Relatos de viagens pelos países do Sudeste Asiático: Tailândia, Vietnã, Timor-Leste, Singapura, Mianmar, Malásia, Laos, Indonésia, Filipinas, Brunei e Camboja
#1046497 por pedroleo
17 Jan 2015, 18:48
*** DIA 3 - DAY TRIP KANCHANANBURI E KAO SAN ROAD ***

No terceiro dia explorando a Tailândia, resolvi fazer uma day trip para a cidade de Kachananburi. Escolhi a cidade porque eu tenho um verdadeiro fascínio por histórias de guerras e em 1942, durante a Segunda Guerra Mundial, Kanchanaburi estava sob o controle das tropas japonesas. Foi lá que prisioneiros de guerra aliados e asiáticos foram forçados a construir uma ponte, mostrada no filme A Ponte do Rio Kwai. Quase metade dos prisioneiros que trabalharam no projeto morreram de maus tratos, doenças e acidentes. Assim uma day trip aqui seria inevitável. Meus planos iniciais seriam acordar cedo ir a Kanchanaburi, conhecer as cachoeiras de Erawan e a tarde ver a cidade e a famosa ponte, mas não deu certo. Acordei cedo e comprei um ticket em uma das muitas agencias da Kao San para a cidade por 200 Baht. Como a minivan pega diversas pessoas e atrasa sempre, cheguei um pouco tarde lá, então não deu tempo de ver o parque nacional de Erawan, assim resolvi explorar o lugar. Como a distancia entre os pontos de interesse era grande, resolvi contratar uma espécie de bicicleta conduzida por um Tailandês, foi barato e uma experiência ótima, além do que ele ficou comigo todo o dia e me esperava nos locais.

thebridgeontheriverkwaig.jpg
Filme homônimo sobre a ponte.
thebridgeontheriverkwaig.jpg (109.74 KiB) Exibido 2086 vezes


GOPR6168.jpg
Eu e o tuk tuk manual


Minha primeira parada foi no Kanchanaburi War Cemetery, onde estão enterrados as vítimas de guerra.

IMG_5764.jpg
War cemetary


Após a visita ao cemitério conheci o Death Raialway Museum e fui dar uma voltinha na cidade antes de ir ver a ponte. O meu taxista parou em alguns pontos legais da cidade, onde visitei alguns templos, escolas de monges e o Rio Kwai.

IMG_5725.jpg
Rio Kwai


Quando ele parou no principal templo da cidade, eu fui explorar o local e entrei nessa espécie de escola de monges. Sentei do lado e comecei a assistir a aula. Um monge mais velho ia ensinando cânticos, mantras e palavras religiosas as crianças. Quando eles me viram, não paravam de me olhar, acho que estavam vendo o primeiro estrangeiro por ali. Depois de observar uns 20 minutos sai porque já estava tirando a atenção dos alunos.

IMG_5731.jpg
Monjas e monges separados


IMG_5746.jpg
Noviças monjas
IMG_5746.jpg (466.45 KiB) Exibido 2086 vezes


IMG_5745.jpg
Little monks


"A história real de Kanchanaburi (oeste da Tailândia), durante a Segunda Guerra Mundial, começou no início de 1942, após o país ter declarado guerra à Grã Bretanha e aos EUA e permitido que tropas do Japão ocupassem seu território. Os japoneses planejaram construir, em cinco ou seis anos, uma ferrovia para ligar a Tailândia à Mayanmia (antiga Birmânia), incluindo uma ponte sobre o rio Kwai Yai, em Kanchanaburi. A obra terminou em menos de três anos e provocou a morte por maus-tratos ou doenças de cerca de 16 mil prisioneiros de guerra, além de 240 mil asiáticos, empregados na construção. O episódio virou sucesso no cinema na pele do coronel britânico Kol Nicholson, vivido por Alec Guiness em "A Ponte do Rio Kwai" --em versão bastante romanceada. O filme, rodado na verdade no Sri Lanka, além de ter ganho sete Oscars, conseguiu chamar a atenção para uma das regiões mais belas da Tailândia --ponto de partida para explorar as belezas naturais do país"

IMG_5774.jpg
A Famosa Ponte do "Rio que Cai", segundo o Faustão.


