Ir para conteúdo

A incrível volta ao mundo do Homem Nu


tempoamigo

Posts Recomendados

  • Membros

Vamos lá rapaziada...

Soltar a imaginação e ir longe;;;;;;;

 

uma velha e divertida brincadeira.

 

VAMOS INVENTAR A HISTÓRIA!!!

 

É simples. É só você continuar a história a partir do último post!

 

Só tem uma regra: começar e terminar com ... (3 pontinhos)

 

Nosso herói aguarda boas aventuras e novos lugares!

Link para o comentário
  • Respostas 24
  • Criado
  • Última resposta
  • Membros

O Homem Nu sempre gostou de emoções fortes. Para quem o via na rua não imaginava que por dentro daquele ser havia tanta complexidade. Dentro de sua mente passavam as mais mirabolantes idéias. Mas ele continha-se. Não demonstrava muito o que pensava. Seguia sua vida na boa e fazia o que tinha que fazer.

As vezes lamentava, quando se via entretido com os mistérios do mundo, já que não entendia porque certas coisas eram como eram. Não só a miséria, a fome, a desigualdade, mas também a grandeza das coisas, as montanhas, os oceanos, as florestas. E também os mistérios do homem: as civilizações antigas, os governos, as guerras, enfim, tudo era fruto de muita divagação.

Encantava-lhe a beleza que refletia em suas retinas. Por onde olhava, encantava-se com tamanha exuberância, as flores, os bichos, as cores, a arte, os sons, os cheiros. Tudo para ele era muito vivo e dislumbrante.

Seu emprego até que ia bem. Conseguia uma grana e lhe dava a possibilidade de conhecer pessoas, já que mantinha contato com o público. Mas algo não estava bem. E ele sabia muito bem disso.

A rotina do dia-a-dia já não o motivava mais. A vida na cidade já não tinha mais graça. O prazer que buscava já não estava ali por perto. Ele sentiu dentro dele que respostas precisava buscar.

Não teve dúvidas.

Juntou o que pôde e partiu...

Link para o comentário
  • Membros

... e lá acampou por tres semanas ao pé do monte Kuytun junto de uma família de nômades que negociava cavalos com tribos do Cazaquistão. Aprendeu alguns dos costumes locais, teve de se habituar com a culinária nada agardável ao seu paladar de homem-da-cidade, dormiu ao relento, olhando as estrelas e o movimento dos astros, sentindo-se como um grão de areia na imensidão do Universo.

 

No entanto, no meio da segunda semana começou a se aborrecer com a quase rotina que criara entre seus amigos negociantes. Chamou o chefe do grupo e o comunicou que queria partir:

 

- Bator, preciso partir. Não me sinto mais feliz aqui. Tenho que ir atrás de algo que não sei o que é nem onde está.

 

- Homem Nu, você pode ir quando quiser, e voltar também. Pegue o que precisar e boa sorte.

 

Assim, o Homem Nu partiu com dois cavalos e uma cabra...

Link para o comentário
  • Membros de Honra

...e no meio de uma subida ingreme, de mais de 3000m de desnivel, em meio a uma forte nevasca, achou uma rústica cabana, feita de madeira.

- entrando lá se deparou com uma das mais belas e chocantes visões que um ser humano poderia ter: sim lá estavam duas louras e uma morena, uma se dizia uruguaia, era o explendor das louras, inimaginavelmente bela, pele perfeita. A outra, morena cor de jambo se dizia baiana, brasileira, seguida de outra loira que só disse ser nórdica...e melhor ainda para o viajante, que naquele momento estava no final de suas foças, já a 3 dias sem parar de caminhar, semi congelado e com fome: um cordeiro assado ao estilo patagonico estava na lareira, que inundava o ambiente de calor.

 

- as divas sacaram de um buraco no terreno tres garrafas de vinho, um romanee conti 1885, um Ch. petrus 1962 e um vinho do porto, vintage 1922. BEberam e comeram por horas.

 

- o homem nu não acordou no dia seguinte descansado, pois vcs já imaginam como foi a noite de nosso herói.

- no dia seguinte tudo se repetiu, e no dia seguinte e no seguinte, durante 3 meses.

- MAs o viajante homem nu necessitava de aventura e de descrobrir mais sobre o continente da mulher nórdica, pela qual se apaixonara, beijou a fronte das tres, amarrou seus cavalos ( a cabra havia sido devorada num churrasco) e seguiu montanha acima, pois o passo ainda estava distante e ele necessitava saber como chegar ao norte, à terra de sua amada nórdica...

Link para o comentário
  • Membros

..a qual prometera que, assim que chegasse à sua terra, pediria à seu pai sua mão em casamento (adendo: ele próprio ficou se cobrando durante todo o caminho donde havia tirado tão estapafurdia idéia..)

