Vistos e Imigração

Guias e troca de informações sobre destinos no Sudeste Asiático: Tailândia, Vietnã, Timor-Leste, Singapura, Mianmar, Malásia, Laos, Indonésia, Filipinas, Brunei e Camboja
Avatar
euporenquanto
Mensagens: 2
Registrado em: 31 Ago 2005, 01:06
Localização: Brazil

27 Jun 2012, 18:19  

Alguém sabe o email da embaixada do vietnã. Que os que eu achei na internet tento mandar email mas todos voltam?

Camilonha
Mensagens: 27
Registrado em: 18 Set 2008, 10:08

24 Set 2012, 14:13  

Desculpa a ignorancia galera...

Estou planejando ir para o Camboja por via terrestre..de bicicleta da thailandia.. Mas estou preocupado com o visto..vcs acham que corro o risco de nao conseguilo?

Brigadao

Avatar
heka
Membro de Honra
Membro de Honra
Mensagens: 1186
Registrado em: 18 Fev 2007, 12:29
Localização: SP, Brasil

24 Set 2012, 14:25  

Acho q não tem problema, será o mesmo q ir por terra, em onibus. Mesmo processo.

Avatar
Dete
Membro de Honra
Membro de Honra
Mensagens: 548
Registrado em: 05 Jan 2012, 12:28
Localização: Brasil - Rio de Janeiro
Contato:

21 Out 2012, 22:02  

Mandei um email para a ouvidoria.consular@itamaraty.gov.br Não sei se vão me responder. Um amigo dos mochileiros me deu informação me aliviando um pouco mas será que existe a possibilidade de eu ser barrada. Não quero ter problemas com a imigiração. Então se mais amigos já tiveram essa experiencia avisa ai, por favor!

Foi o seguinte o email encaminhado:

Excelência,

comprei uma passagem rio madri rio saindo dia 6 de dezembro voltando dia 26 de janeiro pela KLM. Comprei uma passagem de só ida pela ryanair para Marrakech no dia 8 de dezembro (dormirei 1 dia em Madri) para não perder o avião.

Quero conhecer além de Marraquech outras cidades como fez (irei de trem e depois pegarei o ferry boat fazer Malaga e de la ir para Lisboa. Depois Barcelona. Depois Milão, depois Suiça e Paris.

Pergunto:

Foi-me dito que não posso entrar em Marrocos porque quando eu voltar a imigração de fronteira de ESPANHA não permitirá minha re-entrada. Somente 3 meses depois.

Gente, essa informação é verdadeira ou falsa? Estou dependendo dessa resposta para minha viagem!!!!!
ImagemImagemImagemImagemImagemImagemImagemImagem ImagemImagemImagemImagemImagemImagemImagemImagemImagemImagemImagemImagemImagemImagemImagemImagemImagemImagemImagemImagemImagem

Avatar
Dete
Membro de Honra
Membro de Honra
Mensagens: 548
Registrado em: 05 Jan 2012, 12:28
Localização: Brasil - Rio de Janeiro
Contato:

23 Out 2012, 09:26  

Consegui a resposta da Embaixada. Dirimidas as duvidas:

"Usted puede entrar y salir del Espacio Shengen si no agota su periodo legal de permanencia de 90 días en seis meses y cumple todos los requisitos que se le piden a un turista brasileño.



Os cidadãos BRASILEIROS NÃO PRECISAM DE VISTO para entrar e permanecer na Espanha por um prazo máximo de 90 dias num período de 180, se o propósito da viagem é para a realização de atividades não remuneradas (turismo, visita familiar, etc.).

