Ir para conteúdo

Deserto do Atacama - Também chove (e muito) - Bolivia e Chile - Fev 2012


Posts Recomendados

  • Colaboradores

14 dias intermináveis – Bolívia e Chile – Fevereiro 2012

 

Não quero assustar amigos mochileiros com este título tão trágico, mas ao terminar o relato vocês provavelmente me darão razão...

Em agosto 2010, fiz uma viagem espetacular de 26 dias pelo Chile – Bolívia e Peru. O relato desta viagem mostra com detalhes os momentos inesquecíveis que passei naquela ocasião.

Pois bem, um ano e meio depois, resolvi embarcar novamente para a Bolivia (Salar Uyuni e Carnaval de Oruro) e Chile (Deserto do Atacama).

Pode parecer estranho repetir parte do roteiro anterior, mas a viagem tinha sido tão especial que valeria a pena ao menos reviver os belos momentos de 2010!!!!!

Desta vez não embarquei sozinho, mais 2 amigos e uma amiga resolveram se aventurar comigo.

Compramos com antecedencia passagem Vitoria-ES x Santa Cruz de La Sierra pela Gol por R$ 620,00 (já com as taxas). Também para facilitar a locomoção dentro da Bolivia compramos pela Aerosur 2 trechos: Santa Cruz de La Sierra x Sucre e Cochabamba x Santa Cruz, que por serem trechos longos acreditamos que ganharíamos tempo e seria menos cansativo.

 

Nosso Roteiro a princípio ficou assim:

 

Dia 10/02( Sexta)-Ida Vitoria x Santa Cruz as 16:30 chegada as 0:15 - pernoite no aeroporto

Dia 11/02- (Sabado) - Voo Santa Cruz x Sucre as 8h chegada as 8:30 em seguida ir para Uyuni

Dia 12/02 (Domingo)- Inicio expedição Salar Uyuni - Pernoite Hotel de Sal

Dia 13/02 (Segunda)- Continuação expedição ao Salar com pernoite Laguna Colorada

Dia 14/02 (Terça) Finaliza Expedição ao Salar as 10h manha em São Pedro Atacama -Passeio Vale da Lua

Dia 15/02 (Quarta)- São Pedro Atacama - Salar de Tara

Dia 16/02-( Quinta) - São Pedro Atacama - Geisers del Tatio (manha) e Laguna Cejar, Ojos (a tarde)

Dia 17/02 (Sexta)- São Pedro Atacama - Subida ao Vulcao Lascar ou Salar Atacama

Dia 18/02 (Sabado) - Retorno para cidade Uyuni

Dia 19/02 - (Domingo) Chegada em Uyuni

Dia 20/02 - (Segunda) - Oruro - Hospedagem Residencial San Salvador

Dia 21/02 -( Terça) - Oruro - Hospedagem Residencial San Salvador

Dia 22/02- (Quarta) -Onibus - Oruro x Cochabamba 4 h e Voo Cochabamba - Santa Cruz

Dia 23/02- (Quinta) -Voo Santa Cruz x Vitoria as 3:40 manha chegada em Vitoria as 18:00

 

 

 

A ida de Vitória para Santa Cruz foi tudo tranqüilo, sem atrasos , 0:15 já estávamos em solo boliviano. Nosso vôo estava marcado para 8h da manha, portanto ficamos no aeroporto Viruviru a noite toda, um pouco frio, mas ainda com a empolgação do inicio da viagem tava tranqüilo!!!!

A empresa Aerosur nos surpreedeu com vôos pontuais e serviço de bordo parecidos com as nossas empresas brasileiras (aff).

Chegamos e Sucre às 8:45 e como havíamos programado fomos de taxi de Sucre até Potosi em uma viagem de quase 3 horas no taxi, pagamos 200 Bolivianos pela corrida.

Ao meio dia o taxista nos deixou na estação de ônibus e saímos em busca de ônibus para Uyuni, nosso destino inicial para os Passeios. Assustamos quando constatei que os ônibus para Uyuni só sairiam por volta das 19h, (isso não estava nos meus planos, viajar a noite e chegar de madrugada em Uyuni).

