e assim pesquisei por um bom tempo a espera de alguma promoção, vocês sabem, o que se economiza na passagem utilizamos melhor no local de destino em passeios, hotel e alimentação. De repente eis que essa amiga me liga:

- Olha vi uma promoção no site da TAM, a passagem de ida e volta está custando R$1.400,00, vamos comprar?

Nessa hora confesso a vocês que senti que era a oportunidade que faltava, pedi que esperasse pois queria confirmar com minha esposa, ela estava meio relutante, ainda não havia se decidido direito se era uma boa, pensei que se comprasse sem comunicar a ela eu iria arrumar uma briga daquelas.

Assim, liguei e falei:

- Amor a passagem de ida e volta para Lima está na promoção custando R$1.400,00, vou comprar viu?

Peguei ela de susto, nem dei muito espaço para que pensasse muito, retornei a ligação para minha amiga para combinarmos para comprar as passagens juntos para que fôssemos todos no mesmo vôo. Decidimos as datas e Feito!

Dávamos início a programação da viagem, escolhemos o mês de Agosto que seria inverno (lá o inverno tem poucas chuvas) poucas chuvas ouvi relatos de outros viajantes que esse período já era no final da alta estação que começava em Maio, muitos amigos viajantes informaram que Machupichu com as chuvas as nuvens escondiam boa parte de sua beleza, resolvemos então escolher o mês de Agosto que diga-se de passagem foi perfeito.

Amigos acho que deve ser repetitivo até o que vou falar, mas é importante ler bastante sobre a cultura do país que se pretende conhecer, as tradições do seu povo e as dicas dos amigos viajantes que me ajudaram bastante me livrando de roubadas e indicações do que vale a pena conhecer, essa última é muito pessoal mas as dicas servem de um bom norte.

Então conforme relatos que li, um me chamou a atenção de que deveríamos primeiro conhecer Lima e depois Cuzco, porque depois de conhecer Cuzco e Machupichu, Lima se tornaria sem graça, resolvi seguir e conselho e não me arrependo, chegaríamos em Lima as 07 da manhã passaríamos o dia inteiro e no outro dia ao meio dia pegaríamos um vôo para Cuzco. Passaríamos três dias em Cuzco no quarto dia voltaríamos a Lima e no dia seguinte bem cedo retornaríamos para o Brasil, conexão guarulhos e depois Salvador terra de todos os santos e encantos (casa). De fato a dica é muito certeira depois de conhecer Cuzco e Machupichu e seus sítios arqueológicos Lima fica um pouco sem graça, mas tem seu encanto! Outro ponto que julgo importante compartilhar com vocês é que Lima é sim a capital gastronômica da América Latina, lá se come bem e barato, os restaurantes são ótimos, a comida é boa se não gostar de nada no Perú sem dúvida vai gostar da comida.

IMG_2328.JPG.e5994b880a519fb1559d71cf64557075.JPG

Assim, partimos de Salvador com conexão em Sampa no aeroporto de guarulhos, chegamos em guarulhos por volta de meia noite e aguardaríamos o vôo que sairia as três da manhã com previsão de chegada em Lima as sete conforme dito. Uma dica importante é que o horário de chekin de todos os hotéis de Lima varia das 12:00 as 15:00 horas, logo se você se planejar como eu em chegar bem cedo para deixar as bagagens no hotel e aproveitar ao máximo o primeiro dia, lembre-se terá que pagar meia diária a mais.

Então confesso que a parte pior da viagem para mim é o vôo, tenho medo de avião (vou superando aos poucos) ficar quase sete horas dentro de um avião me apavora. Mas graças a deus a viagem de ida transcorreu sem intercorrências, pouquíssimo balanço do avião, mesmo assim não preguei os olhos a viagem inteira, enquanto o casal amigo assim que o avião levantou vôo já se puseram a dormir, minha esposa na pista de decolagem já dormia, aliás todos dormiam! Aqui vou fazer um adendo, só para que tenham noção do meu desespero, quando seguíamos para Lima e todos dormiam, mil coisas passavam pela minha cabeça, pensava cá com meus botões:

- relaxa rapaz avião é o meio de transporte mais seguro do mundo depois do elevador, aproveita e dorme chegará com disposição para aproveitar bem o primeiro dia.

Os pensamentos iam sumindo de minha cabeça eu ia relaxando de repente outro pensamento vinha: - vá nessa a galera do air france também pensava desse jeito.

Assim como que se pudesse fazer alguma coisa caso acontecesse algo com o avião, me mantive acordado a viagem toda, que tolo!

Enfim, passadas as tensões com o vôo aterrissamos em Calao que é como se fosse região metropolitana de Lima.

Chegando ao aeroporto existem os motoristas de táxi que cobram tabelado 50 dólares para te levar ao destino da cidade desejado, eles são credenciados e existe um nível de credibilidade maior a esses motoristas que ficam devidamente identificados dentro do aeroporto, todavia, do lado de fora existem outros taxistas que não são credenciados que o turista ajusta com eles diretamente o valor da corrida, no Perú não existe taxímetro o preço é combinado com os motoristas antes da corrida.

Para se ter ideia em quanto os taxistas credenciados cobravam 50 dólares para nos levar a Miraflores pagamos 30 soles a um não credenciado, acho que vale a pena a economia.

De sorte que no primeiro dia em Lima optamos por pagar os 50 dólares para o taxista credenciado do aeroporto, o que foi até bom, uma vez que ele nos deu várias dicas de casa de câmbio, o que fazer em Lima sugeriu alguns passeios e nos alertou quanto ao mal da atitude em Cuzco, deveríamos assim que chegar em Cuzco mascar folhas de coca, isso ajudaria o corpo a aclimatar-se com a altitude, disse ainda que na época dos Incas eles não sentiam qualquer mal estar pois sempre mascavam a tal folha de coca.

Dito isso, o mesmo nos deixou no hotel em Miraflores, ficamos no Allpa Hotel & Suites, recomendo bastante o hotel, boas instalações, hotel novo, café da manhã continental, limpo e custou algo em torno de 87 dólares na época, acho que valeu muito a pena, pois ficamos bem acomodados em Lima, em geral em Lima e Cuzco tem hotéis para todos os bolsos, nos demais hotéis que ficamos pagamos em média 50 soles por quarto de casal.

IMG_0417.JPG.4fed2b6b3b056a406b1a95bf225d1967.JPG

O hotel fica muito bem localizado no bairro Miraflores, bem pertinho da Praça Kenedy a uns 5 minutos no máximo.

