Ir para conteúdo
  • Cadastre-se
  • Faça parte da nossa comunidade! 

    Peça ajuda, compartilhe informações, ajude outros viajantes e encontre companheiros de viagem!
    Faça parte da nossa comunidade! 

Pericles David

Como evitar um mochilão frustante!

Posts Recomendados

Galera, tenho visto em diversos sites, inclusive aqui, relatos de pessoas que saem para mochilar e, por causa de um monte de fatores que podem acontecer com qualquer pessoa, voltam frustradas, detonando os lugares por onde passaram!!

 

Eu costumo estudar um pouco sobre os lugares onde vou, sejam no Brasil, ou fora dele, para tentar me prevenir, ou melhor, para diminuir as chances de algum perrengue maior. Mas todo mundo sabe que ninguém está livre de situações anormais.

 

O que ocorre é que muita gente às vezes é roubada, ou cai em golpes, ou sofre com alguma obra da natureza, como tempestades, etc... e acabam culpando os lugares, ou as pessoas que vivem por lá!

 

Sei também que mesmo tendo a mente aberta, não é possível se encantar por todas as cidades que se visita, o que tb não é motivo para desencorajar outras pessoas de ir até alguma delas porque foi menos interessante!

 

Então, segue o tópico, para que cada um dê sua dica para evitar as frustaçõe e, melhor ainda.... evitar que outras pessoas desistam de um destino por conta da frustação alheia!

 

Abraço galera!

Compartilhar este post


Link para o post
Compartilhar em outros sites

Faço contas, contas e mtuitas contas p/ saber o quanto vou gastar e não chegar no fim da viagem com o cartão estourado ou deixar de fazer aquele passeio pq não contei direito!

Compartilhar este post


Link para o post
Compartilhar em outros sites

Faça planejamento.

Se o visto é necessário não deixe para última hora.

Sempre leve documentos, dinheiro e objetos de valor na bagagem de mão.

Compartilhar este post


Link para o post
Compartilhar em outros sites

é sempre bom levar uns remédinhos para aquela hora de perrengue...

principalmente se vc for acostumado a usar algum em específico...

se ficar doente no meio da trip, cabeça fria e tenta resolver procurando um médico do seu seguro de viagem (principalmente se tua trip for longa e se o lugar for fora do Brasil).

Ouvir tbm uma segunda opinião vale a pena, já que existe lugares que vão tentar te anganar... como aconteceu comigo... rs

Compartilhar este post


Link para o post
Compartilhar em outros sites

É isso aí galera, vamos colocar a opinião aqui e esclarecer que toda viagem pode ser legal, mesmo com todos os imprevistos!!

 

Abraços.

Compartilhar este post


Link para o post
Compartilhar em outros sites

Bom tópico.

 

Algumas dicas:

 

1) Não carregue mais do que pode carregar (principalmente as mocinhas). Já vi muita gente que enfia o casa dentro da mala e não resolve. Como regra, se for passar de 10 dias viajando, não levo roupa para mais que 5 dias. No meio do caminho lavo e pronto. Com isso tira-se peso da mochila, não paga excesso e dá para trazer um monte de cacareco :-D

 

2) Cópias de documentos longe dos documentos, principalmente passaporte. Se acontecer de roubarem seu passaporte ou ainda sumirem com ele num hotel ou coisa do tipo, tem como se safar indo num consulado. O mesmo vale para cartões de crédito e outros.

 

3) Por falar em documentos, verificar vistos, vacinas e tudo o que é necessário. Alguns países proibem a entrada se não estiver com determinada vacina. Vistos, se informe bem antes. Alguns países mudam o sistema de visto e você pode ficar na mão (principalmente para vistos on-arrival).

 

4) Nunca, mas NUNCA fique com a bagagem de ninguém que você não conhece nem por um único segundo. Se pedirem para olhar, diga que é cego ou que vai sair e vai no banheiro. Pode ser uma senhorinha com ar angelical mas que, ao mesmo tempo, pode ser uma traficante ou coisa do tipo. Para a polícia te "ganhar" vai ser mole.

