Ir para conteúdo
  • Faça parte da nossa comunidade! 

    Encontre companhia para viajar, compartilhe dicas e relatos, faça perguntas e ajude outros viajantes! 

casal100

América do Sul de carro/Mochila - invernos de 2006 a 2010

Posts Recomendados

Relatos de viagem realizadas entre 2006 e 2009, na amèrica do sul, no inverno de carro..no primeiro relato viagem entre brasilia x bariloche x chile x mendoza x brasil.

No segundo relato viagem a argentina de carro, para esquiar na regiáo de mendoza, las lenas, santiago.....

No terceiro relato, viagem entre brasil x bolivia x peru x brasil de carro.

A partir da pag. 7, viagem de mochila prá Colômbia.

 

Os problemas começaram com a emissao de nova RG, p. civil do Df, entrou em greve. 3 DIAS DE ATRASO.

 

Pela primeira vez fiz uma verdadeira manutençao corretiva/preventiva do meu veículo, mas nao adiantou nada......... vcs verao a seguir...

 

PARTE I - Brasília x Uruguaiana-RS

 

DIA 30/06/06 Saida de Brasília as 12 hs(filha fazendo prova escola), previsao de dormir depois de Sao Paulo - 1100 kms.

Mas depois de aprox. 250 kms o veículo perdeu potência e começou a esquentar, até acender a luz de óleo, tudo bem.... acionei o seguro que providenciou a remoçao até Catalao-GO, tive que dormi lá, no sábado ficou pronto;

 

DIA 01/07/06 sábado(JOGO DO BRASIL), saí cedo, com a intençao de dormir emFloripa aprox. 1200 kms, mas perto de registro-SP, aconteceu o mesmo problema, fiquei na estrada, na serra, depois de muita insistência um cidadao parou e agilizou um guincho (meu celular estava fora da area), ficamos até 2 horas da manha consertando, tive que fazer uma "gambiarra" no sensor de velocidade que estava queimado, dormi em Registro-SP. MAIS UM DIA DE ATRASO. Pelo menos nao vi a derrota do Brasil......

 

DIA 02/07/06 DOMINGAO, saimos cedo, sabendo que poderíamos ficar na estrada de novo, foi o que aconteceu..... na primeira serra, o mesmo problema... ....rsrsrsr, um motorista de caminhao parou e me rebocou até o próximo posto, ali contratei um guincho até Curitiba-PR, como nao conhecia a cidade entre em contato com o dono do caminhao(ele estava junto c/o motorista na serra-foi a minha sorte), levei o carro até a empresa dele, e dormi em Quatro Barras.

À noite ele nos levou para conhecer o shopping Estaçao(muitooo legal, ficou muito bom) e o muller, acho que começamos uma grande amizade!!

MAIS UM DIA DE ATRASO, mas ganhei um novo amigo;

 

DIA 03/07/06 - SEGUNDONA , Reboquei( de novo) o carro até uma oficina, indicada por ele, às 18 hs ficou pronto, SABEM O PROBLEMA DO CARRO??? peça danificada, possivelmente por gasolina adulterada, é uma pena, pagamos tao caro por ela..... mas....tudo bem.... vamos em frente. Dormi novamente em Quatro Barras-PR - MAIS UM DIA DE ATRASO..RSRSR

 

DIA 04/07/06 - TERCA-FEIRA, Acordamos cedo e partimos rumo a Uruguaiana, sem problema...ufaaa..... Mas aí, comecei a perceber uma coisa interessante, completei o tanque em TIJUCAS-SC, como controlo sistematicamente o consumo de gasolina do veículo, percebi que a media por km estava aumentando. Que de certa forma ratificava o que o mecânico me disse (estrago de peña devido a gasolina adulterada), nao estou acreditando que em Brasilia, capital do país possa acontecer um negócio desse, pois somente abasteci nos últimos meses lá, comecei a fazer levantamento em cada abastecimento no brasil/argentina/chile, para depois comparar com a média que terei em Brasilia quando chegar, aí vou entrar com um processo contra os responsáveis....mas QUAIS RESPONSAVEIS.....????

 

RESUMO: Em 4 dias rodei apenas 1400 Kms(sendo 250 em guincho), mas pelo menos ganhei um novo amigo, isso é o que importa!!