Bom chegando ao hotel por volta de 09 horas da manhã, estávamos eu meu amigo com fome, resolvemos então enquanto as mulheres faziam o chekin sair para procurar algo para comer. Bem pertinho ali do hotel havia um lugar chamado "La Lucha Lucheria", um lugar que vende hambúrguer leia-se, então pedimos um hambúrguer lá da casa e um suco de laranja, foi providencial, voltamos para o hotel, eu precisava descansar e dormir um pouco pois havia madrugado as claras no avião!

IMG_0419.JPG.0dd46041558b7a0e004d33068dd03e31.JPG

Após longas 03 horas de descanso a fome bateu de novo era hora de almoçar, nos encontramos no hall do hotel e fomos para a praça kenedy procurar um local para almoçar.

A comida comum peruana é a base de "Pollo e Papas", ou seja, frango e batata frita, algo no meu paladar muito bom, em todo lugar que você circula em Lima existe uma "Polleria" assim como as Pizzarias aqui no Brasil, o nos restaurantes que comemos o frango era sempre bem suculento e as batatas eram boas, mas o que mais me aguçava era o Cebiche peruano, ouvia relatos de que era o melhor do mundo, de fato é muito bom. Então como primeiro cardápio após a lucheria eu fui de Cebiche e os outros no Pollo e Papas com acompanhamento de Arroz, lá o arroz não é tão cozido como aqui no Brasil, eles preferem mais duro, parece que só dá um susto na água quente e serve.

Uma dica importante para quem gosta do Cebiche é que em Lima o melhor cebiche é o misto, pois como lima é litorânea os frutos do mar são frescos e baratos, então o cebiche misto é uma excelente pedida, já em cuzco você não achará o cebiche misto, encontrará apenas o ceviche de truta, que é muito gostoso também para os apreciadores do ceviche.

IMG_2332.JPG.ba7fae05aded60735b63152fb1500e3b.JPG

Não devem esquecer, os cervejeiros de plantão, que a cusqueña é uma das melhores cervejas do Perú, de fato não deixa nada a desejar as melhores cervejas aqui do Brasil, a fermentação dela é de trigo uma cerveja bastante apreciada.

IMG_2331.JPG.b4f9924eb9e313c65888fdf3bc3ac6bd.JPG

Após a primeira refeição de verdade, resolvemos então dar uma volta pelas imediações do parque Kenedy, lá existem muitas lojas, restaurantes, pessoas passando nos misturamos aos locais.

Sempre que lia os relatos aqui, todos eram unânimes em dizer que no Perú as coisas são bem baratas, é são mesmo, basta você saber procurar e pechinchar, existem três preços no Perú, o preço para o turista europeu, que paga em euros, o turista americano, que paga em dólar e nós latinos que pagamos como dá rsrsrs.

IMG_0443.JPG.1878453703cbe51fc70cde8b0e39f80c.JPG

É importante pechinchar, nunca pagamos os preço pedido pelos vendedores, isso traz uma economia significativa, para ser preciso acho que a única coisa que não pechinchamos foi no que era servido nos restaurantes, o preço era tabelado no cardápio. O resto tudo pechinchamos e conseguimos descontos bons, inclusive no hotel.

Parece que é escrito na nossa testa que somos brasileiros, todos as vezes até sem falar uma palavra nos reconhecíamos como brasileiros, é um povo acolhedor com brasileiros, apreciam nossa cultura, gostam do nosso país.

Em nossos passeios pela Kenedy, me lembrei que lá existia um shopping segundo relatos daqui que as coisas eram baratas, o nome do shopping é o Larcomar, mas em verdade, quando paramos o taxista e pedimos para nos levar onde poderíamos fazer compras baratas, ele nos levou a um lugar chamado "polvos azules", uma grata surpresa da viagem.

Para registro, quando paramos o táxi e acertamos o valor da corrida o mesmo nos pediu 30 soles para nos levar a polvos azules, depois da pechincha ficou em 15 soles, só para situar os amigos de quanto vale a pena pechinchar e quanto é barato transporte de taxi no Perú (taxi e comida são bem baratos), dividindo isso entre os amigos que nos acompanharam o valor fica praticamente irrisório.

IMG_0421.JPG.665507ccb40426d57d505b9dcfdbac75.JPG

Vale ressaltar que o trânsito de Lima é caótico, os carros se abalroam entre si, os motoristas "fecham" uns aos outros, cada um segue para um lado, muitas buzinas, todos com uma batida de leve, mas essa bagunça é organizada para eles, percebi também uma certa disparidade nos carros que trafegavam, muitos carros luxuosos transitando ao lado de carros bem antigos, mas de uma forma que pareciam que determinadas pessoas haviam parado no tempo, um contraste de modernidade com antiguidade, achei que isso se devesse a economia do país, uns com muito, outros tantos com pouco.

Enfim em polvos azules, quando fomos chegando a imagem do local em si não é bem convidativa por assim dizer, perguntei ao taxista se era perigoso aquele local, o mesmo informou que não, e para sairmos bastava se dirigir à frente do local e chamar um táxi, vi ali que haviam uns cinco à espera de passageiros, fiquei um pouco mais tranquilo confesso.

O local é como se fosse um mercadão de compras populares, lá existe de tudo de roupas a eletrônicos, por isso meu receio inicial fiquei com medo de furto, mas quando fomos andando percebemos alguns turistas e muitos locais comprando e transitando (vi até a delegação brasileira acho que de judô por lá, meninos e meninas) ai fui me tranquilizando.

O local tem três pavimentos, o subsolo, o térreo e o primeiro andar, muita roupa, tênis, bolsas, sapatos etc.

O que pude perceber é que existe muita coisa de qualidade mas precisa pesquisar e pechinchar bastante para encontrar as melhores, a maioria dos produtos é similar aos originais, mas reforço tudo de uma qualidade muito boa, muito boa mesmo! Fala-se que o algodão peruano é o melhor do mundo.

Na parte central do mercado existem umas pessoas com uma camisa azul que fazem o câmbio de dólar para soles e de real para soles também (o real é bem aceito em Lima), então podem ir às compras a vontade, as lojas aceitam cartões de crédito também, vale a pena comprar no cartão nós não pagamos quase nada de taxas extras.