No final do passeio parei em uma feira local de Kachananburi, comi e dei uma voltinha para sentir o cheiro das carnes, aves, temperos e frutas do local. Uma experiência incrível, que vocês devem fazer ao final do passeio antes de voltar a Bangkok, é uma feira no mercado público de Kanchananburi.

IMG_5777.jpg
O Rei é o cara


Após a day trip peguei uma van na estação de ônibus de volta para Bangkok. Como era meu último dia na cidade, já que no outro dia iria ao Mianmar, resolvi explorar a Kao San Road. Essa rua é o famoso inferninho e ponto de turistas de Bangkok. Mas em uma comparação metafórica de Bangkok com a internet, a Kao San Road seria a internet usual e as entranhas mais profundas de Bangkok seria a "deep web", falo isso, porque a Kao San é algo para turista ver. Dizem que o verdadeiro submundo underground de Bangkok e da Tailândia no geral, é algo bem mais pesado e mais hardcore do que a gente vê na Kao San. Mas andar e se hospedar na Kao San é uma experiência incrível: barulho, turistas, bebidas, compras, comida e tudo que você possa imaginar, vale muito a visita.

IMG_5206.jpg
O Rei em todo lugar
IMG_5206.jpg (280.71 KiB) Exibido 2086 vezes


IMG_5209.jpg
Kao San
IMG_5209.jpg (334.57 KiB) Exibido 2086 vezes


IMG_5210.jpg
Ocidentalizei
IMG_5210.jpg (236.34 KiB) Exibido 2086 vezes


IMG_5211.jpg
Massagem por 200BAHT
IMG_5211.jpg (351.11 KiB) Exibido 2086 vezes


IMG_5217.jpg
Pad Thai por 60BAHT
IMG_5217.jpg (348.29 KiB) Exibido 2086 vezes


IMG_5219.jpg
Snacks
IMG_5219.jpg (454.26 KiB) Exibido 2086 vezes


IMG_5220.jpg
Sopinhas que matam a fome a qualquer hora
IMG_5220.jpg (370.29 KiB) Exibido 2086 vezes


IMG_5311.JPG
Dia de beaute na Kao San

#1049653 por fiasqui
24 Jan 2015, 13:32
cara....to contando os dias para minha viagem para la.....

a minha será nessa mesma pegada.... uns 60 a 90 dias por todo o sudeste asiatico...

estou pretendendo passar por tuuuuudo.... Malasia, Indonesia, Laos, Camboja, Vietnam etc...etc...etc...etc....

Voce pode postar um guia dia a dia da viagem e o local q vc estava? só para ter uma ideia de tempo msmo... e dos locais que voce passou?
#1049694 por pedroleo
24 Jan 2015, 15:18
*** DIAS 4/5 - YANGON ***

Sabendo que voltaria a Tailândia depois, meu roteiro foi baseado em uma ordem geográfica, então por questões de facilidade decidi ir logo a Burma. Mas minha história com o Myanmar é antiga, desde a adolescência lia sobre a história do "país dourado"e um dia saberia que chegaria aqui e finalmente aconteceu. Peguei um voo da AirAisa de Bangkok --> Yangon que me custou 40 doláres. O visto foi tirado o e-visa pela internet aqui no Brasil mesmo que me custou 50 doláres. Quanto a hospedagem fiquei no Sleep In Yangon, no bairro Chinatown e me custou 10 dolares/dia, com café da manhã típico e quase gourmet.

IMG_5321.jpg
Ocidentalizando no Aeoroporto de Bangkok.


10177257_827968953912399_8624927386760641749_n.jpg
"Olá Birmânia, Burma ou Myanmar. Sempre na minha adolescência pensava em um dia poder chegar aqui e cá estou. Um dos países que era mais fechado para o turismo no mundo, mas agora vejo sua modernidade arredia, sua beleza inigualável e o começo de sua abertura ao capitalismo (imagino que daqui a 10 anos não será assim. Que viveu e ainda vive fases conturbadas na sua história política , hoje adota o "socialismo" (que nem sequer eu achava que era assim), todos os homens usam saias (já vou comprar a minha kkkk) e todo mundo mastiga uma raiz com leite de rosas e os dentes ficam vermelhos (isso arde pra ca****). Meu sonho está se tropeçando em realidade, vou imergir nesse lugar com todas as minhas forças com uma japonesa fofa que conheci aqui no táxi e vai andar comigo na cidade.
10177257_827968953912399_8624927386760641749_n.jpg (43.78 KiB) Exibido 1963 vezes


IMG_5356.JPG
Primeira refeição no Myanmar.


