Ir para conteúdo
  • Faça parte da nossa comunidade! 

    Encontre companhia para viajar, compartilhe dicas e relatos, faça perguntas e ajude outros viajantes! 

Rezzende

Uruguay, 7 dias: Punta, Piriápolis, Colonia e Montevideo

Posts Recomendados

Fala galera mochileiraaaaa

Mais um relato na area!!

7 dias no paisito

Escolhi o Uruguai porque seria meu primeiro mochilão internacional sozinho. Já viajei sozinho pra alguns estados do Brasil (tenho relatos aqui) e ano passado fui pro Peru mas fui com mais 5 amigos e não foi bem um mochilão. Agora era diferente. Sozinho no exterior. Resolvi começar não tao exterior assim, ir pra um país vizinho então, #partiu Uruguai. Sempre tive um certo fascinio pelo Uruguai, pensando como deve ser a cultura de um pequeno país espremido entre dois gigantes, entre Brasil e Argentina. E sempre curto muito essa parte de ver a cultura dos povos e tal, muito mais que os pontos turisticos, gosto de ver as pessoas, como vivem, o que fazem, o que comem, como se divertem, essas coisas…

 

ALERTA!!!!! :o PREPAREM SEUS BOLSOS!!!! :shock: SE VC, CARO AMIGO MOCHILEIRO, ESTA POBRE POBRE POBRE DE MARRÉ MARRÉ MARRÉ NÃO DESISTA DO MEU RELATO!!ACOMPANHE MEU RELATO SÓ PRA PRESTIGIAR, PQ O URUGUAI É OS ZOIO DA CARAAA ::tchann::

 

No Uruguai tudo tá bombando em Janeiro. Eu fui em Março, as coisas já tão mais paradas mas é uma época muito boa pra circular por lá.

 

Levei tudo em grana viva. Pedi no Bradesco pra desbloquear meu cartão de débito pra saques no exterior e também pra compras no débito.

 

Fiz um seguro viagem pela GTA. Seguro é aquele tipo de coisa q você faz torcendo pra não precisar, mas é sempre bom ter. O da GTA se pagar no boleto tem desconto de 21%. O meu ficou em R$ 66,68. Paguei e não usei. Mas antes isso né

::otemo::

Sexta, 18 de março de 2016

Chegando em Carrasco 01:20 da madruga. Todo mundo vai pra fila da imigração. Como o aeroporto é bem vazio, só tinha o nosso voo. Você chega na cabine da imigração e a funcionaria já te manda um boa noite em sonoro português. Dedão numa maquininha lá, carimbo no passaporte e bienvenido. ::cool:::'> Sem mais. 01:30 já to de bobeira no aeroporto. Meu plano é esperar amanhecer no aeroporto. Primeira coisa é botar uma carga no celular pra ele aguentar o dia. Só 2 totens com tomadas no hall de entrada e tem tomadas lá no terraço também, mas lá você tem q sentar no chão frio pra ficar vigiando o celular ou deixar ele carregando sozinho, abandonado e ir deitar lá nos bancos. Depois q ele carregou eu fui. Subi pro terraço lá no 3° andar e deitei nos bancos, com a mochila de travesseiro e dei umas pescadas. Só tinha mais dois dorminhocos lá no terraço, no mais, deserto como o resto do aeroporto. So tem um Mc Donald's lá. Mais nada. Tem um restaurante no terraço mas só funciona de dia. E nada de amanhecer. Só amanheceu às 06:30. :?

Amanheceu e a chuva pesadona chegou. Cheguei no Uruguai junto com uma frente fria. :(

Tentei sacar uns pesos no caixa da Redbrou, tentei de tudo e nada. Tentei escapar do cambio horrivel de aeroporto mas não teve jeito. Só tinha um cambio aberto no aeroporto na madruga, o outro tava fechado. Aquela cotação de doer o coração. 1 real=7,79 pesos. :cry: Fazer o que né, troquei 100 reais pra tomar um cafezinho e pagar o busão pra Punta. Tive meu primeiro contato com os precinhos módicos do Uruguai. Café expresso e um muffin. 120 pesos. Bienvenido ao Uruguay!! Tudo bem que era aeroporto, as coisas são mais caras, mas….

Ainda chovia, mas menos um pouquinho. Saí do aeroporto depois de 6 horas entediosas e fui pegar o busao pra Punta. Passa onibus pra Punta de fora do aeroporto, só que quando você sai da porta principal tem um ponto de onibus em frente. Não é esse. Esse é de onibus metropolitanos que vão pra Montevideo. O ponto pra Punta é indo pra direita, só um pouquinho você já vê ele. Peguei o onibus da COT às 07:50. passagem custa 266 pesos e você paga pro cobrador dentro do onibus igual esses rodoviarios de linha aqui no Brasil. Busao com wifi, paisagem plana pelo caminho, muitos eucaliptos, lá pelo meio do caminho alguns cerros mais altos. 2 horas de viagem e estou em Punta. Tempo só nublado. Saí pra cambiar mais dinheiro pra poder pagar o hostel. No terminal de Punta a cotação do real tava 8,30. Fui pra Gorlero onde tem cambios melhores. Achei outro a 8,30 e mais a frente a loja da Cambio 18 que tava com anuncio de 8,40. Entrei pra trocar 300 reais, mas apesar da placa estar 8,40 o cambio foi 8,70. Vitoriaaaaaaa. ::otemo:: Assim fico até menos triste depois do cambio de aeroporto!! o tempo fechando e voltei pro terminal de onibus. E começa a chuva torrencial, rua enchendo, agua pra todo lado. :roll: Bem, minha diaria só começa as 13h mesmo, então fiquei ali esperando a chuva passar e fisgando os wifi dos busão. :D Lá pelas 12:30 q a chuvarada passou então fui pro hostel antes q chova d novo.

O The Trip Hostel fica perto do terminal, só ir pela avenida Artigas, a que passa do lado do terminal, indo no sentido contrário da Gorlero e entrar na primeira rua a direita. Só uns 150 metros. Paguei 1140 pesos em 2 diarias (uns 65 reais a diaria) no quarto coletivo de 6 camas. O hostel tem bem clima de hostel, aquela vibe legal com barzinho e tal, mas a acomodação era bem zuada. O quarto era no terraço e não tem cobertura na escada pra subir nem pra ir no banheiro. Então se tiver chovendo você sobe na chuva. ::bad:: E se você for do quarto ao banheiro vai sair na chuva! A cama tinha um colchão fino demais e eu sentia as madeiras da cama. Além do quarto ser bem apertado. O café da manhã é café, leite, pão de forma duro e geléia. Caro pra o que oferece. Tem uma vibe muito boa, mas peca na acomodação.

Mas eu não viajo pra ficar plantado em hostel, então como tinha parado de chover, tava nublado e uma temperatura muito boa (20°C) partiu desbravar Punta. Fui pro monumento La Mano ou Los Dedos sei lá, o mais famoso de Punta. Dizem ser uma epopeia tirar foto nos benditos dedos no auge do verão. Eu tava lá num nublado dia de fim de verão e tinha o monumento todo só pra mim. Só umas 5 pessoas passaram por ali no tempo q fiquei lá. Não achei um monumento bonito, só achei q dependendo do ângulo q você bate a foto, pode ter um efeito muito bacana pela composição num todo da paisagem com os prédios e o mar, não necessariamente do monumento em si.