Para situar os amigos viajantes sobre o preço das coisas, uma camisa pólo similar da Lacoste, custava 30 soles, após a pechincha saía por 20 a 25 soles, dependendo da quantidade que se quisesse, isso as de melhor qualidade, as de qualidade inferior saía até mais barato. Em conversa com um vendedor de carteiras, ele nos relatou que haviam muitos brasileiros que viajavam a lima só para comprar roupas e revender no Brasil. Lá também é um bom local para comprar suvenires para presentear os amigos, bem baratinho rsrsrs.

Não compramos muito já que no outro dia bem cedo iríamos para Cuzco, não queríamos carregar peso extra nas bagagens, como voltaríamos a Lima no último dia da viagem resolvemos deixar as compras para o final, foi bom ter conhecido polvos azules antes, porque nos situamos bem sobre preços das coisas para não sair pagando nada mais caro por ser turista, já tínhamos uma base de quase tudo em preço.

Conhecido polvos azules era hora de voltar para o hotel, precisávamos tomar um bom banho descansar 30 minutos e sair para comer algo a noite e conhecer um pouco de Lima a noite.

DSC05669.JPG.79b30037162acafba4992d645ce33362.JPG

Feito isso, saímos do hotel e fomos à praça kennedy novamente, meu amigo como bom nordestino sofria crise de abstinência de feijão, saímos então a procura de algum local que tivesse feijão. A nossa sorte é que bem em frente à praça kennedy existia um misto de barzinho com restaurante brasileiro, lá saía algumas comidas brasileiras e inclusive um caldo de feijão, nem de longe lembrava nossa comida.

DSC05667.JPG.d64cec448699bfda015f03143b802222.JPG

Para minha surpresa, foi aí que percebi o quanto eles curtem nossa cultura, as comidas brasileiras e bebidas são bem apreciadas por lá e bem caras também, para situar os amigos leitores, uma garrafa de cachaça da mais simples que aqui custa em torno de 7 reais, lá custava a dose 30 soles.

Foi até engraçado ver eles tentando sambar parecido com o nosso povo, ouvindo nossas músicas e achando tudo aquilo legal, era legal se parecer com brasileiro.

IMG_2333.JPG.2928cda4d831280f9278d5280da5da0c.JPG

IMG_2334.JPG.2f8bd9873fffea32028865e5533463d5.JPG

Devidamente abastecidos, ficamos na praça kennedy mesmo, lá havia uma feirinha de artesanato com várias coisas legais, desde coisas antigas para colecionadores até insetos empalhados, aranhas, escorpiões etc.

Lá na praça kennedy a noite fica cheio de gatos onde moradores trazem ração e os alimentam, muitos gatos mesmo.

DSC05672.JPG.4051a14824c44953cc44018d774d7680.JPG

Também nas imediações existe uma igreja bem bonita boa para tirar fotos, arquitetura antiga, quando estávamos passando ocorria até uma missa, assistimos 5 minutinhos para interagir um pouco com a cultura local.

Aos poucos Lima ia se descortinando para gente, percebíamos que o povo era bem educado sempre solícitos e tinham boa vontade com nós brasileiros.

DSC05674.JPG.3e54429cd6c8f93290509ae9b25f729d.JPG

Pude perceber também que o tempo em lima é sempre nublado, confirmando o que já havia lido a respeito, durante o dia a sensação térmica acho que foi algo em torno de 15 graus, já a noite me pareceu ser entre 7 graus, faz um friozinho.

DSC05669.JPG.79b30037162acafba4992d645ce33362.JPG

Então era hora de voltar para o hotel para dormir, no outro dia pegaríamos o vôo para Cuzco por volta de 10 horas, o taxista havia nos alertado para a necessidade de sairmos do hotel as 06 da manhã, pois como dito o trânsito de Lima era caótico existiam muitos engarrafamentos nesse horário porque era horário de trabalho das pessoas, logo se não quiséssemos ter nenhum contratempo e perder o vôo deveríamos partir cedo.

Assim foi feito, chegamos no aeroporto cedo, fizemos e chekin e aguardamos o vôo para Cuzco.

Aqui nesse ponto, vou trazer-lhes uma dica importante principalmente para quem tem medo de avião como eu. Existem três empresas que fazem vôos domésticos, Star Perú, Lan Perú e a terceira não me lembro o nome, dessas três a mais barata é a Star Perú, a passagem de ida e volta para Cuzco custou 110 dólares, as outras giravam em torno de 240 dólares, o barato as vezes sai caro.

De longe quando vc olha o avião você vê um avião pequeno, mas parece ser até novo, duas turbinas em cada asa, eu já pensei logo, se der problema em uma tem outra, mas quando vc se aproxima tudo muda, pude perceber conforme fotos que estou postando alguns parafusos na fuselagem com oxidação. Por dentro, vc tem a impressão que pintaram as coisas do avião de pincel, você não vê os procedimentos que todas companhias aéreas fazem serem seguidos à risca, achei tudo muito amador, logo na entrada o piloto do avião de dentro da cabine com a janela aberta e um cigarro na mão do lado de fora, uma coisa de louco parecia que embarcávamos para uma floresta de filme de ação. E não para por aí, quando o avião foi levantar vôo a aeronave estalou toda, parecendo que ia desmontar, o avião tremia tanto subindo que parecia que os motores não tinham força, uma coisa terrível, não recomendo a ninguém essa operadora, os locais não estavam nem aí, mas os turistas como nós todos com os olhos esbugalhados.

IMG_0432.JPG.523f3a01308697da377ec4df1c9284cb.JPG

 

Caso os amigos gostem, logo posto mais.

DSC05669.JPG.e7392a125675fb1d25399aa1eb2b1922.JPG

DSC05652.JPG.eb346c3127f982d6a9fb981054d2eaff.JPG

DSC05655.JPG.d4b1b1231619a936caafe9acc62b6e02.JPG

DSC05657.JPG.fd03516a266aa6bce99155cf970a4ede.JPG

DSC05679.JPG.7da50d26cb7ab0917b4adfbed9231775.JPG

DSC05681.JPG.8209fa416225ddd0f51adcd92eb1ba50.JPG

DSC05690.JPG.1e02426704f13dc03a80a7ca936b4c2c.JPG

DSC05692.JPG.f269efe706b3524296447222b84bfc77.JPG

IMG_0423.JPG.32bc9d3e84a8e0ae8f51cd48f385f456.JPG

Compartilhar este post


Link para o post
Compartilhar em outros sites

Pessoal segue o segundo dia e Primeiro em Cuzco.