11102_828506853858609_1300610643951938787_n.jpg
Rapaz, eu pensava que eu sabia bater perna, mas essa japonesa (Airi) se superou. Pense numas canelas de ferro, não tem quem aguente esse rojão não. Impossível. Kkkkk. PS. Ela era muito fofa, obrigado universo por colocar sempre pessoas de coração enorme em meu caminho.
11102_828506853858609_1300610643951938787_n.jpg (72.63 KiB) Exibido 1965 vezes


IMG_5956.jpg
O costume de usar saia (longyi) é bem interessante. Mulher usa saia e homem também. É um pedaço de pano, a maioria das vezes xadrez bem discreto, nunca com tênis ou bota (nike e adidas não chegou aqui, o capitalismo tá se instalando bem timidamente). Sempre com chinela ou sapato mais formal . Quando fui comprar a minha a vendedora não queria amarrar e depois de insistir, quando amarrou ficou uma merda. Kkkkk. Só homem sabe amarrar a saia de homem bem.


IMG_5389.JPG
Estava eu passando pra entrar numa das incontáveis belíssimas pagodas de Yangon, quando um grupo que estava jogando uma espécie de futvôlei me parou e me chamou. Perguntou de onde eu era e já sabe ne ? BRAGIL, NEYMAR, FUTEBOL, NEYMAR e mais NEYMAR. Foi uma festa só. Achando que todo brasileiro sabe jogar futebol, lá vai eu me atrever. Não é que eu não deixei derrubar nada. Acho que era o ambiente, a felicidade e a energia. É isso ai. Interagindo com os Birmaneses.


IMG_5782.jpg
Chinatown


IMG_5802.jpg
Uma das principais Pagodas de Yangon fica no meio da avenida principal.


IMG_5805.jpg
Free LOVE!


IMG_5814.jpg
"Quando vejo uma criança, ela inspira-me dois sentimentos: ternura, pelo que é, e respeito pelo que pode vir a ser." Pasteur.
IMG_5814.jpg (469.47 KiB) Exibido 1972 vezes


IMG_5815.jpg
Pausa pra foto e pros doces.


GOPR6204.jpg
Minha felicidade é latente aqui, as pessoas estão sempre de bem. Myanmar foi considerado um dos países mais felizes do mundo. Essa foto foi na escolinha dos monges que falei no outro post. Agora estou indo viajar para a Golden Rock com minha amiga japonesa. Até mais tarde e alegrem seu dia com esse sorriso sincero.


IMG_5995.jpg
"Já chegou Coca-Cola ai?" Pior piada de todas pra quem mora no interior. HAHAHA (No Myanmar já tem)


GOPR6184.jpg
Só andar e avistar uma pagoda reluzindo ao sol.


GOPR6232.jpg
Shwedagon Pagoda: por causa desse lugar Myanmar é conhecido como país dourado. Por causa dele também Glória Maria vive batendo ponto por aqui. Este lugar santo budista é o primeiro centro religioso da Birmânia, porque segundo a lenda, contem as relíquias de quatro antigos Budas, com oito cabelos do Buda Siddhartha Gautama, o cara. A torre principal tem quase 100 metros de altura e é cercado por outras 64 pagodas menores (para dar a volta completa eu passava 15 minutos). Na flecha encontra-se uma espécie de coroa, chamado "hti" em birmanês, onde estão penduradas as 1065 sinetas de ouro e 420 de prata e um catavento ornamentado com pedras preciosas. Ele termina com o "seinbu", uma pequena esfera de ouro incrustado com milhares de diamantes incluindo uma esmeralda de 76 quilates. Antes de entrar no complexo, os visitantes devem tirar os sapatos e verificar que estão vestidos convenavelmante. O fiéis geralmente vêm para rezar, prestar homenagem a Buda, agradecer os nats, invocar um destino favorável ou remir seus pecados (mau karma) para renascer em melhores condições. Para isso, realizam diferentes rituais, como fazer oferendas ou despejar água sobre uma estátua. Segundo o costume, eles dão a volta ao stupa no sentido horário (direção do movimento das agulhas do relógio). Fonte: Wikipedia


