Ir para conteúdo
  • Faça parte da nossa comunidade! 

    Encontre companhia para viajar, compartilhe dicas e relatos, faça perguntas e ajude outros viajantes! 

Entre para seguir isso  
saulo wds

Duas Rodas na Rota das Missões

Posts Recomendados

Rota das Missões

 

 

Eu tinha acabado de concluir a Expedição Farroupilha até que cheguei em São Miguel das Missões,

foi então que decidi que eu tinha que conhecer melhor toda aquela historia das Missões,

resolvi ficar mais três dias por ali e conhecer também um pouco mais das Missões Argentinas e Paraguaias.

Compartilhar este post


Link para o post
Compartilhar em outros sites

Rota das Missões

 

São Miguel das Missões

 

 

Não é de cedo, que ouvimos o ditado, As aparências enganam.

 

Cheguei em São Miguel das Missões num final de tarde cinza, chuviscando e frio de rachar, "Uma leve brisa, segundo os Gaúchos."

Dezesseis km antes fiquei impressionado com o Portal da cidade, porem ao chegar na cidade se antes não tivesse sido recomendado a me hospedar o Hostelling International Pousada das Missões, confesso que teria voltado dali mesmo, imaginei e me perguntava, me ferrei, rodei pra caralho só para ver uma igreja velha?

Mesmo que eu quisesse voltar não era conveniente já passava das 15:00 hr. então fui até a pousada, e não é que fiquei impressionado? novamente pensei, uma estrutura dessas somente para receber turistas para visitarem uma igreja? deve ter algo mais por aqui.

Ao me instalar na pousada mencionei a recepcionista que sairia no dia seguinte bem cedo, então ela me diz assim, se o senhor for rápido ainda da tempo de visitar as ruínas ainda hoje, antes que anoiteça; Eu nem estava assim tão interessado, na verdade eu estava cansado queria mais era descansar , mas a empolgação dela me fez ficar curioso, tirei minhas tralhas da Moto e corri lá par visitar a tal Ruína.

 

DSCN2452.JPG

 

Muito Frio e a garoa chegou junto comigo no Portal de São Miguel das Missões.

 

DSCN2460.JPG

 

Recomendo a Pousada das Missões para quem vais a São Miguel, fica a menos de cem metros das Ruínas e tem ótimas instalações.

 

 

Eu era o único visitante daquela tarde gelada e na entrada do Sitio Arqueológico me perguntaram se eu já queria comprar o ingresso para assistir o Espetáculo de Som e Luz que acontece todas as noites a partir das oito da noite. meio descrente que pudesse acontecer o espetáculo por causa do frio, mesmo assim comprei o ingresso para a noite também.

 

DSCN2461.JPG

 

Num lance de sorte a garoa parou exatamente quando entrei no Sitio Arqueológico.

Logo de cara me impressiono e me pergunto novamente, aqui deve ter algo mais?

 

20130923_155041.jpg

 

DSCN2462.JPG

 

A visita ali acontecia com um olhar de Motociclista, nada mais justo que meu capacete me acompanhasse.

 

DSCN2463.JPG

 

DSCN2486.JPG

 

20130923_162001.jpg

 

20130923_162056.jpg

 

20130923_162728_Richtone%2528HDR%2529.jpg

 

20130923_164833_Richtone%2528HDR%2529.jpg

 

DSCN2482.JPG

 

Perdi a noção do tempo, até que um dos seguranças me achou pelo Sitio Arqueológico dizendo que eu me apresasse que os portões se fechariam a cinco da tarde, faltavam poucos minutos...Eu estava impressionado , porem o que me fez querer conhecer e saber muito mais ainda de toda as missões Jesuíticas estava por vir mais a noite.

Compartilhar este post


Link para o post
Compartilhar em outros sites

Rota das Missões

 

 

Esta terra tem Dono

 

Sepé Tiaraju autor da frase acima (Redução de São Luís Gonzaga, em data desconhecida — São Gabriel, 7 de fevereiro de 1756)

foi um índio guerreiro guarani, considerado um santo popular brasileiro e declarado "herói guarani missioneiro rio-grandense"

 

 

Por varias vezes estive naquela região do Rio Grande Do Sule apesar de saber que ela existia nunca me interessei em conhecer as Missões.

