Ir para conteúdo
  • Faça parte da nossa comunidade! 

    Encontre companhia para viajar, compartilhe dicas e relatos, faça perguntas e ajude outros viajantes! 

Pat Motinha

[Arquivo] Repelentes

Posts Recomendados

Tath,

Aquilo é uma piada.

E piada comprovada.

Tem uma penca de estudos publicados mostrando que os aparelhos que emitem ultrassom são inúteis.

É muito chato saber que um produto assim pode ser vendido. Esse é um assunto sério pois basta uma picada de um inseto infectado para você desenvolver a dengue, por exemplo. E se pegar dois tipos de dengue diferentes a dengue pode ser hemorrágica, que chega a ser mortal em 5% dos casos.

Tem que usar repelente com entre 35 e 50% de concentração DEET e de noite o mosquiteiro impregnado de um piretróide (deltametrina ou permetrina).

Abração,

Paulo

Compartilhar este post


Link para o post
Compartilhar em outros sites

Olá Paulo e mochileiros,

 

Nota 10 para o tópico.

Por recomendação médica, de uns tempos para cá passei a consumir uma quantidade considerável de frutas (cinco porções por dia) viajei para locais de mata e percebi a diminuição da quantidade de mosquitos me "procurando". Existe alguma vitamina (em cápsula ou natural) que ajude nesse processo ou isso é mais uma lenda?

 

Outra dúvida. Há alguns anos eu utilizava um repelente fabricado pelo Exército, um amigo informou que o ácido caprílico (substância que consta nesse repelente) era o responsável por repelir os insetos. Isso é verdade?

 

Sei que existem diversas "famílias" de mosquitos mas sempre me dou bem com os repelentes do mercado (Off, Repelex, Autan) eles só não conseguem repelir um mosquitinho muito pequenininho e "louro"(transparente) que pode ser visto sobrevoando acima da lâmina dágua de cachoeiras aqui do sudeste (já vi este mosquitinho em Sana, em Ibitipoca, em cachoeiras aqui no Rio).Ele te pica vc não sente, depois vem aquela coceira e fica empolado. Sabe algo respeito?

 

Grata pela atenção,

Compartilhar este post


Link para o post
Compartilhar em outros sites

Fala Povo da Montanha !!!

 

Também existe a informação passada de que a ingestão de vitaminas do complexo B seriam eficazes contra insetos.

 

Pergunto : é verdade ??

 

[]s

 

JC

Compartilhar este post


Link para o post
Compartilhar em outros sites

Fala JC!

 

Ja li diversas "dicas de viagem" dizendo pra tomar complexo B uma semana antes de ir pra um lugar com muito borrachudo, tipo Ilhabela/SP.

 

De tanto ver essas dicas, experimentei o bendito...

De fato, os insetos, as namoradas, os amigos, todos sem exceção, se afastam de vc! rssssss

 

Parece q a pele fica engordurada, e até sente-se um gosto estranho na boca... Meio trash esse negócio, mas aparentemente funcionou.

 

Abraços!

 

Issao

Compartilhar este post


Link para o post
Compartilhar em outros sites

Caros amigos,

Desculpem a demora para responder.

Segundo o New England Journal of Medicine (N Engl J Med 2002;347:13-8) os repelentes "botânicos", aí incluídos citronela, eucalipto, etc, são efetivos mas por um período muito curto: de 5 a 15 minutos e provocam muita alergia.

Ingestão de alho e vitamina B1 também não funciona. Procure no Google o seguinte artigo que ele fala especificamente sobre isso: Khan AA, Maibach HI, Strauss WG, Fenley WR. Vitamin B1 is not a systemic mosquito repellent in man. Trans St Johns Hosp Dermatol Soc 1969;55:99-102.

O nome do artigo não poderia ser mais esclarecedor...

É muito interessante ver os artigos no original.

Um abraço,

Paulo

Compartilhar este post


Link para o post
Compartilhar em outros sites

Caro Erasmo,

Sim, trabalho no Laboratório Osler do Brasil, que fabrica os repelentes Exposis.

Isso não deve ser empedimento para que uma informação importante seja discutida, para minha grande satisfação como você está fazendo.

É muito difícil saber qual o motivo que faz o inseto ser repelido e suas considerações fazem muito sentido. Mas para saber se é eficaz, mesmo sem saber o porquê, é necessário que sejam feitos testes, com métodos reconhecidos pela classe médica (randomizados e duplo-cegos).

Mas isso não é suficiente: os testes devem ser bem interpretados e publicados por uma fonte que a classe médica respeite. Tanto no Brasil, quanto no exterior.

No Brasil, sua fonte não poderia ser melhor: Dr. Hélio Miot da Unesp, é uma das maiores autoridades em repelentes do Brasil.

No Exterior, existem milhares de referências. Fiquemos com um bastante recente de uma publicação bem respeitada: o New England Journal of Medicine (N Engl J Med 2002;347:13-8).

Isso responde a questão colocada por você sobre qualquer tipo de interesse que tire a credibilidade das informações que eu dou e que achei importantes como praticante de esportes de aventura e ação. Um profissional, uma empresa pode falar o que quiser. O médico só vai acreditar no artigo publicado por uma fonte que ele respeite.

Por isso, sempre coloco a referência bibliográfica, única forma de uma informação como essa ter credibilidade.

É sempre um grande prazer debater sobre um assunto importante como esse e, ainda mais com questionamentos de alto nível como esses.

Um abração,

Paulo Guerra

Compartilhar este post


Link para o post
Compartilhar em outros sites

Gente, o debate é e será sempre enriquecedor mas fico com os métodos que já experimentei (ingestão regular de frutas, Replex, Autan, Off, óleo de Citronela, cápsula de alho, etc e tudo ao mesmo tempo agora) e deram ótimos resultados.

 

Vibrações positivas

Compartilhar este post


Link para o post
Compartilhar em outros sites

Cara Márcia,

O resumo da conversa é um só:

1) O assunto é sério pois não se trata apenas do desconforto da picada. Doenças como dengue, malária, leishmaniose e febre-amarela, entre outras, podem matar.

2) Consulte um médico sempre. Podem ser os dermatologistas, infectologistas, alergologistas, ou qualquer outra especialidade que tenha a ver com o assunto.

Um abraço!

Paulo

Compartilhar este post


Link para o post
Compartilhar em outros sites

Amigos,

Uma informação importante sobre carrapatos que foi divulgada no Congresso Brasileiro de Dermatologia que termina amanhã: o uso de um repelente em spray com 50% de concentração da dietiltoluamida (DEET) quando aplicado sobre o tecido, do joelho para baixo (incluindo meias, tênis e sapatos) protege contra o carrapato por 24 horas.

Vale a pena fazer uso desta dica pois os carrapatos (estrela, micuim, entre outros tipos) são um dos infernos que os praticantes de esportes de ação e aventura tem que enfrentar.

Assim que eu conseguir a referência bibliográfica dessa afirmação eu coloco neste grupo.

Um abraço a todos!

Paulo

Compartilhar este post


Link para o post
Compartilhar em outros sites

Caros,

Conforme prometido, essa é a referência bibliográfica sobre a proteção contra carrapatos usando um spray de repelente com 50% de DEET sobre as roupas (calça, meias, tênis ou sapatos), além das partes descobertas do corpo, é claro.

O artigo é: Repellents and other personal protection strategies against Aedes albopictus J Am Mosq Control Assoc 1989; 5 : 247-250

Um abraço,

Paulo Guerra

Compartilhar este post


Link para o post
Compartilhar em outros sites
Visitante
Este post está impedido de receber novas mensagens



×
×
  • Criar Novo...