Ir para conteúdo
Entre para seguir isso  
Thiago de Sá

Trip pela Tailândia

Posts Recomendados

Chegando na Tailândia

 

Tava trabalhando em Londres por um tempo e resolvi que primeiro ia conhecer a Tailândia. Portanto, destino inicial, Bangkoc, sozinha, havaianas, rough guide, brincos pra vender (me salvou!!!) e mochila nas costas. A burra aqui mal se informou de como as coisas ocorrem na chegada de brasileiros no aeroporto, mas de uma coisa eu tinha certeza: não precisava de visto. Tinha 240 libras e um mês pela frente. Única informação: pegue o ônibus pra Koh San road. Não precisava de mais nada, tinha o rough guide!!! O que realmente foi engraçado foi a própria chegada no aeroporto, enfrentei a fila da imigração, enorme e quando chega a minha vez, a senhorita mal informada me diz que precisava de visto. Vou ter que voltar pra londres, eu pensei. Mas eu tinha certeza que eu não precisava de visto. Rodei o aeroporto igual uma louca, ~perguntei pra umas 3 pessoas que trabalhavam lá se brasileiros precisavam de visto e todos consultaram uns papéis e tal, até chegarem ao consenso que eu não precisava e ainda melhor, brasileiros têm 3 meses pra ficar por lá sem visto. huhuhu!! o outro problema foi: por sermos de país tropical precisamos mostrar o cartão de vacina. O que eu ia fazer com cartão de vacina, nem pensei nisso, bobinha!! Fui na parte da vacinação e falei pro cara que eu não tinha e ainda jurei que tinha me vacinada da febre amarela. Ele ficou me olhando, olhando, mas carimbou que eu estava vacinadíssima!!!! Até que enfim pude entrar no país e depois disso foi muuuuito bom... descobri depois que os gringos vão pra lá e se preparam com tabletes para a malária e vacinações antes de ir ao país.. nem me toquei!!!

 

====================================================

 

 

Ko chang, a ilha do divino pôr do sol

 

Pois é,assim que cheguei em Bangkoc peguei o ônibus pra ir pra Koh San road, a tal rua de mochileiros. No ônibus comecei a conversar com um garoto inglês que ficaria 3 meses viajando Tailândia, Malásia e Laos. Depois mais 3 ingleses e uma irlandesa entraram no papo e resolvemos que íamos ficar no mesmo albergue. Ficamos 3 dias em Bangkoc e dividimos 3 quartos. Foi o lugar mais caro que paguei em toda minha viagem, 175 baht (a moeda de lá), o que equivale a mais ou menos 14 reais!!! Chegando lá me lembrei do filme A Praia, é realmente aquilo, uma rua infernal que vende de tudo, até os famosos grilos, escorpiões, etc para você fazer uma refeição!! Infelizmente não tive coragem! O que eu curti inicialmente foi a night de lá onde se podia ver as lady boys e a prostituição escancarada (não parece muito diferente daqui no Brasil) por todos os lados pra os europeus usufruir. Pedimos para o taxi, que lá se chama tuc-tuc, uma moto misturada com uma charretizinha que cabe no máximo umas 4 pessoas, bem apertadinho, muito interessante, que levou a gente pro pag pong (acho que é assim que se escreve). É uma rua de casas noturnas de prostituição e entramos em uma e ficamos chocados, umas 15 meninas sentadas e os gringos ficavam olhando pra escolher quais eles iam pegar. Segundo o que eu ouvi eles pegam uma menina, levam pra uma ilha, pagam tudo e depois devolvem em bangkoc. Ficamos de cara e resolvemos ir embora. Nos outros dois dias fui conhecer alguns templos budistas, o maior buda do mundo, a feira flutuante no rio (bem legal!) mas não via a hora de ir pras ilhas, ver a praia.. Decidimos ir pra uma ilha não tão turística chamada Ko Chang, perto de Camboja, fomos pra praia Hat Sai Khao (White Sand beach). a praia não era tão bonita mas vou dizer que foi onde vi o pôr do sol mais divino da minha vida, era puro êxtase!!! Fiquei no Bo bangalow (primeira brasileira a ficar nesse bangalow) durante 5 dias. A tailandesa (mama) fazia um jantar (MARAVILHOSO) de comida típica de graça todas as noites e depois chá de cogumelo pra quem quisesse!! A energia do lugar era maravilhosa. O bungalow era em cima das árvores!! Até na recepção-bar eu trabalhei, todo mundo que se hospeda acaba ajudando, de tão maravilhoso que é o lugar!! Quase que a gente não foi embora, foi maravilhoso mas tínhamos que continuar na estrada. Resolvemos ir pra Ko Phi Phi, a famosa ilha do filme A Praia. Tivemos que ir pra Bangkoc pra pegar o ônibus pra Krabi e de lá pegar a balsa. O problema é que chegando em Bangkoc a polícia real resolveu parar a gente pra dar uma geral, abriram nossas mochilas, engrossaram mas não acharam nada. Pegamos as nossas coisas e corremos pra pegar o ônibus. Daí fomos pra Ko Phi Phi. depois eu conto mais...