DSC01367.JPG.f0fdd7e09f99b4957ba7524fac3aaebc.JPG

Resolvi comer. Gente do céu!! ::ahhhh:: Fui num restaurante do outro lado da avenida em frente ao terminal .O nome do lugar é Indiecito. Era umas 2 da tarde, tava vazio, tinha só umas 3 pessoas e eu resolvi experimentar o famoso chivito com acompanhamento de arroz. Pedi uma cerveja Pilsen pra ir degustando os sabores das cervejas uruguaias. Amo cerveja!! o atendente, que me parece era gerente também, perguntou se eu queria pão. Disse que sim. Entendi como se fosse cortesia. Quem vai cobrar um paõzinho?? Enquanto comia só observava como ele tava impaciente. Tinha um casal de brasileiros numa mesa e chegou outros 2 estrangeiros, um senhor mais velhinho e uma moça nova, aparentando avo e neta. O casal brasileiro perguntava alguma coisa pro gerente e ele respondia de rompante. Os estrangeiros estavam bem na mesa ao meu lado e queriam pedir algo. O gerente quase gritava: no hablo inglês, no hablo inglês!! ::quilpish:: tava chato aquilo ali. Acabei de comer, carne uruguaia muito boa, no ponto, mas o ambiente tava ruim. Levantei logo pra ir pagar, cheguei no caixa e ele resmungava pra eu esperar. :evil: O chivito era 380 pesos e a cerveja 130 e tinha o IVA. Até aí eu sabia. O cara me cobrou 60 pesos pelo pão. ::grr:: Fiquei indignado porque achei q o pão era uma cortesia pela forma como ele tinha me oferecido. Total da facada 622 pesos. Paguei 620 e fiquei olhando pra cara dele. ::vapapu:: O cara me cobrou mais 2 pesos. :( Na verdade fiz intencional, queria ver a reação dele e tava me divertindo um pouco com aquele sujeito chato querendo q eu pagasse mais 2 pesos. Levei quase 1 minuto olhando pra cara dele mas paguei. Agora to aqui dizendo pra vocês não irem no estabelecimento desse cara q precisa de umas aulinhas sobre como receber melhor seus clientes ::bad::::bad::::bad:: ...exceção a regra, a única pessoa q não foi simpática no Uruguai.

 

Depois fui andar pela Gorlero. Ver as lojas, o estilo de luxo que respira e aparece por todo lado em Punta. Fui até o final depois fui em direção a igreja de Punta, quase já na ponta da peninsula. Nessa caminhada ae encontrei um cambio de 8,80 na Gorlero n° 630 entre as calles 19 e 21. ::love:: Achei q compensava muito já que a cotação oficial nesse dia era 8,95. Troquei 250 reais q ainda tinha e decidi q ia no hostel pegar mais dinheiro pra trocar ali porque sei lá se ia achar coisa melhor na viagem, arriscando chorar um cadinho de achasse cambio melhor depois. Não achei!! Melhor cambio da viagem, acredite!!! em Punta Del Este, a caríssima Punta Del Este, quem diria. Voltei pro hostel olhando as carissimas lojinhas de souvenirs. Você compraria um ima de geladeira por 8 reais?? ::ahhhh:: não né!! mas se você quiser trazer um do Uruguai vai ter que pagar!! 3 imas de geladeira por 200 pesos?? assalto!! :shock: no domingo achei uma lojinha vendendo 3 por 180 e como sou viciado em imas de geladeira dos lugares onde passo, comprei ali. Caaaaro, mas era o melhor q tava tendo. Fui pro hostel pegar mais dinheiro pra trocar. Caiu mais uma pancadona de chuva. Mas foi a ultima da viagem!! Saí de novo e dessa vez, já quase anoitecendo, fui apresentado ao implacável vento de Punta. Como venta. Nunca passei por um vento assim tão forte. Ele chega a te empurrar. Não tava frio, tava uns 18 graus, mas essa ventarola dava uma sensação bem gelada. ::Cold:: Voltei lá naquele cambio de 8,80 e troquei mais 300 reais. Passei no Casino Nogaró pra ter meu primeiro contato com um cassino. A galera aposta alto lá. Velhinhas dominam. Só olhei um pouco porque depois de uma noite viajando e um dia andando eu já tava pregado. Passei num supermercado, Devoto (você vai ver trocentos dele pelo Uruguai), comprei um gatorade de maçã (48 pesos) mais pra experimentar porque nunca tinha visto aqui no Brasil. ::tchann:: Horrivel, parece bala de maçã verde derretida!! comprei uns lanchinhos recheados de presunto e queijo por 45 pesos e uma latinha de cerveja Norteña 37 pesos. A Norteña foi a melhor cerveja que provei no Uruguai, gosto de sabores mais fortes. ::love:: Fui pro hostel ver se socializava mas a turma tava meio parada e eu muito cansado. Cama!

 

Sábado, 19 de março de 2016

Belo sábado de sol. Céu azul, sol bombando, temperatura super boa, 18 graus, já tava afim de alugar uma bike e pedalar, pedalar, pedalar, pedalar até o SAMU do Uruguai me resgatar. O staff do hostel me indicou uma lojinha na rua de tras. Fui lá e era 250 pesos para o dia todo até 19:30. resolvi ir dar uma pesquisada em outras lojinhas na região da Gorlero que dessem o horário até mais tarde pois queria pegar o por do sol em Casapueblo e isso seria lá pelas 18:45 e não daria pra devolver a bike até 19:30. Só que as lojas da região da Gorlero também fechavam lá pelas 19h e o preço do aluguel deles era 500 pesos. Só porque tao no meio da zona turistica eles metem a faca. Voltei pra lojinha do simpático tiozinho na rua de tras do hostel (calle Joaquin Lenzina) e aluguei lá, já desistindo do por do sol em casapueblo. Isso era umas 11 da manhã e eu parti no pedal em direção a La Barra. Fui pedalando pelo acostamento da rodovia, pertinho da Praia Brava. A rodovia, que é mais uma avenida, não tinha grande transito e tava bem de boa pedalar por ali. Você vai passando e vendo mansoes chiques, uma coisa meio zoropa. Parei algumas vezes, tirei umas fotos, fui na praia molhar o pé. A praia tava deserta. Apesar do solzão já era fim de verão, a temporada já tinha acabado e a temperatura era só 19°. muito mais pra pedalar que pra nadar. Depois de mais ou menos uma hora de pedal cheguei na ponte Lionel Vieira, aquela ondulada. Atravessei a ponte, tirei umas fotos, observei o outro lado e voltei.

