Ir para conteúdo
rafaelbpc

Leste europeu 28/03 - 26/04 Alemanha, Austria, Rep Checa 2014

Posts Recomendados

Salve mochileiros,

 

Pesquisei muito no forum e consegui montar um roteiro o qual achei interessante, porem ainda falta alguns ajustes. Espero que voces possam me ajudar.

 

Chego em Munique dia 29/03 partindo pra Ulm onde ficarei até dia 05/04 na casa de uma amiga, partindo dai segue o meu roteiro.

 

5/4/2014 - Munique

6/4/2014 - Munique

7/4/2014 - Munique

8/4/2014 - ?

9/4/2014 - ?

10/4/2014 - ?

11/4/2014 - ?

12/4/2014 - ?

13/4/2014 - Viena

14/4/2014 - Viena

15/4/2014 - Viena

16/4/2014 - Praga

17/4/2014 - Praga

18/4/2014 - Praga

19/4/2014 - Praga

20/4/2014 - Dresden

21/4/2014 - Dresden

22/4/2014 - Berlim

23/4/2014 - Berlim

24/4/2014 - Berlim

25/4/2014 - Berlim

26/4/2014 - Berlim/SP

 

Li muito no forum que pelo menos 2 dias só pra Munique são essenciais e levando em conta que visitarei a região dos castelos, Fussen, etc com minha amiga, só deixei esses dias mesmo em Munique. Minha duvida surge dai, nos dias seguintes levando em consideração a rota que estou tomando pensei em passar uns dias em Salzburg, Hallstat. Mas pelo que li 5 dias nessa região acho que seria muita coisa, certo?! Com esses 5 dias "livres" entre Munique e Viena, existe alguma opção melhor que Salzburg? Lembrando que eu poderia mudar as datas de todas as outras cidades, tirando Berlin a qual eu pego o voo de volta pra SP, ou seja poderia fazer algum bate volta ao redor das outras cidades, tipo Praga e Viena, ou até mesmo Berlin.

 

Tambem vale lembrar que estou indo sozinho, então em teoria eu veria tudo mais "rapido" do que se estivesse acompanhado.

Compartilhar este post


Link para o post
Compartilhar em outros sites

Se vocÊ quer visitar castelos, no plural, vai precisar de mais tempo em Munique. Em Füssen há apenas o Neuschwanstein, que sequer foi um castelo fortificado e mal foi habitado, contando com menos de 200 anos de existência. Note que o Neuschwanstein se chama "Schloss Neuschwanstein" e "schloss" na verdade está mais para "palácio" do que para "castelo". Lá na Alemanha eles fazem essa diferenciação e castelo de verdade, desses fortificados, que passaram por guerras, eles chamam de "Burg". Perto de Munique você encontra o Burghausen, na cidade de mesmo nome e o Burg Traunitz, em Landshut. Mais ao norte há em Nuremberg o Kaiserburg. Ainda na linha de palácios, há o Nymphenburg, em Munique.

 

Do mesmo rei, Ludwig, há ainda os "Schloss" Linderhof e Herrenchiemsse. O primeiro é um palácio compacto, um pouco próximo de Neuschwanstein e o acesso é melhor de carro. Dá para ir de transporte público, mas os horários são mais restritos. O segundo é uma réplica de Versailles, na França e dizem que supera o original. Esse tem acesso mais fácil a partir de Munique, o destino é Prien am Chiemsee.

 

Concordo que Salzburg seria um candidato natural no meio desse roteiro. O pessoal acha que tem pouca coisa para ver por ali porque aqui no Brasil há uma cultura turística de divulgar só os lugares com importância econômica ou geopolítica. O que é bonito, fica escondido e só os estrangeiros ouvem falar. Além da já citada Hallstatt, há Berchtesgaden (que fica na Alemanha, mas colada na divisa com a Áustria). Lá você tem o Ninho das Águias, residência de férias de Hitler, um centro de documentação nazista, o lago Konigsee, um dos mais cristalinos de toda a Europa, a montanha Jennerbahn, com teleférico de vista panorâmica, uma mina de sal, que muita gente curte visitar e por aí vai. Na região dos lagos austríacos há as cidades que beiram o Salzkammergut, como Saint Gilgen, Saint Wolfgang, Strobl, etc. Em Hallstatt há uma caverna de gelo e também uma mina de sal, além da montanha Five Fingers.

 

Pessoalmente, acho que 5 dias é até pouco para ver tudo isso que falei. Ninguém precisa ver tudo, só quero dizer para você não se preocupar com falta do que fazer.

Compartilhar este post


Link para o post
Compartilhar em outros sites

concordo com salzburg e hallstatt nesse meio tempo: você não desvia da rota e aproveita cidades que nem todo mundo consegue encaixar no roteiro. mas não sei se daria mais um dia pra munchen e um para vienna. e talvez retirasse um de praga...

 

outra opção seria encaixar budapest no roteiro. a cidade entraria entre praga e viena.

Compartilhar este post


Link para o post
Compartilhar em outros sites

Por enquanto não tem nada de leste Europeu no seu roteiro...

