Ir para conteúdo
Mochileiros.com
Leo Ramalho

Dicas para dirigir pelo mundo

Posts Recomendados

Leo Ramalho    0

Na maior parte dos países da América do Sul é permitido dirigir apenas de posse da Carteira de Habilitacao (CNH), porém ela precisa ser atual, ou seja, com menos de 10 anos da data de emissão. O documento do veículo precisa estar em nome do condutor. No caso de carros de terceiros é preciso uma autorização com os dados do proprietário e do automóvel, com firma reconhecida em cartório e devidamente legalizada no consulado do país a ser visitado. Além disso, também é necessário um seguro internacional contra terceiros, mais conhecido por Carta Verde.

 

Se a ideia é alugar um carro no Brasil para uma viagem entre países, saiba que as locadoras nacionais não permitem que o veículo alugado cruze fronteiras. Algumas podem até liberar a entrada no país vizinho, mas apenas até a primeira cidade após a divisa.

 

Para andar tranquilo nos paises "hermanos" :

 

Vale lembrar que em alguns paises as autoridades locais exigem um triangulo adicional, aproximadamente 2 metros de cabo de aço para guincho e espelho retrovisor do lado direito, alem de algumas bizarrices ( velas, lencois brancos etc.) que podem ser consultadas nos consulados ou aqui no mesmo forum.

 

Argentina

 

- Carteira de identidade atual (menos de 10 anos) ou passaporte válido;

- Carteira Nacional de Habilitação (CNH);

- Documento do automóvel;

- Seguro internacional contra terceiros;

 

Chile -

 

- Carteira de identidade atual (menos de 10 anos) ou passaporte válido;

- Carteira Nacional de Habilitação (CNH) ou Permissão Internacional para Dirigir (PID);

- Documento do automóvel;

 

 

Paraguai

 

- Carteira de identidade atual (menos de 10 anos) ou passaporte válido;

- Carteira Nacional de Habilitação (CNH) ou Permissão Internacional para Dirigir (PID);

- Documento do automóvel;

- Seguro internacional contra terceiros;

 

Uruguai

 

- Carteira de identidade atual (menos de 10 anos) ou passaporte válido;

- Carteira Nacional de Habilitação (CNH) ou Permissão Internacional para Dirigir (PID);

- Documento do automóvel;

- Seguro internacional contra terceiros;

 

 

Algumas outras curiosidades pra quem quer fazer trip de carro pelo mundo:

 

Alemanha

- Algumas auto estradas não contam com limite de velocidade. É um convite e tanto, mas convém não abusar do limite dos seus reflexos.

 

Aruba

- A CNH é aceita, porém o condutor deve ter entre 21 e 70 anos.

 

China

- Lá a coisa é complicada e as regras para estrangeiros chegam a ser proibitivas. O ideal é alugar carro com motorista.

 

Estados Unidos

- A legislação muda em cada Estado, portanto é recomendável levar tanto a PID como também a CNH.

- Varia de região para região, mas em algumas cidades é permitido entrar à direita mesmo com o farol no vermelho.

- Se cometer uma infração de trânsito é provável que em poucos segundos apareça um carro de polícia na sua cola com a sirene ligada.

- Uma placa com a inscrição stop exige que o veículo pare totalmente, não basta reduzir a velocidade apenas.

- Ao encher o tanque de combustível saiba que você pode fazer isso sozinho e economizar alguns dólares, pois o serviço do frentista é cobrado.

 

França

- O pedágio é pago conforme a distância percorrida. Por isso fique esperto, ao sair de uma cidade você passa por uma cancela e pega um tíquete, que deverá ser inserido na máquina no momento de deixar a estrada, quando então é calculado o valor a ser cobrado.

 

Índia

- O trânsito é caótico e muitas vezes as placas de sinalização são escritas apenas no idioma local. Em razão disso é mais confortável optar pelo taxi ou mesmo por um carro com motorista bilíngue.