 

O duro é aguentar a gozaçao dos amigos, eles dizem que meu carro virou orquestra! "pois em cada cidade faz um concerto(conserto)" heheh

continua....

Mário.

  • Gostei! 1

Compartilhar este post


Link para o post
Compartilhar em outros sites

ALGUMAS INFORMACOES SOBRE O TRAJETO NO BRASIL:

 

Estradas:

Brasilia x Catalao-GO (+/-) 320 kms - Por incrível que pareca o pior trecho fica justamente no inicio da viagem, entre ValparaisoxCristalina(+/-60 kms), operacao tapa-buracos nao resolveu os problemas, no restante pista muito boa - mas pista simples;

 

Catalao x Uberlandia-MG, (+/-) 100 kms, estrada em razoaveis condicoes de trafegabilidade, com algumas obras, pista com curvas perigosas, e intenso transito em Uberlandia, requer muito cuidado (muitos caminhoes), pista simples;

 

Uberlandia x Uberaba-MG, (+/-) 100 kms, estrada em processo de duplicacao com aprox. 50 kms concluidos, requer cuidados na transicao entre pista simples e dupla, estrada muito boa, já consertaram o piso;

 

Uberaba x Osasco (+/-), 500 kms, trecho ótimo, pista dupla na anhaguera/bandeirantes e no rodoanel ate Osasco - 09 pedágios, total R$48,10;

 

Osasco x Florianopolis - Trecho com pista dupla e simples, sem pedágios, cuidado ao atravessar algumas cidades em sao paulo, e nas transiçoes entre as pistas. Alguns trechos de serras com muitassss curvas...

 

Florianopolis x Porto alegre - aprox. 450 kms - Pista simples, estao duplicando, cuidado com o movimento de máquinas e caminhoes.

Depois de Osório(acho que é), começa a free way, pista larga e muito boa, estrada pedagiada (02) total R$8,30;

 

Porto alegre x Uruguaiana - Pista simples mas em excelente condiçoes, pedagiada (02) total R$10,20.

 

Resumo: Brasilia x Uruguaiana: 2.574kms (+) aprox. 232(veículo rebocado) = 2.806 kms aprox.

Mário.

Compartilhar este post


Link para o post
Compartilhar em outros sites

ARGENTINA - AS ESTRADAS PARECEM DE PRIMEIRO MUNDO!

 

Uruguaiana x San Martin dos los Andes - (+/-) 2200 kms;

Roteiro: Pase de los livre x Lujan x Santa Rosa x Neuquen x Zapala x San Martin de los Andes.

Saí de Uruguaiana dia 05/07/06 e cheguei em San martin dia 06/07, fiz os procedimentos de aduana, cambiei US$ x Peso - 3,06. Comprei Mapa da argentina (a$19-muito bom) cambao(16 pesos), cx de primeiros socorros(A$8), sao obrigatorios e logicamente abasteci meu veículo (gasolina A$1,99/lt).

 

 

As estradas sao òtimas, algumas pedagiadas outras nao, dá para desenvolver bem a velocidade.

Paso x Lujan - pedagiada (4) A$12,00;

Lujan x Santa Rosa - pedagiada (3) A$6,20

 

Fui parado pela polícia argentina 3 vezes, somente na provincia de entre rios, ñ dê gorjeta, os caras insinuam, fui até obrigado a endurecer com um deles, o cara queria seguro pessoal.....rsrsrsr enrolei o cara e fui embora;

Nesta regiao existe pedágio para argentino e estrangeiro, claro estrangeiros paga mais caro...

 

Entrando na argentina já comecei a notar que o pessoal de lá sáo muitooo hospitaleiros e gostam muito dos brasileiros(pelo menos demonstram) fiquei muitooo supreso.......... estava sentindo-me em meu próprio país..

Todas as informaçoes que pedi fui direcionado para o lugar certo...

 

Dormi em Santa Rosa, Hotel em frente ao casino, na estrada, R$98 (3 pessoas)

 

Em Neuquem o pessoal de operaçao dos pedágios estavam em greve, oba nao paguei.....

