Ir para conteúdo
  • Cadastre-se
Zero9

Couchsurfing

Posts Recomendados

Alguém pode me ajudar? Pede referências lá pra solicitar anfitriões. Se tivesse mais tempo abriria as portas para as pessoas aqui, mas vou viajar a menos de um mês.

Compartilhar este post


Link para o post
Compartilhar em outros sites

Couchsurfing é um negocio que funciona totalmente baseado em referências e reputação. Afinal você acha que as pessoas convidariam qualquer desconhecido para viver nas suas casas?  

E referência e reputação é um negócio que exige paciência e tempo para você construir.

No começo, de cada 10 couchsurfings que você tentar somente 1 ou 2 vão dar certo.

E estando em duas pessoas, diminui ainda mais a quantidade de ofertas, pois a maioria dos hosts não tem espaço ou disposição para receber 2 pessoas...

Então couchsurfing NUNCA deve ser o seu Plano A para a hospedagem, pois você vai se fod... se estiver contando só com o couchsurfing ou couchsurfing ser a sua principal forma de hospedagem.

Pois sem ótimas referência e reputação no site, conseguir um host que lhe aceite é difícil, muitas vezes não tem nenhum host oferecendo vagas para 2 pessoas nas datas e locais que você precisa, o host pode ter um compromisso qualquer ou mudar de ideia e cancelar em cima da hora, e ai em cima, da hora, sem excelente reputação, praticamente impossível você achar outro host.

Então o planejamento básico da sua viagem tem que ser feito como se você tivesse que pagar hospedagem em tudo, e os eventuais 1 ou 2 couchsurfings que você conseguir, seriam um bônus, que lhe faria economizar algum dinheiro, mas você nunca deve contar com o couchsurf  como certo, pois se fizer isto, com certeza você vai se fo...

 

Compartilhar este post


Link para o post
Compartilhar em outros sites

Muitas pessoas tem uma ideia errada do que é coucsurfing. Elas ouvem "Couchsurfing" e logo pensam "hospedagem de graça", mas está longe de ser isto!

Couchsurfing não é um "supermercado" onde você "escolhe um host qualquer na prateleira" e fica de graça na casa dele. É um sistema que tem como objetivo criar amizades.

O site coloca as pessoas em contato, para elas interagirem, se as duas pessoas se entenderem, o host convida/aceita receber a outra na sua casa por x dias...

No couchsurfing é esperado uma interação entre host e hóspede, não é igual a hotel ou airbnb, onde você simplesmente pega a chave e vê o anfitrião novamente só na hora de devolver a chave.

Esta interação pode ser mais intensa, com você acompanhando o host o dia todo, ou só a noite, quando o host voltou do trabalho...

Também é de bom tão você se oferecer para ajudar com as atividades domésticas, ajudar a pagar as despesas, preparar um jantar especial,  convidar o host para uma boa refeição paga por você, etc...

 

  • Gostei! 1

Compartilhar este post


Link para o post
Compartilhar em outros sites
Em 18/05/2018 em 03:20, Zero9 disse:

 

Alguém pode me ajudar? Pede referências lá pra solicitar anfitriões. Se tivesse mais tempo abriria as portas para as pessoas aqui, mas vou viajar a menos de um mês.

 

Olá, nunca participei do couchsurfing mas já participei do Hospitality Club (um website bem parecido onde participei bastante entre 2003 e 2007) e atualmente sou anfitriã no Warmshowers, um site de hospitalidade para cicloturistas.

Não sei como funciona o couchsurfing, mas no warmshowers a falta de referência não impede ninguém de pedir/conseguir acomodação. Já recebi várias pessoas que não tinham recomendação nem referências, nunca me estressei com isso.