GOPR6245.jpg
Lindo, forte, emocionante.
GOPR6245.jpg (423.59 KiB) Exibido 1972 vezes


IMG_5842.jpg
Shwedagon Pagoda


IMG_5822.jpg
Esse momento foi a primeira vez que cai no choro em Myanmar. Eu vi varias pessoas em frente à esse Buda rezando e outras várias lavando ele. Fiquei observando por um bom tempo. Resolvi lavá-lo para atrair o que for de bom. Depois de lavar fui tirar a foto e um senhor que estava atrás do Buda me chamou, pegou minha mão e mandou eu tocar nas costas do Buda. Com uma flor começou a orar em mim, assim que ele fechou os olhos uma senhora que estava rezando começou a entoar um mantra repetitivamente, parecia um sincronismo enérgico indescritível. Foi algo mágico a oração e o mantra, parecia que tudo era pra mim naquele momento. Não me contive com tanta energia boa, foi tão forte que depois de agradecer a oração, sai e fui deitar mais à frente, como muitas pessoas fazem nos templos. Acho que dormi por umas duas horas, minha mente não aguentou tanta sinergia, só estando la para sentir o quanto tantas pessoas orando podem fazer num ambiente, indescritível.


IMG_6005.jpg
Dente do Buda, vigiado e sagrado.


IMG_5846.jpg
A fé pode ser definida, em resumo, como uma crença ilógica na ocorrência do improvável.


IMG_5852.jpg
Tudo aqui reluz de graça e cor.


IMG_5856.jpg
Monjas


GOPR6258.jpg
Grande Buda deitado de Yangon


GOPR6286.jpg
Aqui onde eles acreditam que está o dente do Buda.
GOPR6286.jpg (501.1 KiB) Exibido 1972 vezes


IMG_5997.jpg
Mais uma do Buda relaxando.


GOPR6300.jpg
Agradecendo.
GOPR6300.jpg (443.51 KiB) Exibido 1972 vezes


IMG_5872.jpg
Ritual: só acordar cedo e ver as doações de alimentos.


IMG_6024.jpg
As bhikkhuni: são as mulheres que são consagradas a vida monástica, ou seja, monjas. Acompanhá-las bem cedo, no seu ritual de doação de alimentos, foi uma das experiências incríveis do Myanmar


IMG_5901.jpg
Explosão de cores.


IMG_5904.jpg
Olhares Birmaneses


IMG_5930.jpg
Deli, mas pouco higiênico (who cares?)


IMG_5948.jpg
Mercado de Yangon, ótimo para compras e souvenirs (sempre negocie, o preço vai abixar muito).


IMG_5949.jpg
Tribos locais


IMG_5968.jpg
Nhaaaami (não é pega turista feito os da Kao San.)


GOPR6298.jpg
Essa foi minha Yangon, já amo e quero voltar!
GOPR6298.jpg (441.84 KiB) Exibido 1972 vezes
#1049899 por rodrigo_lm
25 Jan 2015, 10:53
Pedro, faz meses que venho pensando em partir em uma trip dessas, mas estava só pesquisando e tomando coragem. Seu relato me deu uma injeção de animo tremenda.

Esperando ansiosamente pelos próximos post, via me ajudar muito no planejamento ::otemo::

Abraços!!!
#1049956 por pedroleo
25 Jan 2015, 13:13
rodrigo_lm escreveu:Pedro, faz meses que venho pensando em partir em uma trip dessas, mas estava só pesquisando e tomando coragem. Seu relato me deu uma injeção de animo tremenda.

Esperando ansiosamente pelos próximos post, via me ajudar muito no planejamento ::otemo::

Abraços!!!


Valeu Rodrigo, estou fazendo o relato exatamente para incitar o pessoal a ter coragem a viajar. Essa trip é mais acessível do que você possa imaginar! Abraços.
#1049995 por pedroleo
25 Jan 2015, 15:37
*** DIA 6 - KYAIKTIYO PAGODA/GOLDEN ROCK ***