 

Assim, superado os perrengues do vôo pela Starperú, chegamos ao aeroporto de Cuzco última capital dos Incas, logo quando você desembarca você sente logo o clima pesado, efeitos da altitude.

Logo na chegada me lembrei dos conselhos do taxista que pegamos em Lima:

- Assim que chegarem, tome logo o chá de coca e pegue umas dez folhas da coca e vá mascando, os Incas não passavam mal pois usavam muito a folha de coca!

IMG_2340.JPG.fdb61b613e78b4f5c1de8e36db1a3a43.JPG

IMG_2337.JPG.da52308dfa1f2714c59ea5dab816ff83.JPG

Gente o negócio funciona mesmo, praticamente não sentimos muito, também tinha comprado um remédio na noite anterior em Lima, por indicação aqui no fórum, em Lima é mais barato que em Cuzco, chamado soroche pills se não me engano.

O hotel disponibilizou uma van que foi nos buscar no aeroporto e nos deixou no hostel.

Chegando no hostel, chekin e chá de coca para dentro, chegamos por volta de 10 horas e aguardaríamos umas duas horas deitados sem dormir para o corpo aclimatar.

Até então não havíamos sentido nada, resolvi então descer um lance de escadas e pegar a mala que ficou no térreo subir novamente bem rápido para ir tomar um banho, galera quando cheguei no quarto vi o que é a porra do soroche ::dãã2::ãã2::'> , senti o mundo rodar e faltar ar, fiquei parecendo que tinha feito uma corrida de 50km, coisa de louco, mas sentei na Cama e respirei com calma 5 minutinhos e tudo voltou ao normal, resolvi então seguir os conselhos e ficar de boa duas horas esperando o corpo aclimatar um pouco. ::xiu::

DSC05754.JPG.6e56bf387c018effa8a4dcfdc99921df.JPG

DSC05694.JPG.722cf45f15e1d99f9435048ce4980092.JPG

Uma dica importante para os amigos é a seguinte, o remédio soroche pills trata dos sintomas do soroche, exemplo dor de cabeça, tontura, náuseas e etc. Todavia, ele pode mascarar problemas maiores, então nesse caso o recomendado é descer a altitude mesmo, então fiquem espertos quanto ao remédio, acho que a recomendação era de 8 em 8 horas, mas eu tomei só dois no primeiro dia, manhã e noite, caso sentisse dores que incomodassem eu não ia tomar mais e descer para alguma cidade com menos altitude, mas graças a jah tudo correu sem maiores intercorrências. ::otemo::

Descansamos as duas horas para aclimatar, era hora de rangar estava azul de fome ::essa:: , podem notar ai na foto que chega estava com o cabelo arrepiado de fome kkkkk.

Pedi que o pessoal nos recomendasse um restaurante para comer e a moça ficou bem receosa, e nos perguntou se gostávamos da comida comum peruana o velho pollo e papas, respondi a ela, si si gostamos kkkk. ::otemo::

Rapaz não sei se foi a hambre ou o fuso horário que já tinha passado duas horas do horário de comer, mas tive a impressão que o pollo e papas que nos serviram foi o melhor da minha vida, comi muito quase um frango inteiro kkk.

IMG_2377.JPG.92e2c6b24e8ce829c3813dea47eceffa.JPG

Quando a van nos buscou no aeroporto o pessoal organiza passeios também e nos ofereceu o passeio à tarde que aceitamos, essa van nos buscou no restaurante do melhor pollo e papas da minha vida e começamos a desbravar Cuzco.

O primeiro local que conhecemos foi Qoricancha, achamos o lugar legal, mas não achei nada excepcional, a não ser que o guia nos falou que o teto quando os conquistadores espanhóis chegaram e todo coberto de ouro, havia um local por onde entrava um raio de sol que refletia entre as câmaras e o local ficava todo iluminado, óbvio que o ouro não estava mais lá kkk, mas foi o que eles descobriram, segundo o guia tinha ouro e prata até em cima do muro que circundava o local. ::tchann::

DSC05716.JPG.5d624ed9f987260b078c0b62142bac7a.JPG

DSC05709.JPG.6238cd58b592c26caaf81d22e134d9d7.JPG

DSC05707.JPG.b7b56ee061b88411046d768e12f21337.JPG

DSC05701.JPG.749495d1738d793bd721b082b199049f.JPG

DSC05697.JPG.69f9366d14bcb6489555e6cbb108442b.JPG

DSC05696.JPG.af340deb032a903c7951bb530302113e.JPG

Nessa época que fomos agosto de 2014, o local estava lotado, grupos de turistas esperavam o outro grupo sair para poder tomar as explicações, não gostei muito disso, era gente pra caraleo, me perdi logo da galera quando dei um pouco mais de atenção em um sítio, tudo era muito rápido corrido, acho que o ponto ruim de fazer esses passeios assim de agência é esse. Ainda sim, conseguimos curtir o local e tirar boas fotos como podem ver.

Logo na saída tem umas mulheres peruanas vestidas tipicamente com alpacas e o famoso cuy, bom local para tirar umas fotos, essa menina da foto essa lindinha queria muita plata para poder tirar fotos kkkkkk, sabida toda.

Enquanto tirávamos as fotos a galera do nosso grupo com a guia já tava todo mundo no bus dizendo que não podia esperar, corre corre chato!

DSC05750.JPG.58f1404931dec0b59d39844eb426af20.JPG

DSC05748.JPG.4c9f901a2c8f8c47d2474b5f156b135a.JPG

DSC05746.JPG.34c870834e2992cf517d7a615a83ddc5.JPG

DSC05741.JPG.267cd69f84d3b1df308f3ba2101f5aa3.JPG

DSC05740.JPG.8852ab49219211419ccaf10c44b52838.JPG

DSC05716.JPG.5d624ed9f987260b078c0b62142bac7a.JPG

Fomos então para um local chamado Qenqo, na moral achei esse passeio dispensável, nos levam por entre umas fendas de rocha dizendo que aqui é o caminho da serpente, depois o caminho do jaguar e por último o caminho do condor de los Andes kkkk, chato na minha opinião não achei o local bonito, melhor parte que achei foi quando dentro as rochas existia uma pedra lisa parecendo uma mesa, ai o guia pediu que todo mundo pusesse a mão e explicou que ali tinham sido mumificado pelo menos mil cadáveres ::ahhhh:: , achei legal todo mundo fazendo cara de nojo e cheirando a mão,se foderam kkkkk :twisted: ! Outra parte lega foi que tinha uma fenda enorme que não dava para ver nem o fundo, o guia explicou que ali eram feitas as oferendas para pachamama, e que tomasse cuidado por que quem caísse ia ser a oferenda do grupo para pachamama, dois minutos depois lá se vai um alemão se desgraçando todo pedra a baixo, quase cai, a galera alugou la ofrenda Kkkkkkk.