Recebo mais pedidos de acomodação no warmshowers do que tenho interesse/disposição de acolher na minha casa. O que me faz negar acomodação no warmshowers:
•Pessoas que não leram meu perfil, por exemplo pedem acomodação para 4 pessoas quando no meu perfil digo que posso acomodar no máximo 2 hóspedes.
•Pessoas que são super vagas: "vou chegar na sua cidade nos próximos 2 ou 5 dias". Pois é, vai saber o que estará acontecendo, eu tenho uma vida longe da internet, que tal marcar uma data e deixar tudo acertado.
•Pessoas que me contatam com a expectativa de acomodação, sem pedir. Olha só o que escreveu o último sujeito que me contatou "I will arrive on your city next Monday and I will be happy to know there is a bed and shower waiting for me at your place". Neguei acomodação, apesar de ele ter várias referências positivas, canal no youtube e o escambáu. Se alguém quer que eu abra a porta da minha casa, o mínimo que a pessoa pode fazer é pedir. 
•Pessoas que pedem acomodação por tempo indeterminado "gostaria de ficar na sua casa por um dia ou dois". Prefiro evitar, não gosto dessas ambiguidades. Tendo dito isso, a primeira vez que pedi acomodação no HC, pedi (e consegui) por 3 noites! Mas eu era inexperiente e sem noção, hoje jamais faria isso. Prefiro pedir/aceitar acomodação por uma noite apenas.

Eu sou anfitriã bem mais que hóspede, já recebi montes de pessoas, a maioria sem referência nenhuma, e nunca tive qualquer problema. Mas sou bem seletiva, sendo que nunca dou meu endereço. Encontro as pessoas da praça na frente da Igreja. Se algum dia não gostar da vibe do possível hóspede, nem vou levar pra casa. Aprendi isso com meu primeiro anfitrião no Hospitality Club, que fez questão de me encontrar num espaço público. Achei a idéia fenomenal e desde então faço a mesma coisa. Ainda não aconteceu de não gostar da vibe de alguém, mas não terei problemas em negar acomodação na hora, se não me sentir confortável.

Agora caso seja imperativo ter alguma referência no couchsurfing para conseguir pedir acomodação, uma coisa que vc pode fazer é contatar a galera que mora perto de vc e fazer uma social. No Hospitality Club tinha um fórum onde pessoas deixavam recados. Então foi através do fórum que conheci várias pessoas. Simplesmente marquei um encontro no fórum mesmo, para alguns mandei convite através de mensagem particular, e tive momentos divertidos conhecendo outros participantes. Fiz isso enquanto estava turistando em Roma e de passagem por Porto Alegre. Funcionou até mesmo na cidade onde eu morava e foi interessante interagir com os outros participantes que eram praticamente meus vizinhos. Então talvez vc não precise se hospedar nem ser hospedado na casa de ninguém para conseguir referências, experimenta procurar as pessoas na sua volta. Para mim foi uma maneira muito simples e divertida de conhecer outros participantes.

Quanto a oferecer hospedagem, vc diz ter menos de mês... mas quanto tempo vc precisa para hospedar alguém? No warmshowers eu recebo pedidos de um dia para o outro. E isso que minha cidade nem turística não é. Se vc se animar a abrir as portas da sua casa, e anunciar isso aqui no mochileiros.com, será que não vai ter pelo menos uma pessoa disposta a te visitar? Daí vc vai ver como é o outro lado da moeda: que critérios vc usa para aceitar um estranho na sua casa? Talvez fosse interessante fazer isso antes de solicitar hospedagem.

Boa sorte e boa viagem!

  • Gostei! 2

Compartilhar este post


Link para o post
Compartilhar em outros sites

Não ter referência ou histórico não é impeditivo no couchsufing, mas faz com que seja mais complicado achar um host.

Sem referências, muitas vezes você tem que tentar com vários hosts diferentes até conseguir alguém que lhe aceite. Pois nem todos os host são tão abertos a receber pessoas sem referências ou histórico.

Mas sempre tem as boas almas como a Adriana para receber quem está começando neste mundo de couschsurfing e similares, mas agora se a pessoa está no desespero como o colega acima, sem ter referências, sem estar familiarizado como funcionam, provavelmente sem saber como abordar os host, vai ficar mais complicado conseguir a primeira hospedagem.

