Ir para conteúdo
  • Faça parte da nossa comunidade! 

    Encontre companhia para viajar, compartilhe dicas e relatos, faça perguntas e ajude outros viajantes! 

chinaf

Zeca & Eu - Viagem de um cachorro pelo Sul do Brasil

Posts Recomendados

Chegamos na "rotatória" de entrada do mirante do Parque Tanguá, parei a moto e fomos conhecer o lugar

 

098.jpg

 

099.jpg

 

De cara, essa rotatória florida e com um chafariz

 

Mas, a nossa visita durou pouco, logo vi essa placa, contrariando as informações que colhi na internet, uma pena.....

 

100.jpg

 

Mesmo assim resolvemos curtir de longe a dança dos chafarizes do mirante, uma pena que não pudemos chegar mais próximo

 

101.jpg

 

102.jpg

 

103.jpg

 

O lugar é bem cuidado, cheio de flores coloridas compondo um desenho muito bonito

 

104.jpg

 

105.jpg

 

Olha as danças das águas

 

107-1.jpg

 

108.jpg

 

Vai tira a foto, tá quente aqui....hehehehehehehe.. Ou algo assim, que provavelmente o Zeca estava pensando nessa hora... heheheheehhe

 

109.jpg

 

Bom, como não podiamos ficar ali, pensei em descermos para a parte baixa, mesmo com a moto e tentar tirar uma foto ali, mas não encontrei um caminho "por dentro" do parque, tinha alguns ônibus de excursões e bom, o Zeca chamou bastante atenção, mas como estavamos sobre a moto e já seguindo nosso caminho, só deu para ver o rosto e sorriso das pessoas.

 

Seguimos então para a Ópera de Arame que era beeeem bonita e estava pensando em várias fotos.

Compartilhar este post


Link para o post
Compartilhar em outros sites

Pois é aqui, um probleminha, o GPS não tinha esse Ponto de Interesse cadastrado.....hehehehehehehehe

 

E justo ali, eu sabia de antemão que era perto, eu vi no Google Earth mais ou menos onde ficavam os parques, mas eram ruas para cá e para lá, então confiei no sistemas de placas de Curitiba.

 

Foi aí que vi uma placa indicando uma direção, segui por ela, e fomos, fomos.... fomos.....

 

Até uma hora que cruzamos novamente com o Contorno, foi aí que vi que estavamos errados, resolvemos voltar, mas vi essa casinha bem curiosa à distância, pena que a Cia. de Energia Elétrica resolveu fazer uma propaganda nas fotos.....

 

110.jpg

 

111.jpg

 

112.jpg

 

113.jpg

 

A casa era bem diferente das dos vizinhos e provavelmente tenha virado um lugar "turístico", pois do outro lado da rua, já havia sinais de carros parando ali, provavelmente para fazer o que nós tinhamos feito....heheheheheheh

 

Voltamos praticamente até a entrada do Parque Tanguá e de lá seguimos em outra direção, no caminho vi uma PET SHOP e resolvi comprar um pratinho novo para o Zeca, e lá já peguei informações sobre o caminho para o Ópera de Arame, mas não consegui achar um pratinho pequeno para o Zeca, ele come pouco, algo como 1/3 -1/2 xícara de ração duas vezes por dia, bem pouco mesmo.

 

Chegamos no Ópera de Arame e na hora de estacionar vimos um casal com dog's saindo da entrada do parque, ficamos animados, ali sim conseguiriamos conhecer e tirar fotos legais.

 

Estacionamos a moto e fiquei conversando com os donos dos dog's, eles, se não me falha a memória tiraram fotos e depois segui para entrar no parque.

 

Não antes de um menino querer passar a mão no Zeca, pena que ficou com medo, a mãe também....heheheheh.. O Zeca deve ter cara de mal....heheheheheheheh

 

Na entrada do parque, perguntei sobre o Zeca e me falaram que ele não podia entrar em nenhuma parte do parque.

 

Puxa, um banho de água tão fria, tão fria, que até perdi o rebolado.

 

O pessoal indicou a parte de baixo do Parque Tanguá e outro parque ali mais pra frente.

 

Bom, para não dizer que não fomos até ali, tiramos as fotos da entrada......

