Ir para conteúdo
ramalholc

Problemas com a Policia Caminera Argentina

Posts Recomendados

Prezados Mochileiros,

 

De 10 relatos que tomo conhecimento sobre viagens a Argentina, 11 reportam já que tiveram problemas com a Polícia Caminera das províncias de Missiones e Entre Rios na Argentina mesmo estanto com toda documentação em ordem.

 

Pergunto a todos, principalmente a Iole e Junior, que são bastantes experientes em viagens internacionais, se existiria um meio de formalizar um protesto junto as Autoridades competentes, principalmente junto a Embaixada, para que esse tipo de "acharcamento" acabasse.

 

Esse meu comunicado é baseado em relatos neste site e em outros da Internet, até mesmo argentinos. Caso seja diferente e eu esteja equivocado, desde já peço desculpas aos hermanos.

 

Um abraço a todos e caso isso seja verdadeiro, vamos levantar uma bandeira.

 

Luiz Ramalho

Compartilhar este post


Link para o post
Compartilhar em outros sites

gostei da iniciativa

o que fiz foi mandar um e-mail para a policia caminera falando das duas localidades onde tive problemas mas não obtive sequer resposta

Compartilhar este post


Link para o post
Compartilhar em outros sites

Pessoal, acho que e-mail para a policia caminera não tem muita serventia...algum policial administrativo vai abrir e provavelmente deletar, ou mandar para outro, que encaminhará para outro... Sugiro e-mails para jornais e rádios importantes das capitais dessas províncias (Posadas, Santa Fé, é só procurar no Google). Na medida que começarem a chegar bastante e-mails nas redações certamente os jornalistas vão procurar o comando para fazer uma matéria...aí ganha a opinião pública...e pode haver alguma pressão nos guardinhas (que é o que são os puliça nessas províncias, já viram o estado das viaturas deles?? E o estado "deles"???

Compartilhar este post


Link para o post
Compartilhar em outros sites

Pessoal, acho que e-mail para a policia caminera não tem muita serventia...algum policial administrativo vai abrir e provavelmente deletar, ou mandar para outro, que encaminhará para outro... Sugiro e-mails para jornais e rádios importantes das capitais dessas províncias (Posadas, Santa Fé, é só procurar no Google). Na medida que começarem a chegar bastante e-mails nas redações certamente os jornalistas vão procurar o comando para fazer uma matéria...aí ganha a opinião pública...e pode haver alguma pressão nos guardinhas (que é o que são os puliça nessas províncias, já viram o estado das viaturas deles?? E o estado "deles"???

Compartilhar este post


Link para o post
Compartilhar em outros sites

Eu também me comprometo...mas só depois de amanhã, porque tô pegando a estrada agora e não terei tempo pra ver isso amanhã. Sugiro que quem conseguir e-mail de jornais ou rádios de Posadas e Santa Fé, que disponibilize no fórum...de repente cabe até um tópico específico. Vai gente pra caramba pra Argentina nas próximas semanas. Quem sabe, se agirmos coletivamente, possamos botar um pouco de pressão nos "guardinhas".

Compartilhar este post


Link para o post
Compartilhar em outros sites

Parece que a coisa esta tomando forma ...

 

Convoco a todos que já tiveram e com certeza terão problemas com a famosa Polícia Caminera a mobilizarem-se. A idéia do E. mail para os jornais pode ser um caminho.

 

Mas do que sugestões, precisamos de ação.

 

Um abraço a todos.

Compartilhar este post


Link para o post
Compartilhar em outros sites

é isso ai já fiz minha parte

mandei e-mail para consulado da argentina no brasil

Para o consulado do Brasil na Argentina

el clarim

la nacion

para o policia caminera argentina novamente só que a central em Buenos Aires

Compartilhar este post


Link para o post
Compartilhar em outros sites

Enviei um E. mail para a área de turismo da Embaixada Argentina como o seguinte teor:

 

""" Prezados Senhores,

 

Meu nome é Luiz Ramalho, resido em Vitória, E. Santo.

 

Pretendo viajar a Argentina, em férias, de automóvel, em março de 2007 e tenho consultado alguns sites (home pages) em busca de informações sobre vosso País.

