Ir para conteúdo
  • Faça parte da nossa comunidade! 

    Encontre companhia para viajar, compartilhe dicas e relatos, faça perguntas e ajude outros viajantes! 

ClaudiaL

Viagem pela Europa - Primeiras fotos no link!!

Posts Recomendados


Visitante

ola thiago,por favor me ajuda a fazer o check list da minha documenta;ao

-carta escola

-carta do meu pai garantindo o meu sustento.

-carta de um empregador afirmando que eu terei emprego quando retornar.

-visa travel money

-passagem ida e volta(se em londres me negarem o visto novamente,eles me mandam pra portugal nao e isso?)

-carta acomoda;ao

-200 libras em especie

sera que esqueci de alguma coisa?afinal,nao quero ser repatriada outra vez!!!see you soon!abra;os.raquel.

Compartilhar este post


Link para o post
Compartilhar em outros sites

Fala Jazz,

 

mais uma vez eu demoro, tardo mas nao falho, desculpe. Trabalhar como guia turistico seria muito bom mas nao imagino ser tao facil assim...

 

Acho que seu roteiro esta bacana, vai conhecer cidades bem distintas entre si, da montanhosa Chaouen ate a imperial Fes. Sobre as duvidas de transporte, como a distancia entre Marrakesh e Fes e grande, informe-se sobre um onibus ou trem noturno. De Fes a Chaouen, o onibus tambem seria a opcao mais facil, imagino que nao ha grand taxis entre as duas cidades e, se houver, o preco nao vai ser barato porque quem faz esse trajeto e turista. Caso queira ir de grand taxi, o mais provavel e que vc tenha de pegar mais de um, ir pulando de cidade em cidade.

 

Jazz, voce pega o Grand Taxi com mais CINCO pessoas, nao incluindo o motorista (quatro atras e dois na frente mais o motorista...) Caso queira um pouco mais de conforto, voce pode pagar duas passagens e ir sozinho no banco da frente...

 

A grande maioria dos assaltos sao mesmo so com as palavras mas vale a pena ficar muito ligado com sua bagagem e seus bolsos porque os furtos sao comuns. Mas isso, pra quem mora nas grandes cidades brasileiras, infelizmente ja e rotina, e estamos mais do que escolados.

 

Mais dicas, nao deixe de perguntar ok?

 

Ate logo

 

Thiago de Sa

Compartilhar este post


Link para o post
Compartilhar em outros sites

Olá Felipe,

 

agora estou em Sao Paulo, em alguns dias embarco pra mais uma viagem, dessa vez pelo nosso interior, vou pra Goias e Tocantins.

 

Depois de muita luta com o papel e a caneta, amanha ou depois, finalmente, chega a segunda parte sobre Marrocos, Jazz, fica de olho!

 

Abraco,

 

Thiago de Sa

Compartilhar este post


Link para o post
Compartilhar em outros sites

Ola Raquel,

 

a documentacao esta ok, apresente apenas o que eles pedirem, tudo bem? E lembre-se, roupa comportada, nada de stress e muita sorte! Espero ter boas noticias breve.

 

No seu caso, provavelmente te mandarao para a Suiça, uma vez que seu curso e la. Uma precaucao muito interessante seria ligar ao escritorio de imigracao em Londres comunicando sua ida, o numero apropriado voce pode conseguir na embaixada britanica no Brasil ou tentar esse numero que pesquisei no Google:

 

The Immigration and Nationality Directorate (IND)

 

Leads on the delivery of Aim 6, covered in Section 3 of this report, and can be contacted at:

 

Immigration and Nationality Directorate

Lunar House

40 Wellesley Road

Croydon

CR9 2BY

 

For immigration enquiries call 0870 606 7766

For application forms call 0870 241 0645

For leaflets call 0208 649 7878

 

You can also visit the IND website at www.ind.homeoffice.gov.uk

 

 

E isso, boa sorte mais uma vez!!

 

Ate logo

 

Thiago de Sa

Compartilhar este post


Link para o post
Compartilhar em outros sites

E-MAIL DA TATHIANA:

 

olá thiago, tudo bem?????? achei vc no mochileiros.com..