E dessa vez não era para ser diferente, eu visitava São Miguel por uma imposição feita a mim mesmo como parte da Expedição Farroupilha e nada mais, ou seja iria chegar ali simplesmente como um ponto de chegada e me daria por satisfeito.

 

 

Porem aquela noite caia uma garoa fina e muito fria eu já comovido com que tinha vista mais cedo, por ter passado uma tarde praticamente sozinhos dentro daquele Sitio, por varias vezes pude fechar os olhos e me transportar através do tempo e por alguns instantes me sentir como se fosse um daqueles que fizeram parte de toda aquela historia...

O Espetáculo de Luz e Som foi apresentado somente para mim e aquela sensação de estar sozinho pegou minha ignorância de surpresa, me emocionei varias vezes, por dois motivos, o primeiro por ter passado uma vida inteira sem nunca ter me interessado em conhecer aquela utópica historia e o segundo motivo, que quase me leva as lagrimas foi que pela segunda vez no mesmo dia me transporto aos tempos das Missões me senti parte da Gloria e da Derrocada de toda aquela Utopia.

 

Sai dali ainda emocionado e prometi a mim mesmo, só vou embora depois de passar pelo os Sete Povos das Missões, sem querer acabava de criar ali naquele momento a minha Rota Missioneira.

 

DSCN2492.JPG

 

Fiquei tão impressionado pelo pouco que conheci da Historia Missioneira que resolvi conhecer um pouco mais da região nem que para isso eu precisasse esticar a minha viagem um ou dois dias a mais. E ainda antes de sair de São Miguel das Missões fui conhecer a Fonte Missioneira.

 

DSCN2495.JPG

 

A Fonte Missioneira também é um ponto imperdível de visitação, pela inteligência de sua arquitetura.

A fonte foi construída de arenito com paredes de pedras retangulares em 3 níveis diferentes, para melhor utilização da água.

Conforme estudiosos locais, no primeiro nível a água era utilizada para consumo, no segundo nível para higiene e no terceiro nível para irrigação da lavoura. A água chega na fonte conduzida por dutos subterrâneos de pedra desde a sua nascente.

 

DSCN2499.JPG

 

DSCN2500.JPG

 

Depois que me decidi que queria conhecer ainda mais a Rota das Missões refiz meu roteiro e para mim só agregaria valor se eu fizesse aquela rota pelas as estradas de terra que ligam uma cidade a outra e assim seria e minha próxima parada seria Reduções jesuíticas de São João Batista.

Compartilhar este post


Link para o post
Compartilhar em outros sites

Rota das Missões

 

São João Batista.

 

A redução de São João Batista foi fundada em 1697, a partir da divisão do povoado de São Miguel Arcanjo, em função do crescimento populacional e das dificuldades de abastecimento.

Seu fundador foi o padre Antonio Sepp, um polímata que dominava a música, arquitetura, urbanismo, relojoaria, pintura e escultura. Foi seguido por 2.832 pessoas oriundas da redução de São Miguel. Os trabalhos na igreja iniciaram em 1708, quando já havia 3.400 pessoas habitando o aldeamento. Sob orientação de Sepp esta redução mostrou alto nível de atividade cultural.

Sepp também foi um geólogo e minerador, sendo o pioneiro nos trabalhos de metalurgia nas Missões. Extraia o ferro, utilizado na fabricação dos sinos, aquecendo a pedra itacurú que era abundante na região. Sua obra-prima foi o relógio instalado no campanário da igreja que, ao dar as horas, fazia desfilar pelo mostrador os 12 Apóstolos.

 

Fonte: http://pt.wikipedia.org/wiki/S%C3%ADtio_Arqueol%C3%B3gico_de_S%C3%A3o_Jo%C3%A3o_Batista

 

 

dBk5oNNGRG9RjdY2J8Q661YFjWO-wJHntNeXKPuhUC3A=w1026-h577-no

 

DSCN2507.JPG

 

DSCN2532.JPG

 

Beud3NSN83-kLu-shUSt7tGux5axOROsxcNsB3HWxVGk=w743-h577-no

 

DSCN2516.JPG

 

DSCN2523.JPG

 

Lpp9tLg1vx5I-imvGXyyv5ybbw2EpS0FkJpTARu-vf6D=w1026-h577-no

 

DSCN2528.JPG

 

DSCN2520.JPG

 

As reduções Jesuíticas de São João Batista era a prova morta do que seriam os últimos dias de todas as Missões,

Não bastava aniquilar aquele povo, a ordem era queimar e destruir tudo para não restar memoria.

