ROTEIROS EUROPA: Dicas baseadas em dúvidas recorrentes

Roteiros de Viagem na Europa
Avatar
MarcosPereira
Membro de Honra
Membro de Honra
Mensagens: 3723
Registrado em: 08 Abr 2011, 22:59
Localização: Rio de Janeiro

04 Jan 2013, 23:00  

5 - achar que capitais ou cidades que mais ouviu falar são mais interessantes do que o resto

Parte desse erro é consciente, infelizmente. Muita gente viaja só para dizer para os outros que viajou. Então tem que citar lugares que todo mundo já ouviu falar, ainda que sejam lugares muito pouco atrativos perto de outros logo ali ao lado. Mesmo para esses, eu digo – você vai ter que mostrar a prova do crime, as fotos. Aí, quando comparar com as do seu vizinho, que foi para cidades que você nunca tinha ouvido falar, como Rothenburg ob der Tauber, vai bater aquela deprê.

Há também os que cometem esse erro porque achavam que visitar algo no interior da Itália era como um gringo aqui vir conhecer Pindamonhangaba do oeste, no interior do Amazonas. Lá na Europa o interior muitas vezes é bem preservado, bonito e organizado, com estrutura muito superior até mesmo a algumas de nossas capitais. Vale a pena investir mais tempo pesquisando, não só no Fórum Mochileiros, como nos guias de viagem e nos fóruns do exterior.

Porém, há quem faça consciente as escolhas das capitais e demais cidades grandes, como o cara que gosta de muita agitação e vida noturna. Não há nada de errado nisso, é questão de perfil, de se conhecer bem e descobrir o que realmente quer de sua viagem.

Avatar
MarcosPereira
Membro de Honra
Membro de Honra
Mensagens: 3723
Registrado em: 08 Abr 2011, 22:59
Localização: Rio de Janeiro

04 Jan 2013, 23:01  

6 - ignorar que, diferente do Brasil, as estações na Europa são bem definidas e afetam o roteiro. Ignorar, ainda, que determinadas datas comemorativas na Europa não funcionam da mesma forma que aqui.

O inverno é realmente muito frio, os preços são mais baixos e as ruas são mais vazias. Chove bastante e frequentemente neva. O verão é muito quente, mas não em todos os lugares. Os preços são mais altos, é altíssima temporada, época em que os europeus tiram férias (especialmente em agosto). Chove muito pouco, mas pode chover mais em regiões montanhosas. A primavera é seca, com a natureza mostrando muitas flores. Os preços são médios. O outono costuma ser bem chuvoso, os preços são médios e a natureza ganha tons de vermelho e marrom, bem especiais, que dificilmente você vê em outro continente.

Daí, fazer ilhas gregas no inverno, ou Suíça no verão pode não ser a melhor alternativa, ainda que seja a única época que você tenha para viajar e o lugar que você quer porque quer ver. Seja racional, o que você ver no roteiro, provavelmente vai gostar. A maioria gosta de tudo que vê.

Por fim, natal e ano-novo possuem suas peculiaridades. Alguns países são especializados em natal, possuindo a tradição de fazer feiras ao ar livre com atividades comemorativas, os chamados “Christmas Markets”. Com relação ao ano novo, o consenso que vejo é de que não há nada como o Brasil. Aqui, predomina a extroversão, a efusividade. Os europeus são mais fechados, frios. Muita gente sonha com réveillon mágico em Paris, como se fosse algo a superar Copacabana. Muita gente diz que não passa de uma ou outra coisa iluminada, com muita gente bêbada na rua fazendo besteira. Portanto, pesquise bem sobre cada lugar e avalie se vale mesmo a pena.

Avatar
MarcosPereira
Membro de Honra
Membro de Honra
Mensagens: 3723
Registrado em: 08 Abr 2011, 22:59
Localização: Rio de Janeiro

04 Jan 2013, 23:02  

7 - acrescentar destinos só porque as cidades do roteiro estão próximas de outros locais interessantes, ignorando o local onde já está

Esse é o famoso “nunca-cheguismo”, como definiu muito bem o Ricardo Freire, blogueiro e viajante muito experiente. Para não ser redundante, deixo o link para o texto dele.

http://www.viajenaviagem.com/2010/02/o- ... a-chega-2/

Avatar
MarcosPereira
Membro de Honra
Membro de Honra
Mensagens: 3723
Registrado em: 08 Abr 2011, 22:59
Localização: Rio de Janeiro

04 Jan 2013, 23:02  

8 - incluir os dias de chegada e saída da Europa na conta do roteiro, ignorando a influência do jet lag e os imprevistos com a imigração.

Muita gente mesmo acha que isso é frescura. Eu mesmo já fui um deles. Mas a real é que, mesmo que você chegue se sentindo descansado, uma hora ele vai bater. Não se passa impunemente 10, 12 horas num avião, com 4, 5 horas de fuso alterado. Uma hora o corpo cobra a dívida, até o fuso acertar. Não é raro as pessoas ainda sentirem os efeitos até uma semana depois, acordando sempre de ressaca e tendo dificuldade para dormir.