Comprei muitaaa castanhas, nozes, ameixa seca,......muitooo barato em neuquem..

Passei num controle de vegetais, o caro foi desinfetado.....

 

Passamos por um campo de extraçao de petroleo,

 

Depois de Neuquem, seguimos em direçao a zapala, estrada boa com muitasss subida, o bonito foi quando começa aparecer a cordilheira dos andes com gelo nos cumes das montanhas, para quem nunca viu, como eu, foi um espetáculo, muitoooo bonito;

A estrada entre Zapala x Junin, muitasss curvas perigosas, e muitas retas, um visual muito bonito, com montanhas escarpadas, lindos rios com lagos...... e de vez em quando aparecia alguma montanha com gelo no cume.....uma blz....

Mário

 

continua...

Compartilhar este post


Link para o post
Compartilhar em outros sites

Marioluc,

 

Esta surpresa que vc teve com a hospitalidade e cordialidade dos argentinos com os brasileiros também pude perceber qdo fiz minhas viagens por lá.

Nós brasileiros é que temos muita má vontade com os hermanos, nos deixamos contaminar pela rivalidade existente no futebol e transferimos essa rivalidade para as relações pessoais.

Na realidade trata-se de um povo amigo, que gosta dos brasileiros :D

Compartilhar este post


Link para o post
Compartilhar em outros sites

Fala Beier,

 

Falo mais, conheci todos os estados brasileiros,sem exceñao, mas nunca fui tratado como um verdadeiro turista, como lá na argentina.

Se relatar todas as ajudas que tive, dará um livro...heheh

Quando fiz aduana na saída da argentina, me emocionei muito, quase chorei....... é um povo muito caliente.....

 

Outra coisa que surpreendeu a mim, foi o tratamento dado pelo pessoal do sul do brasil. Surpresa, pois, falam que o pessoal do sul é frio, tive isso na minha cabeña por muito tempo, pois nao conhecia muito o pessoal, mas em todas as ocasioes que precisei fui muitoooooo bemmmm atendido.........

 

O nosso problema é que achamos que futebol é a coisa mais importante do mundo.....infelizmente......

Um abraño,

Mário.

Compartilhar este post


Link para o post
Compartilhar em outros sites

Mario...sobre o pessoal do sul...eh verdade msm!

Fui pra la semana passada e me impressionei com a simpatia deles.

Sempre dispostos a ajudar, conversar...totalmente o contrario do que me disseram...de que eles nao gostam de turistas, sao frios...essas coisas.

Todos sao mtoo simpaticos e se vc der corda, falam que nem uma matraca...hahaha!

 

Agora, os argentinos nao conheco ainda...soh pela internet...e mesmo assim me parecem ser mto simpaticos ^^

Compartilhar este post


Link para o post
Compartilhar em outros sites

Mika Vrazy / Marioluc

 

Fico feliz que tenham gostado do tratamento recebido em sua passagem aqui pelo sul. O que pode ser frio é a temperatura nunca a atenção dispesada aos visitantes. :D:D

 

 

Grande abraço

Compartilhar este post


Link para o post
Compartilhar em outros sites

PARTE II

 

SERÁ QUE DEUS CRIOU O PARAISO E DEU O NOME DE "PATAGÔNIA"!!

 

Dia 06/07/06 - Cheguei a Junin e depois fui a San Martin de los Andes, lugar agradável, consegui um hotel perto do lago, no final da rua principal, próximo da rodoviaria, como estava chovendo muito, a única coisa que fizemos foi jantar e fazer algumas compras;

Alguns preços: cabana: 90 pesos; comemos uma picada(tábua) regional, com ciervo, truta, javali, queijo....., por 31 pesos; bife de chourizo 15 pesos; suco laranja 6,50 pesos (muitoo caro) - restaurante La /costa del Puebla, av. costanera, em frente ao pier do lago (não gostei).

O chocalate de lá é muitoooo bommmm.

