Ir para conteúdo

Posts Recomendados

  • Membros

caro amigo mochileiro...lhe desejo toda sorte na empreitada...pois quando estamos na estrada dependemos muito dela e muito do nosso planejamento,planeje bem para aproveitar bastante.já estive na ilha por duas ocasiões,aqui vai umas dicas: na ilha troque reais por dolares com cuidado pois é facil tomar um tombo no cambio;reserve uns 200 dolares para conhecer um lugar chamado LOS ROQUES é caro mas garanto que vale a pena tente achar alguma foto na internet,é uma reserva ambiental no meio do mar do caribe onde a agua tem trinta metros de visibilidade...é uma piscina ..bonito pra cacete.vou procurar nas minhas recordacoes se achar nome de hotel ou de restaurantes posto aqui.

Abraço

Mauricio

Link para o post
Compartilhar em outros sites
  • Respostas 62
  • Criado
  • Última resposta

Mais Ativos no Tópico

  • Membros

Beleza Raphael, como vão as coisas ai pela terrinha?

 

[:)]Garoto, estou achando que o frio e a chuva de Bhte está esfriando a viagem para a Venezuela. Cade o povo que nunca mais falou nada. Já to sentindo saudades do planejamento da EXPEDIÇÂO AMAZÔNICA. Se ficar do jeito que está não acredito que chegue até junho. Fredão meu irmão, até tu sumiu.........[:D]. Temos muito que conversar, pesquisar e planejar. Vamos colocar lenha na fogueira.

 

Estou achando que as fotos que o Guimarães te mostrou te desanimou, até lá no XT600 a coisa esfriou, vamos lá galera.....

 

A gente se fala..................espero[^][^]

Link para o post
Compartilhar em outros sites
  • Membros

É isso aí Flamel! Vamos botar pilha nesse planejamento!!!

 

Rapha, vi no XT600 que o pinhão tá dando resultado né? Ah, bem legais os passeios de vcs! Quando eu tiver uma moto street novamente com certeza acompanharei a turma.

 

Mas voltando ao assunto, a quantas anda o projeto Caribe 2006???

Link para o post
Compartilhar em outros sites
  • Membros
quote:Originally posted by mmpanela

 

caro amigo mochileiro...lhe desejo toda sorte na empreitada...pois quando estamos na estrada dependemos muito dela e muito do nosso planejamento,planeje bem para aproveitar bastante.já estive na ilha por duas ocasiões,aqui vai umas dicas: na ilha troque reais por dolares com cuidado pois é facil tomar um tombo no cambio;reserve uns 200 dolares para conhecer um lugar chamado LOS ROQUES é caro mas garanto que vale a pena tente achar alguma foto na internet,é uma reserva ambiental no meio do mar do caribe onde a agua tem trinta metros de visibilidade...é uma piscina ..bonito pra cacete.vou procurar nas minhas recordacoes se achar nome de hotel ou de restaurantes posto aqui.

Abraço

Mauricio


id="quote">
id="quote">

 

Ô Maurício!!

Obrigado pelas dicas!!!

Los Roques...Eu conversei uns dias atrás com uma venezuelana e ela me disse exatamente isso!!!Deve ser muito belo hem?

Grande abraço!!

Link para o post
Compartilhar em outros sites
  • Membros

Salve, meu povo amigo!!

 

Também faço côro ao Flamel!!

Precisamos de botar mais lenha nesta fogueira. Senão a coisa não vai rolar...

Raphael, você disse que já me adicionou no seu MSN, mas até agora, não só não nos encontramos on-line, como nem a mensagem de que fui adicionado a sua lista de contatos recebí!! Estou aguardando, pois, acho uma bela maneira de todos discutirmos os assuntos desta nova viagem, além de criar uma integração entre todos nós.

Peço até, que reveja se adicionou o meu MSN corretamente.

 

Flamel, quantos as fotos do Guimarães, todos já estão com as fotos da máquina de todos. Só falta pra nós, as dele. Mas, fica tranquilo, pois ele prometeu que ia mandar...

 

Um abraço a todos

 

Fredo

Link para o post
Compartilhar em outros sites
  • Membros

Bem amigo eu me chamo Ronaldo e moro em Manaus, também adoro motos e também estou com um projeto de viajem a "isla margarita" previsto para julho ou agosto de 2006, devo ir ou de Tornado ou Twister, e não irei só.

Bem o "bizú" e o seguinte o meses de alta temporada os preços ficam um pouco salgados, no periodo de julho a outubro essa região aqui literalmente ferve de calor sendo notado poucas chuvas.