DSC05810.JPG.eeeb3aa0cd8c8ea5e98c2af481dec81a.JPG

DSC05809.JPG.da37fcc82b329c6c8086443a40d38936.JPG

DSC05808.JPG.ffb311ea9dfe80977e8997d6dc2b2eaf.JPG

Então feito o passeio de qengo, o guia nos levou a Tambomachay, para mim a história do local mais interessante que qengo, lá era onde o Inca ia tomar banho, beber água passar um tempo lá.

O legal de lá é o seguinte, como lá era o local onde o inca ia se banhar beber da água etc, a fonte da água foi escondida, até hoje não se sabe ao certo de onde a água vem, vocês podem se perguntar porque essa preocupação? Pelo seguinte, explico: se a água que o Inca bebesse fosse envenenada, e ele morresse, todo um povo em pânico, ou seja, fácil de ser invadida!

O guia ainda nos explicou que a Tambomachay fica no alto de uma montanha, o lago mais próximo fica bem distante do local, e caso a fonte da água fosse através de poços artesianos o fluxo da água sofreria a sazonalidade, isto é, em períodos mais secos menos água e no período das chuvas mais águas, entretanto, não é isso que acontece, o fluxo da água é perene durante todo o ano sempre com a mesma vazão.

Ainda nos foi dito que recentemente teve uma equipe na National geographics por lá tentando implantar um Mini robô na água para verificar de onde ela vinha, não sei o resultado desse experimento, kkkk!

Na saída de lá ficavam umas mulheres vendendo um milho cozido gigante com queijo de alpaca, não perdi a oportunidade lógico de fazer o turismo gastronômico, o queijo é bem gostoso, achei parecido com o minas frescal, entretanto, o milho apesar de ser gigante achei menos saboroso que o nosso milho, mas valeu a experiência.

Findo o passeio de Tambomachay, era por volta de umas 17:00, tava um frio do carai, o guia ainda queria fazer mais um passeio que não me lembro o local, estávamos todos cansados inclusive os outros turistas que fizeram os passeios junto com a gente, anda muito.

DSC05817.JPG.698c6ae99561fadb62b575390763055b.JPG

DSC05815.JPG.b373620ab473c9c3bb40701c81d15ca1.JPG

DSC05811.JPG.b84546ae7714e6915a6dddac16e43945.JPG

Para nós ainda pesava que tinhas chegado de viagem no mesmo dia, estávamos sofrendo os efeitos da altitude e sempre subindo morro acima, meus lábios já estavam roxos, foi então que decidi que se fosse para outro passeio ia ficar no bus, estava muito cansado, foi na hora que o guia falou que ia no local fazer o passeio e todo mundo se recusou estávamos muito cansados. Ai então ele decidiu nos levar em uma feira de artesanato do lugar, galera maior roubada!

Chegando lá ele foi falando que lá era o melhor local que vendia as roupas de alpaca baby e talz, fomos entrando e vendo os preços das coisas e achando tudo caro, camisas simples 45 soles, e eu achando estranho tudo aquilo resolvi não comprar nada, sempre ouvia a galera aqui relatando que no Peru tudo era bem barato o que contrastava com os preços que via ali.

Resumo da história, essa amiga que viajou conosco comprou várias coisas para presentear os amigos, só para situar as camisas que ela comprou de 45 soles depois compramos de 15 soles, neste local é facada o guia sem dúvida ganhou a comissão dele rsrsrsrs.

Feito as compras da facada, voltamos para Cuzco a noite, estávamos exaustos resolvemos então comer alguma coisa e cama, no outro dia acordaríamos cedo para continuar os passeios.

Fomos a um restaurante que nos agradou nas imediações da plaza de armas, nossos amigos pediram uma pizza, minha esposa foi de café e huevos revoltos, nossa amiga também, e eu fui de cebiche de trucha, kkkkk adoro ceviche.

É assim foi o primeiro dia em Cuzco, logo vou postando mais.

DSC05716.JPG.a73e3b6b32f26e64ee82ee7a7fafc462.JPG

DSC05696.JPG.55ea5a62e832c73a84ee904b951e2d08.JPG

DSC05704.JPG.0e0287813cf36791f6c057ba52a278df.JPG

DSC05711.JPG.15475907a4565afc491f54ffa085b2c5.JPG

DSC05715.JPG.a55b46772c18eb08ef2aa887b43bc6bb.JPG

DSC05720.JPG.11b6908977fff2c375e5d56245a80e0f.JPG

DSC05725.JPG.423d6d60d9951e8375241c47edcbd30d.JPG

DSC05731.JPG.54bf65e0d64240d090d159ca5c74f8b3.JPG

DSC05737.JPG.44c382f025e807eba0cb1ff0fd6457cf.JPG

DSC05749.JPG.c098bba11fa003e2591896b24b414597.JPG

DSC05765.JPG.a9a06c59aeabd405625004bba288a75a.JPG

DSC05766.JPG.bffc8b62e0bdcf85afd6e55bfeeb8a53.JPG

DSC05771.JPG.6179eea865fe04fa96c5c4699a9c1057.JPG

DSC05832.JPG.1eaccc56fb8d04fb114d6d9d3bf8fb04.JPG

Compartilhar este post


Link para o post
Compartilhar em outros sites

Bem amigos, vamos ao segundo dia.

 

Antes de começarmos a falar sobre o segundo dia vou fazer um adendo, se certifiquem que o quarto que vocês ficarão possui aquecedor e que o mesmo funciona bem, as noites de Cuzco são frias. Para nós aqui do nordeste qualquer friozinho mata um, passamos um perrengue retado o aquecedor praticamente não funcionou direito ::Cold:: , quando rolávamos na cama e caía em cima do local frio chega assustava, a cama estava bem gelada :shock: .

 

Acordamos bem cedo, o rapaz da van que nos buscou no aeroporto também se encarregou de organizar os passeios do dia, o plano era passar por Sacsayhuaman, irmos a Pisac, almoçar, depois estrada para ollantaytambo conheceríamos a as ruinas de lá e dormiríamos na cidade para bem cedo pegar o trem para machupichu (06am se não me engano).

