Ir para conteúdo
  • Faça parte da nossa comunidade! 

    Encontre companhia para viajar, compartilhe dicas e relatos, faça perguntas e ajude outros viajantes! 

Arquivado

Este Post foi arquivado e está fechado para novas respostas.

Mizael

Descobrindo espírito viajante

Posts Recomendados

Pessoal,

 

Resolvi abrir este tópico para todos deixarem sua experiência de como descobriram a vontade (ou será necessidade?)de viajar e como se descobriram mochileiros.

 

Bjs:

 

Miriam

 

Mochileiros: Mundo adentro, Vida afora!

Compartilhar este post


Link para o post

eu descobri aos 4-5 anos (minhas 1ª lembranças) quando eu viajava com meus pais todas as férias. de lá pra cá eh soh viagem e mochila (ando com uma pra tod lugar)

Falow

Mizael

Compartilhar este post


Link para o post

excelente Tópico MI turismo!

 

a minha história mochileira começa lá pelos 14 anos, tenho um primo, grande amigo meu desde bebes, que se chama Vinicius, quando moleques fazíamos tudo juntos, etc..

 

POis bem, um ano ele viajou para ilha grande com um pessoal que conhecíamos, tínhamos 14 anos, e eu não viajei!!!!!!!!!!!! não me lembro o por que, juro.

 

passei todo o ano seguinte louco da vida, desesperado para fazer aquela viagem também, o caro voltou cheio de histórias, as enormes ondas surfadas em lopez mendes, etc...a viagem de traineira, as mulheres, etc, ect...um eldorado, o hawai carioca!

 

fizemos até treinamentos para o grande mês que passaríamos por lá(na verdade 10 dias), em resumo foi uma grande viagem, quase um ano depois da viagem inspiradora...

 

mas esse é só o começo, continuei viajando sozinho pelo estado do rio, principalmente litoral, pois surfar era tudo para mim.

 

nesta mesma época, minha tia começou a namorar o Luli(hoje o chamo de tio luli), o cara tinha ido na década de 80 de mochila do Rio até Machu picchu, me contava histórias e mais histórias...começou a brotar em mim a vontade de conhecer tais terras.

 

entrei para a faculdade de direito, era o ano de 1996, conheci um cara chamado Leandro, até hoje grande amigo, seria um futuro parceiro de viagens...

voltando...eu e o danny, amigo de infância e montanhista, resolvemos juntar dinheiro, no final do ano vamos para mAchupichu! e o roteiro vai ser o mesmo do LULUI!!!nessa época já casado com minha tia...

 

lembrem-se, era o ano de 1996, não havia mochila brasil e internet era luxo de pesquisadores. Estava eu nas férias de julho fazendo uma pesquisa na biblioteca da faculdade para a viagem(podem acreditar nisso???????????)e quem encontro: Leandro, tinha ido ver alguns documentos dele...ele me pergunta: Leo, que u ta fazendo aqui cara?

-po meu chapa, pesquisando sobre copacabana (lago titicaca), machu pichu e otras cositas mas...(estava catando nas edições da national geografic), LEandro me responde assim: CARA, VOU CONTIGO!!!!!VAMOS NESSA POR%$*@!!!!!! em outubro tiramos o passaporte, onde apresentei Leandro ao Danny, não se conheciam e iriam passar mais de um mes juntos...

Resultado: fizemos uma viagem simplesmente espetacular! com certeza jamais esquecerei aqueles dias de amizades, amores e descobertas na terra dos incas...

 

bem, quem viaja sabe: depois da primeira ninguém dorme tranqüilamente, jamais! vc sempre estará pensando na estrada, para onde irá da próxima vez, ect, ect, ect....é o famoso bicho da estrada.

 

depois disso concentrei meus esforços "viajantes- descobridores" principalmente para a patagonia, lugar que tenho paixão, também norte argentino,noroeste argentino, etc, ect, etc...

 

sem contar meu mais recente amor, o cicloturismo, que a meu ver é o mais fantástico meio de transporte viajante, vc tudo vê, tudo sente e escuta...faz parte da paisagem e não somente a contempla.

 

 

NÃO AO FANATISMO!

http://www.fotolog.net/trotatorres

http://geocities.yahoo.com.br/trotatorres

yo soy un loco

que se dio cuenta

que el tiempo es muy poco!!!!!!!

Compartilhar este post


Link para o post

Rapaiz...

O meu não teve bem um divisor de águas não. Foi mais um chamado interno mesmo.

