Ir para conteúdo
  • Cadastre-se
KCaroline

MORAR NA ESPANHA

Posts Recomendados

Gostaria de saber como e a vida por ai, pois pretendo morar na espanha, gostaria de saber como estão as coisas!

Pretendo ir entre esse ano ou ano que vem. 

Compartilhar este post


Link para o post
Compartilhar em outros sites

@KCaroline Igual ao Brasil,menos em desemprego, que o espanhol é altíssimo,fazendo qualquer interessado sentir saudades do PT.

Estive lá por 3 meses recentemente, sou fluente em espanhol, gosto de andar e ,conversando vi que brasileiros são odiados, sabe por que?Por tentarem tomar os poucos empregos que há sem falarem uma única palavra em español e não terem competência para isso.

Em um dos hotéis em que fiquei o dono me disse:em seu país,você está acostumado a fazer o que quer, aqui não, tem que ter ordem,ou seja,seguir regras que na maior parte do Brasil não se segue. 

Compartilhar este post


Link para o post
Compartilhar em outros sites
23 horas atrás, D FABIANO disse:

@KCaroline Igual ao Brasil,menos em desemprego, que o espanhol é altíssimo,fazendo qualquer interessado sentir saudades do PT.

Estive lá por 3 meses recentemente, sou fluente em espanhol, gosto de andar e ,conversando vi que brasileiros são odiados, sabe por que?Por tentarem tomar os poucos empregos que há sem falarem uma única palavra em español e não terem competência para isso.

Em um dos hotéis em que fiquei o dono me disse:em seu país,você está acostumado a fazer o que quer, aqui não, tem que ter ordem,ou seja,seguir regras que na maior parte do Brasil não se segue. 

Sim fabio por isso estou conhecendo alguns paises, minha ultima viagem foi a buenos aires, fantastico tudo por lá e quando voltei vi uma diferencia gritante com relação ao brasil, espanha taria sendo meu proximo destino.

Compartilhar este post


Link para o post
Compartilhar em outros sites
Em 26/06/2018 em 11:24, Rogerio K C disse:

Provavelmente melhor do que no Brasil...

Si tambem acho 

Compartilhar este post


Link para o post
Compartilhar em outros sites

O nível de desemprego entre jovens é altíssimo,  em algumas partes da Espanha o desemprego chega a ser de 40% entre os jovens de 18 a 30 anos, por causa disto, quem tem uma boa qualificação profissional e pode se mudar, está mudando da Espanha para Alemanha, Inglaterra, França, Holanda, Suíça, Países Nórdicos, etc...

E agora que está cheio de imigrantes africanos, do oriente médio e leste Europeu, os empregos que não exigem qualificação ou que aceitam "ilegais", também estão bem escassos e pagando pouco.

Se você vier legalmente, tiver uma boa qualificação profissional que lhe permita achar um bom emprego, a qualidade de vida é relativamente boa, e você consegue emprego em qualquer lugar do mundo.

Mas agora se você vem para ficar ilegal, ou em uma qualificação profissional fraca, viver na Europa não vai ser nenhuma maravilha não, você vai ter que se sujeitar a pegar empregos que ninguém quer, que pagem pouco, trabalhar longas horas sem receber extras corretamente, etc, mesma coisa que acontece no Brasil.

Compartilhar este post


Link para o post
Compartilhar em outros sites

Olá, também estou com muita vontade de ir morar na Espanha, estou dando uma pesquisada em Barcelona, tenho muita vontade de morar lá. Se desse certo certo iria também no próximo ano. Queria ir antes antes lá em janeiro, faria um intercâmbio de 4 semanas para aprender espanhol e aproveitaria o tempo para conhecer melhor lá. Qualquer coisa poderíamos ficarmos nos falando e trocando ideias.

Compartilhar este post


Link para o post
Compartilhar em outros sites
Citar

TRABALHAR COMO EMPREGADO NA ESPANHA

Sair do Brasil para trabalhar legalmente como empregado na Espanha é uma das tarefas
mais difíceis que existem em matéria de vistos. Se você não se encaixa na categoria de
trabalhador altamente qualificado, deve seguir esses passos:


Em primeiro lugar, é necessário superar o processo de seleção para a vaga e que o
empregador queira lhe contratar.


Depois de selecionar você para preencher a vaga, a empresa deve solicitar uma
autorização de trabalho para o Governo Espanhol. Aqui vem a grande dificuldade de
contratar um trabalhador estrangeiro, pois a Lei espanhola prevê que quando a taxa de
desemprego for superior a determinada porcentagem, a vaga de trabalho deve ser
oferecida primeiro para as pessoas que já residem na Espanha. Somente se a vaga não for
preenchida é que se concede a autorização de trabalho para fora do país.