Aqui começou a dúvida sobre a picanha, ninguém sabia que corte era esse.....rsrsrsr

 

Dia 07/07/06 - Acordamos cedo e fomos trocar o óleo do carro(muitooo caro 67 pesos 4 litros (15w50)), os postos funcionam, mas o pessoal da troca somente 09 horas, aguardamos e aproveitamos para conversar com o pessoal do posto, depois de muitasss brincadeiras, fui apresentado a uns professores de esqui em chapelco, segundo eles não tinha muita neve, por conseguinte não havia condição de nossa filha ter aulas, depois dessa informação, resolvemos ir para bariloche, uma pena pois o lugar é muito bonito. Queri a ter ficado mais um ou dois dias, para conhecer os lagos e chapelco, mas não podia perder tempo...rsrsrs

 

Depois de aprox. 260 kms, numa estrada líndissima, com paisagem de morros, lagos, ......e no final o explendor da cordilheria chegamos a bari, como cartão de boas vinda, o lago, com suas várias tonalidades, já ali valeu a viagem e mais à frente a cordilheira.... quer mais......hehe

 

Devido a correria e a falta de neve,que de certa forma invibializava a aula de esqui de minha filha , decidimos ficar no máximo 2 dias lá, por isso fomos conhecer, já na chegada o cerro catedral(30 pesos por pessoa, só para subir). A temperatura estava anema, não nevava, pelo contrário, um sol a pino, subimosssss um estágio, depois maissss um, outro maissss, minha esposa desistiu no penúltimo, minha filha e eu, fomos até o final, tudo bem suportável...mas a decida...

Chegamos ao último refúgio e tomamos um lanche com chocolate quente, aí puxei conversa com uns brasileiros, conversa vai, conversa vem, passou quase uma hora, rsrsrsrs. Quando olhamos para fora, não acreditávamos no que viámos,rsrsrsr, uma nevasca danada, não dava para ver quase nada........aiiiiiiiiiii que frio.......... como a tendência era piorar o tempo, decidos descer assim mesmo......com pouca roupa, pois na subida estava menos frio(foi um erro), mas tudo bem........ nevava um horror, e nós enfrentando aquele tempo, com pouco agasalho, mas tudo bem,..... começamos então a divertir, nestes momentos é importante manter a calma e agitar o corpo e a mente, nisso uns argentinos começaram a brincar conosco sobre maratona...pelé....., aí era só curtir a maravilha da neve, e sentir friooooooooo, no final deu tudo certo, saimos de lá com o espírito renovado.

Obs.: chegando ao cerro, resolvi bater algumas fotos, parei o carro, e esqueci de desligar os faróis, e aí......... a baterira descarregou, danificando o motor de arranque, resolvi com um tranco, ajudado por uns argentinos....... resultado tive que arrumar um eletricista para consertar... poxa esse carro está parecendo orquestra....cada cidade..., final do dia comemos no família weiss, um ciervo a cazadora(21 pesos) que valeu a pena, e eles comeram pizza (22 uma família.....)

Conseguimos vagas no Hostel /tangoinn 120 pesos(quarto individual para 3 pessoas), bom custo/benefício. O pessoal de lá é dez. valeu a estadia..

 

Dia 08/07/06 - Fomos fazer algumas compras de roupas de frio, depois do cerro catedral, tínhamos que previnir(bluza boas 40 pesos, luvas boas 12 pesos, sputinik 11 pesos) na mitre. Conhecemos a loja da puma, mas não compramos nada.......

Resolvemos conhecer o cerro campanário(15 pesos/pessoa), muitooo lindo, vc tem uma visão panorâmica de boa parte da região, lagos, montanhas, hotel, bari.......... nota 1000000, tomamos um chocolate quente, e fomos conhecer o circuito chico(que nada mais é do que uma estradas dentro de uma reserva florestal, só que com uma vista lindissima, passando bem próximo às montanhas com gelo....., rios, cachoeiras.......muito bom, no final do trajeto(sentido anti-horário), paramos para comprar um lanche de linguiça, e compramos de uma senhora uns arrajinhos de flores, muito bommmmm. vale a pena conhecer e comprar..... conhecemos também aquele hotel famoso(não lembro o nome)....legal........ infelizmente nossa passagem por bari era só aquilo, que pena........ fomos dormi, pois ficamos sabendo que iria nevar nos proximos dias, e que possivelmente a fronteira poderia fechar, queria conhecer o chile............mas essa é hora história......aguardem...

 

Mário.