 

====================================================

 

Ko phi phi, A Praia!

 

continuando.... saimos de bangkoc, pegamos o ônibus a noite toda e chegamos cedo em Krabi, confusões à parte (porque os tailandeses fazem de tudo pra tirar sua grana, são igual mosca, não diferente daqui só que lá eu me senti uma gringa ciente de que estava sendo passada pra trás a todo momento) ficamos esperando a balsa chegar, comi um belo prato de pathay (acho que é assim que se escreve) com um sucão.. delícia!!! Esperando a barca, cheguei perto do mar pra dar uma olhada nas ilhas, tudo cercado de ilhas e as formações rochosas extremamente interessantes, próprias pra escalada, tanto que muita gente vai pra lá pra isso!!! Estávamos mortos de cansados e passamos umas 2 horas na balsa até chegar em Ko Phi Phi (lindo visual), a famosa ilha.. chegando lá fomos dar um passeio nas duas praias, uma que é o porto e a outra que tem vários hotéis na beira.. a água era a coisa mais transparente do mundo e vou te dizer que o lugar era bonito, mas não foi o mais bonito pq as ilhas lindas a gente só conhece por um passeio de barco, mas espera aí que depois eu conto!!! demoramos pra achar um lugar barato, brigamos entre a gente (estresse total) mas no final achamos (tinha que ser, somos mochileiros!!...) passamos 4 dias lá, mas o que me apaixonou foi o passeio de barco, juro que nunca vi praias tão lindas na minha vida.. a água transparente, como se vc tivesse na piscina e a praia mais bonita não era a do filme, mas uma chamada praia do bambu !!!!.. meu irmão, meus amigos aqui em bsb não acreditam nas fotos que eles vêem (inclusive tmb eu tirei uma foto na outra ilha ko chang, do pôr do sol, e juro, ninguém dos meus amigos aqui acreditam que é de verdade,acham até que fiz no photo shop, mas é real!!!). As formações rochosas eram perfeitas, misturadas com a água transparente, um sonho!!! Vou dizer que foram as praias mais linda que já vi! Pena que tá bem turístico mas não deixa de ser belíssimo!! O Lance é que sou brasileira e estava acompanhada por ingleses.. a forma de diversão deles é bem diferente da minha, rolou uma diferença cultural sinistra porque eles têm a manha de ir pra uma praia lindíssima e abrir um livro pra ler.. eu falava pra eles: que que vcs tão fazendo????? outra diversão deles é ir pra um restaurante e ficar assistindo filme durante horas seguidas!! era inacreditável pra mim!!!faltou meus amigos brasileiros, mas tudo bem!!!!! Foi lá também que tive minha primeira massagem tailandesa, uma delícia e que subi num pico em que vc vê a ilha inteira!! Me diverti, saí pras baladas, trocava idéia com tailandeses, mas tivemos que ir embora.... ficamos entre o parque nacional khao sok ou ir direto pra Ko Pha Ngan.. fomos pra khao sok, entre pha ngan e phi phi e aí já é outra história....

 

====================================================

 

Khao Sok, o parque nacional.

 

