Ir para conteúdo
  • Faça parte da nossa comunidade! 

    Encontre companhia para viajar, compartilhe dicas e relatos, faça perguntas e ajude outros viajantes! 

AleNunes

14 dias na Europa, no inverno, chegando e saindo por Paris - Ajuda no roteiro

Posts Recomendados

Amigos, comprei passagens para Paris (indo 20/01 e voltando 04/02/18) mas gostaria de aproveitar e conhecer pelo menos mais 2 paises na mesma viagem.

Sei que estará muito frio e a principio pensei em fazer Paris, Bruges, Amsterdan e Londres. 

Ou quem sabe Paris, Suiça e alguns lugares da Itália?

Gostaria muito da ajuda de vocês.

Obrigada.

Compartilhar este post


Link para o post

Como que está o seu orçamento para esta viagem? Bem folgado? Ou não tão folgado assim?

Se não estiver muito folgado, pense bem antes de incluir a Suíça no roteiro!  A Suíça é um lugar espetacular, mas absurdamente caro! Com o que você gasta com 4 dias na Suíça, dá para ficar 10 dias na Itália.

O que incluir num roteiro é decisão bem pessoal, mas viajando na pior parte do inverno, eu focaria a viagem em cidades maiores, onde você vai ter bastante atividade indoor (museus, castelos, palácios, galerias, igrejas, pubs, etc) para fazer naqueles dias horríveis de frio e chuva que com certeza você vai pegar em algum momento da sua viagem.

Como os dias também são bem mais curtos no inverno, para fazer as principais coisas com calma e sem correria, pessoalmente eu recomendaria pelo menos uns 4 ou 5 dias cada em Paris e Londres.

Amsterdam é um pouco menor, mas eu não recomendaria menos que 3 dias. Suíça, para valer a pena, você precisaria alocar pelo menos uns 4 ou 5 dias de viagem, para poder ir até o interior (Lucerna, Interlaken, Zermatt, Berna, etc), que é onde fica a parte legal da Suíça.

Já na Itália, roma precisa de uns 4 dias, Florença de uns 2 ou 3 dias e Veneza precisa de 2 dias.

Bruges fica muito fora de mão, não vai rolar ir a Bruges se você não incluir Bruxelas ou Ghent no roteiro, mas ai já precisa de pelo menos 2 dias, ou 3 dias...

Mas você realmente vai ter 14 dias livres lá?  

O seu voo chega lá em paris no dia 21? Que horas? Até você se livrar da imigração, ir até o centro, achar o hotel, fazer check-in, se acomodar no quarto, etc, geralmente já está escuro e o dia foi perdido...

E na volta, o seu voo sai que horas de Paris? Você vai deixar para voltar para Paris em cima da hora e correr o risco de o voo/term atrasar ou ser cancelado e você perder o voo de volta para casa?

Então já tem que voltar a Paris pelo menos na noite anterior, ou então, já que o dia de chegada geralmente já é um dia perdido, já seguir logo no mesmo dia para o local mais distante, e depois terminar a viagem em Paris...

 

  • Gostei! 1

Compartilhar este post


Link para o post
21 horas atrás, adrianolb disse:

Como que está o seu orçamento para esta viagem? Bem folgado? Ou não tão folgado assim?

Se não estiver muito folgado, pense bem antes de incluir a Suíça no roteiro!  A Suíça é um lugar espetacular, mas absurdamente caro! Com o que você gasta com 4 dias na Suíça, dá para ficar 10 dias na Itália.

O que incluir num roteiro é decisão bem pessoal, mas viajando na pior parte do inverno, eu focaria a viagem em cidades maiores, onde você vai ter bastante atividade indoor (museus, castelos, palácios, galerias, igrejas, pubs, etc) para fazer naqueles dias horríveis de frio e chuva que com certeza você vai pegar em algum momento da sua viagem.

Como os dias também são bem mais curtos no inverno, para fazer as principais coisas com calma e sem correria, pessoalmente eu recomendaria pelo menos uns 4 ou 5 dias cada em Paris e Londres.

Amsterdam é um pouco menor, mas eu não recomendaria menos que 3 dias. Suíça, para valer a pena, você precisaria alocar pelo menos uns 4 ou 5 dias de viagem, para poder ir até o interior (Lucerna, Interlaken, Zermatt, Berna, etc), que é onde fica a parte legal da Suíça.