 

Se destes 3 dias em Munique você ainda for tirar 1 dia para ir a Fussen, eu acho que vai ficar apertado, eu colocaria mais 1 dia em Munique. e o resto eu distribuiria entre salzburg e hallstatt.

 

Praga é uma cidade bem compacta, em 2 dias você vê praticamente toda a cidade, então a não ser que você tenha algum outro plano para Praga, lá pelo quarto dia não vai ter mais muita coisa pra ver...

Compartilhar este post


Link para o post
Compartilhar em outros sites

Obrigado pelas respostas!

 

Davi e Julia, Vou passar por Salzburg e Hallstat. Em relação a Budapeste, eu realmente não tenho vontade de conhecer lá, pelo menos por enquanto.

Em relação aos dias, 2 dias em Salzburg e mais 1 em Hallstat estaria de bom tamanho? Em questão de logistica, li que voce pode seguir de Hallstat para Viena fazendo alguma(s) conexões e que tambem existe a possibilidade de voltar a Salzburg e de la ir pra Viena. Alguem já fez esse caminho? Quais dos caminhos seria o mais viavel e rapido?

 

Marcos, vou pesquisar com calma essas informações, muito obrigado!

 

Adriano, os 3 dias seriam somente para Munique (a cidade), pelo que andei pesquisando recomenda-se pelo menos 2 dias na cidade, então coloquei 3 para dar uma "folga". Em relação a Praga (que geograficamente na visão ocidental é considerada no leste rs) vou repensar em relação aos dias, muitos dizem ser uma cidade fantastica, por isso pensei em 4 dias lá. Mas vou pesquisar mais a fundo. Se eu ficasse 2 dias inteiros em Praga, alguma recomendação aos arredores para um bate e volta?

Compartilhar este post


Link para o post
Compartilhar em outros sites

2 dias em praga já fica meio apertado, na minha opinião, 3 dias é prefeito. E no quarto dia vc pode fazer uma day trip até cesky krumov, que o pessoal costuma gostar muito.

Compartilhar este post


Link para o post
Compartilhar em outros sites

Rafael, Hallstat é mais chato de chegar porque tem essas conexões que não sei bem ao certo como funcionam, mas essa menina explica direitinho:

http://viciadaemviajar.blogspot.com.br/2012/10/tudo-que-voce-precisa-saber-para.html

 

minha preferência pessoal seria ir direto pra Hallstat e depois indo "aos poucos" pra Viena, parando em Salzburg. acho que é menos cansativo - eu, normalmente tenho mais pique no começo da viagem, depois esse excesso de baldeações começam a ser um porre.

Compartilhar este post


Link para o post
Compartilhar em outros sites

Eu vou fazer um roteiro parecido em maio. Já estivesse em Munich e agora vou até a Hungria e depois para os países baixos.

 

Se eu fosse vc, eu acrescentaria mais um dia em Munich. A cidade é muito boa, melhor do que eu imaginava. Acho que teria que ser 3 dias inteiros lá e 1 para conhecer Füssen, porque é meio cansativo todo o percurso. Leia meu relato de viagem, clicando em alguns dos links abaixo.

 

A partir daí, você poderia passar três dias entre Salzburg e Hallstat, e um para conhecer Bratislávia, que fica a 70 km de Viena. Acho que assim fecharia a conta e você não ia se sentir entediado.

Compartilhar este post


Link para o post
Compartilhar em outros sites

Hallstatt é 'meio caminho' de Salzburgo e Viena, se tiver indo de trem. Estando em Salzburgo, vc pega o trem em direção a Viena e desce em Attnang-Puchheim, que dá cerca de 1h, troca de trem em direção Hallstatt agora, são mais 1h30. Se vc vier de Viena, terá que descer em Attnang-Puchheim do mesmo jeito para ir a Hallstatt.

 

Eu recomendo passar em Hallstatt, na minha viagem conheci cerca de 50 cidades (foram 3 meses) e ela é uma das minhas favoritas.

Compartilhar este post


Link para o post
Compartilhar em outros sites

Na verdade, Hallstatt é um senhor desvio, especialmente se pegar o caminho de Attnang-Puchheim. De Salzburgo a Viena você leva 2h20, sem conexões. Se fizer Salzburgo-Hallstatt-Viena, levaria 2h30 por Attnang-Puchheim para chegar até Hallstatt e 3h30 para chegar a Viena. 2 conexões e 6h no total, sem contar os tempos de espera.

 

Também é bom mencionar que o caminho alternativo é mais bonito. Em vez de ir a Attnang-Puchheim, pegue o ônibus 150 e vá a Bad Ischl. De lá, você pega um trem até Hallstatt. No caminho, verá o Wolfgangsee. O tempo de viagem é basicamente o mesmo.

Compartilhar este post


Link para o post
Compartilhar em outros sites

Crie uma conta ou entre para comentar

Você precisar ser um membro para fazer um comentário

Criar uma conta

Crie uma nova conta em nossa comunidade. É fácil!

Crie uma nova conta

Entrar

Já tem uma conta? Faça o login.

Entrar Agora


×