 

114.jpg

 

116-1.jpg

 

Dali resolvemos voltar, apontei o GPS para o ponto marcado do Camping e seguimos nosso caminho.

 

Parei numa PET SHOP no caminho, onde encontrei um pratinho pequeno para o Zeca, que custou 1,50 dinheiros, é bem baratim mesmo... heheheheeheheheheheheheh

 

O dono do PET SHOP perguntou bastante do Zeca e seguimos nosso caminho, "chamando" a atenção em quase todos os farois que paravamos.

 

Passei no McDonald's e comprei um lanche no drive Thru, ali do lado havia um Posto Ipiranga e comprei na loja de conveniência, água gelada e refrigerantes para nós, claro água para o Zeca e refri para mim... heheheheheeheheheheheheheheh

 

O caminho de volta foi bem bonito e passamos por uma parte diferente de Curitiba, passamos em frente a Rede Massa, à Record, o Parque Barigui (que era um dos lugares que pretendiamos visitar, mas estavamos cansados) e logo estavamos na Br 376.

Compartilhar este post


Link para o post
Compartilhar em outros sites

Pegamos alguns pinguinhos de chuva no caminho, o céu ficou escuro.

 

117.jpg

 

Mas, a hora que cheguei no camping, ainda não estava com cara de chuva.

 

Só ficou mais tarde, mas uma pena, as chuvas passaram ao lado, dava para ver, mas não caiu um pinguinho lá

 

118.jpg

 

119.jpg

 

120.jpg

 

O Zeca estava tão cansado que dormiu um tempão na caixa, eu fiquei ali, conversei com o pai dos donos do camping, conversei depois com um dos irmãos, e logo fui pagar as diárias, 20,00/dia o que deu, 40,00 dinheiros pelos dois dias.

 

Num momento, foi bem engraçando, um filhote de Capivara, pequeno, pequeno mesmo, passou ali do lado, a gente sobre a varanda da casa de eventos (onde fazia as refeições) e a Capivara ali, passou do lado da barraca, do lado da moto e seguiu seu caminho até o outro lado do camping.....heheheheheheh

 

O Zeca até deu uma rosnadinha, na cabeça dele, era um dog.... hehehehehehe

 

Enfim, esperei o dia "anoitar" para esfriar o calor e fui jantar, lá pelas 21hs, estavamos dentro da barraca , conversei um tempão com a D. Patroa, aproveitando novamente a promoção do Infinity Pré, e o psicológico novamente ficou meio assim......

 

O Zeca teve dificuldades para dormir, mas ao menos jantou (naquele esquema, dando comida na mão).

 

Uma hora abri a barraca para ele sair, ficou circulando (imaginei que ia fazer xixi, mas só deu uma voltinha) peguei a água e enchi o prato de água, bebeu bastante e voltou para a casinha, pelo visto estava com sede e calor, devia ser umas 2hs da manhã, o legal é que a temperatura estava bem agradável.

 

Depois dormimos direto até o outro dia..... Mas aí é outro dia.... heheheheheheeheheheh

 

Grande abraço,

Compartilhar este post


Link para o post
Compartilhar em outros sites

Fala galera, blz ?

 

03/02/2010 - Curitiba - PR/ Gramado - RS

 

Acordamos cedinho, nem eram 7hs, dei a ração para o Zeca, nada de comer no pratinho novo também, só quando pegava na mão e colocava perto da boca.

 

Ainda bem que é pouco.... heheheheheeheheheheheheheheh

 

Optei em dar 1/4 de xícara de ração para não pesar tanto no dia de hoje que era bem puxado.

 

Meu planejamento era sair até umas 8h30/9hs, para tentar chegar em Vacarias por volta das 14 hs. e encontrar o amigão que estava fazendo a viagem e tinhamos combinado que tentariamos nos encontrar ali por volta da hora do almoço.

