Ir para conteúdo
  • Faça parte da nossa comunidade! 

    Encontre companhia para viajar, compartilhe dicas e relatos, faça perguntas e ajude outros viajantes! 

Fernando Mello

TURQUIA 16 dias: Istanbul, Selçuk, Pamukkale, Capadóccia

Posts Recomendados

DIA 25/03 - SELÇUK - DAY TRIP EFESOS:

 

Acordamos por volta de 08:30h. Saimos para o café. Só havia nós no restaurante. Acho que o hotel estava vazio mesmo.

 

DSC02355.JPG

 

Por volta de 09:15h saímos para a nossa jornada ate' Éfesos. Paramos em um supermercado próximo ao hotel para comprar água, baratíssimo: 0,30 TL uma garrafa pequena. Compramos também algo para levar na mochila e na emergência ir comendo.

Seguimos pela avenida e paramos no Banco onde o meu cartão ficou preso. Já estava aberto. Entrei, tirei uma senha e logo o atendente/caixa me chamou. Perguntei se ele falava Inglês, ele respondeu que sim. Explicquei o caso e ele falou rápido com uma mulher, pegou a chave da máquina e a abriu. Retirou de lá 2 cartões e o meu não estava no meio. Mostrei a ele o VTM de minha cunhada. Eles logos reconheceram como Brasileiro, pois havia o nome Banco do Brasil em meu VTM. O vigilante falou alguma coisa em turco. O funcionário foi atrás do balcão onde trabalhava e voltou com meu cartão na mão. Me entregou sem nenhum problema. Agradeci a ele e saí dali com meu VTM na mão.

 

Seguimos pela avenida até encontrarmos a indicação do caminho:

 

DSC02213.JPG

 

DSC02215.JPG

 

A cidade é bem sinalizada e não tem comonão achar. Passamos no escritório das Informações Turísticas e descobrimos que o funcionário de lá já sabe falar algo em Português. Nos atendeu, nos deu um mapa dos lugares e logo saímos.

De Selçuk a Efesos são aproximadamente 3 km. A pé deve-se gastar uns 40 minutos a passos normais. É plano todo o trajeto e tem árvores no caminho, como numa alameda.

 

DSC02216.JPG

 

O caminho vai margeando uma rodovia, porém você tem espaço de sobra nesta alameda para andar.

Fomos andando tranquilamente e sem correira aproveitando a paisagem do local. Não tinha sol, porém estava agradável a temperatura.

 

DSC02225.JPG

 

https://lh6.googleusercontent.com/-lKZrtQwxDes/UX1h7pymBUI/AAAAAAAAAkI/iwnsTTwD0Eg/s400/DSC02226.JPG

 

Não tem como perder o caminho.

 

DSC02228.JPG

 

Nós encontramos duas turistas holandesas que também estavam indo para lá. Fomos conversando. Uma delas já havia vindo ao Brasil e falava português até bem. A outra apens no inglês. Andamos com elas um bom pedaço e depois nos separamos. Chegamos a entrada da cidade histórica. Antes porém paramos nas barracas que têm na entrada e fomos tomar o suco de romã.

 

DSC02235.JPG

 

Esta entrada que fomos é a mais perto de Selçuk que você pode acessar andando apenas no plano mesmo. não tem subidas. Há outra entrada que neste caso já há uma subida até ela.

Pagamos 25,00 TL por pessoa pelo ingresso. Compramos água para entrar e fomos nós.

 

Consta que Éfesos era uma das principais cidades do Império Romano. Chegou a ter 250.000 habitantes.

A cidade foi destruida por um terremoto em 614 d.c. Atualmente eles estão tentando recuperar algum detalhe de como a cidade era.

 

DSC02244.JPG

 

O Anfiteatro, ou Grande Teatro, tinha capacidade para 24.000 pessoas.

 

DSC02251.JPG

 

É muito interessante andar por estas ruinas. Chegamos a biblioteca de Celsus. Foi construido em 117 A.C. A fachada da biblioteca foi restaurada entre os anos de 1970 e 1980. Na frente, há 4 cópias de estátuas femininas que simbolizam: Sabedoria, Virtude, Inteligência e Conhecimento.

 

DSC02270.JPG

 

DSC02272.JPG

 

ë muita coisa bonita, mesmo em ruínas:

 

DSC02287.JPG

 

DSC02290.JPG

 

Muitas construções foram restauradas dentro do que foi possível. Em algumas eles preencheram o que "faltava" com cimento mesmo.

 

DSC02297.JPG

 

DSC02309.JPG

 

Mais próximo a outra entrada da cidade existe um outro anfi-teatro, bem menor, porém não menos interessante.

 

DSC02311.JPG

 

Seguimos até a saída. Logo em frente há alguns restaurantes e fomos comer algo. Esta sáida está na estrada que dá acesso a Casa da Virgem Maria.

Pedimos 4 pratos e 4 sucos. Pagamos 75,00TL por tudo, para os 4.

Ao lado tem um ponto de taxi. Negociamos com um taxista para que nos levasse a casa da virgem Maria. Eles tem uma tabela de preços e queria cobrar 80,00 TL para nos levar lá e nos deixar na cidade de Selçuk. Choramos e ficou por 60,00 TL. Detalhe importante. Não há transporte público para te levar a casa da Virgem Maria. Você deve ir de taxi ou alugar um carro (se encontrar). Ir a pé eu não aconselho. São 8 km e a subida depois de Éfesos é ingreme.

Combinado, fomos de taxi. Combinamos também ele ficar lá nos esperando por 30 minutos. Para entrar pagamos mais 15,00 TL por pessoa. O local tem restaurante e loja de lembranças. Não é permitido fotografar nem filmar lá dentro. Na entrada existe uma explicação em várias linguas, de como o local foi encontrado e como foi transformado em santuário pelos Cristãos.

A casa foi descoberta no século XIX através da descrição obtida através das visões da beata Ana Catarina, uma freira católica. As visões dela foram publicadas depois de sua morte.A Igreja Católica jamais se pronunciou sobre a autenticidade da casa por conta da falta de evidências aceitáveis, mas de toda forma mantém um constante fluxo de peregrinos no local desde a sua descoberta. Inclusive os Papas João Paulo II e Bento XVI já foram a este local.

 

Logo na entrada vê-se a imagem da Virgem Maria:

DSC02321.JPG

 

A casa foi encontrada, na época, com as paredes até a metada e sem o teto. há uma linha vermelha nas paredes que indica o ponto que foi encontrado e o que foi restaurado.

DSC02323.JPG

 

Não é permitido fotografar lá dentro. A casa é pequena porém muito aconchegante. Também há uma imagem da Virgem Maria lá dentro.

 

DSC02330.JPG

 

DSC02331.JPG

 

logo abaixo da casa existe um local, um muro, onde as pessoas colocam ali seus pedidos e graças. Estava cheio:

 

DSC02343.JPG

 

O local por ser alto é frio. Portanto dependendo do dia leve seu agasalho. Voltamos para o nosso taxi. Conforme combinado ele nos deixou na cidade de Éfesos, na "rodoviária".

