Ir para conteúdo

Bolívia - Guia de informações


Vareja

Posts Recomendados

  • Membros de Honra

[t1]BOLíVIA[/t1]

 

otf_pic.php?pic_cat=users_pics&pic_id=user_10964_125px_Flag_of_Bolivia_svg.png

 

otf_pic.php?pic_cat=users_pics&pic_id=user_10964_110px_Coat_of_arms_of_Bolivia_svg.png

 

 

A Bolívia é um país da América do Sul, limitado a norte e a leste pelo Brasil, a sul pelo Paraguai e pela Argentina e a oeste pelo Chile e pelo Peru. Capitais: Sucre e La Paz.

 

locationbolivia6zw.png

 

 

Área:

- Total: 1.098.581 km²

- % Água: 1,4%

 

Língua Oficial: Espanhol, Quechua e Aimará

 

Capitais:

 

Sucre - Constitucional, judicial

La Paz - Administrativa

 

Maior cidade: La Paz

 

População: 9.627.269 (censo de 2006)

Densidade: 8,76 hab/km²

 

Independência da Espanha: 6 de agosto de 1825

 

Lema: ¡La unión es la fuerza! ("A união é a força!")

Moeda: Boliviano

 

Fuso horário: GMT -4 horas

 

Religião Oficial: Catolicismo

 

Hino Nacional: Bolivianos, el hado propicio ("Bolivianos, o futuro propício")

 

TLD (Internet): .BO

 

Código telefônico: 591

 

Nacionalidade: Boliviano

 

 

[t3]Clima:[/t3]

 

Bolívia tem um clima temperado com grandes diferenças entre o dia e a noite e com variações importantes entre umas regiões e outras, dependendo de sua altitude.

O período mais úmido é de novembro a março, onde os ventos do nordeste dos Andes são semitropicais.

La Paz pode resultar-se incômoda para alguns visitantes, devido às dificuldades para respirar provocada pela elevada altitude.

Nas zonas montanhosas a temperatura pode descer durante a noite.

 

[t3]Previsão Meteorológica:[/t3]

 

http://www.easyviajar.com/tiempo/bolivia/

 

 

[t3]Embaixada no Brasil:[/t3]

 

Embaixada da Bolívia - Brasília - DF

Distrito Federal / Brasilia / Lago Sul (RA-XVI)

SHIS, QI 19 Conj.13 - Casa 19 - Lago Sul

CEP 71655-130 - Brasília - DF

tel. (0xx61) 3366-3432

fax (0xx61) 3366-3136

e-mail: [email protected]

site: http://embolivia.org.br/

Expediente: 9:00 às 16:00 hs. (segunda à sexta)

Atendimento ao público: 08:30 - 13:30 h (Setor Consular)

 

 

[t3]Consulado:[/t3]

 

Consulado Geral da Bolívia - São Paulo - SP

Endereço:Av. Paulista, 1439, 9º andar, Conjunto. 92- Cerqueira Cesar

Cep:01311-200 - Telefone:(0xx11) 3289-0443 - Fax:(0xx11) 3289-2073

Email:[email protected]

 

Expediente: 09:00 às 14:00 hs.

Jurisdição: SP/PR/SC/RS

 

[t3]Sites:[/t3]

 

La Paz:

 

http://www.lapaz.bo//

 

Sucre:

 

http://www.boliviasucre.com/

 

Oruro:

 

http://oruroweb.com/

 

 

Informações Turísticas:

 

http://www.bolivia.com/noticias/turismo.asp

 

Bolívia está dividida em 9 departamentos:

 

·Chuquisaca

·Cochabamba

·El Beni (ou simplesmente "Beni")

·La Paz

·Oruro

·Pando

·Potosí

·Santa Cruz

·Tarija

 

Altitude:

 

Potosí: 4.070 msnm

Copacabana: 3.841 msnm

Uyuni: 3.653 msnm

La Paz: 3.650 msnm

Cochabamba: 2.557 msnm

Sucre: 2.750 msnm

Santa Cruz de la Sierra: 465 msnm

 

[t3]História[/t3]

 

A Bolívia é, desde sempre, um local onde se desenvolvem grandes civilizações, a mais importante das quais foi a civilização de Tiahuanaco. Tornou-se parte do império Inca no século XV. Quando os espanhóis chegaram no século XVI, a Bolívia, rica em depósitos de prata, foi incorporada no vice-reino do Pelo, e mais tarde no de La Plata.

A luta pela independância começou em 1809, mas permaneceu parte da Espanha até 1825, quando foi libertada por Simón Bolívar, a quem o país deve o seu nome. Após uma breve união com o Perú, a Bolívia tornou-se totalmente independente. Nos anos seguintes, a Bolívia perdeu parte do seu território devido a vendas e à guerra.