 

Inglaterra

- Tanto no Reino Unido quanto nos países de colonização britânica o volante fica do lado oposto, ou seja do lado direito. As mãos das ruas e das estradas são invertidas. Esses países são: Veja lista completa aqui!

 

Itália

- Assim como na França, o pedágio é pago conforme a distância percorrida.

 

Israel

- Assim como os estrangeiros podem se dar mal em certas regiões do Rio de Janeiro, o mesmo pode acontecer com um carro de placas amarelas que entra nos territórios palestinos ocupados por Israel. Nessa região as placas são verdes ou brancas.

 

Jamaica

- Além de levar a PID e também a CNH é bom ficar atento, pois lá o motorista precisa ter 25 anos ou mais.

 

Japão

- Para turistas estrangeiros é praticamente proibido dirigir, dada as dificuldades impostas.

 

Portugal

- A carteira brasileira vale por 3 meses, a partir da data carimbada no passaporte.

 

Suriname

- O condutor deve registrar a PID e a CNH brasileira no departamento de polícia local antes de pegar as ruas.

 

Abs

 

Leo

Editado por Visitante

Compartilhar este post


Link para o post
Compartilhar em outros sites
Cacius    0

Alemanha

- As auto estradas não contam com limite de velocidade. É um convite e tanto, mas convém não abusar do limite dos seus reflexos.

Só uma coisa, não são todas as auto estradas que não tem limite, apenas algumas. E mesmo nelas, há trechos em que há controle de velocidade.

Muita atenção, gurizada. Como diz meu velho "em campo alheio, até touro é vaca" ::lol4::

Compartilhar este post


Link para o post
Compartilhar em outros sites
eniobeier    1

Leoramalho79

 

Para o Chile o seguro contra terceiros (carta-verde) não é obrigatório apesar de muitas cia. seguradoras já estarem fazendo extensão de perímetro cubrindo aquele país.

Compartilhar este post


Link para o post
Compartilhar em outros sites
Leo Ramalho    0

Ok Beier.. Valeu!

 

É esse tal de Chile sempre querendo entrar no Mercosul! ::lol3::

 

Confirmando - Seguro Carta-Verde é necessario aos Países membros do Mercosul ( Brasil, Argentina, Uruguai e Paraguai.) ::otemo::

 

Abs

 

Leo

 

PS. Ja editado na mensagem original.

Compartilhar este post


Link para o post
Compartilhar em outros sites
davlav    0

Mais algumas dicas:

 

- Em alguns países cobram-se pedágios (Portugal e Itália, por exemplo) em outros não, é preciso comprar um selo logo na fronteira e se te pegam sem ele, a multa é alta (Áustria, Hungria e R. Tcheca, por exemplo). Na Alemanha, onde estão as melhores estradas da Europa, não se paga nada; :)

 

- Alguns países não fazem parte do tratado de Viena, não precisam da carteira internacional (Turquia é um);

 

- Antes de alugar o carro, verifique se o seu cartão de crédito cobre o seguro. Se sim, na hora de alugar diga que não quer o seguro. Baixa uns 20 %;

 

- Verifique se o carro que você alugou pode entrar em todos os países que você quer ir. Por exemplo, alugando na Italia não podia ir para a Hungria e R. Tcheca (em 2008 era assim;

 

- SAempre entregue o carro de tanque cheio.

 

Abraços,

 

David.

Compartilhar este post


Link para o post
Compartilhar em outros sites
Leo Ramalho    0
- Alguns países não fazem parte do tratado de Viena, não precisam da carteira internacional (Turquia é um);

 

Ok Davlav, boas dicas. Aproveitando seu "gancho", eu ja havia postado em outro topico sobre as PID e suas ordens, entao aproveito para reunir mais esta informacao aqui:

 

( Editor, se achar conviniente, remova um dos posts.)

Relação de países onde a PID é aceita:

 

Siglas de acordo ou de convenção com o Brasil:

 

(V) - Convenção de Viena.