Aqui no nordeste, a cultura mochileira e de esportes de aventura é muito fraca. Quando pequeno, sempre gostei muito de praia e de viajar com meus pais. Gostava de ler guias de viagens e mapas so para imaginar como eram os lugares. Duas coisas deram o pontapé inicial para eu por pé na estrada: A internet e a carteira de motorista. Começei a pesquisar sobre viagens e descobri a cultura mochileira. De carro, comecei a fazer pequenas viagens para praias daqui de pernambuco e paraíba. Como minha mãe sempre foi um pé no freio nesse sentido e tinha (ainda tem) uma mentalidade de mãe-cangurú, so comecei a viajar mais vezes e para mais distante depois que comecei a ganhar meu dinheiro e arrumei uma namorada (ela depositava a responsabilidade sobre a coitada). Me julgo ainda em processo de descoberta pois tenho anseios que vão além do meu salário de estagiário e vou acampar pela primeira vez esse ano (ja ta marcado com a galera). Infelizmente é difícil encontrar gente disposta aqui na minha terra para tais aventuras ( e agora pior ainda que terminei o namoro), mas aos poucos as dificuldades vão sendo superadas, e pode ter certeza que o mochileiros.com contribuiu muito para tal. Nele conheci uma galera que sempre da altas dicas legais e que ta afim de participar das trips que programo. No mais, essa é a minha história. A vida é cheia de trancos e barrancos mesmo, se não fosse não teria graça.

 

José Jayme - Recife/PE

www.fotolist.com/sublime

Compartilhar este post


Link para o post

Eu fui atacado pelo bichinho da mochila no verão de 2002, tinha 19 anos... Uns meses antes desse verão comecei a pensar nas férias e dei-me conta que as minhas férias até à data se resumiam a uma espécie de rotina, de dia praia e de noite discoteca, comecei a perceber nessa altura que tinha de mudar alguma coisa...

Devo dizer que até esse ano de 2002, sabia muito pouco sobre o fascinante mundo de viajar com uma mochila às costas, até que a minha irmã virou-se para mim numa bela tarde de maio e disse-me - "Daniel, vamos fazer um interrail!!" - eu fiquei a olhar para ela durante uns segundos sem dizer nada, pois aquela palavra não me era estranha, mas naquele momento não me ocorreu nada... Fui para a internet e comecei a pesquisar sobre o assunto!! Desde logo descobri que era um bilhete de comboio que me permitia viajar por toda a Europa durante um mês, mas isto foi apenas o início!! Nesse dia fiquei horas seguidas em frente ao computador, cada minuto que passava eu descobria mais e mais sobre viagens apenas com uma mochila às costas,

lia relatos de pessoas "normais" e anónimas, como eu, e que não precisaram de ser ricas para fazer viagens magníficas... A partir desse momento fiquei "contaminado"!!

Nesse ano de 2002 eu, a minha irmã e mais uns amigos fizemos o nosso primeiro interrail e posso dizer que foi a melhor coisa que me aconteceu na vida, depois de ter feito esta primeira "mochilada" tudo mudou... O Daniel que regressou não foi o mesmo que partiu, tornei-me uma pessoa muito mais tolerante, muito mais consciente... O contacto com culturas e povos totalmente diferentes, abriu-me a mente e os horizontes!!

Como disse o trota e muito bem, depois da primeira viagem os planos para as próximas continuaram, é inevitável, durante o ano de 2003 as viagens repetiram-se e neste momento, dois anos depois, daquela tarde de maio, tenho quase tudo preparado para durante os meses de julho e

agosto deste ano rumar a outro continente e descobrir um pouco de um gigante cheio de maravilhas que dá pelo nome de Brasil!!

Abraços,

Daniel

Compartilhar este post


Link para o post

Oi pessoal...

 

Eu coloquei este tópico no fórum e nem contei a minha história... que mancada....

Comigo foi o seguinte: Eu viajava muito com a minha mãe quando era pequena, mas era sempre de pacote de agência. Eu adorava(digo adorava pq hj eu amo) viajar. Lembro que eu colava nos guias e não largava mais enquanto não descobrisse qual seria o passeio do dia seguinte, como organizar aquela viagem... Enfim... pentelhava os pobres coitados dos guias até não poder mais

Até que chegou a época de prestar vestibular. Sabendo que eu não tinha interesse por nenhuma outra área,e lembrando dessa história escolhi o curso de turismo.

Quando entrei na faculdade no ano passado conheci um cara que hoje é um grande amigo que já viajou o mundo inteiro. desde os lugares mais convencionais da europa até em guerra civil na angola ele esteve. Ele sempre me contava as histórias de viagem dele e eu ficava com água na boca.. pensava: quem me dera, viajar tanto.. é impossível.. eu queria tanto... Além disso, outros colegas e professores contavam suas histórias.. aquilo foi me fazendo sonhar muito!

Até me perguntar por que não?

Quando eu entendi que nada me impediria de viajar, foi só rojões... surgiu o bichinho mochileiro que contaminou tudinho... e hoje eu to aqui no mochila brasil procurando informações para realizar este sonho...

Tomara que esse bichinho pegue todo mundo e vire epidemia..!