A Bolívia enfrenta problemas culturais e raciais, e sofreu ao longo dos anos inúmeras revoluções e golpes militares. Em 1980, a democracia foi restaurada após a destituíção de uma junta militar.

 

 

[t3]Geografia[/t3]

 

A Bolívia é um país sem litoral. O ocidente da Bolívia está situado na cordilheira dos Andes, com o pico mais elevado, o Nevado Sajama, a chegar aos 6 542 m. O centro do país é formado por um planalto, o Altiplano, onde vive a maioria dos bolivianos. O leste do país é constituído por terras baixas, e coberto pela floresta úmida da Amazônia. O lago Titicaca situa-se na fronteira entre a Bolívia e o Peru. No ocidente, no departamento de Potosi, encontra-se o Salar de Uyuni, a maior planície de sal do mundo.

As cidades principais são La Paz, Sucre, Santa Cruz de la Sierra e Cochabamba.

 

 

[t3]Cultura da Bolívia[/t3]

 

A cultura da Bolívia tem muitas influências incas e de outros povos índios na religião, música e vestuário, como por exemplo os bem conhecidos chapéus de coco. A festa mais conhecida é o El Carnaval de Oruro, património cultural da UNESCO. O entretenimento mais comum é o futebol, desporto nacional, que é praticado quase em cada canto de rua. Os jardins zoológicos também são uma atração popular.

 

 

Vistos e documentos:

 

Os turistas brasileiros não necessitam de visto para visitar a Bolívia para estadas de até 90 dias. É necessário apresentar o passaporte válido por um período mínimo de seis meses. Também é necessário obter o Certificado Internacional de Vacina da Febre Amarela, que é emitido nos postos da Saúde dos Portos nos aeroportos. Este documento é exigido pelas autoridades brasileiras no retorno ao país, e por isso é imprescindível para viajar à Bolívia - as companhias aéreas sequer deixam o passageiro embarcar se o mesmo não apresenta o Certificado. A vacina é gratuita, válida por um período de dez anos, e deve ser tomada no mínimo dez dias antes do embarque.

 

 

Dinheiro e Custos:

 

A moeda boliviana é o "boliviano", dividido em 100 centavos, e o seu símbolo é Bs. Existem notas de Bs. 10, Bs. 20, Bs. 50, Bs. 100 e Bs. 200. As moedas valem 10, 20, 50 centavos, Bs.1, Bs.2 e Bs. 5.

 

A Bolívia é um dos países mais baratos da América do Sul, e os viajantes econômicos conseguem divertir-se gastando menos de US$ 20 por dia, incluindo o transporte interurbano. Se o turista deseja realizar excursões organizadas, como o Circuito do Sudoeste, recomenda-se prever um orçamento diário de US$ 30.

A melhor forma de trazer dinheiro para a Bolívia é em notas de dólares americanos. Euros e libras esterlinas são facilmente trocados em La Paz e Santa Cruz, mas as taxas de câmbio não são favoráveis. Os traveler checks não são aceitos pelo comércio em geral, mas podem ser trocados nos bancos, que cobram uma comissão elevada para fazê-lo. Os cartões de crédito são bem aceitos em estabelecimentos de alto padrão de La Paz, Santa Cruz, Cochabamba e Sucre, mas são pouco úteis para viajar em outras partes do país.

 

 

Segurança

 

A Bolívia sofre com uma má reputação de país violento, que é totalmente injusta. É verdade que o país tem um histórico de turbulência política, e ainda hoje as greves e protestos de grupos indígenas contra o governo são comuns - mas os turistas jamais são alvos dos manifestantes. Os níveis de criminalidade nas cidades é mais baixo do que em países vizinhos como o Peru, a Colômbia, o Brasil, a Venezuela e a Argentina. Apesar dos graves problemas sociais vividos pela população, este é um país extremamente seguro, talvez o mais seguro de toda a América do Sul. O único problema que pode causar transtornos aos viajantes são trombadinhas e pequenos furtos em lugares lotados, como os ônibus e mercados de La Paz. Nada que um pouco de precaução não possa evitar.

 

 

Saúde

 

A principal preocupação para as pessoas que não estão acostumadas às elevadas altitudes é o "soroche", como é conhecido o "mal de altitude" pelos bolivianos. Os recém chegados costumam sentir os seguintes sintomas: dor de cabeça, desidratação, falta de ar, pulso acelerado, cansaço, e às vezes náuseas e vômitos. Estes sintomas geralmente desaparecem após alguns dias, sem a necessidade de tomar medicações. Os bolivianos mantêm a tradição de consumir folha de coca para aliviar os efeitos a altitude, mastigando-as ou em forma de chá. Não existe evidência científica de que o consumo destas folhas tenha realmente o efeito esperado, mas é fato que as pessoas costumam sentir-se melhor. Por causa do soroche, os turistas devem evitar atividades que exijam muita energia nos primeiros dias de estada no país. Os escaladores devem prestar atenção especial à aclimatização, pois em altitudes mais elevadas o Mal de Altitude pode ser fatal.