 

Lendo relatos de outros viajantes constatei que de 10 relatos em viagens de automóveis, 11 tiveram problemas com a Polícia Caminera nas províncias de Missiones e Entre Rios.

 

Alguns sites de turismo já aconselham inclusive que se leve, chocolates, revistas e cigarros para oferecer aos guardas em vez de se oferecer dinheiro.

 

Considerando que "sempre" me conduzo na forma da lei, até mesmo por minha atividade, pergunto se tais relatos procedem ou são fatos isolados.

 

No aguardo de uma resposta.

 

Luiz Ramalho. """

 

Vou continuar enviando E. mails pra diversas entidades mas uma andorinha só não faz verão.

 

Abraço a todos:.

Compartilhar este post


Link para o post
Compartilhar em outros sites

Pessoal, já mandei e-mails para alguns Diários de Missiones e Corrientes, que aparentemente têm expressão por lá (listei links abaixo, para vocês).

 

Expressei que virou sistemático o achaque a "qualquer carro brasileiro" que cair naquelas estradas, por parte da policia caminera dessas províncias, e que o mesmo não ocorre em outras regiões da Argentina... que isso também está desestimulando o turismo de brasileiros nesse país, já que muitos preferem ir de carro. Reiterei também que faz muitos anos não se vê mais denúncia de achaque de turistas argentinos contra as polícias rodoviárias de Santa Catarina e Rio Grande do Sul, que são as áreas no Brasil por onde eles mais transitam.

 

Seria importante que mais gente fizesse contato com esses jornais, escrevam em português mesmo...já fui repórter de jornal e sei que essas denúncias dão excelentes ganchos para matérias. Seguramente algum deles vai mexer nesse negócio...

 

(Tô levando muito a sério esse assunto também por razões pessoais: além de já ter passado raiva com eles (11 paradas e achaques da fronteira de SC até Rosario), daqui uns dias minha irmã e marido vão de Foz do Iguaçú para Buenos Aires de carro...)

 

 

Diários de Missiones e Corrientes

 

http://diarioepoca.com/0000/00/00/index.php

http://www.el-litoral.com.ar/

http://www.lineacapital.com.ar/

http://www.primeraedicionweb.com.ar/

Compartilhar este post


Link para o post
Compartilhar em outros sites

Galera!!!!

 

Soube que a policia Argentina é bastante rigorosa e implicante com os turistas. Muitas vezes procuram “motivos” para multa-los ou até conseguir um $$$$ extra (suborno). Gostaria de saber se passaram por algo parecido e como proceder nesse caso???

Deram dinheiro? Quanto? Como? Eles pediram ou vocês ofereceram?

Foi multado? Porque? Quanto foi a multa? Tem como recorrer da multa? A multa é paga na hora ou é enviada para o Brasil?

 

Obrigado a todos que puderem colaborar!!!!

Compartilhar este post


Link para o post
Compartilhar em outros sites

Eles quase não são corruptos....

 

Tem um topico, acho que é sobre viagem ao Uruguai, que a Iole e o Jr (é isso!? tipo Sandy-e-Junior.. hehe) estão discutindo esse assunto, tá uma procurada.

 

Mas é pho.da... não é só no Brasil que tem pilantragem.

 

[]´s

Compartilhar este post


Link para o post
Compartilhar em outros sites

Tem o tópico "policia caminera argentina" onde temos discutido o assunto e até feito uma campanha para mandar e-mails para a imprensa de Missiones e Corrientes... Dê uma olhada lá.

Compartilhar este post


Link para o post
Compartilhar em outros sites

Desculpem postar aqui, mas nao achei o outro tópico.

 

Entao..Estou indo pra patagonia de onibus e um amigo meu está querendo levar "umas plantinhas" pra lá, o que voces acham? alguem ja teve alguma experiencia? Nao sei, mas acho e espero que seja pouca coisa q ele vai levar.. mas com certeza nao é nenhum absurdo! hehehe

Compartilhar este post


Link para o post
Compartilhar em outros sites

Olá amigos mochileiros, tudo bem?

Voltei de minha aventura de carro de Sampa até Buenos Aires. Que aventura!!! 4.470km de pura adrenalina.