 

DSC02349.JPG

 

Ai nesta rodoviária é um inferno de gente querendo te vender transfers, passes e coisas e tal. Um nos pegou e nos levou até o guichê dele, queria nos vender o bilhete para Pamukkale por 25,00 TL. Desconfiamos e não compramos nada. Fomos embora para o hotel. No caminho podemos observar as muralhas do castelo AyaSuluk.

 

DSC02353.JPG

 

Chegamos no hotel, deixamos algumas coisas lá, pois já estávamos cansados. Descansamos um pouco. Troquei infomações na recepção a respeito da "rodoviária". A moça falou que tem o guichê da empresa Pamukkale Turismo. ficava lá na Rodoviária mesmo, mas que todas vendiam os bilhetes. Voltamos depois a Rodoviária. Localizamos o Guichê da Pamukkale. Compramos os bilhetes por 25,00 TL, cada ::lol3:: . O mesmo preço que o rapaz queria nos vender. Bom, ficamos sem enteder o funcionamento deste sistema deles. Nosso ônibus para Pamukkale sairia as 15:30h.

De lá fomos comer algo. Achamos um café. Já estava noite.

 

DSC02360.JPG

 

De lá fomos andar na cidade novamente. Parecia que ela estava mais cheia que o dia anterior. Compramos algumas coisas por lá mesmo. O tempo começou a virar, começou a ventar muito forte ameaçando chover forte. Fomos em direção ao hotel e no caminho entramos numa padaria para comprar algo de comer para mais tarde. Não comprei estes pães mas fiz questão de registrar a beleza deles:

 

DSC02362.JPG

 

Compramos suco também. chegamos ao hotel por volta de 19:30h. Ficamos por lá, depois na recepção. Havia mais hóspedes no hotel.

No outro dia ainda íamos andar nas ruinas perto da cidade mesmo e no templo de Artemis.

Compartilhar este post


Link para o post
Compartilhar em outros sites

DIA 26/03 - SELÇUK - VIAGEM PARA PAMUKKALE:

 

Acordamos no mesmo horário, por volta de 08:30. amanheceu chovendo. Um frio suportável por conta da chuva. Ainda bem que tínhamos ido no dia anterior a Éfesos. Tomamos café e arrumamos as malas, pois tinhamos que entregar o quarto. Deixamos as malas na recepção ( não tinha um locker) e depois por volta de 10:30h saímos. Peguei um guarda chuva emprestado no hotel, pois só tinhamos trazido 1 na mala e a chuva ameaça piorar.

 

Fomos visitar as ruinas da igreja de São João. No caminho já chegando, pois é perto mesmo, a chuva veio com força. Tive até que colocar a capa de chuva para proteger mais.

Para entrar nas ruinas paga-se 8,00 TL. Porém a chuva ficou muito forte e resolvemos não entrar.

 

DSC02368.JPG

 

Além da chuva o frio apertou ::Cold:: . Mesmo assim fomos perto do Castelo. Minha esposa leu em algum relato que se você seguir pela rua de terra ao lado da Igreja de São João, você encontrará "umas casinhas dos turcos e com certeza alguém vai lhe mostrar" uma passagem na cerca por onde você consegue alcançar o Castelo. Não é que mesmo na chuva tinha um menino, molhado, molhado, lá na rua e o garoto nos levou até a passagem na cerca. ::hahaha::

 

DSC02374.JPG

 

O Castelo está fechado. Chegamos até as muralhas. A chuva voltou a ficar forte. O caminho é no meio do mato. Parece que estávamos fazendo algo errado ::lol4:: , andando ali, passando por um buraco na cerca. Então seguimos até perto do castelo e depois resolvemos voltar.

 

Então voltamos para a cidade e seguimos em direção ao Templo de Artemis.

 

DSC02377.JPG

 

No caminho a chuva foi ficando fraca, leve. Passamos em frente ao Ephesus Museum. Estava fechado para reforma. Então visita frustada. ::bad::::bad::

Continuamos seguindo para o caminho do Templo. O Templo de Artemis é no caminho para Éfesos, pertinho.

Chegamos lá. Já sabia o que ia encontrar.

 

DSC02388.JPG

 

DSC02394.JPG

 

É uma das 7 maravilhas do mundo antigo. Consta que tinha 127 colunas de mármore. Porém só sobrou 1. E ainda tem um ninho de cegonha em cima dela.

O local recebe muito ônibus de turistas e sempre você cai encontrar os vendedores querendo te vender algo.

De lá voltamos para o caminho da cidade. O dia foi abrindo e o sol apareceu. Deu até para dar uma paradinha no caminho para um breve descanso.

 

DSC02398.JPG

 

Fomos procurar um local para almoçar. Fomos a um restaurante, chamdo EJDER, bem em frente as ruinas do aqueoduto.

 

DSC02402.JPG

 

DSC02403.JPG

 

Comemos peixe, meatbal, beringela e salada. Para os 4, com as bebidas, pagamos 95,00 TL.

 

DSC02404.JPG

 

DSC02409.JPG

 

Detalhe, ele foi buscar o peixe na hora que pedimos. Então estava fresco.

 

DSC02411.JPG

 

Andamos mais um pouco pelo comércio da cidade e depois voltamos para o nosso hotel.

Ficamos esperando um pouco o horário do nosso ônibus. Deu tempo de experimentar um chá e ainda preencher o formulário do TripAdvisor referente ao hotel.

 

DSC02413.JPG

 

Um funcionário do hotel nos levou na "estação rodoviária" por cortesia do hotel. Deixei as malas com minha cunhada e resolvi ir ao banco tentar trocar um pouco de Euros. No banco peguei a senha 157 e ainda estavam no 114. Bom esperei uns 15 minutos na esperança que seria rápido. Ledo engano. Voltei para a rodoviária pois estava quase na hora do nosso ônibus.

O ônibus chegou pouco antes das 15:30h. Era um micro-ônibus.

 

DSC02414.JPG

 

DSC02415.JPG

 

Não era ruim, tinha até monitor de TV, com acesso a Pen Drive.

 

DSC02425.JPG

 

Só depois que o ônibus sai que o ´rodomoço" confere seu bilhete, anota tudo em uma planilha. Durante o caminho, o ´ rodomoço" serve um lanchinho com café ou chá.

 

DSC02430.JPG

 

Durante o trajeto ele passa em várias cidades, e a viagem é agradável.

 

DSC02432.JPG

 

Ele para apenas 1 vez para você esticar e fazer ´ xixi´ .

 

DSC02435.JPG

 

Chegamos em Denizli por volta de 19:20h. Você descena rodoviária de Denizli e o motorista te indica a Van que vai te levar para Pamukkale. Pegue suas malas e vamos nós. De Denizli a Pamukkale é pertinho, uns 20 km. A Van foi cheia. O motorista da Van pergunta quem já tem hotel reservado logo que sai de Denizli porém quando em chega em Pamukkale já para de cara em um local (Hotel) faz todo mundo descer e mostrar um quadro com o parque, e tentam de vender passeios turísticos, além da hospedagem. Acho que ficou umas pessoas por lá. Voltei para a Van e depois ele ainda parou na Ag. de viagem dele.