 

Pois é, foi aí que pesou o fato de estar sozinho, o pessoal que treinava com as mountain bike's foram chegando, primeiro um menino com o pai dele que tinha uma Kangoo 4 x 4 (isso mesmo vc não leu errado, eu também achei que era só um adesivo, mas não... heheheehhe), o pai do menino trabalha na Renault e tinha a liberdade de pegar a Kangoo 4 x 4 para uso pessoal, falou que era um carrão, econômico (13/14 km/l) e que era automática a parte da tração das 4 rodas (pena que não tive coragem de tirar uma foto, mas era idêntica a uma Kangoo normal, só que tinha um adesivo de 4 x 4) me disse que não fosse essa tração não teria conseguido subir um morro no Balneário Camboriu, onde os meninos treinaram um final de semana passado para o mundial de mountain bike que vai ser realizado ali.

 

Enfim, fiquei chateado, pois estamos pensando em pegar uma Kangoo, mantendo a marca que gostamos de ter, a Renault, pois o motor é econômico e carro vem completo, inclusive com os air bag's, bom enfim, fiquei conversando com ele.

 

E depois que ele se foi, fiquei arrumando as coisas.

 

Foram chegando mais pessoas, até o Aloha, pois é Aloha ou Alora, não sei como se escreve o nome desse Pug, enfim, aparecer e começar a latir e mostrar que era o dono do lugar, nisso já coloquei o Zeca para dentro da barraca, na caixa dele, e ele ficou tranquilão, enquanto eu arrumava as coisas, passava gente, curiavam e ele lá, até que um hora o Aloha resolveu xeretar dentro da barraca.... heheheheheheheh

 

Num teve jeito, todo mundo ficou branco, acho que principalmente o Aloha.... hehehehehehehehe

 

O Zeca saiu correndo e rosnando, latindo na direção do Aloha, eu dei 3 chamados para ele, e ele voltou, mas o Aloha ficou imóvel, tadinho... Acho que nunca mais vai meter as caras numa barraca ali, sem olhar de longe primeiro.... heheheheheheeheheh

 

Olha o Aloha aí:

 

DSC00542.jpg

 

Enfim, depois de me aprontar, vi que tinha perdido muuuito tempo nessa fase, já era 10h30.....

 

Saimos rapidamente do camping, nos despedindo de todos, o pessoal é bem legal.

 

Passamos direto pelo posto da PRF que por sorte dessa vez (por causa do adiantado da hora não por causa do Zeca) não estava parando ninguém.

 

Logo já estavamos na BR116 e fomos deixando Curitiba para trás, os pedágios aqui ficam mais caros, viram 1,45 e a parte de SC a BR116 já não é tão lisa, tendo alguns remendos na estrada, além de estar passando por obras, ficamos parados em dois momentos, quando alternavam o fluxo dos carros, mantendo a manutenção em uma direção da estrada.

 

Foi em Mafra e depois na Serra do Espinhaço.

 

Fizemos uma parada um pouco antes de subir a Serra do Espinhaço num posto de gasolina, o Zeca novamente foi o centro de curiosidade, uma menina ficou fazendo carinho nele, falando que gosta de cachorros, que tem um, e depois de um tempo o Zeca todo calmo, começou a olhar para ela, e ela falou, ah, mas o seu cachorro precisa escovar os dentes.... heheheheheheheeheheheheheh

 

Pois é o Zeca escova os dentes, mas eu não consigo eliminar o "bafão".... heheheheheeheheheheheheh... Tadim... heheheheheeheh

 

Depois, de um tempinho com uma andada com o Zeca (incrível que ele não fez xixi em quase nenhuma parada durante a viagem) seguimos nosso caminho.

 

DSC00543.jpg

 

DSC00545.jpg

 

Uma das raras paradas para tirar uma foto.

 

Em Monte Castelo fui até um BB para dar uma recarga no celular e sacar um dindin, não sabia como ia ser para frente.

 

E seguimos viagem, parando só em Ponte Alta do Norte para abastecer a moto, novamente me causou estranheza que o preço da bomba é diferente do preço que pagamos em dinheiro, lembro que até fiquei indignado na primeira vez que passei aqui, mas ao menos dessa vez "ganhei" 2,00 dinheiros de desconto, vai saber....heheheheheheheeheheheheheheh

 

Mais pra frente começaram a aparecer as placas pretas, sim, os carros vindos da Argentina.

 

E para não falar que não levei um susto na viagem, foram vários e é normal.