Mas agora confiar cegamente de que vai conseguir "couch" em todas as cidades e em todos os dias, ou achar que basta entrar no site e escolher um host qualquer na "prateleira" como se fosse um hostel, e não ter um plano b (dinheiro para pagar um hotel/hostel), é uma receita perfeita para se ferrar e uma hora ou outra ter que que dormir na rua quando não conseguir um "couch" e não tiver dinheiro para um hostel.

Então sempre tem que ter um plano b para o caso de não conseguir um lugar, e o plano b significa ter dinheiro para para pagar um hotel ou hostel, e começar devagar, se conseguir um ou dois "couchs" durante a viagem, ótimo, já é um bom começo e nas próximas será muito mais fácil.

Compartilhar este post


Link para o post
Compartilhar em outros sites

Eu já hospedei gente sem referências, afinal de contas, a experiência é uma mão de duas vias. Quem hospeda tbm tem uma experiência diferente.

Mas, também já solicitei host e nem tive resposta, vai da sorte de encontrar pessoas desprendidas e dispostas a ajudar.

Como já disseram, tem que ter plano B e grana reserva.

Compartilhar este post


Link para o post
Compartilhar em outros sites

@Adriana T-Tresch , é interessante ver depoimentos detalhados do ponto de vista de quem hospeda.

Fiquei curiosa com uma coisa, principalmente depois de ver que tem gente realmente folgada (OK, em todo lugar tem gente assim): como os candidatos lidam com as negativas? E como você faz para negar? Simplesmente responde: "não vou receber você na minha casa"? Dá uma pista sobre o motivo? Diz explicitamente? Ex: "nossa, você é folgado, hein?" ou "achei seu pedido muito vago", etc.

Não participo de nenhum site desses, é só curiosidade mesmo. 

Compartilhar este post


Link para o post
Compartilhar em outros sites

Olá @LF Brasilia
Eu não sinto necessidade de explicar pra estranhos da internet porque não vou recebê-los na minha casa. Respondo com um simples "olá Fulano, não vai dar. O camping mais próximo está a 3km, no lugar X. Na cidade vizinha (10km) tem um outro camping, talvez seja mais tranquilo. Já vi gente acampando livremente no lugar Y, talvez seja uma outra opção para vc. Boas pedaladas e boa viagem".

Dependendo do pedido e do perfil do viajante as vezes eu respondo com um sincero "Que pena, já tenho compromisso - não vai dar, quem sabe numa próxima! Etc". Mas só escrevo isso se realmente me interessei em receber a pessoa mas não é possível por qualquer motivo; não sou de fabricar mentiras pros outros se sentirem bem. Independente do motivo de negar acomodação acho importante responder todo mundo que me contata.

Até hoje todos reagiram de maneira educada "obrigado pelo retorno e pelas informações!", com exceção de um rapaz que respondeu de maneira irritada "estou viajando a 1 mês e até agora não consegui ninguém para me hospedar, sem falar que está muito frio para acampar". Claro que não escrevi de volta, mas pensei "pois é, mas... e eu com isso!"

Relendo minha mensagem anterior faltou dizer que entendo que as vezes é complicado saber exatamente que dia se vai chegar num lugar, ainda mais quando se viaja de bicicleta. Outro dia um rapaz me escreveu explicando: "Vou chegar na sua cidade no dia 23 ou dia 24, depende um pouco do que acontecer no caminho e também do dia que ficaria melhor pra vc me receber, se possível claro". Sem estresse e foi recebido no dia 25. Era um amor de pessoa - e só ao chegar me dei conta que era brasileiro (o primeiro em todos esse anos), até então estava me escrevendo em inglês. O perfil do rapaz era tão sucinto que nem mencionava sua nacionalidade, não que faça qualquer diferença.