 

Bom explicado o roteiro, tomamos o café da manhã com calma, café continental, pão, huevos revoltos (ovos mechidos kkk :D ), queijo, manteiga, suco, o pão é ruinzinho mas dá para levar.

Como acabei de tomar café antes do pessoal fiquei na frente do hostel registrando as impressões da vida cotidiana de Cuzco, vejam:

DSCN0010.JPG.cc1170ca546fa424349481e643857fdb.JPG

DSCN0008.JPG.dd2b9db874f3713649912d46fad7c38f.JPG

DSCN0007.JPG.bd6356ba2bcb1d1bd66787033234b9df.JPG

DSCN0005.JPG.6232e07971b1476acbbbcbf85fdf769e.JPG

DSC05838.JPG.e74831e801625ae16107d629135831d6.JPG

 

Então o cara da van veio nos buscar para iniciarmos o passeio do dia, ele também havia nos oferecido o pacote fechado para Machupichu, com as passagens do trem, entrada no parque, guia para passeio no parque, bus de subida e descida, retorno de trem, depois retorno para Cuzco, galera se fóssemos comprar todos os tickets sairia mais caro do que fechar o pacote com ele, fiz e refiz as contas várias vezes com minha esposa para nos certificarmos disso ::prestessao:: , mas se fóssemos comprar por nossa conta sairia mais caro, não sei como ele conseguiu isso, mas tivemos todos esses serviços e pagamos mais barato do que se comprássemos por nossa conta :o .

Logo no início fiquei achando que era uma roubada, mas como havia dado tudo certo no passeio do dia anterior, e como foi indicação do pessoal do hostel resolvi dar um crédito e foi tudo certo ::otemo:: .

Fechamos então o passeio para Machupichu e nos mandamos para Sacsayhuaman, chegando lá o visual é bem legal, muita gente alta estação, fizemos algumas fotos, o guia nos explicou que as pedras para formação do local vieram de um local bem distante e que algumas chegavam a pesar 100 toneladas, quando o pessoal te diz isso você de cara imagina a grandiosidade daquele povo e todo o mistério que envolve essa civilização, os encaixes dessas pedras são milimétricos algumas chegam a ter 16 ângulos algo quase impossível para nossa tecnologia atual que dirá coisa de 600 a 1000 anos atrás, o local e fantástico.

DSC05797.JPG.c8a76da9819eb7f72348e8d116f70a29.JPG

DSC05786.JPG.655a1b1d14bdd7884308a927625f09c5.JPG

DSC05783.JPG.52435d5079157da51531ca5b12efa516.JPG

DSC05781.JPG.e4a67e3c00b42f3fcc88b859ec25c206.JPG

Vejam como é o clima de lá, pela manhã bem cedo frio do carai, meio dia dá para ficar de camisa, a tarde e noite frio do carai² ::Cold:: , será que estava pouco frio?

DSC05782.JPG.281dbf3628bf4fb6633e7456cfe3c81f.JPG

Aproveitei para tirar umas fotos com umas alpacas que estavam lá de bobeira, kkkk!

DSC05803.JPG.1b3c0a4830767174e39c9292cfcd7991.JPG

DSC05801.JPG.5a9f0da253168d33fa064c3e3c688e96.JPG

Acabamos o passeio de Sacsayhuaman e fomos para Pisac, no caminho você vai apreciando a beleza do lugar, o van começou descer por entre umas cordilheiras, pude observar os picos cobertos de neve e depois o caminho acompanha o rio urubamba, este vai nos seguir até Machupichu.

DSCN0301.JPG.55283036e2655e0542039949d23337c3.JPG

 

A chegada a Pisac a princípio você não percebe a grandiosidade do local, mas quando você adentra o sítio é enorme e fica encravado em uma montanha, vários terraços para agricultura e em cima no topo era armazenado tudo que era produzido. Foi lá que pudemos conhecer as três leis basilares que foram égide do sistema digamos assim jurídico dos Incas, no topo estrategicamente era armazenada a produção, não por que se fosse baixo estaria sujeito aos saques, mas devido a temperatura, o depósito digamos assim, era bem aberto e arejado, tinha proteção apenas para chuva, e nas portas tinha apenas dois furos em cada lado da rocha onde se passava uma corda apenas, logo quando o guia falou isso eu me perguntei:

- E a galera não roubava não?

Afinal todos esses povos da antiguidade tinham a preocupação com o furto do que era produzido. Antes que eu formulasse a pergunta, o guia explicou que o depósito ficava bem aberto porque lá o clima era como se fosse nossa geladeira atualmente e isso conservava os alimentos, além do mais o Império Inca se desenvolveu e foi o segundo maior império do mundo, logo após o Romano baseado em Três Leis:

Não ser ocioso.

Não ser mentiroso.

Não ser ladrão.

Para os juristas de plantão, a pena aplicada ao mentiroso era ter a base da língua cortada. Até aí imaginei que realmente poderia ser aplicada uma pena dessa, aliás isso não é nenhuma novidade para os povos da antiguidade.

No caso do indivíduo que fosse pego furtando, vocês já podem imaginar qual a pena aplicada né? Faca nas mãos! E o cara ficava sendo conhecido para o resto da vida como ladrão.

A novidade era no caso da ociosidade KKKKKKK! :mrgreen:

Pensei, bom linguarudo língua cortada, ladrão mãos cortadas, e no caso do preguiçoso o que vai ser feito? ::putz::

Então a guia explicou, no caso da ociosidade, o infrator era submetido a um banho de sangue tomava um cacete e era deixado no alto das cordilheiras para ser devorado pelo Condor ::ahhhh:: .

Pensem aí, preguiçoso lá não se criava não!