 

Anormal foi um louco que botou o carro na contramão, mesmo eu vindo com a moto, já perto de Lages, deu tempo de ver a placa, era Brasileira e a primeira letra, para variar letra H..... e foi só o que consegui ver(às vezes dá até para ver a cara do indivíduo, mas dessa vez não deu), tive que reduzir a moto e jogar ela todinha para o acostamento, para passar "ileso", já até me acostumei e sempre treino isso "mentalmente" para saber como "reagir" nesses momentos, o que não significa que não fico p... da vida e não passo muitos minutos com a respiração e o coração alterados.

 

Acho que até o Zeca deve ter xingado o indivíduo.....

 

Bom, chegando perto da fronteira, começa a fase "desce serra, sobe serra" que dá visuais incríveis.

Compartilhar este post


Link para o post
Compartilhar em outros sites

E chegando bem na divisa com o RS, temos o Rio Pelotas:

 

DSC00547.jpg

 

DSC00548.jpg

 

DSC00549-1.jpg

 

As fotos da ponte e da travessia tem na viagem para Ushuaia (na volta), portanto nem tirei.

 

Mas, as fotos do Zeca entrando no RIO GRANDE DO SUL, fiz questão de tirar, pois era um objetivo alcançado

 

DSC00550.jpg

 

DSC00551.jpg

 

DSC00552-1.jpg

 

Logo chegamos em Vacarias, mas beeeeem mais tarde, perto das 17h e um pouquinho.

 

Longe do meu horário planejado e com um bom caminho pela frente.

 

Fiz questão de parar novamente naquele posto que tinha um atendimento tão simpático e um pouco tão bom de prosa, o primeiro posto BR, um pouco antes da chegada na cidade de Vacarias.

 

Logo que parei a moto, muita gente veio ver o Zeca, até o rapaz que ficava na lanchonete, conversa vai, conversa vem, perguntei do senhor que cuidava antes da lanchonete, já pensando que ele tinha saído, sendo que um dos motivos para a nossa parada ali, era para poder revê-lo, gente simpática e da primeira qualidade.

 

O rapaz me falou que agora ele estava no posto, só não ficava mais na lanchonete, logo veio ele, fiquei na dúvida, não queria dar bola fora e conversei com ele, sem mencionar esse fato.

 

Enfim, aproveitei comi dois pasteizinhos e tomei um refrigerante, dei uma volta com o Zeca, e seguimos viagem, já quase 18hs, avisando antes a D.Patroa onde estava e que estava saindo do posto que paramos na primeira viagem.

 

DSC00553-1.jpg

 

Moto parada em frente ao posto em Vacarias - RS

 

Pensei em procurar o Roveda333 amigo do Fol, mas meio da semana, sabendo que ele já devia ter tido que se ausentar em algum momento para encontrar o amigão que tinha passado ali, naquele dia, deixei para outra oportunidade, e é assim mesmo, a gente, sabe como é a rotina da pessoal durante a semana e que é difícil a pessoa se ausentar do serviço, mesmo que poucos momentos para ganhar um abraço e tirar uma foto, então a gente evita fazer isso para não atrapalhar, até pq a gente nunca sabe a hora que vai chegar num lugar, então fica beeeem difícil de marcar algo com antecedência, o que é uma pena, mas é uma escolha......

 

De lá comecei a descer a Serra, aliás, descer e subir, e num dos trechos mais bonitos (que eu sempre gosto de passar) chegamos na Serra do Rio das Antas, procurei um mirante legal para fotografar e não é que todos os mirantes estavam com a vegetação alta, só consegui em um que tinha um "montinho" de brita.

 

DSC00554.jpg

 

DSC00555.jpg

 

DSC00556-1.jpg

 

Parece igual mas são duas fotos diferentes.... hehehehehehehehehe

 

Uma pena que pelo adiantado da hora a luz não estava tão boa....