 

(A) - Acordo Sobre Regulamentação Básica Unificada de Trânsito entre Brasil, Argentina, Bolívia, Chile, Paraguai, Peru e Uruguai.

 

® - Princípio de Reciprocidade

 

 

1.África do Sul (V)

 

2. Albânia (V)

 

3. Alemanha (V)

 

4. Angola ®

 

5. Argélia ®

 

6. Argentina (A) (V)

 

7. Austrália ®

 

8. Áustria (V)

 

9. Azerbaidjão (V)

 

10. Bahamas (V)

 

11. Barein (V)

 

12. Belarus (Bielo-Rússia) (V)

 

13. Bélgica (V)

 

14. Bolívia (A) (V)

 

15. Bósnia-Herzegóvina (V)

 

16. Bulgária (V)

 

17. Canadá ®

 

18. Cabo Verde ®

 

19. Cazaquistão (V)

 

20. Chile (A) (V)

 

21. Cingapura ®

 

22. Colômbia ®

 

23. Coréia do Sul ®

 

24. Costa do Marfim (V)

 

25. Costa Rica ®

 

26. Croacia(V)

 

27. Cuba (V)

 

28. Dinamarca (V)

 

29. El Salvador ®

 

30. Equador ®

 

31. Eslováquia(V)

 

32. Eslovênia (V)

 

33. Espanha ®

 

34. Estados Unidos ®

 

35. Estônia (V)

 

36. Federação Russa (Rússia) (V)

 

37. Filipinas (V)

 

38. Finlândia (V)

 

39. França (V)

 

40. Gabão ®

 

41. Gana ®

 

42. Geórgia (V)

 

43. Grécia ®

 

44. Guatemala ®

 

45. Guiana (V)

 

46. Guiné- Bissau ®

 

47. Haiti ®

 

48. Holanda ®

 

49. Honduras ®

 

50. Hungria (V)

 

51. Indonésia ®

 

52. Irã (V)

 

53. Israel (V)

 

54. I tália (V)

 

55. Kuweit (V)

 

56. Letônia (V)

 

57. Líbia ®

 

58. Lituânia (V)

 

59. Luxemburgo (V)

 

60. Macedônia (V)

 

61. Marrocos (V)

 

62. México ®

 

63. Moldávia (V)

 

64. Mônaco(V)

 

65. Mongólia (V)

 

66. Namíbia ®

 

67. Nicarágua ®

 

68. Níger (V)

 

69. Noruega (V)

 

70. Nova Zelândia ®

 

71. Panamá ®

 

72. Paquistão (V)

 

73. Paraguai (A) (V) (suspenso pela Portaria 005/2006-DG/PR)

 

74. Peru (A) (V)

 

75. Polônia (V)

 

76. Portugal ®

 

77. Reino Unido (Inglaterra, Irlanda do Norte, Escócia e País de Gales) ®

 

78. República Centro - Africana (V)

 

79. República da Sérvia (V)

 

80. República de Montenegro (V)

 

81. República Democrática do Congo (V)

 

82. República Tcheca (V)

 

83. República Dominicana ®

 

84. Romênia (V)

 

85. San Marino (V)

 

86. São Tomé e Príncipe ®

 

87. Seichelles (V)

 

88. Senegal (V)

 

89. Suécia (V)

 

90. Suíça (V)

 

91. Tadjiquistão (V)

 

92. Tunísia (V)

 

93. Turcomenistão (V)

 

94. Ucrânia (V)

 

95. Uruguai (A)(V)

 

96. Uzbequistão (V)

 

97. Venezuela ®

 

98. Zimbábue (V)

 

Abs

 

Leo

Compartilhar este post


Link para o post
Compartilhar em outros sites
davlav    0

Pessoal,

 

Outro dia coloquei um tópico sobre viajar de carro, não com dicas técnicas, mas com o objetivo de ajudar quem está na dúvida entre alugar um carro ou utilizar trem e/ou avião para se locomover. São modos de viajar bem diferentes e basicamente tentei mostrar os motivos e as diferenças que me levam sempre a viajar de carro (vou abrir uma exceção na próxima viagem, na Grécia, por motivos óbvios :) , mas logo depois para a Turquia já reservei o carro).