Pois é, gente, deixamos Ko Phi Phi pra trás, passamos por Krabi e pegamos uma van pra Khao Sok, esperando chegar lá com sol e muita mata atlântica. Na van estava o grupo já formado em Bangkok e um casal, ela inglesa e ele alemão, bem legais, paramos pra almoçar no meio da estrada e fui pedir frango ao molho curry verde, saiu fogo pelas ventas de tão apimentado, mas agüentei firme e forte. Demoramos algumas horas pra chegar lá, não lembro se foi umas 5, mas nos largaram na frente do parque, conhecemos um tailandês gente boa que se propôs a procurar com a gente um bangalô pra ficarmos, entramos na caminhonete e depois numa trilha no meio da mata que dá acesso a vários bangalôs. O problema é que começou a chover muito, nossas mochilas ficaram encharcadas e a gente já estava vendo o que nos esperava, muita chuva!!!! Paramos num bangalô muito legal, que tinha várias casinhas de madeiras montadas em cima de umas toras de madeira bem altas, e em frente ao rio, ficamos apaixonados e fomos ver o preço, 4 0 baths, pra nossa realidade de mochileiros estava caro, pra mim então, mas eu propus dividir com mais 2 pessoas e não uma, então ficou eu, Jenn e Andrea, 400 eqüivale a mais ou menos 27 reais, então ficou de boa!!! Lembrem-se que eu estava com 240 libras pra ficar um mês, apesar de que o que me salvou foram os brincos que eu vendia por lá (cheguei a vender um par por 500 baths)... saímos de lá e fomos ver outros lugares, nenhum tão aconchegante e simpático como o Art's Riverview Jungle Lodge, então voltamos pra lá e resolvemos Ter esse luxo pelo menos por uns 2 ou 3 dias... bom, guardamos a mochila e pegamos o biquíni, nadar no rio, fomos pro outro lado onde tinha umas pedras, mas para nossa surpresa aparece uma grande família de macacos, com o macho alfa passeando por entre nós pra demonstrar claramente qual era o nosso lugar, fora dali, entramos em desespero e pulamos todos de volta pro outro lado, mas juro que me deu um medo!!!! Subimos pra recepção e já devia ser umas 6 horas, hora de happy hour, bebemos bastante, pedimos algumas comidas típicas e falamos merda até muito tarde e detalhe, a chuva castigou!!!!!! Fomos dormir e acordamos com uma chuva terrível, decidimos ir embora no outro dia pra Ko Phan Ngan, tentamos aproveitar o dia caminhando pelo parque, conhecendo os arredores e mais uma noite de muita conversa e diversão!! Acordamos no outro dia, arrumamos a mochila e pé na estrada, fomos andando uma trilha enorme, mas passou uma tailandesa numa caminhonete e levou a gente pra estrada, a gente ia pegar um ônibus público pra ir até uma cidadezinha perto pra pegarmos o ônibus pra Surat Thani.. A espera foi longa, passou um monge descendo a estrada e os nativos que estavam sentados perto gritavam algo pra ele que claro, a gente não entendia, mas ele passou calmo e foi descendo a estrada..... passou o ônibus (custou 50 baths) pra nossa felicidade, trocamos pra outro e depois fomos pra Surat Thani, chegamos o sol estava se pondo e ficamos perto do porto comendo e esperando a balsa, resolvemos pegar a balsa (200 baths, caro, mas a gente ia dormir e ainda pagar o transporte pra ilha, ok então) que saía às 23:30, dormiríamos na balsa e chegaríamos por lá umas 6 da matina. Paramos num boteco pra beber antes de pegar a balsa, fui à internet e vi que o Brasil tinha sido campeão da copa das américas, fiz uma festa (apesar de não amar futebol, mas...) e todo mundo comemorou, inclusive 2 australianos que se juntou a nós, além do casal que a gente tinha conhecido.. bom, hora de pegar a balsa e essa balsa foi muuuuito legal, mas fica pra próxima....

 

=========================================================

 

Ko Phan Ngan, a ilha da Full Moon Party....

 