 

Até o Zeca tava a fim de ver o que tinha lá embaixo....hehehehehehe

 

DSC00560.jpg

 

DSC00558.jpg

 

DSC00557.jpg

 

Um caminhoneiro do correios que eu tinha ultrapassado (com a ajuda dele, que me sinalizou para fazê-lo com segurança) me viu no acostamento e fez sinal para saber se estava tudo bem, pois é, eu sempre agradeço os caminhoneiros e motoristas que me dão passagem ou me sinalizam para fazê-lo com segurança, sempre um sinal de jóia ou algo assim, sei que nem todos são assim e há aqueles que não ajudam e até "demoram para vender" uma passagem, mas temos sempre que tentar agradecer algum gesto de boa vontade, só assim poderemos de repente mudar um pouco da nossa triste realidade nas estradas.

 

Lembro sempre de um gesto dos alunos da USP na greve, que ofereceram flores para os policiais, alguns podem chamar de afronta, eu acho válido, quem sabe um gesto assim, um dia não mudará a visão do outro, eu tento sempre oferecer "jóias" na estrada com esse objetivo.

 

Enfim, mais um pouco e já estava nos pés da Ponte do Rio das Antas, ponte que eu acho muuuuito bonita

 

DSC00561.jpg

 

DSC00562-1.jpg

 

Nesse momento um ciclista para o seu caminho e começa a conversar comigo, pergunta de onde venho, sobre o Zeca, como está sendo a viagem.

 

Comento que eu gosto muito de passar ali, que acho aquele lugar muito bonito, e ele fala que é um privilégio para eles que podem treinar ali.

 

Eu concordo, acho que é um dos lugares mais bonitos da Br116 que eu pude passar, diria que é único.

 

Enfim, logo o parceiro dele chega, conversa vai e conversa vem, resolvemos seguir nosso caminho, para não atrapalhar o treino dos rapazes.

Compartilhar este post


Link para o post
Compartilhar em outros sites

Logo começa a serra e do outro lado um cheiro tão doce e gostoso que bom filho de português conhece e lembra da sua infância..... heheheheehehehehehehehehehehehehehehehe

 

DSC00564-1.jpg

 

DSC00568.jpg

 

Pena que fotos não tem cheiro, mais saibam que o perfume nessa região é fantástico, na outra viagem, acho que por conta das chuvas e não ser a época certa, a gente não teve essa percepção, pena a D.Patroa não teve essa oportunidade, já o Zeca.... hjeheheheheheeheheheheheh

 

Amigos, aqui é cheio de cidades pequenas e entre elas é comum ver essas casinhas

 

DSC00566.jpg

 

DSC00567.jpg

 

Logo estavamos nas ruas cheia de radares de Caxias do Sul, o Zeca continuava chamando atenção nos faróis.

 

Mas, logo vencemos aquele trecho mais lento e estavamos novamente na estrada livre.

 

Chegamos no limiar do por do Sol em Nova Petrópolis e tinhamos ainda um longo caminho até Gramado, fizemos sobre o escuro, com calma.

 

Logo chegando no destino, o Camping Gramado, uma pena que o rapaz que estava atendendo deveria estar "trêbado", pois não lembrava se lá, naquele camping, aceitava barraca, só aceitando "barraca" de madeira, que custava 15 dinheiros.

 

Insisti falei que tinha mandado um e-mail e que não viam problema algum deu acampar lá, enfim, após muita insistência começou a me levar para dentro do camping, que estava cheio de trailer's, perguntou para uma senhora sobre alguém e ao saber que ele não estava lá, resolveu me indicar um lugar para armar a barraca.

 

Um cantão todo escuro, perto de um rio, meio "tombado", onde não poderia parar a moto do lado, não daria certo, perguntei então da tal barraca de madeira (p... da vida é claro), ele me mostrou, bom parecia (no escuro) uma casinha de cachorro para adultos.

 

Fiquei p... da vida, e sai dali, eram 21 hs, já tinha perguntando numa pousada que sabia que era do mesmo dono o preço da diária, 50 dinheiro, mas..... o Zeca teria que dormir na garagem......

 

P... da vida, resolvi ligar para a D. Patroa e pedir para ela olhar na internet um lugar que poderiamos passar a noite e ai pensaria no que fazer.....

 

Ela achou alguns lugares e o mais barato seria 115 dinheiros, um "rombo" gigante no meu orçamento, prevendo camping's e raras pousadas baratas.

 

Tentamos o Hostel.... sem chance, não aceitam dog's, estava pensando em seguir até POA e ver se achava um hotel mais em conta... comentei que no meu GPS apareciam os endereços de algumas pousadas e pedi para ela ligar para eles.