Na região leste do país, caracterizada pelas baixas altitudes e clima tropical, são registradas doenças como a febre amarela, contra qual recomenda-se vacinar-se com antecedência. Na região amazônica ocorre a incidência de malaria, contra qual não existe vacina, mas existem medicações profiláticas que devem ser ministradas sob orientação médica. Outras precauções que os visitantes devem observar para evitar doenças transmitidas por mosquitos são: uso de repelente, uso de telas de proteção ao dormir, e uso de camisas e calças compridas durante o dia.

 

 

Mapas Turisticos:

 

mapaturisticoibolivia1kt.gif

 

 

mapaturisticoiibolivia2bb.gif

 

 

Mapa geral:

 

boliviamap2qq.jpg

 

Tabela de Horários e Preços da Ferroviaria Oriental (Trem da Morte)

itinerario17ev.jpg

 

 

Descripción de Servicios

 

· Ferrobus: Coche Cama, Coche Semicama, A/C, Servicio a bordo, alimentación incluida, TV, Música ambiental, Luces de lectura, Baños Químicos.

· Expreso Oriental: Coche Súper Pullman, Coche Primera, Coche Restaurant, Coche snack, TV, Música ambiental, Luces de lectura, Baños Químicos, A/C, Servicio a bordo.

· Tren Regional: Coche de Primera y coche de Segunda.

· Tren Expreso del Sur: Coche Primera,y Bodega de carga.

 

Descripción de Coches

 

· Coche Cama: Asientos reclinables, apoyadores de pie, T/V, A/C, Baño químico, servicio a bordo, música ambiental, luces de lectura.

· Coche Semi-Cama: Asientos reclinables, apoyadores de pie, T/V, A/C, Baño químico, servicio a bordo, música ambiental, luces de lectura.

· Coche Super Pullman: Asientos reclinables, apoyadores de pie, T/V, A/C, Baño químico, servicio a bordo, música ambiental, luces de lectura.

· Coche Pullman: Asientos reclinables, apoyadores de pie, luces de lectura, baños.

· Coche Primera: Asientos confortables, baños.

· Coche Segunda: Asientos confortables, baños.

Link para o comentário
Compartilhar em outros sites

  • 3 semanas depois...
  • 4 meses depois...
  • Membros de Honra

Site da Ferrovia Oriental (Trem da Morte):

 

http://www.ferroviariaoriental.com/

 

 

Site com informações sobre Trekking na Bolivia:

 

http://trekkingbolivia.com/

 

 

Site com informações sobre ônibus:

 

http://www.bus-america.com/

 

 

Site com informações sobre Hospedagem:

 

www.boliviahostels.com

Editado por Visitante
Link para o comentário
Compartilhar em outros sites

  • 6 anos depois...
  • Membros de Honra

Pessoal o presidente Evo liberou um milhão de dólares pra festividades indígenas do solstício de verão que ocorrera no dia 21/12/2012. A data Também é conhecida pela polemica previsão Maia do fim do mundo.

 

Segundo a reportagem do La Razon, as festividades devem se concentrar na ilha do sol. Pra quem for estar na região por esses dias as vezes vale a pena conferir. Ou fugir de lá, pq vai tá uma muvuca daquelas.

 

Segue o link da reportagem http://www.la-razon.com/nacional/Gobierno-destinara-millon-actos-diciembre_0_1733226715.html

 

Coloquei em tópico a parte pra que a galera do fórum possa postar outras informações sobre a festa em especifico, ou outras da mesma natureza que vão ocorrer na Bolívia na mesma data.

Link para o comentário
Compartilhar em outros sites

  • Membros de Honra

Mais informações sobre as festividades: http://www.la-razon.com/la_revista/campamento-alista-solsticio_0_1735626433.html

 

Acredito que nos dias antes e depois do dia 21/12/12, a região de copacabana e ilha do sol estarão super lotadas de pessoas, então pra quem tem planos para a região por esses dias, acho melhor considerar as festividades que poderão influenciar nos passeios e tudo mais.

Link para o comentário
Compartilhar em outros sites

  • 4 anos depois...
  • Silnei unpinned this tópico
Visitante
Este tópico está impedido de receber novos posts.
×
×
  • Criar Novo...