IMG_20160319_120250383.jpg.b2a9027f4b9a884d09e997bdeec7ed6a.jpg

IMG_20160319_122023926.jpg.7300f034358e5b4c8061a79a319a7cb3.jpg

IMG_20160319_125814718.jpg.dd84e2a9fa8b5290ab9cd1acf8cfc711.jpg

IMG_20160319_134451802.jpg.186d5b91adfaa579fcdcd598a0b90c93.jpg

Pedalada super boa voltando pra Punta, parei num quiosque pra comprar agua e a garrafinha era 45 pesos!!! ::ahhhh:: Lembrando que gatorade no supermercado era 48. Passei no hostel e mais ou menos umas 14h eu saí pra Casapueblo. Aí é pro outro lado, você vai pro Conrad e dali segue pedalando pela orla da Praia Mansa, mas é mais longe que La Barra. Começou a ventar mais forte, parei pra tirar fotos mais vezes, tem uma subidinha trash pouco antes de chegar em Casapueblo e cheguei lá umas 15:30. amarrei a bike num poste lá e entrei. A entrada em Casapueblo custa acho q foram 250 pesos. Você pode pensar q é caro, mas não é todo dia q você vai lá e Casapueblo é lindo, encanta, tem fascinio e tudo mais. Você começa a visita numa sala onde você assiste um video sobre a historia de Carlos Paez Vilaró, que criou Casapueblo. Fiquei sabendo que um dos filhos dele era um dos que estavam naquele avião uruguaio que caiu nos Andes em 72 e que tiveram até que comer a carne dos colegas mortos pra sobreviverem. Ali tem uma lanchonete. Como não tinha almoçado, comi 3 paezinhos recheados com doce de leite. 5 pesos cada um, bem gostosos e deu pra enganar a fome. A visita em Casapueblo não é em toda a construção já que algumas partes são fechadas pra visita. Dá pra subir um nivel e descer outro. E rende otimas fotos. O contraste daquela construção branca, algo que lembra Santorini, com o rio da Prata é muito bonito. Foi um dos pontos altos no Uruguai, recomendo muito Casapueblo. E se tiver disposição vá de bike porque onibus la fora não passa, você tem q descer na rodovia, e pedalar por ali é muito gostoso.

IMG_20160319_151458665.jpg.eb12063defe85808b765deb4ef4eadf8.jpg

IMG_20160319_154854699_HDR.jpg.5d070b9ba2ab56afc13b7e89c46aaf72.jpg

IMG_20160319_155808464.jpg.f1daffd3a02d9a977473562d312289c9.jpg

IMG_20160319_163257505_HDR.jpg.25794ac30c06d70d62277293dd89aa90.jpg

Saí de lá 16:45, ventava ainda mais e pedalar contra o vento não é facil. A volta foi mais penosa. Ja tava sentindo frio, não pela temperatura em si, mas pelo vento que era demais. Pedalava, pedalava e parecia não andar quase nada. ::mmm: Eta ventinho danado. E umas nuvens foram aparecendo e melaram o por do sol depois de um belo dia azulado.

IMG_20160319_171110772.jpg.bc1bc697e32658ecd99789bc234cf1f9.jpg

Depois de muita luta cheguei em Punta depois de 18h e ainda dei uma voltinha de bike pela area do porto antes de devolve-la. Bom demais pedalar em Punta, muito bom mesmo. Passei no hostel, tomei um banho e saí pra epopeia de comer sem empobrecer. ::hahaha:: Fui no Fish and chips, um barzinho bacana na calle 27 pertinho da Gorlero. Pedi uma cerveja Patricia e medianitos de pollo. ::cool:::'> A Patricia é mais aguada. Mas o franguinho tava bom demais, só não lembro mais quanto paguei porque não trouxe recibo de lá, mas foi algo perto de 400 pesos. Sim meu caro, o Uruguai é caro, mas esse barzinho valia o preço, comida, ambiente e atendimento muito bons. Acabei indo lá porque vi q eles tavam curtindo as fotos q eu tava postando no Insta então fui lá pra ver qual era a do lugar. Gostei! Na rua, vento, ventania, ventarola e mais vento. 18 graus com sensação de 15 ou menos. Passei no Conrad e fiquei lá um tempão vendo o povo torrar sua grana nas maquininhas. E jogam alto hein. Fico abestado com isso. Bem, não sejamos hipocritas, eu tava em Punta, capital da jogatina, por que no? :lol: A maioria das maquininhas você joga em dolar mas tem umas q aceitam pesos uruguaios também. Fui numa lá e coloquei uma nota de 50 pesos. Vai que...só que não!! ::lol4:: perdi, claro, mas joguei num cassino de Punta ora pois. :D Você vai no Rio e não vai no Cristo? Você vai em Salvador e não vai no pelourinho? Você vai em Paris e não vai na Torre Eiffel? Então! Eu não ia dizer q fui em Punta e não joguei no cassino! Mas chega, já perdi minha graninha e vou continuar só olhando. Dei uma voltinha nas redondezas pra ver se o sábado a noite tava bombando em Punta mas tava nada. Tinha uns restaurantes com musica ao vivo, até bem legal, mas nenhum sinal de galera baixando geral pra alguma balada Voltei pro hostel e tinha umas argentinas muito doidonas lá fazendo a despedida de solteira de uma amiga, subindo na mesa, essas coisas...no hostel eles vendem uma cerveja artesanal de Punta chamada O'Neill. Pedi uma lá e fiquei curtindo a festinha da doidinhas hermanas até a madrugada. :P

Domingo, 20 de março de 2016

Dia de arrumar a mochila e partir. Tomei café, fiz checkout, deixei a mochila na recepção e fui andar dar uma voltinha. Fui comprar uns imas de geladeira que apesar de carissimos ainda achei uma “promoção” de 3 por 180 pesos só pra não dizer q não comprei nada de Punta. Na verdade, Punta é o lugar onde tem mais opção de comprar lembrancinhas no Uruguai, nos outros lugares achei poucas opções. Passei no porto pra ver se tinha o tal do lobo marinho mas não vi nada. Deve ser mais cedo e isso já eram 11 da manhã.

Resolvi tentar sacar dinheiro pra ver se meu cartão tava funcionando pra saque no exterior ou se era zica do aeroporto. Fui dessa vez num caixa Banred e nele consegui sacar. Saquei 4000 pesos. O Banred cobra uma taxa de saque de 197,70 pesos. Então pelos 4197,70 pesos o saque em reais ficou em R$ 512,57 que deu uma cotação de 8,18. Melhor q a do aeroporto, mas pior q a dos cambios de Punta. Mais a taxa do Bradesco de 12 reais pelo saque no exterior e mais o IOF que deu 32,70. No fim das contas, gastei com esse saque R$ 557,27 pra levar 4000 pesos, o q dá um pessimo resultado de 1 real=7,17 pesos. :cry: Saque no exterior não vale a pena. Apesar dos riscos, o melhor é levar dinheiro vivo mesmo. Eu quis tentar o saque porque nunca tinha sacado no exterior, no aeroporto não tinha conseguido e tinha q saber se meu cartão funcionava no exterior, pra ficar mais tranquilo no caso de uma emergencia. Mas é isso, leve seu cartão habilitado pra saque, mas só faça isso em caso extremo. Cotação e taxas não são nossas amigas...

 

Por fim fui no mirante do La Vista. Tem um elevador panoramico e a entrada é 200 pesos. Vale a pena pela vista. É muito legal. Tem um restaurante giratorio la em cima, vai rodando bem devagarinho e dá pra você sentar num sofá e ter a vista 360° lá de cima. Mas deve demorar pra girar tudo. A vista é muito bonita e eu recomendo subir.