 

Foi aí que indicaram uma pousada, chamada Pequeno Bosque, mas a dona só aceitava cachorros pequenos, bom o Zeca não é considerado médio porte, pensei bom, ele vai caber lá.....

 

Pois a Neiva, olhou o Zeca e falou pequeno, pequeno o Zeca não é, isso é verdade, ele está no limiar, mas para ela, pequeno era raças de até 2/3 kgs, agradeci ela e já estava subindo na moto, ela parou, olhou, e falou, olha sua esposa ligou aqui, já está de noite, o seu cachorro não é destruir coisas não, é ? Eu falei, olha o maior problema que vc vai ter é com os Pelos que ele solta, mas fora isso, ele é super tranquilo, mas não se preocupe, se acha que não dá para recebermos, nós já vimos outros lugares na internet.

 

No final ela pegou uma chave e me levou para um dos quartos, e que era show de bola, por um precim baratim 75 dinheiros para nós dois (Zeca e eu), sei, o orçamento não previa isso, não previa mesmo, mas olha só já eram 22h30 e até os postos de gasolina estavam fechando....

 

Ela comentou que um argentino, um dia apareceu com um cachorrão lá, mesmo ela falando que não aceitava cachorros que não fossem pequenos, acho que ela acabou aceitando e infelizmente esse dog deve ter feito alguns estragos, e eu até entendo, a mobília do quarto e da sala (sim, tinha uma sala à parte) eram todos de madeira, bem bonita, envernizada, chão de madeira, enfim, entendo muito bem o receio dela.

 

Enfim, nos instalamos, tomei um banhão para esquentar, relaxar e sai com o Zeca, após ele ter jantado, assim ele pode "se esvaziar" e voltamos para o quarto, comi um salgadinho que trazia desde MG e dois tabletes de torrone.

 

Gente, poderia ter feito a comida, poderia, seria sacanagem, seria, já são raros os hotéis que aceitam dog's, não ia ser eu, que ia fechar mais um..... O salgadinho e o Torrone encheram a pança e dormimos os sonhos dos justos (Zeca e eu).

 

Grande abraço,

Compartilhar este post


Link para o post
Compartilhar em outros sites

Fala galera, blz ?

 

04/02/2010 - Gramado - RS/Gramado - RS

 

Apesar do cansaço do dia anterior, acordamos cedo e já treinei um jeito diferente de "convencer" o Zeca a comer no prato.

 

Estava observando que o Zeca ficava meio que esperando eu dar um "comando" para ele, antes dele começar a comer, e eu realmente já treinei algumas coisas com o Zeca, do tipo, Sentar, Deitar, Morrer (que ele invariavelmente fica com os olhos beeeem abertos....heheheheh), risada (esse só quando eu coloco a mão perto do focinho dele....heheheheh) e buscar (esse eu treino, escondendo os petiscos dele em lugares diferentes, deixo ele cheirar o petisco e depois escondo em algum lugar, às vezes onde ele não alcance, mas que ele tem que "sentar" para eu entender que ele acha que o petisco está ali).

 

enfim, todos os "comandos", são seguidos do famoso "muuuuuito beeeemmm".... heheheeheheheheheh

 

Pois é, dessa vez, fiz assim, coloquei a ração no prato do Zeca, deixei ele cheirar e falei "muuuuito beeeemmmm" e deu certo.... hehehehehe

 

Daí saimos pelas calçadas gramadas de Gramado (olha o trocadilho ai....heheheheheh) e o Zeca fez a festa, xixi de vários minutos, número 2 (que eu recolhi com a sacolinha plástica) que ficou "arquivado" num cestinho que ficava na calçada de um hotel, aliás muito bem bolado isso, deveria ter em todos os lugares (o cestinho tem até um nome sugestivo, LIXO!!!) e tem gente que reclama que a população não sabe onde colocar o LIXO, pois é, precisa ver se tem onde botar o LIXO quando se anda na rua.....