 

Bjs a todos

 

Miriam

 

Mochileiros: Mundo adentro, Vida afora!

Compartilhar este post


Link para o post

So complementando o meu tópico, quando viajava com meus pais quando pequeno, meu padastro montou uma empresa fictícia de turismo chamada "time out tour" ou "turismo fora de hora. Ele juntava um grupo de amigos e ligava para hoteis, pousadas e afins, conseguia altos descontos com essa idéia e, quando íamos para o hotel, até camisa da TOT (sigla do nome) usávamos. Era super divertido e a idéia gerava muitos descontos.

 

José Jayme - Recife/PE

www.fotolist.com/sublime

Compartilhar este post


Link para o post

Nossa, fiquei até emocionado com os relatos de meus colegas mochileiros, muito bacana mesmo!!! A minha "descoberta", talvez nem tenha vindo de uma grande viagem, mas talvez de algo dentro de mim que sempre buscou novos horizontes. Sabe, sou do tipo meio sonhador, aquele que acha que ainda pode mudar o mundo (embora ultimamente tenho andado meio pessimista).

 

Faço faculdade de História, e sei do que o ódio e o preconceito foram e ainda são capazes de fazer em nome de questões fúteis, questões essas, que transformam simples pessoas em inimigos mortais, apenas porque estas estão do outro lado da fronteira ou simplesmente, porque são "diferentes".

Sempre tive vontade de conhecer outros lugares, outras culturas, outras pessoas. Tem algo de antropólogo no meu sangue...rs.

A viagem dos sonhos, sempre será a próxima. E então serão outras tantas descobertas e lições, que vão nos tornando cada vez mais humanos e tolerantes. Nunca devemos estar plenamente satisfeitos. Inquietude, vontade de aprender e espírito aventureiro é o que deve mover a grande "roda-da-vida". Pois descanso, sei que terei um dia, e este sim será pleno e eterno.

Portanto, acho que a descoberta é constante, sempre haverá algo de novo p/ se ver e sentir...novas emoções, novos sabores, novos amores!!!

Abraço a todos!!!

icon_smile_big.gificon_smile_big.gificon_smile_big.gificon_smile_big.gif

 

Eu carregava uma tristeza

Não pensava em novo amor

Quando alguém que não me lembro anunciou

Portela, Portela

O samba trazendo alvorada

Meu coração conquistou

 

Paulinho da Viola

 

Editado por - Leandro_carioca on 12/05/2004 23:59:35

Compartilhar este post


Link para o post

Todas as viagens que fiz com amigos quando era novinha, foram de mochila e onibus, porque a galera não tinha grana e era muito nova pra ter carro, eu não me considerava mochileira, até porque era uma palavra desconhecida pra mim, depois disso, minha maior viagem foi com um namorada que na época tinha acabado de comprar um carro, um fusca 68, todo fudido e resolvemos passar o carnaval com amigos em Trindade, mas como eramos os únicos que estavam de férias resolvemos antes, ir até Maresias e voltar parando pelo caminho, conhecendo todas as cidades, até chegar em Trindade, como estavamos com pouco dinheiro e queríamos encher a cara no carnaval, passamos 15 dias comendo miojo e bebendo água, até no café da manhã, fiquei magrinha, quando chegou o carnaval estavamos em Trindade encontarndo a galera e bebendo todas, rs, foi aí que me veio a vontade de fazer isso mais vezes, daí em diante, fui evoluindo, rsrs, arrumei outro namorado e quando terminamos, resolvi viajar sozinha, fui pra Ouro Preto, fiquei hospedada numa república e conheci uma galera muito maneira, quase não voltei mais, rs, mais tarde conheci o Fabio, meu atual namorado e bem parecido comigo na maneira de pensar, ele é jipeiro e adora viajar como eu, fomos juntos, numa expedição de jeep, com uns amigos, conhecer a América do Sul, ficamos 40 dias, conhecendo a Argentina, Chile, Bolívia e Peru, quando voltamos, resolvi escalar e hoje minhas viagens possuem o objetivo de escalar, acampar, caminhar, conhecer novos povos e novas culturas. Aprendi muito em minhas viagens e espero nunca parar.

 

bjs

 

www.fotolog.net/ecotur

Compartilhar este post


Link para o post

Leandro,

 

Acho que seu motivo de viajar é um pouco o de todos aqui. Viajar nos ajuda a entender um pouco dessa revolta que nós temos e de tentar fazer alguma coisa pelo mundo. Não perca nunca esse sonho... É com pessoas assim que o mundo vai mudar e não com conformados e pessimistas que simplesmente aceitam as coisas como são!!!

 

Bjs

 

Miriam

 

Mochileiros: Mundo adentro, Vida afora!

Compartilhar este post


Link para o post

Visitante
Este post está impedido de receber novas mensagens


×
×
  • Criar Novo...