Ir para conteúdo
  • Faça parte da nossa comunidade! 

    Encontre companhia para viajar, compartilhe dicas e relatos, faça perguntas e ajude outros viajantes! 

Arquivado

Este Post foi arquivado e está fechado para novas respostas.

Mi_GR

Portugal - Regiões vinícolas - Guia de Informações

Posts Recomendados

[align=justify][info]Este é um tópico guia sobre vinhos, uvas e as regiões vinícolas em Portugal.

Rotas, curiosidades, dicas, dúvidas, sugestões ou relatos sobre o assunto devem ser postados no tópico correto do fórum Portugal. A atualização das informações deste tópico contará também com a reunião de informações de usuários em outros tópicos.

 

O Mochileiros.com é uma fonte gratuita de informações para viajantes de língua portuguesa e a contribuição de todos os membros é muito importante.

 

Veja como contribuir com o Guia de Vinhos:

1- Deixe sua dica sobre vinhos no tópico: Vinhos - Perguntas e Respostas

2- Escreva um Relato sobre seu passeio pelas vinícolas de Portugal[/info]

[linkbox]Vinhos - Guia de Informações

 

Europa

Espanha - Regiões vinícolas - Guia de Informações

Portugal - Regiões vinícolas - Guia de Informações

Itália - Regiões vinícolas - Guia de Informações

França - Regiões vinícolas - Guia de Informações

Roteiros - vinhos espumantes

Provence - Perguntas e Respostas

Itália - Roteiros de Viagens

Champagne - Perguntas e Respostas

 

América do Sul

Brasil - Roteiros de Vinhos Espumantes -RS

Chile - Regiões vinícolas - Guia de Informações

Santiago - vinícolas

Troque informações sobre Vinhos em Santiago

Mendonza - Guia de Informações

Outros destinos - Perguntas e Respostas

Cultura dos povos, atitudes exóticas e afins

[/linkbox]

 

[t1]Portugal - Regiões Vinícolas - Guia de Informações[/t1]

 

Apesar do pequeno território, os vinhos de Portugal não deixam a desejar.

Sommeliers em Portugal são conhecidos como Escanções.

 

[t3]Principais regiões vinícolas:[/t3]

 

Madeira, Porto, Setúbal, Douro (produz um vinho concentrado), Alentejo (vinho mais suave), Bairrada, Monções e outras menos conhecidas.

Os nomes das uvas não são muito comuns: Touriga ou Aragonês, Rabigato, Bastardo, Tinto Cão, Borrado-das-Moscas, Negra Mole ou Cornifesto.

 

Obs: localização aproximada das regiões vinícolas

[googlemap]http://maps.google.com/maps/ms?ie=UTF8&hl=pt-BR&msa=0&msid=108401008336494560567.000471086eaa7fb889564&ll=36.527295,-10.283203&spn=17.164243,28.168945&z=5[/googlemap]

 

[t3]Destaques:[/t3]

Douro:

É de lá que saem os Vinhos do Porto.

Outros vinhos de ótima qualidade, de produtores que se autodenominam “Douro Boys”, são os "vinhos tranquilos": Quinta do Vale do Meão, Nieport, Quinta do Vallado, Quinta do Castro e Quinta da dona Maria. Mas os grandes ícones dos vinhos tranqüilos são o Barca Velha, Quinta do Côtto e o Quinta do Vale do Meão.

 

Dão:

O Dão utiliza garrafas gordinhas (tipo Borgogne).

Suas uvas permitidas para os Tintos são: Touriga Nacional, Tinta Roriz (que é a Aragonez), Alfrocheiro, Jean e Rufete.

Para vinhos brancos são: Encruzado, Bical (Borrado-das-Moscas), Mavasia Fina, Cercial e Gouveio.

 

Vinho Verde:

Este é o segundo vinho mais exportado depois do Porto, em Portugal.

É refrescante e agradável, porém deve ser consumido o mais novo possível. No máximo com 1 ano.

Há também tintos produzidos com as uvas: Espadeiro e Rabo-de-Ovelha (que acompanha Feijoada).

Vinhos brancos são das: Alvarinho, Trajadura, Loureiro, Avesso e Arinto.

 

Bairrada:

Os tintos de Bairrada possuem grande complexidade aromática.

Uvas tintas são: Baga, Alfrocheiro, Jean, Touriga Nacional, Castelão Nacional, Tinta Pinheira e Bastardo.

Uvas brancas: Fernão Pires, Cercial, Bical, Arinto e Rabo-de-Ovelha.

 

Estremadura:

Era uma região de vinhos simples e de aguardentes, porém surgiu o Quinto de Pancas, que chamou a atenção do Mercado.

As uvas tintas são: Alicante Branco, Baga, Boal, Alvadurão, Espinha, Camarate, Malvasia Rei, Periquita, Tália, Trincadeira Preta, Preto Martinho e Tinta Miúda.

Brancas são: Arinto, Vital, Tamarez, Bical, Chardonnay, Cabinda, Rabo de Ovelha, Malvasia, Fernão Pires e Jampal.

 

Setúbal:

Produz o conhecido e ótimo Moscatel de Setúbal, vinho de sobremesa, com a uva Moscatel Graúdo.

A península também produz vinhos tranqüilos muito bons, nas regiões de Pamela ou Terra do Sado.

As uvas tintas principais são: Trincadeira, Touriga, Castelão e Periquita.

As brancas são: Arinto e Sauvignon para os Brancos.

Alentejo:

Essa é a região dos Sobreiros (árvores de onde se extrai a cortiça, que é a matéria prima para a produção das rolhas).

Os vinhos dessa região estão entre os melhores de Portugal.

Principais uvas tintas: Aragonez (ou Tinta Roriz) em maior escala. Em menor, as Castelão (ou Piriquita), Alicante Bouchet, alfroncheiro, Tinta Caiada e Moreto. Cabernet Sauvignon só são permitidas nos vinhos regionais Alentejanos.

As brancas são: Rabigato, Roupeiro, Arinto, Antão Vaz, Perrun, Fernão Pires e Tamarez.

 

Ribatejo:

Não possui DOC (Denominação de Origem Controlada), mas possui 5 IPR (Indicação de Proveniência Regulamentada): Almerim, Cartaxo, Chamusca, Coruche, Santarém e Tomar.

Uvas tintas: Baga, Cabernet Sauvignon, Camarate, Castelão Nacional, Periquita, Pinot Noir, Petro-Martinho e Trincadeira-Preta.

Brancas: Arinto, Malvasia, Fernçao Pires, Tália, Trincadeira das Pratas, Rabo-de-Ovelha e Vital.

 

Madeira:

O vinho Madeira faz parte da categoria dos “generosos”, com um mínimo de 17º alcoólicos.

Principais uvas: Malvasia-Cândida, Boal, Verdelho, Esgana-Cão e Folgazão.

 

 

 

[creditos]Pesquisa realizada em bibliografias e internet.

Fontes: Didu Russo – Manual básico do mundo do vinho; Eduardo Viotti – Guia para gostar de vinhos; Academiadovinho.com[/creditos][/align]

Compartilhar este post


Link para o post

Visitante
Este post está impedido de receber novas mensagens


×
×
  • Criar Novo...