A estrada Manaus-Boa Vista não é muito boa porém confiavel se faz necessario percorrer esse percurso que dura em torno de 12 horas durante o dia pois a Policia Rodoviaria fecha a BR durante auguns periodos noturnos devido a BR passar por uma reserva de índios. Bem chegando em território venezuelano as condições melhoram,depois da cidade de Santa Elena e só fazer a travesia no barco e bem vindo a margarita. estou a sua disposição para retirada de duvidas e quando passar por Manaus e só entrar em contato para qualquer apoio.

Link para o post
Compartilhar em outros sites
  • 2 semanas depois...
  • Membros

oi pessoal!!!

eu bem que gostaria de acompanhar vocês nessa viagem, mas acabei de retornar do Oiapoque e no momento a minha prioridade são as guianas e suriname.

Eu passei pela venezuela duas vezes. Na primeira, fui pela BR 163 até santarém e de lá embarquei com a moto até manaus e fui até Ciudad Bolivar, a idéia era conhecer a venezuela e as guianas, porém quando retornei ao brasil o motor da sahara fundiu (por descuido, porque faltou óleo), retornar de avião não teria graça, então encaixotei a moto e mandei por uma transportadora para Mauá e comprei outra sahara para completar a viagem e fiz o caminho de volta passando pela BR 319 e não tive oportunidade de conhecer a guiana por falta de tempo.

Na segunda vez eu passei por Bolívia-peru-equador-colombia-venezuela e chegando em boa vista eu ví que não teria tempo suficiente para completar a viagem de moto, então encaixotei a moto novamente e fiz o retorno de avião.

vão aí algumas dicas:

- Não aconselho a irem em época de chuvas, pois encarar 600 km enfrentando alguns trechos de atoleiros e lama é bem diferente de encarar 600 km de atoleiros e lama com alguns trechos bons (isso vale para a BR 319, BR 163 e também para a BR 230). Na região amazonica existe uma argila que eles chamam de tabatinga que se estiver um pouco molhada é lisa como sabão e se molhar um pouco mais vira um grude que agarra nos pneus e na balança traseira e a moto perde completamente a aderência.

- De manaus até a venezuela o trecho é totalmente asfaltado e não tem problema para as motos, como já foi citado existe um trecho que corta a reserva indígena onde não é permitido trafegar após as 18 horas.

- Na venezuela a gasolina é baratissima (não me recordo bem mas era algo em torno de R$ 0,50 o litro).

- O trajeto até a venezuela não tem problema com altitude.

- Para atravessar a fronteira com a venezuela é preciso parar em Boa Vista e pegar uma autorização no DETRAN para o pessoal da fronteira liberar a passagem da moto. Não é necessário tirar visto, porém é preciso estar com passaporte para atravessar a fronteira e eles aceitam a habilitação brasileira.

- Não existe estrada que liga a venezuela para a guiana inglesa.

- Para ir para as guianas e suriname é necessário: Habilitação internacional ( ver www.touring.com.br/permissaointernacional.htm)e visto de entrada da frança, inglaterra e do suriname, é bom tirar os vistos antes de viajar porque em alguns consulados é muito demorado para obter o visto ( o consulado francês em macapá libera o visto só depois de oito dias e por isso não consegui conhecer as guianas nessa última viagem).

- Normalmente não levo pneu reserva porque fica muito incomodo para transportar, eu sempre levo: manetes, cabos e câmaras de ar de reserva e não confio nos reparadores instantâneos tipo tyre pando, eu carrego remendos à frio e bomba de ar, se furar um pneu eu troco a câmara e guardo a furada para ser reparada em algum borracheiro e só faço o remendo se furar novamente o mesmo pneu.

- Sempre levo gasolina reserva, independente do trajeto a ser feito. Fiz uma adaptação em meu alforje onde é possível carregar duas garrafas PET (de coca-cola) de 3 ou de 2,5 litros, com isso sempre tinha no mínimo 5 litros de reserva, para atravessar a BR 319 eu carreguei as duas garrafas do alforje e amarrei mais 6 garrafas de 2 litros para levar ( total de 17 litros de reserva), aproveitem o trajeto até Humaitá para calcular a autonomia de cada moto e assim poder avaliar a quantidade de combustível que será necessário levar.

- Normalmente o Real só é aceito/trocado nas fronteiras, no interior dos outros paises é mais fácil trocar dolares, portanto é interessante levar um pouco de dolares desde o início da viagem e se possível um cartão de crédito internacional.

 

Um abraço.

Link para o post
Compartilhar em outros sites
  • 2 semanas depois...
Visitante
Este tópico está impedido de receber novos posts.

×
×
  • Criar Novo...