Já na Itália, roma precisa de uns 4 dias, Florença de uns 2 ou 3 dias e Veneza precisa de 2 dias.

Bruges fica muito fora de mão, não vai rolar ir a Bruges se você não incluir Bruxelas ou Ghent no roteiro, mas ai já precisa de pelo menos 2 dias, ou 3 dias...

Mas você realmente vai ter 14 dias livres lá?  

O seu voo chega lá em paris no dia 21? Que horas? Até você se livrar da imigração, ir até o centro, achar o hotel, fazer check-in, se acomodar no quarto, etc, geralmente já está escuro e o dia foi perdido...

E na volta, o seu voo sai que horas de Paris? Você vai deixar para voltar para Paris em cima da hora e correr o risco de o voo/term atrasar ou ser cancelado e você perder o voo de volta para casa?

Então já tem que voltar a Paris pelo menos na noite anterior, ou então, já que o dia de chegada geralmente já é um dia perdido, já seguir logo no mesmo dia para o local mais distante, e depois terminar a viagem em Paris...

 

Adriano, muito obrigada por sua resposta.

Vamos lá: o orçamento não está muito apertado, mas também não queremos gastar rios de dinheiro.

Nosso voo chega em Paris às 16h do dia 21(teremos uma parada em Madri na ida e ficaremos lá de 5h30 até 14h) e nosso voo de volta sai de Paris às 20h10 do dia 03.

A principio eu tinha esboçado o roteiro assim:

21/01 Domingo – Chegada 16h05 em Paris

22/01 Segunda - Paris

23/01 Terça - Paris

24/01 Quarta – Paris

25/01 Quinta -  Paris para Bruges ou Bruxelas - dorme lá

26/01 Sexta – Bruges para Bruxelas ou contrário e segue para Amsterdam no fim do dia

27/01 Sabado - Amsterdan

28/01 Domingo - Amsterdan

29/01 Segunda – Amsterdan para Londres

30/01 Terça - Londres

31/01 Quarta - Londres

01/02 Quinta - Londres

02/02 Sexta – Londres para Paris

03/02 Sabado – Embarque em Paris as 20h

Meu maior medo é a imigração em Londres, pois já me passaram medo.

Por isso pensei na possibilidade de conhecer a Itália e não ir a Londres e Amsterdan, mas considerando que a Itália merece uma viagem toda para ela (pq são lugares maravilhosos e merecem alguns dias cada lugar) estou achando que vou manter a ideia original.

Outra dúvida que tenho é a viagem entre os países, achei boas opções de trem indo de Paris para Amsterdan, parando em Bruxelas e indo para Bruges, mas de Londres para Paris achei que de avião vale mais a pena.

O que vc me diz?

Obrigada por sua resposta.

 

 

Compartilhar este post


Link para o post

Neste esquema, caso resolva ir a Bruges pernoite em Bruxelas e não em Bruges, ir a Bruges neste esquema ai carregado de malas só serve para complicar. 

Pegue um trem trem para Bruxelas no dia 24 a noite, durma lá em Bruxelas próximo da estação de trem, se o dia 25 estiver bom, faça um bate-volta a Brugges, caso o dia esteja ruim, fique em Bruxelas e procure algo o que fazer em Bruxelas mesmo e tente ir para Bruges no dia 26 caso o clima esteja mais favorável neste dia.

As malas, você deixa guardadas no hotel se ele for próximo da estação de trem, e volte 1h antes do trem para Amsterdam apra retirar as malas, ou se preferir, deixe elas no guarda-volumes da estação de trem em Bruxelas ou Brugges.

Comprando antecipado, você acha passagens de trem no eurostar entre Londres e Paris custando 50 Euros, saindo do centro e chegando no centro e não limitação de bagagem.

De avião, dependendo do aeroporto em que você sair lá de Londres e do aeroporto que chegar em Paris, você gasta 30 Euros só de metrô até os aeroportos, isto fora o que você fora o que você for gastar para despachar bagagem..