 

DSC02436.JPG

 

Ele perguntou para onde íamos depois de Pamukkale, se já tinhamos comprado o ticket. Como eu já tinha pesquisado que a passagem para Göreme, pela empresa Suha era 50,00 LT, esperei ele oferecer a dele. Para minha supresa ele vendia o bilhete pela Suha também. Já compramos ali mesmo nosso ticket para Göreme ao preço de 50,, TL por pessoa. Na verdade ele preencheu a mão um voucher. ligou para algum lugar, que deve ser a agência da Suha (Empresa de ônibus que fa o trajeto para Göreme) e marcou nossos lugares.

Achei estranho aquilo ali, mas fazer o quê, confiei que estava certo.

 

DSC02634.JPG

 

Voltamos para a Van e finalmente ele nos deixou em nosso Hotel. Hotel Melrose. Fomos atendido pelo sobrinho do dono e depois o prórpio dono chegou e nos levou para os quartos. O Memet é um senhor muito simpático e atencioso. Nem tomamos banho, descemos e fomos jantar no restaurante do hotel.

 

DSC02441.JPG

 

Subimos por volta de 21:30h e fomos descansar.

Compartilhar este post


Link para o post
Compartilhar em outros sites

DIA 27/03 - PAMUKKALE:

 

O dia amanheceu muito bonito. Acordamos por volta de 08:00h, descemos, tomamos nosso café, por sinal muito bom, com bastante fartura. Depois de tudo certo saímos para o nosso dia no Parque de Pamukkale. Do hotel até o acesso ao parque gasta-se em torno de 15 minutos a pe'. A Cidade é pequena, vive em função deste parque e das ruinas de Hierápolis.

No caminho fizemos câmbio em uma agência de viagem. 1 Euro= 2,25 TL. Preço próximo ao de Istanbul.

Para entrar no parque pagamos 20,00 TL por pessoa. Entramos pela entrada que fica bem próximo a cidade. Não tem erro e só seguir adiante. Existe outras entradas, inclusive para ônibus de turismo que é diferente.

 

Veja no mapa como é o local:

 

Pamukkale.pdf

 

Já na chegada temos uma bela vista do "Castelo de Algodão".

 

DSC02448.JPG

 

A formação calcárea desta área dá a impressão de parecer neve ou algodão. Porém é rocha mesmo.

Você entra e logo após uns 50 metros deve retirar os sapatos/tênis para subir. Tem que subir descalço. Portanto leve uma sacola plástica para colocar os tênis.

Logo no início da subida tivemos o prazer de encontrar nossas amigas holandesas que havíamos conhecido em Selçuk, no caminho para Éfesos. Foi uma festa só. Elas são muito simpáticas. Abraços e cumprimentos. Resolvemos seguir juntos a subida.

 

DSC02453.JPG

 

Nesta parte do parque você vai passando por piscinas naturais, porém não pode nadar, pode pisar na água, que por sinal é quentinha. É uma delícia. Por ser de calcário você não vai escorregar facilmente, mas vale a pena ter cuidado.

Há várias piscinas durante a subida, cada uma com um azul mais que o outro. Ah,não deixe de levar água, pois você sentirá sede.

O dia realmente estava maravilhoso. O Sol ajudou muito, pois embeleza ainda mais a paisagem.

 

DSC02461.JPG

 

DSC02462.JPG

 

DSC02469.JPG

 

DSC02471.JPG

 

Do alto você avista a cidade de Pamukkale e a parte baixa do parque, que tem acesso livre.

 

DSC02478.JPG

 

Dá vontade de entrar nas piscinas, principalmente por conta da temperatura da água.

 

DSC02482.JPG

 

Chegamos a parte alta. Descansamos um pouco e depois seguimos em direção onde se localiza os restaurantes e a piscina da cleópatra.

O local é muito bem cuidado.

 

DSC02515.JPG

 

Segundo consta, ali, na cidade de Hierápolis, Cleópatra ia ali nadar (Reza a lenda). Eles montaram o local, colocaram umas ruinas de mármore e coisa e tal. Tudo bonitinho para o turista ver e aproveitar. Você tem vestiário individual onde pode trocar de roupa e aproveitar a piscina. No final ainda tem um local com umas duchas para você usar.

 

DSC02485.JPG

 

DSC02486.JPG

 

DSC02487.JPG

 

Para você usar a piscina você tem que pagar 30,00 TL por pessoa e pode ficar quanto tempo quiser. Você paga 5,00 TL pelo Locker. portanto se você pensa em entrar na água não deixe de levar roupa de banho. Nós ainda pegamos no hotel toalhas emprestadas, pedimos na recepção. Lá no parque se você quiser pode comprar, mas é caro. ::bad::

A água é quentinha, em torno de 35 graus. Bom depois da subida é lógico que íamos aproveitar as piscinas. Nossas amigas holandesas também acharam o máximo. Fomos todos.

 

DSC02519.JPG

 

DSC02526.JPG

 

Lá ainda encontramos 2 outras brasileiras. Nossas amigas holandesas trabalham com água, uma é professora de natação e a outra é hidroterapêuta. De quebra ganhamos massagens na água, massagens relaxantes.

 

DSC02538.JPG

 

DSC02539.JPG

 

IMG_3478.jpg

 

Ficamos lá bastante tempo, acho que umas 4 horas, até enrugar.. ::lol3:: O dia ainda estava ajudando.

Depois saimos e nos secamos. Fomos comer alguma coisa. Nos despedimos de nossas amigas pois elas ainda iriam ficar mais na água.

Depois comemos pizzas (8,00 TL cada) e Kebab (12,00 TL cada) no restaurante ali mesmo.

 

Fomos visitar as ruinas de Hierápolis, logo ali pertinho. Há um mapa que indica como era a cidade no seu auge..

Há muito a se ver mas destaca-se o anfiteatro, enorme também:

 

DSC02544.JPG

 

DSC02559.JPG

 

Eles estão restaurando, montando o quebra-cabeças da fachada deste anfiteatro.

 

Seguimos e como o dia já estava acabando, fomos tirar fotos do pôr do sol refletindo nas piscinas que ficam em outro lado, que ainda não tinhamos visto.

Realmente é um show a parte. A beleza do local com a luminosidade do pôr do sol. O frio chegou junto e foi preciso se agasalhar bem.

 

DSC02565.JPG

 

DSC02575.JPG

 

DSC02577.JPG

 

DSC02581.JPG

 

DSC02583.JPG

 

Resolvemos então tomar rumo da cidade e voltar pelo mesmo caminho da entrada. Ai tiramos os tênis pois chega-se na parte de calcário novamente. Detalhe interessante: Como o sol já tinha ido e estava frio, o calcário que cedo estava tranquilho de pisar, ficou gelado. A gente começou a descer e sem brincadeira, começou a doer os pés com o frio que subida do calcário ::Cold:: . Quando dava a gente mergulhava os pés na água quentinha, aí era um alento, mas logo começávamos a descer e gelava novamente. Foi um martírio chegar até em baixo onde já podíamos calçar os tênis novamente. Mas valeu a pena.

 

DSC02589.JPG

 

DSC02590.JPG

 

DSC02600.JPG

 

Chegamos na cidade e fomos procurar um local para comermos. Logo entramos num restaurante, muito aconchegante.