Por fim achamos uma empresa com um ônibus saindo as 12:40 Uau!!!! Nossa salvação!! Compramos o ticket sem pestanejar por 30 bolivianos cada.

O primeiro susto foi ao deparar com o coletivo!!! Que ônibus era aquele: velho, muito velho, sem nenhum espaço entre as poltronas (tenho 1,90m, imagina...) e as mochilas... lógico foram alojadas sobre o ônibus já que não tinha bagageiro. Éramos os únicos turistas dentre bolivianos, cholas, crianças e muita, muita comida!!!!

A cada curva a viagem parecia piorar e não é que piorou quando acabou o asfalto e pegamos um bom trecho de estrada de chão com lama e direito a chuva de granizo.

 

Onibus de Potosi para Uyuni.

20120307172917.JPG

 

 

As 19h chegamos a cidade de Uyuni e a vista do Salar ainda de dentro do ônibus ao entardecer nos renovou a esperança de uma viagem inesquecível (bastava esquecer o que vivenciamos até ali e o cansaço em que nos encontrávamos depois de 27 horas de viagem, só queríamos uma cama e descansar!!!

No domingo acordamos cedo e descansados, animados para começar enfim nossa viagem!!!

Consultamos algumas Agências e fechamos nosso tour de 3 dias pelo Salar!!

Além de nós (4) , uma argentina de Buenos Aires (Agostina) e um Alemão de Hannover (Frank) formou o nosso grupo, sem contar com nosso motorista, guia, cozinheiro “Saul”, gente boa esse boliviano meu!!!!!

Inicialmente visitamos o Cemitério de trens, com o dia nublado perdeu um pouco a atmosfera desoladora daquele lugar, mesmo assim registramos algumas fotos.

 

Cemiterio de Trens em Uyuni

20120307180817.JPG

 

Saul nos avisa que o veículo esta sem combustível e quando vamos abastecer ficamos sabendo que Uyuni estava sem energia e portanto sem condições de abastercer. Ele nos deixou na praça e foi buscar uma alternativa. Por volta das 17 horas e depois do nosso grupo tomar quase todas as cervejas (quentes) de Uyuni, o motorista apareceu dizendo que havia resolvido o problema (mesmo sem energia) e assim partimos em nossa expedição.

Neste primeiro dia, não vimos nada de espetacular, e pernoitamos num alojamento em um pequeno pueblo à beira do Salar.

De manhã partimos para o Salar, eu já o conhecia desde 2010, porém agora era diferente, estava alagado e a paisagem permanecia indescritivelmente bela!!!

A sensação de estar em um espelho gigante onde as nuvens, os veículos, as pessoas, tudo se refletia naquele imenso espelho não tem maneiras de descrever. Todos estarrecidos com tamanha beleza, depois de inúmeras fotos, seguimos viagem, desta vez sem ir até a Isla Del Pescado, pois com as chuvas não é permitido ir até lá.

 

Toda a beleza do Salar Uyuni alagado:

20120307180949.JPG

 

 

 

20120307181017.JPG

 

 

 

20120307181042.JPG

 

 

 

20120307181103.JPG

 

 

 

20120307181124.JPG

 

 

 

 

 

Achei interessante pois a rota muda bastante para quem já fez no inverno e as lagoas, vistas dos vulcões e outros locais que visitamos muitos foram inéditos para mim. Terminamos este dia na Laguna Colorada incrivelmente vermelha pela presença de algas e muitos, muiiitos flamingos. Na minha opinião uma das mais belas Lagunas da viagem ate aquele momento.

No jantar ganhamos uma garrafa de vinho e mais duas do nosso estoque tornou nosso jantar especial e animado, ficamos ate bem tarde conversando como nossos novos amigos!!!