Compartilhar este post


Link para o post
Compartilhar em outros sites

Rota das Missões

 

Caminhos alternativos

 

A Rota das Missões por caminhos alternativos acabou sendo um deliciosa escolha,

a beleza das estradinhas de terra daquela região é de se tirar o chapéu,

trechos que eram para ser feitos em 30 minutos acabavam virando uma hora ou mais,

afinal cada curva ou até mesmo as retas, nas pontes, nas plantações de trigo,

tudo era motivo para parar e fotografar.

 

EMy03myjMSukhVInQFYGDJI3gYgI22SOyMzDrlTYAQc=w1026-h577-no

 

6Qcukl_FY-XtQex33yiImFKQ2rt9TRpqLz7Wjtm53Dg=w1026-h577-no

 

DcKq1N1YIx1iPUE6ALkeSY5NlSFbGwumWvhhgswT-G4=w1026-h577-no

 

oNLhHT6bvNkwF1tQ2hHdCK1I5Li-KulNLnGQQ01mNS4=w1026-h577-no

 

md4DpA74rXcgVvxYTePUdv_ZYPZt0_CJn9JJtm7qZlo=w1026-h577-no

Compartilhar este post


Link para o post
Compartilhar em outros sites

Rota das Missões

 

Santo Ângelo

 

 

Eu tinha acabado de passar pela segunda redução Jesuítica a de São João Batista, faltam apenas mais cinco para concluir a Rota dos Sete Povos das Missões,

a próximo que viria logo mais ali na frente é Santo Ângelo. Não conheço muito bem a historia dali, o pouco que sei, fiquei sabendo pelo Padre Luiz, que ao me ver entrar na Catedral com o capacete na mão, veio até mim e eu logo imaginei, não sei porque mas acho que vou levar uma bronca do padre...Mais uma vez me enganei, o padre Luiz estava apenas curioso, afinal não é toda hora que entra na igreja um fiel todo sujo de barro "cheguei ali por estadas de terra" e fardado de Motociclista. Começamos a conversar e ele percebendo minha pressa resumidamente contou grande parte da Historia das missões em Santo Ângelo, fez questão

que eu fosse ver o que restou das ruínas ali mesmo ao lado da Catedral, hoje em dia preservado pela prefeitura em redomas de vidro, enquanto ele me levava continuava me contando curiosas historias, uma delas é que a atual Catedral de Santo Ângelo é uma replica da ruína de São Miguel das Missões, Eu simplesmente estava encantado com a beleza da catedral, quando fiquei sabendo não resisti e perguntei ao padre se eu não poderia colocar minha Moto na frente da igreja para tirar algumas fotos, ele também impressionado com aquele peregrino Motociclista que tinha acabado de lhe contar que estava encerrando a expedição Farroupilha fazendo uma especie de peregrinação pelo os Sete povos das Missões, só faltou chamar a reportagem da cidade, porem mais uma vez falei da minha pressa e ele se conteve apenas em me acompanhar até os policiais que fazem a ronda na praça intercedendo para que eu pudesse colocar a Moto encima da calçada e fosse até a frente da igreja tirar a minha mais espetacular foto de Igreja, não pela beleza da foto, e sim pela historia contida ali e muito mais pela dedicação e recepção a mim do padre Luiz.

 

h5Rb5jr98JCqUS5eLRctF-kCy8V8YWZo1kFflNQ3SW4=w1026-h577-no

 

Na foto ao lado da Moto, o Gentil amigo padre Luiz.

 

5g1Ig7fiyry7fAyjWZh2BS8ef7d2mX2wKGYxVOvzjz0=w1026-h577-no

 

Assrlr1Sn4beWM4B6Gre8sB75FSztFsIdOHpeIeBM4c=w1026-h577-no

 

TptgPXb58iIIbU0puNU42e2QKqKnde35jKzLnLEdtRA=w1026-h577-no

 

ogqXhKqp2N2Wlc8mqrxi_he3b6TqmnCOFaiKlq4FkRI=w1026-h577-no

 

Depois que me despedi do padre Luiz e fui embora,

fiquei com pequeno arrependimento por não ter me demorado pelo menos mais uma hora conversando com o padre...