Compartilhar este post


Link para o post
Compartilhar em outros sites

DIA 09/07/06 - Acordei cedo em Bari, por volta das 05:30hs, pois queria chegar cedo à fronteira com o chile, e fazer os procedimentos rapidamente, tendo em vista o alerta que poderia nevar muito e a polícia fechar a passagem;

Cheguei na fronteira por volta das 07hs, estava fechada, fiquei preocupado, a polícia da argentina não tinha informação do motivo, aguardamos, e as 09 hs abriram, mas tinha um carro com 2 chilenos que não pegava, bateria descarregada, empurramos muito o veículo até pegar(ainda bem que fiz esse favor a ele!!), seguimos até a aduana. dois políciais federais, pediram-me para vistoriar o meu veículo, tiraram tudo, malas,....., conferiram as portas, bancos, colocaram um cão farejador no porta-malas......, será que desconfiaram de mim....rsrsrsrsrsr. Segundo os polícias, é praxe os veículos que fazem a travessia por Uruguaiana/foz, não sei o motivo, mas deixa prá lá.

 

Fizemos os procedimentos rapidamente, nisso começou a chuviscar, continuamos sem problemas, aí a neve começou marotamente, devagarzinho......, até ficar bem forte, consegui dirigir uns 10 kms na neve, escorregando muito, numa subida o carro só patinava, e não saia do lugar(não tinha comprado correntes), nisso os chilenos passaram por nós e falaram que iriam mandar socorro, o que aconteceu(demorou mas chegou), pois estávamos a uns 800 metros do final do trecho crítico.

O lugar é lindoooooo, as árvores e a estrada cobertas de neve, foi fascinante, ficamos curtindo tudo aquilo, mesmo com uma pontinha de medo, no final uma caminhonete do serviço público do chile, nos resgatou........... Foi um dos momentos mais fantástico da viagem, foi uma mistura de medo, admiração, fascinação...........

 

Como estávamos atrasados(8 dias perdidos), era domingo, resolvemos conhecer num dia só, algumas cidades do sul do chile:

 

Pont mont - Não gostei, acho que não tem muitos atrativos;

 

P. Varas - Gostei muito, apesar de ter ficado lá somente 2 horas, mas conheci o Parque Philippi, com um excelente mirante com visão legal sobre a cidade, lá pode ver o vulcão, mas o tempo estava coberto; conheci pequeno centro da cidade; casino; achei muito bonito as casas de madeira de lá - Vale a pena conhecer mais demoradamente essa cidade;

 

Frutillar - Cidade pequena, mas muito legal, não deu para ver o vulcão, os restaurante são cari$$$imos; fui até o museu colonial alemão, mas estava fechado, parece que é muito interessante - vale a pena conhecer a cidade;

 

Aí começou a chover muito, resolvemos ir até Pucón, passamos primeiro em villarica, pequena cidade no caminho, chegamos tarde 22 hs, fomos até a uma agência viabilizar a subida ao vulcão, como estava chovendo na região e a previsão era que não acabaria tão cedo, não dava para subir..rsrsrsrsrsr tudo bem...... dormimos num hotel (Cl$25.000), comemos uma macarrão muito bom no restaurante clube 77 na rua principal restaurante muito bom...

 

DIA 10/07/06 - tomamos café em villarica(muitoo caro), pois o htel não tinha café da manhã, pegamos a rota 5, numa boa, pouco movimento devido a uma greve dos caminhoneiros(reclamando do preço do diesel), fomos conhecer rapidamente linares, cidade pequena, não deu para ver quase nada.

Chegamos à Santiago à noite, consegui hotel perto da praça das armas(US$75), fiz um roteiro básico à noite mesmo, para ganhar tempo, achei a cidade parecida com Sampa, mas bem mais conservada.

 

DIA 11/07/06 - A igreja(não lembro o nome), foi construida em meados do ano 1500, localizada na praça das armas, nunca vi tanto mámores na minha vida, muito visitada por turistas, dei um volta pela praça, e fui conhecer o mercado municipal, bem cedinho, uma bela arquitetura do final de 1880, continuei o tour, correndinho....... para previnir comprei um par de correntes, na própria fábrica TOQUI, av. matta 1401, perto do centro da cidade, por Cl$30.000.