Bom, pegamos a balsa em Surat Thani lá pelas 23:30 e nela foi bem interessante!!! Primeiro tinha um monte de colchões e travesseiros no chão pra você dormir, em baixo das janelas e a balsa ia bem devagarinho, lençol ou qualquer tipo de coberta não tinha, então cada um se virava, eu usei a minha canga. Mas na verdade é tão quente que nem precisa de nada pra se cobrir, mas.. Foi bem divertido, no início a galera tava animada e gente tirando fotos e tal, mas depois a galera dormiu e só fomos acordar com o apito da balsa, estávamos chegando em Ko Phan Ngan, a illha da Full Moon Party, era por volta de 5:30 e todo mundo acordou atordoado com o diabo do apito, levantamos morrendo de sono e pegamos as mochilas. Pra sair do barco eles botaram uns pedaços de madeira pra fazer tipo uma ponte entre o barco e o cais, pois não é que eu quase caí no mar, minha mochila enganchou na porta do barco e eu fui caindo mas me segurei e meti o joelho na madeira, ai como doeu, ficou inchado e tudo, doeu muito mas pelo menos eu não caí no mar de mochila e tudo (meus amigos morreram de rir)... bom, saindo do barco vieram aquele mundo de tailandeses oferecendo lugar pra gente se hospedar, taxi, etc, a imagem do inferno (e nessa eu tava mancando) e a gente tinha que ser grosso e falar que não queria mas eles insistiam. Na verdade a gente não queria mesmo, já sabíamos pra onde ir e sentamos num restaurante que tava abrindo e fomos tomar café da manhã, minha grana tava quase acabando e eu tinha que trocar dinheiro, tava com 20 libras na mão e o banco abria às 8:30 e eles disseram que me esperariam porque na praia que a gente ia ficar não tinha lugar pra trocar dinheiro... bom, esperamos, esperamos, morrendo de sono e cansaço, eles já tavam querendo me matar, mas são ingleses.... mas até que enfim troquei, ao total 1500 baht, tava de boa, ficaria mais uma semana na Tailândia e voltaria pra Banckoc pra voltar pra Londres, na verdade eu ainda tinha 500 bahts e alguns brincos pra vender, era possível sobreviver... Resolvemos que não iríamos ficar na praia do agito, da famosa festa que era em Hat Rin, então pegamos um taxi (30 baht pra cada) e fomos pra Ban Tai, o cara nos deixou na estrada e explicou com chegar no bangalô que a gente tava atrás, o Papilon Bangalows, chegamos mas não tinha ninguém, esse bangalô era muito legal, eram vários bangalôs em frente à praia e a parte do restaurante que tinha várias redes, almofadas no chão, super acochegante e vários avisos: A nossa política é anti-americanista.... Adivinhem, eles eram franceses, claro, um casal que resolveu morar na Tailândia.... resolvemos ficar esperando por eles e vi um aviso que eles voltariam depois das 12, a gente quase desistiu pra procurar outro lugar porque a gente tava podre de cansado mas resolvemos esperar porque gostamos do ambiente. Dormimos nas almofadas e redes, e ainda bem que não desistimos porque durante essa semana a gente se divertiu, mas fica pra depois......

 

 

-------------------------------------------------------

Ko Phan Ngan.........

 