 

DSC02604.JPG

 

Ai chegaram também nossas amigas holandesas. Foi novamente uma festa nossa. Pedimos espaguetti (8,00 TL) refri (4,50 TL). Ficamos lá até por volta de 21:00h. Nos despedimos, pois elas ainda não sabiam para onde iriram, estavam sem rumo. Trocamos e-mails. Voltamos para o Hotel e fomos descansar.

Compartilhar este post


Link para o post
Compartilhar em outros sites

DIA 28/03 - PAMUKKALE - IDA PARA GÖREME NA CAPADÓCCIA:

 

 

Amanheceu com sol. Acordamos por volta de 09:00h. Resolvemos arrumar tudo, as bagagens e deixar tudo certo antes de sairmos. Descemos, tomamos café e depois de tudo pronto descemos para o check-out. Acertamos nosso consumo e o hotel. Deixamos as malas na recepção e resolvemos sair. Já era próximo de 11:30h. Foi apenas eu e minha esposa passear na cidade. Não tínhamos feito uma programação para este dia. Na verdade, antes programamos que iríamos ver as ruinas de Afrodisías, que fica mais ou menos a 1 hora de Pamukkale. O tempo fechou e também já havíamos visto as ruinas de Éfesos e Hierápolis. Achamos melhor ficar quieto ali mesmo em Pamukkale, literalmente fazendo nada, descansando ou apenas curtindo a cidade ::otemo:: . Nosso ônibus para Göreme era 22:00h. tinha o dia livre.

 

Fomos andar. Ver lojinhas e coisas e tal.

Passamos perto do restaurante onde háviamos jantado na noite anterior e parei para tirar uma foto com o simpático proprietário:

 

DSC02612.JPG

 

A cidade estava um paradeiro só. Para vocês terem idéia entrei numa loja, olhei o produto, chamei e ninguém apareceu. Saí sem comprar. Na outra custei a ver o vendedor que estava no fundo, quase escondido, num canto escuro.

Infelizmente a maioria das excursões nem ficam em Pamukkale. Passam, vão para o Parque e logo se vão.

 

Fomos então na parte gratuíta do parque, onde tem um lago.

 

DSC02613.JPG

 

Ainda bem que fomos ao parque no dia anterior que estava lindíssimo e com Sol.

 

DSC02616.JPG

 

DSC02625.JPG

 

DSC02629.JPG

 

Depois de ficar ali um bom tempo, voltamos e fomos almoçar. Já era por volta de 14:00h. Paramos em um restaurante que não tinha nenhum freguês.

 

DSC02621.JPG

 

Pedimos um prato com arroz, batatas e frango. foi só nós entrarmos e pedirmos a comida, chegou mais gente. Acho que ficam esperando, se veem alguém comendo, entram.

 

DSC02618.JPG

 

Por este prato mais as bebidas pagamos 32,00 TL. Estava ótimo, quentinho e bem temperado.

 

DSC02619.JPG

 

Troquei mais 100 euros em um outro escritório de turismo, no mesmo câmbio de 1,00 euro= 2,25 Liras.

Andamos mais um pouco. acho que fomos em todas as ruas da cidade. Cheguei até a encontrar caixas eletrônicos na cidade. O tempo esfriou. Acho que a corrente fria vinha destas montanhas geladas ai:

 

DSC02624.JPG

 

Depois voltamos para o Hotel, pois ameaçava chover.

Encontramos nossos companheiros de viagem e esperamos a chuva passar.

Por fim pedimos ao proprietário do hotel que nos deixou onde íamos pegar o nosso transfer para Denizli e lá o ônibus para Göreme.

 

Deixamos nossas malas na agência de turismo e fomos comer nossa janta.

 

Fomos em um restaurante logo ali pertinho.

 

DSC02632.JPG

 

Depois voltamos para a agência. A Van estava marcada para as 20:00h. Atrasou e chegou já era 20:40h.

Subimos e fomos nós e mais outras pessoas para a Rodoviária de Denizli.

 

Denizli é uma cidade grande, porém o setor de embarque da rodoviária não é muito bom . Lá no prédio tem restaurante e lanchonetes.

O motorista da Van perguntou qual o ônibus nós íamos pegar. Informei a ele, Empresa Suha. Ele nos levou até próximo do local e indicou o local exato onde deveríamos esperar o ônibus. Estava gelado, muito frio este local. ::Cold::

 

DSC02637.JPG

 

Esse tal Ulusoy, pelo que entendi é um nome da empresa de ônibus também, porém a Suha para nesta plataforma.

 

DSC02639.JPG

 

Bom o ônibus era às 22:00h. Às 21:55 chegou alguém chamando passageiros da empresa Süha. O ônibus estava parado em outro local, no pátio da rodoviária, uns 100 metros a frente. Ainda bem que não estava chovendo.

 

DSC02640.JPG

 

O ônibus é muito confortável. com espaço bom. Estava bem vazio.

Não tem banheiro.

 

DSC02641.JPG

 

Logo que saiu o "rodomoço"passou e verificou nosso bilhete. sem problemas. Perguntou onde íamos descer e escreveu em sua planilha.

Durante a viagem ele serve café e um lanche. O ônibus parou por 3 vezes no caminho, duas a noite e uma já cedo, para o café da manhã. A viagem foi tranquilha. Os lugares onde ele parou eram bons e com boa infraestrutura. Na primeira parada foi logo depois de sairmos, uns 40 minutos. O local tinha jantar e tudo mais. Dormi boa parte da viagem. Noutro dia já estaríamos em Göreme, na Capadóccia. ::otemo::

Compartilhar este post


Link para o post
Compartilhar em outros sites

DIA 29/03 - CAPADÓCCIA - GÖREME:

 

Na última parada do ônibus tomamos café. Já estava de dia. A viagem foi muito boa e confortável, nada de solavancos dentro do onibus.

Após o ônibus passar por Nevsehir, andou um pouco mais e logo começamos a avistar a paisagem típica da Capadóccia:

 

DSC02649.JPG

 

DSC02650.JPG

 

Já estávamos chegando a Göreme. Na região existem cidades Pólo, como Nevsehir, Kayseri e Avanos. Göreme é uma cidade pequena, porém com uma boa infraestrutura para o turista. Tem bons restaurantes (para todos os preços) e seus hotéis na maioria que vi, tem os quartos em cavernas. Na cidade também estão algumas das empresas que fazem os voos de balão.

 

DSC02651.JPG

 

Chegamos por volta de 08:20h na cidade. O ônibus para bem em frente as agências de venda de pacotes e passagens e também em frente ao escritório de informações turísticas.

 

DSC02653.JPG

 

DSC02654.JPG

 

Pedimos ao rapaz do escritório de informações para lligar para nosso hotel, pois eles disseram que podíamos fazer assim. Demorou um pouco, cerca de 20 minutos para virem nos buscar. Depois descobri, logo que cheguei no hotel, que o próprio dono do hotel que nos buscou em seu carro. O Hotel era apenas uns 10 minutos a pé de onde estávamos. ::lol3:: vim primeiro com ele e nossas malas. Depois ele voltou e buscou minha esposa, a minha cunhada e o marido dela.