 

Muitas lagunas e vulcões durante a Expedição:

20120307181403.JPG

 

 

 

20120307181428.JPG

 

 

 

20120307181449.JPG

 

 

 

20120307181513.JPG

 

 

 

20120307181540.JPG

 

 

 

20120307181606.JPG

 

 

 

20120307181703.JPG

 

 

 

20120307181724.JPG

 

 

 

20120307181747.JPG

 

 

 

20120307181812.JPG

 

 

 

Acordamos bem cedo (4 da manha) para chegar a tempo de conhecer os Geisers em plena atividade. A altitude muito elevada de 4.900m e o frio intenso fez muitos desanimarem de sair do carro para fotografar e apreciar toda aquela atividade vulcânica. Não foi o meu caso que saí para apreciar os jatos de vapor e barulho das erupções, ficamos pouco tempo e já seguimos para as águas termais, onde tomamos nosso café da manha e tomamos um banho relaxante naquelas águas a aproximadamente 30 graus.

 

Águas Termais e Geisers pela manhã:

20120307182115.JPG

 

 

 

20120307182015.JPG

 

 

 

20120307182033.JPG

 

 

 

 

Proxima parada Laguna Verde e seguir para São Pedro Atacama.

Quando nos aproximávamos da Laguna Verde a beleza da paisagem impressionava, o Vulcão Lincancabur, com toda sua grandiosidade nos brindava com uma grossa camada de neve que se estendia quase ate sua base. Ao chegarmos na Laguna Verde, incrível o vento cessou por completo e nos presenteou com um lago espelhado que refletia o Vulcão Lincancabur e as montanhas próximas. Esta visão foi de tirar o fôlego e muitas, muitas fotos também!! Passado uns 15 minutos começou a ventar e não mais tínhamos o reflexo no lago. Tamanha sorte a nossa, podermos apreciar aquele cartão postal magnífico!!!

 

Laguna Verde e Vulcão Lincancabur - Todo seu explendor!!

20120307183210.JPG

 

 

20120307183238.JPG

 

 

 

20120307182139.JPG

 

 

 

 

Dali seguimos para a fronteira com o Chile, onde uma Van já nos aguardava para fazer o transfer ate San Pedro Atacama.

A espectativa era muito grande, pois quando estive pela primeira vez em San Pedro foi paixão a primeira vista e não me importaria nem um pouco em refazer todos os passeios anteriores, bem como o Salar de Tara e escalar o Vulcão Lascar, que ainda não havia feito da outra vez.

Ainda no controle de fronteira em São Pedro tive as primeiras informações que viriam a preocupar nossa viagem dali para frente...

Chovia de forma contínua há vários dias em São Pedro, todos os passeios de todas as agencias estavam fechados e sem previsão de retorno, até mesmo um pequeno tour ao Vale da Lua estava proibido.

Ao percorrer a cidade senti a gravidade do que estava acontecendo. A maioria das construções em São Pedro são feitas de adobe (barro) e portanto não adaptadas a chuvas. Muitas casas, comércios, até a igrejinha branca estava desmoronando, derretendo... as ruas completamente elameadas deixavam claro que não estavam preparadas para períodos de chuva.

Aliás o que mais me impressionava era aquela quantidade de chuvas no deserto mais seco do mundo.

Conversei com muitos moradores, donos de agencias, de pousadas, todos unanimes em dizer que aquilo era inédito em São Pedro. Normalmente até chove um pouquinho no verão, mas nada comparado com o que estava acontecendo.

À noite quando saímos para comer e beber algo deparamos com uma emissora de TV chilena fazendo uma reportagem sobre o caos que estava acontecendo em São Pedro!!!

 

São Pedro do Atacama - Assim ficou a cidade com as chuvas

20120307183633.JPG

 

 

 

20120307183658.JPG

 

 

 

20120307190805.jpg

 

 

20120307190910.jpg

 

 

 

Como se não bastasse, senti que alguma coisa não estava bem com minha saúde... Fui mais cedo para o Hostal Sonchek e descobri que estava com uma infecção intestinal brava que me deixou de cama no dia seguinte , so voltando a melhorar na quarta feira, depois de remédios e receber muita atenção e preocupaçao dos meus companheiros de viagem: Sueli, Pedro e Chico.