Pois é, ficamos nesse lugar maravilhoso, com uma galera muito legal!!!! Na verdade eles não tinham como plano deixar as pessoas ficarem por lá porque a família deles de Paris tava vindo e ficariam nos bangalôs, na verdade já estavam lá o irmão da dona e os dois filhos lindos, alem do outro irmão dela e um amigo da família, mas acabou que a gente ficou por lá!!!! Ficavamos o dia na praia e à noite ou íamos pra Hat Rin e ou ficavamos fazendo uma festa lá no bangalô, na área coletiva... Na verdade a gente ficou a viagem inteira querendo saber que dia exato seria a full moon party, cada um dizia um dia diferente, mas na verdade a festa foi adiada por causa de uma festa nacional em homenagem a Buda, assim no dia da full moon teve uma festa em Thong Sala, não era permitido vender alcool, mas foi um momento que eu tive um bom contato com os nativos e de como eles celebram Buda.... Bom, mas no dia anterior à festa de buda teve um pré full moon, que foi bastante divertida.. Mas a full moon foi bem legal, todos os tipos de musica e muita gente, nos divertimos mesmo, e eu, claro, no trance psicodélico, ai, ai, nem comento a sensação..... No outro dia eu tinha que voltar pra Bangkok pra pegar meu aviao pra Londres, peguei a balsa e nesse momento foi emocionante, a gente tava meio doido e sem dormir, mas todos foram lá comigo, eu ensinei a eles a música: ai, ai, ai, ai, tá chegando a hora.... eles aprenderam, na verdade eu ensinei desde o inicio, qndo eu os conheci, e eles treinavam diariamente, mas é muito engraçado o sotaque, mas eles se esforçaram... a gente não aguentou e chorou bastante... um membro da família estava partindo, mas com muita coisa boa na cabeça e no coração.... Peguei a balsa até Surat Thani e de lá um bus pra bankok, cheguei lá umas 4 da manhã, eles largaram a gente naquela rua de mochileiros, a Kho San road, e meu avião saia 10 da noite, procurei um lugar pra dormir, achei um muquifo, mas com um ventilador e uma cama, fui dormir e acordei lá pras 10 da manhã, um cara em baixo da minha janela gritando: "Do you have something to sell, i buy what you have!!!", juro que eu tentei dormir de novo, mas o grito não parava, ele simplesmente gritava o tempo inteiro e a rua tava começando a ficar movimentadissima, gente gritando, taxi e tuc-tuc buzinando, um inferno, tomei banho, desci pra falar com a moça da recepção pra me arranjar um onibus pra ir ao aeroporto, ela me arranjou um pras 19, era só esperar, comi um cafe da manha e comprei uns presentes pros meus pais (whisky tailandes pro meu pai, anel pra minha mae e pra minha irma), nada demais, já naum tinha mais grana, alem do que, eu tinha que pagar 500 baht pra sair do país, uma merda!!! esperei até as 7 e veio o onibus pra nos levar, tinha uma galera dentro, entre eles um suíço que falava português, tinha viajado o brasil por 6 meses e amou a terrinha!!!! Conversamos até, pegamos o mesmo avião pra Aman, na jordania, lá ele ia pra Suíça e eu ficaria um dia inteiro por lá pra depois ir pra Londres... Já tive um choque em aman, a garota aqui toda a vontade e as mulheres completamente cobertas, são muçulmanas, ainda olhando de um jeito estranho, até pra fazer a revista as mulheres têm que entrar num quarto separado, eu entrei, muito estranho... A empresa pagou uma estadia em um hotel e de lá eu pude ver um deserto giganteso e a cidade, com aquelas construções diferentes, que eu tinha visto só pela tv... naum tive coragem de sair do hotel (preconceito ou sei lá, medo, tantas historias sobre o oriente medio), via a cidade de dentro do meu quarto, mas foi uma imagem interessantissima... Depois o onibus foi me buscar e fui pegar o avião, depois de umas 12 horas estava de volta a londres, quase fui barrada na imigração (naum tenho passaporte europeu), tambem só tinha 8 libras na bolsa e uma cara de cansada, já estava a muito tempo viajando, passei um mes viajando a europa e depois um mes a tailandia e também o preconceito contra latinos por parte deles, na verdade eles me pararam duas horas na imigração até que o cara me liberou, fez eu jurar que eu voltaria pro Brasil em uma semana, e eu jurei que sim...... Claro, eu tinha falado pra ele que voltaria e na verdade eu voltei... Ele carimbou meu passaporte, agora eu era turista em londres, UFA... Peguei o metro e fui pra casa, passei uma semana em Londres (verao londrino, mas chuvoso) que foi meu lar por alguns meses, mas depois sobre a Europa eu conto em outro tópico... É isso!!!!

Compartilhar este post


Link para o post
Compartilhar em outros sites

Fala Rafa,

 

já postei todos os seus textos em um só tópico e renomeei como Trip pela Tailândia, está no alto da página.

 

Quando quiser postar um novo texto, clique no lápis da mensagem em que os textos estão (editar resposta). O mesmo procedimento serve para alterar a ordem deles (no caso, dispus os seus textos em ordem cronologica...) ou ainda o nome do seu tópico.

 

Quanto a sua pergunta, de como as pessoas saberão quando você colocou um novo texto, há muitas formas. O PedrodePortugal, por exemplo, altera o título do seu tópico a cada vez que ele coloca um novo dia de sua viagem. No meu caso, no VIAGEM PELA EUROPA, vou avisando as pessoas atraves do proprio tópico e, eventualmente, com uma rápida chamada em outros tópicos. Voce vai perceber que as pessoas periodicamente visitam seu tópico para conferir alguma novidade, você só não pode deixar a historia esfriar, demorando muito entre um texto e outro. E fique tranquila, porque com essa história, muita gente vai querer mais e mais!

 

Qualquer dúvida, me procure, ok?

 

Um abraço

 

Thiago de Sá

Compartilhar este post


Link para o post
Compartilhar em outros sites

Rafaela q trip insana essa sua, heim

Confesso q senti uma pontinha de inveja, esse tipo de aventura me deixa extasiada, quem sabe daqui uns anos encaro uma crazy trip como esta.

Ah gostaria mto de poder ver as fotos, vc pode me mandar ou tem elas em algum site.

Se for me mandar faça pelo email: [email protected] e se vc for acrescentar mais alguma parte nesse relato me dê um tok pra eu poder acompanhar.

 

Bjinhus

 

Cláudia

Compartilhar este post


Link para o post
Compartilhar em outros sites

CARA QUE LOUCURA BOA VC FEZ.