 

https://lh4.googleusercontent.com/-HNONf2KWIZY/UYGUeUxBI0I/AAAAAAAAAxs/fa6IaqGIpwc/s400/DSC02662.JPG

 

Ele nos ofereceu o café do hotel e e'claro que tomamos, na maior cara dura. ::otemo::

Depois do café fomos verificar nossas reservas e tudo mais.

Os quartos ainda não estávam disponíveis pleo fato de ser ainda cedo. Ficamos ali na recepção e o dono do hotel veio até nós para oferecer seus pacotes. Dissemos que já tinhamos reservado um guia nos 2 dias seguintes, pela internet, que nos levaria em seu carro para conhecer as principais atrações. Falei também que já tinhamos reservado o passeio de balão com uma empresa, também pela internet. Ele perguntou o preço que havíamos reservado. Disse 90,00 Euros. Depois ofereceu um pacote para a noite turca na cidade de Avanos, 10 km de Göreme. Por 75,00 TL, por pessoa, teríamos o translado ida-e-volta, jantar com entrada e prato principal, bebida e os shows, onde teria os dervihes, casamento turco e outros com danças típicas da Turquia. Fechamos este pacote com ele.

Sobre o passeio de balão ele voltou e disse que ele tinha uma agência que fazia o passeio também porém era mais caro, porém o seu primo também tinha uma agência, mais nova, que podia fazer por 80,00 Euros/por pessoa o passeio. ::cool:::'>

Bom, disse que estava ótimo o preço, mas como já tínhamos marcado com a outra empresa, tentaríamos entrar em contato com eles primeiro, para confirmar se estava tudo certo conforme combinamos por e-mail e que se caso não obtivéssemos um retorno deles faríamos com seu primo, porém confirmaríamos depois.

 

 

O hotel liberou o quarto de minha cunhada primeiro. O nosso estava demorando e saimos ali perto mesmo, para conhecer.

Por volta de 11:00h voltamos parao hotel. Deve ter havido alguma confusão com os quartos. O dono do hotel expliccou que estavam cheios e nos colocou numa suite master. O quarto era muito grande. ::otemo:: Ganhamos um "Upgrade'" de quarto.

 

Tomamos banho, nos trocamos e por volta de 12:30h saímos para almoçar. Antes porém minha esposa passou um e-mail para a agência, já que foi ela quem fez todo o contato para a reserva do passeio de balão, tentando obter a confirmação de nosso voo para o dia seguinte. A agência (Aladim Balões) era na cidade de Avanos.

 

Fomos em um restaurante no "centro" perto do riacho. Pagamos 59,00LT por espaguetti, um prato com carne e outros 2 com frango mais saladas suco e vinho.

 

DSC02678.JPG

 

Minha esposa ainda entrou no restaurante para ver como eles fazem os pães e as massas das Pidas (pizzas):

 

DSC02679.JPG

 

DSC02682.JPG

 

Depois do almoço fomos explorar a cidade, como não é grande, a pé você faz tudo mesmo.

 

DSC02685.JPG

 

DSC02687.JPG

 

DSC02694.JPG

 

Sorte que não chove muito nesta região:

 

DSC02704.JPG

 

Fomos nas lojas comprar algumas coisinhas já. Não deixe de negociar.

 

DSC02713.JPG

 

Tem umas estruturas em Göreme que são muito interessantes. Dá para acreditar em alguém morando ai dentro?

 

DSC02717.JPG

 

Já no final da tarde fomos caminhando até o mirante da cidade, de poderíamos avistar longe.

 

DSC02732.JPG

 

DSC02734.JPG

 

DSC02738.JPG

 

Lá em cima o frio aperta, principalmente no pôr-do-sol:

 

DSC02743.JPG

 

DSC02756.JPG

 

DSC02760.JPG

 

O dia ajudou muito para belas fotos do local.

 

DSC02767.JPG

 

Voltamos para o hotel. Quando chegamos procuramos ver se tinhamos resposta do e-mail. Nada !!

Sendo assim fechamos com o dono do hotel por 80,00 euros o passeio (é em euros mesmo).

 

Um pouco mais tarde o e-mail chegou, dizendo que tinham ligado no hotel (procurando pela Sra. Gelma, minha esposa) mas disseram que ela não estava hospedada lá.

Ai descobrimos nosso erro. ::putz:: As reservasdo hotel foram feitas em meu nome e de minha cunhada. Minha esposa quem fez os contatos com a empresa de balão. Logo ao procurarem por ela no hotel, em resposta ao e-mail, não a encontraram. ::hein: Confusão a parte ::toma:: ficamos com a empresa do primo do dono do hotel.

 

Bom de qualquer forma ainda ganhamos o transfer para o aeroporto de Nevsehir, pois hávíamos contratado 2 pacotes com o hotel (noite turca e passeio de balão). ::cool:::'>

 

Depois de toda esta confusão, fomos jantar em um restaurante perto de onde almoçamos.

Pagamos 52,00 TL por Pizza, sopa, cerveja e suco.

 

DSC02772.JPG

 

voltamos parao hotel por volta de 20:00h. O nosso passeio de balão era no dia seguinte e tinhamos que acordar cedo, já que eles iriam nos pegar às 5:00h da manhã.

Compartilhar este post


Link para o post
Compartilhar em outros sites

DIA 30/03 - PASSEIO DE BALÃO - GÖREME (CAPADÓCCIA):

 

Neste dia levantamos bem cedo, às 04:15h. Nossa van viria nos pegar no hotel por volta de 05:00h. Atrasou uns 10 minutos, mas logo chegou. Depois de pegar outras pessoas em outros hotéis a van nos deixou no "ponto" de encontro de todos que iriam fazer o passeio, e onde também a gente recebe o café da manhã da agência. Nós também recebemos um crachá, com a fita vermelha que iria indicar em qual balão faríamos o passeio.

O local estava com muitas pessoas, descemos e fomos tomar nosso café, que era simples, porém suficiente.

 

DSC02776.JPG

 

Já estava preparado para o passeio, bem protegido do frio.

 

DSC02777.JPG

 

Como já disse voamos pela Air Capadókia balloons:

 

DSC02779.JPG

 

Depois eles vão chamando as pessoas pelas cores de seu crachá e te direcionam para as vans. Logo saem as vans e vão para o local onde estão os balões para o passeio. O local é perto de Göreme, bem perto.

 

DSC02780.JPG

 

Há muitos balões em terra sendo preparados para o voo, e outros balões já estavam voando. Ë muito legal. Fica um barulho muito alto dos ventiladores enchendo os balões.

 

DSC02785.JPG

 

Deppois de cheio, eles nos ajudam a subir no cesto do balão. Nosso balão cabia 24 turistas e 2 pilotos. O Cesto é dividido em 5 partes. Os pilotos vão no centro. As outras partes cabem cada uma 6 pessoas. Assim evita-se que você fique andando dentro do cesto. O espaço é bom. O piloto dá algumas instruções de segurança, em caso de pouso forçado.

 

DSC02799.JPG

 

Logo logo começamos a subir. A sensação é de leveza mesmo. Não é rápida a subida, mas logo você já fica bem alto. Aos poucos você vai vendo a bela paisagem e os demais balões subindo junto.

