Ir para conteúdo
  • Faça parte da nossa comunidade! 

    Encontre companhia para viajar, compartilhe dicas e relatos, faça perguntas e ajude outros viajantes! 

Entre para seguir isso  
alimonii

De carro..........Argentina - Chile ( Atacama )- Peru ( Machu Picchu) e Bolívia - Dez 2010

Posts Recomendados

Oi pessoal, estamos pensando em fazer uma viagem em Dezembro, saindo do Paraná, para conhecer cidades interessantes da Argentina Uruguai e Chile.

Vamos eu e meu marido, TEMOS CERCA DE 50 ANOS de idade, viajaremos com uma f1000 cabine dupla,com possibilidade de dormir nela, pois o banco de trás se transforma em cama... .. Dispomos de cerca de 25 dias ou mais....gostaria de receber dicas de hospedagem, o que conhecer, tempo de viagem, segurança...hotel ou camping?....Roteiros legais...cambio, o que devemos levar.....Quero muito fazer esta viagem e conto com a ajuda de vocês!!

alimonii

 

 

10/11/2010

Pronto, agora é so começar a contagem regressiva.....Se Deus quiser ,daqui a um mês , já estaremos na estrada.

Já estou com o roteiro pronto...já estamos providenciando os últimos detalhes.

Agradeço aos amigos que me deram dicas valiosas, e depois de tantos ctrl- c e ctrl-v meu roteiro está completo e até parece que já fiz o passeio, mas sei que conhecer todos estes lugares pessoalmente, ao vivo e a cores, será muito emocionante..

Espero ter fôlego para completar a viagem! Será que vale a pena ir na Bolívia tbem???

Boa sorte , para todos nós!!! hehehe

 

No blog : http://vouaochile.blogspot.com/ farei um diário da viagem!!

 

PRONTO JÁ ESTAMOS EM CASA NOVAMENTE, NO BLOG VOCÊ ENCONTRA DETALHES DE ROTEIRO, GASTOS E HOSPEDAGEM ::kiss::

Compartilhar este post


Link para o post
Compartilhar em outros sites

alimonii,

Bem vinda ao site.

Todas as informações que você pedem já tem pelo Fórum. É preciso pesquisar!

Pesquise, monte seu roteiro e poste com dúvidas específicas, ok?

Tenho certeza que você vão adorar a viagem!

Abs

Compartilhar este post


Link para o post
Compartilhar em outros sites

Fiz uma viagem parecida com essa no começo do ano.

Se quiser dar uma olhada como foi entre em: http://dizquefomosporai.blogspot.com/search?updated-max=2010-01-11T08%3A08%3A00-08%3A00&max-results=7

Se quiser mais dicas, me mande um email: [EDITADO]

Eu te mando o roteiro completo que fizemos.

Já te adianto que é uma viagem linda e inesquecível.

Sds.

Compartilhar este post


Link para o post
Compartilhar em outros sites

Olá alimonii,

Eu fiz uma viagem dessas de carro também com minha namorada no fim de 2008/inicio de 2009. Infelizmente não nos organizamos tanto para fazer um relato detalhado da viagem, mas vou tentar contar como foi pela lembrança.

 

Nós entramos no Uruguai pelo Chuí. Na aduana, me pediram o famoso seguro carta-verde. Eu não tinha. O rapaz da Aduana disse que me deixaria passar se eu quisesse, mas que eu poderia ter problemas mais para frente. Para evitar problemas, voltei até o Chuí e fiz o seguro em uma agência. Emitiram na hora, pelo valor de 150 reais, válido por 30 dias, com cobertura para Uruguai, Argentina e Paraguai. Com isso, entramos no Uruguai sem problemas.

 

Aí vai a primeira dica: Encha o tanque antes de entrar no Uruguai. Eu deixei para abastecer lá, achando que a gasolina seria mais barata, mas era em torno de 10% mais cara que no Brasil.

 

Continuando: Entramos no Uruguai sem nenhum peso uruguaio. Estavamos levando apenas reais, dólares e cartões de crédito. Os pedágios na estrada aceitavam as três moedas a um câmbio razoável. Conseguimos alguns pesos com o troco do pedágio.

 

No caminho, existe uma praia bonita chamada Punta del Diablo. Vale a pena dar uma passada lá para tirar umas fotos e comprar suvenirs, mas não acho que vale a pena passar uma noite lá. A água é gelada, a infraestrutura é fraca e é tudo caro lá. Em questão de 3h dá para ver tudo e continuar viagem.

 

Por fim, onde vale a pena ficar alguns dias é em Punta del Este. Os hotéis são caros e estão sempre lotados esta época do ano, mas encontramos um camping em Punta Ballena (fica a uns 10 minutos de Punta del Este) por um preço muito bom. Não me lembro quanto tempo ficamos nesta região, mas foi entre 3 ou 4 dias. Demos sorte de passar a virada do ano lá. Muito bonito mesmo. Lá o Real e o Dólar são aceitos em qualquer lugar.

 

Depois disso, seguimos para Montevideo pela estrada Beira-Mar. Existem algumas praias no caminho nas quais vale a pena parar e tirar algumas fotos, mas não mais que isso. No meio do caminho, tem o zoológico e o Pan de Azucar que merecem uma visita. O Pan de Azucar é uma montanha, com uma cruz no topo. A caminhada é razoável, mas vale a pena. Vai perder umas 3 ou 4 horas aí. Se saírem de Punta cedo, dá para fazer tudo isso e chegar em Montevideo de dia ainda.