Diante da meteorologia que insistia em chover no Atacama, resolvemos aplicar o “plano B” e partimos para Iquique, cidade costeira do Pacífico, que não estava nos nossos planos, mas com aquela chuva toda não vimos outra alternativa.

Partimos de São Pedro sem realizar um único passeio, na quinta feira às 19 h rumo a Iquique.

Chegamos às 5:30 e incrível estava tudo fechado, tivemos que aguardar ate as 8:30 para começar a procurar algum lugar para hospedar. Depois de muitas buscas, conseguimos um que tinha um quarto livre ainda pela manha. Todos os outros só tinha vaga para depois das 14h.

Saímos para explorar a cidade. A primeira impressão é bacana, cidade limpa, bem conservada, a parte histórica muito bem preservada com seus casarões em madeira do inicio século XIX no auge da exploração de salitre aquela era uma região muito promissora do Chile.

 

 

 

Iquique - Cidade costeira no Oceano Pacífico

20120307183829.JPG

 

 

 

20120307183852.JPG

 

 

 

20120307183914.JPG

 

 

 

20120307183944.JPG

 

 

 

20120307184010.JPG

 

 

 

20120307184031.JPG

 

 

 

 

Mais a tarde resolvemos conhecer o Zofri – zona franca de lá, que prometia preços muito baratos. Não vimos nada de tentador com preços tão baixos assim. Eletronicos, celulares, perfumes, com preços bem próximo aos praticados aqui no Brasil.

Também compramos passagem para Oruro (Bolivia) para curtir nosso Carnaval (Domingo, segunda e terça).

Eram muitas “agencias” de ônibus vendendo passagens todas concentradas na mesma rua com preços parecidos. O serviço era para desconfiar levando em consideração as instalações das agencias... mas enfim teríamos que seguir viagem para Oruro e esta era a única alternativa.

Compramos para um ônibus que sairia as 4h da manha de Domingo, em frente da própria agência e chegaria as 12 horas em Oruro....

Acordamos cedo, pegamos um taxi e as 3:45 já estavamos no local combinado. Pelo menos não estávamos sozinhos e mais umas 15 pessoas aguardavam o tal coletivo...

No horário combinado nada de ônibus, meia hora depois nada de ônibus e começamos a preocupar... Uma hora e meia depois surgiu o coletivo e embarcamos... nada de mais em se tratando de empresa boliviana, atraso é coisa normal...

Em nosso ônibus todos eram bolivianos que seguiam para o carnaval de Oruro com exceção de nós 4 e um turista americano que viajava sozinho.

Esta viagem foi um verdadeiro terror, ônibus com banheiro lacrado, parou apenas uma vez no meio da estrada para alivio de todos. As cholas nem se importavam e agachavam no chão sem nenhum constrangimento para urinar, com suas saias compridas servindo de barreira aos curiosos.

Na fronteira levamos quase 3 horas nos serviços de imigração e dali para frente a estrada piorou ainda mais, muita lama, chuva... numa parada rápida todos desceram para comprar um “almoço” e voltaram com um marmitex com ovo cozido e outras cozitas mais que deixaram o ônibus com um odor insuportável.

Lógico que ao meio dia não estávamos em Oruro, chegamos as 18h com 6 horas de atraso!!!

Não tínhamos reserva, o que nos preocupava, pois o Carnaval de Oruro, conhecido como “Patrimônio Inatingível da Humanidade” pela Unesco atraía todos da Bolivia para o famoso Carnaval!!

Busquei alguns próximos ao Terminal de Bus e quando não estavam lotados cobravam o olho da cara!!! Ficamos no primeiro que consegui vaga, sem exigir muita coisa do lugar...

Saímos para conhecer o famoso carnaval de Oruro.