 

Dica: se estiver hospedado no centro, procure alimentar na praça das armas do lado oposto ao prédio dos correios, vcs terão uma infinidade de opções(lanches, comidas rápidas) e baratas(entre US$3 e 5), pelo padrão da cidade(pois compramos um pizza por quase 30 reais.....e ruimm....);

No mercado também têm muitas opções de comidinhas, até que baratas comparadas ao restante do país........ êta país com comida ruim e cara...

 

Por curiosidade conheça a centopéia(como dizem, um siri gigante), uma custa em torno de 60.000(US$110) somente cozida sem acompanhamento, no restaurante DONDE AUGUSTO no mercado, muitos presidentes já comeram lá, mas é muitoooo caro... uma pequena porção custa em torno de US$15 no mesmo restaurante(comi e achei normal).

 

De Santiago foi só isso, para quem queria ficar lá uns 3 dias........

 

À tarde partimos para conhecer Valparaiso e Vina del mar, pegamos uma chuva danada, resolvemos conhecer rapidamente vinã, gostamos muito, parece um pouco com guarujá, mas bem melhor, fui até o oceano pacífico e molhei a mão para "benzer", depois de tudoooo. Conhecemos o casino...

No final da tarde partimos para dormir em los andes, cidade próxima a fronteira com a argentina, no caminho, quis fazer um retorno na estrada(devido a uma inundação) e dei uma tremenda "barbeirada", uma ré mal feita e pronto, pus o carro em cima do meio fio da via, o carro ficou pendurado, não ia prá frente e nem caia no buraco(vich) nisso começou a chover muito forte...... um chileno parou e acionou os bombeiros, que demorou umas 2 horas para chegar, pois tinham muitas ocorrências na região devido ao grande temporal que assolou a região(houveram 16 mortos no país e muitoooo desabrigados). Esse chileno ficou conosco até os bombeiros chegar, e ainda tem gente que acham que eles não gostam de brasileiros!!!!

 

Depois de tudo, chegamos em Los Andes, conseguimos hotel (25.000 pesos - 3 pessoas); aí tivemos uma péssima notícia: A FRONTEIRA COM A ARGENTINA ESTAVA FECHADA E NÃO TINHA PREVISÃO DE ABERTURA.....

PQP, depois de tudo estou preso na fronteira.......rsrsrsr

Mário.

Compartilhar este post


Link para o post
Compartilhar em outros sites

DIA 12/07/06 - Acordamos cedo, para saber notícias sobre a possível abertura da fronteira, fomos até a polícia e eles informaram que demorariam 4 a 5 dias para retirar as pedras e neve(pois teve desmoronamento perto do túnel, do lado argentino). Ficamos perambulando pela cidade, pois não podíamos sair, pois informariam da liberação atravez das rádios/TV.... comemos uma comida muito ruim (frango com molho, muitooo caro e ruim...), à noite resolvemos comer num supermercado, pelo menos era barato......... aí descobri nas prateleiras umas latinhas de mexilhões, polvo, ostras em conserva, fiz a festa....hehhe barato US$2,00 a latinha..

 

DIA 13/07/06 - A mesma rotina, do outro dia, ida na polícia e eles informando que não tinham informações...... mudamos de hotel, fomos para o Hotel plaza, bem melhor, mas um pouco mais caro Cl$26.200, a vantagem e que da janela do quarto vc vislumbrava a cordilheira, muitooo lindooooo., mas não resolvia meu problema, tinha que sair dali....não podia fazer nada....

 

DIA 14/07/06 - Aí resolvemos ir até o local onde estava a barreira polícial, cerca de 35 kms de Los andes(perto de Portillo), um monteeee de carros, ônibus e caminhões, vich (uns 2.000) loucura, e todos pressionando a polícia, e nada, não podiam liberar o trajeto.

Nisso conheci dois gauchos de Uruguaiana e uma família Paulista, pessoas finíssimas, à tarde quando informaram que não iríamos passar naquele dia, organizamos um churrasco no hotel, com a permissão do proprietário, já tinha mudado de hotel novamente-hotel Los Andes (Cl$22.000), mas pior do que o Plaza, mas tudo bem, estávamos com cia. brasileira e isso era importante, um dando moral para outro....