De qualquer forma, para a entrada no Espaço Schengen os cidadãos brasileiros deverão cumprir os seguintes requisitos:

Dispor de passaporte em vigor com validade na totalidade do período da estadia prevista.
Apresentar a passagem de avião nominal, intransferível e com data marcada de retorno;
Dispor de comprovante de meios econômicos equivalente a 64,14€ por dia de
permanência por pessoa, com um mínimo equivalente a 577,26€ por pessoa.
Demonstrativo de hospedagem durante o período de estadia por meio de reserva de hotel confirmada para toda a duração da estadia ou carta convite de um particular, no caso se hospede na sua residência particular, emitida pela Delegacia de Polícia do lugar de residência.
Justificante do motivo da viagem (profissional, turística, privada, estudos ou outros).
Quando a viagem tenha por destino qualquer outro Estado Schengen, o viajante deverá demonstrar sua hospedagem por meio de reserva de hotel confirmada no lugar de destino ou, no caso se hospede numa residência particular, demonstrar a identidade e lugar de hospedagem da pessoa que convida.
Deve-se ter em conta que a entrada no Espaço Schengen se autoriza por um máximo de TRÊS MESES NUM PERÍODO DE SEIS MESES. Portanto, não se pode esgotar o período de três meses, sair do Espaço Schengen e reingressar imediatamente; deverá esperar três meses para reingressar.

Apesar de não ser obrigatório para a entrada em Espanha para estadias de até 3 meses (turismo) de pessoas que não precisam de visto (ex. brasileiros), alguns outros países do território Schengen exigem um seguro-saúde com cobertura de € 30.000 (trinta mil euros). As informações completas serão fornecidas pela Representação Diplomática (Consulado) do país de destino. "
ImagemImagemImagemImagemImagemImagemImagemImagem ImagemImagemImagemImagemImagemImagemImagemImagemImagemImagemImagemImagemImagemImagemImagemImagemImagemImagemImagemImagemImagem

Avatar
brunopicinini
Mensagens: 14
Registrado em: 16 Jun 2009, 13:49
Contato:

09 Mar 2013, 23:56  

Olá amigos,

recentemente comecei uma viagem ao redor do sudeste da Ásia que vai durar mais ou menos 1 ano e meio. Agora estou indo para o meu 3° mês e quero comentar algo aqui bastante importante que aconteceu comigo.

Pois bem, no passado criei um outro tópico sobre a questão de vistos para a Tailândia. Quando estava comprando a passagem, estavam me EXIGINDO que eu comprasse uma passagem de volta para o Brasil dizendo que "era obrigatório para o visto".

Como pretendia viajar por um bom tempo e não tinha a MÍNIMA IDEIA de onde e quando voltaria, não me parecia fazer sentido eu ser obrigado a comprar uma passagem que eu não ia usar. Resolvi pesquisar ..

Liguei pra EMBAIXADA tailandesa e descobri que o que você precisa não é uma passagem de retorno para o Brasil e sim somente uma passagem de saída da Tailândia para qualquer outro lugar!! Seja essa por trem, avião, ônibus, barco,etc.

Ótimo.

Comprei uma passagem de trem de saída da Tailândia e conforme programado fui para Guarulhos para pegar meu vôo internacional com destino a Bangkok com parada em Barcelona e Singapura com a Singapore Airlines (sim, voo longo demais!). Chegando no aeroporto, me dirijo ao balcão, vou fazer meu check-in quando sou informado:

"O senhor precisa uma passagem de retorno para o Brasil para poder embarcar"


Comecei explicando que não precisava, que o que precisava era de uma passagem de saída, etc etc e também falei que havia ligado para a embaixada para confirmar. Nada feito.

Falei com Deus e o mundo aquele dia, chamei o supervisor do supervisor do supervisor e nop ... nada feito! Não queriam me deixar embacar de jeito nenhnum mesmo eu tendo certeza que eu estava certo!! O que mais me indignava era ouvir:

"É obrigação do passageiro pesquisar antes o que ele precisa para poder embarcar .."


P#%$A!!! Mas eu pesquisei e eu sei o que eu to falando!! Eles que estavam errados!!

"Mas no sistema tá pedindo isso!!"