 

Carnaval de Oruro:

20120307184207.JPG

 

 

 

20120307184233.JPG

 

 

 

20120307184259.JPG

 

 

A impressão foi estranha. Muito grupos de apresentam num desfile interminável de blocos e as pessoas simplesmente assistem, sentadas em uma arquibancada de madeira instalada por toda uma avenida.

Não existe qualquer interação da público com as pessoas que desfilam e sem qualquer demonstração de emoção. Muitas pessoas passam vendendo “café”, chá, e cerveja (quente) além de frascos com espuma que alegravam as crianças que faziam uma pequena guerra entre elas.

Na segunda feira não tinha mais desfile na avenida e tudo começou a ser desmontado. Neste dia próximo ao Santuário de Socavon, muitos grupos se apresentavam durante todo o dia, bem interessante, mas igualmente sem participação popular.

Na terça feira aconteceu uma verdadeira guerra de bexigas de água, espuma, pelas ruas de Oruro onde ninguém é perdoado. Passavam de carro ou a pé numa brincadeira divertida de molhar todos que estão nas ruas!!!

Na quarta feira bem cedo seguimos nosso destino: Cochabamba, onde um grande amigo boliviano nos aguardava com sua família para um dia inesquecível!!! Fomos recebidos com muito carinho, drinks e um banquete maravilhoso .

Passamos todo o dia em sua casa e a tardezinha nos levou para um tour por Cochabamba, cidade muito simpática e moderna, e nos deixou no aeroporto, onde embarcamos às 21h para Santa Cruz e em seguida para o Brasil.

 

Recepção calorosa na casa de um amigo boliviano casado com uma conterranea:

20120307184427.JPG

 

Chegamos em Vitoria às 18h de quinta feira após 21 horas entre vôos e conexões.

Devem estar se perguntando o por que do títuto “14 dias intermináveis...” mas transcorrida a viagem, a impressão que ficou é que aproveitamos de fato os 2 dias de expedição no Salar de Uyni (maravilhoso!!!!!) e também o dia que passamos com um amigo querido e sua família, pois o restante foi um tanto cansativo e sem coisas relevantes.

Não contávamos com tanta chuva no Atacama e o Carnaval de Oruro não se compara ao nosso Carnaval , seja ele no Rio de Janeiro, Salvador, Recife ou em tantas outras cidades onde imperam a alegria e diversão por todo o Carnaval.

Dizer que não foi proveitosa a viagem , estaria sendo injusto comigo mesmo. Quando decidimos botar a mochila nas costas devemos estar preparados para nos surpreender com coisas maravilhosas e também passar por situações adversas à nossa vontade.

Este sim o verdadeiro espírito mochileiro!!!

Editado por Visitante
Link para o comentário
Compartilhar em outros sites

  • Respostas 30
  • Criado
  • Última resposta

Mais Ativos no Tópico

  • Membros de Honra

Oi Wesley!

Ótimo relato!!! Sim, sim, sim... essa minha última viagem também me deixou com essa impressão, pois ficamos nos últimos 10 dias mais dentro do carro do que fazendo trekking, que a gente tanto gosta...

Puxa, que triste a chuvarada em San Pedro... Fiquei chocada. É o deserto mais seco do mundo... Ou pelo menos era... A imagem da igreja 'derretendo' é muito triste...

Concordo! Ao colocarmos a mochila nas costas devemos estar preparados pra tudo! Perrengues a parte fazem das nossas histórias mais hilárias...

Bjs e Boas Viagens!

Link para o comentário
Compartilhar em outros sites

  • Colaboradores

Ola Carla!!

Pois é, não cogitava nem em pensamento pegar muiita chuva em São Pedro Atacama, afinal la é o deserto mais seco do mundo... mas infelizmente TODOS os passeios estavam fechados e não saímos nem um dia da cidade (elameada) para nenhum tour. Uma pena, pois adorei SPA da primeira vez q fui.

O negocio é esperar a proxima mochilada que ja tem nome e sobrenome (Ecuador - Galapagos) em 01 set 12.