 

Em Montevideo ficamos em um Hostel (não lembro o nome). Lá em nenhum lugar aceitavam dólar ou real. Sacamos algum dinheiro em um caixa-automático para a estadia.

Montevideo é rica em museus, mas demos o azar de chegar lá em uma época que estava tudo fechado (fim de ano...). Existe uma cidade chamada Colonia del Sacramento a umas 2h de Montevideo. Vale a pena passar um dia lá. É uma cidade antiga, patrimonio da humanidade.

 

Para ir de Montevideo a Buenos Aires, existem os Buquebus, que são barcos que transportam pessoas e carros. Aqui vai mais uma dica: Compre a passagem com antecedência. Fomos tentar comprar na hora e nao tinha mais vaga. Acabamos tendo que passar mais um dia em Montevideo.

A passagem não é muito barata. Saiu cerca de 500 reais (incluindo o carro, eu e minha namorada). O trajeto leva 3h se sair de Montevideo ou 1h se sair de Colonia del Sacramento, mas fiquem preparados para eventuais atrasos. A minha saída atrasou 5h, e cheguei em Buenos Aires de madrugada.

 

Enfim, Argentina! Me senti perdido na cidade de madrugada. Acabamos encostando em um posto de gasolina e dormindo lá mesmo. No dia seguinte, demos uma volta de carro e nos mandamos de lá. O trânsito não me agradou muito. Pretendo voltar para Buenos Aires, mas de avião, e não de carro.

 

Seguimos para o Sul e passamos a noite em uma cidade chamada Azul. É uma cidade pequena, mas que tem seu encanto. Lá saquei em um caixa-automático mais algum dinheiro. Continuando para o Sul, não perca tempo passando em Mar del Plata ou Baia Blanca. São praias feias, de água suja e gelada. Fomos direto para Puerto Madrin. No meio do caminho, existem vários campings (alguns até de graça) onde vocês podem acampar ou dormir no carro, se for o caso.

 

Puerto Madryn - é o ponto de entrada para a Peninsula Valdes. Várias agências vendem passeios para a península, mas o preço não é agradável. Vale mais a pena entrar lá de carro. Tem uma taxa para entrar na península, que se nao me engano era de 45 pesos por pessoa. Na península, pode-se ver pinguins, lobos marinhos e, se tiver sorte, baleias.

Fizemos também mergulho em Puerto Madrin. Para o mergulho, era necessário a carteira de mergulhador, mas bem conversado nos deixaram mergulhar sem isso. O preço do mergulho foi 600 pesos por pessoa. Vale a pena pela experiência (nunca havíamos mergulhado), mas a água não é tão clara e não dá pra ver muita coisa.

Lá perto existe uma cidade chamada Trelew, que é famosa pelos fósseis de dinossauro. Existe um museu lá. Acabamos não indo pela falta de tempo, mas até hoje me arrependo.

Depois de 3 dias acampado em Puerto Madryn fomos para Bariloche. Apesar de ser famosa no inverno, Bariloche é muito bonita no verão também. Ficamos uns 5 dias acampados lá. Acho que foi o lugar mais bonito que passamos.

 

De lá, seguimos em direção ao norte, beirando a cordilheira. O cenário é muito bonito.

 

Ficamos um tempo em uma cidade chamada Malargue. Por sorte, estava tendo a festa do Chivo (que ocorre em janeiro). É uma festa pequena, mas bem tradicional. Ficamos acampados lá também, em um camping municipal. O custo do camping era ridículo: menos de 10 reais por barraca (independente de quantas pessoas fossem). A cidade possui um planetário que vale a pena ser visto. Os arredores possuem bastante beleza natural também. Vale a pena ficar uns 2 dias em Malargue.

Passamos em Mendoza mas não ficamos lá. Estávamos tentando evitar as cidades grandes. De lá, fomos para Córdoba. Em Córdoba não há muito o que fazer (é uma cidade universitária e possui vida noturna intensa, mas só).

 

Passamos a noite em uma pousada em Alta Gracia, ao redor de Córdoba. O preço para o casal foi de 80 pesos, e a pousada era muito boa. Esta é a cidade onde Che Guevara cresceu. Vale a pena a visita ao museu do Che e a uma instância jesuítica de lá.

 

Outra cidade bacana nos arredores de Córdoba de Vila General Belgrano. É uma pequena vila alemã, onde você pode comprar suvenirs, cerveja caseira e chocolates.

 

De lá, voltamos para o Brasil.

Não tivemos nenhum problema com a polícia (fomos parados 3 vezes, mas só pediram os documentos básicos). O sul da Argentina me pareceu muito seguro. O norte já nem tanto.

 

Para entrar na patagônia, fazem uma vistoria no carro a procura de alimentos (não pode entrar com comida lá para evitar contaminação), mas só. Fizemos a viagem toda em um Fiesta. Foram quase 10 mil quilômetros rodados em 22 dias.

 

Mas é isso. espero que meu relato ajude vocês, e qualquer dúvida só perguntar!

 

Abraço

 

Renan

Compartilhar este post


Link para o post
Compartilhar em outros sites

Participe da conversa!

Você pode ajudar esse viajante agora e se cadastrar depois. Se você tem uma conta,clique aqui para fazer o login.

Visitante
Responder

×   Você colou conteúdo com formatação.   Remover formatação

  Apenas 75 emoticons no total são permitidos.

×   Seu link foi automaticamente incorporado.   Mostrar como link

×   Seu conteúdo anterior foi restaurado.   Limpar o editor

×   Não é possível colar imagens diretamente. Carregar ou inserir imagens do URL.

Entre para seguir isso  



×
×
  • Criar Novo...