 

Enfim, depois de uma boa andada, chegamos numa farmácia, eu sai de casa, pensando que tinha trazido o Sundown e descobri em Curitiba que não tinha trazido, conclusão comprei um Sundown "Concreto" ou "Gesso" se preferirem de fator 30 e taquei no focinho do Zeca (sim tem que passar no focinho do Zeca também), nos meus braços, rosto, etc, antes que eu ficasse que nem aquele comercial do Camarão.... hehehehehehehe

 

bom, voltando para o hotel, resolvi passar numa loja de conveniência para comprar água e refrigerante, mas da loja vi um mercadinho, fomos até lá, tentei arrumar um lugar para prender o Zeca, sem sucesso.

 

O dono do mercadinho ficou segurando o Zeca, que invariavelmente ficou doido para entrar junto no mercadinho comigo, ficamos conversando, enquanto pegava a conta, a dona também tinha 2 salsichinhas.... heheheheheh.. Aqueles que tem "rabo que balança" com vida própria (quem já viu ou tem um salsichinha sabe do que estou falando.....heheheheheh).

 

Voltei para o hotel, deixei o Zeca no quarto, fui tomar o "desayuno" (opa, ainda estamos no Brasil, então era café da manhã mesmo....hehehehehe) e que café da manhã, mesa farta, doces, boles, sandubas, sucos, nossa.... comi bem e fiquei conversando com a moça que cuidava dessa parte, a Jacira, que até comentou que o Zeca era muuuuito silencioso (de fato o Zeca, depois do "susto" no Aloha, tinha dado só um latidinho e foi pq tomou um susto, quando a Neiva abriu a porta da pousada no dia anterior), enfim, aproveitei a simpatia da Jacira e ficamos conversando um longo tempo.

 

Feito isso, fui para o quarto me aprontei, peguei o Zeca (que estava cochilando num cantinho) dei uma geralzinha (ele soltou alguns pelos no quarto) e fomos sair de moto para o Parque Estadual do Caracol.

 

DSC00569.jpg

 

DSC00573.jpg

 

Km do dia anterior, medido no GPS e no hodômetro da moto

 

Nas ruas de Gramado, o Zeca continuou chamando a atenção, passamos pelas "rótulas" (pois é lá, rotatória, chama-se rótula) e seguimos a Av. das Hortênsias até Canela.

 

E na entrada de Canela, o famoso trem do Mundo à Vapor nos surpreendeu

 

DSC00575.jpg

 

DSC00576.jpg

 

DSC00578.jpg

 

Dá para reparar pelas 3 fotos que o Zeca ficou beeeeem curioso com o trem, imagina só, ele vendo aquilo ali, acho que pensou....SEGURA ESSE TREM AÍ.... heheheheeheheheheheehehehehe

 

DSC00579.jpg

 

Uma das coisas que chamam a atenção nas duas cidades, é a arquitetura, vejam só essa concessionária de veículos

 

Enfim, no caminho para o Parque Estadual Caracol, a gente passa por essa estrada beeeem arborizada

 

DSC00580.jpg

 

DSC00582.jpg

 

Tem placas indicando o caminho, já na Av. das Hortênsias assim o GPS pode "descansar".... heheheheheheheeheh

Compartilhar este post


Link para o post
Compartilhar em outros sites

A estrada é de alguns km's, me foge agora se chegava à 10 km's, mas não é muita coisa não, é toda asfaltada até a entrada do Parque.

 

E as árvores, hora são de Eucaliptos

 

DSC00583.jpg

 

DSC00584.jpg

 

DSC00585.jpg

 

Hora das nossas famosas Araucárias

 

Chegando na entrada do Parque, perguntei se o Zeca poderia entrar, já tinha pesquisado na internet, mas sabe como é, né ? Gato .... ops... Cachorro escaldado.... heheheheheheheheeheheheheheheheheheh

 

A moça sorriu, e falou que sim, e só não ficamos conversando mais pois havia atrás uma família de carro que estava ansiosa para entrar no parque.

