Ir para conteúdo
  • Cadastre-se
fefa.esp

Planilha pronta com locais para visitar em Paris - "pitacos"

Posts Recomendados

Queridos,

arrumei minha planilha com os locais pretendidos para visitar em Paris (setembro/2018). Alguém que já foi poderia dar uma olhada e comentar a respeito, se está ok, se está muito congestionado, e/ou sugerir algo para encaixar nos poucos momentos ainda não preenchidos? Muito grata mesmo por quaisquer informações, Fe.

 

paris_fe.xlsx

  • Gostei! 1

Compartilhar este post


Link para o post
Compartilhar em outros sites

Olá,

Por favor você poderia postar a sua planilha como texto, ou então como imagem?

A maioria das pessoas não tem Excel instalado nos seus computadores, ou então acessa o fórum via celular e não irá conseguir visualizar a sua planilha.

  • Gostei! 1

Compartilhar este post


Link para o post
Compartilhar em outros sites

Mas pelo que consegui ver na planilha, acho que seria por ai mesmo, não vejo nenhum grande "problema" que mereça atenção.

A única recomendação que que teria seria para pegar mais leve no primeiro dia, no final da tarde você geralmente está bem cansado, e a diferença de fuso só piora as coisas,  e a tão esperada subida e pôr do sol na Torre Eiffel pode ser uma merda, por que vocês poderão estar super cansados, caindo de sono e com dor de cabeça depois de já não dormir direito na noite antes da viagem devido a ansiedade, e logo em seguida passar uma noite completamente em claro no avião para Paris.

Eu nunca programo nada especial para o dia de chegada, por que sempre estou "podre" neste dia, e nunca aproveito direito estes programas no dia da chegada devido ao cansaço

  • Gostei! 1

Compartilhar este post


Link para o post
Compartilhar em outros sites

Fefa,

Acho que seu itinerário é "perigosamente" otimista com a parte da manhã. Não sei há quanto tempo você viaja nem qual o seu ritmo, mas marcar programas para antes das 9h é exigir um pouco do corpo, ainda mais logo nos primeiros dias de viagem.

Paris é uma cidade pequena e dá para se movimentar bastante à pé, ou rapidamente de metrô entre atrações (por exemplo, Panthéon-Luxemburo-Notre Dame).

A Champs-Elysées, por exemplo, embora seja uma avenida, pode tomar mais tempo do que vocês previam, porque é cheia de lojas, movimento, tem alguns cafés e é rodeada por ruas interessantes também. 

Porém, meu conselho não é para você mudar o roteiro, e sim para ordená-lo por preferência a cada dia. Faça logo as coisas que mais importam para você e deixe as outras para o fim do dia, se não der, não deu. É muito comum a gente ficar mais tempo do que esperava em um lugar e mais comum ainda avistar um café, loja ou ruazinha que não estava nos planos e se sentir irresistivelmente atraído por eles. 

Um amigo parisiense (ele tem 70 anos de Paris) me deu o seguinte conselho: "Sempre que avistar uma porta destrancada para um pátio interno ou jardim, entre. Se alguém reclamar, peça desculpas, sorria, mas não perca a chance. Paris é bonita por fora e linda por dentro de seus edifícios".

O Monde Arabe tem um café ótimo no terraço, mas bem caro. Acho que paguei 6 euros! A vista é ótima, porém. Acho que você pode combinar o café do Monde Arabe com o Pompidou. Mas combinar os dois museus acho muito. O Pompidou é sempre o museu que eu indico mesmo para quem não é fissurado em arte, porque é de um período (século XX) mais próximo do nosso. Tem Picasso, Warhol etc. 

O Louvre merece uma manhã. Pessoalmente, acho que mais de 4 horas em um museu é cansativo demais. Cansa mais a cabeça do que o corpo. Eu escolheria a seção ou as obras que me interessam e iria direto para elas. Deixaria o resto para outras viagens. Se vai ao Luxemburgo na sequência, sugiro fazer um picnic lá para almoço. 