Muito obrigado padre Luiz, você é mais um daquele Encontros que acontecem somente por quem se deixa encontrar.

 

Yt1104Z_h2Ixr-MTf_hz5oy_3eFV4Ej12QEiY-Ou23U=w1026-h577-no

 

Com uma foto entre a Cruz Missioneira e a Catedral de Santo Ângelo me despedi do terceiro Povo das Missões.

Compartilhar este post


Link para o post
Compartilhar em outros sites

Rota das Missões

 

Os Sete Povos

 

As missões fundadas em território hoje pertencente ao Brasil fazem parte da última onda evangelizadora dos jesuítas na América do Sul. A primeira, São Luís de Borja, data de 1687. Vieram depois São Luís Gonzaga, São Nicolau, São Miguel Arcanjo, São Lourenço Mártir, São João Batista e Santo Ângelo Custódio, a última, que é de 1707. Na época de maior prosperidade, cada uma dessas aldeias reunia, no mínimo, 2 mil habitantes. Muitas delas deram origem a cidades do Rio Grande do Sul.

 

Fonte: http://escola.britannica.com.br/article ... as-Missoes

 

Continuei pela Rota das Missões, passei rapidamente pelas cidades de Roque Gonzales e São Nicolau e nestas cidades ao invés de priorizar as reduções Jesuíticas, priorizei os campos de Trigo. Logo depois segui uma dica do Padre Luiz e fui visitar o Santuário Conceição do Ijuí.

 

DSCN2451.JPG

 

DSCN2720.JPG

 

DSCN2437.JPG

 

Campos de Trigo na Rota das Missões em São Nicolau, São Luiz Gonzaga e São Lourenço...

 

Ao passar por estes campos tentei imaginar como era a vida daqueles povos,

se hoje, olhamos para os lados e ainda podemos sentir o poder da imensidão dos campos,

como seria sensação que eles sentiam ao desbravar caminhos ainda muito mais imensos?

 

DSCN2442.JPG

 

DSCN2447.JPG

 

DSCN2448.JPG

 

DSCN2449.JPG

Compartilhar este post


Link para o post
Compartilhar em outros sites

Rota das Missões

 

Quanto mais pessoas e caminhos eu ia conhecendo pela Rota das Missões,

mais convicto ficava, e já em pensamento me dizia , eu tenho que voltar aqui.

É como se algo do meu passado estivesse cravado por um daqueles caminhos,

me chamando para me presentear com conhecimento e uma eufórica alegria.

 

2GCuNKuHJtC5DfDlFWv19BtVwEmf27cIxT6VDl7jK1tt=w1026-h577-no

 

DSCN2694.JPG

 

DSCN2713.JPG

 

Ao fundo o Cerro Inhacurutum

 

Localizado em Roque Gonzáles, o Cerro do Inhacurutum é o ponto topográfico mais alto da região.

Na subida uma exuberante e esplendida vista.

No topo do cerro, é possível observar a região missioneira em toda a sua extensão.

 

DSCN2711.JPG

 

No dia 15 de agosto de 1628 o Pe. Roque Gonzales levou consigo o Pe. João de Castilho

e fundaram a redução dedicada a Nossa Senhora da Assunção,na margem direita do Rio Ijuí.

Após dois meses e meio de organização e encaminhamento da novel comunidade,

o Pe. Roque deixou como responsável desta redução seu companheiro, o Pe. João de Castilhos e partiu para a fundação de Caaró.

 

Fonte:http://www.caibate.rs.gov.br/Publico/PConteudo.aspx?ID=16

 

DSCN2695.JPG

 

Padre João de Castilhos:

 

Mártir aos 32 anos. Veio da Espanha com Pe. Afonso. Primeira redução em São Nicolau. Ficando doente. Voltou a Assunção mesmo sofrendo pediu o trabalho duro das missões. O Pe. Roque o levou a Pirapó, cruelmente torturado e maltratado, arrastado 4 km apedrejado e ferido por muitos flechas, o corpo esfolado, os olhos vasados, todo ensangüentado. Amarrado a uma árvore em forma de cruz, com fogo por baixo. No sofrimento rezava: "Tupanrehê!" Seja pelo amor de Deus." Aos 17/11/1628.