Depois de dormir dois dias em Yangon e já estando deslumbrado e totalmente apaixonado pelo exotismo e misticismo de Myanmar, não podia deixar de conhecer um dos lugares mais famosos e sagrados do país: a Pedra Dourada na Kyaiktiyo Pagoda. Para se chegar lá pegue um ônibus da bus station de Yangon, a duração da viagem é de mais ou menos umas 4 horas, então saia cedo. A cidade não tem nenhum atrativo e em um dia dá para conhecer o local. Porém se você quiser sentir a experiência mais incisiva ainda do que a que eu senti (e se você tiver tempo), indico dormir no local com os peregrinos: o por e nascer do sol juntamente com milhares de fiéis e devotos deve ser uma experiência inenarrável. Eu cheguei lá pela manhã, deixei minhas bagagens em um hotel, conheci o ponto de interesse, voltei a noite para a cidade e já peguei um ônibus para Mandalay a noite (passei a noite dormindo e de manhã cheguei). Agora conto e mostro um pouco mais de minha experiência:

GOPR6360.jpg
Na bus station


GOPR6369.jpg
Estava eu no ônibus esperando para viajar para a Golden Rock quando eu vejo essa senhora com uma bacia de batata doce e milho cozido na cabeça. Ela passou rápido e já estava lá na frente. Desci do ônibus e gritei: hey, hey. Pra que!? Juro pelos céus que todas as pessoas da rodoviária começaram a se amontoar em cima de mim. Um olhar curioso, dois, três e no fim uns dez. Imagino o que passa na cabeça deles: um barbado ocidental comprando nossos quitutes, interessante. Hahahah. Não foi um lanche, foi uma experiência, o máximo
GOPR6369.jpg (412.02 KiB) Exibido 1883 vezes


GOPR6366.jpg
Myanmar snacks
GOPR6366.jpg (450.8 KiB) Exibido 1883 vezes


IMG_6035.jpg


IMG_6040.jpg
1 dolar siiiiir


GOPR6375.jpg
Olhai a gente enfrentando o pau de arara, no aperto pra chegar à tão famosa Golden Rock. É um vai e vem de montanha de mais ou menos uma hora pra chegar la em cima, isso tudo eu digo que não são passeios e sim experiências


IMG_6042.jpg
Vendo a Golden Rock de longe.


IMG_6046.jpg
Traz boa sorte.


IMG_6047.jpg
Os fiéis


Cheguei na famosa Golden Rock, onde Glória Maria veio aqui milhões de vezes. A similitude com o Horto do Juazeiro do Norte é impressionante, para não dizer igual. Você viaja até o interior, pega um pau de arara com vários peregrinos e atravessa lindas montanhas e florestas até chegar na pedra. Onde você vê várias pessoas de fé e suas famílias acampando e idolatrando a relíquia religiosa, que é uma formação natural, para eles aqui, é o cabelo de Buda que segura a pedra sobre a outra. Mulher não entra, nem pode tocá-la, apenas homens. Eu toquei e tanta gente coloca folhas de ouro que já virou uma grossa casca, impressionante. Não quis dormir lá como os peregrinos, por falta de tempo, mas que vale a pena sentir essa fé, vale.

phpBB [video]


IMG_6056.jpg


GOPR6412.jpg
Sendo monge sem deixar de ser class.
GOPR6412.jpg (509.31 KiB) Exibido 1883 vezes


IMG_6075.jpg
No ladies!


IMG_6077.jpg
Foto típica Birmanesa.


IMG_6081.jpg


IMG_6087.jpg


IMG_6091.jpg
Olhares


IMG_6100.jpg
Clichet. HAHAH


IMG_6103.jpg
BOS$
IMG_6103.jpg (441.39 KiB) Exibido 1883 vezes


IMG_6116.jpg
Marcas de uma criança. Marcas de um início de vida em um país com uma enorme história.


IMG_6128.jpg
Os caminhos a golden rock nos mostram belíssimas paisagens.
IMG_6128.jpg (365.46 KiB) Exibido 1883 vezes


GOPR6415.jpg
Adeus, foi tudo lindo! Já quero voltar.


E ainda tem muito mais do Myanmar.

PS.: Alguém sabe me explicar como posso postar vídeos aqui no Fórum? Obrigado. =)
Editado pela última vez por pedroleo em 25 Jan 2015, 20:10, em um total de 1 vez.
#1050008 por pedroleo
25 Jan 2015, 16:16
DSS escreveu:Acompanhando! Tá ficando show!!