 

5) Nunca bata boca com imigração e só responda o que perguntarem, NADA MAIS, NADA MENOS. Se você não sabe falar o idioma, tudo bem, eles arrumam um intérprete. Mas não invente moda e não tente usar "embromation". Já vi gente ficar em salinha por causa de uma "bomb" (que na verdade ele estava levando uma "pump" que é uma bomba hidráulica e não uma bomba). Se a imigração começar a encher o saco, deixe encher. Lembre-se, você está entrando na casa deles.

 

6) Leia sobre onde vai, principalmente sobre os costumes. O mundo é diferente de seu bairro e para alguns coisas que para nós é comum, é afronta para eles. Podem até relevar por ser turista, mas é grosseiro e não custa nada evitar.

 

7) Sempre tome cuidado com ofertas de quaisquer tipo. Lembre-se "esmola grande o santo desconfia". Pode entrar em roubadas por coisas óbvias como tomar um táxi.

 

8 ) Não é necessário andar com passaporte pelas ruas das cidades que vai. Se qualquer policial lhe parar pedindo documentos, basta dizer que é turista e que o seu passaporte por motivo de segurança encontra-se no hotel. Se ele duvidar, vai te levar para pegar o passaporte.

 

9) Comprou muita coisa? Despache via correios. Vai ser mais barato que pagar excesso de bagagem.

 

10) Use a Internet. Pesquise muito sobre os lugares, pessoas, costumes, comidas e assim por diante. Hoje em dia é vergonhoso dizer que não encontrou algo sobre algum lugar. Até sobre Marte existe um monte de coisas.

 

11) Não saia comendo tudo o que vê feito uma ema. Se tem estômago fraco, cuidado. Pode ter um desarranjo e acabar com a viagem. Tente comer o que tem costume, mesmo as vezes sendo mais caro. Esta dica é muito válida para a Ásia :-D O mesmo vale para água que, em alguns lugares do mundo, não dá para chamar de água.

 

12) Cuidado com sapatos. Se você gosta de mochila, ótimo, arrume um tênis confortável para bater perna. Salto (???) só na mala para uma noite mais... caliente. De resto, deixe em casa. Troque os cadarços se estiverem velhos. É um porre tentar achar cadarço fora do país.

 

13) Tente trocar o menos dinheiro possível em aeroportos. Todos, sem excessão (dos que conheço) "roubam" nas taxas. É preferível trocar somente um pouco e o restante do que precisa em um banco na cidade.

 

Devo ter mais um zilhão de dicas. Conforme for aparecendo mais aqui, coloco ou tiro.

 

Abraços

Compartilhar este post


Link para o post
Compartilhar em outros sites

Paulino Michelazzo:

 

Vc mandou muito bem cara!!!

 

Já copiei as dicas aqui pros próximos mochilões, mas principalmente o que fala de não ficar com bagagem de ninguém!!! Muito bom mesmo!!

Compartilhar este post


Link para o post
Compartilhar em outros sites

A questão de bagagem é muito complicada. Você pode entrar de gaiato sem saber e por pura inocência ou solidariedade. Tenho um lema pessoal que é: no meio da guerra, dou tiro antes de tomar. Imagine se pedem para você ou sua namorada segurar um bebê por dois minutinhos que "vou ali no banheiro e volto" e, quando volta, vem com 4 polícias gritando que você sequestrou o filho dela só para tentar tirar algum de você? Complicado não é?

 

Amanhã tem mais uma carga :)

 

Abs

Compartilhar este post


Link para o post
Compartilhar em outros sites

Vamos lá, mais dicas (já que estou aqui mesmo...)

 

1) Tente o máximo possível fazer um roteiro linear ou circular. Não invente de ficar cruzando de um lado para outro países. É muito mais fácil, rápido e muitas vezes, barato fazer escalas que realmente tem sentido. Sair de Madri, ir para Moscou, passar por Zurique, ir para Paris e depois para Istambul é quase sem noção.

 

2) Hostel é muito legal mas tem gente de todos os tipos; desde amigões que terá pela vida toda até os piores da espécie. Não faça de seu espaço no hostel, seu quarto. Mantenha as coisas arrumadas e de preferência nas mochilas fechadas com cadeados. Máquinas fotográficas, dinheiro, documentos, iPod's e outros eletrônicos devem sempre estar trancados.