 

Fonte : http://www.caibate.rs.gov.br/Publico/PC ... aspx?ID=16

Compartilhar este post


Link para o post
Compartilhar em outros sites

Rota das Missões

 

 

Via Crúcis

 

Por toda rota das Missões nada me emocionou tanto, como aquela pequena trilha "Via Crúcis" em São Luiz Gonzaga.

Viajar acompanhado de amigos nos da uma sensação muito boa de companheirismo, porem viajar Solo tem lá suas compensações.

Poder fazer aquela "Via Crúcis" Solo, multiplicou milhares de vezes a sensação de liberdade que eu senti ao parar em cada uma das catorze cruzes,

simplesmente agradecendo, agradecendo e agradecendo. Obrigado Senhor.

 

DSCN2697.JPG

 

Mesmo não sendo Católico e sequer tendo qualquer outra religião definida,

eu sabia muito bem o significado de cada uma daquelas 14 cruzes.

 

DSCN2698.JPG

 

DSCN2699.JPG

 

DSCN2701.JPG

 

DSCN2703.JPG

 

Cruz Missioneira: símbolo de história e fé

 

Herdeira das tradições da Cruz de Caravaca,

a Cruz Missioneira é o principal símbolo místico e religioso representante do cristianismo entre os povos nativos das regiões fronteiriças do Mercosul,

locais onde frutificou a Ivy marãey, Terra Sem Males.

 

DSCN2705.JPG

 

DSCN2706.JPG

 

Este símbolo que ao longo da história teve e ainda tem grande importância para os habitantes da região missioneira,

ganha diferentes significados a cada um que aqui chega.

Seja por sua simbologia mística, seja por seu componente histórico,

esta cruz de dois braços tornou-se uma importante representação da história que ocorreu nestes pagos.

Fonte: http://pousadamissoes.blogspot.com.br/2 ... toria.html

 

DSCN2707.JPG

 

Ao final do caminho das Cruzes eu já começava agradecer a sorte de oportunidades que eu tive durante esses dois dias percorrendo a Rota das Missões;

Cada palmo que percorro por estes caminhos me encho de orgulho de ser Brasileiro e poder ter tido mais uma oportunidade de conhecer a historia de meu País,

não apenas conhecendo através da leitura de em um livro,mas estando onde eu pudesse sentir pessoalmente parte da emoção daqueles que fizeram a historia, vivendo e morrendo suas vidas aqui.

Finalizei meu agradecimento com uma promessa, Aqui eu volto,Poque aqui também continua sendo minha terra.

Compartilhar este post


Link para o post
Compartilhar em outros sites

Rota das Missões

 

São Borja

 

Minha missão pela Rota das Missões Brasileira estava quase cumprida,

Que era percorrer pelas terras dos Sete Povos das Missões,

só me faltava passar pela ultima, afinal minha Trip não obedecia uma ordem cronológica

e ironicamente a ultima terra dos Sete Povos Missioneiros era exatamente a primeira das Missões no Brasil, E São Borja estava logo ali.

 

DSCN2402.JPG

 

DSCN2411.JPG

 

Literalmente aos pés da Cruz Missioneira na praça do Passo São Borja,

finalizo minha passagem pelos Sete Povos das Missões o que chamei de Rota das Missões.

 

Amanhã atravesso pelo outro lado do Rio Uruguai, continuando minha Rota das Missões, agora pela Argentina.

Compartilhar este post


Link para o post
Compartilhar em outros sites

Participe da conversa!

Você pode ajudar esse viajante agora e se cadastrar depois. Se você tem uma conta,clique aqui para fazer o login.

Visitante
Responder

×   Você colou conteúdo com formatação.   Remover formatação

  Apenas 75 emoticons no total são permitidos.

×   Seu link foi automaticamente incorporado.   Mostrar como link

×   Seu conteúdo anterior foi restaurado.   Limpar o editor

×   Não é possível colar imagens diretamente. Carregar ou inserir imagens do URL.

Entre para seguir isso  



×
×
  • Criar Novo...