Sem contar que indo de avião, você gasta no mínimo 1h para chegar no aeroporto, tem que estar lá no aeroporto 2h antes para check-in, 1h de voo, ao chegar no destino, uns 45 minutos a 1h para passar na imigração e retirar bagagem, e mais no mínimo 1h para ir até o centro totalizando 5 horas de tempo perdido. Já no trem, basta chegar 45 minutos antes na estação lá em Londres para já fazer a imigração, e depois são 2h15 de viagem, e ao chegar em Paris, já está tudo resolvido.

Então neste caso, entre Londres e Paris , depois de somar todos os gastos extras do avião, o trem quase sempre é muito mais vantajoso.

A imigração de Londres não é nenhum bicho de sete cabeças, se você for com a documentação e todos os comprovantes em dia, dificilmente terá problema. Só tem problema com a imigração o pessoal que viaja sem os comprovantes adequados, que está indo fazer algo errado, ou chega lá contando uma história sem sentido.

Londres ficou com má fama junto aos brasileiros por que a alguns anos atras tinha muito, mas muito mesmo, brasileiro tentando entrar ilegalmente no Reino Unido, também tinha um monte de "tapado" que viajava de qualquer jeito, achando que era a casa da "Mãe Joana" e não se informavam a respeito das regras e documentação necessária, ai quando este pessoal era barrado e mandado de volta ao Brasil, ficavam choramingo na mídia sensacionalista de que teriam sido barrados injustamente, mas a maioria não falava o que realmente estavam indo fazer lá ou então que esqueceram de levar os comprovantes básicos...

Agora que Londres está com má fama junto aos brasileiros e pessoal está mais atento e indo com a documentação em ordem, e o fluxo de ilegais diminui bastante, o número de brasileiros barrados em Londres é mínimo, só é barrado aquele pessoal que realmente está com alguma coisa errada.

Compartilhar este post


Link para o post

Estou com a mesma dúvida que você, vou praticamente na mesma época, saindo 22/01 para Paris e voltando 06/02. De começo pensei em Paris - Amsterdã - Londres, porém não sou fã de museus, e como já conheci esses lugares no verão, vou optar apenas por Paris mesmo. Pensei também na Suiça, porém somente em Interlaken, onde teriam opções de coisas para fazer, e após isso Roma, onde acredito que não seja tão frio. Se tiver algumas dicas vamos trocando informações.

Compartilhar este post


Link para o post
Em 16/09/2017 em 12:07, diegoramos010 disse:

Estou com a mesma dúvida que você, vou praticamente na mesma época, saindo 22/01 para Paris e voltando 06/02. De começo pensei em Paris - Amsterdã - Londres, porém não sou fã de museus, e como já conheci esses lugares no verão, vou optar apenas por Paris mesmo. Pensei também na Suiça, porém somente em Interlaken, onde teriam opções de coisas para fazer, e após isso Roma, onde acredito que não seja tão frio. Se tiver algumas dicas vamos trocando informações.

Oi Diego, pois é, também ficamos na dúvida, mas estamos decididos a fazer esse roteiro. Já estamos olhando hoteis e os trens. Você não animaria fazer Paris e o interior da França? Tem alguns lugares muito legais para ir no inverno. 

Compartilhar este post


Link para o post
Em 15/09/2017 em 18:54, adrianolb disse:

Neste esquema, caso resolva ir a Bruges pernoite em Bruxelas e não em Bruges, ir a Bruges neste esquema ai carregado de malas só serve para complicar. 

Pegue um trem trem para Bruxelas no dia 24 a noite, durma lá em Bruxelas próximo da estação de trem, se o dia 25 estiver bom, faça um bate-volta a Brugges, caso o dia esteja ruim, fique em Bruxelas e procure algo o que fazer em Bruxelas mesmo e tente ir para Bruges no dia 26 caso o clima esteja mais favorável neste dia.

As malas, você deixa guardadas no hotel se ele for próximo da estação de trem, e volte 1h antes do trem para Amsterdam apra retirar as malas, ou se preferir, deixe elas no guarda-volumes da estação de trem em Bruxelas ou Brugges.

Comprando antecipado, você acha passagens de trem no eurostar entre Londres e Paris custando 50 Euros, saindo do centro e chegando no centro e não limitação de bagagem.

De avião, dependendo do aeroporto em que você sair lá de Londres e do aeroporto que chegar em Paris, você gasta 30 Euros só de metrô até os aeroportos, isto fora o que você fora o que você for gastar para despachar bagagem..