Pra postar videos, é só colocar o link do video no meio deste comandos: [video]Inserir o link do video no YouTube[/video]

::cool:: ::cool::


Valeu DSS, daqui a pouco tem mais. Obrigado pela dica de como postar vídeo, pensei que podia postar direto aqui no Fórum como as fotos! ::otemo::
#1060316 por pedroleo
21 Fev 2015, 11:46
*** DIA 7/8/9 - MANDALAY/INWA/AMARAPURA ***

Depois de ficar um dia na Golden Rock, decidi com minha amiga não dormir na cidade, foi apenas uma day-trip e a noite pegamos um ônibus noturno para Mandalay. O valor era de 14 dólares, por uma noite toda de viagem. Chegamos a cidade de manhã e ficamos em um Hotel no centro, já que na cidade, pelo que me recordo não possui hostels. O quarto para duas pessoas custou 20 dólares, em um hotel bem velho, mas nada que não possa suportar. Ao chegar na estação de ônibus é só perguntar e pedir a qualquer taxista para te deixar no hotel mais barato da cidade que ele vai fazer isso (e negociar a corrida é claro). Chegamos ao hotel, deixamos nossas coisas e já fomos explorar a cidade. Mandalay é aquela cidade que parou no tempo e aos poucos vai abrindo suas portas ao mundo. As pessoas, como em todo Myanmar te olham estranho, a comida é aquela de rua e o exotismo é constante. Como eu não repito de dizer, Myanmar é mais que uma viagem, é algo sensorial, uma verdadeira experiência. As fotos falas mais que eu.

IMG_6134.jpg


IMG_6135.jpg
Eu estou parado no tempo. Estou parado no tempo. Parado no tempo. No tempo. Tempo.


IMG_6142.jpg


IMG_6149.jpg


IMG_6150.jpg


IMG_6153.jpg


IMG_6160.jpg


IMG_6171.jpg


IMG_6185.jpg
#10 Mandalay: é a segunda maior cidade do Myanmar. É aquela coisa excêntrica que aviva nossos olhos com tanta religiosidade, beleza, cultura local e muita sinergia. Eu posso dizer que aqui você fica HIGH apenas caminhando poucos passos na cidade. I Love it.


IMG_6195.jpg


IMG_6191.jpg


IMG_6212.jpg


IMG_6222.jpg


Depois de conhecer a cidade de Mandalay, resolvemos conhecer duas cidades vizinhas e para isso alugamos um taxi para nos acompanhar todo o dia que nos custou 10 dolares cada (para duas pessoas, quanto mais, mais barato) o custo benefício é ótimo, já que as cidades são distantes e ele te leva pra conhecer os principais locais.
Inwa é uma cidade arqueologica que fica bem perto de Mandalay. A cidade, fundada por Thadomin Paya em 1364, foi a capital do Reino de Ava nos séculos XIV e XV. Com edificios religiosos imitando os de Pagan, viveu a idade de ouro da cultura birmanesa, ficou pouca coisa do seu esplendor, a maior parte dos seus monumentos foram arrasados por um terremoto em 1939, mas é uma visita que com certeza, vale a pena de se fazer. Explorar Ava com uma charrete e pagando apenas 6 dolares pelo passeio, é inenearrável.

IMG_6227.jpg


IMG_6250.jpg


IMG_6284.jpg


IMG_6291.jpg


IMG_6305.jpg


Amarapura ficou também inclusa no passeio e é o local da maior ponte de madeira do mundo.

IMG_6325.jpg
Ponte UBEIN a maior de madeira do mundo


Ponte U-Bein: "Para os moradores de um lago em Amarapura, o primeiro dia de lua cheia é especial porque eles acreditam que Buda teria nascido em um dia como esses.
Todo final de tarde, na cidade de Amarapura, em Mandalay, centenas de pessoas cruzam a ponte mais importante do país. A ponte U-bein é um dos grandes orgulhos de Myanmar. Ela tem 1.200 metros de comprimento e é toda de madeira. É a maior ponte de madeira do mundo. Ela fica sobre um lago que liga dois vilarejos. A ponte começou a ser erguida em 1847. Levou dois anos para ficar pronta. E tem 1.086 alicerces.
O grande barato é cruzar a ponte no fim de tarde para assistir o pôr do sol. Parece uma cerimônia, um ritual, mas é simplesmente mais uma grande exibição da natureza nessa terra dourada."