DSC01414.JPG.91d2b42f6b97366af292c364904bb54d.JPG

Desci de lá quase meio-dia e meia, passei no hostel, peguei a mochila e fui pro terminal. Comprei a passagem pra Montevideo no onibus de 13 horas. Fui pela Copsa. Nao tive muita sorte com a Copsa porque os onibus nunca eram da Copsa mas de uma contratada. Era Marcelo Turismo ou coisa assim, portanto não tinha wifi. So os onibus da Copsa mesmo tinham wifi e a Copsa trabalha muito com onibus terceirizados. ::bad:: O preço é igual da Cot, 266 pesos mais 10 da taxa do terminal. Mas a Cot sempre vai com onibus próprios, com wifi, e a Copsa usa muito esses outros onibus q vem com uma plaquinha embaixo “a serviço da Copsa”. Wifi fail.

Cheguei em Montevideo 15:30 no terminal de Tres Cruces. Como não tinha almoçado e a essa altura da viagem já tava racionando na comida nesse caríssimo pais fui caçar comida no terminal. Na praça de alimentação fui numa lanchonete, California Burrito, e pedi um burrito de lomo, 150 pesos, bem servido e muito gostoso. ::cool:::'> Caro? Nivel Brasil, sim. Nivel Uruguai, não!

Dali fui pro ponto de onibus em frente ao terminal e logo passou a linha 183 pra Pocitos. Nessa linha o motorista é que era o cobrador. Mas nem sempre. Pode ser que tenha cobrador no onibus. Quando não tem tá escrito em baixo em vermelho: coche com cobrador conductor, ou coisa do tipo. A passagem urbana em Montevideo custa 28 pesos. Paguei o motorista, entrei e sentei. Logo o motorista começa a gritar: chico! chico! A moça da frente já me avisa: ele tá te chamando. Pensei: putz, que será q deu merda? Fui lá na frente e ele me aponta pra catraca do busão com um ticketzinho pendurado. Ah tá, então eu tenho q pegar o ticket. ::lol3:: Só isso. E o q se faz com o ticket? Nada! Trouxe pra casa de lembrança até eu enjoar dele hahaha. Desci em Pocitos a 3 quadras do hostel. Fui para o Destino26.

Hostel muito confortável, a melhor cama que já dormi em hostel ate hoje, gostosa pra caramba. Mas falta um barzinho dentro do hostel pra dar aquela vibe mais legal. Achei poucos banheiros também. Se o hostel estivesse cheio ia ser meio dificil pra tomar banho, ir ao banheiro e tal, principalmente naquele inicio de noite q geral tá lá. Mas tinha pouca gente. No meu quarto só um brasileiro de poucas palavras q ficava o tempo todo no notebook e saía cedo, de terno, sempre falando em negocios. Deixei as coisas no hostel e, não viajo pra ficar sentado em hostel, rua! Vento, vento. Mas bem menos vento que em Punta, um vento q já to mais acostumado. 19 graus numa nublada tarde de domingo, domingo em q começava o outono, por causa do vento tava até friozinho. Fui procurar o Castillo Pittamiglio, uma dica q me foi dada pelo felizzz aqui no mochileiros.com. O castelo fica pertinho de Pocitos, na rambla que divide com Punta Carretas, de frente pra um quiosque chamado Complejo Punta Pocitos. Cheguei lá 16:45, sem saber de nada, só pra ver qual era a do lugar e tinha visita guiada as 17h. Sorte!! ::otemo:: as visitas guiadas são de terça a domingo as 17h e custa 130 pesos. O grupo da visita era pequeno, 7 pessoas. A guia era otima e o castelo, cara, o castelo, vá no castelo, faça essa visita, eu curti demais e pra mim foi um dos pontos altos. ::love:: A historia do castelo, a mistica toda envolvida, as relaçoes que o criador do castelo, Humberto Pittamiglio, tinha com a alquimia, a maçonaria, os simbolos em geral, as historias sobre ele. A guia contava sobre a visita de pessoas do Vaticano no castelo a portas fechadas e os mitos q rolam sobre o Santo Graal estar lá. A amizade que Pittamiglio tinha com o Papa Joao XXIII, um cara q era gay e nunca foi aceito na maçonaria. A capelinha q ele fez pra mae dele e o boato q os restos mortais dela poderiam estar lá. Os andares q representavam o inferno a terra e o ceu. Poderia ter muito mais coisas interessantes ali mas teve uma vez q o castelo foi saqueado e muita coisa levada. Tem um salao no segundo andar, que seria um templo do sol, onde a acustica faz com q se você ficar bem no meio do salao e falar alguma coisa vai sentir como se sua voz fosse amplificada. E esse mesmo efeito você sente também ali pertinho, bem ao ar livre, na esquina da rambla de Pocitos com a avenida Brasil, numa pracinha que chama Espaço Tiradentes (sim, o Tiradentes mesmo q você tá pensando) e bem no meio do circulo do Tiradentes você sente o efeito da voz amplificada. Você vai andando pela pracinha e falando ou cantando e quando passa no meio do circulo sente algo diferente na sua voz. Cara é muito doido!! mistériossss. E olha q eu ainda nem tinha ido atras da marijuana ::tchann::

DSC01460.JPG.36c86ffc730674e31f755fd68b6d81f3.JPG

DSC01469.JPG.727fb1b49c3db9fa03d45bc4b3b28080.JPG

Voltei pro hostel depois de curtir muito a visita no castelo, tomei banho e saí de novo. Pertinho do hostel tinha uma lanchonete com comida venezuelana. Comi uma arepa, que lembra a tapioca, e uma cerveja Stella. Não lembro o preço porque não trouxe a notinha, mas tudo deu uns 300 pesos. Dali fui na missa numa paróquia ali perto, San Juan Bautista. Era Domingo de Ramos e eu nunca tinha ido numa missa em espanhol.

Compartilhar este post


Link para o post

Segunda, 21 de março de 2016

Piriápolis!!

Admito aqui q não fui muito inteligente por fazer o bate-volta em Piriápolis por Montevideo. Eu tava em Punta, seria melhor eu fazer o bate-volta em Piriápolis por Punta, enqto eu tivesse hospedado lá, porque Piriápolis é mais perto de Punta que de Montevideo. Mas sei la porque eu tinha programado fazer isso depois q eu fosse pra Montevideo. Não foi uma ideia logistica… ::putz:: Confessado, perdoado, seguimos….