Sem contar que indo de avião, você gasta no mínimo 1h para chegar no aeroporto, tem que estar lá no aeroporto 2h antes para check-in, 1h de voo, ao chegar no destino, uns 45 minutos a 1h para passar na imigração e retirar bagagem, e mais no mínimo 1h para ir até o centro totalizando 5 horas de tempo perdido. Já no trem, basta chegar 45 minutos antes na estação lá em Londres para já fazer a imigração, e depois são 2h15 de viagem, e ao chegar em Paris, já está tudo resolvido.

Então neste caso, entre Londres e Paris , depois de somar todos os gastos extras do avião, o trem quase sempre é muito mais vantajoso.

A imigração de Londres não é nenhum bicho de sete cabeças, se você for com a documentação e todos os comprovantes em dia, dificilmente terá problema. Só tem problema com a imigração o pessoal que viaja sem os comprovantes adequados, que está indo fazer algo errado, ou chega lá contando uma história sem sentido.

Londres ficou com má fama junto aos brasileiros por que a alguns anos atras tinha muito, mas muito mesmo, brasileiro tentando entrar ilegalmente no Reino Unido, também tinha um monte de "tapado" que viajava de qualquer jeito, achando que era a casa da "Mãe Joana" e não se informavam a respeito das regras e documentação necessária, ai quando este pessoal era barrado e mandado de volta ao Brasil, ficavam choramingo na mídia sensacionalista de que teriam sido barrados injustamente, mas a maioria não falava o que realmente estavam indo fazer lá ou então que esqueceram de levar os comprovantes básicos...

Agora que Londres está com má fama junto aos brasileiros e pessoal está mais atento e indo com a documentação em ordem, e o fluxo de ilegais diminui bastante, o número de brasileiros barrados em Londres é mínimo, só é barrado aquele pessoal que realmente está com alguma coisa errada.

Muito obrigada. Estou mais tranquila agora. Já decidimos por esse roteiro mesmo. Agora já estamos começando a definir as atrações. Adorei a sugestão de Bruges e Bruxelas. Você saberia me dizer qual a melhor região para se hospedar em Paris? Não pretendemos gastar muito com hotel, pois queremos só dormir mesmo. Pensei na rede Ibis, o que vc me diz? Ou será que vale a pena uma casa dessas da Airbnb? Obrigada novamente.

Compartilhar este post


Link para o post

Qual local dentro dos arrondissements 1 a 9 em Paris é bom.

Regiões próximo da Gare do Nord é bem prática devido ao transporte público, mas não é uma região muito bonita.

Os hotéis da Rede Ibis são todos iguais, seja no Brasil  Paris ou na China, então você sempre sabe o que esperar. Só cuide que os mais baratos geralmente ficam longe e mal localizados, você até economiza no hotel, mas depois gasta 2 horas todo dia para ir e voltar do centro, que é onde fica a parte turística.

Pessoalmente eu tenho restrições contra o airbnb, eu acho que eles fazem um grande mal para as cidades, contribuindo enormemente para a alta absurda dos aluguéis na Europa, o que está forçando os moradores locais a abandonar as suas casas por que não podem mais pagar aluguel e ir morar em abrigos ou nas primeiras favelas, pois está quase tudo no airbnb sendo alugado pelo triplo do preço para turistas, alem de o airbnb não gerar um emprego sequer nas cidades, e de quebra ainda encher a cidade de turistas que sobrecarregam os serviços públicos, sujam  a cidade, mas o airbnb não paga um centavo de imposto para ajudar a custear e amenizar todo o problema que eles causam para as cidades...

Mas em fim, cada um faz o que achar melhor, pessoalmente eu não uso e não recomendo airbnb.

Compartilhar este post


Link para o post
Em 06/10/2017 em 07:24, adrianolb disse:

Qual local dentro dos arrondissements 1 a 9 em Paris é bom.

Regiões próximo da Gare do Nord é bem prática devido ao transporte público, mas não é uma região muito bonita.

Os hotéis da Rede Ibis são todos iguais, seja no Brasil  Paris ou na China, então você sempre sabe o que esperar. Só cuide que os mais baratos geralmente ficam longe e mal localizados, você até economiza no hotel, mas depois gasta 2 horas todo dia para ir e voltar do centro, que é onde fica a parte turística.