O ideal então é não programar nenhuma atividade para o primeiro dia, deixe livre e o que vier é lucro. Opções não vão faltar, apenas tente não fazer nada muito cansativo, durma e acorde no horário correto, para ir se acostumando. Quanto ao último dia, é de certa forma um dia estressante - mesmo quando o vôo é de noite, você faz checkout no hotel e chega com antecedência no aeroporto. Tem aquela preocupação de deixar as malas em algum lugar e vir buscar, além do cansaço acumulado da viagem. Novamente, o que você conseguir fazer será lucro, é melhor deixar para fazer as coisas mais legais nos outros dias.
Editado pela última vez por MarcosPereira em 07 Jan 2013, 15:51, em um total de 1 vez.

Avatar
MarcosPereira
Membro de Honra
Membro de Honra
Mensagens: 3723
Registrado em: 08 Abr 2011, 22:59
Localização: Rio de Janeiro

04 Jan 2013, 23:02  

9 - montar roteiro sem definir bem qual o próprio perfil de viajante, o que mais gosta de ver, o que menos gosta, as experiências anteriores e compatibilizar isso tudo com o perfil dos demais acompanhantes

O roteiro não é o mesmo para quem gosta de praia ou museu, boates varando a madrugada ou apenas bares, no início da noite. Se você vai solteiro ou acompanhado, se gosta de explorar bem os locais, ou se é turistão que só quer tirar fotos nos pontos turísticos pra se exibir pros amigos, se tem foco em arquitetura, atividades naturais, enfim. Muita coisa, que faz toda a diferença quando alguém posta um roteiro de 4 noites em Paris e pergunta se é suficiente.

Avatar
MarcosPereira
Membro de Honra
Membro de Honra
Mensagens: 3723
Registrado em: 08 Abr 2011, 22:59
Localização: Rio de Janeiro

04 Jan 2013, 23:03  

10 - ser impulsivo e/ou preguiçoso, menosprezando a importância do planejamento bem feito

Muitos pensam que basta ter a ideia de ir para a Europa, ter uma ideia vaga de onde ir, ver como se deslocar e acabou. É impossível montar um roteiro muito bom em poucos dias. É preciso ler muito, de diferentes fontes, é quase um trabalho final de graduação, hehe (brincadeira). Isso, é claro, para quem quer fazer direito, viajar de forma independente, aproveitando ao máximo e gastando o mínimo. Caso contrário, você pode optar por uma excursão da CVC.

Veja que isso não significa planejar cada passo que você vai dar, cronometrando sua passagem em cada lugar. Isso só vai te estressar e não ajuda em nada. Cuidado com os extremos.

Outra coisa é quando o sujeito já sai comprando passagem e reservando hospedagem sem ter certeza do que quer. Não é raro a pessoa se arrepender. Reserve apenas quando tiver certeza absoluta do roteiro. E compre a passagem aérea por último, a menos que seja realmente uma promoção incrível.
Editado pela última vez por MarcosPereira em 07 Jan 2013, 15:58, em um total de 1 vez.

Avatar
MarcosPereira
Membro de Honra
Membro de Honra
Mensagens: 3723
Registrado em: 08 Abr 2011, 22:59
Localização: Rio de Janeiro

04 Jan 2013, 23:04  

11 - deixar de pontuar ou ao menos agradecer quem o ajudou, pessoas que não recebem absolutamente nenhuma outra contraprestação por investirem seu tempo ajudando os outros.

Isso desanima muita gente, inclusive já recebi algumas mensagens de texto de colegas colaboradores que se diziam desanimados, perguntando se eu não sentia o mesmo. Vez ou outra eu sinto, sim e já pensei em largar o fórum algumas vezes por isso. Tem muita gente folgada por aí, que faz um monte de perguntas, não pesquisa nada, recebe a resposta, lê e se manda, ou então nem volta para ler, perguntou por perguntar.

Portanto, se você valoriza o trabalho voluntário dos fóruns, ao menos agradeça quem te ajudou e, de preferência, volte depois da viagem para dar sua contribuição, contando como foi e citando qual tipo de ajuda foi fundamental na sua viagem.

Avatar
Marcelle_Rangel
Mensagens: 36
Registrado em: 17 Jun 2012, 18:03

14 Jan 2013, 19:02  

Obrigada pelas dicas...são realmente muito boas!

Avatar
carol.lopez
Colaborador
Colaborador
Mensagens: 51
Registrado em: 25 Mai 2010, 14:57
Localização: São Paulo
Contato:

12 Fev 2013, 11:41  

Marcos,

Estou montando um roteiro de um mes entre Italia/França e Irlanda.
Simplesmente AMEI suas dicas! Fico orgulhosa em dizer que já estava seguindo algumas delas e quero agradecer por outras tantas q iria errar.
Muito obrigada MESMO!!!! ::otemo:: ::otemo::

E sua ideia de fazer um livro tá valendo hein!

Avatar
Anderson_Barros
Mensagens: 102
Registrado em: 02 Fev 2011, 10:17

12 Fev 2013, 20:59  

E ae Marcão .... sensacional o material que você postou, espero que os viajantes, mochileiros e os que dizem ser mochileiros possam seguir ao menos algumas das dicas que você mencionou para que todos possam aproveitar melhor o fórum e o deixe menos "poluído". ...

Forte abraço



  •   Informação
  • Quem está online

    Usuários navegando neste fórum: Nenhum usuário registrado e 3 visitantes