Bom, como não to dando uma dentro...tinha baixado o aplicativo de onibus urbanos de Montevideo e olhei antes de sair do hostel as linhas que passavam perto de Tres Cruces. Vi que na orla passavam algumas e fui pra lá. Tinha que pegar a linha 121 Ciudad Vieja que passava perto. Tinham outras linhas também, Paso Molino, Mendoza y Instrucciones… já fui tarde pro ponto, quase 9:30 e queria pegar o busão de 10 horas pra Piria. Então veio um onibus escrito Cuidad Vieja e eu entrei. So que ele foi se embora pela rambla afora e o mapa da linha que eu tinha visto antes, saía da rambla quase em seguida. Observo o ticket q eu peguei da catraca (agora já aprendi q tenho q pegar o ticket!!) e lá está 116-Cuidad Vieja. Ahhhhhh busão erradoooooo. ::ahhhh::::putz:: Olhei no celular o mapa offline q eu já tinha baixado antes de ir, me localizei e desci em algum lugar onde achava q dava pra ir a pé pra Tres Cruces, mas já conformado q não ia mais dar pra ir 10 horas pra Piriápolis e q eu ia andar pra caramba. Andei umas 4 quadras e cheguei na 18 de julho e depois mais umas trocentas quadras até chegar em Tres Cruces. Cheguei lá 10:20. comprei passagem da Copsa pra 11 horas. 195 pesos. Se fosse 10 horas ia de Cot, com wifi, mas...Copsa é sinal de busão terceirizado a serviço da Copsa, portanto sem wifi, certo? Certo! ::cool:::'> Lá estava o busão terceirizado e vamo simbora pra Piriápolis sem wifi. Ohh vida, ohhh azar... ::essa::

cheguei em Piriapolis 12:40. Do terminal pra rambla é só ir pra direita, passar uma pracinha, seguir a rua e já sai do lado do imponente Hotel Argentino. Piriápolis é um charme só. Parece uma cidadezinha do interior, praiana, pacata…Piriápolis era O LUGAR antes q Punta chegasse e destronasse. Então Piria tem aquele ar nostálgico de velhos tempos… Tava de olho nas aerosillas, o teleférico pra subir lá pro cerro. Fui andando pela rambla de Piriápolis até o porto. Lá, dentro de um restaurante, você compra o ticket pro teleférico. 180 pesos ida e volta. Subindoooooo.

DSC01503.JPG.e67ad85972a5ea6c076f6a8f4e016308.JPG

Lá em cima, venta bastante, claro, obvio, e a vista é espetacular. Não tem mirantes assim no Uruguai. Alias nem morros tem lá. Perto de Piriápolis foi o único lugar onde vi uns morrinhos mais altos. Então claro q lá de cima você tem uma vista espetacular. A vista de lá foi a paisagem natural q mais me deslumbrou na viagem toda. Digo isso, porque gostei mesmo, e vejo q muita gente vai pro Uruguai e faz o basicão, Punta, Montevideo, Colonia. Mta gente não vai em Piriapolis e olha, tao perdendo. Talvez não tenha tantos atrativos, não tenha agitação, mas do alto do cerro tem uma paisagem q você não ve em qualquer lugar. Curti muito lá.

DSC01502.JPG.4c39b127962c6234f70397b03e5e33ea.JPG

IMG_20160321_135149977.jpg.ed8e03dddd470d7317380ba3cbfff9e1.jpg

Tanto me distraí, q hoje não era meu dia. ::dãã2::ãã2::'> Onde tava o ticket do teleférico pra eu descer? Só tinha 2 bolsos na bermuda, revirei eles quanto pude e….cadê o ticket????? ::ahhhh:: e agora?? perdi a porra do ticket!! ::vapapu:: comprar só a volta? Mais 120 pesos? Jamais!! Descer a pé? Fazer o que? Uma caminhada né…. ::tchann:: Pra baixo todo santo ajuda… fui descendo pela estrada onde carros passam. Bom q tava um solzinho fresco, o tempo abriu bem, rendeu boas fotos essa descida. Só eu andando, alguns carros passando, tranquilo demais. Deu pra ir refletindo a vida naquele momento, sozinho, numa estrada deserta no Uruguai, pensando na vida… Nao devo ter gasto mais que 15 ou 20 minutos nessa descida.

DSC01509.JPG.f7c4b5a7be8792118643b8d73bdf3f8e.JPG

Saí um pouco pra frente do porto, comi 2 empanadas por 120 pesos numa barraquinha, fui voltando pela rambla, curtindo o visual de Piriápolis, repito, muito charmosa, paisagem muito bonita, Piriápolis é uma joia q as vezes muita gente vai no Uruguai e não ve. Então não perca a oportunidade de dar uma passada em Piriápolis. Pra conhecer a cidade uma tarde basta. E você não se arrepende.

DSC01510.JPG.3b9cc5a18384d22dfb129a98af27ac1c.JPG

IMG_20160321_160117935_HDR.jpg.0df3d4f678ee43f46b10a75fe2c1ac5f.jpg

Voltei pro terminal 16:15. tinha um onibus da COT as 16:20 mas não tinha mais lugares. Tinha Copsa as 16:50. 193 pesos. La vamos nos de novo num busão terceirizado sem wifi certo? Certo! :roll::roll:

Cheguei em Montevideo 18:30, peguei o busão pra Pocitos, linha 183 de novo, cobrador todo despojado. A proposito, motoristas e cobradores não usam nenhum uniforme, roupa normal, ate bermuda e regata se quiser. Passei no hostel, tomei um banho, fui no supermercado Devoto, comprei um sanduiche de atum, 54 pesos, uma sprite, 19 pesos e uma latinha de norteña 37 pesos pra ir tomar na rambla depois. Aí to eu lá, igual um extraterrestre tomando cerveja na rambla enqto todo mundo tá tomando mate… :? fiquei imensamente feliz e me senti um pouco mais normal quando vi 2 caras passando com um litrão de Patricia :D …acho q não eram uruguaios… ::hahaha::

Compartilhar este post


Link para o post

Terça, 22 de março de 2016

Caindo da cama, saindo do hostel sem esperar o café...motivo? Ir pra Colonia. Colonia não é logo ali. Sao 3 horas de busão. Se quer fazer um bate volta e aproveitar a cidade, melhor sair cedo. Eu nem saí assim tão de madrugada. Saí 07:30. peguei a linha 121 Ciudad Vieja na Avenida Brasil. Sem tontices dessa vez ::lol4:: desci pertinho de Tres Cruces.

Parenteses. O uruguaio é um povo muito tranquilo, muito de boa. Os onibus não correm desenfreadamente, tresloucadamente como aqui no Brasil. Vão de boa. Carros do mesmo jeito. Pessoas andando a pé igualmente. A vida corre mais devagar por lá, não vi essa correria maluca q todos aprontam aqui no Brasil.

Fui tomar café num quiosque em Tres Cruces. Pan de Nuez e café com leite, 186 pesos. A dona q tava atendendo era super simpática. A cara dos uruguaios. :mrgreen:

Comprei passagem pela Turil as 08:30 por 342 pesos. Onibus com wifi ok. ::cool:::'> Ainda bem a Copsa não trabalha pra essas bandas ::lol3::

No caminho, nas 3 horinhas de busão até Colonia, paisagem monotona, pequenas vilas, plantações, pastagens (plantações de churrasco como diz uma amiga minha kkk) um Uruguai mais rural, casinhas tipicas de camponeses...enfim, bucólico. :wink: Um lugar onde vc compraria um sitiozinho pra relaxar...