IMG_6339.jpg
Mandalay Hill, ótimo para finalizar o dia e ver um lindo por do sol.
IMG_6339.jpg (314.65 KiB) Exibido 1633 vezes


IMG_6360.jpg
Mandalay Hill


IMG_6391.jpg
E assim eu me despeço de Mandalay, emocionado, de alma lavada, com o coração aberto e o sorrisão no rosto. Eu vejo como a simplicidade e a felicidade é o que importa para essas pessoas, independente de viverem em um lugar com infra estrutura ou não. Até agora apenas Myanmar me fez chorar, esse lugar é emocionante e toca você.


IMG_6432.jpg


IMG_6439.jpg
Ruinas de Ava


IMG_6468.jpg
Conhecimento: a palavra mágica. Em um dos templos milenares de Inwa, esse todo de madeira, lá no cantinho tinha uma escolinha. Cheio de globos, mapas, cadernos, livros e o monge que devia ser o professor. Foi realmente sensacional ver que nos mais rincões da Ásia sempre tem alguém passando conhecimento e alguém recebendo-o, principalmente crianças. Conhecimento é a maior virtude que um ser humano pode receber. Você pode ter todo o dinheiro do mundo, se você não tem conhecimento e a cabeça minimamente aberta (expanda sua cabeça), você não tem nada e não dará nunca um passo à frente. Sempre agradeça a quem pode te dar conhecimento ou proporcionar isso a você, não há presente maior que esse, já diz vovó Jesus. Eu sempre agradeço a minha mãe e a minha avó por ter sempre me proporcionado o conhecimento e a oportunidade de tê-lo, sem um mínimo de reclamação por parte delas.


IMG_6447.jpg
Caminhos de Inwa


IMG_6502.jpg


IMG_6509.jpg
IMG_6509.jpg (503.45 KiB) Exibido 1633 vezes


GOPR6448.jpg


GOPR6457.jpg
GOPR6457.jpg (465.64 KiB) Exibido 1633 vezes


GOPR6474.jpg


GOPR6492.jpg


GOPR6624.jpg
Os oito mandamentos do Budismo: "A perfeita compreensão; a perfeita aspiração; a perfeita fala; a perfeita conduta; o perfeito meio de subsistência; o perfeito esforço; a perfeita atenção; a perfeita contemplação." Bom dia!
GOPR6624.jpg (416.85 KiB) Exibido 1633 vezes


GOPR6667.jpg
"If you don't know history, then you don't know anything. You are a leaf that doesn't know it is part of a tree."
#1070616 por pedroleo
22 Mar 2015, 13:49
** DIAS 10/11/12 - BAGAN **

Bagan, com toda a certeza, está no meu TOP ONE de toda a trip. Para chegar em Bagan, como sempre, basta pegar um ônibus noturno e de madrugada você já chegou na cidade. Primeiro, antes de tudo fique hospedado na Old Bagan, onde estão concentrados os hostels/hotels e tudo é bem próximo do complexo arqueológico. Ao entrar na velha Bagan, esteja preparado para pagar um ticket de manutenção de 15 dólares (preço bem barato pelo que a cidade pode te oferecer). Imprescindível também você alugar uma e-bike, coisa de 10 doláres por dia, fácil de andar e recarregável, você tem a facilidade de trocar e deixar a descarregada carregando. Paguei 25 dólares em um hostel com um qarto para duas pessoas, já que o dormitório estava lotado. Não fiz reserva, é só chegar lá, pedir para o taxista te deixar em um hotel barato e dito e feito.

Se prepare para uma cidade sem muitas estruturas: constantes apagões elétricos, muita comida de rua, muita falta de estrutura, mercados populares e etc. Mas esse é o charme da cidade. Pegue sua moto e vá explorá-la, pegue um mapa, vá conhecer os lugares, observe as pessoas, os locais, é algo muito belo a se fazer.

Bagan é um complexo de mais de 3 mil templos. Para percorrer esses templos, de todos os tamanhos e formas é necessário no mínimo 3 dias, queria ter ficado ao menos uma semana, a cidade parece que me atraia como um imã. Sagrado acordar todos os dias, colocar um fone de ouvido com Enya e ver o nascer do sol e a saida dos balões:é algo que vai te marcar por durante toda a sua vida. Assim como necessário ver o nascer é necessário ver o por-do-sol religiosamente. Em pelo menos um dia veja o por do sol em um templo lotado de turistas, mas nos outros fuja do mainstream e vá para algum que não exista uma concentração tão grande deles.