 

 

DSC02818.JPG

 

Durante o passeio um dos pilotos vai falando (em inglês) e apontando os pontos turísiticos da região.

 

DSC02825.JPG

 

DSC02828.JPG

 

Em determinados momentos você passa muito perto de certos morros.

 

DSC02843.JPG

 

O dia estava perfeito, sem nuvens e com um frio suportável.

 

DSC02845.JPG

 

DSC02854.JPG

 

DSC02860.JPG

 

DSC02862.JPG

 

Já próximo do final do passeio, ele sobe o balão mais ainda apra que possamos admirar a paisagem bem do alto.

 

DSC02864.JPG

 

DSC02865.JPG

 

Nosso passeio durou cerca de 1 hora. Ele vai descendo suavemente e logo vem se aproximando a equipe de apoio, que está em terra. com a ajuda desta equipe o balão pousa bem em cima da carretinha que vai levar o cesto embora.

 

DSC02874.JPG

 

Tudo certo com o voo. um espetáculo !! Valeu os 80,00 Euros.

 

DSC02888.JPG

 

Enquanto eles juntam e arrumam o balão, nosso piloto foi preparando o brinde, com suco de uva e champanhe.

 

DSC02895.JPG

 

DSC02896.JPG

 

DSC02900.JPG

 

Lá vai o cesto do balão embora....

 

DSC02907.JPG

 

Depois eles vão entregando os certificados de voos para cada um.

 

DSC02918.JPG

 

Cada balão a seu tempo vai pousando em locais determinados.

 

DSC02920.JPG

 

De lá a van nos levou diretamente para o nosso hotel. Quando chegamos lá, fomos tomar nosso café da manhã.

 

DSC02924.JPG

 

Fomos arrumar nossas coisas para o nosso passeio com o guia.

Nós contratamos este guia através de relatos que lemos na internet. Preferimos fazer o passeio com o guia, pois sozinhos lá, teríamos que alugar um carro ou entrar nos pacotes das agências locais. Achamos um guia que fala português, porém ele estava ocupado neste período. Assim ele nos indicou o guia que contratamos, que fala espanhol. Desta forma nós todos podíamos entender o que ele explicava. É claro que isto tudo teve um custo. Pagamos 200 Euros (para os 4) por dia para o guia. Já estava incluso o carro para o transporte.

Por volta de 09:30h ele chegou. muito educado. Para nossa surpresa o carro era uma Van, com motorista, para nós 4. ::otemo::::otemo::

 

1ª PARADA: VALE DOS MONGES OU PASABAGI (em turco):

Nesse local é possível observar exemplares de chaminés de fadas com diferentes tipos de chapéus, incluindo aí as mais finas da região que parecem que vão desabar com o primeiro vento forte que soprar. Em Pasabagi há uma igreja numa caverna, um camelo disponível para fotos com turistas e pés de damasco (fruta comum na região).

 

DSC02955.JPG

 

DSC02950.JPG

 

DSC02948.JPG

 

DSC02941.JPG

 

DSC02940.JPG

 

DSC02938.JPG

 

--OzB[img]nNqIfLI/UYRS1ePIFKI/AAAAAAAAA4Q/U3rFu5cb6ag/s400/DSC02936.JPG[/img]

 

Aproveitamos para tomar um suco e comer um Gosleme (espécie de panqueca recheada com queijo, batatas e espinafre);

 

DSC02932.JPG

 

DSC02958.JPG

 

DSC02957.JPG

 

 

2ª PARADA: VALE DA IMAGINAÇÃO.

É uma área cujo relevo lembra muito a superfície da lua e que também contém formações exóticas que remetem a animais, como por exemplo: camelo, tubarão, cachorro, etc, daí o nome do local.

 

DSC02960.JPG

 

DSC02962.JPG

 

3ª PARADA: COOPERATIVA DE TAPETES EM AVANOS.

É uma coperativa do governo localizada na cidade de Avanos.

Fomos atendidos por um funcionário que falva um português muito fluente e melhor do que muitos brasileiros, incrível. Aí descobrimos que ele já morou no Brasil. Tivemos um atendimento muito bom nesta cooperativa. O funcionário, muito educado, nos guiou durante toda a visita e nos explicou tudo a respeito dos tapetes turcos, desde a diferença entre os fios (de seda, lã ou algodão) até sobre a diferença entre os pontos turcos ( que são duplos) para outros pontos usados em outros tapetes.

 

DSC02967.JPG

 

É possível imaginar que em um tapete de seda, dependendo do fio, pode existir até 600 pontos por centímetro quadrado ??? ::ahhhh::::ahhhh::

Pois é, existe sim e nós vimos com são feitos. E ainda, feitos todos a mão, é incrível. ::cool:::'> ::cool:::'>

 

DSC02976.JPG

 

Os tapetes turcos remetem a uma tradiçào deles, que também passa por um aspecto social de manter as pessoas no interior, por isto estas cooperativas do governo.

Também nos explicou como é feito o fio da seda, desde o casulo até a sua industrialização. Muito interessante. tudo muito bom e bonito.

Por último fomos a uma sala onde eles nos mostraram, com muita educação e paciência, os tapetes que eles tem para vender e claro os seus preços.

 

DSC02998.JPG

 

Depois te toda a aula sobre tapetes, você até entende o motivo deles custarem o que custam. É um produto todo artesanal, autêntitco.

 

DSC02999.JPG

 

Só para ilustrar tem tapete que custava o preço de 1 apartamento, pode? Pode sim, pois realmente vale quanto custa. É uma verdadeira obra prima. Mas tem outros mais baratos, mais acessíveis. O interessante é que eles te explicam tudo, como dividem no cartão e como você pode ter a certeza de receber em casa o que você comprou lá.

 

Mas infelizmente demos um jeitinho brasileiro e saimos sem comprar, afinal de contas se eu comprasse um tapete de R$9.000,00, não teria nem coragem de pisar nele. ::lol4:: Vale a pena conhecer o local.

 

4ª PARADA - ALMOÇO EM AVANOS

Já era por volta de 13:30h quando fomos almoçar. Paramos no Han Restaurante, em Avanos. É um local com Buffet. Você paga um preço único de 25,00 TL por pessoa e pode comer a vontade, self-service. Está incluída a sobremesa. Tem muita variedade mesmo. Acho que foi o lugar que comi melhor em toda a Turquia. Saladas, pratos quentes, pastas, sopas e muitas sobremesas. Muito bom mesmo, recomendo. ::otemo::

 

DSC03005.JPG

 

DSC03004.JPG

 

DSC03001.JPG

 

DSC03002.JPG

 

5ª PARADA - ÇAVUSIN:

Çavusin é um pequeno vilarejo próximo a Göreme que possui a única mesquita da Turquia construída na pedra, na caverna.

 

DSC03007.JPG

 

DSC03008.JPG

 

DSC03018.JPG

 

6ª PARADA: GÖREME OPEN AIR MUSEUM - MUSEU A CÉU ABERTO:

Pagamos 15,00 TL por pessoa para entrar. Neste ponto que reúne várias Igrejas e monastérios dentro das cavernas. Os crsitãos habitavam esta região. Existem várias pinturas e afrescos originais daquela época. As mais comuns são as de São Jorge matando o dragão e São Basílio. O museu é perto de Göreme, aproximadamente 1 Km, pode-se ir a pé.