Cheguei em Colonia 11:30. O terminal de onibus é do lado do terminal maritimo de onde galerão vai pra Buenos Aires. Passei no terminal maritimo só pra olhar mas ele tava muito muito deserto. Nem posto de informações turisticas eu vi. O terminal de onibus é mais completo. Peguei mapinha e fui andar no centro. Meio-dia comecei a explorar Colonia pela Puerta de la Ciudadela. Passei pela Calle de Los Suspiros e fui pro farol. Céu lindo, azul completo. Entrada no farol cobra 25 pesos. O farol é bem alto, tem um nivel intermediario e outro la no topo onde você tem q fazer ate um contorcionismo basico pra passar. Vista maravilhosa, sem comentários.

DSC01531.JPG.e50b74512b81896c03b0b5791628f537.JPG

DSC01539.JPG.8c761f9b1c50f26f4e6ce681c0622f86.JPG

Depois fui ao Museu Municipal. La você compra um ingresso q custa 50 pesos e te dá direito de visitar 5 museus: municipal, do azulejo, indigena, português e arquivo regional. O museu municipal eu achei o melhor de Colonia, o mais interessante. Tem muitas salas repletas de exposições em 2 andares. Até animais empalhados, coisas de paleontologia, é onde tem as coisas mais interessantes pra se ver.

Depois fui ao museu do azulejo. Pensei q era maior, mas era muito simplorio, uma salinha só com uns azulejos expostos. Quem já foi a São Luís já viu muito mais coisa.

Segui pro Museu Indigena. Tem coisas sobre indios q habitavam o Uruguai, vi lá o significado da palavra charrua, q você ve muito no Uruguai. Achei mediano.

Passei de fora do Museu Espanhol, fechado pra reforma.

Passei no porto e fui ao lado no Bastión del Carmen. Lá tem uma vista muito bonita. Um gramadão onde o povo fica fazendo pique nique e adivinha? Tomando mate!! lugar bem legal pra fotos, pra descansar, pra namorar, pra jogar papo fora, enfim…

DSC01572.JPG.0eef3fc348ebd57ae6a1c327b4d708c4.JPG

Fui na Catedral e em frente a catedral, no inicio da ruazinha, achei um tal de Museu do Humor. Esse é particular, cobra uma entrada de 60 pesos. Não é todo dia, toda hora, em todo lugar q você vê um museu do humor. Entrei. Pra começar você entra numa sala onde tem fotos de famosos com rostos de animais. Disse o dono q se eu acertasse todos eu ganhava um brinde.

DSC01584.JPG.058e41f6825928d48c3ec8153338bd54.JPG

Não deu…o lugar é interativo, na sala do lado você pode jogar playstation. Em outra sala passa filme de Charles Chaplin, em outra tem uma foto enorme do Mussum, no segundo andar tem brinquedos tipo playground, tem fotos em tamanho real de atores de Hollywood pra você tirar selfies, roupas exoticas tipo de Napoleão pra você vestir, e um terraço com vista sensacional. Achei muito interessante o lugar e acho q se você visitar lá acompanhado vai ver muito mais coisas interessantes do q um pobre solitário como eu… :P

fui comer. Parei num restaurante e pedi um chivito com fritas, 280 pesos, e uma Pilsen litrão, 100 pesos. Segui andando pela beira do Rio de la Plata, Bastión de San Pedro e de San Miguel. Tarde linda. Terminei o roteiro no Museu Português, que é interessante também, mas pra brasileiro acaba não sendo nenhuma novidade…

DSC01558.JPG.295fb2cc1d79ec55cee05e4432f214c9.JPG

eram 17h e circulei tudo. Colonia é uma cidade unica. Nela eu vi uma mistura de cidades brasileiras, tem muito de Paraty, um pouco de Tiradentes, um toque de Diamantina, casarões de São Luís e ruínas de Alcantara. Mas no fim das contas, Colonia nao se parece com nenhuma dessas. Mistura tudo mas Colonia é Colonia. É única.

Queria esperar o por do sol mas desanimei, pensei q ia esperar mais 2 horas e chegar muito tarde em Montevideo e acabei comprando a volta pela Turil as 18h. ARREPENDIMENTO DEFINE. O por do sol ali devia ser irado!!! acabei vendo um pouquinho do por do sol na estrada, mas tava demais. O tempo tava limpo, perfeito, porque o idiota aqui resolveu voltar?…. :(

Bem, ao menos no onibus da volta vi q o cara q tava na poltrona do lado tirava muitas fotos, tava curtindo a viagem e vi ele pesquisando no cel sobre o hostel Destino26. Quando eu vi puxei papo com ele e aí conheci o Xavi, mexicano, vindo de Buenos Aires e fazendo um bate volta de 1 dia no Uruguai e ia pro hostel q eu tava. Cara gente boa. Fomos pro hostel, depois passamos no supermercado pra comprar sanduiches e brejas pra tomar na rambla. E ele com um binoculo. Dizia que era pra mirar las chicas ::lol4:: figura

 

Quarta, 23 de março de 2016

Dia de fazer o Free Walking. Chamei o Xavi e fomos. O tour começa na Plaza Independencia, onde tem a estátua do Artigas montado num cavalo. Parenteses. Tem trocentos monumentos no Uruguai e em 99% deles o cara tá montando um cavalo. O outro 1% é vagabundo… :D

nesse dia a guia q fazia o tour em espanhol não pode ir. Tava só a Mayra, a guia q faz o tour em inglês. :o Aí eu vi q eu PRECISO melhorar meu inglês. É foda entender umas palavras soltas e tal. Tava dando pra acompanhar de boa porque eu já tinha lido bastante sobre Montevideo e a Ciudad Vieja, mas definitivamente, preciso melhorar no inglês.

O Free Walking é de segunda a sexta as 11 da manhã e sábado 14h. Passa pela rambla, Catedral, Plaza Zabala, Banco de la Republica e termina no Mercado do Porto. São 2 a 3 horas de tour. No Mercado vi vantagem eu alguns restaurantes q tavam aceitando pagamento em real, cotação de 1 pra 9, melhor q qualquer casa de cambio. Eu não ia comer nada porque as comidas no Uruguai tavam acabando com minha grana, mas ainda bem q tava com o Xavi, ele queria comer uma parrillada mas sozinho também não ia rolar, então dividimos uma. Nao tem como ir no Mercado do Porto e não comer uma parrillada. A carne do Uruguai é muito boa, bem passada mas suculenta, sabor diferente, recomendo. Ficou caro, pra variar, 1000 pesos contando com uma garrafa de vinho tannat Don Pascual, mas dividindo por 2 ficou aceitável. Voltamos do Mercado olhando os vários livros q são vendidos na rua mesmo. Aqui no Brasil não vemos vendedores ambulantes de livros. Em Montevideo tem muitos. Sao na maioria livros usados, tipo um sebo, com os livros espalhados no calçadão mesmo. O Xavi era viciado em livros, já tinha comprado 3 em Buenos Aires e comprou mais 2 em Montevideo. Eu compro camisas e imas de geladeira dos lugares onde passo, ele compra livros. Tava procurando um de literatura uruguaia, recomendaram pra ele Las venas abiertas de América Latina. Eu não comprei mas hoje to curioso pra ler. Vou baixar!! Passei no correio, comprei uns cartões postais e mandei.