 

Para quer estiver em dúvida, acho que ajuda. O nome do tópico é "Dicas para decidir o melhor meio de transporte na Europa", no dia 09/02/10.

 

Abraços,

 

David.

Compartilhar este post


Link para o post
Compartilhar em outros sites
Leo Ramalho    0

Embrera,

 

O princípio da reciprocidade significa basicamente "igualdade de direitos" , pois concede a cada Pais o direito de exigir ou proporcionar a outro Pais tratamento igual ao que recebe, seja benéfico (como a isenção de visto ou permissões para dirigir, por exemplo) ou maléfico (como regras mais rígidas de acesso ao outro território). Não se trata de retaliação, abuso ou arrogância, mas de simples aplicação de princípios de direito internacional. Assim, por exemplo se os Estados Unidos adotam medida restritiva ou benéfica em relação ao Brasil, este pode aplicar aos Americanos as mesmas medidas restritivas ou benéficas sem que isso seja considerado ofensa, retaliação ou abuso.

 

O que muitas vezes ocorre é a não-aplicação desse princípio por interesses políticos. O receio de desagradar outro Pais, principalmente se entre eles há desigualdade nos armamentos e nas finanças, faz com que determinado Estado prefira submeter seus nacionais a situações constrangedoras.

 

Infelizmente, é o caso brasileiro. Como temos uma tradição de conservadorismo diplomático (entenda-se: receio de incomodar os "grandes" ou de criar obstáculos diplomáticos que impossibilitem por exemplo uma vaga no Conselho de Segurança da ONU), é difícil reagir e adotar as medidas necessárias à proteção dos brasileiros em viagem ao exterior ( Se o principio da reciprocidade fosse aplicado, em teoria, seria mais fácil diminuir as barreiras restritivas, levando-se em conta a maxima do " o que eu não quero pra mim, não faco pros outros" ) .Porem, os casos de brasileiros deportados e maltratados na entrada dos Estados Unidos, Espanha, Inglaterra etc. aumentaram muito nos últimos tempos, e a toda hora são citados na mídia. Não se tem notícia entretanto de o mesmo se passar com esses gringos aqui, nem sequer apoio do governo brasileiro a seus nacionais, assim tudo logo cai no esquecimento e o Brasil volta a ser o "amigo" de todo mundo. Nao me estranha muitos gringos acharem ainda que isso aqui e terra de ninguem!!! ::grr::

 

Abs

 

Leo

Compartilhar este post


Link para o post
Compartilhar em outros sites
Carol Adler    0

Léo, tenho uma dúvida...

 

Se eu comprar um carro novo e este ainda não estiver quitado...haverá algum problema do carro ainda não estar no meu nome?

A viagem seria para o Perú e Bolívia.

 

Abraços.

Compartilhar este post


Link para o post
Compartilhar em outros sites
Leo Ramalho    0

Carol.

 

Por regra, todo veiculo financiado eh seu, porem entregue como garantia ao banco ou financeira que te concedeu o Credito. Desta forma, no campo proprietario deve aparecer seu nome e no observacoes o do banco ao qual esta alienado. Sendo assim, neste caso eh necessario que vc entre em contato com a financeira e solicite uma autorizacao para que o bem no qual vc esta dando em garantia ao pagamento da divida, possa sair do pais. Isso pode ter taxas que variam em cada financeira. Com isso dificilmente vc vai ter algum problema se for parada em alguma Blitz la fora pois o sistema de credito ou aliamento fiduciário do Brasil diz respeito ao proprietario e nao ao bem. A financeira pode exigir tambem que seja feito um seguro internacional

 

No caso de Leasing, ai ja e um pouco diferente, pois no documento do veiculo em nenhuma parte aparece seu nome. O contrato de Leasing e quem rege as regras. Pelo que pesquisei, neste caso vc tem que solictar a mesma autorizacao a financeira ou banco , que neste caso e a dona do veiculo , e homologar esta autorizacao nos consulados dos paises por onde vc quer passar com o veiculo. Todas as garantias podem ser exigidas e inclusive eles podem simplesmente negar a autorizacao caso desconfiem de algo.