"Não me interessa o que a m#^@a do sistema t;a dizendo! Tá errado!"


Sim nessa hora eu já comecei a perde a paciência porque meu tempo tava se esgotando e é absurdamente irritante quando alguém, que tem mais poder que tu, decide que tu não pode fazer algo que você tem certeza que pode. Eu não duvido que não caberia algum tipo de processo contra a Singapore Airlines pelo simples fato de eles terem INVENTADO uma lei e terem me tirado o meu direito de liberdade de ir e vir como eu bem entedesse. Especialmente PORQUE EU ESTAVA FAZENDO TUDO CORRETAMENTE!

Ela começou a exigir algum tipo de prova do que eu estava falando. Algo escrito ou alguem para confirmar. Só que infelizmente era sabado 1PM e a embaixada estava fechada. Era IMPOSSÍVEL eu conseguir alguma proav do que eu estava dizendo.

No final, tive que engolir meu oruglho, parar de espernear, fui lá e comprei mais uma passagem de volta pro Brasil pra depois pedir reembolso me custando estúpidos 100 euros pra fazer isso. Um dinheiro que eu não precisaria ter gasto ..

Já mandei email pro site da Singapore Airlines, mas nem resposta tive ...

Sei que parece exagero, mas se você já passou por uma situação parecida, então acho que você entende o quão indignado a gente consegue ficar. Eu estava raelmente numa posição onde eu não podia fazer praticamente NADA, não podia exercer meus direitos e fazer o que me era, POR LEI, liberado a fazer.

É realmente frustante ...

Bom fica o meu relato aqui para evitar que isso aconteça com alguém como aconteceu comigo. Se for fazer uma viagem parecida e não quiser comprar passagem de volta, você tem que dar um jeito de ter algum tipo de prova do que eu estou falando. Não sei se a embaixada fornece. De repente gravar em áudio, não sei ..

Ah detalhe, adivinha se alguém olhou a m#$%a da passagem quando cheguei na Tailândia!?!?!? Claro que não!! Sendo justo, nem pasasgem de saída eles pergunatram se eu tinha. Só precisava da vacina mesmo ..

Enfim, eu estava penasndo em algum jeito ligar pra singapore airlines pra pedir que eles me paguem meus 100 euros de volto que eu tive que gastar no reembolso estupido. Mas já mandei email e eles não responderam, e eu não to afim de fiacr no telefone com atendente explicando porque eu tenho razão ...

Brasil il il ... mais uma vez nós ganham no cansaço e nos deixam incapacitados de exercer nossos direitos ..

Abraços!
Empreendedor Digital
"Fazendo do seu laptop o seu escritório e do mundo a sua casa"

Viajando no sudeste da Ásia até Maio/2014. Se alguém estiver por aí e quiser combinar algo só avisar :)

Avatar
heka
Membro de Honra
Membro de Honra
Mensagens: 1186
Registrado em: 18 Fev 2007, 12:29
Localização: SP, Brasil

11 Mar 2013, 21:25  

Que situação chata! Mas isso é geral de pedirem a passagem de volta. Ja vi gente que ia pra America do Sul de avião mas voltava de outros meios e não deixaram embarcar sem a passagem de volta. Vc devia ter falado que não ia voltar pro Brasil rsrs, quem sabe assim não te deixavam embarcar.

Avatar
brunopicinini
Mensagens: 14
Registrado em: 16 Jun 2009, 13:49
Contato:

12 Mar 2013, 08:27  

Acho que não ia muda porque eles só querem saber se você tem como voltar pro Brasil. Entao por mais que eu falasse que não ia voltar pro Brasil, que era mais ou menos o que eu tava dizendo porque não sabia (nem sei na verdade) quando e de onde vou voltar, acho que não ia mudar.