é, depois dessa super trip vc deve estar rindo p/ as estrelas!!! q ótimo...

na verdade não lí tudo, imprimi pois estou trabalhando...

eu vou dia 24/7 p/ barcelona, lá tá rolando o fórum barcelona 2004 e tem mil

atividades, de lá p/ andaluzia e marruuuuuuuuuecos!!!!!

eu vou sozinha...vc acha mto perigoso ir p/ o marrocos alone? eu já fui sozinha

p/ a indonésia, áfrica do sul, peru, bolívia e chile, morei tb um ano na

australia...

na espanha quero pagar uns 20 euros por dia no albergue, vc acha q dá?

vou ficar um mês, metade em cada país, vc acha q mil euros dá e menos?????? tá

caro!: tenho 294 us tb q sobrou da viagem da américa do sul...

s puder me escreve

sucesso e aposto q vc já tá pensando na próixima, até eu tô, ahahaha

bj

tathi

Compartilhar este post


Link para o post
Compartilhar em outros sites

Ola Tathi,

 

tudo otimo!! Meu sorriso nao cabe na sala de estar, to quebrando uma parede do barraco pra alocar todos os dentes!

Barcelona e muito legal, aproveite bem a cidade - o forum e mais um aperitivo pra tornar tudo ainda mais divertido.

 

Sobre as duvidas, talvez sua experiencia na Indonesia, pais tambem muculmano, seja a mais proxima da que voce vai enfrentar em Marrocos. Nao e extremamente perigoso, ate porque o pais depende dos turistas e qualquer coisa que deixe uma imagem negativa afetaria muito a economia, por isso, eles se preocupam para que nada grave aconteça. Agora, com certeza, a mulher e muito mais desrespeitada e situacoes desgradaveis vao acontecer. Minha amiga espanhola sofria muito para caminhar pela rua e ter de ouvir calada todos os abusos e cantadas. É constante. As mulheres sao, infelizmente, colocadas num nivel inferior e, talvez por conta disso, voce nao aproveite a viagem tanto quanto um homem, por exemplo. O consolo, uma vez ao lado de um cidadao do sexo masculino, tudo muda, para eles é inimaginavel uma relação de amizade entre homem solteiro e mulher solteira, e te tratarao como se fosse a esposa dele. Caso encontre um grupo de mochileiros, talvez seja uma boa se juntar a eles, caso prefira viajar sozinha mesmo, experimente, pode ser que vc tire tudo isso de letra!

 

Mil euros para os dois paises e suficiente. Se voce nao se importa em ficar do quarto comunitario, e possivel conseguir hostels em Barcelona por menos que vinte euros, pesquise no site www.guideforeurope.com enderecos e valores, na secao "Book Hostels Online", ha inumeras opcoes em Barcelona.

 

A proxima viagem vai ser pra Goias e Tocantins, curtir uma praia (de rio...) e comer bem!

 

Um abraço,

 

Thiago de Sa

 

 

 

Editado por - thiagodesa on 28/06/2004 11:12:26

 

Editado por - thiagodesa on 01/07/2004 09:25:50

Compartilhar este post


Link para o post
Compartilhar em outros sites

E-MAIL DA ROSANA:

 

Oi Thiago !

 

Acabei de chegar de Dublin e AMEI a cidade e acho que ela será o meu próximo lar daqui há uns meses ... pelo que pude notar não é tão dificil arrumar um emprego por lá ... vc sabe a média de 'salários ? ( para trabalhar em pub/restaurante) .. morar em hostel é uma boa? conheci várias pessoas que moravam no hostel e parecia tranquilo.

 

bem, me escreve tá

 

beijos!!!!!!1

Compartilhar este post


Link para o post
Compartilhar em outros sites

Ola Rosana!

 

que bacana que voce ja esta em Dublin! Alguma novidade do pais verde?

 

Sobre as condicoes de emprego, eu realmente nao sei qual e a situacao por la, nao tendo o passaporte europeu. Meus amigos que ainda vivem em Dublin me dizem que a concorrencia aumentou muito com essa leva de poloneses chegando e que os salarios comecaram a diminuir gradualmente... O salario minimo irlandes ainda e de 6,45 euros por hora e é mais ou menos o que voce vai ganhar em pubs e restaurantes (dificilmente voce encontrara um lugar que te pagara mais que 8 euros por hora). Trabalhar na limpeza paga um pouco melhor.

 

Sobre morar em hostels, acredito ser uma boa opcao no inicio, embora nao seja nem a mais confortavel nem a mais barata. Alugar uma casa com mais pessoas e sempre a melhor opcao, e necessario pesquisar um pouco. Va ao site www.daft.ie, ha muitas pessoas na busca por alguem para dividir o quarto ou o apartamento.

