Ir para conteúdo
  • Cadastre-se
Leo Ramalho

Dicas para dirigir pelo mundo

Posts Recomendados


Embrera,

 

O princípio da reciprocidade significa basicamente "igualdade de direitos" , pois concede a cada Pais o direito de exigir ou proporcionar a outro Pais tratamento igual ao que recebe, seja benéfico (como a isenção de visto ou permissões para dirigir, por exemplo) ou maléfico (como regras mais rígidas de acesso ao outro território). Não se trata de retaliação, abuso ou arrogância, mas de simples aplicação de princípios de direito internacional. Assim, por exemplo se os Estados Unidos adotam medida restritiva ou benéfica em relação ao Brasil, este pode aplicar aos Americanos as mesmas medidas restritivas ou benéficas sem que isso seja considerado ofensa, retaliação ou abuso.

 

O que muitas vezes ocorre é a não-aplicação desse princípio por interesses políticos. O receio de desagradar outro Pais, principalmente se entre eles há desigualdade nos armamentos e nas finanças, faz com que determinado Estado prefira submeter seus nacionais a situações constrangedoras.

 

Infelizmente, é o caso brasileiro. Como temos uma tradição de conservadorismo diplomático (entenda-se: receio de incomodar os "grandes" ou de criar obstáculos diplomáticos que impossibilitem por exemplo uma vaga no Conselho de Segurança da ONU), é difícil reagir e adotar as medidas necessárias à proteção dos brasileiros em viagem ao exterior ( Se o principio da reciprocidade fosse aplicado, em teoria, seria mais fácil diminuir as barreiras restritivas, levando-se em conta a maxima do " o que eu não quero pra mim, não faco pros outros" ) .Porem, os casos de brasileiros deportados e maltratados na entrada dos Estados Unidos, Espanha, Inglaterra etc. aumentaram muito nos últimos tempos, e a toda hora são citados na mídia. Não se tem notícia entretanto de o mesmo se passar com esses gringos aqui, nem sequer apoio do governo brasileiro a seus nacionais, assim tudo logo cai no esquecimento e o Brasil volta a ser o "amigo" de todo mundo. Nao me estranha muitos gringos acharem ainda que isso aqui e terra de ninguem!!! ::grr::

 

Abs

 

Leo

Compartilhar este post


Link para o post
Compartilhar em outros sites

Léo, tenho uma dúvida...

 

Se eu comprar um carro novo e este ainda não estiver quitado...haverá algum problema do carro ainda não estar no meu nome?

A viagem seria para o Perú e Bolívia.

 

Abraços.

Compartilhar este post


Link para o post
Compartilhar em outros sites

Carol.

 

Por regra, todo veiculo financiado eh seu, porem entregue como garantia ao banco ou financeira que te concedeu o Credito. Desta forma, no campo proprietario deve aparecer seu nome e no observacoes o do banco ao qual esta alienado. Sendo assim, neste caso eh necessario que vc entre em contato com a financeira e solicite uma autorizacao para que o bem no qual vc esta dando em garantia ao pagamento da divida, possa sair do pais. Isso pode ter taxas que variam em cada financeira. Com isso dificilmente vc vai ter algum problema se for parada em alguma Blitz la fora pois o sistema de credito ou aliamento fiduciário do Brasil diz respeito ao proprietario e nao ao bem. A financeira pode exigir tambem que seja feito um seguro internacional

 

No caso de Leasing, ai ja e um pouco diferente, pois no documento do veiculo em nenhuma parte aparece seu nome. O contrato de Leasing e quem rege as regras. Pelo que pesquisei, neste caso vc tem que solictar a mesma autorizacao a financeira ou banco , que neste caso e a dona do veiculo , e homologar esta autorizacao nos consulados dos paises por onde vc quer passar com o veiculo. Todas as garantias podem ser exigidas e inclusive eles podem simplesmente negar a autorizacao caso desconfiem de algo.

 

Eu nunca sai do pais de carro, entretanto pelas pesquisas que fiz, nesses dois casos, isso eh o resumo da historia - Fale com a financeira!..

 

 

Abs

 

Leo

Compartilhar este post


Link para o post
Compartilhar em outros sites

Obrigada pela resposta Leo, o jeito vai ser correr atrás do que for preciso...

 

Quando eu tiver mais alguma informação a respeito, aí eu coloco aqui as providências que precisei tomar.

Compartilhar este post


Link para o post
Compartilhar em outros sites

Boa tarde!

 

Alguém já dirigiu pela República Tcheca e Hungria e teve alguma dificuldade? Como é a condição das estradas? E os motoristas são loucos?

 

abraços

Compartilhar este post


Link para o post
Compartilhar em outros sites

PFritzP

 

Depende do trecho que vai fazer , da época e do tipo de carro que vai usar.

 

Estradas menores sempre são mais sinuosas e não muito boas, com excesso de quebra molas e sinais, as rodovias não são as melhores da Europa .

Verão é mais tranquilo dirigir , inverno o cuidado deve ser redobrado.

Sinceramente não gostei de passar pela rodovia saindo de Praga com destino à Polônia, ela é de cimento e cheia de emendas, parecia um cabrito, estava de motorhome, talvez de carro seja menos penoso. :mrgreen:

Tá bom dá desconto de 40% do meu exagero :mrgreen:

 

Mas dá pra ir sim , o transito é tranquilo por lá.

Compartilhar este post


Link para o post
Compartilhar em outros sites

Oi Leo.

Tenho uma pergunta. Estou indo pra Europa passar 20 dias. Vou viajar entre os 5 paises que irei conhecer de aviao. Porem, irei passar um tempinho em Milao. Gostaria de ir de la ate Zermatt na Suica pra passar um dia na cidade. Tenho 20 anos e em Milao existem locadoras de carro que alugam para jovens de minha idade. Com algumas taxas a mais de seguro e etc. Este trecho Milao-Zermatt, pode ser feito de trem, porem, os horarios dos trens que achei nao estao legais. Entao queria faze-lo de carro. A pergunta eh: precisa de PID para dirigir ou entrar de carro na Suica? E na Italia? Vc fez esse trecho?

Valeu pela atencao. Desculpe a falta de acentos pois moro na russia e o teclado aqui e' russo e ingles. Um abraco.

Compartilhar este post


Link para o post
Compartilhar em outros sites
Boa tarde!

 

Alguém já dirigiu pela República Tcheca e Hungria e teve alguma dificuldade? Como é a condição das estradas? E os motoristas são loucos?

 

abraços

 

Eu dirigi e achei as estradas muito boas e bem sinalizadas. Dificuldades mesmo tivemos dentro de Viena, até porque estava rolando uma corrida de rua que mudou o transito todo. Perdemos um tempão até achar o caminho correto para o hostel ...

 

[]s

 

Tony

Compartilhar este post


Link para o post
Compartilhar em outros sites

Participe da conversa!

Você pode ajudar esse viajante agora e se cadastrar depois. Se você tem uma conta,clique aqui para fazer o login.

Visitante
Responder

×   Você colou conteúdo com formatação.   Remover formatação

  Apenas 75 emoticons no total são permitidos.

×   Seu link foi automaticamente incorporado.   Mostrar como link

×   Seu conteúdo anterior foi restaurado.   Limpar o editor

×   Não é possível colar imagens diretamente. Carregar ou inserir imagens do URL.


  • Faça parte da nossa comunidade! 

    Peça ajuda, compartilhe informações, ajude outros viajantes e encontre companheiros de viagem!
    Faça parte da nossa comunidade! 



×
×
  • Criar Novo...