DSCN0090.JPG.a3fdcd75c53900da3085d3406e07721b.JPG

DSCN0076.JPG.32f77ae7a394a13fc0ee87504462817c.JPG

DSCN0068.JPG.0ed0b98c12baa57d9b0d304db972ff56.JPG

DSCN0046.JPG.33045fda5b64453771816e679a5f9c1f.JPG

DSCN0044.JPG.9c306254a96c6afe78f1aae73e7b43d6.JPG

DSCN0042.JPG.2bb39f63108d4818af01d57ab25cb29c.JPG

DSCN0041.JPG.cb7e16a575e6fa3173968e6bbb8999bf.JPG

DSCN0038.JPG.2933aab9635a8b68ba82d4693471a24f.JPG

DSCN0037.JPG.88e412ea596a8ccc0e001c6ca21a82bf.JPG

 

Lá também nas imediações de Pisac fora encontrado o maior cemitério de múmias das Américas, segundo o guia foi encontrado alguns milhares de múmias enterradas com seus pertences, todos os locais foram escavados pelos conquistadores espanhóis em busca de ouro e prata, todavia, eles só encontraram as tumbas da galera mais comum, mais atualmente foram encontradas as tumbas dos nais elevados na hierarquia social, mas nada de muitas riquezas haja vista que lá não era um local de notáveis, mas sim do povo comum que lidava com a agricultura, os amigos podem notar na foto se aproximarem os buracos onde eram enterrados os habitantes mais comuns da época.

 

DSCN0063.JPG.54df4f4c938ac4c6303043e581c768c6.JPG

 

Conhecido Pisac, antes de irmos almoçar o guia nos levou na base do vilarejo onde se situava o parque, para comprarmos prata, lá prata é bem baratinho achamos que lá foi a melhor cotação de prata em todas as cidades que visitamos, a grama da prata saía por algo em torno de 10 a 15 soles a grama, ou seja colares de 15 gramas de prata saía por algo em torno de 150 soles (135 Reais), o que facilmente custaria aqui no Brasil R$300,00. Bom local para comprar Plata!

Um dica que tenho para os amigos é a seguinte: o ônibus vai parar em determinada loja, lá seguramente o guia ganhará uma comissão por cada produto vendido ali, ou seja, você vai pagar mais caro se comprar na loja que o ônibus te deixar, no nosso caso demos um pouco de atenção a loja que nos deixaram e depois fomos ver o preço das outras lojas vizinhas, tudo mais em conta, visitamos outras lojas enquanto o resto da galera tomava as facadinhas na loja que o ônibus parou rsrss ::toma:: .

 

Depois de todo mundo ter comprado fomos almoçar, quando fechamos o pacote com o cara da van do aeroporto fizemos questão de não incluir no passeio os almoços, porque ficaríamos livres para escolher o restaurante que nos agradasse melhor cardápio etc. Haviam pessoas que incluíram os almoços no pacote do passeio, esperteza pura dos guias!

Nos falaram que as pessoas que estavam com o almoço incluso iam descer primeiro em determinado restaurante e nós que não fechamos o pacote do almoço íamos para outro local depois o bus pegaria todo mundo. ::putz:: Caraleo tomamos na tarraqueta foi aí, o restaurante da galera que tinha incluído o almoço no pacote era até legalzinho com comidas típicas peruanas tipo Pollo e Papas kkk ::tchann:: , já nós deixaram-nos em um local que só tinha um restaurante com uma comida ruim da porra e ainda por cima tudo muito caro, esperteza total os guias, ganharam comissão de todo mundo que comeu ali, antes de entrarmos ela foi e negociou tudo com o dono do restaurante, entramos legal nessa jogada aí. Vou confessar aos amigos, a única vez que comi mal no Perú foi essa vez, só tinha uma carne de alpaca cozida dura pra desgraça, com umas lentilhas cozidas como feijão, não moral o rango foi péssimo, fiquei chateado com Chaskita era o apelido da guia, que significava estrelinha em quechua.

Fui para ollantaytambo irritado porque não pude escolher onde ia comer e ainda por cima tive que comer o que tinha, comida ruim da porra ::grr:: .

 

Mais calmo, chegamos em Ollanta, para os íntimos kkkkk, fomos conhecer as ruínas da cidade, lá que fica o Templo do sol e da Lua, me separei logo do grupo estava com ódio de Chaskita, não aguentava nem olhar na cara dela :evil: .

Assim, não tenho como explicar para os amigos a história do lugar kkkkk fiquei sem guia. ::prestessao::::hahaha:: .

Mas seguem umas fotos kkkk.

 

598dc7c1dfe4c_Peru180.JPG.216ec0ced5eca47bad0035819a410275.JPG

DSCN0104.JPG.3d4c044a94b618d0637d48e6172bec6e.JPG

DSCN0097.JPG.81b30e3224cb677c22be522bb1709341.JPG

DSCN0094.JPG.6bef19b1c006b6c830b37494bad1ff3e.JPG

DSCN0093.JPG.8937e1ddf779138e2f82fa8b29c58244.JPG

 

Terminado o passeio das ruínas de Ollanta era hora de nos despedirmos do grupo Chaska kkkk. Nos encontraríamos com o vara da Van do aeroporto para pegar os tickets do trem para Machupichu, entradas do parque, retorno, orientações e etc.

 

Nosso primeiro plano era seguir neste dia mesmo para Águas Calientes que é cidade base para subir até Machupichu, entretanto, como era alta estação e demoramos de comprar o pacote com o pessoal, não tinham mais vagas no trem da noite que seguia até Águas Calientes tava tudo lotado de turista.

Então ficamos em Ollanta e de manhã bem cedo iríamos para Machupichu, demos mole Ollanta não é um local bom de passar a noite, poucas opções de hostels a maioria mais caro que a média do Perú e sem muito conforto. Andamos muito pela cidade atrás de dormida, ou os quartos não agradavam ou eram muito caros, enfim achamos um que era meio termo em tudo e pagamos 50 soles para passar a noite.

Seria melhor se tivéssemos ido para Águas Calientes lá pelo que ví tem muitas opções e muitas coisas para fazer a noite, parece que a cidadezinha era badalada muitos restaurantes muitos bares, enquanto em Ollanta, era tudo mais caro tudo mais tímido, poucas opções.

E assim findou-se o dia com uma sensação e expectativa que algo maior estava por vir, quase não dormi direito cabeça a mil um pensamento atrás do outro, só imaginava adentrando naquele lugar maravilhoso que é Machupichu, era como se um filme passasse em minha cabeça estava ali pertinho de realizar um sonho que era conhecer aquele lugar.

 

Em breve posto mais....