Bjs e Otimas Viagens !!!

Link para o comentário
Compartilhar em outros sites

  • Membros de Honra

Wesley,

 

Achei o "máximo" a sua trip, apesar dos "perrengues"

 

Realmente o "jeito mochileiros de ser" esta presente em seu "espirito" Quando colocamos a mochila nas costas temos que estar preparados para "planos B, C, D" e quantos mais forem necessários.

 

::otemo::::otemo::::otemo::

 

As fotos estão simplesmente maravilhosas.

 

::otemo::::otemo::::otemo::

 

Maria Emília

Link para o comentário
Compartilhar em outros sites

  • Colaboradores

OLa Maria Emilia,

 

E bota perrebgue nisso rsrsrs. Acho que para mim foi ainda pior, pois desta vez convidei 3 amigos que foram comigo. Logico q eles entenderam que a dificuldade maior foi a chuva no Atacama que realmente nao estava nos nossos planos. Para mim em particular criei uma espectativa muito grande, pois a minha trip anterior ao Atacama tinha sido simplesmente perfeita, e desta vez a natureza nao ajudou... paciencia motivo a mais para voltar pela terceira vez um dia... bjs

Link para o comentário
Compartilhar em outros sites

  • 2 semanas depois...
  • Membros

Grande Wesley.

Fiz finalmente o Salar agora em Março.

Não peguei alagdo, mas o q é aquilo, espetacular.

Fechei com a Tito Tours em Uyuni.

Cansativo demais pois fui e voltei por La paz com estradas pessimas mas é a vida. E conexões da Gol e Aerosur em Santa crus literalmente uma tristeza só. Praticamente demorei 1 dia entre voos e aeroportos para voltar ao Rio.

Mais um belo relato seu, pegar San pedro com chuva é como ir ao Rio com Neve rssss, q coisa !!!! A Igrejinha imunda rsssss

Resumiria Uyuni uma viagem para mochileiros aventureiros e Atacama se vc quiser tirar umas ferias lights, com 1 passeio por dia rs

Grande abraço

Link para o comentário
Compartilhar em outros sites

  • Membros

Wesley , legal seu relato irmao!!!

Cara esse é o problema , a gente acaba criando muita expectativa né?

Mas tenho certeza que valeu demais sua experiencia , e mesmo com os perrengues foi algo que valeu a pena demais .

Como dizem :MAIS VALE UM MAL DIA DE PESCARIA QUE UM BOM DIA DE TRABALHO !!! rS

 

Abraço

Link para o comentário
Compartilhar em outros sites

  • Colaboradores

Wesley,

 

grande relato rapaz,

 

agora nao diria q vc aproveitou tão pouco assim!

 

cara vc foi um dos poucos q viu o atacama encharcado! fala serio! vc viu isso! vc estava lá! presenciou uma visão su-realista... coisas assim tornam a viagem ainda mais especial, mesmo nao tendo feito tudo o q qeria, acredite, eu o invejo por ter visto algo q poucos presenciaram e menos ainda veram um dia...

 

e o salar espelhado... eu estive lá em 2009 e fiquei impressionado, mas ve-lo assim... karaio.... q visão...

 

a natureza sempre pode tornar ainda mais especial as nossas trips...

 

e ela sempre irá nos surpreender...

 

grande trip!

e boa viagem em setembro...

 

abraços

Noiscasa!

Link para o comentário
Compartilhar em outros sites

Participe da conversa

Você pode postar agora e se cadastrar mais tarde. Se você tem uma conta, faça o login para postar com sua conta.

Visitante
Responder

×   Você colou conteúdo com formatação.   Remover formatação

  Apenas 75 emojis são permitidos.

×   Seu link foi automaticamente incorporado.   Mostrar como link

×   Seu conteúdo anterior foi restaurado.   Limpar o editor

×   Não é possível colar imagens diretamente. Carregar ou inserir imagens do URL.


×
×
  • Criar Novo...