Visto de Trabalho

1º Ser selecionado para vaga

2º Obter uma autorização de trabalho na Espanha

Em alguns casos não é necessário oferecer a vaga para os residentes no país. Isso ocorre,
por exemplo, quando o candidato estrangeiro é filho de país espanhóis de origem.

Somente depois de concedida a autorização de trabalho é que se pode solicitar o visto
junto ao Consulado da Espanha correspondente. Uma vez que seja concedido esse visto, só
então o trabalhador poderá ir à Espanha para ser finalmente contratado.
É um processo longo, e normalmente as empresas optam por não contratar estrangeiros
em função dos vários meses de espera até que o candidato possa se incorporar.

3º Obter um visto de trabalho no Brasil

Somente depois de concedida a autorização de trabalho é que se pode solicitar o visto
junto ao Consulado da Espanha correspondente. Uma vez que seja concedido esse visto, só
então o trabalhador poderá ir à Espanha para ser finalmente contratado.
É um processo longo, e normalmente as empresas optam por não contratar estrangeiros
em função dos vários meses de espera até que o candidato possa se incorporar.

http://www.espanhalegal.info/p/trabalho.html

 

O que é um trabalhador altamente qualificado:

Citar

Comprovar possuir meios econômicos suficientes. Documentação que permita verificar o recebimento de valores periódicos e suficientes, ou possuir patrimônio gerador de rendimentos, de no mínimo 2.130,04 euros mensais e 532,51 euros mensais adicionais para o sustento de cada um dos familiares a cargo do responsável, caso haja.

  1. Requisitos específicos: nos casos específicos abaixo discriminados, será necessária também a apresentação dos seguintes documentos:
1.    Investidores de capital: Devem comprovar ter realizado em um período superior a 60 dias anteriores a apresentação de solicitação, algum dos seguintes investimentos:
    •  Investimento inicial no valor igual ou maior a 2 milhões de euros em títulos da dívida públicas espanhola. A ser comprovado com o certificado da entidade financeira ou do Banco da Espanha que indique que o solicitante seja o titular único do investimento por um período igual ou superior a 5 anos.
    • Investimento inicial no valor igual ou superior a 1 milhão de euros em ações não cotizadas ou participações sociais em empresas espanholas. A ser comprovado com o exemplar da declaração de investimento realizada no Registro de Investimentos Externos do Ministério da Economia e Competitividade.  
    • Investimento inicial no valor igual ou superior a 1 milhão de euros em ações cotizadas. A ser comprovado com o certificado do intermediário financeiro, devidamente registrado na Comissão Nacional do Mercado de Valores ou no Banco da Espanha, onde conste que o interessado realizou o investimento.   
    • Investimento inicial no valor igual ou superior a 1 milhão de euros em depósitos bancários para entidades financeiras espanholas. A ser comprovado com o certificado da entidade financeira onde conste que o solicitante é o único titular do depósito bancário.   
 
2. Investidores em bens imóveis: Deverão apresentar os seguintes documentos:
  • Documentos que comprovem que o solicitante tenha adquirido um bem imóvel na Espanha com investimento de valor igual ou superior a 500.000 euros. Este valor deverá ser comprovado por cada solicitante e deve ser o valor líquido, livre de qualquer tributo ou taxas.
  • Certificado de Registro da Propriedade correspondente, expedida no período de 90 dias anteriores a apresentação de solicitação de visto, com a informação continuada de domínios e cargas. Caso, no momento da solicitação a aquisição do imóvel estiver em processo de registro, será suficiente a apresentação do certificado de registro de propriedade em que conste vigente o lançamento do documento de aquisição, acompanhado do documento que comprove o pagamento dos tributos correspondentes.
 
3. Empreendedores: Deverão apresentar um informe da Secretaria Econômica e Comercial da Embaixada da Espanha em Brasília, onde conste que no projeto empresarial que pretendem empreender  existam razões de interesse geral.
 
4. Profissionais altamente qualificados: Deverão apresentar uma autorização de residência para profissionais altamente qualificados tramitadas em caráter prévio na unidade de Grandes Empresas e Negociações Estratégicas da Direção Geral de Migrações.
 
 
5. Pesquisadores: Deverão comprovar que se enquadram dentro de um dos seguintes pressupostos:
  • Pessoal pesquisador a que se refere o artigo 13 e a disposição adicional primeira da Lei 14/2011, de 1 de junho, da Ciência, da Tecnologia e da Informação.
  • Pessoal científico e técnico que realize trabalhos de investigação científica, desenvolvimento e inovação tecnológica em entidades empresariais ou centros de I+D+I estabelecidos na Espanha.
  • Pesquisadores acolhidos em algum convênio estabelecido entre organismos públicos ou privados.
  • Professores contratados por universidades, órgãos ou centros de ensino superior e pesquisa ou escola de negócios, estabelecidas na Espanha. 