 

De uma olhada nos textos sobre a Irlanda, na pagina 1 do topico, ha mais detalhes sobre Dublin, trabalho, baladas...

 

E isso, um abraço e ate logo,

 

Thiago de Sa

Compartilhar este post


Link para o post
Compartilhar em outros sites

Pessoal,

A segunda parte da viagem pelo Marrocos ja esta tambem na primeira pagina, aproveitem!!!

 

Thiago de Sa

 

MARROCOS - PARTE 2

Foi pouquissimo tempo em Marrakesh e a vontade de voltar e grande. A rodoviaria da cidade e tao caotica quanto qualquer coisa em Marrocos, pra comecar os guiches sao relativos aos destinos e nao as empresas - seria como se houvesse um guiche "Goiania" que vendesse bilhetes de todas as companhias - ha gente por todo lado, alguns turistas em direcao ao litoral, muitos Berberes em direcao ao interior, e todos os onibus se enroscando na disputa por cada metro quadrado.

No guiche de Essaouira, tive um papo muito bacana com o vendedor de bilhetes. Conversamos sobre o turismo no pais, de que forma a dependencia pelo dinheiro dos visitantes afeta a vida do povo, desenvolve uma economia altamente especulativa e cria muitas mentes corruptas, todos na busca por mais uma moedinha de euro. Era um rapaz alto e magro, dos poucos que falavam ingles por la, eu nao me lembro seu nome... mas ele tambem nao se lembra do meu, entao ficamos por isso mesmo.

As nove horas de uma manha ensolarada e poeirenta embarco rumo a Ouarzazate, na viacao mais barata. O onibus era uma gaiola. Antes de entrar, porem, tem sempre aquele sujeito super prestativo querendo te ajudar a guardar sua mochila no bagageiro, so que nessa eu ja estava escolado e sabia que iria me custar uns 10 Dh. Nada feito. Ja eram quase dez horas quando, finalmente, comeca a viagem, nao pelo trafico, mas sim pelas pessoas catadas pelo caminho - so pra sair da rodoviaria foi quase meia hora! - e eu, de havaianas, comendo poeira e suando como um porco, achei tudo isso muito bom, demais!!

A viagem de Marrakesh a Ouarzazate e desgastante e simplesmente maravilhosa. A paisagem seca e vermelha das montanhas, que parecem se esfarelar como torroes de açucar, contrastam com a neve eterna no topo da cadeia Atlas. O sol forte e onipresente toma o espaço onde deveria haver casas, gente, vida, coisas raras de se ver por ali. Os berberes, primeiro povo de Marrocos, povoam as montanhas e o interior do pais, os desertos e as dunas, regioes inospitas como esse caminho, a margem, enquanto os arabes se concentram nas principais cidades, reflexos de guerras antigas, coisas da historia (qualquer semelhança com nossos morros e favelas e mera coincidencia...) A rodovia era tao sinuosa que parece entortar o mundo e em cada curva o motorista buzinava para comunicar a nossa presença, precauçao mais que necessaria diante da largura - ou estreiteza - da pista, depois de algumas horas de fortes emoçoes chegamos em Ouarzazate, a "Hollywood do Deserto"!

A cidade recebe esse titulo porque abriga um grande estúdio de cinema no qual muitos filmes americanos foram rodados, como Lawrence das Arabias, por exemplo. Alem disso, possui alguns Kasbahs, que sao palacios reais antigos. O problema e que para visitar qualquer uma das duas opçoes voce tera que pegar o bom e velho Grand Taxi e, como so turista visita esses locais, os preços sao tabelados nas alturas. No mais, a cidade nao tem nada de especial apesar do povo ser bem gentil, e o unico fato digno de nota foi, apos ter pedido o Guia emprestado para um turista austriaco, descobrir que a 50km dali, na minha direçao, havia o Vale das Rosas e que nessa epoca do ano esta totalmente florido! Nao bastasse a decepçao, ainda levei uma cantada do austriaco gay, fala serio!! Desvantagens de nao ter um guia.