 

Enfim, após circular no estacionamento, coloquei a moto sobre uma sombra e desci o Zeca, muita gente ficou olhando, eu já estava me acostumando com isso, o Zeca então.... heheheheheheheeheheheheheheheheh

 

E fomos entrando "pisando" em ovos no Parque, o primeiro lugar era o mirante da cachoeira, tinha um casal de funcionários do parque, que tiravam fotos e faziam uma montagem com uma capa de revista, mais ou menos com a "cara" da Revista Caras.... heheheheheheh

 

Foi uma longa conversa, o pessoal era bem simpático e foram nos passando dicas e no final, o rapaz que era fotógrafo até tirou uma foto da gente, muuuuito legal!!!

 

DSC00586.jpg

 

Olha só a vista, e digo mais, a foto não é 10% do que é estar ali pessoalmente

 

DSC00587.jpg

 

E a cachoeira não é tudo do parque, uma pena que não vimos trilhas para ir para essa parte que é um "cânion"

 

DSC00588.jpg

 

DSC00589-1.jpg

 

E olha a foto nossa aí, ficou beeeem legal!!!

Compartilhar este post


Link para o post
Compartilhar em outros sites

Depois ficamos mais um tempinho conversando com o casal e resolvemos seguir "nosso caminho", percebi que ao lado do "mirante", há um lugar sem vegetação que permite tirar fotos tão bonitas, quanto estando no mirante, compensa analisar, pois o mirante realmente tem um fluxo grande de turistas, que ficam tirando fotos (e realmente o lugar merece muitas fotos), então se esse for o seu caso, saia do mirante e veja ao lado esquerdo, há um "cantinho" que dá para tirar essas fotos:

 

DSC00590-1.jpg

 

DSC00592.jpg

 

DSC00593.jpg

 

Bom, infelizmente foto não tem cheiro e não tem som... mas eu te garanto, imagina aí um som do tipo CHUÁÁÁÁÁÁÁ que vc vai chegar perto do que é estar ali.... hehehehehehehehehehe

 

Enfim, andando um pouco mais pelo circuito, chegamos nas famosas escadas que descem até a base da cachoeira.

 

Uma sra. sentada ao lado de uma espécie de guarita, avisava, levem água, cuidado que a parte de baixo é bem íngrime.

 

No meu caso, foi.... hehehehehehe.. Olha só, talvez vc tenha que levar o cachorro no colo, uma parte do trecho.... tem hora que o ângulo é muito forte....

 

Bom, olhei para o Zeca, e falei, vamos descendo se a gente ver que ficou ruim a gente volta.....

 

E lá fomos nós, o Zeca levou um tempo para acostumar com os degraus "vazados", apesar dele estar acostumado com subidas e descidas de escada, ele nunca andou numa "escada" vazada..... hehehehehehehehehehehe

 

DSC00594.jpg

 

Comecinho da descida

 

DSC00595-1.jpg

 

São vários lances como esse, alguns com bancos para sentar

Compartilhar este post


Link para o post
Compartilhar em outros sites

DSC00596.jpg

 

O duro não era nem descer, apesar de que acho que o número de degraus é maior na hora de subir... hehehehehehehe

 

O duro era ver a cara do pessoal que estava subindo.... hehehehehehehehehehehehe

 

O pessoal até brincava com o fato de estar descendo com o Zeca, mas as brincadeiras não eram longas, afinal, falta fôlego nessa hora.... Dizem que o tal de "soroche" hehehehehehehehehehehehe

 

DSC00597.jpg

 

O Zeca nesses "patamares" entre os lances da escada, procurava um cantinho embaixo dos bancos para se esticar....

 

DSC00599.jpg

 

DSC00600.jpg

 

Aqui uma vista para cima, lá em cima é um mirante panorâmico, que acabamos não conhecendo, pois não sabia se o Zeca poderia ir.

 

DSC00601.jpg

 

Tome mais escada.... heheheheheheheheheh

Compartilhar este post


Link para o post
Compartilhar em outros sites

Participe da conversa!

Você pode ajudar esse viajante agora e se cadastrar depois. Se você tem uma conta,clique aqui para fazer o login.

Visitante
Responder

×   Você colou conteúdo com formatação.   Remover formatação

  Apenas 75 emoticons no total são permitidos.

×   Seu link foi automaticamente incorporado.   Mostrar como link

×   Seu conteúdo anterior foi restaurado.   Limpar o editor

×   Não é possível colar imagens diretamente. Carregar ou inserir imagens do URL.




×
×
  • Criar Novo...