Tudo correu bem, apenas uma coisa me deixou chateado e intrigado. Como muitos já haviam alertado e discutimos muito esse assunto aqui no site, infelizmente caí nas garras da polícia caminera. São corruptas demais e ávidas por brasileiros. Na ida foi tudo maravilha e em todos os postos policiais meu carro foi parado e revistado, além da documentação em dia, exigiram cambão, kit socorros, dois triângulos e pasmem: extintor de incendio. Estavam todos ok e cheguei em Bs As tranquilo.

Mas na volta, após sair da Panamericama e segui sentido Zarate/Concórdia/Pasos de Los Libres, ainda na Provincia de Entre Rios, logo depois do pedágio, fui parado no Posto da temida Caminera. O guarda que me parou, deu sinal pra outro guarda me atender - alí já deu pra perceber o esquema. O guarda, ainda jovem, pediu TODOS os documentos e acessórios. Como estava tudo ok, ele não perdeu a oportunidade, me pediu o bilhete de pedágio. Olhou pro bilhete (e a hora que estava impressa 11h09) e sacou essa: o senhor estava a 190 km por hora! Olhei espantado e indignado pois meu Pálio 1.0 com 4 pessoas e mais malas, nunca conseguiria atingir essa velocidade. Percebendo a besteira que falou, emendou que eu estava a 130 km/h, quando a via, segundo ele, era de 100 km/h - mentira que descobri depois.

Tudo bem, pediu pra descer e acompanhar até o Posto Policial. Me levou prum quartinho escuro com apenas um computador ligado e um rádio frequencia. Chamou o "chefe" que me olhou e perguntou pro guardinha, quanto é valor? O guardinha disse: 800 pesos. Mais uma vez fiquei indignado e disse que não tinha dinheiro, pois estava voltando. Aí ele me pediu dólar, 100 dólares, depois 80. Também disse que não tinha. Pediu real, tb disse que não tinha e completei: vou ficar aqui parado então! Pedi um telefone pra ligar prum amigo de Bs As da Embaixada, mas o guardinha disse que não poderia usar. Nesse instante, minha esposa entrou na sala e vendo o impasse sacou: tenho 20 dólares só - se quiser é isso! O "chefe" coçou a cabeça, olhou pro guardinha e disse: traga então.

Minha esposa foi até o carro, pegou a grana e deixei em cima da mesa do safado. Ele agradeceu, apertou minha mão, me desejou feliz 2007 e pediu pra tocar a viagem.

Pois bem, antes de mim, já havia um outro brasileiro na salinha que foi multado em 236 pesos e pagou. Só fiquei sabendo quando votei ao carro e minha esposa me contou. Poucos metros depois, havia uma placa: velocidade máxima na ruta 120 km/h e não 100 como o guardinha havia me dito.

Compartilhar este post


Link para o post
Compartilhar em outros sites

É revoltante, mas nesses casos eu finco o pé e não dou nem 1 centavo. Não dou mesmo, e isso serve para a Polícia Rodoviária Brasileira também. Mesmo eu estando errado peço logo a multa mas a mão deles me recuso a molhar. Quando eles vêm com esse papo de cafézinho já corto na hora e mando fazer a multa que é a função deles, e em muito dos casos eles até desistem de dar.

 

Não vou ficar patrocinando a corrupção. Eu sei que você estava em uma sinuca de bico e voltando das férias e a última coisa que queria era dor de cabeça, mas que dá raiva.. ahh isso dá.

Compartilhar este post


Link para o post
Compartilhar em outros sites

Enviei um E. mail para a Embaixada Argentina. Se todos nos unirmos e fizermos uma reclamação esse estado de coisas poderá mudar.

 

Lancei minha gota de água no incêndio da floresta.

 

Abraço a todos.

Compartilhar este post


Link para o post
Compartilhar em outros sites

Crie uma conta ou entre para comentar

Você precisar ser um membro para fazer um comentário

Criar uma conta

Crie uma nova conta em nossa comunidade. É fácil!

Crie uma nova conta

Entrar

Já tem uma conta? Faça o login.

Entrar Agora


×