Na parte dos monastérios você ainda pode ver onde era os refeitórios, cozinhas.

Infelizmente não é possível fotografar dentro das Igrejas, mas nós conseguimos fotografar 1, onde o vigia não estava perto.

 

A Igreja Negra ( Black Church) é visitada a parte e você paga mais 8,00 TL para visitá-la.

 

DSC03022.JPG

 

DSC03036.JPG

 

DSC03040.JPG

 

DSC03042.JPG

 

DSC03044.JPG

 

DSC03049.JPG

 

DSC03057.JPG

 

DSC03058.JPG

 

Depois desta visita, voltamos para o hotel. Já era 17:00h. Fomos descansar um pouco e nos preparar para a noite turca.

 

NOITE TURCA:

Conforme combinado, a van veio nos buscar por volta de 19:30h.

Como já disse anteriormente pagamos 75,00 TL por pessoa por esta noite turca, que incluía, a janta, com bebida, entrada, prato principal (carne ou peixe), o Show e o transfer.

Fomos ao Evranos Restaurant.

É uma caverna também. O local é grande, com as mesas ao redor da área onde vai acontecer o show. chegamos lá pouco antes da 20:00h. Logo nos acomodamos em uma mesa que nos indicaram, para 4 pessoas.

Logo começou o Show. Teve dança dos Derviches, cerimônia de casamento turco, dança do ventre e outra várias apresentações de danças típicas.

Durante isto, nós fomos muito bem servidos com comida ( a entrada tinha muitas pastas, pães azeitonas) e bebida. Senti falta de um prospecto em que explicasse cada dança, pois nem mesmo era anunciada a atração seguinte. Terminava uma e logo entrava a outra. Foram mais de 2 horas seguidas de apresentação. De bebidas tinha vinho branco, tinto água e refri.

No final estava muito satisfeito com a comida.

O show acabou as 22:35h. Muito bom mesmo. ::otemo::

 

DSC03063.JPG

 

DSC03068.JPG

 

DSC03080.JPG

 

DSC03092.JPG

 

DSC03096.JPG

 

DSC03100.JPG

 

DSC03103.JPG

 

DSC03105.JPG

 

DSC03110.JPG

 

DSC03113.JPG

 

DSC03118.JPG

 

 

Voltamos para a van e logo chegamos no nosso hotel. Cama e repouso, pois o dia tinha sido um batidão.

Compartilhar este post


Link para o post
Compartilhar em outros sites

Fernando,

 

Parabéns pelo relato...mto bom e de grande valia para nós mochileiros.

Estou planejando uma trip pelo leste europeu e Turquia em novembro/2013. Para a Turquia separei 10 dias, divididos da seguinte maneira:

Istambul 14/11 a 16/11

Capadócia 17/11 a 19/11

Pamukkale 20/11

Istambul 21/11 a 23/11

 

Tenho umas dúvidas e se vc puder ajudar agradecerei.

 

Vc acredita que 1 dia e uma noite em Pamukkale são suficientes? Vale a pena ir lá mesmo com o friozinho da época?

Ja comprei a passsagem aérea de Istambul para Capadócia e planejo ficar lá durante 2 noite e 2,5 dias...acha blza tb?

Até agora não tenho cia para viajar...isso não é muito problema para mim, pois já fiz várias trips sozinho, porém para destinos um pouco mais agitados...acha que o roteiro Capadócia/Pamukkale é meio entediante para fazer sozinho?

 

Abço!!

David Cruz

Compartilhar este post


Link para o post
Compartilhar em outros sites

Oi David,

 

Obrigado pelo elogio. ::otemo:: Bom ainda vou terminar meu relato. Estive muuuiiitttooo ocupado nos últimos fins de semana ::sos:: , meio sem tempo para terminar. Porém com certeza termino tudo ainda este mês.

 

Veja bem, em Pamukkale você tem o parque com as piscinas de águas termais (castelo de algodão) a cidade de Hierápolis (ruinas) e também pode ir a Afrodisiades (perto de lá, mas eu não fui). Acho que 1 dia e uma noite são sim suficientes. Com relação ao frio, eu fui bem no final de março e as noites estavam frias, porém de dia a temperatura estava agradável e como a água é termal, o friozinho não incomodou.

Os dias que você separou para a capadóccia são suficientes sim. Você terá muitos lugares para ver e vários roteiros (ainda vou terminar esta parte no meu relato). Não deixe de fazer o passeio de balão por conta do acidente ocorrido. Eu iria novamente se voltasse a Capadóccia. Vale muito a pena. ::otemo::

O roteiro da Capadoccia a Pamukkale é um pouco longe, eu fiz de ônibus (sentido contrário) e à noite (veja no relato). Não sei como você está pensando em ir, mas de ônibus é muito legal e confortável.

 

Qualquer outra duvida pode perguntar.

 

Fernando.

Compartilhar este post


Link para o post
Compartilhar em outros sites

Oi Fernando,

 

Mais uma vez obrigado pela ajuda.

Então, fechei as passagens de IST - Kayseri/ Denizli - IST,pois estavam muito baratas. O trecho Goreme - Pamukkale pretendo fazer de bus...já havia lido seu relato sobre a viagem e decidi pelo bus mesmo.

Ansioso para ler o final do relato kkkk

Abço!!

Compartilhar este post


Link para o post
Compartilhar em outros sites

DIA 31/03 - GÖREME - CAPADÓCCIA:

 

Acordamos um pouco mais tarde, pois combinamos com o guia para nos pegar por volta de 09:00h. Era domingo e é bom levantar um pouco mais tarde.

Tomamos nosso café e logo às 9:00h o nosso guia chegou juntamente com a van para nosso dia de passeio pela região.

 

1a. PARADA - CASTELO DE UÇHISAR: O castelo de Uçhisar fica a aproximadamente 5 Km de Göreme. É uma das localidades mais típicas da Capacóccia, com suas casas confundindo-se com a paisagem rochosa tão característica da região. O famoso rochedo do local derviu de fortaleza e refugio no passado. Hoje não é mais possível entrar dentro do castelo, podendo-se observa-lo de longe, ou até mesmo chegar até lá em cima, de onde tem-se um vista da região.

 

No local há algumas (poucas mesmos) barracas de artesanto.

 

DSC03159.JPG

 

DSC03128.JPG

 

DSC03151.JPG

 

DSC03153.JPG

 

DSC03166.JPG

 

2a. PARADA - VALE DOS POMBOS OU VALE DOS PÁSSAROS:

O vale tem este nome por conta de várias casas de pássaros que foram esculpidas nas cavernas. Os pássaros antigamente eram muito importantes para os cristãos pois forneciam os pigmentos para pintar os afrescos e cerâmicas, por isto foram feitas tantas casas nas rochas, para protege-los.

No vale é possível encontrar uma árvore repleta de olhos turcos. Há árvores similares em outros pontos turísticos, mas esta é realmente bem caprichada. A supertição diz que o olho turco ajuda para espantar o mau-olhado.