Depois de Ouarzazate, estava ansioso para encontrar algo interessante no meu caminho em direçao ao Deserto de Merzouga, ja na fronteira com a Argelia. Logo cedo, deixei a cidade rumo a Tinhir, na metade do caminho, para visitar o Gorge do Todra. Os Gorges sao formaçoes rochosas que se estendem por muitos metros acima do chao formando corredores e canions, tambem de cor muito vermelha, alem dos de Tinhir, ha ainda os Gorges do Dades, algumas cidades antes. Tinhir, alias, e uma cidade tipica daquela regiao, se desenvolve em torno de um vale de palmeiras, sinal de respeito a uma das raras fontes de agua e subsistencia em muitos quilometros, a cidade e totalmente dependente da agricultura e, agora, dos turistas.

Conhecer os paredoes do Todra, caminhar por aquela paisagem lunar e admirar as diferentes plantas e pessoas que vivem por la, como a rosa verde de varias pontas ou pastor de ovelhas que conduz seu rebanho sozinho morro acima, foi uma experiencia muito interessante, valeu mesmo. Sem falar que, no caminho, joguei futebol duas vezes. O curioso e que fui convidado pra jogar em arabe, aceitei em portugues e todo mundo se entendeu perfeitamente. No outro dia, ao lado de François, frances que conheci no onibus, e Mustafa, berbere, companheiro inseparavel de seu cachimbo com kif, fui conhecer o interior do Vale das Palmeiras, um lugar fantastico, pleno em vida, os passaros cantam por todos os lados, os burricos relincham em sinfonia e as pessoas, todos, homens, mulheres e crianças num trabalho duro para aproveitar cada gota de agua, com a construçao de diques e canais, arar a terra, plantar milho, figos, menta (eu nunca tinha visto uma plantação de menta) e rezar para que a chuva venha... e venha apenas o suficiente... e venha no momento certo. Uma dessas pessoas foi uma das mais lindas criaturas que conheci em toda minha viagem, Mohammed. Esse marroquino de sorriso facil, pele castigada pelo sol e olhar vago, tipico dos que sofrem muito por toda a vida, era doce e querido por todos, logo que chegamos fomos convidados por ele para comer no prato de sua propria familia o cuscuz mais delicioso que eu experimentei em Marrocos. Quando nos convidou para ir a sua casa, por um momento temi que isso fosse mais um truque para arrancar dinheiro de turistas. Não dessa vez. Mohammed nos mostrou sua destilaria caseira, de onde extraia alcool de figos e de datt, o fruto da palmeira, ambos deliciosos! Conhecemos sua família, tomamos cha, ouvimos musica berbere e nos impressionamos com a habilidade que aquele homem sem um braço tinha de enrolar seu cigarro. Quando Mohammed contou como ele perdeu seu braço por conta de um estupido erro medico, seus olhos cairam no vazio e por alguns segundos seu sorriso deixou de brilhar. Voce perde um braço que custa metade do que sua familia come, sacrifica sua mulher e filhos a um trabalho ainda mais duro, mesmo que se esforce para dar tudo de si, para ser o mesmo de antes, mas nao e, por conta da negligencia e ignorancia de quem deveria curar e tudo isso te custa apenas alguns segundos de sorriso...

Chega de tristeza! Depois, eu, Mustafa, Francois e Mohammed fomos a Tinhir conhecer melhor a cidade, comer mais um tagine e jogar muita conversa fora. Mustafa me deu bronca por comer com a mao esquerda (e dificil ser canhoto em paises muçulmanos), Mohammed deu risada e François deu cria porque o seu Olimpique de Marseille perdia a partida na TV. Esse lugar e essa gente deixaram saudade.

Proxima parada, Esperança! Ops, nao era isso. Proxima parada, Merzouga e suas dunas, camelos, tuaregs, enfim, o deserto do

 

 

 

 

Editado por - thiagodesa on 30/06/2004 05:41:09

Compartilhar este post


Link para o post
Compartilhar em outros sites

Participe da conversa!

Você pode ajudar esse viajante agora e se cadastrar depois. Se você tem uma conta,clique aqui para fazer o login.

Visitante
Responder

×   Você colou conteúdo com formatação.   Remover formatação

  Apenas 75 emoticons no total são permitidos.

×   Seu link foi automaticamente incorporado.   Mostrar como link

×   Seu conteúdo anterior foi restaurado.   Limpar o editor

×   Não é possível colar imagens diretamente. Carregar ou inserir imagens do URL.




×
×
  • Criar Novo...