Pessoalmente eu tenho restrições contra o airbnb, eu acho que eles fazem um grande mal para as cidades, contribuindo enormemente para a alta absurda dos aluguéis na Europa, o que está forçando os moradores locais a abandonar as suas casas por que não podem mais pagar aluguel e ir morar em abrigos ou nas primeiras favelas, pois está quase tudo no airbnb sendo alugado pelo triplo do preço para turistas, alem de o airbnb não gerar um emprego sequer nas cidades, e de quebra ainda encher a cidade de turistas que sobrecarregam os serviços públicos, sujam  a cidade, mas o airbnb não paga um centavo de imposto para ajudar a custear e amenizar todo o problema que eles causam para as cidades...

Mas em fim, cada um faz o que achar melhor, pessoalmente eu não uso e não recomendo airbnb.

Penso como você, prefiro hotel. Pode ser bobeira mas não me sinto segura em uma casa que alguém tem a chave e pode entrar a qualquer hora. 

Olhei alguns hoteis no Quartier Latin e achei bem interessantes (com cara de não muito novos, mas atendem). Os Ibis são todos nos arrondissements depois do 11, por isso ja descartei. 

Mais uma vez muito obrigada! 

Estou montando o roteiro e jajá volto para pedir mais ajuda :)

Compartilhar este post


Link para o post
Em 04/10/2017 em 09:15, AleNunes disse:

Muito obrigada. Estou mais tranquila agora. Já decidimos por esse roteiro mesmo. Agora já estamos começando a definir as atrações. Adorei a sugestão de Bruges e Bruxelas. Você saberia me dizer qual a melhor região para se hospedar em Paris? Não pretendemos gastar muito com hotel, pois queremos só dormir mesmo. Pensei na rede Ibis, o que vc me diz? Ou será que vale a pena uma casa dessas da Airbnb? Obrigada novamente.

Eu procurei bastante por hoteis em Paris, e ontem encontrei uma "oferta" do Íbis Styles Paris Eiffel Cambronne com café da manhã. Já reservei sem cancelamento por 314 euros para 3 dias.

Capturar.PNG.3e461f71309723b8bd20b29be08b7ab7.PNG

Como eu já estou com muita coisa comprada (passagens aéreas, passagens de trem dentro da Itália) não hesitei neste hotel. Ele fica distante da torre eiffel 15min a pé e tem funcionários que falam português, isso não tem preço. Além de ter uma estação de metro na frente e o café da manhã para duas pessoas incluída. Só de café da manhã, acredito que eu e minha mulher gastariamos uns 8 euros cada, já é praticamente 50 euros economizado. Nós vamos embora de Paris no dia 17/01 (quarta), fiz a reserva até dia 16 (terça). Como faço parte do clube Accor e já estou no status gold, posso ainda fazer check-in tardio e sair lá pelas 18h. Aí vou para Orly e pousar no aeroporto, pois chegando ao Brasil terei 15 dias de férias ainda.

O Adriano me deu uma excelente dica de dormir bem no primeiro dia que chegar em Paris, e reservei já também um Íbis, mas este muito distante do centro, porém fica ai lado do aeroporto de Orly, paguei 50 euros nesse hotel, ele é aquele Íbis Budget (o azul). Pois na minha chegada a europa tenho uma conexão de 18 horas em Paris, mas vou apenas descansar e dormir, recuperar do voo, para aproveitar Roma ao máximo no dia seguinte, já que minha chegada na cidade é prevista para as 8 da manhã. Espero fazer check-in no hotel até meio dia, e conhecer todas praças e igrejas próximas ao centro histórico na tarde deste dia 01, onde tudo estará fechado.

Compartilhar este post


Link para o post

Participe da conversa!

Você pode ajudar esse viajante agora e se cadastrar depois. Se você tem uma conta,clique aqui para fazer o login.

Visitante
Responder

×   Você colou conteúdo com formatação.   Remover formatação

  Apenas 75 emoticons no total são permitidos.

×   Seu link foi automaticamente incorporado.   Mostrar como link

×   Seu conteúdo anterior foi restaurado.   Limpar o editor

×   Não é possível colar imagens diretamente. Carregar ou inserir imagens do URL.




×
×
  • Criar Novo...