IMG_5553.JPG
Bagan e seus 3 mil templos


GOPR6680.jpg
Bom dia frio. Bom dia Bagan. Bom dia tudo valeu a pena.
GOPR6680.jpg (292.47 KiB) Exibido 1515 vezes


Você não vai se arrepender.

IMG_6536.jpg
"Chegamos em Bagan, a cidade dos três mil templos. Saímos de Yangon as 22 e estavamos aqui bem cedo da madrugada. Confirmei que mochileiro sofre. Pegamos um pau de arara e para entrar na zona arqueológica, onde fica nosso hostel precisa pagar algo em torno de 15 dólares. No carro tinha um escocês bêbado que não queria pagar. Ficou enrolando por mais de uma hora, até que resolveu descer pois disse que não tinha dinheiro. Chegamos no hostel, fechado. Check in apenas de manhã. Coloquei minha canga da Rave e dormi no chão por umas 2 horas quando resolvemos nos embrenhar pra ver o nascer do sol em cima de um famoso templo. Depois de nós perdemos, um monge nos ajudou e eu tirei a prova que Deus existe. Foi a coisa mais linda que vi até agora, de lá você consegue enxergar a maioria dos templos, junto com o por do sol e a saída dos balões. Meu Deus, inacreditável.
"

IMG_6536.jpg (339.27 KiB) Exibido 1515 vezes


IMG_6567.jpg
Nascer do sol, religiosamente eu vi isso todo dia.
IMG_6567.jpg (338.38 KiB) Exibido 1515 vezes


IMG_6552.jpg
Good morning Bagan.
IMG_6552.jpg (370.88 KiB) Exibido 1515 vezes


IMG_6579.jpg
IMG_6579.jpg (327.62 KiB) Exibido 1515 vezes


IMG_6584.jpg
Feirinhas de Bagan


IMG_6616.jpg
Os templos de Bagan são rústicos, de chão batido, mas que há um respeito muito grande dentro deles.


IMG_6590.jpg


IMG_6605.jpg
Cow


IMG_6626.jpg
Bagan ladies


IMG_6635.jpg
Oi
IMG_6635.jpg (312.39 KiB) Exibido 1515 vezes


IMG_6650.jpg
IMG_6650.jpg (322.63 KiB) Exibido 1515 vezes


IMG_6659.jpg
Bagan, amo.
IMG_6659.jpg (473.99 KiB) Exibido 1515 vezes


IMG_6677.jpg
O dia nascendo em Bagan
IMG_6677.jpg (362.95 KiB) Exibido 1515 vezes


IMG_6699.jpg
Pegue sua moto e explore as pequenas vilas de Bagan, coisa impressionante.


GOPR6689.jpg
Suado depois de se embrenhas em um dos 3 mil templos de Bagan.
GOPR6689.jpg (383.72 KiB) Exibido 1515 vezes


GOPR6715.jpg
E - bike


IMG_5555.PNG
Linda Bagan


phpBB [video]


IMG_5552.JPG
Comida de rua


IMG_5559.JPG
Por do sol concorrido, fuja dos turistas!


E assim eu me despeço do Myanmar. Essa vaigem foi algo que expandiu minha consciência a um nível tão absurdo que eu nunca imaginei um dia poder ser assim. O país estava até há alguns anos atrás fechado ao turismo e o capitalismo vai se instalando agora e aos poucos. Então é tudo novo a população, eu acredito que o turismo não será o mesmo daqui a alguns anos, como não foi a alguns anos atrás. Então quem tiver a oportunidade de conhecer esse país agora que vá e não o deixe de incluir em seu roteiro: é bonito, barato, sensorial e além de tudo surreal.

PS.: Desculpem a demora ao postar, mas estou em uma fase de concursos, mas sempre que der irei postando. Abraços!
#1075127 por Tallidubast
05 Abr 2015, 18:15
Olá, gostaria de agradecer por ter postado este relato tão rico em detalhes.
Estou planejando viajar para Tai, Vietnã e Camboja em novembro, serão 30 dias líquidos.
Sei que você ficou 60 dias, e tenho uma dúvida quanto ao orçamento.
Você acha que com 12 mil dilmas (fora passagem) dá pra ser feliz no sudeste asiático??
Obrigada,
Talli

Usuários navegando neste fórum: Nenhum usuário registrado e 1 visitante