DSCN0099.JPG.fa900c85a8c5ee13e2676d7b2e7965c6.JPG

DSCN0100.JPG.c79713988178abe9f0f34f54ce26c384.JPG

DSCN0101.JPG.7ee2f59ea1eaca1a85851c8ae5df3e6f.JPG

DSCN0105.JPG.4a2b8b142719f214eca974d37181fe4f.JPG

DSCN0111.JPG.216bdbf3d36c2be28906b911bf9d3a18.JPG

DSCN0113.JPG.6d5c2fb40b1d78e1630412082d4a7020.JPG

DSCN0115.JPG.fa805d9ea20fefba8a3d27a75789bc19.JPG

IMG_0438.JPG.36e73d0aa79cedcda39fe8c77d89e683.JPG

598dc7c55419e_Peru198.JPG.d069d9f4e3ccb4f1a28d615b3716cb61.JPG

Compartilhar este post


Link para o post
Compartilhar em outros sites

Muito bom o seu relato.

 

Estou indo para o Peru em outubro e fico no aguardo de mais infos que com certeza me ajudarão no roteiro.

 

Abraços,

 

Paulo

Compartilhar este post


Link para o post
Compartilhar em outros sites

Estou adorando o seu relato e as fotos...lugar maravilhoso.

Eu estarei indo com uma amiga pra la em setembro...será q ja amenizou um pouco o frio???

Compartilhar este post


Link para o post
Compartilhar em outros sites

Estou indo em setembro e não disseram aonde ficaram em Cuzco, qual foi o hostel e se acharam bom? Abraços

Compartilhar este post


Link para o post
Compartilhar em outros sites
Muito bom o seu relato.

 

Estou indo para o Peru em outubro e fico no aguardo de mais infos que com certeza me ajudarão no roteiro.

 

Abraços,

 

Paulo

 

Abraços Paulo, estou terminando a última parte do relato, fico feliz de ter ajudado até aqui.

Compartilhar este post


Link para o post
Compartilhar em outros sites
Estou adorando o seu relato e as fotos...lugar maravilhoso.

Eu estarei indo com uma amiga pra la em setembro...será q ja amenizou um pouco o frio???

Olá Analy, acredito que a temperatura deve estar variando entre 7 e 15 graus em Lima, e 2 a 8 graus em Cusco e Vale sagrado, dependendo da hora do dia até mais quente um pouco, essa época não é a mais fria quem é de Sampa tira de letra, eu senti um pouco mais porque sou aqui da Bahia ::tchann:: .

Aproveitem bem Cusco e o Vale sagrado são locais lindos, em Lima é lugar de se comer bem. Para mulher é bem barato comprar prata e jóias em Pisac.

Fico Feliz em ter ajudado, Abraços.

Compartilhar este post


Link para o post
Compartilhar em outros sites

Opa. A cusqueña de trigo é a wise com o rótulo mais claro é uma das melhores wises que já tomei. Na verdade os peruanos, chilenos e até bolivianos fazem cerveja muito melhor do que a gente. Aqui é água e "cereais não maltados" enquanto que lá é puro malte. Parabéns pelo relato.

Compartilhar este post


Link para o post
Compartilhar em outros sites
Estou indo em setembro e não disseram aonde ficaram em Cuzco, qual foi o hostel e se acharam bom? Abraços

Olá dr. Broca, o hostel que ficamos foi este: http://hotelsonnenthalcusco.com/, o atendimento foi bom, nos pegaram no aeroporto e não cobraram mais nada por isso. O hotel é Simples porém muito arrumado e limpo. O grande diferencial desse hostel foi o atendimento sempre foram bastantes solícitos com a gente, foram eles que nos indicaram o pessoal que organizou os passeios sem nenhuma roubada, exceto do dia do almoço indo para Ollanta ::putz:: .

O ponto negativo é que não fica tão perto da Plaza de Armas, pagávamos 5 soles para o taxista nos levar até a plaza, ele fica perto da Estátua do inca Pachacútec onde tem um mini museu e dá para tirar fotos do alto. Se decidir ficar lá melhor ficar nos quartos do primeiro andar o chuveiro é mais forte.

Pontos positivos: Atendimento, limpeza, café da manhã.

Pontos Negativos: Localização.

Nota geral 8, se me perguntar se voltaria lá a resposta é Sim.

Abraços, fico feliz em ter ajudado até aqui.

Compartilhar este post


Link para o post
Compartilhar em outros sites
Opa. A cusqueña de trigo é a wise com o rótulo mais claro é uma das melhores wises que já tomei. Na verdade os peruanos, chilenos e até bolivianos fazem cerveja muito melhor do que a gente. Aqui é água e "cereais não maltados" enquanto que lá é puro malte. Parabéns pelo relato.

Obrigado Willian, realmente é muito boa, não bebi mais em Cusco porque vi aqui relatos sobre o efeito do Alcool na altitude, resolvi não arriscar kkkk ::dãã2::ãã2::'>

Abraços.

Compartilhar este post


Link para o post
Compartilhar em outros sites
Estou adorando o seu relato e as fotos...lugar maravilhoso.

Eu estarei indo com uma amiga pra la em setembro...será q ja amenizou um pouco o frio???

Olá Analy, acredito que a temperatura deve estar variando entre 7 e 15 graus em Lima, e 2 a 8 graus em Cusco e Vale sagrado, dependendo da hora do dia até mais quente um pouco, essa época não é a mais fria quem é de Sampa tira de letra, eu senti um pouco mais porque sou aqui da Bahia ::tchann:: .

Aproveitem bem Cusco e o Vale sagrado são locais lindos, em Lima é lugar de se comer bem. Para mulher é bem barato comprar prata e jóias em Pisac.

Fico Feliz em ter ajudado, Abraços.

 

 

Obrigada pela ajuda....

Estou adorando o relato

Compartilhar este post


Link para o post
Compartilhar em outros sites

Olá! Tudo bem?

 

Quanto vocês gastaram por dia na viagem toda? Estou pensando em uns 60 reais por dia, você acha que é pouco? Dá pra comer, comprar umas coisinhas? Não entra nessa conta o dinheiro de passeios porque já estão pagos.

Obrigada! :D

Compartilhar este post


Link para o post
Compartilhar em outros sites

Olá veripetri, tudo certo, me perdoe pela demora em responder, nós gastamos acredito que na base de 100 a 120 reais dias para os dois, na época o Soles está mais desvalorizado em relação ao Real, se economizar direitinho acho que dá sim.

 

Abraços.

Compartilhar este post


Link para o post
Compartilhar em outros sites

Crie uma conta ou entre para comentar

Você precisar ser um membro para fazer um comentário

Criar uma conta

Crie uma nova conta em nossa comunidade. É fácil!

Crie uma nova conta

Entrar

Já tem uma conta? Faça o login.

Entrar Agora

Entre para seguir isso  

×