Acho que Montmartre + Sacre Coeur + almoço na região cobrem a manhã. Achei que fica apertado para o Museu Rodin. Sobre almoçar, você estará perto da Rua das Abesses, que é uma via de mão dupla: tem lugares bons, mas tem lugares pega-turista também. Agora, na subida para Montmartre, há restaurantes realmente bons. Recomendo pesquisar para separar o tradicional do falso. O mesmo vale para a "Pequena Paris", a parte de Montmartre cheia de cafés e lojas de quinquilharia. Ali é o lugar mais turístico que conheço em Paris. Não recomendo almoçar em nenhum dos restaurantes dali. É sempre bom se afastar um pouco da Place du Tertre, por exemplo, se você não teve tempo de pesquisar um lugar por ali. 

Não sei se você tem interesse específico, mas o Orangerie é um museu menor, na minha opinião. Claro, tem os Monets lá. Mas não penso ser um must see. Outras sugestões de museu, mais interessantes, penso eu, são o Quai Brainly e o Museu do Homem. Estes não são museus de arte, são antropológicos, mas acho que não temos nada parecido no Brasil.

Um último pitaco, esse bastante pessoal: acho que vocês deixaram pouco tempo para as ruas! Morei em Paris por 2 anos e as lembranças que tenho, as mais vívidas, são a de andar. Pelo Marais, pelo 15ème, por trás de Sacre Coeur, pelo Canal Saint-Martin, Saint-Germain-des-Prés. Andar sem pressa e parar quando quiser, por quanto tempo quiser, ver os franceses, ouvir a língua, enfim. Pense a respeito!

Boa viagem. 

  • Gostei! 2

Compartilhar este post


Link para o post
Compartilhar em outros sites

Boa noite, @fefa.esp 

Em 26/07/2018 em 08:44, fefa.esp disse:

Alguém que já foi poderia dar uma olhada e comentar a respeito, se está ok

Sim, viável.

Quanto a opinar, difícil. Depende de seus gostos pessoais.

Em 26/07/2018 em 08:44, fefa.esp disse:

e/ou sugerir algo para encaixar nos poucos momentos ainda não preenchidos?

Não se preocupe. Você vai achar muita coisa boa para fazer neste intervalo. Acredite, não dará tempo. 😀

Perdi as contas de quantas vezes fui a Paris. E ainda não conheço tudo.

Em 26/07/2018 em 11:34, doispassos disse:

O Louvre merece uma manhã.

O Louvre é imenso. Mesmo que você fique o dia inteiro lá, não verá tudo. Para os amantes de museu, é o paraíso.

Em 26/07/2018 em 11:34, doispassos disse:

Um último pitaco, esse bastante pessoal: acho que vocês deixaram pouco tempo para as ruas!

Concordo. Andar pelas ruas, ir à feira, comer num restaurante não turístico (sabendo o protocolo e o básico de francês) e admirar a beleza da cidade à pé ou de ônibus é excelente.

Experimente, por exemplo, andar pela rua Saint Honoré e se perder nas lojas de perfume, pegar um ônibus urbano que segue às margens do Sena para ver a paisagem passando por você, ver os livreiros a beira do Sena ou apenas caminhar por suas margens e pontes (tomando um sorvete). Vá a um supermercado ver a quantidade de vinhos, queijos, o preço da nutela (já vi um frasco de 5 kg), etc. Vê, não dará tempo para tudo (e olha que não mencionei os bate-voltas).

Dica: Adquira o passe de transporte "Navigo Découvert" ao chegar no CDG (leve foto 3X4). Agora, que ele está "dezonado", ficou muito barato. Possuo-o desde o tempo em que se chamava "Carte Orange" e era cobrado por "zonas".

Bon voyage!

PS: Talvez esteja em Paris no mesmo período que você.

 

 

 

  • Gostei! 1

Compartilhar este post


Link para o post
Compartilhar em outros sites

Crie uma conta ou entre para comentar

Você precisar ser um membro para fazer um comentário

Criar uma conta

Crie uma nova conta em nossa comunidade. É fácil!

Crie uma nova conta

Entrar

Já tem uma conta? Faça o login.

Entrar Agora

  • Seja [email protected] ao Mochileiros.com

    Faça parte da maior comunidade de mochileiros e viajantes independentes do Brasil! O cadastro é fácil e rápido! 😉 

×