 

3) Por falar em cadeados, compre os que possuem trava TSA. Com isso você não perde o cadeado quando o pessoal da imigração, principalmente nos EUA abrirem-o. Não pense que colocando cadeado Papaiz eles não vão abrir. Os alicates são enormes e te entregam com ele todo arrebentado.

 

4) Coloque uma muda de roupa em sua mochila de mão. Podem perder sua mala ou ela ser desviada para uma pequena escala na Polinésia Francesa e você ter que ficar com a calcinha/cueca de anteontem. Ninguém merece!

 

5) Resista a tomar um porre dentro do avião, mesmo que seja um voo pela TAP (que servem vinho a rodo). A pressão e altitude vão derrubar você e no dia seguinte vai estar imprestável.

 

6) Coloque o máximo possível de voos dentro da mesma aliança de companhias aéreas e, preferencialmente, dentro de uma única companhia brasileira. Por ex: se está voando de TAP ou Lufthansa, apresente no check-in seu cartão da TAM MESMO que tenha os cartões das outras. Com isso você pontua numa única companhia e pode usar as milhas para ir a outros lugares. (esta dica é válida para quem pouco usa companhias estrangeiras).

 

7) Procure um bom lugar para dormir no avião usando sites como o SeatGuru (http://www.seatguru.com/) Nele você descobre quais são os melhores assentos para esticar as pernas no avião.

 

8) Antes de fechar pacotes de passeios, bata um pouco de perna. Locais turísticos normalmente tem dezenas de escritórios que fazem a mesma coisa e pode ter bons descontos. Mas não bata muita perna. Vai se cansar e pode ser que a diferença de preço não valha a pena.

 

9) Fique atento em países com problemas naturais (vulcões, terremotos, furacões, etc) para saber onde ficam os "ponto de encontro". Normalmente são placas verdes e/ou laranjas que indicam um lugar seguro para estar em caso destes fenômenos. Acredite, terremoto não é uma coisa legal (já passei por um e não indico a aventura).

 

10) Carro em mão inglesa não é difícil de dirigir mas é necessário um pouco de prática. Se alugar um carro em países de mão invertida, dê umas voltas por um quarteirão em baixa velocidade até o cérebro entender que a direita virou esquerda e vice-versa. Depois de meia hora certamente já aprendeu como se faz.

 

11) Se viaja com frequência para fora do país e usa carro, vale a pena ter uma carteira de habilitação internacional. Ela é aceita em quase todos os países do mundo e evita que você passe por burocracias desnecessárias.

 

12) Cuidado quando for comprar coisas de origem animal e/ou vegetal. Pode ser que o país que vá passar depois não permita a entrada destes artigos. Se quiser muito um chifre de boi, compre e despache pelo correio. Esta dica faz com que não perca o artigo na vigilância sanitária, seu dinheiro e que fique frustrado.

 

13) Faça supermercado! Se vai andar bastante de carro ou ainda vai ficar um bom tempo num país, vale a pena passar num mercado e comprar comida e água. Fica muito mais barato que pagar qualquer coisa em um hotel ou ainda comer na rua. Não é para comprar panela, fogareiro e miojo hein!

 

14) Tenha um "cadeado extensível". É um cabo de aço com fecho que parece um cadeado. Muito bom para amarrar a mala em algo fixo, principalmente se está usando trem e vai dormir (no trem da morte, imprescindível).

 

15) TaxFree só vale a pena se o retorno for realmente bom. Se a economia for de alguns dólares, deixe para lá. O esforço para entrar nas filas, preencher formulários e etc as vezes não compensa.

 

Pronto, amanhã tem mais.

 

Abs

Compartilhar este post


Link para o post
Compartilhar em outros sites

Pessoal, as dicas postadas aqui, até o momento estão show de bola. Então vai mais um desafio:

 

Vamos tentar postar também dicas a respeito de diferenças culturais, como evitar preconceitos, etc.

 

Tenho certeza que muitos podem contribuir.

 

Ah, e continuem postando outras dicas tb!!!

 

Abraços.

Compartilhar este post


Link para o post
Compartilhar em outros sites

Visitante
Este post está impedido de receber novas mensagens



×
×
  • Criar Novo...