O Xavi ia voltar pra Colonia as 17h, no outro dia voltava pra Bs.As, ia fazer um bate-volta em Cordoba e depois voltar pro Mexico. Ele tava de férias. Me disse as férias regulamentares no México são 6 dias. ::ahhhh:: 6 dias?!! Sim, 6 dias. Uma semana! Como pode um país dar 1 semaninha de férias ao ano? Sim, o México dá. ::grr:: Povo meu, como pode você, caro amigo mochileiro, viajar e conhecer o mundo com 1 semana de férias? Eu tenho 30 dias e ainda divido em 2 periodos pra poder viajar 2 vezes ao ano. Imagina se eu fosse mexicano? ::tchann:: Nesse momento agradeci por ser brasileiro. Despedi do Xavi e fui pra visita guiada no Teatro Solis.

A visita guiada é as 16h e toda quarta-feira é grátis!!! Yes!!! teatro bonito, por fora e por dentro. Lustres enormes, as pinturas no teto do salão são muito bonitas. A visita dura uns 50 minutos. Depois dei uma andada pela 18 de julho pra ver se achava lojas de artesanato mas nada. So tem um mercado de artesãos na Plaza Cagancha mas nada comparado a esses mercados q você encontra em Cusco ou no Nordeste, por exemplo. Apesar q ali são artesanatos uruguaios mesmo, bem originais. E caros, claro. Deixei pra comprar amanhã.

DSC01628.JPG.d3132975ab64dc181b700de3dab15cb2.JPG

DSC01613.JPG.d6bb4202d0938052dabc6aeed089277d.JPG

Voltei pra Pocitos, achei q ia pegar um por do sol irado, fui lá pro letreiro de Montevideo, mas o sol se poe atras dos prédios. Minha busca pelo por do sol perfeito no Uruguai...fail!!! mesmo assim foi bonito o fim de tarde ali. Galerão tomando mate no gramado, outro galerão subindo no letreiro, contraste de cores legal com o por do sol ao fundo dos predinhos de Pocitos. Valeu.

IMG_20160323_184113972_HDR.jpg.26d676932ca043efad1f2d476aa2d199.jpg

Segui andando, segui uma torre iluminada de azul e me deparei com o World Trade Center Montevideo. Mais ao lado o Montevideo Shopping. Tem cassino no shopping, achei um bilhete premiado de 5 pesos. Oh gloria ::lol4:: Mas dei sorte mesmo quando entrei numa loja, Ta-Ta, tem varias dessa loja em Montevideo, e achei uma blusa pesadona, campera, pra enfrentar aquela friaca do inverno de Montevideo e do inverno das montanhas de Minas também. 790 pesos. Uns 90 reais. Nunca q eu ia achar uma blusa dessas aqui por esse preço. Comprei!!! ::cool:::'> ::cool:::'> A moça do caixa me disse q o Uruguai é muito caro pra comida e tal, mas pra roupas de frio não. Até aí concordei, mas no outro dia, olhando preços em lojas no centro pra comparar, tudo era mais caro. Até mesmo nas lojas Ta-Ta no centro o preço já tinha subido. Eu dei foi sorte!! enfim lucrei alguma coisa no Uruguai e compensei tantos tombos financeiros :lol: Depois fui tomar uma Norteña na rambla. Era minha ultima noite em Montevideo. Melancolico…

Compartilhar este post


Link para o post

Legal seu relato rezzende. Eu estive nas mesmas cidades em janeiro e tb fiquei revoltada com os preços... Pelamor... No meu relato até coloquei foto dos preços das coisas no mercado... 12 reais numa coca de 2L é pacaba! Eu paguei todos os restaurantes no cartão pq aí eles devolvem o iva... Mas peguei cotações piores que a sua, 7,9 foi a melhor. RS. Qual o próximo destino?

Compartilhar este post


Link para o post

Ótimas dicas. Qro ir agora na última semana de abril. E ficar 15 dias. Pegar um vôo ida e volta até Porto Alegre e começar a descer de ônibus por Punta del Diablo, Cabo Polônio, Punta del Este, Montevideu e Colônia del Sacramento. Talvez ir em Buenos Aires. 2 dias em cada cidade está bom? E como foi sua experiência ir sozinho? Indo sozinho, acho que pode ser triste e até chata a viagem. Daí não sei se consigo ficar os 15 dias.

Outra dica: as hospedagens vc já foi reservada daqui? Pq qria ir sem reserva já q não sei ao certo qts dias em cada cidade. Daí, acho q pode embananar tudo no meio da viagem.

Compartilhar este post


Link para o post

Quinta, 24 de março de 2016

Ultimo dia no Uruguai. E o dia do paro. :? Greve no dia de ir embora ninguém merece. ::hein: Um taxista tinha sido assaltado e baleado, ou coisa do tipo, ficou 6 dias no hospital e morreu. Daí os taxistas fizeram greve e atingiu os onibus também. Ate achei estranho esse caso de violencia, porque o tempo todo no Uruguai não vi nada demais. Sei q todos os lugares do mundo tem violencia, mas ali ela parecia menor. Casos como esse não devem ser comuns. Fato é que tinha greve e logo já me preocupei como ir pro aeroporto a noite.

Mas...era manhã e eu ainda tinha 1 dia em Montevideo. Fiz checkout e fui pra rua. Bem mais vazia, nada de táxis e onibus rodando, mas em qtidade bem menor. Esperei um tempão até passar a linha 191-Ciudadela, que passa em frente ao Centenário. Tem muito onibus em Montevideo, passam com frequencia boa, mas com a greve tavam bem escassos. Esperei quase meia hora, mas o busão passou. ::mmm:

Enquanto esperava, tinha uma farmacia na frente no ponto, precisei comprar um pente, porque tinha perdido o meu. Sabe quanto era um simples pente? 75 pesos!! ::ahhhh:: você compraria um pente por 8 reais? Pente de bolso, simplesinho? Ooo paisinho caroooooo. :roll: Por outro lado pensei, e ri, q pelo preço q compro 10 pentes posso comprar um super e quente casaco….bizarro tudo isso.

Voltando ao busão, desci em frente ao Centenário. Queria ir ao Museu do Futebol, mas já era Quinta-feira Santa, véspera de Sexta da Paixão e o clima de feriado já dominava a cidade. O museu só ia reabrir na segunda. Podia visitar a arquibancada e tirar fotos por 30 pesos. Pois bem, pelo menos ver o campo e andar na arquibancada né. O Centenário tá meio caidinho, mas é O Centenário, tem toda uma historia do futebol mundial ali, pra mim foi uma satisfação estar lá.