 

DSC03174.JPG

 

DSC03182.JPG

 

DSC03184.JPG

 

3a. PARADA - AS TRÊS BELAS:

As 3 belas é um mirante onde estão localizadas as três chaminés-de-fadas mais famosas da Capadóccia, conhecidas como "As Três Belas";

Bem ao fundo a gente pode observar o monte Erciyes (ibservado também por nós no passeio de balão). Trata-se de um vulcão adormecido, e hoje coberto de neve, que foi um dos resposáveis, há ilhões de anos, pelas formações rochosas da região da Capadóccia.

Interessante sobre as 3 Belas é que dependendo do local de onde você observar, você não consegue distinguir as 3 formações.Sendo assim ande um pouco mais a frente que logo você as enxerga.

 

DSC03186.JPG

 

DSC03188.JPG

 

DSC03190.JPG

 

DSC03198.JPG

 

4a. PARADA- CAMINHADA NO VALE VERMELHO:

Bem agora nós fomos testar nosso fôlego e caminhar pelo Vale Vermelho. Existe os vales rosa e vermelho. Eles têm estes nome por conta da colaração das rochas presentes nos vales.

Nossa programação incluiu uma caminhada de mais de 1 hora através do vale, ate'chegarmos a cidade de Çavusin (onde já havíamos estado no dia anterior).

No local existem várias placas indicativas das trilhas.

O Sol já estava bem alto, pois já era próximo a 12:00h, poré o calor não era forte. Estava bem agradável. Durante nossa caminhada tranquilha o nosso guia foi nos dando várias informações sobre os locais e também sobre a vida na Turquia. Nada melhor do que um bate papo informal para ir conhecendo sobre a cultura dos turcos, religião e seus costumes. Foi muito boa esta caminhada e não foi cansativo.

Antes do final encontramos um senhor (surdo-mudo) com uma criança vendendo água, suco de romã e laranja. Estavam estrategicamente localizados. É claro que paramos para nos refrescar e descansar um pouco. Interessante que o rapazinho não deu 1 centavo de desconto. ::hahaha::

Chegamos a Çavusin nossa van já estava nos aguardando. Compramos mais água e logo fomos para nosso próximo destino.

 

DSC03205.JPG

 

DSC03206.JPG

 

DSC03216.JPG

 

DSC03218.JPG

 

DSC03221.JPG

 

DSC03223.JPG

 

DSC03225.JPG

 

DSC03231.JPG

 

DSC03235.JPG

 

DSC03238.JPG

 

DSC03239.JPG

 

DSC03242.JPG

 

 

5a. PARADA - VALE DO AMOR:

 

O Vale é localizado próximo a Göreme. Ele tem este nome por causa do formato sugestivo das Chaminés-de-fadas do vale. Elas se parecem com o órgão sexual masculino.

É possível fazer até uma caminhada neste vale, mas nós não fizemos. preferimos observar de longe mesmo as formações.

 

DSC03246.JPG

 

6a. PARADA - CARAVANÇARAI SARUHAN (KERVANSARAY SARUHAN)

Caravansarai era um estabelecimento do tipo hoteleiro que se destinava a mercadores viajantes. Geralmente esses estabelecimentos também tinham funções de armazém ou entreposto comercial e situavam-se à beira de estradas, embora também fosse comum existirem em áreas comerciais de cidades, sendo usual nestes casos que fossem também mercados. Havia um local separado para os animais . Os caravançarais tinham uma função importante no apoio aos fluxos comerciais, proporcionando um local seguro onde os comerciantes em viagem, frequentemente estrangeiros, podiam descansar tendo as suas mercadorias e gado em segurança. Nós visitamos o Saruhan, onde a noite funciona como local para show dos derviches dançantes. O local estava bem preservado e muito bem organizado. Havia uma loja de souvenir.

Há um pátio central com uma fonte. O local é bem agradável.

 

DSC03262.JPG

 

DSC03263.JPG

 

DSC03268.JPG

 

DSC03271.JPG

 

6a. PARADA - ALMOÇO.

Já era bem mais do que 13:30h quando fomos almoçar. Fomos no mesmo restaurante que havíamos ido no dia anterior, pois estávamos perto do mesmo e realmente a comida naquele local era excelente, muito boa mesmo. ::otemo::

Após o almoço, nosso guia nos deixou, pois estava queixando-se de dores no ouvido desde cedo. Segundo ele estava incomodando muito e iria no médico. ::bad::

Bom, faltava apenas a visita a uma fámilia de artesão (fábrica de cerâmicas). Como lá nós seriámos guiados pelos prórpios funcionários do local, não achamos ruim.

 

7a. PARADA - OMURLU (Cerâmicas e porcelanas).

Fomos recebidos por um funcionário que havia morado no Brasil e era casado com uma brasileira. falava bem o Português. Foi fácil entender todas as explicações.

Primeiro conehecemos o processo de fabricação dos potes, jaros utilizando-se de tornos manuais.Minha esposa até se aventurou a manejar o torno. ::cool:::'> ::cool:::'> Ele nos explicou todo o processo, desde a fabricação da peça com a argila até sua pintura e vitrificação. Realmente é um trabalho magnífico, digno de paciência e dedicação destes artesãos.

Ficamos na fábrica um bom tempo.

 

DSC03278.JPG

 

DSC03283.JPG

 

DSC03288.JPG

 

DSC03289.JPG

 

DSC03290.JPG

 

DSC03292.JPG

 

Bom assim encerramos nossa visita guiada. Pegamos a van e o motorista nos deixou em Göreme. Pedimos para descer no centro da cidade. Já era por volta de 17:00h. Fomos andar pelas lojas para comprar algumas lembranças e coisas para nós mesmos. Lembre-se que sempre você deve negociar com o comerciante. É o lema deles.

Por volta de 18:00h voltamos para o hotel. Aí que descobrimos que estávamos no horário de verão Turco ::putz:: Havia começado naquele domingo ::toma::

O Celular havia ajustado automaticamente a hora e nem percebemos ::hahaha::

Depois do banho descemos para o centro fomos comer algo.

Entramos em um restaurante, pertinho da parada de ônibus. Baratinho, pequeno, aconchegante - Café Safak. Pagamos 18,00 TL para o casal pela Gosleme e sucos.

Por volta de 20:30h voltamos para o hotel. Acertamos com o dono do hotel nosso transfer para o aeroporto de Nevsehir. Gratuito, pois havíamos feito 2 pacotes com ele (passeio de balão e noite turca) ::otemo::::otemo:: .

Compartilhar este post


Link para o post
Compartilhar em outros sites

Participe da conversa!

Você pode ajudar esse viajante agora e se cadastrar depois. Se você tem uma conta,clique aqui para fazer o login.

Visitante
Responder

×   Você colou conteúdo com formatação.   Remover formatação

  Apenas 75 emoticons no total são permitidos.

×   Seu link foi automaticamente incorporado.   Mostrar como link

×   Seu conteúdo anterior foi restaurado.   Limpar o editor

×   Não é possível colar imagens diretamente. Carregar ou inserir imagens do URL.




×
×
  • Criar Novo...