Acho frustrante ler pedidos de acomodação que nem mencionam meu nome: "Olá / hello there". Esses eu nego e pronto. Só abro as portas da minha casa para pessoas que me tratam pelo meu nome, não porque ache o meu nome o mais lindo da face da terra e que precise ter meu ego massageado, nada disso. Mas qual o mínimo que a pessoa pode fazer para mostrar que não está me tratando como uma pensão/pousada/airbnb da vida (com o bônus de ser gratuito)? O minimo é ser educada, escrever meu nome, ler meu perfil. O fato de ser uma oferta de acomodação gratuita não é uma licença para abrir mão de boas maneiras e gentilezas. O que eu espero é que as pessoas me tratem como uma pessoa, não como um ponto conveniente no mapa.

E as vezes eu não recebo as pessoas simplesmente porque o momento não é propício, por mais educado que tenha sido o pedido. Outro dia neguei acomodação para um sujeito super educado que parecia ser uma pessoa super viajada e interessante, mas por azar eu já tinha um compromisso. Se o rapaz tivesse mandado a mensagem com alguns dias de antecedência, ao invés de um dia para outro, provavelmente teria sido recebido. Então para esse rapaz eu escrevi "mas que pena! não vai dar! etc". Entendo que as pessoas estão de férias, vivendo um momento super espontâneo e tal, mas eu estou vivendo o meu dia-a-dia com várias coisas acontecendo ao mesmo tempo. Aliás menciono isso no meu perfil e explico que maior a antecedência do pedido, maior a chance de sucesso. Minhas melhores experiências foram com os ciclistas que pediram acomodação com certa antecedência - sendo que a melhor experiência de todas foi um casal que me pediu acomodação com 5 semanas de antecedência! Não tinham nem saído de casa e já estavam sondando possíveis anfitriões e pedindo dicas de roteiros e lugares bonitos para pedalar na região. Gostei muito desse casal e deixei em aberto o convite para que me visitem novamente no futuro, adoraria mesmo conviver mais um pouco com eles.

Tem sido muito válido selecionar bem quem eu recebo, evitando as pessoas que não se dão ao trabalho de ler meu perfil. Até hoje só tive experiências agradáveis e guardo ótimas lembranças dos meus hóspedes. ::otemo::

  • Gostei! 1

Compartilhar este post


Link para o post
Compartilhar em outros sites
Em ‎18‎/‎05‎/‎2018 em 13:58, 987987 disse:

Muitas pessoas tem uma ideia errada do que é coucsurfing. Elas ouvem "Couchsurfing" e logo pensam "hospedagem de graça", mas está longe de ser isto!

Couchsurfing não é um "supermercado" onde você "escolhe um host qualquer na prateleira" e fica de graça na casa dele.

Muito bem observado @987987, não tinha lido sua mensagem antes. Eu diria que os viajantes aumentariam suas chances de conseguir acomodação se tratassem as possíveis anfitriões como pessoas, e não como conveniências.

A maioria dos pedidos que eu recebo são extremamente impessoais do tipo  "olá, vou chegar na sua cidade em breve, eu vou precisar de acomodação por uma noite ou duas, meu numero é +XY987654321, espero resposta, Fulaninho". E mensagens assim eu sempre respondo da mesma maneira: "olá Fulaninho, não vai dar. O camping mais próximo está a 3km, boa viagem!". Sem remorso algum, não importando quantos reviews positivos o Fulaninho tem. O meu relacionamento com o Fulaninho não se baseia em como o mundo vê o Fulaninho e sim em como o Fulaninho escolhe interagir comigo. Por conta disso não estou nem aí pra referências e reviews positivos (claro que prestaria atenção em review negativo, mas até hoje não vi nenhum).

  • Gostei! 1

Compartilhar este post


Link para o post
Compartilhar em outros sites

Crie uma conta ou entre para comentar

Você precisar ser um membro para fazer um comentário

Criar uma conta

Crie uma nova conta em nossa comunidade. É fácil!

Crie uma nova conta

Entrar

Já tem uma conta? Faça o login.

Entrar Agora



×