 

6. Trabalhadores que realizem movimentos intraempresariais dentro da mesma empresa ou grupo de empresas:
Deverão apresentar uma autorização de residência tramitada em caráter prévio na unidade de Grandes Empresas e Negociações Estratégicas da Direção Geral de Migrações.  

 

2 horas atrás, patricia_BA disse:

Olá, também estou com muita vontade de ir morar na Espanha, estou dando uma pesquisada em Barcelona, tenho muita vontade de morar lá. Se desse certo certo iria também no próximo ano. Queria ir antes antes lá em janeiro, faria um intercâmbio de 4 semanas para aprender espanhol e aproveitaria o tempo para conhecer melhor lá. Qualquer coisa poderíamos ficarmos nos falando e trocando ideias.

 

Em 26/06/2018 em 10:25, KCaroline disse:

Gostaria de saber como e a vida por ai, pois pretendo morar na espanha, gostaria de saber como estão as coisas!

Pretendo ir entre esse ano ou ano que vem. 

Estou morando e trabalhando legalmente na Alemanha e as dicas que lhes posso dar são as seguintes:

 

Recomendo a vocês lerem as exigências acima, pois se vocês não se enquadrarem nos critérios de profissionais altamente qualificados ou investidores, com os atuais níveis de desemprego na Espanha é virtualmente impossível conseguir um visto de trabalho para um emprego legal que pague mais 2.130,04 euros mensais, pois a legislação manda oferecer estes empregos primeiro para espanhóis, e somente se depois de x meses não aparecer candidato qualificado é que o governo autoriza a contratação de um estrangeiro.

Ou seja, se vocês querem trabalhar e morar legalmente na Espanha, estudem e se formem numa área que esteja em demanda na Espanha/Europa (medicina, engenharias, menos a civil, informática, etc), que são as áreas que pagam relativamente bem e acima do mínimo necessário para obter o visto e contratam estrangeiros legalmente e nas quais é mais fácil conseguir visto de trabalho.

Se não for nestas áreas, você sempre é o último da fila, sempre tem milhares de espanhóis ou outros europeus na sua frente, e a maioria das empresas simplesmente não vai querer encarrar um processo extremamente burocrático e demorado para contratar um estrangeiro não qualificado, sendo que existe uma fila enorme de espanhóis ou europeus desempregados procurando emprego, e cuja contratação é muito menos burocrática do que um brasileiro.

Compartilhar este post


Link para o post
Compartilhar em outros sites
Citar

– É fácil encontrar trabalho na Espanha?

Essa é, provavelmente, a principal pergunta e sinto em informar que não é nada fácil encontrar trabalho na Espanha. A taxa de desemprego no país é de 23% e, entre os imigrantes, de 33%! Muitos jovens espanhóis decidiram tentar a sorte em outros países, como Alemanha, Inglaterra e também no Brasil.

Para um espanhol, é bem difícil encontrar um emprego aqui, mas para um brasileiro é ainda mais complicado porque eles acabam dando prioridade aos espanhóis. Mas, como em todos os lugares, há espaço se você for “O” cara da sua área: ser um super especialista de uma área onde faltam profissionais ajuda muito. Ter pós-graduação pode contar pontos, mas não é um diferencial: a Espanha é um dos países europeus com mais pessoas sobrequalificadas no mercado de trabalho, ou seja, tem gente com pós trabalhando em telemarketing e no comércio, por exemplo.

– E se eu tentar arriscar ir sem o visto de trabalho, é fácil encontrar um?

Não! Talvez você conheça alguém que veio pra Espanha há uns 10 anos e se deu super bem na vida. Naquela época, isso era bem provável, mas hoje em dia é quase impossível. Se você vier como turista e ficar ilegalmente no país, nenhuma empresa vai querer te contratar por um simples fator: se há tanta gente desempregada legalmente, por que fazer todos os trâmites burocráticos para contratar um estrangeiro ilegal?

– E empregos informais, como manicure ou pedreiro?

Claro que existe informalidade, mas esse “setor” também foi afetado pela crise e suas atividades se reduziram. Além disso, muitos donos de pequenos negócios não se arriscam a ter um trabalhador informal porque as multas são altíssimas. É uma furada!

 

Compartilhar este post


Link para o post
Compartilhar em outros sites

Crie uma conta ou entre para comentar

Você precisar ser um membro para fazer um comentário

Criar uma conta

Crie uma nova conta em nossa comunidade. É fácil!

Crie uma nova conta

Entrar

Já tem uma conta? Faça o login.

Entrar Agora



×