 

Eu nunca sai do pais de carro, entretanto pelas pesquisas que fiz, nesses dois casos, isso eh o resumo da historia - Fale com a financeira!..

 

 

Abs

 

Leo

Compartilhar este post


Link para o post
Compartilhar em outros sites
Carol Adler    0

Obrigada pela resposta Leo, o jeito vai ser correr atrás do que for preciso...

 

Quando eu tiver mais alguma informação a respeito, aí eu coloco aqui as providências que precisei tomar.

Compartilhar este post


Link para o post
Compartilhar em outros sites
PFritzP    0

Boa tarde!

 

Alguém já dirigiu pela República Tcheca e Hungria e teve alguma dificuldade? Como é a condição das estradas? E os motoristas são loucos?

 

abraços

Compartilhar este post


Link para o post
Compartilhar em outros sites
joycebruja    0

PFritzP

 

Depende do trecho que vai fazer , da época e do tipo de carro que vai usar.

 

Estradas menores sempre são mais sinuosas e não muito boas, com excesso de quebra molas e sinais, as rodovias não são as melhores da Europa .

Verão é mais tranquilo dirigir , inverno o cuidado deve ser redobrado.

Sinceramente não gostei de passar pela rodovia saindo de Praga com destino à Polônia, ela é de cimento e cheia de emendas, parecia um cabrito, estava de motorhome, talvez de carro seja menos penoso. :mrgreen:

Tá bom dá desconto de 40% do meu exagero :mrgreen:

 

Mas dá pra ir sim , o transito é tranquilo por lá.

Compartilhar este post


Link para o post
Compartilhar em outros sites

Oi Leo.

Tenho uma pergunta. Estou indo pra Europa passar 20 dias. Vou viajar entre os 5 paises que irei conhecer de aviao. Porem, irei passar um tempinho em Milao. Gostaria de ir de la ate Zermatt na Suica pra passar um dia na cidade. Tenho 20 anos e em Milao existem locadoras de carro que alugam para jovens de minha idade. Com algumas taxas a mais de seguro e etc. Este trecho Milao-Zermatt, pode ser feito de trem, porem, os horarios dos trens que achei nao estao legais. Entao queria faze-lo de carro. A pergunta eh: precisa de PID para dirigir ou entrar de carro na Suica? E na Italia? Vc fez esse trecho?

Valeu pela atencao. Desculpe a falta de acentos pois moro na russia e o teclado aqui e' russo e ingles. Um abraco.

Compartilhar este post


Link para o post
Compartilhar em outros sites
Dartagnham    0
Boa tarde!

 

Alguém já dirigiu pela República Tcheca e Hungria e teve alguma dificuldade? Como é a condição das estradas? E os motoristas são loucos?

 

abraços

 

Eu dirigi e achei as estradas muito boas e bem sinalizadas. Dificuldades mesmo tivemos dentro de Viena, até porque estava rolando uma corrida de rua que mudou o transito todo. Perdemos um tempão até achar o caminho correto para o hostel ...

 

[]s

 

Tony

Compartilhar este post


Link para o post
Compartilhar em outros sites

Crie uma conta ou entre para comentar

Você precisar ser um membro para fazer um comentário

Criar uma conta

Crie uma nova conta em nossa comunidade. É fácil!

Crie uma nova conta

Entrar

Já tem uma conta? Faça o login.

Entrar Agora




×