Única coisa que eu podia ter feito que na hora comecei a ficar tao p da vida é que eu podia mostrar meu passaporte italiano e falar que eu ia viajar com esse. Ou na hora me ocorreu mas fiquei com medo de dai chegar na Tailandia e não ter os beneficios que tenho como brasileiro (3 meses de visto)

Enfim, deveria ter mostrado que acho que teria sido mais fácil

Mas que isso é uma filha da p***sse isso é :D
Empreendedor Digital
"Fazendo do seu laptop o seu escritório e do mundo a sua casa"

Viajando no sudeste da Ásia até Maio/2014. Se alguém estiver por aí e quiser combinar algo só avisar :)

Avatar
Quelarinha
Mensagens: 54
Registrado em: 08 Abr 2010, 15:11
Localização: Fafe, Portugal

14 Mar 2013, 17:25  

Bem, isso correu mesmo mal. Nunca ouvi ninguém falar que precisa de viagem de regresso para entrar na tailândia. Já lá entrei 2 vezes e nenhuma delas me pediram a viagem de regresso. Simplesmente carimbam o passaporte e está feito. Muito menos, alguém me impediu de embarcar por uma razão dessas...
Só me resta dizer que tiveste muito azar.
De resto, faz uma fastástica viagem ;)
Imagem Imagem Imagem Imagem Imagem Imagem Imagem Imagem Imagem Imagem Imagem Imagem Imagem Imagem Imagem Imagem Imagem Imagem Imagem Imagem Imagem Imagem Imagem Imagem

"Quando o homem tiver provado a sensação de voar, andará na terra com os olhos voltados para o céu, onde esteve e para onde desejará voltar."
Leonardo da Vinci

Avatar
clauch
Mensagens: 27
Registrado em: 13 Out 2010, 21:51
Contato:

23 Mar 2013, 12:10  

Bom, vc arriscou, pois uma passagem só de ida como essa não deve sair mais barata que uma passagem de ida e volta e vc ainda teve q gastar "apenas" 100 euros...

Comigo foi um pouco diferente, mas a intransigencia do povo da companhia aérea tb me deu dor de cabeça.

Aconteceu qdo estava indo de Hong Kong para a China com meu pai. O nome do meu pai é Chow Yam Keung, como ele é chinês o sobrenome vem antes e o nome por último e na hora de comprar a passagem qdo pediram nome e sobrenome eu dei: nome Keung, sobrenome: Chow, ai na passagem constava Keung Yam Chow e no passaporte constava Chow Yam Keung, o povo do check-in da China Southern simplesmente nao deixou meu pai embarcar enqto nao compramos um bilhete novo. E eu dizendo q já tinha vindo do BR até HK passando por Londres com a passagem do mesmo jeito e nao tinha dado nada, eles disseram q nao podia deixar meu pai embarcar com aquela passagem pq a polícia de HK nao ia permitir. Paguei um absurdo num bilhete novo e embarcamos.

Fiquei morrendo de medo com a volta para o BR (voltamos de HK como na vinda), afinal o bilhete tava igual ao que nao tinham deixado embarcar. Liguei pro BR pra tentar mudar o nome da passagem, mas isso é simplesmente impossivel... Na volta na hora do check-in com a British eu mega tensa e com medo (se o trecho HK-Pequim já tinha sido um absurdo, imagina HK-SP) e simplesmente nao deu NADA, passamos pela polícia e NADA tb... Ainda bem q a dor de cabeça só foi 1 vez!

O engraçado é q eu estive na Tailandia recentemente só que saindo de Cingapura para Phuket pela JetStar e em nenhum momento me pediram passagem de volta para qq lugar, eu até tinha, mas era de outra companhia e indo para o Laos.

Acho que tudo depende da Cia aérea q quer se resguardar e nao quer ouvir depois de alguma autoridade: como vc deixou essa pessoa embarcar sem visto, passagem ou algo que o valha. Ai eles criam essas regras idiotas. Mas é sempre bom ficar esperto...



  •   Informação
  • Quem está online

    Usuários navegando neste fórum: Nenhum usuário registrado e 0 visitante