Relatos de Viagens por 2 ou mais países da América do Sul

#1202470 por carlos.alberto1
13 Jul 2016, 19:47
daphine escreveu:Olá, muito bom seu post.
Gostaria de saber como se livrava dos policias para não pagar propina.
Irei fazer a América do sul também.


Olá, desculpa a demora mas tinha muito tempo que não entrava aqui no blog.
Então, essa questão da propina é bem sério para quem vai de carro.
Já tem dois anos que fiz essa viagem e hoje não faria algumas coisas que fiz na época, como por exemplo no meio do deserto, ficar uma hora sendo enrolado por dois policiais argentinos para não pagar um "café" de 100 reais.
O que eu fazia para escapar da maioria desses situações era dizer simplesmente que não tinha dinheiro, havia gastado tudo na última parada e precisa chegar em um caixa eletrônico para sacar.
Esse caso da Argentina foi o mais sério, pois era uma estrada isolada, rodamos por horas sem encontrar nenhum carro e os dois policias foram os que mais insistiram. Deixaram minha namorada no carro e me levaram para um contêiner que eles usavam como base. Lá ficaram falando que eu tinha que ter dois triângulos e iriam me dar uma multa de R$ 500,00 que teria que pagar na fronteira ou então poderia pagar a multa diretamente para eles, ai ficaria 100 reais.
Com eles eu não disse que não tinha dinheiro, eu insisti que queria que eles gerassem a multa que eu pagaria na aduana. Fiz isso pois logo saquei que a tal multa era só enganação, pois a fronteira com o Paraguai estava a apenas 100 km e na base deles não tinha computador, então não teria como a aduana ficar sabendo dessa multa, mesmo se alguém passasse lá todos os dias para recolher essas infrações.
Dentro da base deles vi que eles realmente tinham um bloco de multas, mas quando ficaram me ameaçando preencher eles pegaram um outro bloco, parecia apenas de anotação.
No fim perderam a paciência e me mandaram embora sem me entregar nada, nem uma multa falsa. Essa prática tinha lido na internet antes de viajar, e no tópico o rapaz explicou que eles não entregam nenhum tipo de comprovante de pagamento ou auto de infração pois eles podem ser usados como prova.

Na Bolívia tive um problema até mais sério mas resolveu em menos de 5 minutos e no fim pareceu mais tranquilo. Um policial não queria deixar eu cruzar para o Chile por falta de um suposto documento que era para ter tirado na entrada no pais. Mas logo ele pediu um cafezito, como estava de saída do país já entreguei logo todo dinheiro boliviano que estava sobrando, cerca de uns 40 reais. No restante do país fui parado em muitas blitz mas nenhuma pediu nada.

O mais escancarado é no Paraguai, fui parado diversas vezes e quase sempre pediam o cafezito. Mesmo falando que estava tudo ok eles pediam, como se fosse uma gorjeta.
Os que pediam já falava o valor, e nunca passava de 5 ou 10 reais, teve uns que pediram 2 reais.
Eu sai da Argentina e entrei no Paraguai eram umas 15 ou 16 da tarde e já ia direto para Foz do Iguaçu, então a maioria das abordagens aconteceram quando já estava escurecendo, eu cansado depois de dirigir mais de 6 horas seguidas e tudo que eu queria era chegar logo e evitar encrenca, então para praticamente todos. Até as 18 evitei todos falando que não tinha dinheiro, mas depois paguei todos e fui embora logo.
Mas para os que eu não paguei também não teve nenhum estresse, eu falava que não tinha dinheiro, eles davam um ok, mandavam seguir e nem fechavam a cara.

Usuários navegando neste fórum: Nenhum usuário registrado e 5 visitantes