Ir para conteúdo
  • Cadastre-se
Bre Ramos

Mochilao fev/2019.. me ajudem?

Posts Recomendados

Olá  pessoal.. sou nova aqui e já adorei essa plataforma!

É o seguinte... estou indo realizar meu sonho de mochilar no máximo em fevereiro de 2019 (data prevista pois quero começar por Espanha, Portugal e Itália e não  quero pegar mto frio. Depois quem sabe Egito e Africa do Sul).

Nao tenho data pra voltar.. quero ir e ficar o máximo que puder.

Sou do tipo que nao quero me programar com mta antecedência pois quem sabe oq a vida me permitirá?

Ja to planejando isso a algum tempo.. e sei que preciso de algum dinheiro pra realizar isso. Ano passado comecei a juntar e minha previsão pra fevereiro de 2019 é ter uns 35 mil reais pra ir. 

Tenho mtas dúvidas pois nunca viajei pra fora (por isso um sonho que está a se realizar). 

Me ajudem?

Seguro viagem... como proceder com um período e destino indefinidos? Seguradoras mais baratas e confiáveis?

Worldpackers... pretendo na maior parte do tempo trocar trabalho por hospedagem e quem sabe alguma refeição. Outros sites confiáveis do tipo? Quais são suas experiências?

Passagem de saída do Espaço Schengen (primeira parada).. como proceder pro próximo destino?

Bom.. vou com calma. Sanar essas dúvidas primeiro kkk

Mais uma vez.. me ajudem? Tudo mto novo pra mim, mas é uma decisão sem volta... vou ir, e na fé que vou ter sucesso!

Compartilhar este post


Link para o post
Compartilhar em outros sites

Você está ligada no fato que brasileiro falar que vai "trocar trabalho por hospedagem" não é bem visto pela imigração de nenhum país que você pretende passar, especialmente na Europa, e que se falar isto para o policial lá na hora da imigração, você pode ter que voltar para casa lá do aeroporto mesmo, sem nem ter começado o seu mochilão...

Ou seja, você até pode ter a intenção de fazer isto, mas não deve mencionar isto em lugar nenhum, pois é motivo mais que suficiente para eles lhe barrarem e mandarem de volta para casa.

Outra coisa para você ter muita atenção é com o prazo de permanência em cada país, tenha muito cuidado para não estourar nenhum prazo, pois ai você core o risco de se enrolar e ter problemas futuros em retornar, principalmente na Europa, onde o limite é de 90 dias a cada 180 diaspara todos os países do espaço Schengen, não é 90 dias para cada um, mas sim 90 dias para todos eles.

Quanto a passagem de saída o Espaço Schengen, não tem jeito, você tem que comprar alguma passagem saindo de lá, não interessa para onde.  Algumas pessoas compram passagens para o Marrocos, que tem uma oferta relativamente grande de voos baratos na low-cost Europeias. E se depois mudar de ideia, simplesmente "perdem" este voo para o Marracos, geralmente não chega a ser um grande problema perder esta passagem, pois você consegue achar voos custando uns 25 a 30 Euros (100 Reais)

 

 

 

  • Gostei! 2

Compartilhar este post


Link para o post
Compartilhar em outros sites

Quanto ao seguro, para viagens muito longas, sem data da término, algumas pessoas vão contratando aos poucos, contratam para is primeiros 3 ou 60 dias, e quando vai trocar de país próximo do final da cobertura, contrata um novo de 30 ou 60 dias para os países que vai visitar agora.

Antigamente haviam alguns planos anuais ou semestrais em conta na Worldnomands, mas acho que não existem mais.

  • Gostei! 1

Compartilhar este post


Link para o post
Compartilhar em outros sites

Complementando o que foi dito, mesmo que sua ideia seja de arrumar um trampo pelo caminho pode nao ser tão fácil e rápido como pense.  Entao sugiro dividir a grana que voce juntar pelos locais que pretende conhecer, caso arrume algum trampo remunerado (ou não) que lhe permita economizar o seu dinheiro já é lucro, e nao faça conta de viajar para tantos lugares confiando num serviço que talvez nem consiga.
Sobre o seguro, tem várias empresas (nacionais e internacionais) que fornecem basicamente o mesmo serviço, variando alguns detalhes de uma pra outra. Fique atenta às coberturas, a forma de acionar o seguro, a forma de ser ressarcida e se os mesmos tem atendimento em português caso você não se sinta segura do seu inglês. Procure na internet cupons de desconto pois normalmente sempre tem (5%, 10%, 15%) e faça vários orçamentos porque poderá encontrar grande diferença de preços.