 

DIA 15/07/06 - Acordamos cedinho 04 hs, deixamos o hotel e partimos rumo ao bloqueio, e nada....... não liberaram de novo......PQP.

Durante o dia, não tinha nada para fazer, somente bater papo com o pessoal que estavam na fila, os polícias........, aí conheci um casal de canadense que vão dar a volta ao mundo, num trailler, todo equipado, com energia solar, gerador.... microondas, geladeira, o cara parece que gastou US$150.000,00 nele, mas ficou 1000000, uma casa ambulante...tem tudo......... quase fui com ele...hehehh

Como os polícias deram umas dicas que possívelmente no dia 16 eles liberariam o trajeto, fomos dormir cedo, para acordar bem cedinho...

 

DIA 16/07/06 - Levantamos cedo(05 horas), e partimos, a Família Paulista ficou, então chegamos no bloqueio e ficamos aguardando........lá pelas 09 horas liberaram o trecho, foi uma correriaaaaa danadaaaaaa, parecia corrida de fórMula um. Um cenário maravilhoso, na cordileira, muitoooo bonito, parece que vc está no céu.queria ter ficado mais tempo fotografando e curtindo o visual, mas não deu........ POXA PERDI MAIS 5 DIAS...... E AGORA....MINHA FILHA NÃO TINHA ESQUIADO.......

 

ESSE TALVEZ FOI O DIA MAIS PRODUTIVO DA VIAGEM:

Após a aduana um policial informou que talvez teríamos problemas perto de Mendoza, pois os caminhoneiros estavam bloqueando a estrada, vich, mais essa!!!! perto da aduana, tem a vila PUENTE DEL INCA, achamos o lugar maravilhosoooooooo, descobrimos um hotel que não tinha vaga, mas poderia conseguir alguma coisa, nisso conhecemos uma família de Cordoba, que iria esquiar ali perto, fomos junto claro........ , acho que a pista é administrada pelo exercito argentino, pois os professores são militares, é próximo de um batalhão. Conheci também um hotel termal destruido por uma avalanche... muito legal.......vale conhecer..

 

Local da Pista: Cia. de Cazadores de montanha 8 "Tte 1ro Ibanez", Ruta Nacional 7 S/N - Puente del Inca - Las Heras - Mendoza - fone 02624-420138 - não alugam roupas...

Muito barato: Bastão, bota e esqui por P$25,00 dia

elevação P$20,00 por dia

Aula de esqui: P$30,00 1 pessoa; P$45,00 2 pessoas e P$60,00 3 pessoas. Pessoal muitooooo educado, pena que tinha que vir embora...... gostei muito das pessoas de lá..... parece que é frequentando pela classe média.......

Minha filha aprendeu esquiar em 10 minutos, no final já estava indo mais acima, ela curtiu muito...... ainda bem...... já pensou rodar quase meio continente e não fazer nada......

Acho que quem quer aprender esquiar o local apropriado, pista simples, e barata e pessoas altamente capacitadas e principalmente educadas...

 

Lá pelas 5horas da tarde, resolvemos partir, pois o transito estava muito pesado, conhecemos penitentes, fica na beira da ruta 7, vi hoteis a P$29,00 e a P$291,00 para três pessoas, mas achamos melhor irmos embora..........pegamos um tremendo engarrafamento... vich, resolvi tocar até tarde(3 horas da manha)...... fui dormir em VA Mercedes, não deu nem para conhecer mendoza, mas deixa para a próxima......mas que saudade!!!!

Mário.

Compartilhar este post


Link para o post
Compartilhar em outros sites

Participe da conversa!

Você pode ajudar esse viajante agora e se cadastrar depois. Se você tem uma conta,clique aqui para fazer o login.

Visitante
Responder

×   Você colou conteúdo com formatação.   Remover formatação

  Apenas 75 emoticons no total são permitidos.

×   Seu link foi automaticamente incorporado.   Mostrar como link

×   Seu conteúdo anterior foi restaurado.   Limpar o editor

×   Não é possível colar imagens diretamente. Carregar ou inserir imagens do URL.




×
×
  • Criar Novo...