O passo ficava mais distante do que ele previa, por isso cruzou-o já de noite, no escuro e quando finalmente chegou no topo, uma forte nevasca cobriu o cume. O Homem Nu, surpreso diante de tal mudança, elaborou uma estratégia para acampar numa caverna na neve, onde pôde passar a noite. Neste exato momento veio à sua mente aquela música do Belchior: "amar e mudar as coisas, amar e mudar as coisas me interessam mais.."

Pela manhã, para sua sorte, o céu estava aberto! Ele pode recompor-se e reiniciar a descida, porém, sem cavalos, já que estes foram sacrificados na nevasca forte da noite interior.

Baixou todo a montanha e chegou a um imenso vale. Sem ter o que comer, arranjou-se com raízes que conhecia de um livro de um natulogista mexicano. Descansou por breves momentos e seguiu.

Mas uma surpresa o aguardava, eis que surge à sua frente um suntuoso rio de aguas profundas e ele não tem outra opção senão transpô-lo...

Link para o comentário
  • Membros

...e ficou imaginando com ia fazê-lo.

 

Olhou em volta e não viu nada que o pudesse ajudar na travessia. Nem um tronco caído, nem um estreitamento ao longo do rio. Ficou imaginando como não tinha visto o rio no vale enquanto descia a montanha com o tempo aberto. Pegou um galho seco de uma árvore próxima e foi até a beira do rio tentar medir a profundidade na margem.

 

Quando tirou o galho do rio ficou surpreso. O galho continuava seco! Nem uma marca d'água tingia o galho. Repetiu o processo por mais duas vezes e não acreditava no que via. A água simplesmente "não molhava"!

 

Ficou pensando o que fazer por quese meia hora. "Que diabo de rio é esse que a água não molha? Será que comi alguma erva diferente e estou vendo coisas? Maldito mexicano!", pensou.

 

Então, inspirado pelo filme Indiana Jones e a Última Cruzada, pegou um punhado de terra e jogou no rio. A poeira bateu em cima da água e não afundou! Parou como se houvesse um chão de vidro sobre a água. O Homem Nu tomou coragem, foi até a margem, avançou com o pé direíto e... tocou a superfície do rio com se essa fosse sólida.

 

Pegou o resto de suas coisas e atravessou correndo por sobre as águas até chegar do outro lado. Parou ofegante, e, quando levantou a cabeça para olhar onde estava, se viu cercado por uns trinta homenzinhos de uns sessenta centímetros de altura, com ossos na cabeça e apotando lanças, flechas e pedras em sua direção...

Link para o comentário
  • Membros de Honra

...E NÃO PENSOU DUAS VEZES, não haveria chance de vitória nessa batalha contra estes temíveis mini-homens mongolianos, pesnsou em sua amada nórdica e chorou, na verdade ele sentou na beira do rio e e chorou, mas ai veio a descoberta, na verdade os pequenos homens 9 e algumas beleas mulheres em miniatura) começaram a gritar num idioma desconhecido hambe bela hambe bela hambe belá hambe bela e o homem nú, numa rapida associação de lembranças de sua infancia na casa de amyr klink, a antigo navegador Brasileiro, lembrou que ele lhe havia mostrado um abajour que em suas estampas continham esses mesmos dizeres e o sábio Amyr lhe explicou - trata-se de uma antiga lenda, essa seria a frase" e chegou o homeem nú gigante que srá nosso rei" no idioma da desaparecida ATLANTIDA! o viajante nú não pode conter seu coração, ele era o rei...

Link para o comentário
  • Membros

... e foi coroado!

Foi feita uma enorme festa! A maior festa já feita na história do homem. Ofereceram-lhe 7000 virgens! Ele abençoou cada um dos mini-seres e recebeu o grande tesouro guardado desde os tempo de Rhodes.

Mas se tinha uma coisa que o Homem Nu não estava procurando era fama e ostentação. Sendo assim, aproveitou a bebedeira geral e fugiu de madrugada, raptando um avestruz, que serviu de montaria e levou o grande tesouro num baú, preso a alforges feitos de pele de tatu.

Cruzou o Vale das Sombras e finalmente chegou no Cazaquistão e deu de cara com um homem sentado em meditação. Parecia que o homem estava ali há séculos meditando. O Homem Nu aproximou-se devagar. Quando chegou mais perto o homem abriu os olhos e disse: - Há anos espero por você...

Link para o comentário

Arquivado

Este tópico foi arquivado e está fechado para novas respostas.

Visitante
Este tópico está impedido de receber novos posts.

×
×
  • Criar Novo...