  • Gostei! 1

Compartilhar este post


Link para o post
Compartilhar em outros sites

Sim, estou ciente que não devo comentar sobre querer trocar trabalho por hospedagem na imigração. Aliás, devo dizer somente que estou turistando né? 

Sobre arrumar trabalho pelo caminho, o plano é programar o primeiro pelo Worldpackers e já ir com algo definido para este primeiro momento. Tbm penso em usar Couchsurfing e o que for conviniente e disponível. Mas sei que não posso contar somente com isso. Dessa forma, surge a pergunta: Será que consigo viver com 500 euros por mês? Não sou do tipo do consumista.

Vou dar uma olhada nas passagens para o Marrocos, obrigada pela dica. Será que existe passagem barata para o Egito saindo do Espaço Schengen tbm? Já que é um destino que quero conhecer..

Sobre o seguro, o pouco que vi sobre o assunto até agora, li em alguns lugares que eu não posso contratar seguro fora do meu país de origem.. acho que não faz sentido isso né?

 

Compartilhar este post


Link para o post
Compartilhar em outros sites

Você consegue viver tranquilamente com 500 euros por mês se for ficar em países do leste europeu que são mais baratos. Turquia,Polônia, Albânia, Croácia, Servia,Hungria e Rússia ( Moscou e SP) são bem baratos. Madri e Barcelona na Espanha é em conta também mas não tanto igual esses últimos países que falei. Agora Londres, Paris Amsterdam é bem carinho hehehe

  • Gostei! 1

Compartilhar este post


Link para o post
Compartilhar em outros sites

Outra coisa na Europa é muito difícil ter oferta no worldpackers para brasileiros. Isso porque os próprios turistas europeus já preenchem as vagas e estão aptos para trabalhar. Então não conte muito com isso , infelizmente :(

  • Gostei! 1

Compartilhar este post


Link para o post
Compartilhar em outros sites
26 minutos atrás, Karen Thamíris disse:

Outra coisa na Europa é muito difícil ter oferta no worldpackers para brasileiros. Isso porque os próprios turistas europeus já preenchem as vagas e estão aptos para trabalhar. Então não conte muito com isso , infelizmente :(

Mesmo com outros sites do genêro você acha que fica difícil?

Compartilhar este post


Link para o post
Compartilhar em outros sites
31 minutos atrás, Karen Thamíris disse:

Você consegue viver tranquilamente com 500 euros por mês se for ficar em países do leste europeu que são mais baratos. Turquia,Polônia, Albânia, Croácia, Servia,Hungria e Rússia ( Moscou e SP) são bem baratos. Madri e Barcelona na Espanha é em conta também mas não tanto igual esses últimos países que falei. Agora Londres, Paris Amsterdam é bem carinho hehehe

Itália deve ser caro também né? Mas o meu maior sonho é conhecer lá.

Gostaria de dicas de como fazer a provisão dos gastos.. transporte, alimentação, hospedagem.

Compartilhar este post


Link para o post
Compartilhar em outros sites
Mesmo com outros sites do genêro você acha que fica difícil?

Acho bastante sim. Mesmo porque não é um prática dentro da "legalidade" e lá eles são bem corretos com relação a isso. Worldpackers funciona melhor em países da Ásia para brasileiros ou América do Sul.

Compartilhar este post


Link para o post
Compartilhar em outros sites

Crie uma conta ou entre para comentar

Você precisar ser um membro para fazer um comentário

Criar uma conta

Crie uma nova conta em nossa comunidade. É fácil!

Crie uma nova conta

Entrar

Já tem uma conta? Faça o login.

Entrar Agora



×