IMG_20160324_105318557.jpg.2f7681dc12af56f690942dc3e3fe38c5.jpg

Como o forte do dia não eram os onibus, pernas pra que te quero!! Fui andando, passei por Tres Cruces e fui pela 18 de Julio afora, olhando lojas, glorificando porque comprei a blusa por um preço maravilhoso no shopping ontem e no centro tava tudo mais caro. Boa parte das lojas estavam fechadas porque o feriadão já tava na área. Comprei umas lembrancinhas no Mercado de Artesanos da Plaza Cagancha. Passei num outro mercado de artesanatos na calle San Jose, mas esse era muito fraquinho. Comi mais um chivito (gostei do troço, percebe-se) dessa vez no La Pasiva, q é uma rede de restaurantes q tem pra todo lado lá. Tentei pagar com cartão de débito por causa do desconto do IVA mas meu cartão tava pedindo um tal de PIN q eu tentei tudo e não dava certo. Se alguém souber q era isso e porque não consegui, agradeço. Na verdade, durante a viagem não me animei muito a pagar no debito porque o saque tinha me cobrado um cambio de 8,18 e eu tinha trocado a maior parte do meu dinheiro a 8,70 e 8,80 então achei q essa cotação mais IOF e contraparte com o desconto do IVA não ia dar diferença no preço, então sempre preferi pagar no dinheiro mesmo.

Uma ultima passada na Plaza Independencia e resolvi ir pro Parque Rodó. Achei q ia ser longe pra ir a pé, já tinha andado bastante e ainda ia andar mais. Fui de onibus. Claro q a greve me fez ficar no ponto mais de 15 minutos (sim, em Montevideo isso é muito) mas passou um buzu e fui pra lá.

O Parque Rodó lembra um pouco o Parque Municipal de BH, tem umas lagoas, pedalinho, tem também um parque de diversão do lado, roda gigante, dizem ser bem legal ir na roda gigante pra tirar foto, mas não animei não.

Dali segui pela rambla, fui por Punta Carretas e nessa parte não é praia com areia, é um gramadão, galerão lá praticando esporte, tomando mate, naquela vida tranquila e sem pressa, a cara da impressão q o Uruguai me passou.

DSC01668.JPG.dce130d9636e89ee6cac6b1c6590c720.JPG

Passei no Shopping Punta Carretas pra ver as coisas. Voltei pra rambla e segui pra Pocitos.

O tempo começou a nublar, não ia rolar por do sol. O vento aumentou ainda mais. Não passava um táxi sequer naquela cidade e onibus era de vez em quando. Meu voo era só de madrugada mas eu já tinha completado todo meu roteiro e fazer hora por ali num dia de greve não parecia boa ideia. Fui pro hostel, peguei minhas coisas e fui pro ponto do onibus q vai pra Carrasco. Tem uma linha, DM1, q sai de Punta Carretas, passa em Pocitos e vai pra Carrasco. Ponto pertinho do hostel. Fiquei quase 1 hora no ponto. Passou o buzu, esse mais caro, 53 pesos. Cheguei em Carrasco 9 da noite e agora era só esperar a hora de voltar. Ainda deu pra comprar uns doces de leite Lapataia no Duty Free do aeroporto com os pesos q sobraram. Lapataia é muito bom!! ainda deu pra trazer uma garrafinha de vinho tannat Don Pascual no restaurante do embarque de Carrasco com o simpático atendente q ainda me deu 2 reais em troca dos 18 pesos q ainda me restavam. Adorei o povo uruguaio. Simpáticos, tranquilos, todo mundo buena onda…

 

FIM

Essa foi minha trip por terras uruguaias. Curtam, comentem, compartilhem!!

Hasta la vista turma mochileira!!

Compartilhar este post


Link para o post

Oi Juliana!! Seu relato foi um dos q eu li antes de ir e me deu um ótimo direcionamento na viagem. Me preparou o bolso ::hahaha:: . Valeu ::otemo::

Em agosto tenho mais 15 dias de ferias, to pensando em completar a costa leste do Nordeste com Aracaju, Maceio e Recife ou talvez Colombia, Bogotá, Cartagena...Sei ainda não..Aceito sugestoes :D

 

E ae Paulo!!

Já viajei sozinho e já viajei com amigos. São experiencias bem diferentes. Com amigos vc tem companhia, historias pra relembrar juntos depois, mas acaba não interagindo com outras pessoas. Sozinho vc faz uma viagem a outras culturas, interage mais com os nativos e com a galera do hostel, está mais aberto a novas amizades e principalmente vc faz uma viagem pra dentro de vc mesmo. É um momento unico pra vc refletir a vida e conhecer mais a si próprio.

Acho q no Uruguai 2 dias em Punta e MVD ta bom. Piriapolis basta uma tarde. Colonia depende do seu estilo de viagem, dificil dizer um tempo pra Colonia. Bs.As. ainda nao conheço mas dizem q precisa de mais dias.

Eu viajei ja com os hostels reservados pq sou bitolado com isso, medroso tbm, panico de pensar q tenho q chegar numa cidade e ficar atras de hospedagem. Prefiro ser direto. Mas da pra ir sem reservar de boa, fora de temporada, os hostels q fiquei tinham vagas sobrando

Compartilhar este post


Link para o post

Obrigado pelas dicas.

Com relação a viajar sozinho, estou pensando se faço uns 10 dias primeiro pra ver qual é a vibe, ou já tomo coragem e parto pros 15 dias. Na verdade completei um curso e queria me dar de presente uma viagem. Juntei uma grana pra isso, e apesar de estar desempregado e ser importante guardar essa grana para eventuais contratempos, resolvi ser um pouco irresponsável e aproveitar essa fase pra relaxar (coisa q nunca fiz). Acho q é o momento. Depois aparece as oportunidades e a gnt fica preso com o tempo.

O que tô pensando sobre as hospedagens é já sair daqui com uma seleção de pelo menos 3 em cada cidade e tentar a sorte. Só não sei se ficaria mais barato ou caro que no booking por exemplo, já que o booking se baseia no preço do dólar.

Compartilhar este post


Link para o post
Oi Juliana!! Seu relato foi um dos q eu li antes de ir e me deu um ótimo direcionamento na viagem. Me preparou o bolso ::hahaha:: . Valeu ::otemo::

Em agosto tenho mais 15 dias de ferias, to pensando em completar a costa leste do Nordeste com Aracaju, Maceio e Recife ou talvez Colombia, Bogotá, Cartagena...Sei ainda não..Aceito sugestoes :D

 

Que legal!! Tanto uma quanto outra acho que vai ser ótima! Eu conheço Recife e boa parte da costa pernambucana e uma parte da costa alagoana, fantástico! E em agosto tem pouca gente, pouca chuva e muito sol! Recomendo fortemente entre uma capital e outra, Maragogi e Japaratinga... mar multi-colorido perfeito pra mergulhar, bem mais legal que porto de galinhas, e bem mais barato, especialmente Japaratinga.

 

Colômbia está nos meus planos tb pros próximos anos, com Medelin, Cartagena e San Andres acho... vivo mudando de ideia! E tenho tantas, planos pra até ficar velhinha, kk

 

Boas viagens

Compartilhar este post


Link para o post

Participe da conversa!

Você pode ajudar esse viajante agora e se cadastrar depois. Se você tem uma conta,clique aqui para fazer o login.

Visitante
Responder

×   Você colou conteúdo com formatação.   Remover formatação

  Apenas 75 emoticons no total são permitidos.

×   Seu link foi automaticamente incorporado.   Mostrar como link

×   Seu conteúdo anterior foi restaurado.   Limpar o editor

×   Não é possível colar imagens diretamente. Carregar ou inserir imagens do URL.



×
×
  • Criar Novo...