 

TEM HORAS QUE A GENTE TEM QUE TER UM POUCO DE FÉ E CORAGEM , VC SOMOU AS DUAS E SAIU AO QUE LHE ESPERAVA E TOMOU DAS AGUAS MÁGICAS DOS QUE CONHECEM ESSE PAIS QUE É ARAVILHOSO. TENHO UM AMIGO QUE TB JA FOI E ME DEIXOU COM AGUA NA BOCA, TENHO VONTADE DE CONHECER E VER OS SABORES DA COZINHA, O ESPORTE QUE É MÁGICO " LUTA E LIBERDADE" DESDE QUE ELE ME DISSE A VONTADE SÓ FOI CRESCENDO E COM ESSE RELATO AUMENTO MUITO MAIS.

 

MUITA PAZ, E THAI!!!!!!

 

Rogério Félixx!

Compartilhar este post


Link para o post
Compartilhar em outros sites

Claudia, eu naum tenho foto na internet ainda, levei câmera com película e ainda naum escaniei, mas assim q fizer dou um tok.... valeu por gostar do relato e Rogério, foi realmente uma trip loucura, naum sei nem como explicar!!!! Um beijo procês que gostaram do meu relato..................bjim

Compartilhar este post


Link para o post
Compartilhar em outros sites

Rafa tu acredita q sonhei com esta tua trip hoje, a cada dia q passa sinto q não nasci pra ter raízes em lugar algum.

 

Vou aguardar o restante de seu relato e as fotos tb,

 

Bjin

Compartilhar este post


Link para o post
Compartilhar em outros sites

Puxa Rafa, legal a trip heim ?

 

Lendo seu relato me leva de volta pra Ásia...q saudades !

 

Então quer dizer q o próximo capítulo é a FULL MOON PARTY ? Muito boa, cheguei lá umas 8 da noite e só fui sair às 11 da manhã...muita brota rolando, sonzaço bombando e gringos só procurando drogas e bebidas. Melhor, sobram mais gatas... Ainda continua assim ?

 

Esperando mais relatos,

 

Beijos

 

ZEBA

id="Verdana">

Compartilhar este post


Link para o post
Compartilhar em outros sites

Fiquei pensando nas pessoas que eu conheci por lá, que trabalhavem lá, isso em Ko Phi Phi pq os outros lugares que eu fui não foram afetado... espero que esteja tudo muito bem, como eu espero....

Compartilhar este post


Link para o post
Compartilhar em outros sites

é verdade..eu tambem estava com intensões de ir no proximo ano ou em dois anos....Mas agora é esperar e rezar para que isto não aconteça mais.....a mais de 1000 alemães desaparecidos lá...

Compartilhar este post


Link para o post
Compartilhar em outros sites

Oi, Rafaela!

Sinceramente, já vi esse tópico várias vezes, mas nunca havia entrado pra ler pq pensei que eram do Rafael, um outro cara q fez essa viagem há um tempo... Eu=Vacilão!

Resolvi entrar agora pra fazer um comentario sobre o acidente por lá, comecei a ler, mas acho q dá até desânimo viu... Tanta coisa massa deve ter sido destruída, e a natureza vai demorar ANOS pra se recuperar.. Mas seu relato é, no mínimo, EMOCIONANTE!!!

 

E eu q tava poupando pra partir praquela terra, como premio pela minha formatura que deve ocorrer em 2006, vou precisar de um plano B... Machu Picchu, provavelmente...

 

E toda a sorte do mundo pra turma da Thailand e outros países afetados! Vai dar td certo.

Compartilhar este post


Link para o post
Compartilhar em outros sites

RAFAELA

 

LI HOJE TEU RELATO.... ADOREI!!!

É REALMENTE LASTIMÁVEL O QUE ACONTECEU COM ELES AGORA....

 

VAMOS ESPERAR QUE AS COISAS MELHOREM POR LÁ!

 

 

ABRAÇO

 

ADRIANO

Compartilhar este post


Link para o post
Compartilhar em outros sites

serão presciso 2 anos para recostruirem td....Países como a Malasia que recebem mais turistas que os Brasileiros vão sofrer por muito tempo. Alem do medo dos turistas......

Compartilhar este post


Link para o post
Compartilhar em outros sites

Crie uma conta ou entre para comentar

Você precisar ser um membro para fazer um comentário

Criar uma conta

Crie uma nova conta em nossa comunidade. É fácil!

Crie uma nova conta

Entrar

Já tem uma conta? Faça o login.

Entrar Agora

Entre para seguir isso  

×